SlideShare uma empresa Scribd logo
PLANO DE AÇÃO DE AULA
DISCIPLINA: MATEMÁTICA
UNIDADE: NÚMEROS
1 OBJETIVOS
 Conhecer a história dos números e sua função inicial;
 Perceber a importância da história dos números;
 Possibilitar ao aluno a reflexão e a compreensão quanto à ordem
numérica crescente e decrescente, a partir de situações vivenciadas em
seu cotidiano;
 Construir o significado dos números naturais em situação de contagem;
 Trabalhar a seqüência dos números;
 Desenvolver a noção de numeral (símbolo e número) à quantidade;
 Identificar antecessor e sucessor, maior que menor que ordem crescente
e decrescente.
2 PRÁTICA SOCIAL INICIAL DO CONTEÚDO
2.1 Conteúdo:
 História dos números (contagem, diferentes sistemas de numeração);
 Seqüência numérica;
 Antecessor e sucessor;
 Ordem crescente e decrescente.
2.2 Vivência do conteúdo:
a) O que os alunos já sabem sobre o conteúdo que será ministrado?
Como surgiram os números?
Onde podemos encontrar os números?
As casas precisam ter números para o carteiro entregar as cartas dos nossos
pais?
Todos os telefones têm números?
b) O que os alunos gostariam de saber mais sobre o conteúdo?
Como as pessoas contavam quando não existiam os números?
Os números têm fim?
O que é uma seqüência numérica?
O que é antecessor/sucessor e ordem crescente/decrescente?
O que acontece quando o carteiro não encontra os números das casas?
3 PROBLEMATIZAÇÃO
3.1 Discussão:
Como surgiram os números?
O que os homens utilizavam para poder contar os seus animais?
Podemos telefonar para alguma pessoa sem ter o número do telefone?
O carteiro consegue entregar as cartas das pessoas sem saber os números das
casas?
Se não aprendermos os números, conseguiremos ver às horas?
Conseguimos ir ao mercado fazer compras sem saber a quantidade que
poderemos gastar?
3.2 Dimensões do conteúdo:
Conceitual/Científica: Há uma ordem para os números?
Histórica: Como surgiram os números?
Social: Por que as casas devem ser caracterizadas por números?
Afetiva: Quando queremos conversar com algum parente ou amigo querido que
está longe de nós, precisamos do número do telefone para poder se comunicar
com estas pessoas?
Estética: Por que o sistema de representação numérica dos egípcios é em forma
de desenhos?
Operacional: Você faz conta com os dedos das mãos ?
4 INSTRUMENTALIZAÇÃO
4.1Ações docentes e discentes:
 Dar início a aula com os questionamentos da prática social inicial
buscando enfatizar a importância em aprender os números. Explicar para
os alunos como surgiram os números a partir das histórias: “A história dos
números” .(anexo 01)
As atividades proposto será em forma de jogos , e serão usado palitos de
sorvete para ajudar na contagem.
Jogo da malha quadriculada
Dois ou três dados.
Uma malha quadriculada confeccionada sobre uma cartolina.
Marcadores de cores diferentes.
Procedimentos: Cada criança joga os dados, soma os valores e percorre a
malha na posição horizontal deixando seu marcador na local indicado. Vence o
jogo a criança que chegar mais rápido ao final da malha.Esse jogo tem por
objetivo trabalha, esse jogo objetivo de desenvolver noções de adição,
contagem, comparação de quantidade.
Jogando Boliche:
Material: 10 garrafas plásticas do mesmo tamanho e 2 bolas.
Coloquem as garrafas em forma de triângulo, contem cinco passos a partir do
triângulo e tracem uma linha no chão. Coloquem-se atrás da linha e joguem a
bola em direção às garrafas, na tentativa de derrubá-las. Cada um deve jogar
as duas bolas, uma de cada vez, e depois contar a quantidade de garrafas que
derrubou, que corresponde ao número de pontos do jogador. Objetivo do jogo
quantidade e comparação.
JOGO DAS ARGOLAS
OBJETIVO
: Reconhecer e identificar os números e quantidades representadas por
eles.Trabalhar a adição.
MATERIAL:
10 garrafas plásticas com os números de 0 a 9 colados nelas e 10 argolas
MODO DE JOGAR
: Distribuir duas argolas para cada jogador que joga as argolas nas garrafas.
Quando acertar o jogador deverá dizer os números das garrafas e o total da
soma.
