SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Programa de AçãoPrograma de Ação
Enfoque OperacionalEnfoque Operacional
OBJETIVO ESPECÍFICO
Instrumentalizar os diferentes segmentos
que compõem a equipe escolar com vistas a
elaboração do seu Programa de Ação no
contexto escolar.
2
PROGRAMA DE AÇÃO
O PROGRAMA DE AÇÃO (PA) trata da operacionalização, dos
meios e processos que darão corpo às diretrizes traçadas.
É um veículo para o exercício da delegação gradual e planejada.
Diretor e demais educadores elaboram seus Programas de Ação
detalhando ações a serem desenvolvidas.
Programa de Ação
4
1- Introdução
2- Definição das atribuições e atividades
3- Filosofia para exercício das atividades
- Domínio
- Enfoque
- Posturas
- Diretrizes
- Alinhamento
4- Resultados Pactuados – Metas e Ações
5- Organização/Comunicação
6- Orçamento
7- Fatores Críticos e Apoio Requerido
8- Substitutos
Roteiro Programa de Ação
Programa de Ação
A introdução é um breve diagnóstico da realidade, uma reflexão
em relação aos resultados de aprendizagem dos estudantes, suas
dificuldades, a relação com os pais...
Também é o momento de auto-reflexão, de olhar para si mesmo e
definir os pontos que farão a diferença para os alunos, para a
qualidade do ensino.
5
 No Programa de Ação, as atribuições estão relacionadas às
atividades que ocupam a maior parte do tempo do indivíduo.
 As atribuições são a síntese das obrigações e dos deveres como
constam nas Leis Complementares Nº 1.164 e 1.191/2012.
 As atribuições relacionam-se com os elementos básicos do modelo
de educação da Escola de Ensino Integral, garantindo a formação
plena do estudante: autônomo, solidário e competente.
1- Introdução
2- Definição das atribuições e atividades
6
Condições para compreender o domínio das atribuições:
- Domínio
- Foco
- Postura
- Alinhamento
- Diretrizes
3- Filosofia para exercício das atividades
Programa de Ação
7
Condições para compreender o domínio das atribuições:
Domínio: É o que não domina, o que necessita ser melhorado, trabalhado. É
a reflexão no sentido da melhoria pessoal, cognitiva, profissional e relacional.
Os quatro pilares do conhecimento, devem estar presentes no crescimento
de todos os integrantes da comunidade escolar.
3- Filosofia para exercício das atividades
Foco: constituem os pontos de concentração aqueles que fazem a diferença
nos resultados.
Postura: o processo de autoanálise se estende ao nível comportamental.
Atitude resultante de um compromisso da pessoa para consigo mesma e para
com o outro: líder, liderados, parceiros, poder público, comunidade.
Alinhamento: responsável pela convergência de visões e perspectivas,
minorando as divergências, minimizando os conflitos e os conseqüentes
desgastes. É a sintonia entre duas ou mais pessoas evitando o ruído na
comunicação.
Diretrizes: orientam as ações que compõem o processo. Derivam do Plano
de Ação.
Programa de Ação
As metas contidas no Plano de Ação nortearão o estabelecimento dos
Resultados Pactuados na equipe;
8
4- Resultados Pactuados – Metas e Ações
As metas dos Programas de Ação, obrigatoriamente, têm de estar em
consonância com os resultados (metas) da Escola contidos no Plano e
diretamente vinculados à essência das atividades executadas, por toda
equipe escolar;
São pactuados porque resultam de uma análise conjunta (diretor/educador)
da situação real, do cenário desejado e da viabilidade de execução.
Resultados globais – metas da escola contidas no plano de ação da
Escola.
Resultados esperados – metas relativas a disciplina acordadas com a
direção e/ou coordenação, alinhado com plano de ação da escola
(indicadores de processo).
Resultados individuais – meta que o professor coloca na sua agenda
individual. O que ele espera de cada aluno, em relação a sua disciplina.
Programa de Ação
9
O educador deve fazer a previsão dos recursos (pessoas, materiais,
equipamentos, instalações) que julgar necessários à concretização dos
