SlideShare uma empresa Scribd logo
A ARTE DE GERENCIARA ARTE DE GERENCIAR
PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕESPESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES
Aprenda Como Tratar osAprenda Como Tratar os
Tipos de FuncionáriosTipos de Funcionários
Existentes NumaExistentes Numa
EmpresaEmpresa
Hoje, Dentro dasHoje, Dentro das
Empresas Além deEmpresas Além de
Máquinas,Máquinas,
Também ExistemTambém Existem
PessoasPessoas
Sendo Assim, oSendo Assim, o
Jeito de Tratá-lasJeito de Tratá-las
Determinará ComoDeterminará Como
Você Será TratadoVocê Será Tratado
Portanto, Uma Visão Otimista SobrePortanto, Uma Visão Otimista Sobre
Seus Funcionários Tende a CriarSeus Funcionários Tende a Criar
Pessoas Mais ColaborativasPessoas Mais Colaborativas
CONCEITO DE “GERENCIAR”:CONCEITO DE “GERENCIAR”:
Antigamente, Gerenciar SignificavaAntigamente, Gerenciar Significava
“a Arte de Obter Resultados Através“a Arte de Obter Resultados Através
Das Pessoas”Das Pessoas”
Hoje, GerenciarHoje, Gerenciar
Significa ObterSignifica Obter
Resultados,Resultados,
Atendendo àsAtendendo às
Aspirações DasAspirações Das
PessoasPessoas
Hoje, a Arte de Gerenciar Pessoas ExigeHoje, a Arte de Gerenciar Pessoas Exige
Muita Criatividade Por Parte dos Líderes,Muita Criatividade Por Parte dos Líderes,
Pois em Vez de Controlar os FuncionáriosPois em Vez de Controlar os Funcionários
é Precisoé Preciso ENERGIZÁ-LOSENERGIZÁ-LOS
Gerenciar Exige CadaGerenciar Exige Cada
Vez MaisVez Mais
Criatividade eCriatividade e
Domínio Técnico e,Domínio Técnico e,
Diante Disso, éDiante Disso, é
Necessário Que oNecessário Que o
Líder PossuaLíder Possua
Capacidade de CriarCapacidade de Criar
A Principal Função de Um GerenteA Principal Função de Um Gerente
é Saber “é Saber “EnergizarEnergizar” as Pessoas” as Pessoas
ENERGIZARENERGIZAR
SignificaSignifica
Atender àsAtender às
AspiraçõesAspirações
Complexas deComplexas de
Uma PessoaUma Pessoa
Tipos deTipos de
Aspirações:Aspirações:
Aspirações
Simples:
Salário Compatível, Emprego Próximo àSalário Compatível, Emprego Próximo à
Casa, Conforto no Local de Trabalho,Casa, Conforto no Local de Trabalho,
Garantias de Continuar Empregado, Justiça,Garantias de Continuar Empregado, Justiça,
Ambiente de Amizade e AtençãoAmbiente de Amizade e Atenção
São as CondiçõesSão as Condições
Básicas de UmBásicas de Um
Emprego, Sem as QuaisEmprego, Sem as Quais
os Empregados Nãoos Empregados Não
Aceitam TrabalharAceitam Trabalhar
ASPIRAÇÕESASPIRAÇÕES
COMPLEXASCOMPLEXAS
As Pessoas Gostam de SerAs Pessoas Gostam de Ser
Diferenciadas, de Terem oDiferenciadas, de Terem o
Seu Valor Reconhecido eSeu Valor Reconhecido e
de Enfrentar Desafios ede Enfrentar Desafios e
Tarefas DifíceisTarefas Difíceis
Além Disso, os Funcionários TambémAlém Disso, os Funcionários Também
Gostam de Aprender, ObtendoGostam de Aprender, Obtendo
Crescimento Pessoal e RecompensasCrescimento Pessoal e Recompensas
Financeiras Pelos Seus EsforçosFinanceiras Pelos Seus Esforços
Para “Para “EnergizarEnergizar” as” as
Pessoas, o GerentePessoas, o Gerente
Deve Perceber aDeve Perceber a
“Prontidão” de Cada“Prontidão” de Cada
Um, Pois ExistemUm, Pois Existem
Funcionários QueFuncionários Que
Estão Prontos e osEstão Prontos e os
Que Não Estão ProntosQue Não Estão Prontos
Os Funcionários QueOs Funcionários Que
Estão Prontos TêmEstão Prontos Têm
ExperiênciaExperiência TécnicaTécnica
e, os Que Não Estãoe, os Que Não Estão
Prontos, São osProntos, São os
InexperientesInexperientes
Dessa Forma, aoDessa Forma, ao
Cruzarmos as DuasCruzarmos as Duas
VariáveisVariáveis
((AspiraçõesAspirações ee
ProntidãoProntidão),),
Encontramos oEncontramos o
Seguinte QuadroSeguinte Quadro::
T
I
P
O
S
D
E
P
R
O
N
T
I
