SlideShare uma empresa Scribd logo
Jean Piaget
Bruno Djvan
Henrique Bernardino
Jaína Miranda
Rodrigo Moura
Jean Piaget 1896- 1980
Universidade de Neuchâtel
Neuchâtel - Suíça
Algumas Publicações
• A construção do real na criança;
• A epistemologia genética;
• A evolução intelectual da adolescência á
vida adulta;
• A noção do tempo na criança;
• A práxis na criança.
Piaget subsidiava suas teorias a partir da
observação de seus filhos.
Piaget explica o processo cognitivo através de
schema.
Os esquemas são estruturas mentais, ou cognitivas,
pelas quais os indivíduos intelectualmente se adaptam
e organizam o meio. WADSWORTH (1996)
Esquema é uma estrutura cognitiva, que emerge da
integração de unidades mais simples e primitivas
em um todo mais amplo, mais organizado e mais
complexo. PULASKI (1986).
Os esquemas
Acredita- se que os esquemas cognitivos do adulto
são derivados dos esquemas sensórios-motores da
criança.
Os esquemas
Uma criança apresenta um certo número de esquemas.
A partir de um estímulo, ela assimila um evento a partir da
organização das suas percepções por esses esquemas.
Os esquemas
Assimilação e Acomodação
Processo cognitivo que consiste em colocar novos
objetos(informações) em esquemas já existentes.
Assimilação
Assimilação e Acomodação
Acomodação
É o aspecto da atividade cognitiva que modifica os
esquemas. Na acomodação a criança é forçada a mudar
seus esquemas.
Assimilação e Acomodação
O processo de equilibração não consiste em uma
simples volta ao ponto de partida, ele conduz em geral a
um estado melhor que o inicial, trazendo progresso.
Nessa orientação para melhoria, a construção do
conhecimento caracteriza uma equilibração majorante.
Desequilíbrio
Equilíbrio
Majorante
Assimilação e Acomodação
Fatores da Equilibração
• Todo o esquema de assimilação tende a
alimenta-se.
• Todo o esquema de assimilação é obrigado
a acomodar-se aos elementos que assimila.
Teoria da Equilibração Cognitiva
Formas básicas de equilibração
Formas básicas de equilibração
1. Equilibração entre a assimilação dos
esquemas e a acomodação dos mesmos ao
objeto;
2. Forma que assegura as interações entre os
esquemas e a totalidade;
3. Forma que assegura as interações entre os
esquemas.
Os estágios Cognitivos segundo Piaget
• Separação do Processo Cognitivo
• Aprendizagem
• Desenvolvimento
Fases de Transição Infantil
• Sensório motor(0-2 anos);
• Pré operatório(2-7, anos);
• Operatório-concreto(7-11 anos);
• Operatório-formal(12 anos -);
Sensório Motor
• Assimilação dos bebês ao meio;
• Noção de objetos,espaço,causalidade e
tempo;
• inteligência prática(através de ações).
Pré Operatório
• Substituição de um objeto ou acontecimento
por uma apresentação;
• Estágio da inteligência simbólica;
• Crianças egocêntricas;
• Não há relações com fatos;
Estágio: Operatório Concreto
Estágio: Operatório Concreto
• Acontece na idade entre os 8 aos 11 anos;
• Início das operações lógicas ;
• Marcado pelo pensamento reversível;
• Consolidação de noções de : Classificação, seriação e
conservação.
Segundo ( Piaget, 1957:40) :
“Chamaremos de reversibilidade a capacidade de executar
a mesma ação nos dois sentidos de percursos, mas tendo
a consciência que se trata da mesma ação.”
Estágio proporcional ou formal
Estágio Proporcional ou Formal
• Acontece a partir dos 12 anos;
• Auge do desenvolvimento cognitivo;
• Noções de Assimilação, acomodação e adaptação;
• Lógica das proposições.
“A assimilação e a acomodação são, portanto, os dois polos
de uma interação que se desenvolver entre o
organismo(sujeito) e o meio (objeto), a qual constitui a
condição indispensável de todo funcionamento biológico e
intelectual; e essa interação supõe, desde o início, um
equilíbrio entre as duas tendências dos polos opostos.”
( Piaget 1979:328)
Estágio: Proporcional ou Formal
Jean Piaget construiu uma Teoria Pedagógica fundada no
estudo da evolução do pensamento até a adolescência,
procurou entender os mecanismos mentais que o
indivíduo utiliza para captar o mundo. Investigou o
processo de construção do conhecimento.
Contribuições de Piaget para a Educação
• As crianças passam a construir seu mundo de acordo
com o que lhes é oferecida;
• Não vai se interessar a não ser por conteúdos que lhe
façam falta em termos cognitivos;
• Do estudo das concepções infantis de tempo, espaço,
causalidade física, movimento e velocidade, Piaget criou
um campo de investigação que denominou
epistemologia genética;
• Segundo ele,o conhecimento se dá por descobertas que
a própria criança faz;
• Educar, para Piaget, é “provocar a atividade”;
• O professor não deve pensar no que a criança é, mas
no que ela pode se tornar;
Contribuições de Piaget para a Educação
Piaget leva à conclusão de que o trabalho de
educar crianças não se refere tanto à transmissão
de conteúdos quanto a favorecer a atividade
mental do aluno e de forma interativa.
“ Professor não é o que ensina,
mas o que desperta no aluno a
vontade de aprender.”
Sir Jean William Fritz Piaget (1896 – 1980)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Débora Silveira
 