resultados pactuados e analisar sua viabilidade com o gestor.
O estabelecimento do processo de comunicação é vital para manter
um fluxo de informação contínuo entre os envolvidos no projeto
escolar.
Os recursos precisam ser mobilizados com antecedência e previstos
no orçamento da Escola.
Este item não é preenchido pelos professores.
5- Organização e Comunicação
Programa de Ação
10
 Os imprevistos, obstáculos e dificuldades são inerentes a qualquer
atividade. Se estes fatores ocorrerem fora do âmbito de atuação,
podem causar impacto no resultado da Escola.
 Cabe ao gestor ou educador se antecipar aos problemas e tentar
encontrar soluções para neutralizar ou minimizar os seus efeitos.
 A formação do Substituto é a concretização da tarefa de educar, de
formar novos líderes, tanto para substituições eventuais como para
a definitiva.
 Indicar quais professores podem substituir eventualmente, em
ordem de preferência.
 Instrumentos como agenda e súmulas constituem mecanismos
simples para exercitar a delegação e preparação de pessoas para
tarefas ou funções mais complexas.
7- Fatores Críticos e Apoio Requerido
8- Substitutos
PROGRAMA DE AÇÃO
Nome: Função
2. Atribuições e Atividades
3. Filosofia para exercício das atividades
3.1 Domínio 3.2 Foco 3.3 Postura 3.4 Diretrizes 3.5 Alinhamento
.
4. Resultados Pactuados – Metas e Ações 5. Organização e
Comunicação4.1 Resultado Global 4.2 Resultados Esperados 4.3 Resultados Individuais
6. Orçamento 7. Fatores Críticos e Apoio 8. Substituto
1. Introdução
Programa de AçãoFormulário
Programa de AçãoPrograma de Ação
Enfoque OperacionalEnfoque Operacional
Objetivo da atividade
Analisar PA do Professor, do PCA, do PCG e
do Diretor da EE Jd. Esmeralda a fim de
facilitar a elaboração de nossos próprios PAs.
Essa análise requer o entendimento dos
conceitos constantes do Plano, assim como
o seu modo de operacionalização.
ORGANIZAÇÃO
1. Divisão dos grupos (8 grupos mistos – Diretor,
Vice, PCG e Supervisores de diferentes escolas).
2. Entrega dos Exemplos de PA para os grupos.
3. Dois grupos analisarão o mesmo PROGRAMA DE
AÇÃO (Diretor, PCG, PCA e Professor)
4. Socialização por segmento.
14
COMANDA
Vocês receberam o Programa de Ação do Professor de
Inglês, do PCA da Área de Ciências da Natureza, Matemática
e suas tecnologias, do PCG e Diretor da EE Jd. Esmeralda.
Analisar o PA entregue ao grupo, observando se os itens
constantes do Programa de Ação atendem as orientações
para elaboração do mesmo. Identificar nos itens, o que deve
ser reelaborado, acrescentado , retirado ou mantido.
Preencher o quadro com “palavras chave” do que é
imprescindível constar nos itens da planilha.
Registrar a discussão do grupo e eleger um orador para
socializar com todo o grupo
15
SISTEMATIZAÇÃO
16
PROGRAMA DE AÇÃO
Nome: Função
2. Atribuições e Atividades
3. Filosofia para exercício das atividades
3.1 Domínio 3.2 Foco 3.3 Postura 3.4 Diretrizes 3.5 Alinhamento
.
4. Resultados Pactuados – Metas e Ações 5. Organização e
Comunicação4.1 Resultado Global 4.2 Resultados Esperados 4.3 Resultados Individuais
6. Orçamento 7. Fatores Críticos e Apoio 8. Substituto
1. Introdução
Programa de AçãoFormulário
• •
•
Aplicação do Ciclo PDCA
FUNDAMENTAL PARA O PROGRAMA DE AÇÃO
1
“PLAN”- PLANEJAR
2
“DO” - FAZER
3
“CHECK” - MONITORAR
4
“ACT” – AGIR / REVISAR
Fluxograma do PA
PROGRAMA DE AÇÃO (PA)
Orientação (para
elaboração)
Elaboração
Acompanhamento/
Monitoramento
Diretor
PCG
PCA
Professores
SEESEE
DEDE
DIRETORDIRETOR
PCGPCG VICE
DIRETOR
VICE
DIRETOR
PCAPCA PCAPCA PCAPCA
PROFESSORESPROFESSORES
ALUNOSALUNOS
ASSEGURAR/GARANTIR
ADMINISTRAR/COORDENAR
ADMINISTRAR/
COORDENAR
EXECUTAR/
REALIZAR
APRENDER
PROFESSORESPROFESSORES PROFESSORESPROFESSORES
PARA FINALIZAR
PROGRAMA DE
AÇÃO
Professor PCA PCG Diretor
Introdução
Atribuições
Filosofia
Resultados
Organização
Orçamento
Fatores Críticos
Substitutos
21