D
Ã
O
Experientes
Inexperientes
Simples Complexas
ASPIRAÇÕES:
Aprendizes
FRIOS
Potenciais
Empreende
dores
Tipos de FuncionáriosTipos de Funcionários
APRENDIZEAPRENDIZE
SS
São os Inexperientes e QueSão os Inexperientes e Que
Só TêmSó Têm Aspirações SimplesAspirações Simples
Não Têm ExperiênciaNão Têm Experiência
Profissional e PreferemProfissional e Preferem
Trabalhar Apenas Por SerTrabalhar Apenas Por Ser
Perto de Casa e PeloPerto de Casa e Pelo
Pequeno SalárioPequeno Salário
Trate-o Com Pouca Flexibilidade, Informando-oTrate-o Com Pouca Flexibilidade, Informando-o
Detalhadamente Sobre o Que Fazer eDetalhadamente Sobre o Que Fazer e
Conferindo Se as Tarefas Foram ExecutadasConferindo Se as Tarefas Foram Executadas
Conforme o Escrito. Ou Seja, Use SupervisãoConforme o Escrito. Ou Seja, Use Supervisão
FRIOSFRIOSSão Aqueles Funcionários QueSão Aqueles Funcionários Que
AtéAté Têm ExperiênciaTêm Experiência
Profissional, Mas PossuemProfissional, Mas Possuem
Aspirações Simples (Não EstãoAspirações Simples (Não Estão
“Energizados”)“Energizados”)Eles Sabem Trabalhar, Mas NãoEles Sabem Trabalhar, Mas Não
Vibram Com Isso Porque DevemVibram Com Isso Porque Devem
Ter Sido Punidos na SuaTer Sido Punidos na Sua
Criatividade (em EmpregosCriatividade (em Empregos
Anteriores)Anteriores)
Envolva-o Nas Decisões, Fazendo
Ele se Sentir Importante e
Aumentando Sua Auto-Estima
Seu Cuidado Não Deve Ser Técnico, MasSeu Cuidado Não Deve Ser Técnico, Mas
Humano e Ele Deve Ter Coragem de ErrarHumano e Ele Deve Ter Coragem de Errar
FUNCIONÁRIOS POTENCIAISFUNCIONÁRIOS POTENCIAIS
É o “Sonho” de Todo Gerente,É o “Sonho” de Todo Gerente,
Pois Embora Não TenhamPois Embora Não Tenham
Experiência Eles Têm AspiraçõesExperiência Eles Têm Aspirações
ComplexasComplexas
Eles Têm Iniciativa e Garra,Eles Têm Iniciativa e Garra,
Mas Ainda Não Estão ProntosMas Ainda Não Estão Prontos
Porque Não PossuemPorque Não Possuem
ExperiênciaExperiência
Na Verdade, TalvezNa Verdade, Talvez
Seja PrecisoSeja Preciso
Reduzir um PoucoReduzir um Pouco
Essa “Garra” ParaEssa “Garra” Para
Que Eles NãoQue Eles Não
Façam “Besteira”Façam “Besteira”
Precisam dePrecisam de
Treinamento,deTreinamento,de
Instruções Claras,Instruções Claras,
Acompanhamento TécnicoAcompanhamento Técnico
e Envolvimento Com ose Envolvimento Com os
Mais ExperientesMais Experientes
EMPREENDEDORESEMPREENDEDORES
São os Funcionários Que TêmSão os Funcionários Que Têm
Muita Experiência, GrandesMuita Experiência, Grandes
Aspirações e Por IssoAspirações e Por Isso NãoNão
Devem Ser Tratados ComDevem Ser Tratados Com
Rigidez, Controle e NemRigidez, Controle e Nem
Cobrança de ResultadosCobrança de Resultados
Trate-o Com “Agradinhos” eTrate-o Com “Agradinhos” e
Ele Ficará “Doente”, Pois aEle Ficará “Doente”, Pois a
Energia Dele Não Vem deEnergia Dele Não Vem de
Você (é Dele Mesmo)Você (é Dele Mesmo)
Envolva-o nasEnvolva-o nas
Decisões e Dê-lhesDecisões e Dê-lhes
Autonomia, PoisAutonomia, Pois
Eles São CapazesEles São Capazes
de Fazer Melhorde Fazer Melhor
Eles Precisam de Desafios,Eles Precisam de Desafios,
Tarefas Difíceis eTarefas Difíceis e
Participação nosParticipação nos
Sendo Assim, o Gerente Não Pode seSendo Assim, o Gerente Não Pode se
Conformar em Ter na Sua EquipeConformar em Ter na Sua Equipe
Apenas Aprendizes, Frios ouApenas Aprendizes, Frios ou
PotenciaisPotenciais
Na Verdade, Seu Objetivo PrincipalNa Verdade, Seu Objetivo Principal
Deverá Ser o De Transformar TodosDeverá Ser o De Transformar Todos
Eles em “EMPREENDEDORES”,Eles em “EMPREENDEDORES”,
Pois Assim o Gerente Só CuidariaPois Assim o Gerente Só Cuidaria
da Estratégia da Sua Empresada Estratégia da Sua Empresa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

