SlideShare uma empresa Scribd logo
Neste trabalho estaremos
falando sobre orientação sexual
coisa que hoje em dia sem
orientação cada um faria o que
quer.
 O que é orientação sexual?
 O que o termo orientação sexual
significa?
 Cientistas afirmam que?
 A orientação sexual é biológica por
natureza?
 A homossexualidade?
 Como se prevenir?
 A orientação sexual de uma
pessoa indica por quais gêneros ela
sente-se atraída, seja física,
romântica e/ou emocionalmente.
 Ela pode ser assexual (nenhuma atração
sexual), bissexual (atração pelos gêneros
masculino e feminino), heterossexual
(atração pelo gênero oposto),
homossexual (atração pelo mesmo
gênero)3 ou pansexual (atração
independente do gênero).
 De acordo com Jaqueline Gomes de
Jesus, é importante ressaltar que
orientação sexual e gênero "podem se
comunicar, mas um aspecto não
necessariamente depende ou decorre
do outro.
 Pessoas transgênero são como as
cisgênero, podem ter qualquer
orientação sexual: nem todo homem e
mulher é 'naturalmente' cisgênero e/ou
heterossexual".
 O termo orientação sexual é
considerado mais apropriado do que
opção sexual ou preferência sexual
porque opção indica que uma pessoa
teria escolhido a sua forma de desejo.
 A psicologia moderna, embora não
tenha consenso a respeito do que
exatamente explica a sexualidade de um
indivíduo, determina que a orientação
sexual não pode ser mudada com terapias
e não é uma escolha.
 A orientação sexual pode ser
determinada por fatores biogenéticos,
sejam questões hormonais in útero ou
genes que possam determinar esta
predisposição.
 Pesquisas têm identificado diversos
fatores biológicos que podem estar
relacionados ao desenvolvimento da
orientação sexual, incluindo os genes,
hormônios pré-natais e a estrutura do
cérebro humano.
 Nenhuma causa única foi identificada
até então e a pesquisa continua nesta
área.
 A visão prevalente é a de que a
orientação sexual é biológica por
natureza, determinada por um
complexo jogo de fatores genéticos e
desenvolvimento intra-uterino.
 Alguns acreditam que a orientação
sexual é estabelecida na concepção,
portanto não uma escolha. Isto é,
indivíduos não optam por serem hétero,
homo, bi, pan ou assexuais. Não há
evidência suficiente para suportar a visão
de que experiências na infância, criação,
abuso sexual ou outros efeitos adversos em
vida influenciem a orientação sexual.
 Contudo, estudos encontram bases
na experiência de vida para alguns
aspectos da expressão da sexualidade
humana. Atitudes dos pais em relação à
orientação sexual pode afetar como
seus filhos experimentam com
comportamentos relacionados
socialmente a uma certa orientação.
 A homossexualidade já foi considerada
como resultado de dinâmicas familiares
problemáticas ou desenvolvimento
psicológico faltoso.
 Estas ideias já são hoje consideradas
como baseadas em desinformação e
preconceito. A investigação científica
atual procura encontrar explicações
biológicas para a manifestação de uma
determinada orientação sexual.
 Até o momento, não há nenhuma
evidência científica replicável que
embase qualquer explicação específica
para a sexualidade humana.
 Você pode não querer falar sobre elas,
mas as infecções que ocorrem na região
genital podem ser perigosas.
Provavelmente já faz tempo que você
teve aulas de educação sexual, mas você
precisa deixar de lado a sua vergonha
para manter as suas partes íntimas em sua
melhor forma.
O melhor jeito de se prevenir
contra a gravidez é usar
métodos contraceptivos
(pílulas,injeções e comprimidos).
O melhor jeito de se prevenir
contra as doenças sexualmente
transmissíveis é usando a
camisinha feminina e
masculina.
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Orienta%
C3%A7%C3%A3o_sexual
 Nomes: Emerson Styburski, Ricardo dos
Santos.
 E-mails: emersonst99@gmail.com,
ricardo1999@gmail.com.
 Obrigado(a) pela a atenção de
todos esperamos que todas as
duvidas foram esclarecidas durante
a apresentação.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Thiago de Almeida
 
Relações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexualRelações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexual
Flávia Cunha Lima
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Educação Sexual
Educação SexualEducação Sexual
Educação Sexual
Jorge Barbosa
 
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIASEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
Jose Camara
 
Perguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de género
Perguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de géneroPerguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de género
Perguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de género
Licínia Simões
 
Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na Escola
LeandroFuzaro
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
Alinebrauna Brauna
 