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mapa de competências ensino integral (1) (1)
Mapa de competências ensino integral (1) (1)Mapa de competências ensino integral (1) (1)
Mapa de competências ensino integral (1) (1)
Roseli Basellotto
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
Arte Tecnologia
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
Eduardojr-professor
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
Maria da C.A.Versiani
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervenção
josihy
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
MaxLuisEspinosa
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
Blog Amiga da Pedagogia By Nathália
 
Sequencia didatica
Sequencia didaticaSequencia didatica
Sequencia didatica
shs_oliveira
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Mary Alvarenga
 
01 estudos orientados eo 2022
01 estudos orientados   eo 202201 estudos orientados   eo 2022
01 estudos orientados eo 2022
LEODINEIAGAMA
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
Edlauva Santos
 
Resumo aula nota 10
Resumo   aula nota 10Resumo   aula nota 10
Resumo aula nota 10
sergionunes12
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
moniquests
 
Aulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil efAulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil ef
Marina da Costa Lima
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
Nailson Rocha
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de sala
eebirmawienfrida
 
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoFormação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
SandraRombi
 
Estagio regencia de sala
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
Alessandra Alves
 
Reunião de pais 3º bimestre
Reunião de pais   3º bimestreReunião de pais   3º bimestre
Reunião de pais 3º bimestre
flaviacrm
 

Mais procurados (20)

Mapa de competências ensino integral (1) (1)
Mapa de competências ensino integral (1) (1)Mapa de competências ensino integral (1) (1)
Mapa de competências ensino integral (1) (1)
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervenção
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Sequencia didatica
Sequencia didaticaSequencia didatica
Sequencia didatica
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
 
01 estudos orientados eo 2022
01 estudos orientados   eo 202201 estudos orientados   eo 2022
01 estudos orientados eo 2022
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
 
Resumo aula nota 10
Resumo   aula nota 10Resumo   aula nota 10
Resumo aula nota 10
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
 
Aulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil efAulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil ef
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de sala
 
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoFormação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
 
Estagio regencia de sala
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
 
Reunião de pais 3º bimestre
Reunião de pais   3º bimestreReunião de pais   3º bimestre
Reunião de pais 3º bimestre
 

Destaque

ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveira
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveiraATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveira
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveira
Ru Correa Scardua
 
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da CostaProtagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Jerônimo Ferreira
 
Orientações Suporte pedagógico
Orientações Suporte pedagógicoOrientações Suporte pedagógico
Orientações Suporte pedagógico
fafc17
 
Mapeamento de Competências
Mapeamento de CompetênciasMapeamento de Competências
Mapeamento de Competências
Caliper Brasil
 
Slide proeti
Slide proetiSlide proeti
Slide proeti
pedagogicosjdelrei
 
Resolução see inscricao e designacao 2017
Resolução see inscricao e designacao 2017Resolução see inscricao e designacao 2017
Resolução see inscricao e designacao 2017
Waender Soares
 
diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)
diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)
diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)
indiarahellen1105
 
Slide proeti
Slide proetiSlide proeti
Slide proeti
pedagogicosjdelrei
 
Caderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2s
Caderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2sCaderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2s
Caderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2s
E.E. Mario Martins Pereira
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proeti
Dag Soares
 