(12) acerte no curriculum e na entrevista
(12) acerte no curriculum e na entrevista(12) acerte no curriculum e na entrevista
(12) acerte no curriculum e na entrevista
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Habilidades gerenciais
Habilidades gerenciaisHabilidades gerenciais
SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!
SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!
SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!
Sergio Grunbaum
 
2) empregabilidade
2) empregabilidade2) empregabilidade
Empregabilidade pdf
Empregabilidade pdfEmpregabilidade pdf
Empregabilidade pdf
José Marques Pereira Junior
 
Empregabilidade
EmpregabilidadeEmpregabilidade
Gestão de Carreira
Gestão de CarreiraGestão de Carreira
Gestão de Carreira
Júnior Alves
 
20060209
2006020920060209
20060209
luizjorges
 
Motivacao e Felicidade no Ambiente de Trabalho
Motivacao e Felicidade no Ambiente de TrabalhoMotivacao e Felicidade no Ambiente de Trabalho
Motivacao e Felicidade no Ambiente de Trabalho
Webgoal
 
Carreira empreendedora
Carreira empreendedoraCarreira empreendedora
Carreira empreendedora
Francilania Fontes
 
Criatividade e inovação
Criatividade e inovaçãoCriatividade e inovação
Criatividade e inovação
Nome Sobrenome
 
Artigo9 6 Pilares Da Empregabilidade
Artigo9 6 Pilares Da EmpregabilidadeArtigo9 6 Pilares Da Empregabilidade
Artigo9 6 Pilares Da Empregabilidade
José Zanco
 
Desenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipeDesenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipe
Fatinha de Sousa
 
Empregabilidade
EmpregabilidadeEmpregabilidade
Empregabilidade
Wladson Sidney
 
Intraempreendedorismo e marketing interno
Intraempreendedorismo e marketing internoIntraempreendedorismo e marketing interno
Intraempreendedorismo e marketing interno
Luciana Rezende
 
VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...
VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...
VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...
Paula Quaiser
 
Marketing Pessoal e Planejamento de Carreira
Marketing Pessoal e Planejamento de CarreiraMarketing Pessoal e Planejamento de Carreira
Marketing Pessoal e Planejamento de Carreira
Miguel Mazzoni
 