AMARELINHA COM ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO
OBJETIVO:
Desenvolver noções de adição e subtração
MODO DE JOGAR:
Desenhe no chão a amarelinha com as continhas, conforme a figura.O
participante se coloca de frente para o traçado e, tapando os olhos joga um
dado sobre o traçado. Ele deverá buscar o dado saltando de casa em casa e,
ao mesmo tempo, recitando os cálculos que se iniciam com o número de
pontos que o dado indicar. Enquanto aguardam a vez, os demais participantes,
com o auxílio de uma calculadora, conferem os cálculos de quem está
saltando. Se o participante errar, passa a vez. Ganha quem chegar primeiro na
última casa.
O MESTRE MANDO
OBJETIVO:
Desenvolver noções de posição, números ordinais.
MATERIAL:
os alunos sentados em uma fila
MODO DE JOGAR
:O professor diz: “O mestre mandou” e as crianças respondem: “Fazer o quê?” .
O professor faz uma solicitação:
o primeiro da fila dê um assobio
quem está logo atrás do primeiro da fila levante a mão
que o último da fila diga um verso bem bonito
quem está logo na frente do ultimo da fila bata palmas
o terceiro da fila pule num pé só
quem está entre o quarto aluno da fila fiquem de pé
quem está atrás do sétimo da fila faça tchau
etc.
4.2 Recursos
 Livro: “A história dos números”;
 Objetos que possuam números como: telefone, calculadora, celular,
controle remoto, relógio, entre outros;
 Cartolina.
 Dados
 Garrafas plásticas
 Bolas
 Papel bobina
5 CATARSE
5.1 Síntese mental do aluno:
Em relação ao conteúdo: Sequência numérica, antecessor e sucessor,
ordem crescente e decrescente e a história dos números o aluno poderá chegar
às seguintes conclusões:
Os números surgiram há muitos anos atrás, quando os homens
primitivos começaram a ter a necessidade de contar objetos e animais. Até
chegar os números de hoje o homem das cavernas utilizaram várias formas de
contagem como, por exemplo: os dedos, as pedras, os ossos, os desenhos nas
paredes das cavernas, os nós em cordas... Depois disso foram surgindo outras
maneiras de contar, entre elas estão à forma de contagem dos egípcios,
romanos até chegar à forma que conhecemos hoje, pois eles estão por toda a
parte.
A seqüência numérica é muito importante, pois através dela que
compreendemos a ordem dos números e entendemos a importância deles no
nosso dia-a-dia.
Antecessor e sucessor são importantes para perceber o numeral que
vem antes (antecessor) e o numeral que vem depois (sucessor), no qual o aluno
entenderá que o aluno que tem 6 anos é mais velho do que tem 5 anos e mais
novo do que tem 7 anos e formar corretamente a sequência numérica.
Ordem crescente e decrescente é importante para aprender ordenar
objetos e tamanhos, por exemplo: que “Maria” é maior que “João” e menor que
“José”, ajudando assim, a compreender melhor a ordem dos números.
5.2 Avaliação:
5.2.1 Instrumentos de avaliação Critérios de avaliação
Atividades com jogos Domínio do conteúdo,envolvimento
com a aula e raciocínio.
Relação entre os jogos números e
quantidade
Domínio do conteúdo e envolvimento
com os jogos
6 PRÁTICA SOCIAL FINAL DO CONTEÚDO
6.1 intenções do aluno Ações do aluno
Contar números a partir dos jogos Utilizar os números como forma de
representar quantidade
Classificar os números de acordo com
a quantidade.
Relacionar número a quantidade.
REFERÊNCIAS
GLEISE, G. Antecessor e Sucessor. Disponível em:
<http://www.criatividadepedagogica.blogspot.com.br/2012/02/antecessor-e-
sucessor.html> Acesso em: 09 .set. 2012.
AZEVEDO, Alessandra de. Ordem crescente e decrescente. Disponível em:
<http://www.coisinhasdatiaale.blogspot.com.br/2011/06/ordem-crescente-e-
decrescente.html> Acesso em: 09.set. 2012.
NOÉ, M. Conhecendo os números. Disponível em:
<http://www.escolakids.com/conhecendo-os-numeros.html.> Acesso em: 09
set. 2012.