Plano de ação + educação
Plano de ação + educaçãoPlano de ação + educação
Plano de ação + educação
Jackson Jara
 

Destaque (11)

ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveira
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveiraATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveira
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Bruno silveira
 
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da CostaProtagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
 
Orientações Suporte pedagógico
Orientações Suporte pedagógicoOrientações Suporte pedagógico
Orientações Suporte pedagógico
 
Mapeamento de Competências
Mapeamento de CompetênciasMapeamento de Competências
Mapeamento de Competências
 
Slide proeti
Slide proetiSlide proeti
Slide proeti
 
Resolução see inscricao e designacao 2017
Resolução see inscricao e designacao 2017Resolução see inscricao e designacao 2017
Resolução see inscricao e designacao 2017
 
diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)
diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)
diretrizes para implantação do projeto educação em tempo integral(1)
 
Slide proeti
Slide proetiSlide proeti
Slide proeti
 
Caderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2s
Caderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2sCaderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2s
Caderno doprofessor 2014_vol1_baixa_lc_linguaportuguesa_em_2s
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proeti
 
Plano de ação + educação
Plano de ação + educaçãoPlano de ação + educação
Plano de ação + educação
 

Semelhante a Pei slides programa de acao

Atps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanos
Atps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanosAtps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanos
Atps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanos
Adriano Ferreira
 
Elaboração de projeto 2013 2
Elaboração de projeto 2013 2Elaboração de projeto 2013 2
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
Leonardo Melo
 
Atps planejamento gestao_servico_social
Atps planejamento gestao_servico_socialAtps planejamento gestao_servico_social
Atps planejamento gestao_servico_social
tanareal
 
Apresentação OT PAP
Apresentação  OT PAPApresentação  OT PAP
Apresentação OT PAP
sitedcoeste
 
Tlog1 atps etica_rel_humanas_trabalho
Tlog1 atps etica_rel_humanas_trabalhoTlog1 atps etica_rel_humanas_trabalho
Tlog1 atps etica_rel_humanas_trabalho
Yan Silva
 
Apresentacao_pap
Apresentacao_papApresentacao_pap
Apresentacao_pap
Moacyr Teixeira
 
Cap.4 o planejamento da ação didatica
Cap.4   o planejamento da ação didaticaCap.4   o planejamento da ação didatica
Cap.4 o planejamento da ação didatica
eleidaarce
 
O que é o pap atpc 13 05 2013
O que é o pap atpc 13 05 2013O que é o pap atpc 13 05 2013
O que é o pap atpc 13 05 2013
verihjkl
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
Bia Bernardino
 
Como promover a construção ppp
Como promover a construção pppComo promover a construção ppp
Como promover a construção ppp
Ulisses Vakirtzis
 
Os projetos didáticos
Os projetos didáticosOs projetos didáticos
Os projetos didáticos
marisa liotti
 
Pp Da Dri
Pp Da DriPp Da Dri
Prática supervisionada [modo de compatibilidade]
Prática supervisionada [modo de compatibilidade]Prática supervisionada [modo de compatibilidade]
Prática supervisionada [modo de compatibilidade]
marcilene1311
 
Trabalho de projecto
Trabalho de projectoTrabalho de projecto
Trabalho de projecto
downa2013
 
2013 1 administracao_1_comportamento organizacional
2013 1 administracao_1_comportamento organizacional2013 1 administracao_1_comportamento organizacional
2013 1 administracao_1_comportamento organizacional
Weslen Luen
 
Decorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassicaDecorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassica
prbocchi
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
Luiz Fernando Anselmo
 
Ps Treinamento Empresarial
Ps Treinamento EmpresarialPs Treinamento Empresarial
Ps Treinamento Empresarial
guest4e9c08
 
Gestão publica grupo_1_semestre
Gestão publica grupo_1_semestreGestão publica grupo_1_semestre
Gestão publica grupo_1_semestre
Ronaldo Oliveira
 

Semelhante a Pei slides programa de acao (20)