Liderança de equipes
Liderança de equipesLiderança de equipes
Liderança de equipes
Alessandro Lunardon
 
Empregabilidade
EmpregabilidadeEmpregabilidade
Empregabilidade
martinssoul
 
Autodesenvolvimento e Empregabilidade
Autodesenvolvimento e EmpregabilidadeAutodesenvolvimento e Empregabilidade
Autodesenvolvimento e Empregabilidade
Celso Frederico Lago
 

Mais procurados (20)

(12) acerte no curriculum e na entrevista
(12) acerte no curriculum e na entrevista(12) acerte no curriculum e na entrevista
(12) acerte no curriculum e na entrevista
 
Habilidades gerenciais
Habilidades gerenciaisHabilidades gerenciais
Habilidades gerenciais
 
SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!
SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!
SUCESSO PROFISSIONAL, AI VOU EU!
 
2) empregabilidade
2) empregabilidade2) empregabilidade
2) empregabilidade
 
Empregabilidade pdf
Empregabilidade pdfEmpregabilidade pdf
Empregabilidade pdf
 
Empregabilidade
EmpregabilidadeEmpregabilidade
Empregabilidade
 
Gestão de Carreira
Gestão de CarreiraGestão de Carreira
Gestão de Carreira
 
20060209
2006020920060209
20060209
 
Motivacao e Felicidade no Ambiente de Trabalho
Motivacao e Felicidade no Ambiente de TrabalhoMotivacao e Felicidade no Ambiente de Trabalho
Motivacao e Felicidade no Ambiente de Trabalho
 
Carreira empreendedora
Carreira empreendedoraCarreira empreendedora
Carreira empreendedora
 
Criatividade e inovação
Criatividade e inovaçãoCriatividade e inovação
Criatividade e inovação
 
Artigo9 6 Pilares Da Empregabilidade
Artigo9 6 Pilares Da EmpregabilidadeArtigo9 6 Pilares Da Empregabilidade
Artigo9 6 Pilares Da Empregabilidade
 
Desenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipeDesenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipe
 
Empregabilidade
EmpregabilidadeEmpregabilidade
Empregabilidade
 
Intraempreendedorismo e marketing interno
Intraempreendedorismo e marketing internoIntraempreendedorismo e marketing interno
Intraempreendedorismo e marketing interno
 
VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...
VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...
VOCÊ DE A a Z! Aprenda a utilizar o modelo de negócios pessoal num processo d...
 
Marketing Pessoal e Planejamento de Carreira
Marketing Pessoal e Planejamento de CarreiraMarketing Pessoal e Planejamento de Carreira
Marketing Pessoal e Planejamento de Carreira
 
Liderança de equipes
Liderança de equipesLiderança de equipes
Liderança de equipes
 
Empregabilidade
EmpregabilidadeEmpregabilidade
Empregabilidade
 
Autodesenvolvimento e Empregabilidade
Autodesenvolvimento e EmpregabilidadeAutodesenvolvimento e Empregabilidade
Autodesenvolvimento e Empregabilidade
 

Destaque

Ventilação industrial
Ventilação industrialVentilação industrial
Ventilação industrial
salviolage
 
Manual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria Moveleira
Manual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria MoveleiraManual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria Moveleira
Manual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria Moveleira
prevencaonline
 
Ventilação
VentilaçãoVentilação
Ventilação
Dodidemais Oliveira
 
Trabalho de ventilação
Trabalho de ventilaçãoTrabalho de ventilação
Trabalho de ventilação
Jupira Silva
 
Riscos à saúde do trabalhador ramo metalúrgico
Riscos à saúde do trabalhador  ramo metalúrgicoRiscos à saúde do trabalhador  ramo metalúrgico
Riscos à saúde do trabalhador ramo metalúrgico
Luis Rodolfo Fragoso Corrêa
 
Segurança na Industria
Segurança na IndustriaSegurança na Industria
Segurança na Industria
Iago Caldas
 
modelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-riscomodelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-risco
Patrícia Rodrigues
 