Sexualidade e Preconceitos
Sexualidade e PreconceitosSexualidade e Preconceitos
Sexualidade e Preconceitos
Michele Pó
 
O que é homofobia.
O que é homofobia.O que é homofobia.
O que é homofobia.
Ingrid Ramos
 
Sexualidade e Gênero
Sexualidade e GêneroSexualidade e Gênero
Sexualidade e Gênero
Marina Godoy
 
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Rosane Domingues
 
Dignidade E Diversidade Sexual Humana
Dignidade E Diversidade Sexual HumanaDignidade E Diversidade Sexual Humana
Dignidade E Diversidade Sexual Humana
Tarcio Oliveira
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
guestbacc08
 
Tipos de Violência
 Tipos de Violência Tipos de Violência
Tipos de Violência
David Costa DC
 
Relações de Gênero
Relações de GêneroRelações de Gênero
Relações de Gênero
Privada
 
Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade
nandavcs
 
Palestra Homossexualidade
Palestra HomossexualidadePalestra Homossexualidade
Palestra Homossexualidade
Vinicius Bruno
 
Educação sexual e prevenção slides
Educação sexual e prevenção   slidesEducação sexual e prevenção   slides
Educação sexual e prevenção slides
Valentinacarvalho
 
preconceito
preconceitopreconceito
preconceito
bsilva73
 

Mais procurados (20)

Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
 
Relações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexualRelações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexual
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Homofobia
 
Educação Sexual
Educação SexualEducação Sexual
Educação Sexual
 
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIASEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
 
Perguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de género
Perguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de géneroPerguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de género
Perguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de género
 
Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na Escola
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
 
Sexualidade e Preconceitos
Sexualidade e PreconceitosSexualidade e Preconceitos
Sexualidade e Preconceitos
 
O que é homofobia.
O que é homofobia.O que é homofobia.
O que é homofobia.
 
Sexualidade e Gênero
Sexualidade e GêneroSexualidade e Gênero
Sexualidade e Gênero
 
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
Diversidade sexual na escola (cartilha do projeto)
 
Dignidade E Diversidade Sexual Humana
Dignidade E Diversidade Sexual HumanaDignidade E Diversidade Sexual Humana
Dignidade E Diversidade Sexual Humana
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Tipos de Violência
 Tipos de Violência Tipos de Violência
Tipos de Violência
 
Relações de Gênero
Relações de GêneroRelações de Gênero
Relações de Gênero
 
Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade
 
Palestra Homossexualidade
Palestra HomossexualidadePalestra Homossexualidade
Palestra Homossexualidade
 
Educação sexual e prevenção slides
Educação sexual e prevenção   slidesEducação sexual e prevenção   slides
Educação sexual e prevenção slides
 
preconceito
preconceitopreconceito
preconceito
 

Destaque

Orientação Sexual
Orientação SexualOrientação Sexual
Orientação Sexual
Yara Ribeiro
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Alinebrauna Brauna
 
Orientação Sexual
Orientação SexualOrientação Sexual
Orientação Sexual
Saúde Hervalense
 
Orientação sexual PowerPoint
Orientação sexual PowerPointOrientação sexual PowerPoint
Orientação sexual PowerPoint
fajuchico
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
Clebson Bernardo
 
Orientação sexual e igualdade de géneros (1)
Orientação sexual e igualdade de géneros (1)Orientação sexual e igualdade de géneros (1)
Orientação sexual e igualdade de géneros (1)
mafaldamane97
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescência
Lilia Braga
 
Orientação Sexual
Orientação SexualOrientação Sexual
Orientação Sexual
Noxi
 
Inquérito_Sexualidade
Inquérito_SexualidadeInquérito_Sexualidade
Inquérito_Sexualidade
Lurdes
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
jokaeleandro
 
Artigo orientação sexual
Artigo orientação sexualArtigo orientação sexual
Artigo orientação sexual
Blog da Criançada
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
Rayane Souza
 
OrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os Pcn
OrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os PcnOrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os Pcn
OrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os Pcn
souzagabrielli
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
Placido Esporte Clube
 
40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual
Pelo Siro
 
Homossexualidade
HomossexualidadeHomossexualidade
Homossexualidade
Rúben Teixeira
 
Planeamento familiar
Planeamento familiarPlaneamento familiar
Planeamento familiar
Zaara Miranda
 
Apresentação curso planejamento fliar
Apresentação curso planejamento fliarApresentação curso planejamento fliar
Apresentação curso planejamento fliar
tvf
 