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: PiagetDesenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Manô Araújo
 
Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1
Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1
Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1
Jorge Barbosa
 
Henri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoriaHenri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoria
Thiago de Almeida
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
Luis Davi Salomao
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
LIMA, Alan Lucas de
 
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Cícero Quarto
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Henri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitosHenri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitos
Fabiano Santos
 
Henry wallon
Henry wallonHenry wallon
Henry wallon
Felipe Mago
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
Lusiane Carvalho da Silva
 
Epistemologia genética de jean piaget primeira parte
Epistemologia genética de jean piaget primeira parteEpistemologia genética de jean piaget primeira parte
Epistemologia genética de jean piaget primeira parte
Anaí Peña
 
Jean piaget
Jean piagetJean piaget
Jean piaget
Monique Teixeira
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
Elisms88
 
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piagetEstágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Anaí Peña
 
Slides a teoria de jean piaget 2011
Slides   a teoria de jean piaget 2011Slides   a teoria de jean piaget 2011
Slides a teoria de jean piaget 2011
MariaJoseBelemCordeiro
 
Desenvolvimento Humano Piaget 1
Desenvolvimento Humano Piaget 1Desenvolvimento Humano Piaget 1
Desenvolvimento Humano Piaget 1
Nilson Dias Castelano
 
Vygotski
VygotskiVygotski
Piaget fases
Piaget   fasesPiaget   fases
Piaget fases
Luzineide Oliveira
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
O Blog do Pedagogo
 

Mais procurados (20)

Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
 
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: PiagetDesenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
 
Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1
Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1
Piaget - Desenvolvimento Cognitivo 1
 
Henri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoriaHenri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoria
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
 
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Henri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitosHenri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitos
 
Henry wallon
Henry wallonHenry wallon
Henry wallon
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
 
Epistemologia genética de jean piaget primeira parte
Epistemologia genética de jean piaget primeira parteEpistemologia genética de jean piaget primeira parte
Epistemologia genética de jean piaget primeira parte
 
Jean piaget
Jean piagetJean piaget
Jean piaget
 
Fases do desenvolvimento - Piaget
Fases do desenvolvimento -  PiagetFases do desenvolvimento -  Piaget
Fases do desenvolvimento - Piaget
 
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piagetEstágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
 
Slides a teoria de jean piaget 2011
Slides   a teoria de jean piaget 2011Slides   a teoria de jean piaget 2011
Slides a teoria de jean piaget 2011
 
