SlideShare uma empresa Scribd logo
NOX
Número de Oxidação
Conceito
É a carga elétrica atribuída a cada átomo ou íon em compostos.
Regras para atribuição do NOX
1. Para substâncias simples:
Os átomos dos elementos nas substâncias simples moleculares e metálicas têm
NOX zero, uma vez que estão em equilíbrio elétrico. Ex - H2, O3 e P4.
2. Para íons monoatômicos:
O NOX é a carga do íon, uma vez que não está em equilíbrio elétrico. Ex - 𝐴𝑙3+
(NOX +3), 𝐾+
(NOX +1) e 𝑆2−
(NOX -2)
Obs – Íons peróxido ou superóxido. Tira-se o NOX médio, Ex
−1
2
3. Para substâncias compostas:
Metais alcalinos (família 1 A – Li, Na, K, Rb, Cs, Fr) e Ag têm NOX +1.
Metais alcalinoterrosos (família 2 A – Be, Mg, Ca, Sr, Ba, Ra), Zn e Cd têm NOX +2.
Alumínio (Al) tem NOX +3.
Halogênios (família 17 A – F, Cl, Br, I) têm NOX -1.
Calcogênios (família 16 A – O, S, Se, Te) têm NOX -2.
4. Para o hidrogênio em seus compostos:
Geralmente, o hidrogênio possui NOX +1. Ex – H2O e NH3.
Exceção – Nos compostos binários metálicos, o hidrogênio tem NOX -1. Ex – NaH
e AlH3.
5. Para o oxigênio em seus compostos:
Geralmente, o oxigênio possui NOX -2. Ex - H2SO4 e NO3-.
Exceção 1 – Nos peróxidos, o oxigênio tem NOX médio -1. Peróxidos são
compostos binários oxigenados dos metais alcalinos, alcalinoterrosos, prata,
hidrogênio e zinco. Ex - K2O2 𝑒 H2O2.
Exceção 2 – Nos superóxidos, o oxigênio tem NOX médio -1/2. Superóxidos são
compostos binários oxigenados dos metais alcalinos e alcalinoterrosos. Ex -
𝑁𝑎𝑂2 𝑒 𝐶𝑎𝑂4.
Exceção 3 – Nos fluoretos, o oxigênio tem NOX +1 e +2. Ex - OF2 e O2F2.
Exemplos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
Adrianne Mendonça
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
Carlos Priante
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
Joelson Barral
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
loirissimavivi
 
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Karol Maia
 
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETOFUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
Silvio Gentil
 
Aula radioatividade
Aula radioatividadeAula radioatividade
Aula radioatividade
Nai Mariano
 
Aula 8 sais e oxidos
Aula 8   sais e oxidosAula 8   sais e oxidos
Aula 8 sais e oxidos
José Vitor Alves
 
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecularLigações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Carlos Priante
 
Gases e transformações
Gases  e transformaçõesGases  e transformações
Gases e transformações
Aninha Felix Vieira Dias
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
Nai Mariano
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
Ajudar Pessoas
 
QUIMICA GERAL Aula 01
QUIMICA GERAL Aula 01QUIMICA GERAL Aula 01
QUIMICA GERAL Aula 01
Manim Edições
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Isabele Félix
 
Estrutura Atomica
Estrutura AtomicaEstrutura Atomica
Estrutura Atomica
José Miguel Dos Santos
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
fisicaatual
 
Calculo estequiometrico
Calculo estequiometricoCalculo estequiometrico
Calculo estequiometrico
Adrianne Mendonça
 
Aula sobre grandezas químicas
Aula sobre grandezas químicasAula sobre grandezas químicas
Aula sobre grandezas químicas
Profª Alda Ernestina
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Adrianne Mendonça
 
Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
Liana Maia
 

Mais procurados (20)

Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
 
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETOFUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
 
Aula radioatividade
Aula radioatividadeAula radioatividade
Aula radioatividade
 
Aula 8 sais e oxidos
Aula 8   sais e oxidosAula 8   sais e oxidos
Aula 8 sais e oxidos
 
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecularLigações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
 
Gases e transformações
Gases  e transformaçõesGases  e transformações
Gases e transformações
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
QUIMICA GERAL Aula 01
QUIMICA GERAL Aula 01QUIMICA GERAL Aula 01
QUIMICA GERAL Aula 01
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Estrutura Atomica
Estrutura AtomicaEstrutura Atomica
Estrutura Atomica
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Calculo estequiometrico
Calculo estequiometricoCalculo estequiometrico
Calculo estequiometrico
 
Aula sobre grandezas químicas
Aula sobre grandezas químicasAula sobre grandezas químicas
Aula sobre grandezas químicas
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
 