Atps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanos
Atps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanosAtps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanos
Atps 2012 2_administracao_6_administracao_recursos_humanos
 
Elaboração de projeto 2013 2
Elaboração de projeto 2013 2Elaboração de projeto 2013 2
Elaboração de projeto 2013 2
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
 
Atps planejamento gestao_servico_social
Atps planejamento gestao_servico_socialAtps planejamento gestao_servico_social
Atps planejamento gestao_servico_social
 
Apresentação OT PAP
Apresentação  OT PAPApresentação  OT PAP
Apresentação OT PAP
 
Tlog1 atps etica_rel_humanas_trabalho
Tlog1 atps etica_rel_humanas_trabalhoTlog1 atps etica_rel_humanas_trabalho
Tlog1 atps etica_rel_humanas_trabalho
 
Apresentacao_pap
Apresentacao_papApresentacao_pap
Apresentacao_pap
 
Cap.4 o planejamento da ação didatica
Cap.4   o planejamento da ação didaticaCap.4   o planejamento da ação didatica
Cap.4 o planejamento da ação didatica
 
O que é o pap atpc 13 05 2013
O que é o pap atpc 13 05 2013O que é o pap atpc 13 05 2013
O que é o pap atpc 13 05 2013
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
 
Como promover a construção ppp
Como promover a construção pppComo promover a construção ppp
Como promover a construção ppp
 
Os projetos didáticos
Os projetos didáticosOs projetos didáticos
Os projetos didáticos
 
Pp Da Dri
Pp Da DriPp Da Dri
Pp Da Dri
 
Prática supervisionada [modo de compatibilidade]
Prática supervisionada [modo de compatibilidade]Prática supervisionada [modo de compatibilidade]
Prática supervisionada [modo de compatibilidade]
 
Trabalho de projecto
Trabalho de projectoTrabalho de projecto
Trabalho de projecto
 
2013 1 administracao_1_comportamento organizacional
2013 1 administracao_1_comportamento organizacional2013 1 administracao_1_comportamento organizacional
2013 1 administracao_1_comportamento organizacional
 
Decorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassicaDecorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassica
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Ps Treinamento Empresarial
Ps Treinamento EmpresarialPs Treinamento Empresarial
Ps Treinamento Empresarial
 
Gestão publica grupo_1_semestre
Gestão publica grupo_1_semestreGestão publica grupo_1_semestre
Gestão publica grupo_1_semestre
 

Mais de E.E. Mario Martins Pereira

1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp011fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
E.E. Mario Martins Pereira
 
Modernismoaula
ModernismoaulaModernismoaula
Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02
Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02
Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02
E.E. Mario Martins Pereira
 
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranetAap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
E.E. Mario Martins Pereira
 
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelenteQuadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
E.E. Mario Martins Pereira
 
Melhorgestao
MelhorgestaoMelhorgestao

Mais de E.E. Mario Martins Pereira (6)

1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp011fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
 
Modernismoaula
ModernismoaulaModernismoaula
Modernismoaula
 
Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02
Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02
Ifasedomodernismo1922 1930-140627182727-phpapp02
 
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranetAap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
Aap lp ago 2015_caderno do professor_3 em_intranet
 
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelenteQuadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
 
Melhorgestao
MelhorgestaoMelhorgestao
Melhorgestao
 

Último

said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 

Último (20)