Ventiladores
VentiladoresVentiladores
Ventiladores
SENAI CIMATEC
 
Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)
Jazon Pereira
 
Mapa de riscos sesi
Mapa de riscos sesiMapa de riscos sesi
Mapa de riscos sesi
LUIZ HENRIQUE LEITE ALVAREZ
 

Destaque (10)

Ventilação industrial
Ventilação industrialVentilação industrial
Ventilação industrial
 
Manual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria Moveleira
Manual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria MoveleiraManual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria Moveleira
Manual de Segurança e Saúde no Trabalho na Industria Moveleira
 
Ventilação
VentilaçãoVentilação
Ventilação
 
Trabalho de ventilação
Trabalho de ventilaçãoTrabalho de ventilação
Trabalho de ventilação
 
Riscos à saúde do trabalhador ramo metalúrgico
Riscos à saúde do trabalhador  ramo metalúrgicoRiscos à saúde do trabalhador  ramo metalúrgico
Riscos à saúde do trabalhador ramo metalúrgico
 
Segurança na Industria
Segurança na IndustriaSegurança na Industria
Segurança na Industria
 
modelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-riscomodelo-de-mapa-de-risco
modelo-de-mapa-de-risco
 
Ventiladores
VentiladoresVentiladores
Ventiladores
 
Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)
 
Mapa de riscos sesi
Mapa de riscos sesiMapa de riscos sesi
Mapa de riscos sesi
 

Semelhante a A Arte de gerenciar pessoas nas organizações

A arte de gerenciar pessoas nas organizacoes
A arte de gerenciar pessoas nas organizacoesA arte de gerenciar pessoas nas organizacoes
A arte de gerenciar pessoas nas organizacoes
Polo Educacional do Méier
 
Técnicas Para Motivar Equipes
Técnicas Para Motivar EquipesTécnicas Para Motivar Equipes
(4) como orientar novos funcionários
(4) como orientar novos funcionários(4) como orientar novos funcionários
A Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos Práticos
A Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos PráticosA Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos Práticos
A Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos Práticos
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Livro 2 Gerenciamento
Livro 2 GerenciamentoLivro 2 Gerenciamento
Os Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de Profissionais
Os Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de ProfissionaisOs Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de Profissionais
Os Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de Profissionais
Clube de RH de Extrema e Região
 
Oficina de Empreendedorismo (CEFE)
Oficina de Empreendedorismo (CEFE)Oficina de Empreendedorismo (CEFE)
Oficina de Empreendedorismo (CEFE)
Erica Marques
 
Psicologia organizacional
Psicologia organizacionalPsicologia organizacional
Psicologia organizacional
AJESM
 
RH na Prática
RH na PráticaRH na Prática
RH na Prática
Endeavor Brasil
 
(3) entenda a sua empresa
(3) entenda a sua empresa(3) entenda a sua empresa
Coching para RH e Gestão de Pessoas
Coching para RH e Gestão de PessoasCoching para RH e Gestão de Pessoas
Coching para RH e Gestão de Pessoas
Juliana Pontes de Assis
 
Principais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas Organizações
Principais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas OrganizaçõesPrincipais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas Organizações
Principais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas Organizações
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
#CultureCode - Amo Onde Trabalho
#CultureCode - Amo Onde Trabalho#CultureCode - Amo Onde Trabalho
#CultureCode - Amo Onde Trabalho
Daniel Augusto Danieli
 
Apresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAM
Apresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAMApresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAM
Apresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAM
Karan Valente
 
SEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenho
SEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenhoSEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenho
SEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenho
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0
Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0
Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0
André Paulovich
 
O DNA das Culturas Matadoras
O DNA das Culturas MatadorasO DNA das Culturas Matadoras
Liderança
LiderançaLiderança
TÉCNICAS.pdf
TÉCNICAS.pdfTÉCNICAS.pdf
TÉCNICAS.pdf
RecrutamentoArtesana
 
02 gestão de negócios
02   gestão de negócios02   gestão de negócios
02 gestão de negócios
Helder Lucas
 

Semelhante a A Arte de gerenciar pessoas nas organizações (20)

A arte de gerenciar pessoas nas organizacoes
A arte de gerenciar pessoas nas organizacoesA arte de gerenciar pessoas nas organizacoes
A arte de gerenciar pessoas nas organizacoes
 