ANINHA. Antecessor e Sucessor. Disponível em:
<http://www.paraisodoeducando.blogspot.com.br/2007/09/matematica.html.>
Acesso em: 09.set 2012.
http://pt.scribd.com/doc/54133664/Jogos-de-matematica
ANEXO 01: A história dos números
HISTÓRIA DOS NÚMEROS
O NÚMERO SURGIU DA NECESSIDADE QUE OS HOMENS
TINHAM DE CONTAR OBJETOS E COISA. PARA ISSO, USAVAM OS
DEDOS, OS NÓS DE UMA CORDA, PEDRAS, MARCAS NUM OSSO,
ENTALHES EM MADEIRA ...
QUANDO A HUMANIDADE COMEÇOU A DOMESTICAR OS
ANIMAIS, PRECISOU APRENDER A CONTÁ-LOS. ASSIM, PARA
CONTROLAR SEU REBANHO, O PASTOR SEPARAVA UMA PEDRA
PARA CADA ANIMAL QUE SAIA PARA O PASTO, FORMANDO UM
MONTINHO DE PEDRAS. NO FIM DO DIA O PASTOR CONFERIA OS
ANIMAIS. PARA CADAANIMAL RECOLHIDO, RETIRAVA UMA PEDRA
DO MONTINHO.
COM O PASSAR DO TEMPO, O HOMEM CRIOU SÍMBOLOS
PARA REPRESENTAR AS QUANTIDADES. ESSES SÍMBOLOS
FORAM SE MODIFICANDO ATÉ CHEGAREM A FORMA QUE
CONHECEMOS HOJE. ELES SÃO CHAMADOS DE ALGARISMOS
ARÁBICOS.
0 – 1 – 2 – 3 – 4 – 5 – 6 – 7 – 8 - 9
Anexo 2
Jogo depois de pronto (os 10 indiozinhos e a "oca")
<><><><><><><>
- Materiais: 10 palitos (pás de sorvete), hidrocor, saco de papel (material por
criança).
- Como fazer: Contar a história e preparar os 10 indiozinhos. Cada criança
pega 10 palitos, conta e numera. Do outro lado, desenha um rosto em cada
palito. O saco de papel será a “oca”, desenha a oca na frente do saco. Deixar o
saco aberto na hora da brincadeira. Ao cantar cada estrofe, a criança guarda
um indiozinho dentro da oca, ao contar deve apontar cada indiozinho que ficou
do lado de fora (correspondência biunívoca).
<><><><><><><><>
Era uma vez dez indiozinhos que gostavam de passear pela floresta. Quando
voltavam para casa, entrava um de cada vez. Eles contavam quem ficava do
lado de fora assim: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10. E cantavam assim:
~~~~~~~~~~~~~~
Dez indiozinhos andando sem parar
Um entrou em sua casa...
Quantos faltam para entrar?
Contando: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9.
~~~~~~~~~~~~~~~~
Nove indiozinhos andando sem parar
Um entrou em sua casa...
Quantos faltam para entrar?
Contando: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8.
~~~~~~~~~~~~~~~~
Oito indiozinhos andando sem parar
Um entrou em sua casa...
Quantos faltam para entrar?
Contando: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
(... da mesma forma até o último, sempre tirando um)
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Um indiozinho andando sem parar
Ele entrou em sua casa...
Quantos faltam para entrar?
Nenhum.
Plano aula matematica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
orientadoresdeestudopaic
 
Plano de ensino matematica
Plano de ensino  matematicaPlano de ensino  matematica
Plano de ensino matematica
simonclark
 
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Edna Lúcia Lopes Fernandes
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
Edilania Batalha Batalha
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
Fabiana Lopes
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
Salomé Rocha
 
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano   2 trimestreFicha descritiva 1 ano   2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
Naysa Taboada
 
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano
Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano  Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano
Mary Alvarenga
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
straraposa
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Nethy Marques
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Mary Alvarenga
 
Sugestões de palavras e expressões para o uso em relatórios
Sugestões de palavras e expressões para o uso   em relatóriosSugestões de palavras e expressões para o uso   em relatórios
Sugestões de palavras e expressões para o uso em relatórios
ELIANE GARCIA
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variados
Isa ...
