SlideShare uma empresa Scribd logo
Pós-Graduação em Controladoria
Disciplina: Contabilidade de Custos


                       FORMAÇÃO DE PREÇOS

                                  EQUIPE:
                                  ADRIANA OLIVEIRA
 Aspectos Qualitativos            DARY RODRIGUES
                                  WELLIGTON FERREIRA
 Aspectos Quantitativos           PEDRO PAULO MORALES

 Efeitos Tributários
Definição




                     PREÇO DE VENDA
Formação de Preços



                      É a expressão monetária que o produto ou serviço
                       vale.


                      É quanto o comprador está disposto a pagar para
                       obter o produto/serviço.


                      Corresponde a avaliação que o comprador faz das
                       utilidades que o produto ou serviço agrega.


      2
Definição




                     OBJETIVOS DOS PREÇOS
Formação de Preços



                      Proporciona, a longo prazo, 0 maior lucro possível.
                             - Empresas buscam a perpetuidade;
                             - Cuidados com preços de curto prazo para maximizar
                          lucros;
                      Permitir a maximização lucrativa da participação
                     De mercado.
                            - Faturamento e lucros devem ser aumentados;
                            - Efeitos negativos sobre os lucros(Excesso de es
                          estoque, fluxo de caixa negativo concorrência agressiva,
                          sazonalidade etc)



      3
Definição




                     OBJETIVOS DOS PREÇOS
Formação de Preços



                        Maximizar o capital empregado para perpetuar os
                         negócios de modo auto-sustentado:
                               O retorno do capital dá-se por lucros auferidos ao longo do
                                tempo. Assim, somente por meio da correta fixação e
                                mensuração dos preços de venda é possível assegurar o
                                correto retorno do investimento efetuado.4




      4
Definição




                     OBJETIVOS DOS PREÇOS
Formação de Preços



                        Maximizar a capacidade produtiva:
                         - Reduzir ociosidade e desperdícios operacionais;
                         - Preços devem considerar a capacidade de
                         atendimento aos cliente:
                                Preços baixos podem ocasionar elevação de vendas e
                                 a não-capacidade da manutenção de qualidade do
                                 atendimento ou dos prazos de entrega;
                                Preços elevados reduzem vendas, podendo ocasionar
                                 ociosidade da estrutura de produção ou de pessoal;



      5
Aspectos Qualitativos




                     CUSTO E VALOR
Formação de Preços



                         Todo e qualquer preço esta limitado pelo mercado, ou
                          seja, pelo valor percebido pelo cliente, quando falamos
                          em formar preços devemos ter em mente que existem
                          dois conceitos que devem ser analisados .
                         o custo que é o quanto foi gasto pela empresa para se
                          ofertar o produto ou serviço;
                         o valor que é o quanto o produto atende aos aspectos
                          desejados pelos clientes.



      6
Aspectos Qualitativos


                     VALOR-POSICIONAMENTO DO PRODUTO NO
                        MERCADO
Formação de Preços



                        Conforme (Bruni, Adriano Leal; et al, 2004, 360), alguns autores
                         apresentam sugestão de um novo contexto para o posicionamento do
                         produto que foi denominada disciplinas de valor.
                        Ser líder em produto: atender clientes que preferem empresas que
                         estejam na frente no quesito tecnologia;
                        Ser operacionalmente excelente: clientes que desejam produtos
                         avançados mais sem descuidar da confiabilidade;
                        Ser intima do cliente: atender aos clientes de forma individualizada.




      7
Aspectos Qualitativos




                     VARIÁVIES QUE PODEM INFLUENCIAR OS PREÇOS
Formação de Preços



                         O preço estará sempre situado entre dois extremos o custo e o
                         valor, sendo que a empresa deseja o lucro e o mercado deseja
                         benefícios extras. Entre os fatores que podem influenciar nos
                         preços de venda temos:
                        Capacidade e disponibilidade de pagar do consumidor;
                        Qualidade /Tecnologia do produto;
                        Existência de produtos substitutos;
                        Níveis de produção/vendas planejadas;
                        Custos e despesas devem ser conhecidos profundamente.




      8
Aspectos Qualitativos




                     Formação de preços a partir do mercado
Formação de Preços



                        Custo Meta:
                         Quando a empresa parte do preço de venda, deduz a
                         margem mínima que a empresa quer obter, bem como
                         os custos financeiros de financiamento da produção e
                         os efeitos monetários sobre o capital de giro, e obtém-
                         se o máximo que pode custar internamente tal produto
                         para empresa.




      9
Aspectos Qualitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇOS A PARTIR DO MERCADO
Formação de Preços



                        Mix de Vendas
                          O Mix de vendas por produto é formado pela combinação ou
                         relacionamento entre o custo e o volume das saídas. È
                         importante conhecer o melhor mix de vendas, pois auxilia no
                         estabelecimento das estratégias de preços.
                         Quando a empresa produz vários produtos diferentes, é essencial
                         selecionar a combinação mais lucrativa dos diferentes produtos,
                         tendo em vista seu custo de produção e o preço que é possível
                         formar para este produto.




   10
Aspectos Qualitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇOS E SUCESSO
Formação de Preços




                        O Sucesso empresarial pode não ser consequência da
                         DECISÂO DE PREÇO. Contudo, o preço equivocado de um
                         produto certamente o levará ao insucesso. E definir o valor de
                         sua comercialização jamais poderá realizar-se de forma
                         cartesiana (sardinha, 1995:01)




   11
Aspectos Quantitativos



                     METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA
Formação de Preços



                       A correta formação de preços é fundamental para a sobrevivência
                        e crescimento de qualquer empresa ou empreendimento,
                        independentemente do tamanho do negócio ou da área de
                        atuação.
                       A Política de preços precisa ser eficiente a fim de maximizar os
                        resultados e garantir a continuidade dos negócios.
                       A formação de preços de venda importa na decisão da empresa
                        de uma metodologia a ser adotada que fica, na prática na
                        dependência do tipo de decisão que a empresa precisa tomar. È
                        importante observar que todos os dados que vão formar o preço
                        de venda estão nos documentos e/ ou nas demonstrações
                        contábeis da empresa.


