SlideShare uma empresa Scribd logo
Funções orgânicas
oxigenadas
Álcoois, Fenóis, Aldeídos,
Cetonas, Ácidos carboxílicos,
Ésteres e Éter
Introdução
As funções orgânicas oxigenadas, como o próprio nome já diz, são aquelas que apresentam o oxigênio
como constituinte.
Depois do carbono e do hidrogênio, o oxigênio é o elemento químico mais encontrado nas substâncias
orgânicas, daí a enorme diversidade de compostos oxigenados.
Eles estão presentes no álcool combustível, bebidas alcoólicas, plásticos, fibras têxteis, óleos
vegetais, amido de cereais, gordura animal, perfumes, essências, etc.
Relembrando!
nomenclatura dos hidrocarbonetos
Como regra geral, o seu nome esta dividido em três partes.
Prefixo + intermediaria + sufixo
A tabela a seguir relaciona as três partes:
1. FUNÇÃO ÁLCOOL
Álcoois são compostos que apresentam grupo hidroxila (-OH) ligado a
carbono saturado.
Grupo Funcional:
Nomenclatura Oficial: prefixo + infixo + sufixo
n.º de C tipo de
ligação entre
carbonos
ol
Nomenclatura Usual: Álcool + Radical + ico
Exemplos:
H2
H3C _ C _ OH
Nome Oficial: etanol
Nome Usual: álcool etílico
Obs.: Quando um álcool apresentar mais do que dois átomos de carbono, indicamos a
posição do OH numerando a cadeia a partir da extremidade mais próxima do carbono
que contém a hidroxila.
H2 H
H3C _ C _ C _ CH3
І
OH
Nome Oficial: 2-butanol
Nome Usual: álcool secbutílico
OH OH OH
І І І
H2C _ C _ CH2
H
Nome Oficial: 1,2,3-propanotriol
Nome Usual: glicerina
Os álcoois podem ser classificados:
• De acordo com o numero de hidroxila:
• Monoálcool – 1 OH
• Dialcool – 2 OH
• Poliálcool – OH
Monoálcool
OH ― CH ― CH ― CH
Diálcool CH ― CH
І І
OH OH
De acordo com a localização da hidroxila:
H C ─ C H ─ OH3 2
Primário – OH ligado ao carbono primário.
Carbono Primário
↓
Secundário – OH ligado ao carbono Secundário.
H C ─ CH ─ C H3 3
OH
Carbono secundário
Terciário- OH ligado no carbono terciário.
C – C - CH
CH
OH Carbono terciário
2. FUNÇÃO FENOL
Os fenóis são compostos que apresentam o grupo hidroxila (-OH) ligado diretamente a um átomo
do carbono do anel aromático.
Grupo Funcional:
Caromático OH
Nomenclatura Oficial: O grupo funcional (-OH) é denominado hidróxi e vem seguido do nome do
hidrocarboneto.
O hidróxi-benzeno é o fenol mais simples, seu nome usual é fenol e é conhecido também como
fenol comum ou ácido fênico.
Importante: Os fenóis apresentam características ácidas.
Caso ocorram ramificações, é necessário indicar suas posições, de modo a obter os menores números
possíveis, iniciando-se sempre a numeração pela hidroxila.
Exemplos:
Nome Oficial: hidróxi-benzeno
Nome Usual: fenol
Nome Oficial:1,4 –di- hidróxi-benzeno
OH
OH
3. FUNÇÃO ALDEÍDO
Os aldeídos apresentam o grupo carbonila ( ) na extremidade da cadeia.C
O
Grupo Funcional:
C
O
H
Nomenclatura Oficial: prefixo + infixo + sufixo
n.º de C tipo de ligação al
entre carbonos
Os quatro aldeídos mais simples apresentam nomes usual formados pelos prefixos:
form, acet, propion, butir, seguidos da palavra aldeído.
O
//
H C

H
Nome Oficial: Metanal
Nome Usual: Formaldeído
O
//
H3C C

H
Nome Oficial: Etanal
Nome Usual: Acetaldeído
H2 //
H3C - C - C

H
Nome Oficial: Propanal
Nome Usual: Propionaldeído
Os aldeídos ramificados e/ou insaturados seguem as regras já vistas.
Como o grupo funcional está sempre na extremidade, esse carbono sempre será o número 1;
portanto, sua posição não precisa ser indicada.
O
5 4 3 2 1//
H3C C = C C C
H H2 
CH3 H
Nome Oficial: 3-metil-3-pentenal
Exemplo:
Os aldeídos são responsáveis pelos odores de muitos alimentos. São usados para dar
sabor à goma de mascar, bolachas, balas e outros, pois podem ser manipulados e
preparados.
4. FUNÇÃO CETONA
As cetonas apresentam o grupo carbonila ( ) , sendo este carbono secundário.C
O
Grupo Funcional:
C C C
O
Nomenclatura Oficial: prefixo + infixo + sufixo
n.º de C tipo de ligação ona
entre carbonos
A numeração da cadeia deve ser iniciada a partir da extremidade mais próxima do grupo
funcional, quando o composto apresentar 5 ou mais carbonos na cadeia principal.
Na nomenclatura usual dá-se o nome dos radicais ligados a carbonila e acrescenta-se a palavra
cetona.
Exemplos:
H3C – C - CH3
Nome Oficial: Propanona
Nome Usual: dimetilcetona
Nome Comercial: Acetona
O O
1 2 3 4 5
H3C C C C CH3
H2 H2
Nome Oficial: 2-metilpentanona
Nome Usual: metilpropilcetona
5.FUNÇÃO ÁCIDO CARBOXÍLICO
Os ácidos carboxílicos são compostos caracterizados pela presença do grupo
carboxila, formado pela união dos grupos carbonila e hidroxila.
O
//
C

OH
Grupo Funcional Carboxila:
Nomenclatura Oficial: Ácido + prefixo + infixo + sufixo
n.º de C tipo de ligação óico
entre carbonos
Os quatro aldeídos mais simples apresentam nomes usual formados pelos
prefixos: form, acet, propion, butir, seguidos da terminação ico.
Exemplos: O
//
H - C

