SlideShare uma empresa Scribd logo
JOGOS NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICAJOGOS NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
JOGOS NA ALFABETIZAÇÃO
MATEMÁTICA
Autores:
Anne Heloíse C. Stelmastchuk Sobbczak
Emerson Rolkouski
Justina C. Motter Maccarini
JOGOS NA ALFABETIZAÇÃO
MATEMÁTICA
Autores:
Anne Heloíse C. Stelmastchuk Sobbczak
Emerson Rolkouski
Justina C. Motter Maccarini
APRESENTAÇÃO
O caderno “Jogos na Alfabetização
Matemática” apresenta alguns jogos que
têm como objetivo auxiliar no trabalho com
a Alfabetização Matemática.
Pressupondo que:
– O jogo em sala de aula não pode ser visto como
um mero passatempo;
– Visa a auxiliar o trabalho pedagógico;
– Ampliar as potencialidades do uso de jogos no
desenvolvimento dos conceitos matemáticos.
O caderno “Jogos na Alfabetização
Matemática” apresenta alguns jogos que
têm como objetivo auxiliar no trabalho com
a Alfabetização Matemática.
Pressupondo que:
– O jogo em sala de aula não pode ser visto como
um mero passatempo;
– Visa a auxiliar o trabalho pedagógico;
– Ampliar as potencialidades do uso de jogos no
desenvolvimento dos conceitos matemáticos.
Parte I – Jogos na Educação
Matemática
A utilização de jogos e brincadeiras na escola, com
a finalidade explícita de ensinar, data de meados do
século XIX. Considerado como o fundador dos
jardins de infância, Friderich Froebel, já naquela
época, defendia o seu uso em sala de aula.
O jogo pode propiciar a construção de
conhecimentos novos, um aprofundamento do que
foi trabalhado ou ainda, a revisão de conceitos já
aprendidos, servindo como um momento de
avaliação processual pelo professor e de
autoavaliação pelo aluno.
• Trabalhado de forma
adequada, o jogo
possibilita aos alunos
desenvolver a
capacidade de
organização, análise,
reflexão e
argumentação, uma
série de atitudes como:
aprender a ganhar e a
lidar com o perder,
aprender a trabalhar em
equipe, respeitar regras,
entre outras.
Para que o ato de
jogar na sala de
aula se caracterize
como uma
metodologia que
favoreça a
aprendizagem, o
papel do professor
é essencial.
Encaminhamentos Metodológicos
• É importante observar que toda metodologia utilizada em sala
de aula requer um planejamento e uma postura coerente de
alunos e professores.
• Ao utilizar os jogos na sala de aula, não é possível exigir
silêncio, sobretudo quando trabalhamos com crianças.
• Tais atitudes também são decorrentes do fato de que jogos, de
modo geral, envolvem competição entre os participantes. No
entanto, o professor poderá direcionar a atenção das crianças
para o conhecimento construído, além de outras
possibilidades.
Na utilização do jogo na sala de
aula é importante:
• Se preparar para as
situações que podem
ocorrer durante o jogo,
tanto do ponto de vista
pedagógico como do
ponto de vista das
atitudes em sala de aula.
• o professor deverá
conhecer o jogo com o
qual irá trabalhar.
Um jogo que a princípio pode parecer ingênuo
pode se revelar um potencial disparador de
situações-problema interessantes, ao mesmo
tempo em que jogos sofisticados podem se
mostrar inadequados ou insuficientes para o
trabalho em sala de aula. Simples jogos de
tabuleiro, podem ser adaptados para
interessantes trabalhos com as seqüências
numéricas, campo aditivo e campo
multiplicativo, etc. Por outro lado, um jogo em
que as regras são complexas, demanda um
valioso tempo somente para que os alunos as
compreendam, diminuindo assim sua
potencialidade.
Iniciando o Jogo
Conforme o nível de desenvolvimento dos
alunos, o professor poderá ler as regras
juntamente com eles ou pedir que leiam
individualmente, para depois discuti-las, tanto
para verificar se todos as compreenderam
quanto, para problematizá-las, se julgar
conveniente. Caso seja um jogo de tabuleiro, é
importante que as crianças procurem identificar
o porquê do tabuleiro ser daquela maneira.
Por exemplo, no jogo “Pintando o sete”, as
crianças são solicitadas a cobrir os números
de acordo com a soma de dois dados
comuns. O tabuleiro do jogo é mostrado a
seguir.
2 3 4 5 6
8 9 10 11 12
7 7 7 7 7 7 7
Orientações para o jogo:
• Chama a atenção o fato de o tabuleiro
não possuir o número 1.
• Compreendidas as regras e reconhecidos
o tabuleiro e as peças que o compõem, é
