SlideShare uma empresa Scribd logo
O Papel do Educador de Apoio 

                                                

       O  Educador  de  Apoio  é  peça  fundamental  no  espaço  escolar,  pois  busca 
integrar  os  envolvidos  no  processo  ensino‐aprendizagem  mantendo  as  relações 
interpessoais  de  maneira  saudável,  valorizando  a  formação  do  professor  e  a  sua, 
desenvolvendo  habilidades  para  lidar  com  as  diferenças  com  o  objetivo  de  ajudar 
efetivamente na construção de uma educação de qualidade social. 

        Deve  ter  uma  ação  dinamizadora  que  possibilite  a  integração  das  dimensões 
política, pedagógica e administrativo‐financeira da gestão escolar, a fim de estimular a 
renovação  e  a  melhoria  do  processo  de  ensino  aprendizagem,  visando  à  garantia  do 
sucesso de todos os alunos. 

        Enquanto generalista da educação, o Educador de Apoio tem sua ação política 
explicitada de forma peculiar na organização e gestão do trabalho pedagógico, assim 
como  através  de  uma  postura  crítica‐reflexiva,  em  face  da  realidade  cotidiana 
encontrada na escola.  

       Manter  a  organização  e  a  estruturação  da  ação  pedagógica  pressupõe  que  o 
Educador  de  Apoio  elabore  um  plano  de  trabalho,  para  prever  as  ações  a  serem 
levadas  à  frente;  o  período  em  que  cada  uma  delas  deverá  se  realizar;  os  recursos 
necessários para esta realização; e os responsáveis por cada atividade. 

     O  plano  de  trabalho,  no  entanto,  não  é  definitivo,  deve  estar  aberto  a 
mudanças, devendo ser um instrumento orientador das ações.  

       É  importante  que  o  Educador  de  Apoio  esteja  atento  para  os  seguintes 
aspectos:  

    •   Integrar‐se plenamente na unidade escolar em que atua;  
    •   Apropriar‐se/comprometer‐se com o projeto político pedagógico 
    •   Manter‐se atualizado em relação à legislação educacional  
    •   Observar o mecanismo de funcionamento escolar de sua Unidade;  
    •   Levantar  sugestões  sobre  o  processo  educativo  que  se  desenvolve  ou  que  se 
        quer desenvolver na escola;  
•   Participar de encontros com todos os membros da escola;  
    •   Discutir  e  coordenar  ações  que  favoreçam  a  qualificação  dos  processos  de 
        ensino e aprendizagem 
    •   Organizar as idéias levantadas e desenvolver o seu plano de trabalho;  
    •   Apresentar seu plano e discutir com a equipe docente;  
    •   Elaborar um cronograma de execução;  
    •   Apresentar a versão final do seu plano a todos os componentes da escola;  
    •   Operacionalizar  a e auto‐avaliar sua atuação  

       O  Educador  de  Apoio  deverá  organizar  as  atividades  pedagógicas  a  serem 
desenvolvidas na Escola, acompanhando o desenvolvimento da Proposta Pedagógica e 
criando  espaços  para  reflexão  sobre  a  prática  e  a  participação  dos  membros  da 
comunidade. 

        O Educador de Apoio tem como atribuições: 

    •   Participar  da  construção,  implementação  e  avaliação  do  Projeto  Político 
        Pedagógico da Escola.  
    •   Coordenar,  sistematizar,  acompanhar  e  avaliar  as  ações  pedagógicas  e  de 
        docência da escola.  
    •   Identificar  as  demandas  e  promover  a  formação  continuada  dos/as  docentes 
        nas áreas do currículo escolar, de forma articulada com as equipes técnicas de 
        ensino  e  de  normatização  da  Secretaria  Executiva  de  Desenvolvimento  da 
        Educação e das Gerências Regionais.  
    •   Subsidiar,  continuamente,  a  direção  da  escola  em  relação  a  efetivação  do 
        currículo escolar e das aprendizagens dos/as estudantes.  
    •   Coordenar  o  monitoramento  pedagógico  das  turmas,  sob  a  sua 
        responsabilidade na escola.  
    •   Contribuir  com  a  ação  docente,  em  relação  aos  processos  do  ensino  e 
        aprendizagem,  propondo  subsídios  pedagógicos,  com  vistas  à  melhoria  das 
        aprendizagens dos professores/as e estudantes.  
    •   Subsidiar  as  famílias/responsáveis  pelos/as  estudantes,  em  relação  ao 
        desempenho escolar.  