OH
Nome Oficial: Ácido Metanóico
Nome Usual: Ácido Fórmico
O
//
H3C - C

OH
Nome Oficial: Ácido Etanóico
Nome Usual: Ácido Acético
O
H2 //
H3C - C - C

OH
Nome Oficial: Ácido Propanóico
Nome Usual: Ácido Propiônico
CH3 O
5 4 / 3 2 1//
H3C – C - C - C - C
H2  H2 
CH3 H
Nome Oficial: ácido 3,3-dimetilpentanóico
Os ácidos monocarboxílicos de até 12 carbonos apresentam um odor muito desagradável.
Pessoas diferentes por apresentarem pequenas variações em seu metabolismo, secretam
diferentes ácidos carboxílicos, de baixa massa molar, o que acarreta cheiros diferentes.
Os cães, de modo geral, apresentam o sentido
do olfato muito desenvolvido e são capazes de
reconhecer as pessoas pelo cheiro.
Curiosidade!
Odor dos ácidos carboxílicos
6.FUNÇÃO ÉSTER
Os ésteres orgânicos são caracterizados pelo grupo funcional: O
//
C

O
Simplificadamente podemos considerar que os ésteres se originam a partir da substituição do
hidrogênio do grupo OH de um ácido carboxílico por um radical orgânico (R).
O O
// - H //
R C R C
 + R’ 
OH O R’
Ácido Carboxílico Éster
Sua nomenclatura oficial pode ser obtida substituindo-se a terminação ico do nome do ácido de
origem por ato e acrescentando-se o nome do radical que substitui o hidrogênio.
O O
// - H //
H3C C H3C C
 + CH3 
OH O CH3
Ácido Etanóico Etanoato de Etila
ou
Ácido Acético Acetato de Etila
Exemplo:
Flavorizantes são substâncias que apresentam sabor e aroma característicos, geralmente
agradáveis. Muitos flavorizantes pertencem à função éster. Segue abaixo exemplos de 2
ésteres empregados como essências em vários produtos alimentícios.
O
//
H3C C

O CH2 CH3
Etanoato de Etila (Essência de Maçã)
O
//
H3C C

O (CH2)7 CH3
Etanoato de n-octila (Essência de laranja)
7.FUNÇÃO ÉTER
Os éteres apresentam um átomo de oxigênio (O) ligado a dois radicais orgânicos. Seu
grupo funcional é representado por:
R – O – R’
O R e R’ são radicais não necessariamente iguais.
Nomenclatura Oficial:
Nome da cadeia mais simples + nome da cadeia mais complexa (prefixo + oxi) (prefixo + infixo + o)
Exemplos:
H3C C O C CH3 etoxietano (éter dietílico ou éter etílico)
H2 H2
H3C C C O C CH3 etoxipropano
H2 H2 H2
Colégio Estadual Josino MenezesColégio Estadual Josino Menezes
Grupo:
Clebson Lourenço
José Edinaldo dos santos
Elvis Andrade
Isaias dos santos Pereira
Manoel Messias Lucas dos Santos
Mateus Santos Teixeira
Prof. Carlos SÉRIE: 3º MÉDIO “B”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Eliando Oliveira
 
Química Orgânica: CARBONO
Química Orgânica: CARBONOQuímica Orgânica: CARBONO
Química Orgânica: CARBONO
DelPadre
 
áCido carboxílico-3a3
áCido carboxílico-3a3áCido carboxílico-3a3
áCido carboxílico-3a3
EEB Francisco Mazzola
 
Química Orgânica- Funções Oxigenadas
Química Orgânica- Funções OxigenadasQuímica Orgânica- Funções Oxigenadas
Química Orgânica- Funções Oxigenadas
Josenildo Vasconcelos
 
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Aula   polaridade,  geometria molecular e forças intermolecularesAula   polaridade,  geometria molecular e forças intermoleculares
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Profª Alda Ernestina
 
Reações orgânicas reação de substituição
Reações orgânicas   reação de substituiçãoReações orgânicas   reação de substituição
Reações orgânicas reação de substituição
Rafael Nishikawa
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Ajudar Pessoas
 
Aldeidos e cetonas
Aldeidos e cetonasAldeidos e cetonas
Aldeidos e cetonas
Adrianne Mendonça
 
Hidrocarboneto
HidrocarbonetoHidrocarboneto
Hidrocarboneto
kaliandra Lisboa
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
paramore146
 
Pps hidrocarbonetos ramificados
Pps hidrocarbonetos ramificadosPps hidrocarbonetos ramificados
Pps hidrocarbonetos ramificados
Fernanda Cordeiro
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
Joelson Barral
 
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoQuímica Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Carlos Priante
 
Funções Orgânicas Oxigenadas não carboniladas
Funções Orgânicas Oxigenadas não carboniladasFunções Orgânicas Oxigenadas não carboniladas
Funções Orgânicas Oxigenadas não carboniladas
Carlos Kramer
 
Fenol, enol e éter
Fenol, enol e éterFenol, enol e éter
Fenol, enol e éter
Kaires Braga
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Adrianne Mendonça
 
Reações químicas tipos- 1o ano
Reações químicas  tipos- 1o anoReações químicas  tipos- 1o ano
Reações químicas tipos- 1o ano
Karol Maia
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Adrianne Mendonça
 
Funções oxigenadas
Funções oxigenadasFunções oxigenadas
Funções oxigenadas
paramore146
 

Mais procurados (20)

Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
 
Química Orgânica: CARBONO
Química Orgânica: CARBONOQuímica Orgânica: CARBONO
Química Orgânica: CARBONO
 
áCido carboxílico-3a3
áCido carboxílico-3a3áCido carboxílico-3a3
áCido carboxílico-3a3
 
Química Orgânica- Funções Oxigenadas
Química Orgânica- Funções OxigenadasQuímica Orgânica- Funções Oxigenadas
Química Orgânica- Funções Oxigenadas
 
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Aula   polaridade,  geometria molecular e forças intermolecularesAula   polaridade,  geometria molecular e forças intermoleculares
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
 
Reações orgânicas reação de substituição
Reações orgânicas   reação de substituiçãoReações orgânicas   reação de substituição
Reações orgânicas reação de substituição
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
 
Aldeidos e cetonas
Aldeidos e cetonasAldeidos e cetonas
Aldeidos e cetonas
 
Hidrocarboneto
HidrocarbonetoHidrocarboneto
Hidrocarboneto
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 
Pps hidrocarbonetos ramificados
Pps hidrocarbonetos ramificadosPps hidrocarbonetos ramificados
Pps hidrocarbonetos ramificados
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoQuímica Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
 