   12
Aspectos Quantitativos




                         Custo x Volume x Lucro para formação de preços
Formação de Preços



                        Longo prazo=> planejamento para mudanças.
                        Curto prazo=> adaptação às mudanças
                        Análise custo X volume x lucro  ferramenta importante
                         no planejamento de curto prazo. Relaciona :
                           CUSTO- RECEITA-VOLUME DE SAÍDAS-LUCRO.
                          Obs: ao planejarem sua estratégia de curto prazo os
                              gestores precisam saber qual será o efeito das
                          mudanças em uma ou mais dessas variáveis e o efeito
                                        dessas mudanças no lucro.

   13
Aspectos Quantitativos




                     CF e CV PARA FORMAÇÃO DE PREÇOS
Formação de Preços



                        Os CF existem independentemente da produção. Representam
                         um encargo para a manutenção da capacidade instalada;
                        Os CV variam proporcionalmente ao nível de produção ou às
                         vendas realizadas e devem ser levados diretamente para
                         formação de preço. Ex: MP, Embalagens, ICMS, ISS, PIS,
                         COFINS, etc.




   14
Aspectos Quantitativos




                     METODOLOGIA PV – CUSTEIO POR ABSORÇÃO
Formação de Preços



                        È obrigatório para fins fiscais     O Preço de venda é calculado a
                         e contábeis;                         partir do rateio dos custos fixos;
                        Utiliza valores históricos        Atenção: Em formação de preços,
                                                              os custos devem ser
                        Neste método, todos os               considerados a preços de
                         custos fixos são rateados aos        reposição e não a preços
                         produtos, assim as margens           históricos
                         ficam oneradas por custos e
                         despesas inerentes a todo o
                         processo produtivo




   15
Aspectos Quantitativos




                     METODOLOGIA DE PV – CUSTEIO VÁRIAVEL
Formação de Preços



                         Este método permite que se           Permite identificar MC a partir
                          evite decisões erradas do               dos custos e despesas
                          tipo descontinuar um produto            variáveis e considera os
                          por apresentar lucratividade            custos e despesas fixos
                          negativa, ou incrementar                como um valor a ser
                          produto aparentemente mais              absorvido pela soma de todas
                          lucrativo, a partir do rateio           as margens individuais.
                          dos CF;
                         A margem de contribuição representa o lucro variável do produto, ou
                         seja, o quanto um determinado produto contribui para o pagamento de
                         despesas administrativas/comerciais é a diferença entre o preço de
                         venda unitário do produto e os custos e despesas variáveis por unidade
                         de produto.
   16
Aspectos Quantitativos




                     METODOLOGIA PV – Custo de Transformação
Formação de Preços



                         Leva em conta somente o custo incorrido pela empresa na conversão do
                          material direto em processo e produtos acabados.
                         Exclui o material direto.
                                                       Produto A Produto B
                                 Material Direto                4         12
                                 MOD                            6           4
                                 CIF                           10           4
                                 C de Transformação            16           8
                     Logo: O produto A requer duas vezes mais esforço que o produto b




   17
Aspectos Quantitativos


                     METODOLOGIA PV – com base na taxa de retorno
                     exigida.
Formação de Preços



                        Esta metodologia é empregada quando precisamos estimar o
                         preço com base em uma taxa predeterminada de lucro sobre o
                         capital investido.

                     Exemplo: Suponhamos que vamos abrir uma padaria e
                       necessitamos investir R$ 50.000,00 e de acordo com estudos a
                       taxa de retorno deva ser 20% a.a.




   18
Aspectos Quantitativos


                     METODOLOGIA PV – com base na taxa de retorno
                     exigida. Exemplo
Formação de Preços



                      Produção: 800.000 pãezinhos
                      Custos:
                                               Descrição               Valor (R$)
                                               Salários e encargos     24.000,00
                                               Materiais diretos       18.000,00
                                               Depreciação             8.000,00
                                               Outros Gastos           20.000,00
                                               Somas                   70.000,00
                                               Lucro anual             10.000,00

                      Para saber o preço a ser praticado vamos aplicar a seguinte formula:
                                                        P= (CT+ R% x CI)/V

                         Onde: CI= Capital Investido, CT = custos totais, R% lucro desejado, P preço
                         sugerido de venda e V= volume de vendas.

                      P= (70.000+ 20% x 50.000,00)/800.000 = R$ 0,10 ou seja é o preço mínimo que a
                      empresa deve cobrar para que o negócio seja rentável do ponto de vista econômico
   19
Aspectos Quantitativos




                     ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS
Formação de Preços



                        Vendas à vista = Entrada financeira        A taxa a ser utilizada para
                         de recursos;                                ajuste a valor presente deve
                        Vendas a prazo= ocasiona uma                ser uma taxa de aplicação,
                         perda financeira que reflete na sua         que representa quando a
                         margem de contribuição real, ou seja,       empresa deixou de ganhar
                         aquela descontada do custo
                         financeiro de ter vendido a prazo e
                                                                     por não ter podido aplicar
                         não a vista.                                este recurso;
                                                                    Não se deve utilizar a taxa de
                                                                     captação nessa situação,
                                                                     pois ela geralmente é maior e
                                                                     elevaria o preço de venda,
                                                                     trazendo problemas de
                                                                     competitividade

   20
Aspectos Quantitativos




                     ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS
Formação de Preços



                        Desconto Comercial : concedido ao comprador em virtude de
                         vários fatores tais como fidelidade e volume de compras,
                         montante previamente conhecido e, uma vez conhecido valera
                         para aquela transação (não é condicionado).

                        Desconto Financeiro: o desconto financeiro também se refere ao
                         conhecido desconto de fidelidade , que existe muito mais em
                         função de uma programação anual de compras de determinado
                         volume do que propriamente da antecipação de eventuais
                         pagamentos.



   21
Aspectos Quantitativos




                     ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS
Formação de Preços



                        Deve-se utilizar os conceitos de       A preocupação na formação
                         valor presente líquido e de valor       de preços deve ser voltada
                         futuro;                                 para se identificar o custo
                                                                 atual dos insumos, encontrar
                                                                 o valor que garantirá a
                                                                 próxima compra para repor
                                                                 os insumos, como também,
                                                                 quanto vale o valor da venda
                                                                 que será recebida no futuro.




   22
Aspectos Quantitativos




                     ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS
Formação de Preços



                        Uma empresa possui um preço de venda a vista igual a R$ 430,00 para
                         determinado produto. O custo de oportunidade dos recursos da empresa
                         é igual a 3% a.m. . Calcule qual deveria ser o preço cobrado pela
                         empresa caso o prazo concedido para o pagamento fosse igual: 30 dias.