Desenvolvimento Humano Piaget 1
Desenvolvimento Humano Piaget 1Desenvolvimento Humano Piaget 1
Desenvolvimento Humano Piaget 1
 
Vygotski
VygotskiVygotski
Vygotski
 
Piaget fases
Piaget   fasesPiaget   fases
Piaget fases
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
 

Destaque

A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...
A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...
A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...
Adriana Ramos
 
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean PiagetOs estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
Tatati Semedo
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
Gil Pereira
 
Jean Piaget
Jean PiagetJean Piaget
Jean Piaget
Joemille Leal
 
Provas operatórias de piaget
Provas operatórias de piagetProvas operatórias de piaget
Provas operatórias de piaget
Gliciane S. Aragão
 
Jean piaget
Jean piagetJean piaget
Jean piaget
Escola
 
Comunicação não violenta pode transformar modelo punitivo das escolas
Comunicação não violenta pode transformar modelo  punitivo das escolasComunicação não violenta pode transformar modelo  punitivo das escolas
Comunicação não violenta pode transformar modelo punitivo das escolas
Stefanesantana
 
Teorias de piaget
Teorias de piagetTeorias de piaget
Teorias de piaget
Janaine_jls
 
Desenvolvimento Humano
Desenvolvimento HumanoDesenvolvimento Humano
Desenvolvimento Humano
Regina Trilho O Xavier
 
Fases do desenvolvimento piaget
Fases do desenvolvimento piagetFases do desenvolvimento piaget
Fases do desenvolvimento piaget
Guilherme Monteiro
 
Teoria da aprendizagem de vygotsky
Teoria da aprendizagem de vygotskyTeoria da aprendizagem de vygotsky
Teoria da aprendizagem de vygotsky
flaviamarquesmarques
 
O desenvolvimento cognitivo segundo piaget
O desenvolvimento cognitivo segundo piagetO desenvolvimento cognitivo segundo piaget
O desenvolvimento cognitivo segundo piaget
adrianamnf13
 
Esquema para construção de pesquisa
Esquema para construção de pesquisaEsquema para construção de pesquisa
Esquema para construção de pesquisa
mestrexy
 
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagemTeorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Lucas Vinícius
 
Piaget e a teoria do desenvolvimento
Piaget e a teoria do desenvolvimentoPiaget e a teoria do desenvolvimento
Piaget e a teoria do desenvolvimento
11CPTS
 
BIOGRAFIA DE JEAN PIAGET
BIOGRAFIA DE JEAN PIAGETBIOGRAFIA DE JEAN PIAGET
BIOGRAFIA DE JEAN PIAGET
odalysguajardo
 
Biografia de Piaget
Biografia de PiagetBiografia de Piaget
Biografia de Piaget
ericaevan
 
Jean william fritz piaget
Jean william fritz piagetJean william fritz piaget
Jean william fritz piaget
jahiralmendares
 
Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012
Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012
Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012
vera lúcia
 
Biografia de jean piaget
Biografia de jean piagetBiografia de jean piaget
Biografia de jean piaget
veralicepeq
 

Destaque (20)

A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...
A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...
A trama dos campos conceituais na construção dosA Trama dos Campos Conceituai...
 
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean PiagetOs estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
 
Jean Piaget
Jean PiagetJean Piaget
Jean Piaget
 
Provas operatórias de piaget
Provas operatórias de piagetProvas operatórias de piaget
Provas operatórias de piaget
 
Jean piaget
Jean piagetJean piaget
Jean piaget
 
Comunicação não violenta pode transformar modelo punitivo das escolas
Comunicação não violenta pode transformar modelo  punitivo das escolasComunicação não violenta pode transformar modelo  punitivo das escolas
Comunicação não violenta pode transformar modelo punitivo das escolas
 
Teorias de piaget
Teorias de piagetTeorias de piaget
Teorias de piaget
 
Desenvolvimento Humano
Desenvolvimento HumanoDesenvolvimento Humano
Desenvolvimento Humano
 