 

        A  prática  pedagógica  requer  que  se  pense  de  forma  dialética  e  que  se  faça 
    educação  para  toda  a  sociedade,  ainda  que,  através  de  diferentes  meios  e  em 
    diferentes espaços sociais. À medida que esta sociedade se torna tão complexa, há 
    que  se  expandir  a  intencionalidade  educativa  para  diversos  outros  contextos, 
abrangendo  diferentes  tipos  de  formação  necessária  ao  exercício  pleno  da 
cidadania. 
    Espera‐se, pois, que o Educador de Apoio conheça plenamente o seu espaço de 
trabalho,  compartilhe  idéias  e  conhecimentos,  construa  o  seu  papel  na  escola, 
tornando‐se assim, a ligação fundamental, traçando o seu caminho transformador, 
formador e articulador. 
    Certamente  que  a  inexistência  de  respostas  prontas,  acabadas  e  definitivas 
fazem  com  que  o  trabalho  pedagógico  do  educador  de  apoio  seja  uma 
reelaboração do caminho e a apresentação de algumas das pistas possíveis para a 
continuação desse “caminhar”. 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doc orientador saltitar_2010
Doc orientador saltitar_2010Doc orientador saltitar_2010
Doc orientador saltitar_2010
Sandra Leite
 
Verificação de tpc
Verificação de tpcVerificação de tpc
Verificação de tpc
bgprof
 
Relatorio auto avaliacao_filipe pires
Relatorio auto avaliacao_filipe piresRelatorio auto avaliacao_filipe pires
Relatorio auto avaliacao_filipe pires
Escola Básica e Secundária Professor Reynaldo dos Santos
 
Grelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competênciasGrelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competências
joaomengo
 
Peddy paper
Peddy paperPeddy paper
Peddy paper
Marta Marinho
 
O meu livro é 5 estrelas
O meu livro é 5 estrelasO meu livro é 5 estrelas
O meu livro é 5 estrelas
Gabriel Gonçalves
 
7 Passos Para Criar Uma Autobiografia
7 Passos Para Criar Uma Autobiografia7 Passos Para Criar Uma Autobiografia
7 Passos Para Criar Uma Autobiografia
Leonor Alves
 
Elaborar biografia
Elaborar biografiaElaborar biografia
Elaborar biografia
amelasa
 
761175 técnico de acção educativa
761175 técnico de acção educativa761175 técnico de acção educativa
761175 técnico de acção educativa
Mediadoraefa
 
Grelha de Observação dos Alunos na Atividade
Grelha de Observação dos Alunos na AtividadeGrelha de Observação dos Alunos na Atividade
Grelha de Observação dos Alunos na Atividade
Luisa Lamas
 
Grelha de avaliação dos trabalhos vazia
Grelha de avaliação dos trabalhos vaziaGrelha de avaliação dos trabalhos vazia
Grelha de avaliação dos trabalhos vazia
Sara Costa
 
Roteiro elaboração relatório final
Roteiro elaboração relatório finalRoteiro elaboração relatório final
Roteiro elaboração relatório final
CamilaClivati
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
gifamiliar
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
713773
 
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Peddy Paper Ecológico
Peddy Paper EcológicoPeddy Paper Ecológico
Peddy Paper Ecológico
João Nuno Calado
 
Alberto caeiro
Alberto caeiroAlberto caeiro
Alberto caeiro
Maria da Paz
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandro
Leandro Pacheco
 
