Angela proposta coordenação 2012

2.911 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Angela proposta coordenação 2012

  1. 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE TABOÃO DA SERRA- SP Plano Coordenação Pedagógica 2012 ÂNGELA MARIA DA SILVA
  2. 2. I. Justificativa: O coordenador pedagógico em sua atuação na escola deve ser deum agente transformador e formador, ou seja, sua atuação vai muito alémdo convívio e relacionamento com os professores, significa ser formadorouvinte de opiniões, planejando e pondo em execução o dever da escolaque é exercer um papel social; e transformador quando está disposto ainovar e enfrentar desafios capazes de desencadear um processo demudança. Assumir essa função é desejar ser um importante articuladordentro de um processo dinâmico instaurado pela própria natureza do sabere do fazer humano em constante transformação, uma vez que a atuaçãocoletiva junto ao corpo docente contribui para um “fazer” pedagógicoeficiente e comprometido com o sucesso escolar, proporcionando odesenvolvimento do trabalho e crescimento profissional dos professores,visando à melhoria do trabalho docente em sala de aula e no contexto doprojeto pedagógico da unidade escolar. Pretendo contagiá-lo e contribuir para o aperfeiçoamento da suaprática, através do diálogo e de reflexões que suscitem novas ideias econsequentemente reflita na sala de aula e na qualidade do ensinooferecido na rede pública municipal. Sabendo da grande responsabilidade do papel do coordenador, meproponho a trabalhar de forma democrática para atender as necessidadesda equipe da unidade escolar, levando em conta a ética profissional e ointuito de contribuir para um bom trabalho coletivo.
  3. 3. II. Concepção de ensino e de aprendizagem: Tendo ciência que o saber pedagógico é o saber que o professorconstrói no cotidiano de seu trabalho e que fundamenta sua ação docente,ou seja, é o saber que possibilita ao professor interagir com seus alunos,na sala de aula, no contexto da escola onde atua (Pimenta et AL 1999, p.43), a aquisição e efetivação desses saberes é que faz necessária aintervenção do coordenador pedagógico, em favor do professor paracontribuir com sua atuação na sala de aula, onde este deve ter em mentequão é importante essa busca, essa transmissão de conhecimento, e trocade experiências para a construção de identidade do educando. Numa abordagem sócio-interacionista, o coordenador é muito maisque um facilitador e orientador do processo de desenvolvimento do outro. É um mediador, alavancador de novos rumos, motivador,proporcionando questionamentos que provoquem e desequilibrem seusprofessores em prol da mudança quando necessário. De acordo com Vygostsky a interação social é a origem e também oque impulsiona a aprendizagem e o desenvolvimento intelectual, onde oprocesso de interiorização de conhecimento se torna possível. Afinal, é necessário considerar que, muito provavelmente, nãomudamos sozinhos: outros vêm juntos. E cada um tem um ritmodiferente. Sendo assim, o coordenador deve procurar potencializar asdimensões social, comunicativa e colaborativa. As estratégias pedagógicasdevem desenvolver a aprendizagem e troca através do trabalhocooperativo. Os encontros devem desenvolver a aprendizagem pela práticae pela reflexão, através do diálogo e de trocas.
  4. 4. III. Objetivos: • Colaborar com a construção, implementação e avaliação do Projeto Pedagógico da Unidade Educacional, tendo em vista os desafios do cotidiano escolar, as modalidades e turnos em funcionamento, visando à melhoria da qualidade da educação, em consonância com a LDB, ECA e com as diretrizes educacionais do município de Taboão da Serra; • Promover estudos que permitam ressignificar e atualizar as práticas pedagógicas em busca de adequá-las a necessidades de aprendizagens dos alunos; • Acompanhar a implementação dos Programas e Projetos da Secretaria Municipal de Educação por meio da formação dos professores da Unidade Educacional, visando a aprendizagem bem sucedida para todos. IV. Metas Previstas: As metas foram traçadas, a partir do conhecimento do perfil e darealidade do grupo docente. No entanto, essas metas terão como foco, aaprendizagem de qualidade para todos através de uma formação eficaz dogrupo, que pode incluir: • Reflexão da Prática; • Como lidar com a comunidade; • Ver o aluno como um todo, considerando-o como um sujeito interativo e ativo no seu processo de construção de conhecimento; • Ser um instrumento de transformação da realidade - resgatar a potência da coletividade; • Aumentar o grau de realização e, portanto, de satisfação de trabalho.
  5. 5. V. Ações a desencadear:
  6. 6. VI. Avaliação: O coordenador pedagógico deve realizar uma avaliação que propicieuma visão clara e pontual do processo de aprendizagem que acompanhao professor. A avaliação diagnóstica ou formativa nesse âmbito ofereceuma perspectiva de crescimento e formação, já que, dá abertura paratomada de decisão que poderá ser construída junto ao grupo. Assim, poderá ser realizada através de auto-avaliação, registros ematas, comentários, fotos, reflexão, síntese de discussões e portifólio docoordenador.
  7. 7. VII. BibliografiaOSTETTO, Luciana E. (Org.). Educação infantil: saberes e fazeres daformação de professores. Campinas: Papirus, 2008.OLIVEIRA, Zilma Ramos de. Educação infantil: fundamentos e métodos.São Paulo: Cortez, 2007. cap. 9.CAMPS, Ana. Propostas didáticas para aprender a escrever. PortoAlegre: Artmed, 2006. cap. 1 - 3.PERRENOUD, Philippe et al. (Orgs.). Formando professoresprofissionais: quais estratégias? Quais competências? Porto Alegre:Artmed, 2001.WEISZ, Telma. O Diálogo entre o ensino e a aprendizagem. SãoPaulo:Ática, 2002.ALARCÃO, Isabel. Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva.São Paulo, Cortez, 2003 – (Coleção Questões da Nossa Época; 103).LIMA, Paulo Gomes. O coordenador pedagógico na educação básica:desafios e perspectivas- Revista de Educação. Vol.2 nº4 jul/dez 2007.Pag. 77-90. Disponível em<http://www.ufgd.edu.br/faed/nefope/publicacoes/o-coordenador-pedagogico-na-educacao-basica-desafios-e-perspectivas >. Acesso em 18-07-2011PIMENTA, Selma Garrido textos Nascimento Edson et al. Saberespedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

×