 
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
Kelry Carvalho
 
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemáticaParecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
SimoneHelenDrumond
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Mary Alvarenga
 
COMBATE À DENGUE
COMBATE À DENGUECOMBATE À DENGUE
COMBATE À DENGUE
Mary Alvarenga
 
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Mary Alvarenga
 
Modelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivoModelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivo
SimoneHelenDrumond
 
Gênero textual - lista de compras
Gênero textual -  lista de comprasGênero textual -  lista de compras
Gênero textual - lista de compras
Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
 
Plano de ensino matematica
Plano de ensino  matematicaPlano de ensino  matematica
Plano de ensino matematica
 
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
 
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano   2 trimestreFicha descritiva 1 ano   2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
 
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano
Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano  Plano diagnóstico  de Matemática  - 5º ano
Plano diagnóstico de Matemática - 5º ano
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
 
Sugestões de palavras e expressões para o uso em relatórios
Sugestões de palavras e expressões para o uso   em relatóriosSugestões de palavras e expressões para o uso   em relatórios
Sugestões de palavras e expressões para o uso em relatórios
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variados
 
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
 
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemáticaParecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
 
COMBATE À DENGUE
COMBATE À DENGUECOMBATE À DENGUE
COMBATE À DENGUE
 
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval Texto e interpretação - A origem do Carnaval
Texto e interpretação - A origem do Carnaval
 
Modelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivoModelo de parecer descritivo
Modelo de parecer descritivo
 
Gênero textual - lista de compras
Gênero textual -  lista de comprasGênero textual -  lista de compras
Gênero textual - lista de compras
 

Destaque

Formação 1º ano
Formação 1º anoFormação 1º ano
Formação 1º ano
labitinerante
 
Plano de ensino de matemática2013
Plano de ensino de matemática2013Plano de ensino de matemática2013
Plano de ensino de matemática2013
manocareca
 
Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...
Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...
Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...
Claudinéia Barbosa
 
Planejamento anual de curso de matemática fundamental
Planejamento anual de curso de matemática fundamentalPlanejamento anual de curso de matemática fundamental
Planejamento anual de curso de matemática fundamental
ANAILTON BARROS ARAÚJO
 
Plano preenchido pronto
Plano preenchido prontoPlano preenchido pronto
Teoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino Médio
Teoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino MédioTeoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino Médio
Teoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino Médio
Rosana Santos Quirino
 
Planejamento 1º ano 5sentidos
Planejamento 1º ano 5sentidosPlanejamento 1º ano 5sentidos
Planejamento 1º ano 5sentidos
labitinerante
 
Plano de aula moradia
Plano de aula moradiaPlano de aula moradia
Plano de aula moradia
Marilda Bassanesi
 
Plano de curso matemática 5º ano
Plano de curso matemática  5º anoPlano de curso matemática  5º ano
Plano de curso matemática 5º ano
Mary Alvarenga
 
Jogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidade
Jogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidadeJogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidade
Jogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidade
Priscilla Barbosa
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternal
josivaldopassos
 
Plano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPRPlano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPR
eddergueddes
 
Planos de aula
Planos de aulaPlanos de aula
Planos de aula
Eduardo Lopes
 

Destaque (13)

Formação 1º ano
Formação 1º anoFormação 1º ano
Formação 1º ano
 
Plano de ensino de matemática2013
Plano de ensino de matemática2013Plano de ensino de matemática2013
Plano de ensino de matemática2013
 
Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...
Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...
Valores, diversões e descobertas com jogos olímpicos - Projeto 3º bimestre 20...
 
Planejamento anual de curso de matemática fundamental
Planejamento anual de curso de matemática fundamentalPlanejamento anual de curso de matemática fundamental
