SlideShare uma empresa Scribd logo
SEXUALIDADE 
E APRENDIZAGEM
A SEXUALIDADE E O SER HUMANO 
• Faz parte da humanidade e já nasce com o indivíduo, é condição 
constitucional ao ser humano; 
• Engloba aspectos biológicos, psicológicos, comportamentais e morais, que 
afetarão as dimensões sociais e culturais; 
• Por tudo isso, a sexualidade é um dos campos de maior complexidade, e 
por que não dizer de maior importância do ser humano.
A SEXUALIDADE E A CRIANÇA 
• Desde o nascimento, a criança naturalmente explora o prazer, no contato 
com a mãe através dos sentidos, é um prazer ligado ao corpo, 
sexualidade diferente de erotismo; 
• Tudo se inicia com o processo de mamar, que é o primeiro vínculo afetivo 
e embrião das relações sociais; 
• Ao se separar da mãe, descobrirá o prazer de interagir com outros 
indivíduos o que trará uma percepção de si mesma e uma referencia de sua 
própria identidade; 
• Vai-se percebendo as relações amorosas entre os casais e representam em 
desenhos e brincadeiras de faz-de-conta
"A gente tá de mãos dadas, passeando com o cachorro. Eu e o 
Luís." Ana Beatriz, 4 anos
O pai da psicanálise – Sigmund Freud (1856- 
1939) 
• Neurologista austríaco, estudou a sexualidade infantil; 
• Fase oral – até cerca de 2 anos, onde os pequenos concentram na boca as 
sensações de prazer; 
• Fase Anal – 3 a 4 anos, sentem prazer em segurar ou eliminar as fezes 
devido às sensações provocadas na região; 
• Fase Genital –3 a 5 anos de idad, descobrem o prazer genital e exploram o 
próprio órgão sexual; 
• Após esse período, as inquietações infantis ficam latentes até a puberdade.
A EDUCAÇÃO SEXUAL 
• Influência da mídia direta ou indiretamente, pode favorecer aquisição 
passiva de valores, por isso sua importância na educação; 
• Educação familiar e na escolar informações corretas; 
• Evitando rigidez para não criar estereótipos e preconceitos que excluem; 
• A educação sexual pode evitar a formação de um indivíduos problemáticos 
por falta de entendimento da natureza da sexualidade, de uma boa 
orientação; 
• Trabalhar os preconceitos ou a falta de conhecimento dos próprios pais e 
educadores.
O TRABALHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA 
• TEMA TRANSVERSAL - Lei de Diretrizes e Bases – LDB – no. 9394/96, 
segue as orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), 
traçados pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) 
• Apresentar e as regras da cultura onde estão inseridos. Exemplo: quando a 
criança descobre a masturbação. Deve-se esclarecer que o ato não é 
pecaminoso, apenas que deve ser em local apropriado, assim como o ato de 
defecar e urinar; 
• Especializar a equipe pedagógica entro desse tema Educação Sexual e 
todos os transtornos de personalidade relacionados à sexualidade que 
afetam o aprendizado e a convivência no ambiente escolar
CONSIDERAÇÕES 
• A Educação Sexual, de uma forma ou de outra, acaba trabalhando certos 
valores, que devem ser aceitos e construídos culturalmente. 
• A escola possui essa parcela de responsabilidade, fazendo um trabalho 
pedagógico sistematizado e pontual, que permita a orientação sexual, visando 
diferentes pontos de vista e promover um ambiente esclarecedor e acolhedor 
que possibilite o desenvolvimento da personalidade da criança, pois elas 
recebem as informações carregadas de emoções e valores e vão construindo 
sua história de vida baseada nisso. É importante, que a escola favoreça um 
conhecimento e uma reflexão acerca dessas informações na vida de cada um. 
• É importante mencionar que as questões que envolvem a sexualidade são 
complexas. É preciso olhar para si próprio, entender-se e conhecer-se para uma 
reflexão, elaboração pessoal, sobre em que consiste a sexualidade, suas 
transformações frente ao desejo de aprender entre educando e educador.
REFERÊNCIAS 
• REICH, W. A Função do Orgasmo. São Paulo. Editora Círculo do livro S.A. 
• http://revistaescola.abril.com.br/formacao/despertar-sexualidade-infancia-freud- 
528841.shtml 
• http://www.educacao.salvador.ba.gov.br/site/documentos/espaco-virtual/ 
espaco-autorias/autorias/Sexualidade%20e%20Aprendizagem.pdf
Layout do título e conteúdo com gráfico 
4.3 
2.5 
Série 1 Série 2 Série 3 
3.5 
4.5 
2.4 
4.4 
1.8 
2.8 
2 2 
3 
5 
Categoria 1 Categoria 2 Categoria 3 Categoria 4
Layout de conteúdo de duas partes com tabela 
• Primeiro marcador aqui 
• Segundo marcador aqui 
• Terceiro marcador aqui 
Grupo 1 Grupo 2 
Classe 1 82 95 
Classe 2 76 88 
Classe 3 84 90
Layout de conteúdo de duas partes com SmartArt 
• Primeiro marcador aqui 
• Segundo marcador aqui 
• Terceiro marcador aqui 
Tarefa 
1 
Grupo 
A 
Tarefa 
2 
Tarefa 
3
Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e Aprendizagem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sexualidade infantil
Sexualidade infantil Sexualidade infantil
Sexualidade infantil
Dhilma Freitas
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
Gisele Da Fonseca
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
Monica Alves
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Alinebrauna Brauna
 