Funções Orgânicas Oxigenadas não carboniladas
Funções Orgânicas Oxigenadas não carboniladasFunções Orgânicas Oxigenadas não carboniladas
Funções Orgânicas Oxigenadas não carboniladas
 
Fenol, enol e éter
Fenol, enol e éterFenol, enol e éter
Fenol, enol e éter
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Reações químicas tipos- 1o ano
Reações químicas  tipos- 1o anoReações químicas  tipos- 1o ano
Reações químicas tipos- 1o ano
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
 
Funções oxigenadas
Funções oxigenadasFunções oxigenadas
Funções oxigenadas
 

Destaque

Aula de funções oxigenadas
Aula de funções oxigenadasAula de funções oxigenadas
Aula de funções oxigenadas
manaquifamasul
 
Funcoes organicas oxigenadas
Funcoes organicas oxigenadasFuncoes organicas oxigenadas
Funcoes organicas oxigenadas
Estude Mais
 
Função oxigenadas e nitrogenadas
Função oxigenadas e nitrogenadasFunção oxigenadas e nitrogenadas
Função oxigenadas e nitrogenadas
Escola Modelo de Iguatu
 
Funções oxigenadas e nitrogenadas
Funções oxigenadas e nitrogenadasFunções oxigenadas e nitrogenadas
Funções oxigenadas e nitrogenadas
Vinny Silva
 
Funcoes organicas oxigenadas 1
Funcoes organicas oxigenadas 1Funcoes organicas oxigenadas 1
Funcoes organicas oxigenadas 1
lasqmc1
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Samária Mércia Saudades Bega
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Mateus Serejo
 
Quimica organica
Quimica organicaQuimica organica
Quimica organica
izaborgesa
 
Funcoes organicas revisão 2012
Funcoes organicas   revisão 2012Funcoes organicas   revisão 2012
Funcoes organicas revisão 2012
José Marcelo Cangemi
 
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e NitrogenadasQuímica Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Carson Souza
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Paulo Filho
 
Introdução à química orgânica
Introdução à química orgânicaIntrodução à química orgânica
Introdução à química orgânica
Maria Naves Ribeiro Lopes
 
Química Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - IntroduçãoQuímica Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - Introdução
Ricardo Stefani
 
Introdução a química orgânica
Introdução a química orgânicaIntrodução a química orgânica
Introdução a química orgânica
Leimcpf
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
Ajudar Pessoas
 
Janice pós
Janice pósJanice pós
Janice pós
Janicenf
 
Aula 8 9 nomenclatura compostos orgânicos
Aula 8   9  nomenclatura compostos orgânicosAula 8   9  nomenclatura compostos orgânicos
Aula 8 9 nomenclatura compostos orgânicos
Gustavo Silveira
 
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e HidrocarbonetosQuímica Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Carson Souza
 
Resumo comp. org
Resumo comp. orgResumo comp. org
Resumo comp. org
JulianaGimenes
 
funções organicas
funções organicasfunções organicas
funções organicas
Raquel Gastao Daniel
 

Destaque (20)

Aula de funções oxigenadas
Aula de funções oxigenadasAula de funções oxigenadas
Aula de funções oxigenadas
 
Funcoes organicas oxigenadas
Funcoes organicas oxigenadasFuncoes organicas oxigenadas
Funcoes organicas oxigenadas
 
Função oxigenadas e nitrogenadas
Função oxigenadas e nitrogenadasFunção oxigenadas e nitrogenadas
Função oxigenadas e nitrogenadas
 
Funções oxigenadas e nitrogenadas
Funções oxigenadas e nitrogenadasFunções oxigenadas e nitrogenadas
Funções oxigenadas e nitrogenadas
 
Funcoes organicas oxigenadas 1
Funcoes organicas oxigenadas 1Funcoes organicas oxigenadas 1
Funcoes organicas oxigenadas 1
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Quimica organica
Quimica organicaQuimica organica
Quimica organica
 
Funcoes organicas revisão 2012
Funcoes organicas   revisão 2012Funcoes organicas   revisão 2012
Funcoes organicas revisão 2012
 
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e NitrogenadasQuímica Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Introdução à química orgânica
Introdução à química orgânicaIntrodução à química orgânica
Introdução à química orgânica
 
Química Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - IntroduçãoQuímica Orgânica I - Introdução
Química Orgânica I - Introdução
 
Introdução a química orgânica
Introdução a química orgânicaIntrodução a química orgânica
Introdução a química orgânica
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
Janice pós
Janice pósJanice pós
Janice pós
 
Aula 8 9 nomenclatura compostos orgânicos
Aula 8   9  nomenclatura compostos orgânicosAula 8   9  nomenclatura compostos orgânicos
Aula 8 9 nomenclatura compostos orgânicos
 
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e HidrocarbonetosQuímica Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
 
Resumo comp. org
Resumo comp. orgResumo comp. org
Resumo comp. org
 
funções organicas
funções organicasfunções organicas
funções organicas
 

Semelhante a Funções orgânicas oxigenadas

Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
JulianaGimenes
 
Estudo dos álcoois 010
Estudo dos álcoois 010 Estudo dos álcoois 010
Estudo dos álcoois 010
Manuel da Mata Vicente
 
Estudo dos álcoois 1
Estudo dos álcoois 1 Estudo dos álcoois 1
Estudo dos álcoois 1
Manuel Vicente
 
Compostos organicos
Compostos organicosCompostos organicos
Compostos organicos
Layssa Ferreira
 
Capítulo 5 – funções oxigenadas
Capítulo 5 – funções oxigenadasCapítulo 5 – funções oxigenadas
Capítulo 5 – funções oxigenadas
Fabiano Santos
 
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptxMódulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
AdelaideSantos19
 
Quimica trabalho
Quimica trabalhoQuimica trabalho
Quimica trabalho
Fafa Alabart
 
Aula 2 funções orgânicas.
Aula 2   funções orgânicas.Aula 2   funções orgânicas.
Aula 2 funções orgânicas.
Ajudar Pessoas
 
Funções orgânicas
Funções orgânicasFunções orgânicas
Funções orgânicas
quimicadacla
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Mariana Ferreira
 
Haletos 3a3
Haletos 3a3Haletos 3a3
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
FERNANDO ERNO
 
Outras funções orgãnicas
Outras funções orgãnicasOutras funções orgãnicas
Outras funções orgãnicas
Luan Ismar
 
