SlideShare uma empresa Scribd logo
Check List
O que vimos até agora
• Tipos de consumidores
• O que é promoção de vendas
• O que é marketing promocional
• Estágios Pós-Revolução Industrial
• Quando o marketing promocional pode ser
usado
• Público alvo, primário e secundário
• Classificação do público em relação a
compra e venda
• Classificação da promoção de vendas
• Promoção de Persuasão
• Promoção de Divulgação
• Tipos de Promoção
• Premiação
• Promoção de Serviços
• Patrocínio e Eventos
• Planejamento Promocional
• Merchandising interno
• Merchandising externo
• Merchandising eletrônico (Tie in)
Quando usar a
promoção de Vendas
• Na introdução de novos produtos
• No estímulo de vendas de produtos já
conhecidos pelo consumidor
• Para proporcionar um contato mais
íntimo do produto com o consumidor.
• No momento de exibir alterações nos
produtos.
• No aproveitamento de ciclos de moda.
• para estabelecer um a ponte entre o
esforço publicitário e o esforço de vendas.
• Para estabelecer emulação na equeipe
de vendas.
• Na manutenção de imagem de marca
perante o consumidor.
Promoção no Ciclo de
Vida do Produto
INTRODUÇÃO
CRESCIMENTO
MATURIDADE
DECLÍNIO
1
2
3 4
5
1. Criação e
desenvolvimento
2. Lançamento
3. Crescimento
4. Maturidade
5. Declínio
Ciclo de Vida do Produto
INTRODUÇÃO
• O mercado ainda não conhece o produto
• Ainda não existe lucro
• Imagem em formação
• Distribuição sendo iniciada
• Investimento em outras “promotion” elevada
1
2
3 4
5
1. Criação e
desenvolvimen
to
2. Lançamento
3. Crescimento
4. Maturidade
5. Declínio
Ciclo de vida do produto
1
2
3 4
5
CRESCIMENTO
1. Criação e
desenvolvimento
2. Lançamento
Necessidades de estimular equipes de vendas
Treinamento do trade e incentivos
Abrir canais de distribuição
Briga por espaço no ponto-de-venda
Sampling, trials
Lucro inexistente: tudo é investimento
INTRODUÇÃO O que fazer????
• A promoção deve auxiliar o conhecimento do produto
• Deve participar do processo de formação de imagem
• Deve estimular os vendedores
• Deve abrir canais de venda, obter boas exposições
• E para o consumidor, deve destacar o produto,
estimular experimentação, ressaltar atributos, apoiar
ações de propaganda e publicidade
• Vendas crescem rapidamente
• Lucro começa a surgir pela economia de escala
• Começam surgir concorrentes (Ou os que existem
reagem)
• Distribuição e mercado se expandem.
1
2
3 4
5
1. Criação e
desenvolvimen
to
2. Lançamento
3. Crescimento
4. Maturidade
5. Declínio
CRESCIMENTO
Ciclo de vida do produto
1
2
3 4
5
3. CRESCIMENTO
Programas de incentivo às forças de venda (interna, trade)
Distribuição de amostra a novos mercados
Participação em feiras e exposições
Manutenção do esforço nos pontos-de-venda
Ação direta ao consumidor (brindes, possivelmente descontos, promoções)
Lucro começa a aparecer (economia de escala)
• Manter preço. Acompanhar a movimentação do
mercado.
• Manter nível de atividade de “promotion”
• Promoções & Merchandising devem visar o aumento
de conhecimento e aceitação
• Estimulo a novas metas (vendas distribuição,
estoque)
CRESCIMENTO O que fazer????
• É uma vitória. E um desafio para o produto
• Vitória
• Imagem sedimentada, alto nível de conhecimento e aceitação.
• Economia de escala (alto lucro)
• Boa distribuição
• Desafio
• Só dois caminhos: Prolongar o estágio ou queda de vendas.
MATURIDADE
1
2
3 4
5
1. Criação e
desenvolvimen
to
2. Lançamento
3. Crescimento
4. Maturidade
5. Declínio
Ciclo de vida do produto
1
2
3 4
5
4. MATURIDADE
Novo design
Ajuste no MKT-MIX (trabalhar preços)
Promoções para o trade
Promoções para o consumidor
Calibragem da comunicação
Busca de canais alternativos
Ações que visem a fidelização
Alto lucro
Forte concorrência
• Partir para a ofensiva com estratégias para garantir posições
conquistadas
• Ações que representem barreiras para a concorrência
• Ações que mantenham o produto atual
• Ampliar e modificar o mercado
• Reposicionar o produto melhorando a qualidade (Omo)
• Extensões de linha
• Modificar design do produto (relógios, automóveis)
• Modificação do marketing mix, modificando formas de
comercialização, trabalhando preço.
• Busca de canais alternativos