Fases do desenvolvimento piaget
Fases do desenvolvimento piagetFases do desenvolvimento piaget
Fases do desenvolvimento piaget
 
Teoria da aprendizagem de vygotsky
Teoria da aprendizagem de vygotskyTeoria da aprendizagem de vygotsky
Teoria da aprendizagem de vygotsky
 
O desenvolvimento cognitivo segundo piaget
O desenvolvimento cognitivo segundo piagetO desenvolvimento cognitivo segundo piaget
O desenvolvimento cognitivo segundo piaget
 
Esquema para construção de pesquisa
Esquema para construção de pesquisaEsquema para construção de pesquisa
Esquema para construção de pesquisa
 
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagemTeorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
 
Piaget e a teoria do desenvolvimento
Piaget e a teoria do desenvolvimentoPiaget e a teoria do desenvolvimento
Piaget e a teoria do desenvolvimento
 
BIOGRAFIA DE JEAN PIAGET
BIOGRAFIA DE JEAN PIAGETBIOGRAFIA DE JEAN PIAGET
BIOGRAFIA DE JEAN PIAGET
 
Biografia de Piaget
Biografia de PiagetBiografia de Piaget
Biografia de Piaget
 
Jean william fritz piaget
Jean william fritz piagetJean william fritz piaget
Jean william fritz piaget
 
Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012
Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012
Contribuições de piaget e vygotski para a educação 2012
 
Biografia de jean piaget
Biografia de jean piagetBiografia de jean piaget
Biografia de jean piaget
 

Semelhante a 1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias

Jean piaget 1
Jean piaget  1Jean piaget  1
Jean piaget 1
Felipe Mago
 
26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe
26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe
26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe
Kualo Kala
 
Gean Piaget o gênio Henrique A. G.
Gean Piaget o gênio Henrique A. G.    Gean Piaget o gênio Henrique A. G.
Gean Piaget o gênio Henrique A. G.
raimundoxexe
 
Epistemologia Genética de Jean Piaget
Epistemologia Genética de Jean PiagetEpistemologia Genética de Jean Piaget
Epistemologia Genética de Jean Piaget
Lucila Pesce
 
Teorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalhoTeorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalho
Roseli2012
 
Apresentação da Teoria de Piaget - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...
Apresentação  da Teoria de Piaget  - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...Apresentação  da Teoria de Piaget  - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...
Apresentação da Teoria de Piaget - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...
delicia2
 
Apresent..
 Apresent.. Apresent..
Apresent..
Ana Pereira
 
JEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdf
JEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdfJEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdf
JEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdf
DAYNACON DE OLIVEIRA
 
AD1 2023.02 DIDÁTICA.pdf
AD1 2023.02 DIDÁTICA.pdfAD1 2023.02 DIDÁTICA.pdf
AD1 2023.02 DIDÁTICA.pdf
ilcilaine Sobrenome
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
angelafreire
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
angelafreire
 
30 123-1-pb
30 123-1-pb30 123-1-pb
30 123-1-pb
MyrnaMazzei1970
 
Psicologia da edc.
Psicologia da edc.Psicologia da edc.
Psicologia da edc.
Regina Oliveira
 
Psicologia genética piaget
Psicologia genética   piagetPsicologia genética   piaget
Psicologia genética piaget
CRIS TORRES
 
Jean Piaget - Profª. Nani
Jean Piaget - Profª. NaniJean Piaget - Profª. Nani
Jean Piaget - Profª. Nani
Anne Muniz
 
Construtivismo piaget
Construtivismo  piagetConstrutivismo  piaget
Construtivismo piaget
camila schurtz
 
Piaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenéticaPiaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenética
Thiago de Almeida
 
AD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptx
AD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptxAD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptx
AD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptx
AlineGomes255422
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
Diana Mendes
 
''O desenvolvimento cognitivo a teoria de piaget e a visão de vygotsky''
''O desenvolvimento cognitivo  a teoria de piaget e a visão de vygotsky''''O desenvolvimento cognitivo  a teoria de piaget e a visão de vygotsky''
''O desenvolvimento cognitivo a teoria de piaget e a visão de vygotsky''
Francisco Nascimento
 

Semelhante a 1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias (20)

Jean piaget 1
Jean piaget  1Jean piaget  1
Jean piaget 1
 
26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe
26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe
26616 teoricos da_aprendizagem_nzroe
 
Gean Piaget o gênio Henrique A. G.
Gean Piaget o gênio Henrique A. G.    Gean Piaget o gênio Henrique A. G.
Gean Piaget o gênio Henrique A. G.
 