Educação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na AdolescênciaEducação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na Adolescência
patte
 
Tudo sobre Sexualidade
Tudo sobre SexualidadeTudo sobre Sexualidade
Tudo sobre Sexualidade
Ana Luzia
 
Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na Escola
LeandroFuzaro
 
Adolescencia e sexualidade (1)
Adolescencia e sexualidade (1)Adolescencia e sexualidade (1)
Adolescencia e sexualidade (1)
Lulusinhah
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescência
Lilia Braga
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
Ana Paula Ribeiro de Oliveira
 
Educação Sexual
Educação SexualEducação Sexual
Educação Sexual
Jorge Barbosa
 
Educaçao sexual
Educaçao sexualEducaçao sexual
Educaçao sexual
Felipe Spessatto
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
Fernnandaok
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
guest3754e7
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
Soraya Filipa
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
Alinebrauna Brauna
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
lipe98
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
lazaro12r
 
Gravidez na Adolescência
Gravidez na AdolescênciaGravidez na Adolescência
Gravidez na Adolescência
Michele Pó
 
Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade
nandavcs
 

Mais procurados (20)

Sexualidade infantil
Sexualidade infantil Sexualidade infantil
Sexualidade infantil
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Educação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na AdolescênciaEducação Sexual na Adolescência
Educação Sexual na Adolescência
 
Tudo sobre Sexualidade
Tudo sobre SexualidadeTudo sobre Sexualidade
Tudo sobre Sexualidade
 
Sexualidade na Escola
Sexualidade na EscolaSexualidade na Escola
Sexualidade na Escola
 
Adolescencia e sexualidade (1)
Adolescencia e sexualidade (1)Adolescencia e sexualidade (1)
Adolescencia e sexualidade (1)
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescência
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
Educação Sexual
Educação SexualEducação Sexual
Educação Sexual
 
Educaçao sexual
Educaçao sexualEducaçao sexual
Educaçao sexual
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
 
Gravidez na Adolescência
Gravidez na AdolescênciaGravidez na Adolescência
Gravidez na Adolescência
 
Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade Educação sexual - Puberdade
Educação sexual - Puberdade
 

Destaque

Sexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescênciaSexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescência
Sarah Bruck
 
Educação para os afetos educação sexual
Educação para os afetos    educação sexualEducação para os afetos    educação sexual
Educação para os afetos educação sexual
Teresa Ramos
 
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e AdultosEducação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
DriZB
 