Planejamento anual de curso de matemática fundamental
 
Plano preenchido pronto
Plano preenchido prontoPlano preenchido pronto
Plano preenchido pronto
 
Teoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino Médio
Teoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino MédioTeoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino Médio
Teoria dos conjuntos 1º ANO - Ensino Médio
 
Planejamento 1º ano 5sentidos
Planejamento 1º ano 5sentidosPlanejamento 1º ano 5sentidos
Planejamento 1º ano 5sentidos
 
Plano de aula moradia
Plano de aula moradiaPlano de aula moradia
Plano de aula moradia
 
Plano de curso matemática 5º ano
Plano de curso matemática  5º anoPlano de curso matemática  5º ano
Plano de curso matemática 5º ano
 
Jogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidade
Jogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidadeJogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidade
Jogos e brincadeiras para desenvolver a lateralidade
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternal
 
Plano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPRPlano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPR
 
Planos de aula
Planos de aulaPlanos de aula
Planos de aula
 

Semelhante a Plano aula matematica

O uso da calculadora
O uso da calculadoraO uso da calculadora
O uso da calculadora
terezinha maria maria
 
Os jogos e o snd
Os jogos e o sndOs jogos e o snd
Os jogos e o snd
Aprender com prazer
 
Material Formação 23 de Agosto de 2014 - Manhã
Material Formação 23 de Agosto de 2014 - ManhãMaterial Formação 23 de Agosto de 2014 - Manhã
Material Formação 23 de Agosto de 2014 - Manhã
Valquiria Queiroz
 
ce matematica GEI
ce matematica GEIce matematica GEI
ce matematica GEI
Rioeducainfancia
 
Matemática na Educação Infantil
Matemática na Educação InfantilMatemática na Educação Infantil
Matemática na Educação Infantil
Eliane Dantas Sales
 
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
Planejamento do 6ª encontro tarde  certoPlanejamento do 6ª encontro tarde  certo
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
PACTO SEGUNDO ANO ÁGUA PRETA
 
Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02
weleslima
 
Caderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOS
Caderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOSCaderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOS
Caderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOS
Gilka Guimaraes
 
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃOPNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃO
Amanda Nolasco
 
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃOPNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃO
Amanda Nolasco
 
Material Dourado Ago08
Material Dourado Ago08Material Dourado Ago08
Material Dourado Ago08
wtedeschi
 
Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02
weleslima
 
Narrativas matemáticas plano de aula
Narrativas matemáticas plano de aulaNarrativas matemáticas plano de aula
Narrativas matemáticas plano de aula
Anazaniboni
 
4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx
4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx 4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx
4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx
Wanya Castro
 
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
Planejamento do 6ª encontro tarde  certoPlanejamento do 6ª encontro tarde  certo
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
PACTO SEGUNDO ANO ÁGUA PRETA
 
Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo
Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo
Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo
Solange Goulart
 
Conceito de numero jogos
Conceito de numero jogosConceito de numero jogos
Conceito de numero jogos
Aline Manzini
 
Conceito de numero jogos
Conceito de numero jogosConceito de numero jogos
Conceito de numero jogos
Aline Manzini
 
Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39
Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39
Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39
Rute Pereira
 
3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática
3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática
3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática
Wanya Castro
 

Semelhante a Plano aula matematica (20)

O uso da calculadora
O uso da calculadoraO uso da calculadora
O uso da calculadora
 
Os jogos e o snd
Os jogos e o sndOs jogos e o snd
Os jogos e o snd
 
Material Formação 23 de Agosto de 2014 - Manhã
Material Formação 23 de Agosto de 2014 - ManhãMaterial Formação 23 de Agosto de 2014 - Manhã
Material Formação 23 de Agosto de 2014 - Manhã
 
ce matematica GEI
ce matematica GEIce matematica GEI
ce matematica GEI
 
Matemática na Educação Infantil
Matemática na Educação InfantilMatemática na Educação Infantil