hora de constituir os grupos.
• Hora de iniciar o jogo. A pergunta é
clássica: Quem começa? Eis um bom
motivo para explorar várias maneiras de
sorteio.
Escolhido quem iniciará a partida, poderemos escolher de
maneiras similares quem irá marcar os pontos e como
será feito o registro.
Pode-se propor tabelas simples a serem preenchidas com
risquinhos.
CARLOS MARIA
Dependendo do jogo, pode ser conveniente transformar a tabela acima
indicada em uma tabela de dupla entrada.
Carlos Maria
Primeira rodada
Segunda rodada
Terceira rodada
Total
Durante o Jogo
Defendemos que o jogo deve ser utilizado em toda
a sua potencialidade pedagógica. Para isso, é
essencial que o professor acompanhe as
equipes durante os momentos em que o estiver
utilizando. É importante ficar atento para as
dificuldades e a postura das crianças em
relação aos problemas matemáticos que
ocorrem naturalmente durante esse tipo de
atividade.
Depois do Jogo
• Ao término do jogo, é importante
proporcionar um momento de socialização
das impressões e de reflexão sobre o que
se aprendeu de Matemática.
• Tal momento se torna importante por
permitir que os conceitos envolvidos
durante o jogo sejam explorados.
Depois do jogo
• Ao término do jogo, é importante proporcionar
um momento de socialização das impressões e
de reflexão sobre o que se aprendeu de
Matemática.
• Tal momento se torna importante por permitir
que os conceitos envolvidos durante o jogo
sejam explorados.
• Pode-se pedir às crianças que socializem suas
pontuações com os colegas da turma,
registrando-as em papel bobina (em algumas
regiões se diz papel craft ou pardo) ou no
quadro.
Em algumas situações é interessante propiciar
maneiras diferentes de representação dos pontos,
explorando diferentes tipos de registro. Por
exemplo, os pontos do jogo de boliche foram
registrados da seguinte forma:
O professor poderá construir com os alunos um
gráfico de colunas no caderno de folhas
quadriculadas, para transpor os pontos da tabela
acima para um gráfico.
• Como forma de avaliação da contribuição do
jogo, pode-se criar uma situação fictícia e
discutir com as crianças sobre qual jogador
está em vantagem, ou ainda qual, entre os
jogadores, eles acreditam que irá ganhar o
jogo e o porquê.
• Ao final dos jogos, é particularmente
interessante a construção de relatórios escritos
sobre o que aconteceu e o que foi aprendido.
Avaliando os alunos
em situação de jogo
Os momentos de jogos podem e devem
também se constituir em momentos de
avaliação. Há possibilidades de avaliação
que são particulares de cada jogo. Para
auxiliar o professor no que diz respeito a
essa situação, criamos uma seção,
denominada Problematizando, na qual
descrevemos alguns questionamentos
que podem ser feitos e ampliados para
cada jogo.
Há, também, possibilidades pertinentes a toda
situação de jogo e que podem servir para a
elaboração de fichas avaliativas de cada aluno.
Para tanto, é importante observar:
a) a postura do aluno com relação à própria
atividade de jogo, no que diz respeito a:
ganhar, perder, colaborar;
b) a postura do aluno com relação ao
desenvolvimento de estratégias. É importante
observar se a criança percebe que muitos dos
jogos não dependem exclusivamente da sorte.
Muitas vezes esta habilidade está relacionada,
também, com o aspecto matemático;
c) a relação do aluno com o saber matemático
envolvido. Avaliar o domínio que a criança
possui do conhecimento matemático
necessário para o jogo e se apresenta
desenvolvimento durante a atividade. Quais
conhecimentos já domina e quais ainda
precisam ser trabalhados;
d) se o aluno é comprometido com a atividade,
se tem zelo pelos materiais, etc.
A Educação Inclusiva
De modo geral, os jogos deste caderno
podem ser utilizados por todas as
crianças, devendo o professor garantir a
comunicação com elas. No entanto, para
crianças cegas, é necessário adaptá-los.
Para isso, você precisará apenas de
materiais com texturas diferentes e cola.
Modelo números em Braille
Modelo números em Braille e sinais
em libras
Referências
ANASTACIO, M. Q. A. Jogo e matemática:
uma associação possível. Duc in Altum,
Muriaé, 2003.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º anoRevisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Mary Alvarenga
 