Destaque

Sdn command line controller lab
Sdn command line controller labSdn command line controller lab
Sdn command line controller lab
Guedda houssem eddin
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
Lara Lídia
 
한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...
한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...
한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...
Ian Choi
 
Tarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIO
Tarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIOTarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIO
Tarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIO
Gabriela Serrano
 
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배
Myoung-Ryun Mission Presbyterian Church
 
Sistemas de control de traccion
Sistemas de control de traccionSistemas de control de traccion
Sistemas de control de traccion
Luis Humberto Bolivar moreno
 
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다
Myoung-Ryun Mission Presbyterian Church
 
Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 26/03/17
Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  26/03/17Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  26/03/17
Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 26/03/17
Igreja Presbiteriana Jardim de Oração
 
Sistemas de información gerencial informatica
Sistemas de información gerencial informaticaSistemas de información gerencial informatica
Sistemas de información gerencial informatica
Elizabeth369
 
Manejo integrado del suelo
Manejo integrado del sueloManejo integrado del suelo
Manejo integrado del suelo
Catalina Quintero Roa
 
Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...
Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...
Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...
Manju Devadas
 
Frases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice Lispector
Frases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice LispectorFrases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice Lispector
Frases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice Lispector
anajuho1
 
Horas Extraordinarias en Venezuela
Horas Extraordinarias en VenezuelaHoras Extraordinarias en Venezuela
Horas Extraordinarias en Venezuela
Luis Eduardo Hernandez
 
Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016
Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016
Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016
democracyGPS
 
Presentación cultura y lenguaje
Presentación cultura y lenguajePresentación cultura y lenguaje
Presentación cultura y lenguaje
William Beltrán
 
La ansiedad
La ansiedadLa ansiedad
La ansiedad
ktherinecamargo
 
Produtividade ninja com android studio
Produtividade ninja com android studioProdutividade ninja com android studio
Produtividade ninja com android studio
Ramon Ribeiro Rabello
 
MADRID DE LOS AUSTRIAS
MADRID DE LOS AUSTRIASMADRID DE LOS AUSTRIAS
MADRID DE LOS AUSTRIAS
profesorjulioperez
 
Estratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. Pará
Estratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. ParáEstratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. Pará
Estratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. Pará
messias gomes barbosa
 
Coeficiente de confiabilidad
Coeficiente de confiabilidadCoeficiente de confiabilidad
Coeficiente de confiabilidad
JenevicCastillo
 

Destaque (20)

Sdn command line controller lab
Sdn command line controller labSdn command line controller lab
Sdn command line controller lab
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
 
한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...
한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...
한국통신학회 워크샵: SDN/NFV for Secure Services - Understanding Open Source SDN Contr...
 
Tarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIO
Tarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIOTarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIO
Tarea_7_ gabriela_serrano SISTEMA CARDIO RESPIRATORIO
 
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다 - 주일예배
 
Sistemas de control de traccion
Sistemas de control de traccionSistemas de control de traccion
Sistemas de control de traccion
 
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다
20170325 주일예배, 눅09장01 09절, 열두 제자를 부르시다
 
Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 26/03/17
Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  26/03/17Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração -  26/03/17
Boletim da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 26/03/17
 
Sistemas de información gerencial informatica
Sistemas de información gerencial informaticaSistemas de información gerencial informatica
Sistemas de información gerencial informatica
 
Manejo integrado del suelo
Manejo integrado del sueloManejo integrado del suelo
Manejo integrado del suelo
 
Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...
Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...
Recommendation Engine and Machine Learning using Planning in a Box using Tabl...
 
Frases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice Lispector
Frases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice LispectorFrases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice Lispector
Frases marcantes do livro: “A hora da estrela” Clarice Lispector
 
Horas Extraordinarias en Venezuela
Horas Extraordinarias en VenezuelaHoras Extraordinarias en Venezuela
Horas Extraordinarias en Venezuela
 
Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016
Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016
Krenn algorithmic democracy_ab_jan_2016
 
Presentación cultura y lenguaje
Presentación cultura y lenguajePresentación cultura y lenguaje
Presentación cultura y lenguaje
 
La ansiedad
La ansiedadLa ansiedad
La ansiedad
 
Produtividade ninja com android studio
Produtividade ninja com android studioProdutividade ninja com android studio
Produtividade ninja com android studio
 
MADRID DE LOS AUSTRIAS
MADRID DE LOS AUSTRIASMADRID DE LOS AUSTRIAS
MADRID DE LOS AUSTRIAS
 
Estratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. Pará
Estratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. ParáEstratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. Pará
Estratégia de campanha eleitoral 2014 - Silvio Amorim - Dep. Est. Pará
 
Coeficiente de confiabilidad
Coeficiente de confiabilidadCoeficiente de confiabilidad
Coeficiente de confiabilidad
 

Semelhante a Nox - Número de Oxidação.