• Ações que busquem maior nível de fidelização
MATURIDADE O que fazer????
• O problema é o segmento ou o produto
• Queda das vendas, enfraquecimento da imagem (ou da preferência)
• Queda dos lucros
• Muitos concorrentes
• Rejeição do distribuidor ou consumidor
1
2
3 4
5
1. Criação e
desenvolvimen
to
2. Lançamento
3. Crescimento
4. Maturidade
5. Declínio
DECLÍNIO
Ciclo de vida do produto
1
2
3 4
5
5. DECLÍNIO
Substituir ou continuar?
Bonificação para trade, premiações por volume
Pacotes promocionais, brindes, descontos, para o consumidor
Redução de preço
Atenção: sair pode ser mais barato que ficar (relançar com outra marca pode ser
alternativa)
POR QUE CHEGOU AQUI?
• É tarde, as ações de correção já deviam ter sido
feitas!!!!
• Ideal é substituir ou descontinuar o produto
• Nesta fase (se for continuar) é difícil, leva tempo,
precisa de investimento. Não é vantajoso
• Pacotes promocionais para trade e descontos para o
consumidor
• Sair pode ser mais barato que continuar
DECLÍNIO
PLANO DE PROMOÇÃO
PLANO DE PROMOÇÃO
Estrutura do Plano de Promoção
Antes de mais nada
• Existe um plano de Marketing da Empresa?
• Existe um Plano Promocional da Empresa?
• Existe um Calendário Promocional da empresa?
• Existem Políticas estabelecidas de Produtos de Comunicação, de Preço e de
Distribuição?
• A Ação Promocional pretendida é a melhor solução ao problema encontrado
ou é a melhor solução para aproveitar a oportunidade surgida?
Planos de Ação precisam ser conseqüentes.
AVALIAÇÃO PRÉVIA DE PROMOÇÃO
A ação é capas
de atender ao
alvo objetivado
SIM
Optar por
um outro
instrumento
A ação pode ser
colocada em
prática nos prazos
desejados?
NÃO
SIM
É tecnicamente
possível realizar a
promoção?
SIM
Optar por
um outro
instrumento
Promocional
NÃO
Mudar de
instrumento
NÃO
A campanha
adotada possui
restrições legais?
NÃO
A campanha pode
satisfazê-las?
SIM
O orçamento é
aceitável levando-se
em conta os objetos?
SIM
NÃO
Mudar de
instrumento
FAZER
PLANEJAMENTO
NÃO
Mudar de
método
SIM
Por exemplo:
Produzir embalagens com
prêmios de maneira segura
para o cliente.
Por exemplo:
Perder 1 semana pode ser crucial.
Se não der tempo é melhor não
fazer.
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Definir
Objetivos
Estratégias
Público
1º
Promoção
• Tipo de Promoção
• Tema
• Justificativa
• Mecânica
• Divulgação
• Controle e Avaliação
• Custo
2º
MUITO IMPORTANTE
É o que vai fazer o público
lembrar da campanha
Usar selos promocionais
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Objetivos do Plano
• O objetivo da promoção deve estar de acordo com o objetivo de marketing
da empresa e/ou do produto.
• O objetivo precisa ser quantificável para ser mensurável (para ter medição).
• Exemplo:
Bloquear a concorrência, promovendo um acréscimo de 15% nas
vendas do iogurte Yoplá, na sua embalagem comum, durante os meses
de junho, julho e agosto, com um investimento de R$ 37.0000,00
correspondente à 10% do lucro adicional obtido com a ação.
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Alguns objetivos promocionais
Para o mercado
• Introduzir um novo produto
• Ampliar a demanda
• Evitar o declínio na demanda
• Introduzir alterações em um produto
• Facilitar e acelerar a transição entre marcas
• Combater ou redimensionar as alterações de preço
• Estimular a venda fora de época tradicional
• Provocar o interesse por produtos de baixa rotação
• Beneficiar, renovar ou identificar a imagem ou a marca
• Dinamizar a rotação no ponto de Venda (aumentar o output)
• Conquistar uma posição destacada no ponto de venda
• Ajustar eficazmente um produto ao ponto de venda.
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Alguns objetivos promocionais
Para a força de vendas
• Criar motivações permanentes
• Obter atitudes favoráveis para a introdução de novos produtos ou produtos
alterados.
• Obter informação sobre o mercado
•Conquistar o interesse pelo produto
• Despertar acuidade nas distribuições do material promocional
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Alguns objetivos promocionais
Para a força de vendas
• A força de vendas deve ter o mesmo tratamento da AVALIAÇÃO DO GANHO REAL