Introdução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdfIntrodução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdf
TairineMedrado1
 
4 - Introdução à Química Orgânica
4 - Introdução à Química Orgânica4 - Introdução à Química Orgânica
4 - Introdução à Química Orgânica
Charles Biral
 
Aula 12 Funções orgânicas 2-2.pdf
Aula 12 Funções orgânicas 2-2.pdfAula 12 Funções orgânicas 2-2.pdf
Aula 12 Funções orgânicas 2-2.pdf
NicolasFerreira66
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Carlos Alberto
 
funcoes_oxigenadas.pdf
funcoes_oxigenadas.pdffuncoes_oxigenadas.pdf
funcoes_oxigenadas.pdf
ssuser00d548
 
ALDEÍDOS
ALDEÍDOSALDEÍDOS
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptxAvaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
RAFAELACAVALCANTILIR
 

Semelhante a Funções orgânicas oxigenadas (20)

Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
Funções org.oxig. + nitrog. maio 2010
 
Estudo dos álcoois 010
Estudo dos álcoois 010 Estudo dos álcoois 010
Estudo dos álcoois 010
 
Estudo dos álcoois 1
Estudo dos álcoois 1 Estudo dos álcoois 1
Estudo dos álcoois 1
 
Compostos organicos
Compostos organicosCompostos organicos
Compostos organicos
 
Capítulo 5 – funções oxigenadas
Capítulo 5 – funções oxigenadasCapítulo 5 – funções oxigenadas
Capítulo 5 – funções oxigenadas
 
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptxMódulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
Módulo Q7_Hidrocarbonetos alifáticos.aromáticos.pptx
 
Quimica trabalho
Quimica trabalhoQuimica trabalho
Quimica trabalho
 
Aula 2 funções orgânicas.
Aula 2   funções orgânicas.Aula 2   funções orgânicas.
Aula 2 funções orgânicas.
 
Funções orgânicas
Funções orgânicasFunções orgânicas
Funções orgânicas
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Haletos 3a3
Haletos 3a3Haletos 3a3
Haletos 3a3
 
Química orgânica
Química orgânicaQuímica orgânica
Química orgânica
 
Outras funções orgãnicas
Outras funções orgãnicasOutras funções orgãnicas
Outras funções orgãnicas
 
Introdução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdfIntrodução a química orgânica.pdf
Introdução a química orgânica.pdf
 
4 - Introdução à Química Orgânica
4 - Introdução à Química Orgânica4 - Introdução à Química Orgânica
4 - Introdução à Química Orgânica
 
Aula 12 Funções orgânicas 2-2.pdf
Aula 12 Funções orgânicas 2-2.pdfAula 12 Funções orgânicas 2-2.pdf
Aula 12 Funções orgânicas 2-2.pdf
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
funcoes_oxigenadas.pdf
funcoes_oxigenadas.pdffuncoes_oxigenadas.pdf
funcoes_oxigenadas.pdf
 
ALDEÍDOS
ALDEÍDOSALDEÍDOS
ALDEÍDOS
 
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptxAvaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
Avaliação 1 - Funções Oxigenadas.pptx
 