Número de oxidação
Número de oxidaçãoNúmero de oxidação
Número de oxidação
Carlos Marconi
 
Regras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversas
Regras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversasRegras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversas
Regras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversas
primaquim
 
Nox 1.pptx
Nox 1.pptxNox 1.pptx
Nox 1.pptx
Guilherme Dias
 
Aula De Nox
Aula De NoxAula De Nox
Aula De Nox
Silvana
 
Oxirredução
Oxirredução Oxirredução
Oxirredução
Bio Sem Limites
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química - Balanceamento Por Oxirreducão
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química -  Balanceamento Por Oxirreducão  www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química -  Balanceamento Por Oxirreducão
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química - Balanceamento Por Oxirreducão
Annalu Jannuzzi
 
Elementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidadeElementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidade
Andrieli Caroline
 
Aula determinação de-nox
Aula  determinação de-noxAula  determinação de-nox
Aula determinação de-nox
Adrianne Mendonça
 
Oxirredução (Regra do Nox) (1).ppt
Oxirredução (Regra do Nox) (1).pptOxirredução (Regra do Nox) (1).ppt
Oxirredução (Regra do Nox) (1).ppt
PedroHenrique159156
 
Oxirredução (Regra do Nox).pdf
Oxirredução (Regra do Nox).pdfOxirredução (Regra do Nox).pdf
Oxirredução (Regra do Nox).pdf
HlioBuenagaSevilha
 
Quimica
QuimicaQuimica
QUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICA
QUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICAQUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICA
QUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICA
autonomo
 
2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx
2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx
2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx
RITADECASSIARODRIGUE20
 
Estrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano x
Estrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano xEstrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano x
Estrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano x
ThiagoAlmeida458596
 
Aula 08 química geral
Aula 08 química geralAula 08 química geral
Aula 08 química geral
Tiago da Silva
 
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).pptOxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
MarcoReisBrugnerotto
 
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).pptOxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
MarcoReisBrugnerotto
 
metais alcalinos.pdf
metais alcalinos.pdfmetais alcalinos.pdf
metais alcalinos.pdf
Santos Raimundo
 
Eletroquímica
EletroquímicaEletroquímica
Eletroquímica
Alice Almeida
 
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
samuelsoaresvasco202
 

Semelhante a Nox - Número de Oxidação. (20)

Número de oxidação
Número de oxidaçãoNúmero de oxidação
Número de oxidação
 
Regras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversas
Regras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversasRegras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversas
Regras para o cálculo do Nox de elementos em substâncias diversas
 
Nox 1.pptx
Nox 1.pptxNox 1.pptx
Nox 1.pptx
 
Aula De Nox
Aula De NoxAula De Nox
Aula De Nox
 
Oxirredução
Oxirredução Oxirredução
Oxirredução
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química - Balanceamento Por Oxirreducão
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química -  Balanceamento Por Oxirreducão  www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química -  Balanceamento Por Oxirreducão
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Química - Balanceamento Por Oxirreducão
 
Elementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidadeElementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidade
 
Aula determinação de-nox
Aula  determinação de-noxAula  determinação de-nox
Aula determinação de-nox
 
Oxirredução (Regra do Nox) (1).ppt
Oxirredução (Regra do Nox) (1).pptOxirredução (Regra do Nox) (1).ppt
Oxirredução (Regra do Nox) (1).ppt
 
Oxirredução (Regra do Nox).pdf
Oxirredução (Regra do Nox).pdfOxirredução (Regra do Nox).pdf
Oxirredução (Regra do Nox).pdf
 
Quimica
QuimicaQuimica
Quimica
 
QUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICA
QUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICAQUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICA
QUÍMICA ORGÂNICA TEÓRICA
 
2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx
2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx
2 Estrutura atômica v09.03.2015.pptx
 
Estrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano x
Estrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano xEstrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano x
Estrutura atômica v09.03.2015.ppt para o nono ano x
 
Aula 08 química geral
Aula 08 química geralAula 08 química geral
Aula 08 química geral
 
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).pptOxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
 
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).pptOxirredução (Regra do Nox).ppt
Oxirredução (Regra do Nox).ppt
 
metais alcalinos.pdf
metais alcalinos.pdfmetais alcalinos.pdf
metais alcalinos.pdf
 
Eletroquímica
EletroquímicaEletroquímica
Eletroquímica
 
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
 

Mais de Lara Lídia

Glicídios.
Glicídios.Glicídios.
Glicídios.
Lara Lídia
 
Grécia antiga.
Grécia antiga.Grécia antiga.
Grécia antiga.
Lara Lídia
 
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
Lara Lídia
 
Introdução à evolução
Introdução à evoluçãoIntrodução à evolução
Introdução à evolução
Lara Lídia
 