A adolescencia
A adolescenciaA adolescencia
A adolescencia
gustavo antunes
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
Paulo David
 
Educação sexual e afectividade
Educação sexual e afectividadeEducação sexual e afectividade
Educação sexual e afectividade
Alfredo Figueiredo
 
Apres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escolaApres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escola
Albano Novaes
 
Karol
KarolKarol
Karol
srrpo
 
Geografias de Género - Enquadramento teórico
Geografias de Género - Enquadramento teóricoGeografias de Género - Enquadramento teórico
Geografias de Género - Enquadramento teórico
Eduarda_Ferreira
 
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre SexualidadeEsclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Lord Phoenix
 
Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757
Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757
Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757
Pelo Siro
 
Reprodução 2013
Reprodução  2013Reprodução  2013
Reprodução 2013
Simone Maia
 
Unidade iii sexualidade e questões de gênero
Unidade iii   sexualidade e questões de gêneroUnidade iii   sexualidade e questões de gênero
Unidade iii sexualidade e questões de gênero
pmarisa
 
Jogo de perguntas divertidas
Jogo de perguntas divertidasJogo de perguntas divertidas
Jogo de perguntas divertidas
rodrigoflambo1
 
Miguel esteves catarina
Miguel esteves catarinaMiguel esteves catarina
Miguel esteves catarina
navegananet
 
40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual
Pelo Siro
 
Mitos sobre Sexualidade
Mitos sobre SexualidadeMitos sobre Sexualidade
Mitos sobre Sexualidade
joaoalmeiida
 
DEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERO
DEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERODEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERO
DEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERO
Lucas Santana
 
Aula 6 adolescência e relações de gênero
Aula 6   adolescência e relações de gêneroAula 6   adolescência e relações de gênero
Aula 6 adolescência e relações de gênero
ariadnemonitoria
 
Workshop Dar Lugar aos Afectos
Workshop Dar Lugar aos AfectosWorkshop Dar Lugar aos Afectos
Workshop Dar Lugar aos Afectos
LugaraoAfecto
 

Destaque (20)

Sexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescênciaSexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescência
 
Educação para os afetos educação sexual
Educação para os afetos    educação sexualEducação para os afetos    educação sexual
Educação para os afetos educação sexual
 
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e AdultosEducação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
 
A adolescencia
A adolescenciaA adolescencia
A adolescencia
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
 
Educação sexual e afectividade
Educação sexual e afectividadeEducação sexual e afectividade
Educação sexual e afectividade
 
Apres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escolaApres.sexualidade.escola
Apres.sexualidade.escola
 
Karol
KarolKarol
Karol
 
Geografias de Género - Enquadramento teórico
Geografias de Género - Enquadramento teóricoGeografias de Género - Enquadramento teórico
Geografias de Género - Enquadramento teórico
 
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre SexualidadeEsclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
Esclarecendo Dúvidas Sobre Sexualidade
 
Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757
Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757
Comportamentos sexuais-na-adolescncia4757
 
Reprodução 2013
Reprodução  2013Reprodução  2013
Reprodução 2013
 
Unidade iii sexualidade e questões de gênero
Unidade iii   sexualidade e questões de gêneroUnidade iii   sexualidade e questões de gênero
Unidade iii sexualidade e questões de gênero
 
Jogo de perguntas divertidas
Jogo de perguntas divertidasJogo de perguntas divertidas
Jogo de perguntas divertidas
 
Miguel esteves catarina
Miguel esteves catarinaMiguel esteves catarina
Miguel esteves catarina
 
40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual40027607 educacao-sexual
40027607 educacao-sexual
 
Mitos sobre Sexualidade
Mitos sobre SexualidadeMitos sobre Sexualidade
Mitos sobre Sexualidade
 
DEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERO
DEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERODEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERO
DEFINIÇÃO CONTEMPORÂNEA DE GÊNERO
 
Aula 6 adolescência e relações de gênero
Aula 6   adolescência e relações de gêneroAula 6   adolescência e relações de gênero
Aula 6 adolescência e relações de gênero
 