ALFABETIZAÇÃO 2 ANO
ALFABETIZAÇÃO 2 ANOALFABETIZAÇÃO 2 ANO
ALFABETIZAÇÃO 2 ANO
Jeniferkarine
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
Aline_Lune
 
Problematizando - Quanto é o troco?
Problematizando   - Quanto é o troco? Problematizando   - Quanto é o troco?
Problematizando - Quanto é o troco?
Mary Alvarenga
 
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da InformaçãoSugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
Fabiana Esteves
 
MATEMÁTICA 3º ANO
MATEMÁTICA 3º ANOMATEMÁTICA 3º ANO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLOWORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
Fabiana Lopes
 
Ch, nh e ch texto e revisão
Ch, nh e ch   texto e revisãoCh, nh e ch   texto e revisão
Ch, nh e ch texto e revisão
Crescendo EAprendendo
 
345 atividades autismo 1.2
345 atividades autismo 1.2345 atividades autismo 1.2
345 atividades autismo 1.2
SimoneHelenDrumond
 
PROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMAR
PROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMARPROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMAR
PROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMAR
Milena Barbosa
 
Stop um jogo matematico
Stop um jogo matematicoStop um jogo matematico
Stop um jogo matematico
joao batista paulo
 
Caça números com as quatro operações
Caça números com as quatro operaçõesCaça números com as quatro operações
Caça números com as quatro operações
Mary Alvarenga
 
Plano aula matematica
Plano aula matematicaPlano aula matematica
Plano aula matematica
ivanetesantos
 
Modelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivoModelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivo
SimoneHelenDrumond
 
Simetria
Simetria   Simetria
Simetria
Mary Alvarenga
 
Matematica material dourado
Matematica material douradoMatematica material dourado
Matematica material dourado
Beatrix Algrave
 
Lista de palavras para sondagem
Lista de palavras para sondagemLista de palavras para sondagem
Lista de palavras para sondagem
Marly Freitas
 
Divisão - Percorrendo a trilha
Divisão - Percorrendo a trilhaDivisão - Percorrendo a trilha
Divisão - Percorrendo a trilha
Mary Alvarenga
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º anoRevisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
 
ALFABETIZAÇÃO 2 ANO
ALFABETIZAÇÃO 2 ANOALFABETIZAÇÃO 2 ANO
ALFABETIZAÇÃO 2 ANO
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
 
Problematizando - Quanto é o troco?
Problematizando   - Quanto é o troco? Problematizando   - Quanto é o troco?
Problematizando - Quanto é o troco?
 
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da InformaçãoSugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
 
MATEMÁTICA 3º ANO
MATEMÁTICA 3º ANOMATEMÁTICA 3º ANO
MATEMÁTICA 3º ANO
 
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLOWORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
 
Ch, nh e ch texto e revisão
Ch, nh e ch   texto e revisãoCh, nh e ch   texto e revisão
Ch, nh e ch texto e revisão
 
345 atividades autismo 1.2
345 atividades autismo 1.2345 atividades autismo 1.2
345 atividades autismo 1.2
 
PROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMAR
PROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMARPROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMAR
PROJETO INCLUSÃO E SOLIDARIEDADE, QUANDO INCLUIR É AMAR
 
Stop um jogo matematico
Stop um jogo matematicoStop um jogo matematico
Stop um jogo matematico
 
Caça números com as quatro operações
Caça números com as quatro operaçõesCaça números com as quatro operações
Caça números com as quatro operações
 
Plano aula matematica
Plano aula matematicaPlano aula matematica
Plano aula matematica
 
Modelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivoModelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivo
 
Simetria
Simetria   Simetria
Simetria
 
Matematica material dourado
Matematica material douradoMatematica material dourado
Matematica material dourado
 
Lista de palavras para sondagem
Lista de palavras para sondagemLista de palavras para sondagem
Lista de palavras para sondagem
 
Divisão - Percorrendo a trilha
Divisão - Percorrendo a trilhaDivisão - Percorrendo a trilha
Divisão - Percorrendo a trilha
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
 

Destaque

PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3 construção snd
PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3   construção sndPNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3   construção snd
PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3 construção snd
ElieneDias
 
Jogos Pnaic-Matemática
Jogos Pnaic-MatemáticaJogos Pnaic-Matemática
Jogos Pnaic-Matemática
Graça Sousa
 