Técnicas Para Motivar Equipes
Técnicas Para Motivar EquipesTécnicas Para Motivar Equipes
Técnicas Para Motivar Equipes
 
(4) como orientar novos funcionários
(4) como orientar novos funcionários(4) como orientar novos funcionários
(4) como orientar novos funcionários
 
A Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos Práticos
A Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos PráticosA Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos Práticos
A Estrutura Mental dos Líderes e Seus Efeitos Práticos
 
Livro 2 Gerenciamento
Livro 2 GerenciamentoLivro 2 Gerenciamento
Livro 2 Gerenciamento
 
Os Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de Profissionais
Os Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de ProfissionaisOs Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de Profissionais
Os Caminhos e Desafios da Atração e Retenção de Profissionais
 
Oficina de Empreendedorismo (CEFE)
Oficina de Empreendedorismo (CEFE)Oficina de Empreendedorismo (CEFE)
Oficina de Empreendedorismo (CEFE)
 
Psicologia organizacional
Psicologia organizacionalPsicologia organizacional
Psicologia organizacional
 
RH na Prática
RH na PráticaRH na Prática
RH na Prática
 
(3) entenda a sua empresa
(3) entenda a sua empresa(3) entenda a sua empresa
(3) entenda a sua empresa
 
Coching para RH e Gestão de Pessoas
Coching para RH e Gestão de PessoasCoching para RH e Gestão de Pessoas
Coching para RH e Gestão de Pessoas
 
Principais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas Organizações
Principais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas OrganizaçõesPrincipais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas Organizações
Principais Habilidades Para Gerenciar Pessoas nas Organizações
 
#CultureCode - Amo Onde Trabalho
#CultureCode - Amo Onde Trabalho#CultureCode - Amo Onde Trabalho
#CultureCode - Amo Onde Trabalho
 
Apresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAM
Apresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAMApresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAM
Apresentação Empreendedorismo e Inovação - Belém Service JAM
 
SEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenho
SEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenhoSEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenho
SEMANA CARREIRAS E O JOVEM ADMINISTRADOR: O profissional de alto desempenho
 
Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0
Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0
Construindo carreiras inspiradoras - UAIDEV 5.0
 
O DNA das Culturas Matadoras
O DNA das Culturas MatadorasO DNA das Culturas Matadoras
O DNA das Culturas Matadoras
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
TÉCNICAS.pdf
TÉCNICAS.pdfTÉCNICAS.pdf
TÉCNICAS.pdf
 
02 gestão de negócios
02   gestão de negócios02   gestão de negócios
02 gestão de negócios
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas (20)