Planeamento Familiar
Planeamento FamiliarPlaneamento Familiar
Planeamento Familiar
Michele Pó
 
Homossexualidade
Homossexualidade   Homossexualidade
Homossexualidade
Carolini Juste
 

Destaque (20)

Orientação Sexual
Orientação SexualOrientação Sexual
Orientação Sexual
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Orientação Sexual
Orientação SexualOrientação Sexual
Orientação Sexual
 
Orientação sexual PowerPoint
Orientação sexual PowerPointOrientação sexual PowerPoint
Orientação sexual PowerPoint
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
 
Orientação sexual e igualdade de géneros (1)
Orientação sexual e igualdade de géneros (1)Orientação sexual e igualdade de géneros (1)
Orientação sexual e igualdade de géneros (1)
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescência
 
Orientação Sexual
Orientação SexualOrientação Sexual
Orientação Sexual
 
Inquérito_Sexualidade
Inquérito_SexualidadeInquérito_Sexualidade
Inquérito_Sexualidade
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
 
Artigo orientação sexual
Artigo orientação sexualArtigo orientação sexual
Artigo orientação sexual
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
 
OrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os Pcn
OrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os PcnOrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os Pcn
OrientaçãO Sexual E A Escola – Segundo Os Pcn
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
 
40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual
 
Homossexualidade
HomossexualidadeHomossexualidade
Homossexualidade
 
Planeamento familiar
Planeamento familiarPlaneamento familiar
Planeamento familiar
 
Apresentação curso planejamento fliar
Apresentação curso planejamento fliarApresentação curso planejamento fliar
Apresentação curso planejamento fliar
 
Planeamento Familiar
Planeamento FamiliarPlaneamento Familiar
Planeamento Familiar
 
Homossexualidade
Homossexualidade   Homossexualidade
Homossexualidade
 

Semelhante a Orientação sexual

Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
Silvia L A Duarte
 
Orientações sexuais
Orientações sexuaisOrientações sexuais
Orientações sexuais
Tiago Es
 
Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP
Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP
Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Gênero e Sexualidade
Gênero e Sexualidade Gênero e Sexualidade
Gênero e Sexualidade
Ilana Fernandes
 
1
11
2
22
2
22
Psicologia da lesbica gay
Psicologia da lesbica gayPsicologia da lesbica gay
Psicologia da lesbica gay
Mensagens Virtuais
 
Homossexualidade
HomossexualidadeHomossexualidade
Homossexualidade
Daniele Santos
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
Gisele Da Fonseca
 
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vida
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vidaDiversidade sexual e os diferentes estilos de vida
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vida
Aluisio Èvora
 
Sexualidade e Saúde reprodutiva.
Sexualidade e Saúde reprodutiva.Sexualidade e Saúde reprodutiva.
Sexualidade e Saúde reprodutiva.
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
Fernanda Rezende Pedroza
 
A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...
A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...
A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...
Universidade Estadual de Maringá
 
30 abril
30 abril30 abril
30 abril
LugaraoAfecto
 
O preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias Homoparentais
O preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias HomoparentaisO preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias Homoparentais
O preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias Homoparentais
Pedro Alexandre Costa
 
sexualidade
sexualidadesexualidade
sexualidade
Vithória Almeida
 
Readme
ReadmeReadme
Readme
shayer19
 
Gênero Formação.pdf
Gênero Formação.pdfGênero Formação.pdf
Gênero Formação.pdf
AnaPaulaHoroback
 
Workshop sexualidade e deficiência
Workshop  sexualidade e deficiênciaWorkshop  sexualidade e deficiência
Workshop sexualidade e deficiência
SER_2011
 

Semelhante a Orientação sexual (20)

Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
 
Orientações sexuais
Orientações sexuaisOrientações sexuais
Orientações sexuais
 
Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP
Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP
Disforia de gênero - guia prático de atualização SBP
 
Gênero e Sexualidade
Gênero e Sexualidade Gênero e Sexualidade
Gênero e Sexualidade
 
1
11
1
 
2
22
2
 
2
22
2
 
Psicologia da lesbica gay
Psicologia da lesbica gayPsicologia da lesbica gay
Psicologia da lesbica gay
 
Homossexualidade
HomossexualidadeHomossexualidade
Homossexualidade
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
 
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vida
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vidaDiversidade sexual e os diferentes estilos de vida
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vida
 
Sexualidade e Saúde reprodutiva.
Sexualidade e Saúde reprodutiva.Sexualidade e Saúde reprodutiva.
Sexualidade e Saúde reprodutiva.
 