said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 

Pei slides programa de acao

  • 1. 1 Programa de AçãoPrograma de Ação Enfoque OperacionalEnfoque Operacional
  • 2. OBJETIVO ESPECÍFICO Instrumentalizar os diferentes segmentos que compõem a equipe escolar com vistas a elaboração do seu Programa de Ação no contexto escolar. 2
  • 3. PROGRAMA DE AÇÃO O PROGRAMA DE AÇÃO (PA) trata da operacionalização, dos meios e processos que darão corpo às diretrizes traçadas. É um veículo para o exercício da delegação gradual e planejada. Diretor e demais educadores elaboram seus Programas de Ação detalhando ações a serem desenvolvidas.
  • 4. Programa de Ação 4 1- Introdução 2- Definição das atribuições e atividades 3- Filosofia para exercício das atividades - Domínio - Enfoque - Posturas - Diretrizes - Alinhamento 4- Resultados Pactuados – Metas e Ações 5- Organização/Comunicação 6- Orçamento 7- Fatores Críticos e Apoio Requerido 8- Substitutos Roteiro Programa de Ação
  • 5. Programa de Ação A introdução é um breve diagnóstico da realidade, uma reflexão em relação aos resultados de aprendizagem dos estudantes, suas dificuldades, a relação com os pais... Também é o momento de auto-reflexão, de olhar para si mesmo e definir os pontos que farão a diferença para os alunos, para a qualidade do ensino. 5  No Programa de Ação, as atribuições estão relacionadas às atividades que ocupam a maior parte do tempo do indivíduo.  As atribuições são a síntese das obrigações e dos deveres como constam nas Leis Complementares Nº 1.164 e 1.191/2012.  As atribuições relacionam-se com os elementos básicos do modelo de educação da Escola de Ensino Integral, garantindo a formação plena do estudante: autônomo, solidário e competente. 1- Introdução 2- Definição das atribuições e atividades
  • 6. 6 Condições para compreender o domínio das atribuições: - Domínio - Foco - Postura - Alinhamento - Diretrizes 3- Filosofia para exercício das atividades
  • 7. Programa de Ação 7 Condições para compreender o domínio das atribuições: Domínio: É o que não domina, o que necessita ser melhorado, trabalhado. É a reflexão no sentido da melhoria pessoal, cognitiva, profissional e relacional. Os quatro pilares do conhecimento, devem estar presentes no crescimento de todos os integrantes da comunidade escolar. 3- Filosofia para exercício das atividades Foco: constituem os pontos de concentração aqueles que fazem a diferença nos resultados. Postura: o processo de autoanálise se estende ao nível comportamental. Atitude resultante de um compromisso da pessoa para consigo mesma e para com o outro: líder, liderados, parceiros, poder público, comunidade. Alinhamento: responsável pela convergência de visões e perspectivas, minorando as divergências, minimizando os conflitos e os conseqüentes desgastes. É a sintonia entre duas ou mais pessoas evitando o ruído na comunicação. Diretrizes: orientam as ações que compõem o processo. Derivam do Plano de Ação.
  • 8. Programa de Ação As metas contidas no Plano de Ação nortearão o estabelecimento dos Resultados Pactuados na equipe; 8 4- Resultados Pactuados – Metas e Ações As metas dos Programas de Ação, obrigatoriamente, têm de estar em consonância com os resultados (metas) da Escola contidos no Plano e diretamente vinculados à essência das atividades executadas, por toda equipe escolar; São pactuados porque resultam de uma análise conjunta (diretor/educador) da situação real, do cenário desejado e da viabilidade de execução. Resultados globais – metas da escola contidas no plano de ação da Escola. Resultados esperados – metas relativas a disciplina acordadas com a direção e/ou coordenação, alinhado com plano de ação da escola (indicadores de processo). Resultados individuais – meta que o professor coloca na sua agenda individual. O que ele espera de cada aluno, em relação a sua disciplina.