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de Trabalho
 
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptx
 
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
 
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
 
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
 

A Arte de gerenciar pessoas nas organizações

  • 1. A ARTE DE GERENCIARA ARTE DE GERENCIAR PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕESPESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES Aprenda Como Tratar osAprenda Como Tratar os Tipos de FuncionáriosTipos de Funcionários Existentes NumaExistentes Numa EmpresaEmpresa
  • 2. Hoje, Dentro dasHoje, Dentro das Empresas Além deEmpresas Além de Máquinas,Máquinas, Também ExistemTambém Existem PessoasPessoas Sendo Assim, oSendo Assim, o Jeito de Tratá-lasJeito de Tratá-las Determinará ComoDeterminará Como Você Será TratadoVocê Será Tratado Portanto, Uma Visão Otimista SobrePortanto, Uma Visão Otimista Sobre Seus Funcionários Tende a CriarSeus Funcionários Tende a Criar Pessoas Mais ColaborativasPessoas Mais Colaborativas
  • 3. CONCEITO DE “GERENCIAR”:CONCEITO DE “GERENCIAR”: Antigamente, Gerenciar SignificavaAntigamente, Gerenciar Significava “a Arte de Obter Resultados Através“a Arte de Obter Resultados Através Das Pessoas”Das Pessoas” Hoje, GerenciarHoje, Gerenciar Significa ObterSignifica Obter Resultados,Resultados, Atendendo àsAtendendo às Aspirações DasAspirações Das PessoasPessoas
  • 4. Hoje, a Arte de Gerenciar Pessoas ExigeHoje, a Arte de Gerenciar Pessoas Exige Muita Criatividade Por Parte dos Líderes,Muita Criatividade Por Parte dos Líderes, Pois em Vez de Controlar os FuncionáriosPois em Vez de Controlar os Funcionários é Precisoé Preciso ENERGIZÁ-LOSENERGIZÁ-LOS Gerenciar Exige CadaGerenciar Exige Cada Vez MaisVez Mais Criatividade eCriatividade e Domínio Técnico e,Domínio Técnico e, Diante Disso, éDiante Disso, é Necessário Que oNecessário Que o Líder PossuaLíder Possua Capacidade de CriarCapacidade de Criar
  • 5. A Principal Função de Um GerenteA Principal Função de Um Gerente é Saber “é Saber “EnergizarEnergizar” as Pessoas” as Pessoas ENERGIZARENERGIZAR SignificaSignifica Atender àsAtender às AspiraçõesAspirações Complexas deComplexas de Uma PessoaUma Pessoa
  • 6. Tipos deTipos de Aspirações:Aspirações: Aspirações Simples: Salário Compatível, Emprego Próximo àSalário Compatível, Emprego Próximo à Casa, Conforto no Local de Trabalho,Casa, Conforto no Local de Trabalho, Garantias de Continuar Empregado, Justiça,Garantias de Continuar Empregado, Justiça, Ambiente de Amizade e AtençãoAmbiente de Amizade e Atenção São as CondiçõesSão as Condições Básicas de UmBásicas de Um Emprego, Sem as QuaisEmprego, Sem as Quais os Empregados Nãoos Empregados Não Aceitam TrabalharAceitam Trabalhar
  • 7. ASPIRAÇÕESASPIRAÇÕES COMPLEXASCOMPLEXAS As Pessoas Gostam de SerAs Pessoas Gostam de Ser Diferenciadas, de Terem oDiferenciadas, de Terem o Seu Valor Reconhecido eSeu Valor Reconhecido e de Enfrentar Desafios ede Enfrentar Desafios e Tarefas DifíceisTarefas Difíceis Além Disso, os Funcionários TambémAlém Disso, os Funcionários Também Gostam de Aprender, ObtendoGostam de Aprender, Obtendo Crescimento Pessoal e RecompensasCrescimento Pessoal e Recompensas Financeiras Pelos Seus EsforçosFinanceiras Pelos Seus Esforços
  • 8. Para “Para “EnergizarEnergizar” as” as Pessoas, o GerentePessoas, o Gerente Deve Perceber aDeve Perceber a “Prontidão” de Cada“Prontidão” de Cada Um, Pois ExistemUm, Pois Existem Funcionários QueFuncionários Que Estão Prontos e osEstão Prontos e os Que Não Estão ProntosQue Não Estão Prontos Os Funcionários QueOs Funcionários Que Estão Prontos TêmEstão Prontos Têm ExperiênciaExperiência TécnicaTécnica e, os Que Não Estãoe, os Que Não Estão Prontos, São osProntos, São os InexperientesInexperientes Dessa Forma, aoDessa Forma, ao Cruzarmos as DuasCruzarmos as Duas VariáveisVariáveis ((AspiraçõesAspirações ee ProntidãoProntidão),), Encontramos oEncontramos o Seguinte QuadroSeguinte Quadro::