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013Pilares da sexualidade   encontro com professores mediadores 2013
Pilares da sexualidade encontro com professores mediadores 2013
 
A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...
A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...
A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de component...
 
30 abril
30 abril30 abril
30 abril
 
O preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias Homoparentais
O preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias HomoparentaisO preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias Homoparentais
O preconceito sexual do Séc. XXI: Opressão Social de Famílias Homoparentais
 
sexualidade
sexualidadesexualidade
sexualidade
 
Readme
ReadmeReadme
Readme
 
Gênero Formação.pdf
Gênero Formação.pdfGênero Formação.pdf
Gênero Formação.pdf
 
Workshop sexualidade e deficiência
Workshop  sexualidade e deficiênciaWorkshop  sexualidade e deficiência
Workshop sexualidade e deficiência
 

Mais de -

Trabalho Escravo no Brasil
Trabalho Escravo no BrasilTrabalho Escravo no Brasil
Trabalho Escravo no Brasil
-
 
Educação mundial
Educação mundialEducação mundial
Educação mundial
-
 
Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.
Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.
Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.
-
 
A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)
A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)
A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)
-
 
A escola do futuro
A escola do futuroA escola do futuro
A escola do futuro
-
 
A economia no mundo
A economia no mundoA economia no mundo
A economia no mundo
-
 
Apresentação 2 power point
Apresentação 2  power pointApresentação 2  power point
Apresentação 2 power point
-
 
Artigo AVA
Artigo AVAArtigo AVA
Artigo AVA
-
 
Artigo AVA
Artigo AVAArtigo AVA
Artigo AVA
-
 
Eco battery
Eco batteryEco battery
Eco battery
-
 
Qualidades de nossas escolas
Qualidades  de nossas escolasQualidades  de nossas escolas
Qualidades de nossas escolas
-
 
O jovem no mercado de trabalho
O jovem no mercado de trabalhoO jovem no mercado de trabalho
O jovem no mercado de trabalho
-
 
O futuro da sociedade tecnológica
O futuro da sociedade tecnológicaO futuro da sociedade tecnológica
O futuro da sociedade tecnológica
-
 
Miséria
MisériaMiséria
Miséria
-
 
Jovens criando família
Jovens criando famíliaJovens criando família
Jovens criando família
-
 
Melhores Empresas para se trabalhar
Melhores Empresas para se trabalharMelhores Empresas para se trabalhar
Melhores Empresas para se trabalhar
-
 
Drogas no esporte
Drogas no esporteDrogas no esporte
Drogas no esporte
-
 
Drogas na escola
Drogas na escolaDrogas na escola
Drogas na escola
-
 
Drogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitasDrogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitas
-
 
As barreiras criadas pela tecnologia
As barreiras criadas pela tecnologiaAs barreiras criadas pela tecnologia
As barreiras criadas pela tecnologia
-
 

Mais de - (20)

Trabalho Escravo no Brasil
Trabalho Escravo no BrasilTrabalho Escravo no Brasil
Trabalho Escravo no Brasil
 
Educação mundial
Educação mundialEducação mundial
Educação mundial
 
Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.
Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.
Andre e wesley dia quatro de novembro,quatorze.
 
A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)
A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)
A tecnologia voltada para escola.pptx helljulia (1)
 
A escola do futuro
A escola do futuroA escola do futuro
A escola do futuro
 
A economia no mundo
A economia no mundoA economia no mundo
A economia no mundo
 
Apresentação 2 power point
Apresentação 2  power pointApresentação 2  power point
Apresentação 2 power point
 
Artigo AVA
Artigo AVAArtigo AVA
Artigo AVA
 
Artigo AVA
Artigo AVAArtigo AVA
Artigo AVA
 
Eco battery
Eco batteryEco battery
Eco battery
 
Qualidades de nossas escolas
Qualidades  de nossas escolasQualidades  de nossas escolas
Qualidades de nossas escolas
 
O jovem no mercado de trabalho
O jovem no mercado de trabalhoO jovem no mercado de trabalho
O jovem no mercado de trabalho
 
O futuro da sociedade tecnológica
O futuro da sociedade tecnológicaO futuro da sociedade tecnológica
O futuro da sociedade tecnológica
 
Miséria
MisériaMiséria
Miséria
 
Jovens criando família
Jovens criando famíliaJovens criando família
Jovens criando família
 
Melhores Empresas para se trabalhar
Melhores Empresas para se trabalharMelhores Empresas para se trabalhar
Melhores Empresas para se trabalhar
 