Fichas escalonadas
Fichas escalonadasFichas escalonadas
Fichas escalonadas
Graça Sousa
 
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemáticaOficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Elizabete Oliveira
 
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemáticaPNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
ElieneDias
 
Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"
Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"
Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"
FaculdadeSumare
 
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal cccOficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
nilmarfaria
 
Seminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e Esquerda
Seminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e EsquerdaSeminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e Esquerda
Seminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e Esquerda
grupouniao
 
Resolução de problemas
Resolução de problemasResolução de problemas
Resolução de problemas
Aline Manzini
 
ResoluçãO De Problemas
ResoluçãO De ProblemasResoluçãO De Problemas
ResoluçãO De Problemas
Rodrigo Schneider
 
Oficina uso de tecnologias
Oficina uso de tecnologiasOficina uso de tecnologias
Oficina uso de tecnologias
Naysa Taboada
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
Eliane Soprani
 
PNAIC 2015 - Educação do campo
PNAIC 2015 - Educação do campoPNAIC 2015 - Educação do campo
PNAIC 2015 - Educação do campo
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Luas e luas
PNAIC 2015 - Luas e luas PNAIC 2015 - Luas e luas
PNAIC 2015 - Luas e luas
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança
PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança
PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança
ElieneDias
 
Lilito um amor de caracol
Lilito um amor de caracolLilito um amor de caracol
Lilito um amor de caracol
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - A roda
PNAIC 2015 - A roda   PNAIC 2015 - A roda
PNAIC 2015 - A roda
ElieneDias
 
Texto 03 A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anos
Texto 03   A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anosTexto 03   A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anos
Texto 03 A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anos
ElieneDias
 
Portefólio de jogos matemáticos
Portefólio de jogos matemáticosPortefólio de jogos matemáticos
Portefólio de jogos matemáticos
Lorredana Pereira
 
PNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dança
PNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dançaPNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dança
PNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dança
ElieneDias
 

Destaque (20)

PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3 construção snd
PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3   construção sndPNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3   construção snd
PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno 3 construção snd
 
Jogos Pnaic-Matemática
Jogos Pnaic-MatemáticaJogos Pnaic-Matemática
Jogos Pnaic-Matemática
 
Fichas escalonadas
Fichas escalonadasFichas escalonadas
Fichas escalonadas
 
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemáticaOficina para o jogos e brincadeiras para matemática
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática
 
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemáticaPNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
 
Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"
Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"
Palestra "Matemática e Alfabetização de crianças"
 
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal cccOficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
Oficina matemática anos iniciaisversaofinal ccc
 
Seminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e Esquerda
Seminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e EsquerdaSeminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e Esquerda
Seminário Eixo Temático - Matemática/ Direita e Esquerda
 
Resolução de problemas
Resolução de problemasResolução de problemas
Resolução de problemas
 
ResoluçãO De Problemas
ResoluçãO De ProblemasResoluçãO De Problemas
ResoluçãO De Problemas
 
Oficina uso de tecnologias
Oficina uso de tecnologiasOficina uso de tecnologias
Oficina uso de tecnologias
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
PNAIC 2015 - Educação do campo
PNAIC 2015 - Educação do campoPNAIC 2015 - Educação do campo
PNAIC 2015 - Educação do campo
 
PNAIC 2015 - Luas e luas
PNAIC 2015 - Luas e luas PNAIC 2015 - Luas e luas
PNAIC 2015 - Luas e luas
 
PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança
PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança
PNAIC 2015 - Brincadeiras de criança
 
Lilito um amor de caracol
Lilito um amor de caracolLilito um amor de caracol
Lilito um amor de caracol
 
PNAIC 2015 - A roda
PNAIC 2015 - A roda   PNAIC 2015 - A roda
PNAIC 2015 - A roda
 
Texto 03 A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anos
Texto 03   A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anosTexto 03   A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anos
Texto 03 A criança, a educaçaõ infantil e o ensino fundamental de nove anos
 
Portefólio de jogos matemáticos
Portefólio de jogos matemáticosPortefólio de jogos matemáticos
Portefólio de jogos matemáticos
 
PNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dança
PNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dançaPNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dança
PNAIC 2015 - A dança da lingua e linguagem da dança
 

Semelhante a PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno jogos

Comunicacoes orais co0021
Comunicacoes orais co0021Comunicacoes orais co0021
Comunicacoes orais co0021
Nataiany Cardoso
 
PNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdf
PNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdfPNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdf
PNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdf
Evanise Albendim
 
Jogos.pdf
Jogos.pdfJogos.pdf
Jogos.pdf
LucicleiaBarbosa
 
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072
Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072
Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072
Lucicleide Bezerra
 
Caderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdf
Caderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdfCaderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdf
Caderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdf
Lília Marques
 
jogos matemáticos
jogos matemáticosjogos matemáticos
jogos matemáticos
home
 
jogos matematicos
jogos matematicosjogos matematicos
jogos matematicos
home
 
PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...
PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...
PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...
Antônio Fernandes
 
Com boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculos
Com boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculosCom boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculos
Com boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculos
Cláudia Cacal
 
Avaliação de jogos na EI
Avaliação de jogos na EIAvaliação de jogos na EI
Avaliação de jogos na EI
Caroldias17
 
Apresentação da E. E.Vale do Guaporé
 Apresentação da E. E.Vale do Guaporé Apresentação da E. E.Vale do Guaporé
Apresentação da E. E.Vale do Guaporé
weleslima
 
Protótipo de formação continuada de jogos de matematica
Protótipo de formação continuada de jogos de matematicaProtótipo de formação continuada de jogos de matematica
Protótipo de formação continuada de jogos de matematica
ItaloSouza74
 
Apresentação do seminário
Apresentação do seminárioApresentação do seminário
Apresentação do seminário
Luciana Souza
 
Xadrez na escola
Xadrez na escolaXadrez na escola
O xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemática
O xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemáticaO xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemática
O xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemática
Alan Pacheco
 
Uso de jogos na escola
Uso de jogos na escolaUso de jogos na escola
Uso de jogos na escola
Camila Dantas
 
Reflexão do desafio 1 ''o que aprendemos com os jogos''
Reflexão do desafio 1  ''o que aprendemos com os jogos''Reflexão do desafio 1  ''o que aprendemos com os jogos''
Reflexão do desafio 1 ''o que aprendemos com os jogos''
matildeoliveira7a
 
Trabalhando com a Soma Através do Jogo da Memória
Trabalhando com a Soma Através do Jogo da MemóriaTrabalhando com a Soma Através do Jogo da Memória
Trabalhando com a Soma Através do Jogo da Memória
rfreitas2013
 
Relato de experiência
Relato de experiência Relato de experiência
Relato de experiência
rfreitas2013
 

Semelhante a PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno jogos (20)

Comunicacoes orais co0021
Comunicacoes orais co0021Comunicacoes orais co0021
Comunicacoes orais co0021
 
PNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdf
PNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdfPNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdf
PNAIC_MAT_Caderno jogos_pg001-072.pdf
 
Jogos.pdf
Jogos.pdfJogos.pdf
Jogos.pdf
 
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
 
Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072
Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072
Pnaic 2014 matemática caderno jogos_pg001-072
 
Caderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdf
Caderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdfCaderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdf
Caderno-de-Jogos MATEMATICA PACTO.pdf
 
jogos matemáticos
jogos matemáticosjogos matemáticos
jogos matemáticos
 
jogos matematicos
jogos matematicosjogos matematicos
jogos matematicos
 
PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...
PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...
PNAIC MATEMÁTICA CADERNO DE JOGOS. DISPONIBILIZADO PELA PROFESSORA LILIAN VEI...
 
Com boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculos
Com boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculosCom boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculos
Com boliches, dados e argolas a turma aprende a fazer cálculos
 
Avaliação de jogos na EI
Avaliação de jogos na EIAvaliação de jogos na EI
Avaliação de jogos na EI
 
Apresentação da E. E.Vale do Guaporé
 Apresentação da E. E.Vale do Guaporé Apresentação da E. E.Vale do Guaporé
Apresentação da E. E.Vale do Guaporé
 
Protótipo de formação continuada de jogos de matematica
Protótipo de formação continuada de jogos de matematicaProtótipo de formação continuada de jogos de matematica
Protótipo de formação continuada de jogos de matematica
 
Apresentação do seminário
Apresentação do seminárioApresentação do seminário
Apresentação do seminário
 
Xadrez na escola
Xadrez na escolaXadrez na escola
Xadrez na escola
 
O xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemática
O xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemáticaO xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemática
O xadrez como ferramenta pedagógica complementar na educação matemática
 
Uso de jogos na escola
Uso de jogos na escolaUso de jogos na escola
Uso de jogos na escola
 