Matemática na Educação Infantil
 
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
Planejamento do 6ª encontro tarde  certoPlanejamento do 6ª encontro tarde  certo
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
 
Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02
 
Caderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOS
Caderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOSCaderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOS
Caderno 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOS
 
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃOPNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 1º VERSÃO
 
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃOPNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃO
PNAIC CADERNO 2 QUANTIFICAÇÃO, REGISTRO E AGRUPAMENTO U2 2º VERSÃO
 
Material Dourado Ago08
Material Dourado Ago08Material Dourado Ago08
Material Dourado Ago08
 
Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02Caderno2 140520215042-phpapp02
Caderno2 140520215042-phpapp02
 
Narrativas matemáticas plano de aula
Narrativas matemáticas plano de aulaNarrativas matemáticas plano de aula
Narrativas matemáticas plano de aula
 
4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx
4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx 4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx
4º encontro pnaic 2014 vânia ok.pptx
 
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
Planejamento do 6ª encontro tarde  certoPlanejamento do 6ª encontro tarde  certo
Planejamento do 6ª encontro tarde certo
 
Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo
Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo
Sequencia didática Alfabetizadora Maria do Carmo
 
Conceito de numero jogos
Conceito de numero jogosConceito de numero jogos
Conceito de numero jogos
 
Conceito de numero jogos
Conceito de numero jogosConceito de numero jogos
Conceito de numero jogos
 
Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39
Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39
Apostila matematica apoio.2013-05-29_16-23-39
 
3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática
3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática
3º encontro pnaic 2014 vânia ok Unidade 02 Matemática
 

Mais de ivanetesantos

Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
ivanetesantos
 
Berçario i
Berçario i Berçario i
Berçario i
ivanetesantos
 
Plano de aula b
Plano de aula bPlano de aula b
Plano de aula b
ivanetesantos
 
Plano de aula livro de texturas
Plano de aula   livro de texturasPlano de aula   livro de texturas
Plano de aula livro de texturas
ivanetesantos
 
Plano de aula peercepção sonora
Plano de aula peercepção sonoraPlano de aula peercepção sonora
Plano de aula peercepção sonora
ivanetesantos
 
Monografia ed fisica
Monografia ed fisicaMonografia ed fisica
Monografia ed fisica
ivanetesantos
 
Cd de matemática
Cd de matemáticaCd de matemática
Cd de matemática
ivanetesantos
 
Plano de aula educacao fisica
Plano de aula    educacao fisicaPlano de aula    educacao fisica
Plano de aula educacao fisica
ivanetesantos
 
Jogo cesta multiplicação
Jogo cesta multiplicaçãoJogo cesta multiplicação
Jogo cesta multiplicação
ivanetesantos
 

Mais de ivanetesantos (9)

Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Berçario i
Berçario i Berçario i
Berçario i
 
Plano de aula b
Plano de aula bPlano de aula b
Plano de aula b
 
Plano de aula livro de texturas
Plano de aula   livro de texturasPlano de aula   livro de texturas
Plano de aula livro de texturas
 
Plano de aula peercepção sonora
Plano de aula peercepção sonoraPlano de aula peercepção sonora
Plano de aula peercepção sonora
 
Monografia ed fisica
Monografia ed fisicaMonografia ed fisica
Monografia ed fisica
 
Cd de matemática
Cd de matemáticaCd de matemática
Cd de matemática
 
Plano de aula educacao fisica
Plano de aula    educacao fisicaPlano de aula    educacao fisica
Plano de aula educacao fisica
 
Jogo cesta multiplicação
Jogo cesta multiplicaçãoJogo cesta multiplicação
Jogo cesta multiplicação
 

Último

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 

Plano aula matematica

  • 1. PLANO DE AÇÃO DE AULA DISCIPLINA: MATEMÁTICA UNIDADE: NÚMEROS 1 OBJETIVOS  Conhecer a história dos números e sua função inicial;  Perceber a importância da história dos números;  Possibilitar ao aluno a reflexão e a compreensão quanto à ordem numérica crescente e decrescente, a partir de situações vivenciadas em seu cotidiano;  Construir o significado dos números naturais em situação de contagem;  Trabalhar a seqüência dos números;  Desenvolver a noção de numeral (símbolo e número) à quantidade;  Identificar antecessor e sucessor, maior que menor que ordem crescente e decrescente. 2 PRÁTICA SOCIAL INICIAL DO CONTEÚDO 2.1 Conteúdo:  História dos números (contagem, diferentes sistemas de numeração);  Seqüência numérica;  Antecessor e sucessor;  Ordem crescente e decrescente. 2.2 Vivência do conteúdo: a) O que os alunos já sabem sobre o conteúdo que será ministrado? Como surgiram os números? Onde podemos encontrar os números? As casas precisam ter números para o carteiro entregar as cartas dos nossos pais? Todos os telefones têm números? b) O que os alunos gostariam de saber mais sobre o conteúdo? Como as pessoas contavam quando não existiam os números?