2º ata reunião encarregados de educação
2º ata   reunião  encarregados de educação2º ata   reunião  encarregados de educação
2º ata reunião encarregados de educação
Maria José Pires Fernandes
 
Relatório final reflexão critica
Relatório final reflexão criticaRelatório final reflexão critica
Relatório final reflexão critica
Manuel Sequeira
 

Mais procurados (20)

Doc orientador saltitar_2010
Doc orientador saltitar_2010Doc orientador saltitar_2010
Doc orientador saltitar_2010
 
Verificação de tpc
Verificação de tpcVerificação de tpc
Verificação de tpc
 
Relatorio auto avaliacao_filipe pires
Relatorio auto avaliacao_filipe piresRelatorio auto avaliacao_filipe pires
Relatorio auto avaliacao_filipe pires
 
Grelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competênciasGrelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competências
 
Peddy paper
Peddy paperPeddy paper
Peddy paper
 
O meu livro é 5 estrelas
O meu livro é 5 estrelasO meu livro é 5 estrelas
O meu livro é 5 estrelas
 
7 Passos Para Criar Uma Autobiografia
7 Passos Para Criar Uma Autobiografia7 Passos Para Criar Uma Autobiografia
7 Passos Para Criar Uma Autobiografia
 
Elaborar biografia
Elaborar biografiaElaborar biografia
Elaborar biografia
 
761175 técnico de acção educativa
761175 técnico de acção educativa761175 técnico de acção educativa
761175 técnico de acção educativa
 
Grelha de Observação dos Alunos na Atividade
Grelha de Observação dos Alunos na AtividadeGrelha de Observação dos Alunos na Atividade
Grelha de Observação dos Alunos na Atividade
 
Grelha de avaliação dos trabalhos vazia
Grelha de avaliação dos trabalhos vaziaGrelha de avaliação dos trabalhos vazia
Grelha de avaliação dos trabalhos vazia
 
Roteiro elaboração relatório final
Roteiro elaboração relatório finalRoteiro elaboração relatório final
Roteiro elaboração relatório final
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
 
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
 
Peddy Paper Ecológico
Peddy Paper EcológicoPeddy Paper Ecológico
Peddy Paper Ecológico
 
Alberto caeiro
Alberto caeiroAlberto caeiro
Alberto caeiro
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandro
 
2º ata reunião encarregados de educação
2º ata   reunião  encarregados de educação2º ata   reunião  encarregados de educação
2º ata reunião encarregados de educação
 
Relatório final reflexão critica
Relatório final reflexão criticaRelatório final reflexão critica
Relatório final reflexão critica
 

Semelhante a O papel do_educador_de_apoio

Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado  formação continuada dos gestores na educação infantilAtualizado  formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
UAB -Polo de Primavera do Leste
 
Plano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseliPlano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseli
Daniela F Almenara
 
Supervisor Escolar
Supervisor EscolarSupervisor Escolar
Supervisor Escolar
Graciane Volotao
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICAPROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
Lidia Carvalho
 
Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012
Angela Silva
 
83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao
Eduardo Lopes
 
Nilvânia Estagio 03.doc
Nilvânia Estagio 03.docNilvânia Estagio 03.doc
Nilvânia Estagio 03.doc
abenisiagouveiadasil2
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Belister Paulino
 
Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011
dencia999
 
Gorete exercicio
Gorete exercicioGorete exercicio
Gorete exercicio
Naya Vitas
 
ppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptx
ppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptxppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptx
ppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptx
zozimo3
 
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
Plano de ação pedagógica 2009   anandreiaPlano de ação pedagógica 2009   anandreia
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO VILHENA
 
PlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdfPlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdf
AnaCristinaLuizaSouz
 
Planejamentoescolar
PlanejamentoescolarPlanejamentoescolar
Planejamentoescolar
Lu Nery
 
05 pcagp documento orientador
05 pcagp   documento orientador05 pcagp   documento orientador
05 pcagp documento orientador
Wilson Barbieri
 