(custo x benefício), que o cliente
• Se o vendedor achar que a meta é inatingível, ele nem começa a participar
• Se o prêmio for atraente eles se esforçarão
• O esforço deve ser desafiador, mas justo para todos.
• Nunca premie o pior
• Diversifique a promoção e cuide para que não vençam sempre os mesmos.
• Não contar só as vendas, mas também coisas importantes como rentabilidade.
• Deixar claro que é temporal, caso contrário a equipe só trabalhará quando houver
promoção.
• Nunca premie quem faz o básico
• Se a pessoa se esforçar ao máximo mas não atingir a meta vale um prêmio de
consolação. Lembre-se do ganho real.
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Alguns objetivos promocionais
Para Intermediários
• Intensificar a introdução de novos produtos
• Incrementar a frequência de vendas, usando a pressão sobre o estoque
• Obter fidelidade do intermediário (ele é fiel enquanto a relação for boa, ou pelo
contrato)
• Determinar alternativas nas políticas, fórmulas e condições de vendas
• Estimular colaboração
• Aumentar índice de rotação do produto no intermediário
• Eliminar resistências ocasionais por margens menores ou por condições melhores
oferecidas pela concorrência
• Aumentar motivação
• Alimentar o líder de opinião (ex: pastilha de freios)
• Donos do negócio preferem descontos e prazos, já os funcionários preferem brindes
ou jabá. Aqui também vale a regra de ganho real (custo x benefío)
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Alguns objetivos promocionais
Para Consumidores
• Induzir os consumidores potenciais a experimentar o produto
• Atrair novos consumidores, descobrindo novos comportamentos de consumo
• Generalizar a aceitação de um produto para vários extratos de consumidores
• Obter fidelidade de marca e estende-la aos demais produtos da empresa
• Fazer com que o consumidor prefira o produto, não apenas por motivos de qualidade
e preço.
• Movimentar o giro do produto aproveitando a demanda.
• Ensinar os consumidores a usar um produto do modo mais conveniente
• Obter venda casada dos diversos produtos da empresa.
• Enfatizar os temas e imagens de propaganda
ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO
Alguns objetivos promocionais
Para Público interno
•Motivar as equipes de vendas e distribuição
• motivar equipes de retagurada (adminstrativo, produção, etc)
• Meios
• Conveções, premiações, treinamentos, demonstrações, concursos, etc.
• Programas de incentivo, House Organ
PLANO DE PROMOÇÃO
Estratégia
• Objetivo é que queremos
• Estratégia é como vamos ganhar
• Para determinar a estratégia os canais de distribuição precisam estar bem
definidos para Empresa.
• A estratégia define o caminho promocional a ser adotado
• Promoção de Consumidor
• Promoção ao Comércio
• Promoção ao Intermediário
• A estratégia pode ser mista
• Promoção ao comércio com apoio de Incentivo de Vendas
PLANO DE PROMOÇÃO
Exemplo
• Objetivo
• Bloquear a concorrência, promovendo um acréscimo de 15% nas vendas
do iogurte Yoplá, na sua embalagem comum, durante os meses de junho,
julho e agosto, com um investimento de R$ 37.0000,00 correspondente à
10% do lucro adicional obtido com a ação.
• Estratégia
• Incentivo ao Consumo com apoio de Promoção ao Comércio (intermediário).
•Ex. Leite condensado Moça X Glória (4 embalagens)
PLANO DE PROMOÇÃO
Públicos envolvidos
• O plano precisa definir claramente quem é o alvo da ação.
• Se incentivo ao consumo: que tipo de consumidor está sendo direcionado a
ação.
• Se com o apoio de Promoção ao Comércio, que parte do comércio (da cadeia
distributiva o plano está objetivando).
• Pesquisar o público é básico, aliás mais que isso, é essencial.
PLANO DE PROMOÇÃO
Exemplo
• Objetivo
• Bloquear a concorrência, promovendo um acréscimo de 15% nas vendas
do iogurte Yoplá, na sua embalagem comum, durante os meses de junho,
julho e agosto, com um investimento de R$ 37.0000,00 correspondente à
10% do lucro adicional obtido com a ação.
• Estratégia
• Incentivo ao Consumo com apoio de Promoção ao Comércio (intermediário).
• Públicos envolvidos
• Consumidoras das classes A e B, mulheres de 18 a 45 anos.