                                                            30/30
                               VF=            430 x (1+0,03)=R$442,90




   23
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Definição
Formação de Preços




                         Esta metodologia consiste em considerar para a
                          formação de preços percentuais de certas despesas
                          sobre o faturamento, sendo assim, temos os
                          percentuais de margem de lucro, despesas
                          operacionais, custo financeiro, etc., este faturamento
                          será calculado em cima de projeções orçamentárias de
                          modo que não se busque uma rentabilidade exagerada
                          em épocas de alta demanda e não se transfira para o
                          preço custos com estruturas ociosas.

   24
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Constituição
Formação de Preços



                        Os elementos constantes do mark-up são os seguintes:
                        MARK-UP 1 - Despesas e margem de lucro
                        Despesas administrativas;
                        Despesas comercias;
                        Outras despesas operacionais;
                        Custo financeiro de produção e vendas; e
                        Margem de lucro desejada
                        MARK- UP 2 – Impostos sobre vendas
                        ICMS;
                        PIS;
                        COFINS e demais tributos
   25
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Tipos
Formação de Preços



                        Dentro dessa metodologia pode-se utilizar:
                        O mark-up genérico – em que os indicadores das
                         despesas operacionais sobre as vendas serão os
                         mesmos para todos os produtos; ou
                        O mark-up por produto – aquele definido por produto,
                         por linha de produtos ou por divisões em que não só o
                         custo por absorção é o elemento diferenciador,
                         também os dados de despesas operacionais, podem
                         ser diferentes para cada produto ou grupo de produtos.


   26
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Faturamento Normativo
Formação de Preços




                         È um conceito muito importante para a formação do
                          Mark-up pois os percentuais constantes neste são
                          determinados a partir da observação da estrutura da
                          empresa em suas condições normais de faturamento
                          O que considerar:
                         Margem de Lucro
                         Custo Financeiro
                         Despesas Financeiras entre outras.


   27
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Fórmulas do Mark-up.
Formação de Preços




                         Multiplicador:     Mark-up = Preço de venda
                                                      Custo variável
                                                ou
                      Mark-up = ___ _______1_____________
                                 1- Soma das Taxas Percentuais

                         Divisor: Mark-up = 1 – Soma das Taxas percentuais


   28
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Fórmulas do Mark-up. Exemplo
Formação de Preços




                         Vamos desenvolver um modelo de estudo que mostra a formação
                           do preço de venda em todas suas etapas.
                         O custo de produção é de R$ 100,00 ;
                         Queremos para este produto uma margem de lucro de 10%;
                         Os custos administrativos representam 20%
                         Frete na ordem de 5%
                         IPI 10%
                         ICMS 17%, (PIS + CONFINS+IRPJ+CSLL) 5,35%




   29
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Fórmulas do Mark-up. Exemplo
Formação de Preços



                        PV =       100.(1-0,17)+100.(0,05)+100.(0,15)
                                          1- (0,17+0,20+0,0535+0,10)

                     PV =       100*(0,83)+5+15 = 83+5+15 = 103 = 216,15
                                  1- 0,5235        0,4765   0,4765




   30
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP-
                     Fórmulas do Mark-up. Exemplo
Formação de Preços



                        Provando a Formula :
                                       Preço de venda          216,15
                                   (-) ICMSE                    36,75
                                   (-) IMPOSTOS                 11,56
                                   (=)PV Liquido               167,84
                                   (-) Custo                   100,00
                                   (=)MC                         67,84
                                    (+)ICMSS                    17,00
                                    (-) Frete                     5,00
                                    (-) Despesas Administrativa 43,23
                                    (-) Lucro                   21,62
                                   (-) IPI                      15,00
                                   Saldo                         (0,00)
   31
Aspectos Quantitativos



                         FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP NO
                         COMÉRCIO
Formação de Preços



                     Preço de Venda =          Custo da Mercadoria
                                        --------------------------------------------------------------------
                                    1- (% Custos Fixos+ % Desp Com. + % Margem de Lucro)

                       Na parte de cima da fração consideramos o custo de aquisição
                       de uma unidade de mercadoria junto ao fornecedor , portanto
                       o custo variável e não o custo unitário total . Os custos fixos
                       da empresa passam a ser considerados na parte de baixo da
                       fração , e não o custo fixo unitário de um produto , mais os
                       custos totais da loja
   32
Aspectos Quantitativos




                     FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA A PARTIR DA MARGEM DE
                     CONTRIBUIÇÃO DESEJADA
Formação de Preços



                     •   O conceito de formação de     Vantagens
                         preço de venda a partir da     Ajudam a decidir quais as
                         margem de contribuição          mercadorias que se devem
                         consiste em não atribuir        se dar maior atenção;
                         parcela de despesas fixas      Auxiliam na decisões sobre
                         para a formação desses          qual produto deve ser
                         preços, entendendo-se assim     mantido ou abandonado
                         que elas serão cobertas com
                                                        Avalia alternativas com
                         a margem de contribuição
                         destes produtos                 redução de preço, descontos,
                                                         campanhas publicitárias.



   33
Aspectos Quantitativos




                         FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA A PARTIR DA MARGEM DE
                         CONTRIBUIÇÃO DESEJADA
Formação de Preços




                       É realizada com base na fixação de um percentual pré-estabelecido
                     Pela administração sobre o preço de venda das mercadorias.

                         É preciso:
                                                          Sua Formula :
                         •Encontrar a relação
                         percentual entre o preço de      %MCU=PV% - (DC% + %PCU)
                         custo do produto com seu         PV= Preço de Venda
                         preço de venda ;
                                                          DC- Despesas de Comercialização
                         •Conhecer seu custo unitário;      (imposto, comissão , taxa de Cartão de Crédito)
                         •e o percentual de despesas de   PCU-Preço de Custo Unitário
                         comercialização
   34
Efeitos Tributários




                     ASPECTOS TRIBUTÁRIOS NA FORMAÇÃO DE PREÇOS
Formação de Preços



                        O exame dos aspectos tributários é de fundamental importância
                         para a análise dos custos e formação de preços, pois embora os
                         tributos não sejam registrados contabilmente nas mesmas contas
                         dos custos dos produtos já que possuem mecânica própria de
                         registro e de compensação, eles são muito relevantes para a
                         determinação do preço de venda, principalmente no Brasil que
                         possui carga tributária mutante.
                        Competência: Federal, Estadual e Municipal;
                        Tipos: Cumulativos e não Cumulativos;
                        Cumulativos: ISS, PIS, IRPJ, CSLL e Simples;
                        Não Cumulativos: IPI, ICMS, PIS e COFINS.