Reflexão do desafio 1 ''o que aprendemos com os jogos''
Reflexão do desafio 1  ''o que aprendemos com os jogos''Reflexão do desafio 1  ''o que aprendemos com os jogos''
Reflexão do desafio 1 ''o que aprendemos com os jogos''
 
Trabalhando com a Soma Através do Jogo da Memória
Trabalhando com a Soma Através do Jogo da MemóriaTrabalhando com a Soma Através do Jogo da Memória
Trabalhando com a Soma Através do Jogo da Memória
 
Relato de experiência
Relato de experiência Relato de experiência
Relato de experiência
 

Mais de ElieneDias

PNAIC 2015 - Texto 4 o lugar da cultura escrita na educação da criança
PNAIC 2015 - Texto 4   o lugar da cultura escrita na educação da criançaPNAIC 2015 - Texto 4   o lugar da cultura escrita na educação da criança
PNAIC 2015 - Texto 4 o lugar da cultura escrita na educação da criança
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetizaçãoPNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educação
PNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educaçãoPNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educação
PNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educação
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridade
PNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridadePNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridade
PNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridade
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.
PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.
PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias
PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias  PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias
PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidadePNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
ElieneDias
 
PNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo
PNAIC 2015 - Caderno 1 CurrículoPNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo
PNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo
ElieneDias
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemasPNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
ElieneDias
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números profa. shirley
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números   profa. shirleyPNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números   profa. shirley
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números profa. shirley
ElieneDias
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmos
PNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmosPNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmos
PNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmos
ElieneDias
 
PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.
PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.
PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.
ElieneDias
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pacto
PNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pactoPNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pacto
PNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pacto
ElieneDias
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal cad. 3 (1)
PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal   cad. 3 (1)PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal   cad. 3 (1)
PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal cad. 3 (1)
ElieneDias
 
PNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.Sária
PNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.SáriaPNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.Sária
PNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.Sária
ElieneDias
 
PNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. Celia
PNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. CeliaPNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. Celia
PNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. Celia
ElieneDias
 
PNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.Vilmácia
PNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.VilmáciaPNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.Vilmácia
PNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.Vilmácia
ElieneDias
 
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. IrenyPNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
ElieneDias
 

Mais de ElieneDias (20)

PNAIC 2015 - Texto 4 o lugar da cultura escrita na educação da criança
PNAIC 2015 - Texto 4   o lugar da cultura escrita na educação da criançaPNAIC 2015 - Texto 4   o lugar da cultura escrita na educação da criança
PNAIC 2015 - Texto 4 o lugar da cultura escrita na educação da criança
 
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetizaçãoPNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
 
PNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educação
PNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educaçãoPNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educação
PNAIC 2015 - Texto 01 Concepção de infância, criança e educação
 
PNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridade
PNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridadePNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridade
PNAIC 2015 - Jogos e interdisciplinaridade
 
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
PNAIC 2015 - Uma experiência com os textos da tradição oral no ciclo de alfab...
 
PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.
PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.
PNAIC 2015 - Sequência didática majê molê.
 
PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias
PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias  PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias
PNAIC 2015 - Formas de apresentação de histórias
 
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidadePNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
PNAIC 2015 - Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade
 
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
PNAIC 2015 - Ciclo de alfabetização e os direitos de aprendizagem (1)
 
PNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo
PNAIC 2015 - Caderno 1 CurrículoPNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo
PNAIC 2015 - Caderno 1 Currículo
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemasPNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números profa. shirley
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números   profa. shirleyPNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números   profa. shirley
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações com números profa. shirley
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmos
PNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmosPNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmos
PNAIC - MATEMÁTICA - Cálculos e algoritmos
 
PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.
PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.
PNAIC - MATEMÁTICA - As operações, as práticas sociais e a calculadora.
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pacto
PNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pactoPNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pacto
PNAIC - MATEMÁTICA - Apresentação do caderno 04 pacto
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal cad. 3 (1)
PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal   cad. 3 (1)PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal   cad. 3 (1)
PNAIC - MATEMÁTICA - Sistema de numeração decimal cad. 3 (1)
 
PNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.Sária
PNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.SáriaPNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.Sária
PNAIC - Projeto "Escrever é uma Arte" - Prof.Sária
 
PNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. Celia
PNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. CeliaPNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. Celia
PNAIC - Projeto "Alimentos Saudáveis - Prof. Celia
 
PNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.Vilmácia
PNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.VilmáciaPNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.Vilmácia
PNAIC -Sequência Didática "Estudando os Animais - Prof.Vilmácia
 
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. IrenyPNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
PNAIC - Projeto Revivendo as Brincadeiras de Antigamente - Prof. Ireny
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 

PNAIC - MATEMÁTICA - Caderno jogos

  • 1. JOGOS NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICAJOGOS NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
  • 2. JOGOS NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA Autores: Anne Heloíse C. Stelmastchuk Sobbczak Emerson Rolkouski Justina C. Motter Maccarini JOGOS NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA Autores: Anne Heloíse C. Stelmastchuk Sobbczak Emerson Rolkouski Justina C. Motter Maccarini
  • 3. APRESENTAÇÃO O caderno “Jogos na Alfabetização Matemática” apresenta alguns jogos que têm como objetivo auxiliar no trabalho com a Alfabetização Matemática. Pressupondo que: – O jogo em sala de aula não pode ser visto como um mero passatempo; – Visa a auxiliar o trabalho pedagógico; – Ampliar as potencialidades do uso de jogos no desenvolvimento dos conceitos matemáticos. O caderno “Jogos na Alfabetização Matemática” apresenta alguns jogos que têm como objetivo auxiliar no trabalho com a Alfabetização Matemática. Pressupondo que: – O jogo em sala de aula não pode ser visto como um mero passatempo; – Visa a auxiliar o trabalho pedagógico; – Ampliar as potencialidades do uso de jogos no desenvolvimento dos conceitos matemáticos.
  • 4. Parte I – Jogos na Educação Matemática A utilização de jogos e brincadeiras na escola, com a finalidade explícita de ensinar, data de meados do século XIX. Considerado como o fundador dos jardins de infância, Friderich Froebel, já naquela época, defendia o seu uso em sala de aula. O jogo pode propiciar a construção de conhecimentos novos, um aprofundamento do que foi trabalhado ou ainda, a revisão de conceitos já aprendidos, servindo como um momento de avaliação processual pelo professor e de autoavaliação pelo aluno.
  • 5. • Trabalhado de forma adequada, o jogo possibilita aos alunos desenvolver a capacidade de organização, análise, reflexão e argumentação, uma série de atitudes como: aprender a ganhar e a lidar com o perder, aprender a trabalhar em equipe, respeitar regras, entre outras. Para que o ato de jogar na sala de aula se caracterize como uma metodologia que favoreça a aprendizagem, o papel do professor é essencial.
  • 6. Encaminhamentos Metodológicos • É importante observar que toda metodologia utilizada em sala de aula requer um planejamento e uma postura coerente de alunos e professores. • Ao utilizar os jogos na sala de aula, não é possível exigir silêncio, sobretudo quando trabalhamos com crianças. • Tais atitudes também são decorrentes do fato de que jogos, de modo geral, envolvem competição entre os participantes. No entanto, o professor poderá direcionar a atenção das crianças para o conhecimento construído, além de outras possibilidades.
  • 7. Na utilização do jogo na sala de aula é importante: • Se preparar para as situações que podem ocorrer durante o jogo, tanto do ponto de vista pedagógico como do ponto de vista das atitudes em sala de aula. • o professor deverá conhecer o jogo com o qual irá trabalhar.
  • 8. Um jogo que a princípio pode parecer ingênuo pode se revelar um potencial disparador de situações-problema interessantes, ao mesmo tempo em que jogos sofisticados podem se mostrar inadequados ou insuficientes para o trabalho em sala de aula. Simples jogos de tabuleiro, podem ser adaptados para interessantes trabalhos com as seqüências numéricas, campo aditivo e campo multiplicativo, etc. Por outro lado, um jogo em que as regras são complexas, demanda um valioso tempo somente para que os alunos as compreendam, diminuindo assim sua potencialidade.
  • 9. Iniciando o Jogo Conforme o nível de desenvolvimento dos alunos, o professor poderá ler as regras juntamente com eles ou pedir que leiam individualmente, para depois discuti-las, tanto para verificar se todos as compreenderam quanto, para problematizá-las, se julgar conveniente. Caso seja um jogo de tabuleiro, é importante que as crianças procurem identificar o porquê do tabuleiro ser daquela maneira.