A Supervisão Escolar na Rede Municipal
A Supervisão Escolar na Rede MunicipalA Supervisão Escolar na Rede Municipal
A Supervisão Escolar na Rede Municipal
Ulisses Vakirtzis
 
PPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. AdolfoPPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. Adolfo
heder oliveira silva
 
CADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdf
CADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdfCADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdf
CADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdf
GERSONGONCALVESLIMA
 
Articulador Pedagógico
Articulador PedagógicoArticulador Pedagógico
Articulador Pedagógico
Graciane Volotao
 

Semelhante a O papel do_educador_de_apoio (20)

Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
 
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado  formação continuada dos gestores na educação infantilAtualizado  formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
 
Plano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseliPlano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseli
 
Supervisor Escolar
Supervisor EscolarSupervisor Escolar
Supervisor Escolar
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICAPROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
 
Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012
 
83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao
 
Nilvânia Estagio 03.doc
Nilvânia Estagio 03.docNilvânia Estagio 03.doc
Nilvânia Estagio 03.doc
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
 
Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011
 
Gorete exercicio
Gorete exercicioGorete exercicio
Gorete exercicio
 
ppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptx
ppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptxppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptx
ppt-consellho-de-escola-e-apm-22-04-2021-dertaq.pptx
 
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
Plano de ação pedagógica 2009   anandreiaPlano de ação pedagógica 2009   anandreia
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
 
PlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdfPlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdf
 
Planejamentoescolar
PlanejamentoescolarPlanejamentoescolar
Planejamentoescolar
 
05 pcagp documento orientador
05 pcagp   documento orientador05 pcagp   documento orientador
05 pcagp documento orientador
 
A Supervisão Escolar na Rede Municipal
A Supervisão Escolar na Rede MunicipalA Supervisão Escolar na Rede Municipal
A Supervisão Escolar na Rede Municipal
 
PPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. AdolfoPPP - e.e. Adolfo
PPP - e.e. Adolfo
 
CADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdf
CADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdfCADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdf
CADERNO_GESTOR_FINAL_red.pdf
 
Articulador Pedagógico
Articulador PedagógicoArticulador Pedagógico
Articulador Pedagógico
 

Mais de Flávia Maria

Ciencias naturais 2
Ciencias naturais 2Ciencias naturais 2
Ciencias naturais 2
Flávia Maria
 
Conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvasConteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Flávia Maria
 
Bccport
BccportBccport
Bccport
Flávia Maria
 
Bccmat
BccmatBccmat
Otm edu..
Otm   edu..Otm   edu..
Otm edu..
Flávia Maria
 
Otm normal médio organização e gestão da educação escolar
Otm normal médio   organização e gestão da educação escolarOtm normal médio   organização e gestão da educação escolar
Otm normal médio organização e gestão da educação escolar
Flávia Maria
 
Otm normal médio núcleo de formação prática
Otm normal médio   núcleo de formação práticaOtm normal médio   núcleo de formação prática
Otm normal médio núcleo de formação prática
Flávia Maria
 
Otm normal médio novas tecnologias
Otm normal médio   novas tecnologiasOtm normal médio   novas tecnologias
Otm normal médio novas tecnologias
Flávia Maria
 
Otm mat 1 9 ef
Otm mat 1 9 efOtm mat 1 9 ef
Otm mat 1 9 ef
Flávia Maria
 
Otm mat 1 8 ef
Otm mat 1 8 efOtm mat 1 8 ef
Otm mat 1 8 ef
Flávia Maria
 
Otm ling portuguesa fundamental1º ao 9ºano
Otm   ling portuguesa fundamental1º ao 9ºanoOtm   ling portuguesa fundamental1º ao 9ºano
Otm ling portuguesa fundamental1º ao 9ºano
Flávia Maria
 
Otm filosofia
Otm filosofiaOtm filosofia
Otm filosofia
Flávia Maria
 
MatemáTica Otm
MatemáTica OtmMatemáTica Otm
MatemáTica Otm
Flávia Maria
 
LíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa OtmLíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa Otm
Flávia Maria
 