• Supermercados atendidos diretamente pela força de vendas e promoção.
PLANO DE PROMOÇÃO
Estrutura
• Defina que tipo de ação promocional vai realizar
• Não é necessário detalhar (será feito no capítulo mecânica)
• Pode ser: Um brinde, uma embalagem especial, bonificação, sorteio, concurso,
amostras, programa de incentivo, evento promocional etc...
• Sempre a mais adequada ao público e aos objetivos de marketing e da
promoção.
Tipos de Promoção
• Liquidação
• Oferta Especial
• In Pack
• On Pack
• Self Liquidanting
• Concurso / sorteios
• Arranhe ganhe
• Juntou trocou
• Vale-brindes
• Embalagens especiais
• Cuponagem
• Amostras
• Redução de preços
• Descontos especiais de volume
• Bonificação
• Promoção cooperada
• Degustação
• Programa de incentivo
• Promoção independente
•Cuponagem
•Amostras grátis
•Redução de preços
•Descontos especiais de volume
•Bonificação
•Promoção cooperada
•Degustação
•Programa de incentivo
•Promoção independente
• ETC...
• ETC...
• ETC...
• ETC...
• ETC...
• ETC...
• ETC...
• ETC...
• ETC...
• ETC...
Tipos de Promoção
• Amostras
• Úteis para provocar experimentação (boa para fase de
introdução)
• Úteis em introduzir novos produtos
• Útil quando o produto apresenta claras diferenças sobre a
concorrência
• Deve ser precedido de propaganda para gerar interesse na
experimentação
• Dispersão do produto = qualidade do target x quantidade de
amostra. (ex: coca-cola light no cinema)
Tipos de Promoção
• Tipos de amostras
• Via mala direta
• Distribuído porta-a-porta
• em localidades específicas (tipo porta de faculdade)
• Encartados em revistas e jornais
• Em embalagens especiais
• Amostra + cupom desconto
• Etc.
Tipos de Promoção
• Amostras pontos positivos e negativos
Positivos
• É flexível e seletivo
• Impacto rápido em vendas
• É valorizado pelo trade
• Promove experimentação e
interesse pelo produto
Negativos
• Tende as ser caro
• Apresenta dificuldades como
custo de envio e distribuição
•É vulnerável a rouco em toda
a cadeia distributiva.
Tipos de Promoção
• In Pack / On Pack
• Quando agrega algo ao produto
• In Pack quando é dentro do produto ou da embalagem
•EX: Figurinhas nos salgadinhos
•Out Pack quando é fora do produto
•EX: Copo de bebidas junto à garrafa de refrigerante
• Near Pack quando o incentivo é colocado perto do produto
promovido
• EX: Ao comprar um produto, “grátis” um brinde no caixa.
Tipos de Promoção
• In Pack/ Out Pack pontos positivos e negativos
Positivos
• Promove o estoque
•EX: 4 polenguinhos = 1 caneta
• Protege ação da concorrência
• Cria movimentação para a
marca (no varejo e junto ao
consumidor)
Negativos
• Pode mascarar a chance de
reduzir preço. (para combater
baixa de preço da
concorrência)
• Pode criar demanda apena
pela ação promocional (ex:
TAZO)
Tipos de Promoção
• Concursos e Sorteios
• Criam interesse nos consumidores, no varejo e na força de
vendas.
• Aparentam custar mais do que custam
• Promovem movimentação da marca
• Bom para produtos em maturidade/declínio de vendas
Tipos de Promoção
• Vale Brindes
• Canibaliza vendas do concorrente
• Promovem movimentação da marca
• Criam interesse nos consumidores, no varejo e na força de
vendas.
• Podem ser Verticais (alto valor e pouca quantidade)
• Podem ser Horizontais (baixo valor e muita quantidade)
Tipos de Promoção
• Vale Brinde
Positivos
• Geram vendas adicionais
• Aumentam a visibilidade da
comunicação
• Criam movimentação no
varejo e equipes de vendas
• Criam conceitos de família de
marcas.
Negativos
• Prêmios de Valor reduzido
(por lei não pode ser superior
a 150 reais, o que emperra a
ferramenta)
• Baixa credibilidade
• Necessitam alto investimento
em mídia
• Dificuldade de controle por
parte dos consumidores
Tipos de Promoção
• Embalagens Especiais
• Embalagem bônus (tipo leve 3 page 2)
• Embalagem com “gramas a mais” (Achocolatados)
• Embalagens re-utilizáveis (sorvetes, copos de requeijão)
Tipos de Promoção
• Embalagens Especiais
Positivos
•Promovem estoque domiciliar
• Protege da ação da
concorrência
• Cria movimentação para a
marca (varejo e junto ao
consumidor)
Negativos
•Pode mascarar a chance de
reduzir preço
•Pode criar demanda apenas
pela ação promocional