Workshop Dar Lugar aos Afectos
Workshop Dar Lugar aos AfectosWorkshop Dar Lugar aos Afectos
Workshop Dar Lugar aos Afectos
 

Semelhante a Sexualidade e Aprendizagem

Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e AprendizagemSexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e Aprendizagem
Marcia Nakamura
 
Gravidez
GravidezGravidez
Bicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexualBicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexual
temastransversais
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
Placido Esporte Clube
 
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de géneroDimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
José António Farias
 
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescenciaBicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
temastransversais
 
Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16
flor Oliveira
 
Pré projeto
Pré projetoPré projeto
Pré projeto
lislieribeiro
 
30 abril
30 abril30 abril
30 abril
LugaraoAfecto
 
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
jornadaeducacaoinfantil
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
Yanomami Lima Marinho
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
jt7_9
 
educação sexual.pptx
educação sexual.pptxeducação sexual.pptx
educação sexual.pptx
RenildaCarvalho1
 
A educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolarA educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolar
Maria Amaral
 
Artigo3
Artigo3Artigo3
Expressão da sexualidade infantil
Expressão da sexualidade infantilExpressão da sexualidade infantil
Expressão da sexualidade infantil
Leonarda Macedo
 
19 janeiro
19 janeiro19 janeiro
19 janeiro
LugaraoAfecto
 
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
temastransversais
 
3 março
3 março3 março
3 março
LugaraoAfecto
 
sexualidade
sexualidadesexualidade
sexualidade
Vithória Almeida
 

Semelhante a Sexualidade e Aprendizagem (20)

Sexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e AprendizagemSexualidade e Aprendizagem
Sexualidade e Aprendizagem
 
Gravidez
GravidezGravidez
Gravidez
 
Bicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexualBicastiradentes orientaçãosexual
Bicastiradentes orientaçãosexual
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
 
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de géneroDimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
 
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescenciaBicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
Bicastiradentes orientacaosexual sexualidadenaadolescencia
 
Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16Sexualidade na escola 06-04-16
Sexualidade na escola 06-04-16
 
Pré projeto
Pré projetoPré projeto
Pré projeto
 
30 abril
30 abril30 abril
30 abril
 
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
 
Orientacao sexual
Orientacao sexualOrientacao sexual
Orientacao sexual
 
Orientação sexual
Orientação sexualOrientação sexual
Orientação sexual
 
educação sexual.pptx
educação sexual.pptxeducação sexual.pptx
educação sexual.pptx
 
A educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolarA educação sexual no pré escolar
A educação sexual no pré escolar
 
Artigo3
Artigo3Artigo3
Artigo3
 
Expressão da sexualidade infantil
Expressão da sexualidade infantilExpressão da sexualidade infantil
Expressão da sexualidade infantil
 
19 janeiro
19 janeiro19 janeiro
19 janeiro
 
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
Ipanema durandé orientacao-sexual_3.1
 