Funções orgânicas oxigenadas

  • 1. Funções orgânicas oxigenadas Álcoois, Fenóis, Aldeídos, Cetonas, Ácidos carboxílicos, Ésteres e Éter
  • 2. Introdução As funções orgânicas oxigenadas, como o próprio nome já diz, são aquelas que apresentam o oxigênio como constituinte. Depois do carbono e do hidrogênio, o oxigênio é o elemento químico mais encontrado nas substâncias orgânicas, daí a enorme diversidade de compostos oxigenados. Eles estão presentes no álcool combustível, bebidas alcoólicas, plásticos, fibras têxteis, óleos vegetais, amido de cereais, gordura animal, perfumes, essências, etc.
  • 3. Relembrando! nomenclatura dos hidrocarbonetos Como regra geral, o seu nome esta dividido em três partes. Prefixo + intermediaria + sufixo A tabela a seguir relaciona as três partes:
  • 4. 1. FUNÇÃO ÁLCOOL Álcoois são compostos que apresentam grupo hidroxila (-OH) ligado a carbono saturado. Grupo Funcional: Nomenclatura Oficial: prefixo + infixo + sufixo n.º de C tipo de ligação entre carbonos ol Nomenclatura Usual: Álcool + Radical + ico
  • 5. Exemplos: H2 H3C _ C _ OH Nome Oficial: etanol Nome Usual: álcool etílico Obs.: Quando um álcool apresentar mais do que dois átomos de carbono, indicamos a posição do OH numerando a cadeia a partir da extremidade mais próxima do carbono que contém a hidroxila. H2 H H3C _ C _ C _ CH3 І OH Nome Oficial: 2-butanol Nome Usual: álcool secbutílico OH OH OH І І І H2C _ C _ CH2 H Nome Oficial: 1,2,3-propanotriol Nome Usual: glicerina
  • 6. Os álcoois podem ser classificados: • De acordo com o numero de hidroxila: • Monoálcool – 1 OH • Dialcool – 2 OH • Poliálcool – OH Monoálcool OH ― CH ― CH ― CH Diálcool CH ― CH І І OH OH
  • 7. De acordo com a localização da hidroxila: H C ─ C H ─ OH3 2 Primário – OH ligado ao carbono primário. Carbono Primário ↓ Secundário – OH ligado ao carbono Secundário. H C ─ CH ─ C H3 3 OH Carbono secundário Terciário- OH ligado no carbono terciário. C – C - CH CH OH Carbono terciário
  • 8. 2. FUNÇÃO FENOL Os fenóis são compostos que apresentam o grupo hidroxila (-OH) ligado diretamente a um átomo do carbono do anel aromático. Grupo Funcional: Caromático OH Nomenclatura Oficial: O grupo funcional (-OH) é denominado hidróxi e vem seguido do nome do hidrocarboneto. O hidróxi-benzeno é o fenol mais simples, seu nome usual é fenol e é conhecido também como fenol comum ou ácido fênico. Importante: Os fenóis apresentam características ácidas.
  • 9. Caso ocorram ramificações, é necessário indicar suas posições, de modo a obter os menores números possíveis, iniciando-se sempre a numeração pela hidroxila. Exemplos: Nome Oficial: hidróxi-benzeno Nome Usual: fenol Nome Oficial:1,4 –di- hidróxi-benzeno OH OH
  • 10. 3. FUNÇÃO ALDEÍDO Os aldeídos apresentam o grupo carbonila ( ) na extremidade da cadeia.C O Grupo Funcional: C O H Nomenclatura Oficial: prefixo + infixo + sufixo n.º de C tipo de ligação al entre carbonos
  • 11. Os quatro aldeídos mais simples apresentam nomes usual formados pelos prefixos: form, acet, propion, butir, seguidos da palavra aldeído. O // H C H Nome Oficial: Metanal Nome Usual: Formaldeído O // H3C C H Nome Oficial: Etanal Nome Usual: Acetaldeído H2 // H3C - C - C H Nome Oficial: Propanal Nome Usual: Propionaldeído Os aldeídos ramificados e/ou insaturados seguem as regras já vistas. Como o grupo funcional está sempre na extremidade, esse carbono sempre será o número 1; portanto, sua posição não precisa ser indicada.
  • 12. O 5 4 3 2 1// H3C C = C C C H H2 CH3 H Nome Oficial: 3-metil-3-pentenal Exemplo: Os aldeídos são responsáveis pelos odores de muitos alimentos. São usados para dar sabor à goma de mascar, bolachas, balas e outros, pois podem ser manipulados e preparados.
  • 13. 4. FUNÇÃO CETONA As cetonas apresentam o grupo carbonila ( ) , sendo este carbono secundário.C O Grupo Funcional: C C C O Nomenclatura Oficial: prefixo + infixo + sufixo n.º de C tipo de ligação ona entre carbonos
  • 14. A numeração da cadeia deve ser iniciada a partir da extremidade mais próxima do grupo funcional, quando o composto apresentar 5 ou mais carbonos na cadeia principal. Na nomenclatura usual dá-se o nome dos radicais ligados a carbonila e acrescenta-se a palavra cetona. Exemplos: H3C – C - CH3 Nome Oficial: Propanona Nome Usual: dimetilcetona Nome Comercial: Acetona O O 1 2 3 4 5 H3C C C C CH3 H2 H2 Nome Oficial: 2-metilpentanona Nome Usual: metilpropilcetona
  • 15. 5.FUNÇÃO ÁCIDO CARBOXÍLICO Os ácidos carboxílicos são compostos caracterizados pela presença do grupo carboxila, formado pela união dos grupos carbonila e hidroxila. O // C OH Grupo Funcional Carboxila: Nomenclatura Oficial: Ácido + prefixo + infixo + sufixo n.º de C tipo de ligação óico entre carbonos Os quatro aldeídos mais simples apresentam nomes usual formados pelos prefixos: form, acet, propion, butir, seguidos da terminação ico.
  • 16. Exemplos: O // H - C OH Nome Oficial: Ácido Metanóico Nome Usual: Ácido Fórmico O // H3C - C OH Nome Oficial: Ácido Etanóico Nome Usual: Ácido Acético O H2 // H3C - C - C OH Nome Oficial: Ácido Propanóico Nome Usual: Ácido Propiônico CH3 O 5 4 / 3 2 1// H3C – C - C - C - C H2 H2 CH3 H Nome Oficial: ácido 3,3-dimetilpentanóico
  • 17. Os ácidos monocarboxílicos de até 12 carbonos apresentam um odor muito desagradável. Pessoas diferentes por apresentarem pequenas variações em seu metabolismo, secretam diferentes ácidos carboxílicos, de baixa massa molar, o que acarreta cheiros diferentes. Os cães, de modo geral, apresentam o sentido do olfato muito desenvolvido e são capazes de reconhecer as pessoas pelo cheiro. Curiosidade! Odor dos ácidos carboxílicos
  • 18. 6.FUNÇÃO ÉSTER Os ésteres orgânicos são caracterizados pelo grupo funcional: O // C O Simplificadamente podemos considerar que os ésteres se originam a partir da substituição do hidrogênio do grupo OH de um ácido carboxílico por um radical orgânico (R). O O // - H // R C R C + R’ OH O R’ Ácido Carboxílico Éster Sua nomenclatura oficial pode ser obtida substituindo-se a terminação ico do nome do ácido de origem por ato e acrescentando-se o nome do radical que substitui o hidrogênio.
  • 19. O O // - H // H3C C H3C C + CH3 OH O CH3 Ácido Etanóico Etanoato de Etila ou Ácido Acético Acetato de Etila Exemplo: Flavorizantes são substâncias que apresentam sabor e aroma característicos, geralmente agradáveis. Muitos flavorizantes pertencem à função éster. Segue abaixo exemplos de 2 ésteres empregados como essências em vários produtos alimentícios. O // H3C C O CH2 CH3 Etanoato de Etila (Essência de Maçã) O // H3C C O (CH2)7 CH3 Etanoato de n-octila (Essência de laranja)
  • 20. 7.FUNÇÃO ÉTER Os éteres apresentam um átomo de oxigênio (O) ligado a dois radicais orgânicos. Seu grupo funcional é representado por: R – O – R’ O R e R’ são radicais não necessariamente iguais. Nomenclatura Oficial: Nome da cadeia mais simples + nome da cadeia mais complexa (prefixo + oxi) (prefixo + infixo + o) Exemplos: H3C C O C CH3 etoxietano (éter dietílico ou éter etílico) H2 H2 H3C C C O C CH3 etoxipropano H2 H2 H2
  • 21. Colégio Estadual Josino MenezesColégio Estadual Josino Menezes Grupo: Clebson Lourenço José Edinaldo dos santos Elvis Andrade Isaias dos santos Pereira Manoel Messias Lucas dos Santos Mateus Santos Teixeira Prof. Carlos SÉRIE: 3º MÉDIO “B”