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

04 Promoção de Vendas
04   Promoção de Vendas04   Promoção de Vendas
04 Promoção de Vendas
Thiago Ianatoni
 
Marketing Promocional
Marketing PromocionalMarketing Promocional
Marketing Promocional
GPA
 
Promoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - Vergne
Promoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - VergnePromoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - Vergne
Promoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - Vergne
Fernando Souza
 
Promoções
PromoçõesPromoções
Promoções
Vitor Santos
 
Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03
Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03
Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03
Fernando Souza
 
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAEPromoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Jefferson Kennedy
 
PROMOÇÃO DE VENDAS
PROMOÇÃO DE VENDASPROMOÇÃO DE VENDAS
PROMOÇÃO DE VENDAS
Zé do Marketing
 
Merchadising E PromoçãO
Merchadising E PromoçãOMerchadising E PromoçãO
Merchadising E PromoçãO
Osvaldo Henrique Lorencini
 
Planejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e MerchandisingPlanejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Vanderlea Bigossi
 
Promoção de vendas leandro 02
Promoção de vendas   leandro 02Promoção de vendas   leandro 02
Promoção de vendas leandro 02
Leandro Krug Batista
 
Marketing promocional - Ações Promocionais
Marketing promocional - Ações PromocionaisMarketing promocional - Ações Promocionais
Marketing promocional - Ações Promocionais
Flavio Franceschi
 
Promoção e merchandising
Promoção e merchandisingPromoção e merchandising
O que é Marketing Promocional
O que é Marketing PromocionalO que é Marketing Promocional
O que é Marketing Promocional
João Riva
 
02 02 2010 PromoçãO De Vendas
02 02 2010   PromoçãO De Vendas02 02 2010   PromoçãO De Vendas
02 02 2010 PromoçãO De Vendas
Fernando
 
Promoção e merchandising
Promoção e merchandisingPromoção e merchandising
Promoção e merchandising
Ana Cristina D Assumpcão
 
Promoção de vendas e marchandising
Promoção de vendas e marchandisingPromoção de vendas e marchandising
Promoção de vendas e marchandising
Professor Sérgio Duarte
 
Planejamento - Itambé Copa 2010
Planejamento - Itambé Copa 2010Planejamento - Itambé Copa 2010
Planejamento - Itambé Copa 2010
Carlos Bittencourt
 
Promoção de Vendas
Promoção de Vendas Promoção de Vendas
Promoção de Vendas
Pietri Erivaldo
 
Marketing promocional - varejo Farma
Marketing promocional - varejo FarmaMarketing promocional - varejo Farma
Marketing promocional - varejo Farma
Andrea Flash
 
Promoção e merchandising aula 02 - promoção institucional
Promoção e merchandising   aula 02 - promoção institucionalPromoção e merchandising   aula 02 - promoção institucional
Promoção e merchandising aula 02 - promoção institucional
Fernando Souza
 

Mais procurados (20)

04 Promoção de Vendas
04   Promoção de Vendas04   Promoção de Vendas
04 Promoção de Vendas
 
Marketing Promocional
Marketing PromocionalMarketing Promocional
Marketing Promocional
 
Promoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - Vergne
Promoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - VergnePromoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - Vergne
Promoção e Merchandising - Planejamento promocional - Aula 04 - Vergne
 
Promoções
PromoçõesPromoções
Promoções
 
Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03
Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03
Promoção e Merchandising - Promocao de vendas - Aula 03
 
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAEPromoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
Promoção vendas e Propaganda - Manual do Empresário SEBRAE
 
PROMOÇÃO DE VENDAS
PROMOÇÃO DE VENDASPROMOÇÃO DE VENDAS
PROMOÇÃO DE VENDAS
 
Merchadising E PromoçãO
Merchadising E PromoçãOMerchadising E PromoçãO
Merchadising E PromoçãO
 
Planejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e MerchandisingPlanejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
Planejamento de Pormoção de vendas e Merchandising
 
Promoção de vendas leandro 02
Promoção de vendas   leandro 02Promoção de vendas   leandro 02
Promoção de vendas leandro 02
 
Marketing promocional - Ações Promocionais
Marketing promocional - Ações PromocionaisMarketing promocional - Ações Promocionais
Marketing promocional - Ações Promocionais
 
Promoção e merchandising
Promoção e merchandisingPromoção e merchandising
Promoção e merchandising
 
O que é Marketing Promocional
O que é Marketing PromocionalO que é Marketing Promocional
O que é Marketing Promocional
 
02 02 2010 PromoçãO De Vendas
02 02 2010   PromoçãO De Vendas02 02 2010   PromoçãO De Vendas
02 02 2010 PromoçãO De Vendas
 
Promoção e merchandising
Promoção e merchandisingPromoção e merchandising
Promoção e merchandising
 
Promoção de vendas e marchandising
Promoção de vendas e marchandisingPromoção de vendas e marchandising
Promoção de vendas e marchandising
 
Planejamento - Itambé Copa 2010
Planejamento - Itambé Copa 2010Planejamento - Itambé Copa 2010
Planejamento - Itambé Copa 2010
 