   35
Efeitos Tributários




                     ASPECTOS TRIBUTÁRIOS NA FORMAÇÃO DE PREÇOS
Formação de Preços




                         PV=     Custo do Produto * (1-%credito de ICMS)
                                 1-( %ICMS-%Tributos Federais-%Despesas-% Lucro )

                         PV            100*(0,83)        =    83    =   R$    197,62
                                 1-(0,17-0,06-0,25-0,10)     0,42

                     Devemos prestar muita atenção quando vamos considerar os
                     impostos na formação de preço , pois eles podem ser o
                     sucesso do nosso empreendimento ! Observe a não
                     consideração do crédito de ICMS:
                     PV =      Custo do Produto = 238,09                     20,4% a mais

   36                    1-(0,17-0,06-0,25-0,10)
CONCLUSÃO DO TRABALHO
Formação de Preços



                        Os preços não são estabelecidos apenas pelas
                         contas financeiras
                                          São definidos :
                        Mercado consumidor  seu poder de decisão !

                        Marketing dos concorrentes

                        Variáveis Ambientais.
   37
38
     Formação de Preços




                 OBRIGADO !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como elaborar um plano de negócios
Como elaborar um plano de negóciosComo elaborar um plano de negócios
Como elaborar um plano de negócios
Maurício Andrade
 
Aula 2 formulação de estratégias competitivas
Aula 2   formulação de estratégias competitivasAula 2   formulação de estratégias competitivas
Aula 2 formulação de estratégias competitivas
Antonio Lobosco
 
Aula 01 FormaçãO De PreçOs IntroduçãO
Aula 01 FormaçãO De PreçOs  IntroduçãOAula 01 FormaçãO De PreçOs  IntroduçãO
Aula 01 FormaçãO De PreçOs IntroduçãO
Sonia Maria Malheiros Soares
 
Fundamentos de Marketing
Fundamentos de MarketingFundamentos de Marketing
Fundamentos de Marketing
Flávia Camargo Bernardi
 
Gestão dos Canais de Distribuição
Gestão dos Canais de DistribuiçãoGestão dos Canais de Distribuição
Gestão dos Canais de Distribuição
Adeildo Caboclo
 
Processos organizacionais 04
Processos organizacionais 04Processos organizacionais 04
Processos organizacionais 04
José Claudemiro Oliveira
 
Métodos de formação de preços
Métodos de formação de preçosMétodos de formação de preços
Métodos de formação de preços
Roberty Pires Teixeira
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Dicas de Marketing pessoal e profissional
Dicas de Marketing pessoal e profissionalDicas de Marketing pessoal e profissional
Dicas de Marketing pessoal e profissional
SuaCampanha.com
 
Treinamento vendedor monstro.
Treinamento vendedor monstro.Treinamento vendedor monstro.
Treinamento vendedor monstro.
Cris Bazan
 
Plano de Vendas
Plano de VendasPlano de Vendas
Plano de Vendas
Fábio Mesquita
 
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IMix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Robson Costa
 
Estratégia de vendas
Estratégia de vendas Estratégia de vendas
Estratégia de vendas
Carlos Rocha
 
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
David Quintino
 
Como vender mais e melhor
Como vender mais e melhorComo vender mais e melhor
Como vender mais e melhor
INSTITUTO MVC
 
Controle
ControleControle
Cap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucroCap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucro
PROFESSORA_LIVIA
 
Técnicas de negociação
Técnicas de negociaçãoTécnicas de negociação
Técnicas de negociação
Cursos Profissionalizantes
 
Pesquisa de Marketing
Pesquisa de MarketingPesquisa de Marketing
Pesquisa de Marketing
Milton Henrique do Couto Neto
 
Decisão de Compra
Decisão de CompraDecisão de Compra
Decisão de Compra
Milton Henrique do Couto Neto
 

Mais procurados (20)

Como elaborar um plano de negócios
Como elaborar um plano de negóciosComo elaborar um plano de negócios
Como elaborar um plano de negócios
 
Aula 2 formulação de estratégias competitivas
Aula 2   formulação de estratégias competitivasAula 2   formulação de estratégias competitivas
Aula 2 formulação de estratégias competitivas
 
Aula 01 FormaçãO De PreçOs IntroduçãO
Aula 01 FormaçãO De PreçOs  IntroduçãOAula 01 FormaçãO De PreçOs  IntroduçãO
Aula 01 FormaçãO De PreçOs IntroduçãO
 
Fundamentos de Marketing
Fundamentos de MarketingFundamentos de Marketing
Fundamentos de Marketing
 
Gestão dos Canais de Distribuição
Gestão dos Canais de DistribuiçãoGestão dos Canais de Distribuição
Gestão dos Canais de Distribuição
 
Processos organizacionais 04
Processos organizacionais 04Processos organizacionais 04
Processos organizacionais 04
 
Métodos de formação de preços
Métodos de formação de preçosMétodos de formação de preços
Métodos de formação de preços
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestao De Projetos
 
Dicas de Marketing pessoal e profissional
Dicas de Marketing pessoal e profissionalDicas de Marketing pessoal e profissional
Dicas de Marketing pessoal e profissional
 
Treinamento vendedor monstro.
Treinamento vendedor monstro.Treinamento vendedor monstro.
Treinamento vendedor monstro.
 
Plano de Vendas
Plano de VendasPlano de Vendas
Plano de Vendas
 
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IMix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte I
 
Estratégia de vendas
Estratégia de vendas Estratégia de vendas
Estratégia de vendas
 
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
 
Como vender mais e melhor
Como vender mais e melhorComo vender mais e melhor
Como vender mais e melhor
 
Controle
ControleControle
Controle
 
Cap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucroCap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucro
 
Técnicas de negociação
Técnicas de negociaçãoTécnicas de negociação
Técnicas de negociação
 
Pesquisa de Marketing
Pesquisa de MarketingPesquisa de Marketing
Pesquisa de Marketing
 
Decisão de Compra
Decisão de CompraDecisão de Compra
Decisão de Compra
 

Destaque

Entendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de Venda
Entendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de VendaEntendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de Venda
Entendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de Venda
Wandick Rocha de Aquino
 
02 custos
02 custos02 custos
02 custos
Rafael da Silva
 
Formação de preços
Formação de preçosFormação de preços
Formação de preços
InstitutoKairosSP
 
Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)
Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)
Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)
Adriano Bruni
 
Ebook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTax
Ebook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTaxEbook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTax
Ebook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTax
Jiovanni Oliveira Coelho
 
Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)
Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)
Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)
Adriano Bruni
 
Gestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custoGestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custo
Lauro Jorge Prado
 
Slides de Gestao de Custos (Introducao)
Slides de Gestao de Custos (Introducao)Slides de Gestao de Custos (Introducao)
Slides de Gestao de Custos (Introducao)
Adriano Bruni
 
Palestra - Gestão estratégica de preços
Palestra - Gestão estratégica de preçosPalestra - Gestão estratégica de preços
Palestra - Gestão estratégica de preços
Valini & Associates
 
Formação de Preços: Critérios Básicos por Roberto Assef
Formação de Preços: Critérios Básicos por Roberto AssefFormação de Preços: Critérios Básicos por Roberto Assef
Formação de Preços: Critérios Básicos por Roberto Assef
Roberto Assef
 

Destaque (10)

Entendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de Venda
Entendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de VendaEntendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de Venda
Entendendo Custos, Despesas e Formação do Preço de Venda
 
02 custos
02 custos02 custos
02 custos
 
Formação de preços
Formação de preçosFormação de preços
Formação de preços
 
Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)
Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)
Aulas de Custos (Formacao Qualitativa de Precos)
 
Ebook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTax
Ebook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTaxEbook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTax
Ebook formação de preço de venda utilizando margem e markup simTax
 
Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)
Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)
Slides de Gestao de Custos (materiais diretos)
 
Gestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custoGestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custo
 
Slides de Gestao de Custos (Introducao)
Slides de Gestao de Custos (Introducao)Slides de Gestao de Custos (Introducao)
Slides de Gestao de Custos (Introducao)
 
Palestra - Gestão estratégica de preços
Palestra - Gestão estratégica de preçosPalestra - Gestão estratégica de preços
Palestra - Gestão estratégica de preços
 
Formação de Preços: Critérios Básicos por Roberto Assef
Formação de Preços: Critérios Básicos por Roberto AssefFormação de Preços: Critérios Básicos por Roberto Assef
Formação de Preços: Critérios Básicos por Roberto Assef
 

Semelhante a Apresentacao formacao de-preco

Valor Percebido Pelo Cliente
Valor Percebido Pelo ClienteValor Percebido Pelo Cliente
Valor Percebido Pelo Cliente
Amory Serviços Ltda.
 
5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço
5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço
5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
Gestão de Marketing
Gestão de MarketingGestão de Marketing
Gestão de Marketing
Fábio M Torres
 
Gestão de Marketing para PNME
Gestão de Marketing para PNMEGestão de Marketing para PNME
Gestão de Marketing para PNME
Fábio M Torres
 
Prova 21.11.18
Prova 21.11.18Prova 21.11.18
Prova 21.11.18
Günther Lentz Meller
 
Formação de preço no brasil supermercados
Formação de preço no brasil   supermercadosFormação de preço no brasil   supermercados
Formação de preço no brasil supermercados
Joel Almeida
 
Sandra Godoi - BM04 - 8ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 8ª semanaSandra Godoi - BM04 - 8ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 8ª semana
Complexo Educacional FMU
 
Aula01. O processo de precificação.ppt
Aula01. O processo de precificação.pptAula01. O processo de precificação.ppt
Aula01. O processo de precificação.ppt
ssuser932c20
 
Vantagem Competitiva
Vantagem CompetitivaVantagem Competitiva
Vantagem Competitiva
Martinica Digital
 
Aula 3 s jose 2011
Aula 3 s jose 2011Aula 3 s jose 2011
Aula 3 s jose 2011
Cleber M. Gonzaga Gonzaga
 
Aulas GEP 18ª Turma GEM
Aulas GEP 18ª Turma GEMAulas GEP 18ª Turma GEM
Aulas GEP 18ª Turma GEM
Claudio Ariani
 
Aula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - Markup
Aula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - MarkupAula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - Markup
Aula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - Markup
MestredaContabilidade
 
Marketing mix- preco
Marketing mix- precoMarketing mix- preco
Marketing mix- preco
Ana Vilas
 
Reunião 5 Estratégias mercadológicas
Reunião 5 Estratégias mercadológicasReunião 5 Estratégias mercadológicas
Reunião 5 Estratégias mercadológicas
Rafael Cardoso
 
Aulas 18-19 - Preço
Aulas 18-19 - PreçoAulas 18-19 - Preço
Aulas 18-19 - Preço
Fernando Monteiro D'Andrea
 
Preço
PreçoPreço
Preço
PreçoPreço
Preço
PreçoPreço
Vantagem Competitiva
Vantagem CompetitivaVantagem Competitiva
Vantagem Competitiva
Martinica Digital
 
Revenue Management como Metodologia de Maximização de Lucros
Revenue Management como Metodologia de Maximização de LucrosRevenue Management como Metodologia de Maximização de Lucros
Revenue Management como Metodologia de Maximização de Lucros
France Michel Ferreira
 

Semelhante a Apresentacao formacao de-preco (20)

Valor Percebido Pelo Cliente
Valor Percebido Pelo ClienteValor Percebido Pelo Cliente
Valor Percebido Pelo Cliente
 
5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço
5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço
5 perguntas para determinar o preço do seu produto ou serviço
 
Gestão de Marketing
Gestão de MarketingGestão de Marketing
Gestão de Marketing
 
Gestão de Marketing para PNME
Gestão de Marketing para PNMEGestão de Marketing para PNME
Gestão de Marketing para PNME
 
Prova 21.11.18
Prova 21.11.18Prova 21.11.18
Prova 21.11.18
 
Formação de preço no brasil supermercados
Formação de preço no brasil   supermercadosFormação de preço no brasil   supermercados
Formação de preço no brasil supermercados
 
Sandra Godoi - BM04 - 8ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 8ª semanaSandra Godoi - BM04 - 8ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 8ª semana
 
Aula01. O processo de precificação.ppt
Aula01. O processo de precificação.pptAula01. O processo de precificação.ppt
Aula01. O processo de precificação.ppt
 
Vantagem Competitiva
Vantagem CompetitivaVantagem Competitiva
Vantagem Competitiva
 
Aula 3 s jose 2011
Aula 3 s jose 2011Aula 3 s jose 2011
Aula 3 s jose 2011
 
Aulas GEP 18ª Turma GEM
Aulas GEP 18ª Turma GEMAulas GEP 18ª Turma GEM
Aulas GEP 18ª Turma GEM
 