  • 10. Por exemplo, no jogo “Pintando o sete”, as crianças são solicitadas a cobrir os números de acordo com a soma de dois dados comuns. O tabuleiro do jogo é mostrado a seguir. 2 3 4 5 6 8 9 10 11 12 7 7 7 7 7 7 7
  • 11. Orientações para o jogo: • Chama a atenção o fato de o tabuleiro não possuir o número 1. • Compreendidas as regras e reconhecidos o tabuleiro e as peças que o compõem, é hora de constituir os grupos. • Hora de iniciar o jogo. A pergunta é clássica: Quem começa? Eis um bom motivo para explorar várias maneiras de sorteio.
  • 12. Escolhido quem iniciará a partida, poderemos escolher de maneiras similares quem irá marcar os pontos e como será feito o registro. Pode-se propor tabelas simples a serem preenchidas com risquinhos. CARLOS MARIA
  • 13. Dependendo do jogo, pode ser conveniente transformar a tabela acima indicada em uma tabela de dupla entrada. Carlos Maria Primeira rodada Segunda rodada Terceira rodada Total
  • 14. Durante o Jogo Defendemos que o jogo deve ser utilizado em toda a sua potencialidade pedagógica. Para isso, é essencial que o professor acompanhe as equipes durante os momentos em que o estiver utilizando. É importante ficar atento para as dificuldades e a postura das crianças em relação aos problemas matemáticos que ocorrem naturalmente durante esse tipo de atividade.
  • 15. Depois do Jogo • Ao término do jogo, é importante proporcionar um momento de socialização das impressões e de reflexão sobre o que se aprendeu de Matemática. • Tal momento se torna importante por permitir que os conceitos envolvidos durante o jogo sejam explorados.
  • 16. Depois do jogo • Ao término do jogo, é importante proporcionar um momento de socialização das impressões e de reflexão sobre o que se aprendeu de Matemática. • Tal momento se torna importante por permitir que os conceitos envolvidos durante o jogo sejam explorados. • Pode-se pedir às crianças que socializem suas pontuações com os colegas da turma, registrando-as em papel bobina (em algumas regiões se diz papel craft ou pardo) ou no quadro.
  • 17. Em algumas situações é interessante propiciar maneiras diferentes de representação dos pontos, explorando diferentes tipos de registro. Por exemplo, os pontos do jogo de boliche foram registrados da seguinte forma:
  • 18. O professor poderá construir com os alunos um gráfico de colunas no caderno de folhas quadriculadas, para transpor os pontos da tabela acima para um gráfico.
  • 19. • Como forma de avaliação da contribuição do jogo, pode-se criar uma situação fictícia e discutir com as crianças sobre qual jogador está em vantagem, ou ainda qual, entre os jogadores, eles acreditam que irá ganhar o jogo e o porquê. • Ao final dos jogos, é particularmente interessante a construção de relatórios escritos sobre o que aconteceu e o que foi aprendido.
  • 20. Avaliando os alunos em situação de jogo Os momentos de jogos podem e devem também se constituir em momentos de avaliação. Há possibilidades de avaliação que são particulares de cada jogo. Para auxiliar o professor no que diz respeito a essa situação, criamos uma seção, denominada Problematizando, na qual descrevemos alguns questionamentos que podem ser feitos e ampliados para cada jogo.
  • 21. Há, também, possibilidades pertinentes a toda situação de jogo e que podem servir para a elaboração de fichas avaliativas de cada aluno. Para tanto, é importante observar: a) a postura do aluno com relação à própria atividade de jogo, no que diz respeito a: ganhar, perder, colaborar; b) a postura do aluno com relação ao desenvolvimento de estratégias. É importante observar se a criança percebe que muitos dos jogos não dependem exclusivamente da sorte. Muitas vezes esta habilidade está relacionada, também, com o aspecto matemático;
  • 22. c) a relação do aluno com o saber matemático envolvido. Avaliar o domínio que a criança possui do conhecimento matemático necessário para o jogo e se apresenta desenvolvimento durante a atividade. Quais conhecimentos já domina e quais ainda precisam ser trabalhados; d) se o aluno é comprometido com a atividade, se tem zelo pelos materiais, etc.
  • 23. A Educação Inclusiva De modo geral, os jogos deste caderno podem ser utilizados por todas as crianças, devendo o professor garantir a comunicação com elas. No entanto, para crianças cegas, é necessário adaptá-los. Para isso, você precisará apenas de materiais com texturas diferentes e cola.
  • 25. Modelo números em Braille e sinais em libras
  • 26. Referências ANASTACIO, M. Q. A. Jogo e matemática: uma associação possível. Duc in Altum, Muriaé, 2003.