Promoção de Vendas
Promoção de Vendas Promoção de Vendas
Promoção de Vendas
 
Marketing promocional - varejo Farma
Marketing promocional - varejo FarmaMarketing promocional - varejo Farma
Marketing promocional - varejo Farma
 
Promoção e merchandising aula 02 - promoção institucional
Promoção e merchandising   aula 02 - promoção institucionalPromoção e merchandising   aula 02 - promoção institucional
Promoção e merchandising aula 02 - promoção institucional
 

Destaque

Varejo 5.0.
Varejo 5.0.Varejo 5.0.
Pesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de Consumo
Pesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de ConsumoPesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de Consumo
Pesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de Consumo
Câmara De Dirigentes Lojistas
 
Dinamica fabrica avioes 2.0
Dinamica fabrica avioes 2.0Dinamica fabrica avioes 2.0
Dinamica fabrica avioes 2.0
Thiago Torres MBA, ACP, PMP, CSM
 
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Lilian Resende
 
Produtividade no Trabalho em 30 Passos
Produtividade no Trabalho em 30 PassosProdutividade no Trabalho em 30 Passos
Produtividade no Trabalho em 30 Passos
Wandick Rocha de Aquino
 
Dinâmica Castelo de Cartas
Dinâmica Castelo de CartasDinâmica Castelo de Cartas
Dinâmica Castelo de Cartas
Thiago Torres MBA, ACP, PMP, CSM
 
E-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de Negócios
E-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de NegóciosE-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de Negócios
E-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de Negócios
Leonardo Hideki Anagusko
 
Planejamento financeiro pessoal e familiar
Planejamento financeiro pessoal e familiarPlanejamento financeiro pessoal e familiar
Planejamento financeiro pessoal e familiar
Ronilson Sousa
 
A Fábrica de Aviões
A Fábrica de AviõesA Fábrica de Aviões
A Fábrica de Aviões
Leandro Faria
 
Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos
Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos
Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos
Kellin Rodrigues
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quê
Anaí Peña
 
Palestra Educação e Planejamento Financeiro Pessoal
Palestra Educação e Planejamento Financeiro PessoalPalestra Educação e Planejamento Financeiro Pessoal
Palestra Educação e Planejamento Financeiro Pessoal
Benjamim Garcia Netto
 
Organização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de TrabalhoOrganização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de Trabalho
Grupo E. Fabris
 
04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos04 cadeia de suprimentos
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di MiceliGovernança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Sustentare Escola de Negócios
 

Destaque (15)

Varejo 5.0.
Varejo 5.0.Varejo 5.0.
Varejo 5.0.
 
Pesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de Consumo
Pesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de ConsumoPesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de Consumo
Pesquisa sobre Educação Financeira - Hábitos de Consumo
 
Dinamica fabrica avioes 2.0
Dinamica fabrica avioes 2.0Dinamica fabrica avioes 2.0
Dinamica fabrica avioes 2.0
 
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
Apresentação do trabalho gerenc. da rotina (2)
 
Produtividade no Trabalho em 30 Passos
Produtividade no Trabalho em 30 PassosProdutividade no Trabalho em 30 Passos
Produtividade no Trabalho em 30 Passos
 
Dinâmica Castelo de Cartas
Dinâmica Castelo de CartasDinâmica Castelo de Cartas
Dinâmica Castelo de Cartas
 
E-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de Negócios
E-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de NegóciosE-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de Negócios
E-book Matriz BCG | Série: Ferramentas de Planejamento na Gestão de Negócios
 
Planejamento financeiro pessoal e familiar
Planejamento financeiro pessoal e familiarPlanejamento financeiro pessoal e familiar
Planejamento financeiro pessoal e familiar
 
A Fábrica de Aviões
A Fábrica de AviõesA Fábrica de Aviões
A Fábrica de Aviões
 
Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos
Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos
Oficina de metodo cientifico - ABNT - Polisinos
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quê
 
Palestra Educação e Planejamento Financeiro Pessoal
Palestra Educação e Planejamento Financeiro PessoalPalestra Educação e Planejamento Financeiro Pessoal
Palestra Educação e Planejamento Financeiro Pessoal
 
Organização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de TrabalhoOrganização da Rotina de Trabalho
Organização da Rotina de Trabalho
 
04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos
 
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di MiceliGovernança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
Governança Corporativa - Slides - Prof. Alexandre Di Miceli
 

Semelhante a 03 23-2010 - pp - promoção

Gestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e MarcasGestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Júnior Medeiros
 
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo PiresCiclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Merc 6 adm_a02
Merc 6 adm_a02Merc 6 adm_a02
Merc 6 adm_a02
Angelo Yasui
 