Drogas no esporte
Drogas no esporteDrogas no esporte
Drogas no esporte
 
Drogas na escola
Drogas na escolaDrogas na escola
Drogas na escola
 
Drogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitasDrogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitas
 
As barreiras criadas pela tecnologia
As barreiras criadas pela tecnologiaAs barreiras criadas pela tecnologia
As barreiras criadas pela tecnologia
 

Último

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 

Último (20)

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 

Orientação sexual

  • 1.
  • 2. Neste trabalho estaremos falando sobre orientação sexual coisa que hoje em dia sem orientação cada um faria o que quer.
  • 3.  O que é orientação sexual?  O que o termo orientação sexual significa?  Cientistas afirmam que?  A orientação sexual é biológica por natureza?  A homossexualidade?  Como se prevenir?
  • 4.  A orientação sexual de uma pessoa indica por quais gêneros ela sente-se atraída, seja física, romântica e/ou emocionalmente.
  • 5.  Ela pode ser assexual (nenhuma atração sexual), bissexual (atração pelos gêneros masculino e feminino), heterossexual (atração pelo gênero oposto), homossexual (atração pelo mesmo gênero)3 ou pansexual (atração independente do gênero).
  • 6.  De acordo com Jaqueline Gomes de Jesus, é importante ressaltar que orientação sexual e gênero "podem se comunicar, mas um aspecto não necessariamente depende ou decorre do outro.  Pessoas transgênero são como as cisgênero, podem ter qualquer orientação sexual: nem todo homem e mulher é 'naturalmente' cisgênero e/ou heterossexual".
  • 7.  O termo orientação sexual é considerado mais apropriado do que opção sexual ou preferência sexual porque opção indica que uma pessoa teria escolhido a sua forma de desejo.
  • 8.  A psicologia moderna, embora não tenha consenso a respeito do que exatamente explica a sexualidade de um indivíduo, determina que a orientação sexual não pode ser mudada com terapias e não é uma escolha.
  • 9.  A orientação sexual pode ser determinada por fatores biogenéticos, sejam questões hormonais in útero ou genes que possam determinar esta predisposição.
  • 10.  Pesquisas têm identificado diversos fatores biológicos que podem estar relacionados ao desenvolvimento da orientação sexual, incluindo os genes, hormônios pré-natais e a estrutura do cérebro humano.
  • 11.  Nenhuma causa única foi identificada até então e a pesquisa continua nesta área.
  • 12.  A visão prevalente é a de que a orientação sexual é biológica por natureza, determinada por um complexo jogo de fatores genéticos e desenvolvimento intra-uterino.
  • 13.  Alguns acreditam que a orientação sexual é estabelecida na concepção, portanto não uma escolha. Isto é, indivíduos não optam por serem hétero, homo, bi, pan ou assexuais. Não há evidência suficiente para suportar a visão de que experiências na infância, criação, abuso sexual ou outros efeitos adversos em vida influenciem a orientação sexual.
  • 14.  Contudo, estudos encontram bases na experiência de vida para alguns aspectos da expressão da sexualidade humana. Atitudes dos pais em relação à orientação sexual pode afetar como seus filhos experimentam com comportamentos relacionados socialmente a uma certa orientação.
  • 15.  A homossexualidade já foi considerada como resultado de dinâmicas familiares problemáticas ou desenvolvimento psicológico faltoso.
  • 16.  Estas ideias já são hoje consideradas como baseadas em desinformação e preconceito. A investigação científica atual procura encontrar explicações biológicas para a manifestação de uma determinada orientação sexual.
  • 17.  Até o momento, não há nenhuma evidência científica replicável que embase qualquer explicação específica para a sexualidade humana.
  • 18.  Você pode não querer falar sobre elas, mas as infecções que ocorrem na região genital podem ser perigosas. Provavelmente já faz tempo que você teve aulas de educação sexual, mas você precisa deixar de lado a sua vergonha para manter as suas partes íntimas em sua melhor forma.
  • 19. O melhor jeito de se prevenir contra a gravidez é usar métodos contraceptivos (pílulas,injeções e comprimidos).
  • 20. O melhor jeito de se prevenir contra as doenças sexualmente transmissíveis é usando a camisinha feminina e masculina.
  • 22.
  • 23.  Nomes: Emerson Styburski, Ricardo dos Santos.  E-mails: emersonst99@gmail.com, ricardo1999@gmail.com.
  • 24.  Obrigado(a) pela a atenção de todos esperamos que todas as duvidas foram esclarecidas durante a apresentação.