Epistemologia Genética de Jean Piaget
Epistemologia Genética de Jean PiagetEpistemologia Genética de Jean Piaget
Epistemologia Genética de Jean Piaget
 
Teorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalhoTeorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalho
 
Apresentação da Teoria de Piaget - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...
Apresentação  da Teoria de Piaget  - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...Apresentação  da Teoria de Piaget  - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...
Apresentação da Teoria de Piaget - Os Períodos de Desenvolvimento da crianç...
 
Apresent..
 Apresent.. Apresent..
Apresent..
 
JEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdf
JEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdfJEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdf
JEAN PIAGET E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.pdf
 
AD1 2023.02 DIDÁTICA.pdf
AD1 2023.02 DIDÁTICA.pdfAD1 2023.02 DIDÁTICA.pdf
AD1 2023.02 DIDÁTICA.pdf
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
 
30 123-1-pb
30 123-1-pb30 123-1-pb
30 123-1-pb
 
Psicologia da edc.
Psicologia da edc.Psicologia da edc.
Psicologia da edc.
 
Psicologia genética piaget
Psicologia genética   piagetPsicologia genética   piaget
Psicologia genética piaget
 
Jean Piaget - Profª. Nani
Jean Piaget - Profª. NaniJean Piaget - Profª. Nani
Jean Piaget - Profª. Nani
 
Construtivismo piaget
Construtivismo  piagetConstrutivismo  piaget
Construtivismo piaget
 
Piaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenéticaPiaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenética
 
AD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptx
AD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptxAD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptx
AD 1-DIDÁTICA-Jean Piaget.pptx
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 
''O desenvolvimento cognitivo a teoria de piaget e a visão de vygotsky''
''O desenvolvimento cognitivo  a teoria de piaget e a visão de vygotsky''''O desenvolvimento cognitivo  a teoria de piaget e a visão de vygotsky''
''O desenvolvimento cognitivo a teoria de piaget e a visão de vygotsky''
 

Mais de Bruno Djvan Ramos Barbosa

TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMATRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Sistema Reprodutor Comparado - Fisiologia Comparada
Sistema Reprodutor Comparado - Fisiologia ComparadaSistema Reprodutor Comparado - Fisiologia Comparada
Sistema Reprodutor Comparado - Fisiologia Comparada
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Umbuzeiro - Caatinga
Umbuzeiro - Caatinga Umbuzeiro - Caatinga
Umbuzeiro - Caatinga
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Síndrome de Down
Síndrome de Down Síndrome de Down
Síndrome de Down
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IVEducação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
cactáceas da caatinga
cactáceas da caatinga cactáceas da caatinga
cactáceas da caatinga
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...
Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...
Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Água nas Plantas
Água nas PlantasÁgua nas Plantas
Água nas Plantas
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Aplicação da Geoestatística em Ciências Agrarias
Aplicação da Geoestatística em Ciências AgrariasAplicação da Geoestatística em Ciências Agrarias
Aplicação da Geoestatística em Ciências Agrarias
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 7
Relações hídricas parte 7Relações hídricas parte 7
Relações hídricas parte 7
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas
Relações hídricasRelações hídricas
Relações hídricas
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 13
Relações hídricas parte 13Relações hídricas parte 13
Relações hídricas parte 13
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 12
Relações hídricas parte 12Relações hídricas parte 12
Relações hídricas parte 12
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 11
Relações hídricas parte 11Relações hídricas parte 11
Relações hídricas parte 11
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 10
Relações hídricas parte 10Relações hídricas parte 10
Relações hídricas parte 10
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 9
Relações hídricas parte 9Relações hídricas parte 9
Relações hídricas parte 9
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 8
Relações hídricas parte 8Relações hídricas parte 8
Relações hídricas parte 8
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Relações hídricas parte 5
Relações hídricas parte 5Relações hídricas parte 5
Relações hídricas parte 5
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 