Decisões de marketing produto
Decisões de marketing   produtoDecisões de marketing   produto
Decisões de marketing produto
Ad Consultoria
 
Mix de Marketing
Mix de MarketingMix de Marketing
Mix de Marketing
janaina brito
 
Aula05
Aula05Aula05
Aula05
Leda Morais
 
Apresentação Marketing Básico
Apresentação Marketing BásicoApresentação Marketing Básico
Apresentação Marketing Básico
carolagra
 
4ps marca-full-090624234328-phpapp02
4ps marca-full-090624234328-phpapp024ps marca-full-090624234328-phpapp02
4ps marca-full-090624234328-phpapp02
claudiabsampaio
 
4 Ps Marca Full
4 Ps   Marca   Full4 Ps   Marca   Full
4 Ps Marca Full
Dawison Calheiros
 
Aula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdf
Aula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdfAula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdf
Aula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdf
ProfJlioCzarIacia
 
4 ps completo
4 ps completo4 ps completo
4 ps completo
Niloar Bissani
 
Aula Ciclo de Vendas de Produto
Aula Ciclo de Vendas de ProdutoAula Ciclo de Vendas de Produto
Aula Ciclo de Vendas de Produto
Wilson Rodrigues
 
Ciclo de Vida do Produto
Ciclo de Vida do ProdutoCiclo de Vida do Produto
Ciclo de Vida do Produto
Leonardo Amato
 
Aula 8 marketing empresarial
Aula 8  marketing empresarialAula 8  marketing empresarial
Aula 8 marketing empresarial
MKTMAIS
 
Gcd 2012 sites de compra coletiva
Gcd 2012  sites de compra coletivaGcd 2012  sites de compra coletiva
Gcd 2012 sites de compra coletiva
Verissimo13
 
OrientaçãO Para Mkt
OrientaçãO Para MktOrientaçãO Para Mkt
OrientaçãO Para Mkt
Jaime Brasileiro Curcio
 
Merchandising
MerchandisingMerchandising
Identificando oportunidades - BCG
Identificando oportunidades  - BCGIdentificando oportunidades  - BCG
Identificando oportunidades - BCG
Bruno Mastrocolla
 
Gestao da produçao
Gestao da produçaoGestao da produçao
Gestao da produçao
amattos76
 
Marketing Empresarial
Marketing EmpresarialMarketing Empresarial
Marketing Empresarial
Simone Chiaretto
 

Semelhante a 03 23-2010 - pp - promoção (20)

Gestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e MarcasGestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Gestão e Desenvolvimento de Produtos e Marcas
 
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo PiresCiclo de vida de produto e matriz BCG  Professor Danilo Pires
Ciclo de vida de produto e matriz BCG Professor Danilo Pires
 
Merc 6 adm_a02
Merc 6 adm_a02Merc 6 adm_a02
Merc 6 adm_a02
 
Decisões de marketing produto
Decisões de marketing   produtoDecisões de marketing   produto
Decisões de marketing produto
 
Mix de Marketing
Mix de MarketingMix de Marketing
Mix de Marketing
 
Aula05
Aula05Aula05
Aula05
 
Apresentação Marketing Básico
Apresentação Marketing BásicoApresentação Marketing Básico
Apresentação Marketing Básico
 
4ps marca-full-090624234328-phpapp02
4ps marca-full-090624234328-phpapp024ps marca-full-090624234328-phpapp02
4ps marca-full-090624234328-phpapp02
 
4 Ps Marca Full
4 Ps   Marca   Full4 Ps   Marca   Full
4 Ps Marca Full
 
Aula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdf
Aula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdfAula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdf
Aula 5 - Estratégias promocionais de varejo.pdf
 
4 ps completo
4 ps completo4 ps completo
4 ps completo
 
Aula Ciclo de Vendas de Produto
Aula Ciclo de Vendas de ProdutoAula Ciclo de Vendas de Produto
Aula Ciclo de Vendas de Produto
 
Ciclo de Vida do Produto
Ciclo de Vida do ProdutoCiclo de Vida do Produto
Ciclo de Vida do Produto
 
Aula 8 marketing empresarial
Aula 8  marketing empresarialAula 8  marketing empresarial
Aula 8 marketing empresarial
 
Gcd 2012 sites de compra coletiva
Gcd 2012  sites de compra coletivaGcd 2012  sites de compra coletiva
Gcd 2012 sites de compra coletiva
 
OrientaçãO Para Mkt
OrientaçãO Para MktOrientaçãO Para Mkt
OrientaçãO Para Mkt
 
Merchandising
MerchandisingMerchandising
Merchandising
 
Identificando oportunidades - BCG
Identificando oportunidades  - BCGIdentificando oportunidades  - BCG
Identificando oportunidades - BCG
 