  • 2. Os números têm fim? O que é uma seqüência numérica? O que é antecessor/sucessor e ordem crescente/decrescente? O que acontece quando o carteiro não encontra os números das casas? 3 PROBLEMATIZAÇÃO 3.1 Discussão: Como surgiram os números? O que os homens utilizavam para poder contar os seus animais? Podemos telefonar para alguma pessoa sem ter o número do telefone? O carteiro consegue entregar as cartas das pessoas sem saber os números das casas? Se não aprendermos os números, conseguiremos ver às horas? Conseguimos ir ao mercado fazer compras sem saber a quantidade que poderemos gastar? 3.2 Dimensões do conteúdo: Conceitual/Científica: Há uma ordem para os números? Histórica: Como surgiram os números? Social: Por que as casas devem ser caracterizadas por números? Afetiva: Quando queremos conversar com algum parente ou amigo querido que está longe de nós, precisamos do número do telefone para poder se comunicar com estas pessoas? Estética: Por que o sistema de representação numérica dos egípcios é em forma de desenhos? Operacional: Você faz conta com os dedos das mãos ? 4 INSTRUMENTALIZAÇÃO 4.1Ações docentes e discentes:  Dar início a aula com os questionamentos da prática social inicial buscando enfatizar a importância em aprender os números. Explicar para os alunos como surgiram os números a partir das histórias: “A história dos números” .(anexo 01)
  • 3. As atividades proposto será em forma de jogos , e serão usado palitos de sorvete para ajudar na contagem. Jogo da malha quadriculada Dois ou três dados. Uma malha quadriculada confeccionada sobre uma cartolina. Marcadores de cores diferentes. Procedimentos: Cada criança joga os dados, soma os valores e percorre a malha na posição horizontal deixando seu marcador na local indicado. Vence o jogo a criança que chegar mais rápido ao final da malha.Esse jogo tem por objetivo trabalha, esse jogo objetivo de desenvolver noções de adição, contagem, comparação de quantidade. Jogando Boliche: Material: 10 garrafas plásticas do mesmo tamanho e 2 bolas. Coloquem as garrafas em forma de triângulo, contem cinco passos a partir do triângulo e tracem uma linha no chão. Coloquem-se atrás da linha e joguem a bola em direção às garrafas, na tentativa de derrubá-las. Cada um deve jogar as duas bolas, uma de cada vez, e depois contar a quantidade de garrafas que derrubou, que corresponde ao número de pontos do jogador. Objetivo do jogo quantidade e comparação. JOGO DAS ARGOLAS OBJETIVO : Reconhecer e identificar os números e quantidades representadas por eles.Trabalhar a adição. MATERIAL: 10 garrafas plásticas com os números de 0 a 9 colados nelas e 10 argolas
  • 4. MODO DE JOGAR : Distribuir duas argolas para cada jogador que joga as argolas nas garrafas. Quando acertar o jogador deverá dizer os números das garrafas e o total da soma. AMARELINHA COM ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO OBJETIVO: Desenvolver noções de adição e subtração MODO DE JOGAR: Desenhe no chão a amarelinha com as continhas, conforme a figura.O participante se coloca de frente para o traçado e, tapando os olhos joga um dado sobre o traçado. Ele deverá buscar o dado saltando de casa em casa e, ao mesmo tempo, recitando os cálculos que se iniciam com o número de pontos que o dado indicar. Enquanto aguardam a vez, os demais participantes, com o auxílio de uma calculadora, conferem os cálculos de quem está saltando. Se o participante errar, passa a vez. Ganha quem chegar primeiro na última casa. O MESTRE MANDO OBJETIVO: Desenvolver noções de posição, números ordinais. MATERIAL: os alunos sentados em uma fila MODO DE JOGAR :O professor diz: “O mestre mandou” e as crianças respondem: “Fazer o quê?” . O professor faz uma solicitação: o primeiro da fila dê um assobio quem está logo atrás do primeiro da fila levante a mão que o último da fila diga um verso bem bonito quem está logo na frente do ultimo da fila bata palmas