Aula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - Markup
Aula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - MarkupAula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - Markup
Aula 10 - Análise Estratégica de Finanças e Investimentos - Markup
 
Marketing mix- preco
Marketing mix- precoMarketing mix- preco
Marketing mix- preco
 
Reunião 5 Estratégias mercadológicas
Reunião 5 Estratégias mercadológicasReunião 5 Estratégias mercadológicas
Reunião 5 Estratégias mercadológicas
 
Aulas 18-19 - Preço
Aulas 18-19 - PreçoAulas 18-19 - Preço
Aulas 18-19 - Preço
 
Preço
PreçoPreço
Preço
 
Preço
PreçoPreço
Preço
 
Preço
PreçoPreço
Preço
 
Vantagem Competitiva
Vantagem CompetitivaVantagem Competitiva
Vantagem Competitiva
 
Revenue Management como Metodologia de Maximização de Lucros
Revenue Management como Metodologia de Maximização de LucrosRevenue Management como Metodologia de Maximização de Lucros
Revenue Management como Metodologia de Maximização de Lucros
 

Último

Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 

Último (20)

Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 

Apresentacao formacao de-preco

  • 1. Pós-Graduação em Controladoria Disciplina: Contabilidade de Custos FORMAÇÃO DE PREÇOS EQUIPE: ADRIANA OLIVEIRA Aspectos Qualitativos DARY RODRIGUES WELLIGTON FERREIRA Aspectos Quantitativos PEDRO PAULO MORALES Efeitos Tributários
  • 2. Definição PREÇO DE VENDA Formação de Preços  É a expressão monetária que o produto ou serviço vale.  É quanto o comprador está disposto a pagar para obter o produto/serviço.  Corresponde a avaliação que o comprador faz das utilidades que o produto ou serviço agrega. 2
  • 3. Definição OBJETIVOS DOS PREÇOS Formação de Preços  Proporciona, a longo prazo, 0 maior lucro possível. - Empresas buscam a perpetuidade; - Cuidados com preços de curto prazo para maximizar lucros;  Permitir a maximização lucrativa da participação De mercado. - Faturamento e lucros devem ser aumentados; - Efeitos negativos sobre os lucros(Excesso de es estoque, fluxo de caixa negativo concorrência agressiva, sazonalidade etc) 3
  • 4. Definição OBJETIVOS DOS PREÇOS Formação de Preços  Maximizar o capital empregado para perpetuar os negócios de modo auto-sustentado:  O retorno do capital dá-se por lucros auferidos ao longo do tempo. Assim, somente por meio da correta fixação e mensuração dos preços de venda é possível assegurar o correto retorno do investimento efetuado.4 4
  • 5. Definição OBJETIVOS DOS PREÇOS Formação de Preços  Maximizar a capacidade produtiva: - Reduzir ociosidade e desperdícios operacionais; - Preços devem considerar a capacidade de atendimento aos cliente:  Preços baixos podem ocasionar elevação de vendas e a não-capacidade da manutenção de qualidade do atendimento ou dos prazos de entrega;  Preços elevados reduzem vendas, podendo ocasionar ociosidade da estrutura de produção ou de pessoal; 5
  • 6. Aspectos Qualitativos CUSTO E VALOR Formação de Preços  Todo e qualquer preço esta limitado pelo mercado, ou seja, pelo valor percebido pelo cliente, quando falamos em formar preços devemos ter em mente que existem dois conceitos que devem ser analisados .  o custo que é o quanto foi gasto pela empresa para se ofertar o produto ou serviço;  o valor que é o quanto o produto atende aos aspectos desejados pelos clientes. 6
  • 7. Aspectos Qualitativos VALOR-POSICIONAMENTO DO PRODUTO NO MERCADO Formação de Preços  Conforme (Bruni, Adriano Leal; et al, 2004, 360), alguns autores apresentam sugestão de um novo contexto para o posicionamento do produto que foi denominada disciplinas de valor.  Ser líder em produto: atender clientes que preferem empresas que estejam na frente no quesito tecnologia;  Ser operacionalmente excelente: clientes que desejam produtos avançados mais sem descuidar da confiabilidade;  Ser intima do cliente: atender aos clientes de forma individualizada. 7
  • 8. Aspectos Qualitativos VARIÁVIES QUE PODEM INFLUENCIAR OS PREÇOS Formação de Preços O preço estará sempre situado entre dois extremos o custo e o valor, sendo que a empresa deseja o lucro e o mercado deseja benefícios extras. Entre os fatores que podem influenciar nos preços de venda temos:  Capacidade e disponibilidade de pagar do consumidor;  Qualidade /Tecnologia do produto;  Existência de produtos substitutos;  Níveis de produção/vendas planejadas;  Custos e despesas devem ser conhecidos profundamente. 8
  • 9. Aspectos Qualitativos Formação de preços a partir do mercado Formação de Preços  Custo Meta: Quando a empresa parte do preço de venda, deduz a margem mínima que a empresa quer obter, bem como os custos financeiros de financiamento da produção e os efeitos monetários sobre o capital de giro, e obtém- se o máximo que pode custar internamente tal produto para empresa. 9
  • 10. Aspectos Qualitativos FORMAÇÃO DE PREÇOS A PARTIR DO MERCADO Formação de Preços  Mix de Vendas O Mix de vendas por produto é formado pela combinação ou relacionamento entre o custo e o volume das saídas. È importante conhecer o melhor mix de vendas, pois auxilia no estabelecimento das estratégias de preços. Quando a empresa produz vários produtos diferentes, é essencial selecionar a combinação mais lucrativa dos diferentes produtos, tendo em vista seu custo de produção e o preço que é possível formar para este produto. 10
  • 11. Aspectos Qualitativos FORMAÇÃO DE PREÇOS E SUCESSO Formação de Preços  O Sucesso empresarial pode não ser consequência da DECISÂO DE PREÇO. Contudo, o preço equivocado de um produto certamente o levará ao insucesso. E definir o valor de sua comercialização jamais poderá realizar-se de forma cartesiana (sardinha, 1995:01) 11
  • 12. Aspectos Quantitativos METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA Formação de Preços  A correta formação de preços é fundamental para a sobrevivência e crescimento de qualquer empresa ou empreendimento, independentemente do tamanho do negócio ou da área de atuação.  A Política de preços precisa ser eficiente a fim de maximizar os resultados e garantir a continuidade dos negócios.  A formação de preços de venda importa na decisão da empresa de uma metodologia a ser adotada que fica, na prática na dependência do tipo de decisão que a empresa precisa tomar. È importante observar que todos os dados que vão formar o preço de venda estão nos documentos e/ ou nas demonstrações contábeis da empresa. 12