Mais de Bruno Djvan Ramos Barbosa (20)

TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMATRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
 
Sistema Reprodutor Comparado - Fisiologia Comparada
Sistema Reprodutor Comparado - Fisiologia ComparadaSistema Reprodutor Comparado - Fisiologia Comparada
Sistema Reprodutor Comparado - Fisiologia Comparada
 
Umbuzeiro - Caatinga
Umbuzeiro - Caatinga Umbuzeiro - Caatinga
Umbuzeiro - Caatinga
 
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
 
Síndrome de Down
Síndrome de Down Síndrome de Down
Síndrome de Down
 
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IVEducação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
Educação sexual - Estágio Supervisionado III e IV
 
cactáceas da caatinga
cactáceas da caatinga cactáceas da caatinga
cactáceas da caatinga
 
Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...
Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...
Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado ...
 
Água nas Plantas
Água nas PlantasÁgua nas Plantas
Água nas Plantas
 
Aplicação da Geoestatística em Ciências Agrarias
Aplicação da Geoestatística em Ciências AgrariasAplicação da Geoestatística em Ciências Agrarias
Aplicação da Geoestatística em Ciências Agrarias
 
Relações hídricas parte 7
Relações hídricas parte 7Relações hídricas parte 7
Relações hídricas parte 7
 
Relações hídricas
Relações hídricasRelações hídricas
Relações hídricas
 
Relações hídricas parte 13
Relações hídricas parte 13Relações hídricas parte 13
Relações hídricas parte 13
 
Relações hídricas parte 12
Relações hídricas parte 12Relações hídricas parte 12
Relações hídricas parte 12
 
Relações hídricas parte 11
Relações hídricas parte 11Relações hídricas parte 11
Relações hídricas parte 11
 
Relações hídricas parte 10
Relações hídricas parte 10Relações hídricas parte 10
Relações hídricas parte 10
 
Relações hídricas parte 9
Relações hídricas parte 9Relações hídricas parte 9
Relações hídricas parte 9
 
Relações hídricas parte 8
Relações hídricas parte 8Relações hídricas parte 8
Relações hídricas parte 8
 
Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6
 
Relações hídricas parte 5
Relações hídricas parte 5Relações hídricas parte 5
Relações hídricas parte 5
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 