Otm sociologia
Otm sociologiaOtm sociologia
Otm sociologia
Flávia Maria
 
Otm química
Otm químicaOtm química
Otm química
Flávia Maria
 
Otm história
Otm históriaOtm história
Otm história
Flávia Maria
 
Otm geografia
Otm geografiaOtm geografia
Otm geografia
Flávia Maria
 
Otm física
Otm físicaOtm física
Otm física
Flávia Maria
 
Otm biologia
Otm biologiaOtm biologia
Otm biologia
Flávia Maria
 

Mais de Flávia Maria (20)

Ciencias naturais 2
Ciencias naturais 2Ciencias naturais 2
Ciencias naturais 2
 
Conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvasConteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
 
Bccport
BccportBccport
Bccport
 
Bccmat
BccmatBccmat
Bccmat
 
Otm edu..
Otm   edu..Otm   edu..
Otm edu..
 
Otm normal médio organização e gestão da educação escolar
Otm normal médio   organização e gestão da educação escolarOtm normal médio   organização e gestão da educação escolar
Otm normal médio organização e gestão da educação escolar
 
Otm normal médio núcleo de formação prática
Otm normal médio   núcleo de formação práticaOtm normal médio   núcleo de formação prática
Otm normal médio núcleo de formação prática
 
Otm normal médio novas tecnologias
Otm normal médio   novas tecnologiasOtm normal médio   novas tecnologias
Otm normal médio novas tecnologias
 
Otm mat 1 9 ef
Otm mat 1 9 efOtm mat 1 9 ef
Otm mat 1 9 ef
 
Otm mat 1 8 ef
Otm mat 1 8 efOtm mat 1 8 ef
Otm mat 1 8 ef
 
Otm ling portuguesa fundamental1º ao 9ºano
Otm   ling portuguesa fundamental1º ao 9ºanoOtm   ling portuguesa fundamental1º ao 9ºano
Otm ling portuguesa fundamental1º ao 9ºano
 
Otm filosofia
Otm filosofiaOtm filosofia
Otm filosofia
 
MatemáTica Otm
MatemáTica OtmMatemáTica Otm
MatemáTica Otm
 
LíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa OtmLíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa Otm
 