  • 13. Aspectos Quantitativos Custo x Volume x Lucro para formação de preços Formação de Preços  Longo prazo=> planejamento para mudanças.  Curto prazo=> adaptação às mudanças  Análise custo X volume x lucro  ferramenta importante no planejamento de curto prazo. Relaciona : CUSTO- RECEITA-VOLUME DE SAÍDAS-LUCRO. Obs: ao planejarem sua estratégia de curto prazo os gestores precisam saber qual será o efeito das mudanças em uma ou mais dessas variáveis e o efeito dessas mudanças no lucro. 13
  • 14. Aspectos Quantitativos CF e CV PARA FORMAÇÃO DE PREÇOS Formação de Preços  Os CF existem independentemente da produção. Representam um encargo para a manutenção da capacidade instalada;  Os CV variam proporcionalmente ao nível de produção ou às vendas realizadas e devem ser levados diretamente para formação de preço. Ex: MP, Embalagens, ICMS, ISS, PIS, COFINS, etc. 14
  • 15. Aspectos Quantitativos METODOLOGIA PV – CUSTEIO POR ABSORÇÃO Formação de Preços  È obrigatório para fins fiscais  O Preço de venda é calculado a e contábeis; partir do rateio dos custos fixos;  Utiliza valores históricos Atenção: Em formação de preços, os custos devem ser  Neste método, todos os considerados a preços de custos fixos são rateados aos reposição e não a preços produtos, assim as margens históricos ficam oneradas por custos e despesas inerentes a todo o processo produtivo 15
  • 16. Aspectos Quantitativos METODOLOGIA DE PV – CUSTEIO VÁRIAVEL Formação de Preços  Este método permite que se  Permite identificar MC a partir evite decisões erradas do dos custos e despesas tipo descontinuar um produto variáveis e considera os por apresentar lucratividade custos e despesas fixos negativa, ou incrementar como um valor a ser produto aparentemente mais absorvido pela soma de todas lucrativo, a partir do rateio as margens individuais. dos CF; A margem de contribuição representa o lucro variável do produto, ou seja, o quanto um determinado produto contribui para o pagamento de despesas administrativas/comerciais é a diferença entre o preço de venda unitário do produto e os custos e despesas variáveis por unidade de produto. 16
  • 17. Aspectos Quantitativos METODOLOGIA PV – Custo de Transformação Formação de Preços  Leva em conta somente o custo incorrido pela empresa na conversão do material direto em processo e produtos acabados. Exclui o material direto. Produto A Produto B Material Direto 4 12 MOD 6 4 CIF 10 4 C de Transformação 16 8 Logo: O produto A requer duas vezes mais esforço que o produto b 17
  • 18. Aspectos Quantitativos METODOLOGIA PV – com base na taxa de retorno exigida. Formação de Preços  Esta metodologia é empregada quando precisamos estimar o preço com base em uma taxa predeterminada de lucro sobre o capital investido. Exemplo: Suponhamos que vamos abrir uma padaria e necessitamos investir R$ 50.000,00 e de acordo com estudos a taxa de retorno deva ser 20% a.a. 18
  • 19. Aspectos Quantitativos METODOLOGIA PV – com base na taxa de retorno exigida. Exemplo Formação de Preços Produção: 800.000 pãezinhos Custos: Descrição Valor (R$) Salários e encargos 24.000,00 Materiais diretos 18.000,00 Depreciação 8.000,00 Outros Gastos 20.000,00 Somas 70.000,00 Lucro anual 10.000,00 Para saber o preço a ser praticado vamos aplicar a seguinte formula: P= (CT+ R% x CI)/V Onde: CI= Capital Investido, CT = custos totais, R% lucro desejado, P preço sugerido de venda e V= volume de vendas. P= (70.000+ 20% x 50.000,00)/800.000 = R$ 0,10 ou seja é o preço mínimo que a empresa deve cobrar para que o negócio seja rentável do ponto de vista econômico 19
  • 20. Aspectos Quantitativos ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS Formação de Preços  Vendas à vista = Entrada financeira  A taxa a ser utilizada para de recursos; ajuste a valor presente deve  Vendas a prazo= ocasiona uma ser uma taxa de aplicação, perda financeira que reflete na sua que representa quando a margem de contribuição real, ou seja, empresa deixou de ganhar aquela descontada do custo financeiro de ter vendido a prazo e por não ter podido aplicar não a vista. este recurso;  Não se deve utilizar a taxa de captação nessa situação, pois ela geralmente é maior e elevaria o preço de venda, trazendo problemas de competitividade 20
  • 21. Aspectos Quantitativos ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS Formação de Preços  Desconto Comercial : concedido ao comprador em virtude de vários fatores tais como fidelidade e volume de compras, montante previamente conhecido e, uma vez conhecido valera para aquela transação (não é condicionado).  Desconto Financeiro: o desconto financeiro também se refere ao conhecido desconto de fidelidade , que existe muito mais em função de uma programação anual de compras de determinado volume do que propriamente da antecipação de eventuais pagamentos. 21
  • 22. Aspectos Quantitativos ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS Formação de Preços  Deve-se utilizar os conceitos de  A preocupação na formação valor presente líquido e de valor de preços deve ser voltada futuro; para se identificar o custo atual dos insumos, encontrar o valor que garantirá a próxima compra para repor os insumos, como também, quanto vale o valor da venda que será recebida no futuro. 22
  • 23. Aspectos Quantitativos ASPECTOS FINANCEIROS DOS CUSTOS E PREÇOS Formação de Preços  Uma empresa possui um preço de venda a vista igual a R$ 430,00 para determinado produto. O custo de oportunidade dos recursos da empresa é igual a 3% a.m. . Calcule qual deveria ser o preço cobrado pela empresa caso o prazo concedido para o pagamento fosse igual: 30 dias. 30/30 VF= 430 x (1+0,03)=R$442,90 23
  • 24. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Definição Formação de Preços  Esta metodologia consiste em considerar para a formação de preços percentuais de certas despesas sobre o faturamento, sendo assim, temos os percentuais de margem de lucro, despesas operacionais, custo financeiro, etc., este faturamento será calculado em cima de projeções orçamentárias de modo que não se busque uma rentabilidade exagerada em épocas de alta demanda e não se transfira para o preço custos com estruturas ociosas. 24