Notas do Editor

  1. Cena de neve animada (Difícil) Dica: Para obter os melhores resultados deste efeito, o ideal é usar uma imagem grande e com alta resolução. A imagem no exemplo acima tem 2.000 pixels de largura e 750 pixels de altura. Utilize guias de desenho para reproduzir os efeitos de animação. Para exibir e definir as guias de desenho: Clique com o botão direito no plano de fundo do slide e selecione Grades e Guias. Nas configurações de Guia dessa caixa de diálogo, selecione Exibir Guias de Desenho na tela e clique em Ok. (Nota: Uma guia horizontal e uma vertical serão exibidas no slide, na posição padrão 0.00. Ao arrastar as guias, o cursor vai exibir as novas posições). Pressione e mantenha pressionada a tecla CTRL, selecione a guia vertical e arraste-a diretamente para a posição 5.00. Para reproduzir os efeitos de imagem neste slide: Na aba Início, vá ao grupo Slides, clique em Layout e em seguida clique Em Branco. Na guia Inserir, vá ao grupo Imagens e clique em Imagem. Na caixa de diálogo Inserir Imagem, selecione uma imagem e clique em Inserir. No slide, selecione a imagem. Em Ferramentas de Imagem, vá à guia Formatar, no canto inferior direito do grupo Dimensionar, e clique no iniciador de caixa de diálogo Tamanho e Posição. Na caixa de diálogo Formatar Imagem, redimensione ou corte a imagem como for necessário, de maneira que a altura seja definida em 19,05 cm e a largura, em 50,8 cm. Para cortar a imagem, clique em Cortar no painel esquerdo e, dentro do painel Cortar, em Posição de Corte, insira os valores nas caixas Altura, Largura, Esquerdo e Em Cima. Para redimensionar a imagem, clique em Dimensionar no painel esquerdo e, dentro do painel Dimensionar, em Dimensionar e Girar, insira os valores nas caixas Altura e Largura. Na guia Início, vá ao grupo Desenho, clique na seta em Organizar, aponte para Alinhar e faça o seguinte: Clique em Alinhar ao Slide. Clique em Alinhar à Esquerda. Clique em Alinhar ao Meio. Para reproduzir o primeiro efeito de floco de neve neste slide: Na guia Inserir, vá ao grupo Imagens e clique em Clip-art. No painel Clip-art, vá à caixa Pesquisar Por, insira "j0299587.wmf", limpe o conteúdo da caixa de seleção Incluir Office.com e clique em Ir. Selecione o arquivo clip-art no painel para inseri-lo no slide. Nota: Se escolher outro arquivo clip-art, este tem que estar no formato Windows Metafile (.wmf). No slide, selecione o clip-art. Na guia Início, vá ao grupo Desenho, clique em Organizar e, a seguir, em Desagrupar. Na caixa de diálogo do Microsoft Office PowerPoint, clique em Sim. No slide, selecione o clip-art convertido. Na guia Início, vá ao grupo Editar, clique em Selecionar e, a seguir, em Painel de Seleção. No painel de tarefas Seleção e Visibilidade, selecione o grupo do nível superior. Na guia Início, vá ao grupo Desenho, clique em Organizar e, a seguir, em Desagrupar. Ainda no painel Seleção e Visibilidade: Selecione o objeto AutoForma e pressione Delete. Pressione e mantenha pressionadas as teclas CTRL+SHIFT, selecione todas as formas retangulares e pressione Delete. Ainda no painel de tarefas Seleção e Visibilidade, pressione e mantenha pressionadas as teclas CTRL+SHIFT e em seguida selecione todas as formas livres. Na guia Início, vá ao grupo Desenho, clique na seta em Organizar e, a seguir, em Agrupar. Também no painel de tarefas Seleção e Visibilidade, selecione o grupo de objetos (o floco de neve). Na guia Início, vá ao grupo Desenho, clique na seta ao lado de Preenchimento de Forma e a seguir, em Cores do Tema, clique em Branco, Plano de Fundo 1 (primeira linha, primeira opção a partir da esquerda). No slide, clique com o botão direito no grupo de objetos e, a seguir, em Recortar. Na guia Início, vá ao grupo Área de Transferência, clique na seta em Colar e, a seguir, em Colar especial. Na caixa de diálogo Colar Especial, marque Colar e, em Como, selecione Imagem (PNG). No slide, selecione o novo floco de neve. Em Ferramentas de Imagem, na guia Formatar, vá para o canto inferior direito do grupo Dimensionar e clique no iniciador de caixa de diálogo Tamanho e Posição. Na caixa de diálogo Formatar Imagem, vá para a guia Dimensionar e, em Dimensionar e Girar, faça o seguinte: Na caixa Altura, insira 2,54 cm. Na caixa Largura, insira 2,21 cm. Na caixa Rotação, insira 20°. Arraste o floco de neve para o canto superior esquerdo da imagem. Para reproduzir o segundo efeito de floco de neve neste slide: No slide, selecione o floco de neve.Na guia Início, vá ao grupo Área de Transferência, clique na seta à direita de Copiar e, a seguir, em Duplicar. Selecione o segundo floco de neve. Em Ferramentas de Imagem, vá à guia Formatar, no canto inferior direito do grupo Dimensionar, e clique no iniciador de caixa de diálogo Tamanho e Posição. Na caixa de diálogo Formatar Imagem, vá à guia Dimensionar e, em Tamanho e Rotação, faça o seguinte: Na caixa de Altura , insira 1,07 cm. Na caixa de Largura, insira 0,91 cm. Na caixa Rotação, insira 20°. Arraste o segundo floco de neve para fora da borda esquerda do slide. Para reproduzir o terceiro efeito de floco de neve neste slide: Selecione a segunda imagem do floco de neve no slide. Na guia Início, vá ao grupo Área de Transferência, clique na seta à direita de Copiar e clique em Duplicar. Selecione o terceiro floco de neve. Em Ferramentas de Imagem, vá à guia Formatar, no canto inferior direito do grupo Dimensionar, e clique no iniciador da caixa de diálogo Tamanho e Posição. Na caixa de diálogo Formatar Imagem, vá à guia Dimensionar e, em Dimensionar e Girar, faça o seguinte: Na caixa de Altura, insira 1,42 cm. Na caixa de Largura, insira 1,22 cm. Na caixa Rotação, insira 20°. Arraste o terceiro floco de neve para fora da borda esquerda do slide, deixando-o abaixo e ligeiramente à esquerda do segundo floco de neve. Para reproduzir a caixa de texto onde será colocada a citação deste slide: Na guia Inserir, vá ao grupo Texto e clique em Caixa de Texto. No slide, arraste para desenhar uma caixa de texto. Insira o texto da citação na caixa e selecione todas as palavras. Na guia Início, vá ao grupo Fonte, selecione Georgia na lista de fontes e 18 na lista de tamanhos de fonte, clique