1 - Jean Piaget - Histórias e suas Teorias

  • 1. Jean Piaget Bruno Djvan Henrique Bernardino Jaína Miranda Rodrigo Moura
  • 4. Algumas Publicações • A construção do real na criança; • A epistemologia genética; • A evolução intelectual da adolescência á vida adulta; • A noção do tempo na criança; • A práxis na criança.
  • 5. Piaget subsidiava suas teorias a partir da observação de seus filhos.
  • 6. Piaget explica o processo cognitivo através de schema. Os esquemas são estruturas mentais, ou cognitivas, pelas quais os indivíduos intelectualmente se adaptam e organizam o meio. WADSWORTH (1996) Esquema é uma estrutura cognitiva, que emerge da integração de unidades mais simples e primitivas em um todo mais amplo, mais organizado e mais complexo. PULASKI (1986). Os esquemas
  • 7. Acredita- se que os esquemas cognitivos do adulto são derivados dos esquemas sensórios-motores da criança. Os esquemas
  • 8. Uma criança apresenta um certo número de esquemas. A partir de um estímulo, ela assimila um evento a partir da organização das suas percepções por esses esquemas. Os esquemas
  • 10. Processo cognitivo que consiste em colocar novos objetos(informações) em esquemas já existentes. Assimilação Assimilação e Acomodação
  • 11. Acomodação É o aspecto da atividade cognitiva que modifica os esquemas. Na acomodação a criança é forçada a mudar seus esquemas. Assimilação e Acomodação
  • 12. O processo de equilibração não consiste em uma simples volta ao ponto de partida, ele conduz em geral a um estado melhor que o inicial, trazendo progresso. Nessa orientação para melhoria, a construção do conhecimento caracteriza uma equilibração majorante. Desequilíbrio Equilíbrio Majorante Assimilação e Acomodação
  • 13. Fatores da Equilibração • Todo o esquema de assimilação tende a alimenta-se. • Todo o esquema de assimilação é obrigado a acomodar-se aos elementos que assimila.
  • 15. Formas básicas de equilibração
  • 16. Formas básicas de equilibração 1. Equilibração entre a assimilação dos esquemas e a acomodação dos mesmos ao objeto; 2. Forma que assegura as interações entre os esquemas e a totalidade; 3. Forma que assegura as interações entre os esquemas.
  • 17. Os estágios Cognitivos segundo Piaget • Separação do Processo Cognitivo • Aprendizagem • Desenvolvimento
  • 18. Fases de Transição Infantil • Sensório motor(0-2 anos); • Pré operatório(2-7, anos); • Operatório-concreto(7-11 anos); • Operatório-formal(12 anos -);
  • 19. Sensório Motor • Assimilação dos bebês ao meio; • Noção de objetos,espaço,causalidade e tempo; • inteligência prática(através de ações).
  • 20. Pré Operatório • Substituição de um objeto ou acontecimento por uma apresentação; • Estágio da inteligência simbólica; • Crianças egocêntricas; • Não há relações com fatos;
  • 22. Estágio: Operatório Concreto • Acontece na idade entre os 8 aos 11 anos; • Início das operações lógicas ; • Marcado pelo pensamento reversível; • Consolidação de noções de : Classificação, seriação e conservação. Segundo ( Piaget, 1957:40) : “Chamaremos de reversibilidade a capacidade de executar a mesma ação nos dois sentidos de percursos, mas tendo a consciência que se trata da mesma ação.”
  • 24. Estágio Proporcional ou Formal • Acontece a partir dos 12 anos; • Auge do desenvolvimento cognitivo; • Noções de Assimilação, acomodação e adaptação; • Lógica das proposições. “A assimilação e a acomodação são, portanto, os dois polos de uma interação que se desenvolver entre o organismo(sujeito) e o meio (objeto), a qual constitui a condição indispensável de todo funcionamento biológico e intelectual; e essa interação supõe, desde o início, um equilíbrio entre as duas tendências dos polos opostos.” ( Piaget 1979:328)
  • 25. Estágio: Proporcional ou Formal Jean Piaget construiu uma Teoria Pedagógica fundada no estudo da evolução do pensamento até a adolescência, procurou entender os mecanismos mentais que o indivíduo utiliza para captar o mundo. Investigou o processo de construção do conhecimento.
  • 26. Contribuições de Piaget para a Educação • As crianças passam a construir seu mundo de acordo com o que lhes é oferecida; • Não vai se interessar a não ser por conteúdos que lhe façam falta em termos cognitivos; • Do estudo das concepções infantis de tempo, espaço, causalidade física, movimento e velocidade, Piaget criou um campo de investigação que denominou epistemologia genética; • Segundo ele,o conhecimento se dá por descobertas que a própria criança faz; • Educar, para Piaget, é “provocar a atividade”; • O professor não deve pensar no que a criança é, mas no que ela pode se tornar;
  • 27. Contribuições de Piaget para a Educação Piaget leva à conclusão de que o trabalho de educar crianças não se refere tanto à transmissão de conteúdos quanto a favorecer a atividade mental do aluno e de forma interativa.
  • 28. “ Professor não é o que ensina, mas o que desperta no aluno a vontade de aprender.” Sir Jean William Fritz Piaget (1896 – 1980)