Cartografia.
Cartografia.Cartografia.
Cartografia.
Lara Lídia
 
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
Lara Lídia
 
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Lara Lídia
 
Campo elétrico.
Campo elétrico.Campo elétrico.
Campo elétrico.
Lara Lídia
 
Força elétrica
Força elétricaForça elétrica
Força elétrica
Lara Lídia
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.
Lara Lídia
 
Romantismo.
Romantismo.Romantismo.
Romantismo.
Lara Lídia
 
Números quânticos.
Números quânticos.Números quânticos.
Números quânticos.
Lara Lídia
 
Fenícios e persas
Fenícios e persasFenícios e persas
Fenícios e persas
Lara Lídia
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
Lara Lídia
 
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Lara Lídia
 
Funções de linguagem.
Funções de linguagem.Funções de linguagem.
Funções de linguagem.
Lara Lídia
 
Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.
Lara Lídia
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
Lara Lídia
 
Classificação dos seres vivos.
Classificação dos seres vivos.Classificação dos seres vivos.
Classificação dos seres vivos.
Lara Lídia
 
Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.
Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.
Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.
Lara Lídia
 

Mais de Lara Lídia (20)

Glicídios.
Glicídios.Glicídios.
Glicídios.
 
Grécia antiga.
Grécia antiga.Grécia antiga.
Grécia antiga.
 
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
 
Introdução à evolução
Introdução à evoluçãoIntrodução à evolução
Introdução à evolução
 
Cartografia.
Cartografia.Cartografia.
Cartografia.
 
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
 
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.
 
Campo elétrico.
Campo elétrico.Campo elétrico.
Campo elétrico.
 
Força elétrica
Força elétricaForça elétrica
Força elétrica
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.
 
Romantismo.
Romantismo.Romantismo.
Romantismo.
 
Números quânticos.
Números quânticos.Números quânticos.
Números quânticos.
 
Fenícios e persas
Fenícios e persasFenícios e persas
Fenícios e persas
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
 
Funções de linguagem.
Funções de linguagem.Funções de linguagem.
Funções de linguagem.
 
Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Classificação dos seres vivos.
Classificação dos seres vivos.Classificação dos seres vivos.
Classificação dos seres vivos.
 
Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.
Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.
Principais formas de relevo e os Relevos do Brasil.
 

Último

Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 

Nox - Número de Oxidação.

  • 2. Conceito É a carga elétrica atribuída a cada átomo ou íon em compostos. Regras para atribuição do NOX 1. Para substâncias simples: Os átomos dos elementos nas substâncias simples moleculares e metálicas têm NOX zero, uma vez que estão em equilíbrio elétrico. Ex - H2, O3 e P4. 2. Para íons monoatômicos: O NOX é a carga do íon, uma vez que não está em equilíbrio elétrico. Ex - 𝐴𝑙3+ (NOX +3), 𝐾+ (NOX +1) e 𝑆2− (NOX -2) Obs – Íons peróxido ou superóxido. Tira-se o NOX médio, Ex −1 2 3. Para substâncias compostas: Metais alcalinos (família 1 A – Li, Na, K, Rb, Cs, Fr) e Ag têm NOX +1. Metais alcalinoterrosos (família 2 A – Be, Mg, Ca, Sr, Ba, Ra), Zn e Cd têm NOX +2. Alumínio (Al) tem NOX +3.
  • 3. Halogênios (família 17 A – F, Cl, Br, I) têm NOX -1. Calcogênios (família 16 A – O, S, Se, Te) têm NOX -2. 4. Para o hidrogênio em seus compostos: Geralmente, o hidrogênio possui NOX +1. Ex – H2O e NH3. Exceção – Nos compostos binários metálicos, o hidrogênio tem NOX -1. Ex – NaH e AlH3. 5. Para o oxigênio em seus compostos: Geralmente, o oxigênio possui NOX -2. Ex - H2SO4 e NO3-. Exceção 1 – Nos peróxidos, o oxigênio tem NOX médio -1. Peróxidos são compostos binários oxigenados dos metais alcalinos, alcalinoterrosos, prata, hidrogênio e zinco. Ex - K2O2 𝑒 H2O2. Exceção 2 – Nos superóxidos, o oxigênio tem NOX médio -1/2. Superóxidos são compostos binários oxigenados dos metais alcalinos e alcalinoterrosos. Ex - 𝑁𝑎𝑂2 𝑒 𝐶𝑎𝑂4. Exceção 3 – Nos fluoretos, o oxigênio tem NOX +1 e +2. Ex - OF2 e O2F2.