  • 25. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Constituição Formação de Preços  Os elementos constantes do mark-up são os seguintes:  MARK-UP 1 - Despesas e margem de lucro  Despesas administrativas;  Despesas comercias;  Outras despesas operacionais;  Custo financeiro de produção e vendas; e  Margem de lucro desejada  MARK- UP 2 – Impostos sobre vendas  ICMS;  PIS;  COFINS e demais tributos 25
  • 26. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Tipos Formação de Preços  Dentro dessa metodologia pode-se utilizar:  O mark-up genérico – em que os indicadores das despesas operacionais sobre as vendas serão os mesmos para todos os produtos; ou  O mark-up por produto – aquele definido por produto, por linha de produtos ou por divisões em que não só o custo por absorção é o elemento diferenciador, também os dados de despesas operacionais, podem ser diferentes para cada produto ou grupo de produtos. 26
  • 27. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Faturamento Normativo Formação de Preços  È um conceito muito importante para a formação do Mark-up pois os percentuais constantes neste são determinados a partir da observação da estrutura da empresa em suas condições normais de faturamento O que considerar:  Margem de Lucro  Custo Financeiro  Despesas Financeiras entre outras. 27
  • 28. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Fórmulas do Mark-up. Formação de Preços  Multiplicador: Mark-up = Preço de venda Custo variável ou Mark-up = ___ _______1_____________ 1- Soma das Taxas Percentuais  Divisor: Mark-up = 1 – Soma das Taxas percentuais 28
  • 29. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Fórmulas do Mark-up. Exemplo Formação de Preços  Vamos desenvolver um modelo de estudo que mostra a formação do preço de venda em todas suas etapas.  O custo de produção é de R$ 100,00 ;  Queremos para este produto uma margem de lucro de 10%;  Os custos administrativos representam 20%  Frete na ordem de 5%  IPI 10%  ICMS 17%, (PIS + CONFINS+IRPJ+CSLL) 5,35% 29
  • 30. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Fórmulas do Mark-up. Exemplo Formação de Preços  PV = 100.(1-0,17)+100.(0,05)+100.(0,15) 1- (0,17+0,20+0,0535+0,10) PV = 100*(0,83)+5+15 = 83+5+15 = 103 = 216,15 1- 0,5235 0,4765 0,4765 30
  • 31. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP- Fórmulas do Mark-up. Exemplo Formação de Preços  Provando a Formula : Preço de venda 216,15 (-) ICMSE 36,75 (-) IMPOSTOS 11,56 (=)PV Liquido 167,84 (-) Custo 100,00 (=)MC 67,84 (+)ICMSS 17,00 (-) Frete 5,00 (-) Despesas Administrativa 43,23 (-) Lucro 21,62 (-) IPI 15,00 Saldo (0,00) 31
  • 32. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO COM APLICAÇÃO DO MARK-UP NO COMÉRCIO Formação de Preços Preço de Venda = Custo da Mercadoria -------------------------------------------------------------------- 1- (% Custos Fixos+ % Desp Com. + % Margem de Lucro) Na parte de cima da fração consideramos o custo de aquisição de uma unidade de mercadoria junto ao fornecedor , portanto o custo variável e não o custo unitário total . Os custos fixos da empresa passam a ser considerados na parte de baixo da fração , e não o custo fixo unitário de um produto , mais os custos totais da loja 32
  • 33. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA A PARTIR DA MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO DESEJADA Formação de Preços • O conceito de formação de Vantagens preço de venda a partir da  Ajudam a decidir quais as margem de contribuição mercadorias que se devem consiste em não atribuir se dar maior atenção; parcela de despesas fixas  Auxiliam na decisões sobre para a formação desses qual produto deve ser preços, entendendo-se assim mantido ou abandonado que elas serão cobertas com  Avalia alternativas com a margem de contribuição destes produtos redução de preço, descontos, campanhas publicitárias. 33
  • 34. Aspectos Quantitativos FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA A PARTIR DA MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO DESEJADA Formação de Preços  É realizada com base na fixação de um percentual pré-estabelecido Pela administração sobre o preço de venda das mercadorias. É preciso: Sua Formula : •Encontrar a relação percentual entre o preço de %MCU=PV% - (DC% + %PCU) custo do produto com seu PV= Preço de Venda preço de venda ; DC- Despesas de Comercialização •Conhecer seu custo unitário; (imposto, comissão , taxa de Cartão de Crédito) •e o percentual de despesas de PCU-Preço de Custo Unitário comercialização 34
  • 35. Efeitos Tributários ASPECTOS TRIBUTÁRIOS NA FORMAÇÃO DE PREÇOS Formação de Preços  O exame dos aspectos tributários é de fundamental importância para a análise dos custos e formação de preços, pois embora os tributos não sejam registrados contabilmente nas mesmas contas dos custos dos produtos já que possuem mecânica própria de registro e de compensação, eles são muito relevantes para a determinação do preço de venda, principalmente no Brasil que possui carga tributária mutante.  Competência: Federal, Estadual e Municipal;  Tipos: Cumulativos e não Cumulativos;  Cumulativos: ISS, PIS, IRPJ, CSLL e Simples;  Não Cumulativos: IPI, ICMS, PIS e COFINS. 35
  • 36. Efeitos Tributários ASPECTOS TRIBUTÁRIOS NA FORMAÇÃO DE PREÇOS Formação de Preços PV= Custo do Produto * (1-%credito de ICMS) 1-( %ICMS-%Tributos Federais-%Despesas-% Lucro ) PV 100*(0,83) = 83 = R$ 197,62 1-(0,17-0,06-0,25-0,10) 0,42 Devemos prestar muita atenção quando vamos considerar os impostos na formação de preço , pois eles podem ser o sucesso do nosso empreendimento ! Observe a não consideração do crédito de ICMS: PV = Custo do Produto = 238,09 20,4% a mais 36 1-(0,17-0,06-0,25-0,10)
  • 37. CONCLUSÃO DO TRABALHO Formação de Preços  Os preços não são estabelecidos apenas pelas contas financeiras São definidos :  Mercado consumidor  seu poder de decisão !  Marketing dos concorrentes  Variáveis Ambientais. 37
  • 38. 38 Formação de Preços OBRIGADO !