  • 10. Tipos de FuncionáriosTipos de Funcionários APRENDIZEAPRENDIZE SS São os Inexperientes e QueSão os Inexperientes e Que Só TêmSó Têm Aspirações SimplesAspirações Simples Não Têm ExperiênciaNão Têm Experiência Profissional e PreferemProfissional e Preferem Trabalhar Apenas Por SerTrabalhar Apenas Por Ser Perto de Casa e PeloPerto de Casa e Pelo Pequeno SalárioPequeno Salário Trate-o Com Pouca Flexibilidade, Informando-oTrate-o Com Pouca Flexibilidade, Informando-o Detalhadamente Sobre o Que Fazer eDetalhadamente Sobre o Que Fazer e Conferindo Se as Tarefas Foram ExecutadasConferindo Se as Tarefas Foram Executadas Conforme o Escrito. Ou Seja, Use SupervisãoConforme o Escrito. Ou Seja, Use Supervisão
  • 11. FRIOSFRIOSSão Aqueles Funcionários QueSão Aqueles Funcionários Que AtéAté Têm ExperiênciaTêm Experiência Profissional, Mas PossuemProfissional, Mas Possuem Aspirações Simples (Não EstãoAspirações Simples (Não Estão “Energizados”)“Energizados”)Eles Sabem Trabalhar, Mas NãoEles Sabem Trabalhar, Mas Não Vibram Com Isso Porque DevemVibram Com Isso Porque Devem Ter Sido Punidos na SuaTer Sido Punidos na Sua Criatividade (em EmpregosCriatividade (em Empregos Anteriores)Anteriores) Envolva-o Nas Decisões, Fazendo Ele se Sentir Importante e Aumentando Sua Auto-Estima Seu Cuidado Não Deve Ser Técnico, MasSeu Cuidado Não Deve Ser Técnico, Mas Humano e Ele Deve Ter Coragem de ErrarHumano e Ele Deve Ter Coragem de Errar
  • 12. FUNCIONÁRIOS POTENCIAISFUNCIONÁRIOS POTENCIAIS É o “Sonho” de Todo Gerente,É o “Sonho” de Todo Gerente, Pois Embora Não TenhamPois Embora Não Tenham Experiência Eles Têm AspiraçõesExperiência Eles Têm Aspirações ComplexasComplexas Eles Têm Iniciativa e Garra,Eles Têm Iniciativa e Garra, Mas Ainda Não Estão ProntosMas Ainda Não Estão Prontos Porque Não PossuemPorque Não Possuem ExperiênciaExperiência Na Verdade, TalvezNa Verdade, Talvez Seja PrecisoSeja Preciso Reduzir um PoucoReduzir um Pouco Essa “Garra” ParaEssa “Garra” Para Que Eles NãoQue Eles Não Façam “Besteira”Façam “Besteira” Precisam dePrecisam de Treinamento,deTreinamento,de Instruções Claras,Instruções Claras, Acompanhamento TécnicoAcompanhamento Técnico e Envolvimento Com ose Envolvimento Com os Mais ExperientesMais Experientes
  • 13. EMPREENDEDORESEMPREENDEDORES São os Funcionários Que TêmSão os Funcionários Que Têm Muita Experiência, GrandesMuita Experiência, Grandes Aspirações e Por IssoAspirações e Por Isso NãoNão Devem Ser Tratados ComDevem Ser Tratados Com Rigidez, Controle e NemRigidez, Controle e Nem Cobrança de ResultadosCobrança de Resultados Trate-o Com “Agradinhos” eTrate-o Com “Agradinhos” e Ele Ficará “Doente”, Pois aEle Ficará “Doente”, Pois a Energia Dele Não Vem deEnergia Dele Não Vem de Você (é Dele Mesmo)Você (é Dele Mesmo) Envolva-o nasEnvolva-o nas Decisões e Dê-lhesDecisões e Dê-lhes Autonomia, PoisAutonomia, Pois Eles São CapazesEles São Capazes de Fazer Melhorde Fazer Melhor Eles Precisam de Desafios,Eles Precisam de Desafios, Tarefas Difíceis eTarefas Difíceis e Participação nosParticipação nos
  • 14. Sendo Assim, o Gerente Não Pode seSendo Assim, o Gerente Não Pode se Conformar em Ter na Sua EquipeConformar em Ter na Sua Equipe Apenas Aprendizes, Frios ouApenas Aprendizes, Frios ou PotenciaisPotenciais Na Verdade, Seu Objetivo PrincipalNa Verdade, Seu Objetivo Principal Deverá Ser o De Transformar TodosDeverá Ser o De Transformar Todos Eles em “EMPREENDEDORES”,Eles em “EMPREENDEDORES”, Pois Assim o Gerente Só CuidariaPois Assim o Gerente Só Cuidaria da Estratégia da Sua Empresada Estratégia da Sua Empresa