Otm sociologia
Otm sociologiaOtm sociologia
Otm sociologia
 
Otm química
Otm químicaOtm química
Otm química
 
Otm história
Otm históriaOtm história
Otm história
 
Otm geografia
Otm geografiaOtm geografia
Otm geografia
 
Otm física
Otm físicaOtm física
Otm física
 
Otm biologia
Otm biologiaOtm biologia
Otm biologia
 

O papel do_educador_de_apoio

  • 1. O Papel do Educador de Apoio    O  Educador  de  Apoio  é  peça  fundamental  no  espaço  escolar,  pois  busca  integrar  os  envolvidos  no  processo  ensino‐aprendizagem  mantendo  as  relações  interpessoais  de  maneira  saudável,  valorizando  a  formação  do  professor  e  a  sua,  desenvolvendo  habilidades  para  lidar  com  as  diferenças  com  o  objetivo  de  ajudar  efetivamente na construção de uma educação de qualidade social.  Deve  ter  uma  ação  dinamizadora  que  possibilite  a  integração  das  dimensões  política, pedagógica e administrativo‐financeira da gestão escolar, a fim de estimular a  renovação  e  a  melhoria  do  processo  de  ensino  aprendizagem,  visando  à  garantia  do  sucesso de todos os alunos.     Enquanto generalista da educação, o Educador de Apoio tem sua ação política  explicitada de forma peculiar na organização e gestão do trabalho pedagógico, assim  como  através  de  uma  postura  crítica‐reflexiva,  em  face  da  realidade  cotidiana  encontrada na escola.      Manter  a  organização  e  a  estruturação  da  ação  pedagógica  pressupõe  que  o  Educador  de  Apoio  elabore  um  plano  de  trabalho,  para  prever  as  ações  a  serem  levadas  à  frente;  o  período  em  que  cada  uma  delas  deverá  se  realizar;  os  recursos  necessários para esta realização; e os responsáveis por cada atividade.  O  plano  de  trabalho,  no  entanto,  não  é  definitivo,  deve  estar  aberto  a  mudanças, devendo ser um instrumento orientador das ações.   É  importante  que  o  Educador  de  Apoio  esteja  atento  para  os  seguintes  aspectos:   • Integrar‐se plenamente na unidade escolar em que atua;   • Apropriar‐se/comprometer‐se com o projeto político pedagógico  • Manter‐se atualizado em relação à legislação educacional   • Observar o mecanismo de funcionamento escolar de sua Unidade;   • Levantar  sugestões  sobre  o  processo  educativo  que  se  desenvolve  ou  que  se  quer desenvolver na escola;  
  • 2. Participar de encontros com todos os membros da escola;   • Discutir  e  coordenar  ações  que  favoreçam  a  qualificação  dos  processos  de  ensino e aprendizagem  • Organizar as idéias levantadas e desenvolver o seu plano de trabalho;   • Apresentar seu plano e discutir com a equipe docente;   • Elaborar um cronograma de execução;   • Apresentar a versão final do seu plano a todos os componentes da escola;   • Operacionalizar  a e auto‐avaliar sua atuação   O  Educador  de  Apoio  deverá  organizar  as  atividades  pedagógicas  a  serem  desenvolvidas na Escola, acompanhando o desenvolvimento da Proposta Pedagógica e  criando  espaços  para  reflexão  sobre  a  prática  e  a  participação  dos  membros  da  comunidade.  O Educador de Apoio tem como atribuições:  • Participar  da  construção,  implementação  e  avaliação  do  Projeto  Político  Pedagógico da Escola.   • Coordenar,  sistematizar,  acompanhar  e  avaliar  as  ações  pedagógicas  e  de  docência da escola.   • Identificar  as  demandas  e  promover  a  formação  continuada  dos/as  docentes  nas áreas do currículo escolar, de forma articulada com as equipes técnicas de  ensino  e  de  normatização  da  Secretaria  Executiva  de  Desenvolvimento  da  Educação e das Gerências Regionais.   • Subsidiar,  continuamente,  a  direção  da  escola  em  relação  a  efetivação  do  currículo escolar e das aprendizagens dos/as estudantes.   • Coordenar  o  monitoramento  pedagógico  das  turmas,  sob  a  sua  responsabilidade na escola.   • Contribuir  com  a  ação  docente,  em  relação  aos  processos  do  ensino  e  aprendizagem,  propondo  subsídios  pedagógicos,  com  vistas  à  melhoria  das  aprendizagens dos professores/as e estudantes.   • Subsidiar  as  famílias/responsáveis  pelos/as  estudantes,  em  relação  ao  desempenho escolar.     A  prática  pedagógica  requer  que  se  pense  de  forma  dialética  e  que  se  faça  educação  para  toda  a  sociedade,  ainda  que,  através  de  diferentes  meios  e  em  diferentes espaços sociais. À medida que esta sociedade se torna tão complexa, há  que  se  expandir  a  intencionalidade  educativa  para  diversos  outros  contextos, 
  • 3. abrangendo  diferentes  tipos  de  formação  necessária  ao  exercício  pleno  da  cidadania.  Espera‐se, pois, que o Educador de Apoio conheça plenamente o seu espaço de  trabalho,  compartilhe  idéias  e  conhecimentos,  construa  o  seu  papel  na  escola,  tornando‐se assim, a ligação fundamental, traçando o seu caminho transformador,  formador e articulador.  Certamente  que  a  inexistência  de  respostas  prontas,  acabadas  e  definitivas  fazem  com  que  o  trabalho  pedagógico  do  educador  de  apoio  seja  uma  reelaboração do caminho e a apresentação de algumas das pistas possíveis para a  continuação desse “caminhar”.