em Itálico e, em seguida, na seta ao lado de Cor da Fonte; em Cores do Tema, clique em Branco, Plano de Fundo 1. Arraste a caixa de texto para a direita do primeiro floco de neve, próximo ao canto superior esquerdo do slide. Para reproduzir a caixa de texto onde serão inseridas citações atribuídas neste slide: Na guia Inserir, vá ao grupo Texto e clique em Caixa de Texto. No slide, arraste para desenhar uma caixa de texto. Insira o texto da citação atribuída na caixa de texto e selecione todas as palavras. Na guia Início, vá ao grupo Fonte, selecione Georgia na lista de fontes e 14 na lista de tamanhos de fonte, clique em Itálico e, em seguida, na seta ao lado de Cor da Fonte; em Cores do Tema, clique em Branco, Plano de Fundo 1. Arraste essa caixa para abaixo e à direita da caixa de texto da citação. Para reproduzir os efeitos de animação para o segundo floco de neve a partir do topo: Para este procedimento, o mais indicado é exibir a régua e colocar menos zoom no slide. Na guia Exibir, vá ao grupo Zoom e clique em Zoom. Na caixa de diálogo, selecione 50%. Ainda na guia Exibir, vá ao grupo Mostrar/ocultar e selecione Régua. Selecione o floco de neve fora da borda esquerda do slide que está mais acima. Na guia Animações, vá ao grupo Animação Avançada, clique em Adicionar Animação e, em Trajetórias de Animação, clique em Arcos. Para desenhar no slide a trajetória de animação em curva: No slide, clique com o botão direito na forma e selecione Editar Pontos. Clique com o botão direito na trajetória de animação próxima ao ponto de extremidade vermelho e selecione Adicionar Ponto. Arraste o primeiro ponto para fora da borda esquerda do slide, junto ao floco de neve. Arraste o segundo ponto até 8,89 cm à esquerda da guia de desenho vertical 0.00 e até 1,27 cm acima da guia de desenho horizontal. Arraste o terceiro ponto até 1,27 cm à esquerda da guia de desenho vertical 0.00 e até 1,27 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o quarto ponto até 5,08 cm à direita da guia de desenho vertical 0.00 e até 1,2 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o quinto ponto até 10,16 cm à direita da guia de desenho vertical 0.00 e até 2,03 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o sexto e último ponto até 1,27 cm à direita da guia de desenho vertical 5.00 e até 1,91 cm abaixo da guia de desenho horizontal, para fora da borda direita do slide. Na guia Animações, vá ao grupo Animação e clique no iniciador de caixa de diálogo Opções de Efeitos. Na caixa de diálogo Arco para Baixo, faça o seguinte: Na guia Efeito, vá a Configurações e, na lista Caminho, selecione Bloqueado. Na guia Efeito, vá a Configurações e limpe Início Suave. Na guia Efeito, vá a Configurações e limpe Fim Suave. Na guia Intervalo, dentro da lista Iniciar selecione Com Anterior. Na guia Intervalo, dentro da caixa de Duração, insira 12 segundos. Selecione o floco de neve fora da borda esquerda do slide que está mais acima. Na guia Animações, vá para o grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; a seguir, vá para Ênfase e clique em Rotação. Na guia Animações, vá para o grupo Animation e clique no iniciador de caixa de diálogo Opções de Efeito. Na caixa de diálogo Rotação vá para a guia Intervalo e faça o seguinte: Na lista de Início, selecione Com Anterior. Na caixa de Duração, insira 6 segundos. Na lista Repetir, selecione 2. Selecione o floco de neve fora da borda esquerda do slide que está mais acima. Na guia Animações, vá para o grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; e em Ênfase, clique em Aumentar/diminuir. Na guia Animações, vá para o grupo Animação e clique no iniciador de caixa de diálogo Opções de Efeito . Na caixa de diálogo Aumentar/diminuir, faça o seguinte: Na guia Efeito, vá para a lista Dimensionar; na caixa Personalizado, insira 60% e pressione ENTER. Na guia Efeito, selecione Início Suave. Na guia Efeito, selecione Fim Suave. Na guia Efeito, selecione Reversão Automática. Na guia Intervalo, vá para a lista Iniciar e selecione Com Anterior. Na guia Intervalo, vá para a caixa Duração e insira 6 segundos. Para reproduzir os efeitos da animação no terceiro floco de neve a partir do topo: Selecione o floco de neve fora da borda esquerda do slide que está mais abaixo. Na guia Animações, vá ao grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; em Trajetórias de Animação, clique em Arcos. Para desenhar no slide a trajetória de animação em curva: No slide, clique com o botão direito na forma e selecione Editar Pontos. Clique com o botão direito na trajetória de animação próxima ao ponto de extremidade vermelho e selecione Adicionar Ponto. Arraste o primeiro ponto para fora da borda esquerda do slide, junto ao floco de neve. Arraste o segundo ponto até 8,89 cm à esquerda da guia de desenho vertical 0.00 e até 2,54 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o terceiro ponto até a interseção das guias de desenho vertical e horizontal no 0.00. Arraste o quarto ponto até 5,08 cm à direita da guia de desenho vertical 0.00 e até 0,64 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o quinto ponto até 10,16 cm à direita da guia de desenho vertical e até 1,27 cm acima da guia de desenho horizontal. Arraste o sexto e último ponto até 0,64 cm à direita da guia de desenho vertical 5.00 e até 0,64 cm acima da guia de desenho horizontal, para fora da borda direita do slide. Na guia Animações, vá para o grupo Animação e clique no iniciador de caixa de diálogo Opções de Efeito. Na caixa de diálogo Arco para Baixo, faça o seguinte: Na guia Efeito, em Configurações vá para a lista Caminho e selecione Bloqueado. Na guia Efeito, limpe Início Suave. Na guia Efeito, selecione Fim Suave. Na guia Intervalo, vá para a lista Iniciar e selecione Com Anterior. Na guia Intervalo, vá para a caixa Atraso e insira 8. Na guia Intervalo, vá para a caixa Duração e insira 13 segundos. Selecione o floco de neve fora da borda esquerda do slide que está mais abaixo. Na guia Animações, vá para o grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; em Ênfase, clique Rotação. Ainda na guia Animações, vá para o grupo Animação e clique no iniciador de caixa de diálogo