  • 5. o terceiro da fila pule num pé só quem está entre o quarto aluno da fila fiquem de pé quem está atrás do sétimo da fila faça tchau etc. 4.2 Recursos  Livro: “A história dos números”;  Objetos que possuam números como: telefone, calculadora, celular, controle remoto, relógio, entre outros;  Cartolina.  Dados  Garrafas plásticas  Bolas  Papel bobina 5 CATARSE 5.1 Síntese mental do aluno: Em relação ao conteúdo: Sequência numérica, antecessor e sucessor, ordem crescente e decrescente e a história dos números o aluno poderá chegar às seguintes conclusões: Os números surgiram há muitos anos atrás, quando os homens primitivos começaram a ter a necessidade de contar objetos e animais. Até chegar os números de hoje o homem das cavernas utilizaram várias formas de contagem como, por exemplo: os dedos, as pedras, os ossos, os desenhos nas paredes das cavernas, os nós em cordas... Depois disso foram surgindo outras maneiras de contar, entre elas estão à forma de contagem dos egípcios, romanos até chegar à forma que conhecemos hoje, pois eles estão por toda a parte. A seqüência numérica é muito importante, pois através dela que compreendemos a ordem dos números e entendemos a importância deles no nosso dia-a-dia. Antecessor e sucessor são importantes para perceber o numeral que vem antes (antecessor) e o numeral que vem depois (sucessor), no qual o aluno
  • 6. entenderá que o aluno que tem 6 anos é mais velho do que tem 5 anos e mais novo do que tem 7 anos e formar corretamente a sequência numérica. Ordem crescente e decrescente é importante para aprender ordenar objetos e tamanhos, por exemplo: que “Maria” é maior que “João” e menor que “José”, ajudando assim, a compreender melhor a ordem dos números. 5.2 Avaliação: 5.2.1 Instrumentos de avaliação Critérios de avaliação Atividades com jogos Domínio do conteúdo,envolvimento com a aula e raciocínio. Relação entre os jogos números e quantidade Domínio do conteúdo e envolvimento com os jogos 6 PRÁTICA SOCIAL FINAL DO CONTEÚDO 6.1 intenções do aluno Ações do aluno Contar números a partir dos jogos Utilizar os números como forma de representar quantidade Classificar os números de acordo com a quantidade. Relacionar número a quantidade. REFERÊNCIAS
  • 7. GLEISE, G. Antecessor e Sucessor. Disponível em: <http://www.criatividadepedagogica.blogspot.com.br/2012/02/antecessor-e- sucessor.html> Acesso em: 09 .set. 2012. AZEVEDO, Alessandra de. Ordem crescente e decrescente. Disponível em: <http://www.coisinhasdatiaale.blogspot.com.br/2011/06/ordem-crescente-e- decrescente.html> Acesso em: 09.set. 2012. NOÉ, M. Conhecendo os números. Disponível em: <http://www.escolakids.com/conhecendo-os-numeros.html.> Acesso em: 09 set. 2012. ANINHA. Antecessor e Sucessor. Disponível em: <http://www.paraisodoeducando.blogspot.com.br/2007/09/matematica.html.> Acesso em: 09.set 2012. http://pt.scribd.com/doc/54133664/Jogos-de-matematica
  • 8. ANEXO 01: A história dos números HISTÓRIA DOS NÚMEROS O NÚMERO SURGIU DA NECESSIDADE QUE OS HOMENS TINHAM DE CONTAR OBJETOS E COISA. PARA ISSO, USAVAM OS DEDOS, OS NÓS DE UMA CORDA, PEDRAS, MARCAS NUM OSSO, ENTALHES EM MADEIRA ... QUANDO A HUMANIDADE COMEÇOU A DOMESTICAR OS ANIMAIS, PRECISOU APRENDER A CONTÁ-LOS. ASSIM, PARA CONTROLAR SEU REBANHO, O PASTOR SEPARAVA UMA PEDRA PARA CADA ANIMAL QUE SAIA PARA O PASTO, FORMANDO UM MONTINHO DE PEDRAS. NO FIM DO DIA O PASTOR CONFERIA OS ANIMAIS. PARA CADAANIMAL RECOLHIDO, RETIRAVA UMA PEDRA DO MONTINHO.
  • 9. COM O PASSAR DO TEMPO, O HOMEM CRIOU SÍMBOLOS PARA REPRESENTAR AS QUANTIDADES. ESSES SÍMBOLOS FORAM SE MODIFICANDO ATÉ CHEGAREM A FORMA QUE CONHECEMOS HOJE. ELES SÃO CHAMADOS DE ALGARISMOS ARÁBICOS. 0 – 1 – 2 – 3 – 4 – 5 – 6 – 7 – 8 - 9 Anexo 2 Jogo depois de pronto (os 10 indiozinhos e a "oca") <><><><><><><> - Materiais: 10 palitos (pás de sorvete), hidrocor, saco de papel (material por criança). - Como fazer: Contar a história e preparar os 10 indiozinhos. Cada criança pega 10 palitos, conta e numera. Do outro lado, desenha um rosto em cada palito. O saco de papel será a “oca”, desenha a oca na frente do saco. Deixar o saco aberto na hora da brincadeira. Ao cantar cada estrofe, a criança guarda um indiozinho dentro da oca, ao contar deve apontar cada indiozinho que ficou do lado de fora (correspondência biunívoca). <><><><><><><><> Era uma vez dez indiozinhos que gostavam de passear pela floresta. Quando voltavam para casa, entrava um de cada vez. Eles contavam quem ficava do lado de fora assim: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10. E cantavam assim: ~~~~~~~~~~~~~~ Dez indiozinhos andando sem parar
  • 10. Um entrou em sua casa... Quantos faltam para entrar? Contando: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9. ~~~~~~~~~~~~~~~~ Nove indiozinhos andando sem parar Um entrou em sua casa... Quantos faltam para entrar? Contando: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8. ~~~~~~~~~~~~~~~~ Oito indiozinhos andando sem parar Um entrou em sua casa... Quantos faltam para entrar? Contando: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7. ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ (... da mesma forma até o último, sempre tirando um) ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ Um indiozinho andando sem parar Ele entrou em sua casa... Quantos faltam para entrar? Nenhum.