  • 9. Programa de Ação 9 O educador deve fazer a previsão dos recursos (pessoas, materiais, equipamentos, instalações) que julgar necessários à concretização dos resultados pactuados e analisar sua viabilidade com o gestor. O estabelecimento do processo de comunicação é vital para manter um fluxo de informação contínuo entre os envolvidos no projeto escolar. Os recursos precisam ser mobilizados com antecedência e previstos no orçamento da Escola. Este item não é preenchido pelos professores. 5- Organização e Comunicação
  • 10. Programa de Ação 10  Os imprevistos, obstáculos e dificuldades são inerentes a qualquer atividade. Se estes fatores ocorrerem fora do âmbito de atuação, podem causar impacto no resultado da Escola.  Cabe ao gestor ou educador se antecipar aos problemas e tentar encontrar soluções para neutralizar ou minimizar os seus efeitos.  A formação do Substituto é a concretização da tarefa de educar, de formar novos líderes, tanto para substituições eventuais como para a definitiva.  Indicar quais professores podem substituir eventualmente, em ordem de preferência.  Instrumentos como agenda e súmulas constituem mecanismos simples para exercitar a delegação e preparação de pessoas para tarefas ou funções mais complexas. 7- Fatores Críticos e Apoio Requerido 8- Substitutos
  • 11. PROGRAMA DE AÇÃO Nome: Função 2. Atribuições e Atividades 3. Filosofia para exercício das atividades 3.1 Domínio 3.2 Foco 3.3 Postura 3.4 Diretrizes 3.5 Alinhamento . 4. Resultados Pactuados – Metas e Ações 5. Organização e Comunicação4.1 Resultado Global 4.2 Resultados Esperados 4.3 Resultados Individuais 6. Orçamento 7. Fatores Críticos e Apoio 8. Substituto 1. Introdução Programa de AçãoFormulário
  • 12. Programa de AçãoPrograma de Ação Enfoque OperacionalEnfoque Operacional
  • 13. Objetivo da atividade Analisar PA do Professor, do PCA, do PCG e do Diretor da EE Jd. Esmeralda a fim de facilitar a elaboração de nossos próprios PAs. Essa análise requer o entendimento dos conceitos constantes do Plano, assim como o seu modo de operacionalização.
  • 14. ORGANIZAÇÃO 1. Divisão dos grupos (8 grupos mistos – Diretor, Vice, PCG e Supervisores de diferentes escolas). 2. Entrega dos Exemplos de PA para os grupos. 3. Dois grupos analisarão o mesmo PROGRAMA DE AÇÃO (Diretor, PCG, PCA e Professor) 4. Socialização por segmento. 14
  • 15. COMANDA Vocês receberam o Programa de Ação do Professor de Inglês, do PCA da Área de Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias, do PCG e Diretor da EE Jd. Esmeralda. Analisar o PA entregue ao grupo, observando se os itens constantes do Programa de Ação atendem as orientações para elaboração do mesmo. Identificar nos itens, o que deve ser reelaborado, acrescentado , retirado ou mantido. Preencher o quadro com “palavras chave” do que é imprescindível constar nos itens da planilha. Registrar a discussão do grupo e eleger um orador para socializar com todo o grupo 15
  • 17. PROGRAMA DE AÇÃO Nome: Função 2. Atribuições e Atividades 3. Filosofia para exercício das atividades 3.1 Domínio 3.2 Foco 3.3 Postura 3.4 Diretrizes 3.5 Alinhamento . 4. Resultados Pactuados – Metas e Ações 5. Organização e Comunicação4.1 Resultado Global 4.2 Resultados Esperados 4.3 Resultados Individuais 6. Orçamento 7. Fatores Críticos e Apoio 8. Substituto 1. Introdução Programa de AçãoFormulário
  • 18. • • • Aplicação do Ciclo PDCA FUNDAMENTAL PARA O PROGRAMA DE AÇÃO 1 “PLAN”- PLANEJAR 2 “DO” - FAZER 3 “CHECK” - MONITORAR 4 “ACT” – AGIR / REVISAR
  • 19. Fluxograma do PA PROGRAMA DE AÇÃO (PA) Orientação (para elaboração) Elaboração Acompanhamento/ Monitoramento Diretor PCG PCA Professores
  • 20. SEESEE DEDE DIRETORDIRETOR PCGPCG VICE DIRETOR VICE DIRETOR PCAPCA PCAPCA PCAPCA PROFESSORESPROFESSORES ALUNOSALUNOS ASSEGURAR/GARANTIR ADMINISTRAR/COORDENAR ADMINISTRAR/ COORDENAR EXECUTAR/ REALIZAR APRENDER PROFESSORESPROFESSORES PROFESSORESPROFESSORES
  • 21. PARA FINALIZAR PROGRAMA DE AÇÃO Professor PCA PCG Diretor Introdução Atribuições Filosofia Resultados Organização Orçamento Fatores Críticos Substitutos 21