3 março
3 março3 março
3 março
 
sexualidade
sexualidadesexualidade
sexualidade
 

Último

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 

Sexualidade e Aprendizagem

  • 2. A SEXUALIDADE E O SER HUMANO • Faz parte da humanidade e já nasce com o indivíduo, é condição constitucional ao ser humano; • Engloba aspectos biológicos, psicológicos, comportamentais e morais, que afetarão as dimensões sociais e culturais; • Por tudo isso, a sexualidade é um dos campos de maior complexidade, e por que não dizer de maior importância do ser humano.
  • 3. A SEXUALIDADE E A CRIANÇA • Desde o nascimento, a criança naturalmente explora o prazer, no contato com a mãe através dos sentidos, é um prazer ligado ao corpo, sexualidade diferente de erotismo; • Tudo se inicia com o processo de mamar, que é o primeiro vínculo afetivo e embrião das relações sociais; • Ao se separar da mãe, descobrirá o prazer de interagir com outros indivíduos o que trará uma percepção de si mesma e uma referencia de sua própria identidade; • Vai-se percebendo as relações amorosas entre os casais e representam em desenhos e brincadeiras de faz-de-conta
  • 4. "A gente tá de mãos dadas, passeando com o cachorro. Eu e o Luís." Ana Beatriz, 4 anos
  • 5. O pai da psicanálise – Sigmund Freud (1856- 1939) • Neurologista austríaco, estudou a sexualidade infantil; • Fase oral – até cerca de 2 anos, onde os pequenos concentram na boca as sensações de prazer; • Fase Anal – 3 a 4 anos, sentem prazer em segurar ou eliminar as fezes devido às sensações provocadas na região; • Fase Genital –3 a 5 anos de idad, descobrem o prazer genital e exploram o próprio órgão sexual; • Após esse período, as inquietações infantis ficam latentes até a puberdade.
  • 6. A EDUCAÇÃO SEXUAL • Influência da mídia direta ou indiretamente, pode favorecer aquisição passiva de valores, por isso sua importância na educação; • Educação familiar e na escolar informações corretas; • Evitando rigidez para não criar estereótipos e preconceitos que excluem; • A educação sexual pode evitar a formação de um indivíduos problemáticos por falta de entendimento da natureza da sexualidade, de uma boa orientação; • Trabalhar os preconceitos ou a falta de conhecimento dos próprios pais e educadores.
  • 7. O TRABALHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA • TEMA TRANSVERSAL - Lei de Diretrizes e Bases – LDB – no. 9394/96, segue as orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), traçados pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) • Apresentar e as regras da cultura onde estão inseridos. Exemplo: quando a criança descobre a masturbação. Deve-se esclarecer que o ato não é pecaminoso, apenas que deve ser em local apropriado, assim como o ato de defecar e urinar; • Especializar a equipe pedagógica entro desse tema Educação Sexual e todos os transtornos de personalidade relacionados à sexualidade que afetam o aprendizado e a convivência no ambiente escolar
  • 8. CONSIDERAÇÕES • A Educação Sexual, de uma forma ou de outra, acaba trabalhando certos valores, que devem ser aceitos e construídos culturalmente. • A escola possui essa parcela de responsabilidade, fazendo um trabalho pedagógico sistematizado e pontual, que permita a orientação sexual, visando diferentes pontos de vista e promover um ambiente esclarecedor e acolhedor que possibilite o desenvolvimento da personalidade da criança, pois elas recebem as informações carregadas de emoções e valores e vão construindo sua história de vida baseada nisso. É importante, que a escola favoreça um conhecimento e uma reflexão acerca dessas informações na vida de cada um. • É importante mencionar que as questões que envolvem a sexualidade são complexas. É preciso olhar para si próprio, entender-se e conhecer-se para uma reflexão, elaboração pessoal, sobre em que consiste a sexualidade, suas transformações frente ao desejo de aprender entre educando e educador.
  • 9. REFERÊNCIAS • REICH, W. A Função do Orgasmo. São Paulo. Editora Círculo do livro S.A. • http://revistaescola.abril.com.br/formacao/despertar-sexualidade-infancia-freud- 528841.shtml • http://www.educacao.salvador.ba.gov.br/site/documentos/espaco-virtual/ espaco-autorias/autorias/Sexualidade%20e%20Aprendizagem.pdf
  • 10. Layout do título e conteúdo com gráfico 4.3 2.5 Série 1 Série 2 Série 3 3.5 4.5 2.4 4.4 1.8 2.8 2 2 3 5 Categoria 1 Categoria 2 Categoria 3 Categoria 4
  • 11. Layout de conteúdo de duas partes com tabela • Primeiro marcador aqui • Segundo marcador aqui • Terceiro marcador aqui Grupo 1 Grupo 2 Classe 1 82 95 Classe 2 76 88 Classe 3 84 90
  • 12. Layout de conteúdo de duas partes com SmartArt • Primeiro marcador aqui • Segundo marcador aqui • Terceiro marcador aqui Tarefa 1 Grupo A Tarefa 2 Tarefa 3