Opções de Efeito. Na caixa de diálogo Rotação, faça o seguinte: Na guia Efeito, vá para a lista Intensidade e, na caixa Personalizado, insira 360° e pressione ENTER. Na guia Efeito, vá para a lista Intensidade e selecione Sentido Anti-horário. Na guia Intervalo, vá para a lista Iniciar e selecione Com Anterior. Na guia Intervalo, vá para a caixa Atraso e insira 8. Na guia Intervalo, vá para a caixa Velocidade e insira 13 segundos. Selecione o floco de neve fora da borda esquerda do slide que está mais abaixo. Na guia Animações, vá para o grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; já em Ênfase, clique em Aumentar/diminuir. Ainda na guia de Animações, vá para o grupo Animação e clique no iniciador de caixa de diálogo Opções de Efeito. Na caixa de diálogo Aumentar/diminuir, faça o seguinte: Na guia Efeito, vá para Configurações e, na lista Dimensionar, dentro da caixa Personalizado, insira 40% e pressione ENTER. Na guia Efeito, vá para Configurações e selecione Início Suave. Na guia Efeito, vá para Configurações e selecione Fim Suave. Na guia Efeito, vá para Configurações e selecione Reversão Automática. Na guia Intervalo, vá para a lista Iniciar e selecione Com Anterior. Na guia Intervalo, vá para a caixa Atraso e insira 8. Na guia Intervalo, vá para a caixa Velocidade e insira 6,5 segundos. Para reproduzir os efeitos de animação da imagem: No slide, selecione a imagem grande. Na guia Animações, vá para o grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; em Trajetórias de Animação, clique em Linhas. Ainda na guia Animações, vá para o grupo Animação e clique em Opções de Efeito; a seguir, clique em Esquerda. No slide, selecione a trajetória de animação à esquerda para a imagem grande. Aponte para o ponto de extremidade (seta vermelha) da trajetória de animação selecionada até o cursor se tornar uma seta dupla. Pressione e mantenha pressionada a tecla SHIFT, depois arraste o ponto de extremidade até a borda esquerda do slide. (Nota: Certifique-se de estender a trajetória de animação apenas arrastando o ponto de extremidade; não arraste toda a trajetória de animação para cima, para baixo, para esquerda ou para a direita. Pode ser necessário aumentar o zoom no slide para arrastar a trajetória com mais precisão. Para isso, na guia Exibir vá para o grupo Zoom e clique em Zoom. Na caixa de diálogo, selecione 100% ou maior.) Na guia Animações, vá para o grupo Intervalo e faça o seguinte: Na lista Iniciar, selecione Com Anterior. Na caixa Atraso, insira 17. Na caixa Duração , insira 3 segundos. Para reproduzir os efeitos de animação para o primeiro floco de neve a partir de cima: No slide, selecione o floco de neve imediatamente à esquerda da caixa de texto. Na guia Animações, vá ao grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; a seguir, em Entrada, clique em Zoom. Ainda na guia Animações, vá ao grupo Intervalo e faça o seguinte: Na lista Iniciar, selecione Com Anterior. Na caixa Atraso, insira 16. Na caixa Duração , insira 1 segundo. No slide, selecione o floco de neve imediatamente à esquerda da caixa de texto. Na guia Animações, vá para o grupo e clique em Adicionar Animação; a seguir, em Trajetórias de Animação, clique em Arcos. Para desenhar no slide a trajetória de animação em curva: No slide, clique com o botão direito na forma e selecione Editar Pontos. Clique com o botão direito na trajetória de animação próxima ao ponto de extremidade vermelho e selecione Adicionar Ponto. Clique com o botão direito na trajetória de animação próxima ao ponto inicial verde e selecione Adicionar Ponto. Arraste o primeiro ponto para fora da borda esquerda do slide, até 5,08 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o segundo ponto até 7,62 cm à esquerda da guia de desenho vertical 0.00 e até 7,62 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o terceiro ponto para 2,54 cm à esquerda da guia de desenho vertical 0.00 e 6,99 cm abaixo da guia de desenho horizontal. Arraste o quarto ponto até 6,99 cm à direita da guia de desenho vertical 0.00 e até 2,54 cm abaixo da da guia de desenho horizontal. Arraste o quinto ponto até 5,72 cm à direita da da guia de desenho vertical 0.00 e até 1,27 cm acima da da guia de desenho horizontal. Arraste o sexto ponto até a guia de desenho vertical 0.00 e até 5,08 cm acima da da guia de desenho horizontal. Arraste o sétimo e último ponto até o floco de neve. Na guia Animações, vá para o grupo Intervalo e faça o seguinte: Na lista Iniciar, selecione Com Anterior. Na caixa Intervalo, insira 16. Na caixa Duração, insira 5 segundos. Clique com o botão direito no plano de fundo do slide e a seguir clique em Grades e Guias. Nas configurações de Guia dessa caixa de diálogo, limpe Exibir guias de desenho na tela e clique em Ok. Para reproduzir os efeitos de animação na caixa de texto da citação: No slide, selecione a caixa de texto da citação. Na guia Animações, vá ao grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; a seguir, em Entrada, clique em Desaparecer. Ainda na guia Animações, vá para o grupo Animação e clique no iniciador de caixa de diálogo Opções de Efeito. Na caixa de diálogo Desaparecer, faça o seguinte: Na guia Efeito, vá para lista de texto Animar e selecione Por letra. Na guia Efeito, vá para a caixa de % de atraso entre as letras e insira 4. Na guia Intervalo, vá para a lista Iniciar e selecione Com Anterior. Na guia Intervalo, vá para a caixa Atraso e insira 21. Na guia Intervalo, vá para a caixa Duração e insira 0.5 segundos. Para reproduzir os efeitos de animação na caixa de texto de citação atribuída: Selecione a caixa de texto de citação atribuída. Na guia Animações, vá para o grupo Animação Avançada e clique em Adicionar Animação; a seguir, em Entrada, clique em Desaparecer. Ainda na guia Animações, vá para o grupo Intervaloe faça o seguinte: Na lista Iniciar, selecione Com Anterior. Na caixa Atraso, insira 22.5. Na lista de Duração, insira 0.5 segundos.
  2. Acetato de octila, ou etanoato de octila, é o éster formado pela reação do octanol com o ácido acético, através da reação de esterificação: C8H17OH + CH3COOH → C10H20O2 + H2O
  3. Edinaldo do Santos, perguntar se é mesmo esse nome;