Gestao da produçao
Gestao da produçaoGestao da produçao
Gestao da produçao
 
Marketing Empresarial
Marketing EmpresarialMarketing Empresarial
Marketing Empresarial
 

Mais de Fernando

Inspiração - como achar a sua
Inspiração - como achar a suaInspiração - como achar a sua
Inspiração - como achar a sua
Fernando
 
03 22-2010 - mkt - desing
03 22-2010 - mkt - desing03 22-2010 - mkt - desing
03 22-2010 - mkt - desing
Fernando
 
03 09-2010 - pp - promoção
03 09-2010 - pp - promoção03 09-2010 - pp - promoção
03 09-2010 - pp - promoção
Fernando
 
02 23-2010 - promoção de vendas -
02 23-2010 - promoção de vendas -02 23-2010 - promoção de vendas -
02 23-2010 - promoção de vendas -
Fernando
 
02 22-2010 - mkt-design
02 22-2010 - mkt-design02 22-2010 - mkt-design
02 22-2010 - mkt-design
Fernando
 
02 08-2010 - mkt-design
02 08-2010 - mkt-design02 08-2010 - mkt-design
02 08-2010 - mkt-design
Fernando
 
03 16 2010 PP Promoção
03 16 2010   PP   Promoção03 16 2010   PP   Promoção
03 16 2010 PP Promoção
Fernando
 
03 15 2010 Mkt Desing
03 15 2010   Mkt   Desing03 15 2010   Mkt   Desing
03 15 2010 Mkt Desing
Fernando
 
03 08 2010 Mkt Design
03 08 2010   Mkt   Design03 08 2010   Mkt   Design
03 08 2010 Mkt Design
Fernando
 
03 02 2010 Pp Promoção
03 02 2010   Pp   Promoção03 02 2010   Pp   Promoção
03 02 2010 Pp Promoção
Fernando
 
03 01 2010 Mkt Design
03 01 2010   Mkt   Design03 01 2010   Mkt   Design
03 01 2010 Mkt Design
Fernando
 
Resumo para prova
Resumo para provaResumo para prova
Resumo para prova
Fernando
 
Roteiro 2ª parte
Roteiro 2ª parteRoteiro 2ª parte
Roteiro 2ª parte
Fernando
 
Aula 6 - O Roteiro
Aula 6 - O RoteiroAula 6 - O Roteiro
Aula 6 - O Roteiro
Fernando
 
Aula 5 - A Equipe De Filmagem
Aula 5 - A Equipe De FilmagemAula 5 - A Equipe De Filmagem
Aula 5 - A Equipe De Filmagem
Fernando
 
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TVAula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Fernando
 
aula 02 - Produção Em Tv - parte 2
aula 02 - Produção Em Tv - parte 2aula 02 - Produção Em Tv - parte 2
aula 02 - Produção Em Tv - parte 2
Fernando
 
aula 01 - Produção Em Tv - parte 1
aula 01 - Produção Em Tv - parte 1aula 01 - Produção Em Tv - parte 1
aula 01 - Produção Em Tv - parte 1
Fernando
 

Mais de Fernando (18)

Inspiração - como achar a sua
Inspiração - como achar a suaInspiração - como achar a sua
Inspiração - como achar a sua
 
03 22-2010 - mkt - desing
03 22-2010 - mkt - desing03 22-2010 - mkt - desing
03 22-2010 - mkt - desing
 
03 09-2010 - pp - promoção
03 09-2010 - pp - promoção03 09-2010 - pp - promoção
03 09-2010 - pp - promoção
 
02 23-2010 - promoção de vendas -
02 23-2010 - promoção de vendas -02 23-2010 - promoção de vendas -
02 23-2010 - promoção de vendas -
 
02 22-2010 - mkt-design
02 22-2010 - mkt-design02 22-2010 - mkt-design
02 22-2010 - mkt-design
 
02 08-2010 - mkt-design
02 08-2010 - mkt-design02 08-2010 - mkt-design
02 08-2010 - mkt-design
 
03 16 2010 PP Promoção
03 16 2010   PP   Promoção03 16 2010   PP   Promoção
03 16 2010 PP Promoção
 
03 15 2010 Mkt Desing
03 15 2010   Mkt   Desing03 15 2010   Mkt   Desing
03 15 2010 Mkt Desing
 
03 08 2010 Mkt Design
03 08 2010   Mkt   Design03 08 2010   Mkt   Design
03 08 2010 Mkt Design
 
03 02 2010 Pp Promoção
03 02 2010   Pp   Promoção03 02 2010   Pp   Promoção
03 02 2010 Pp Promoção
 
03 01 2010 Mkt Design
03 01 2010   Mkt   Design03 01 2010   Mkt   Design
03 01 2010 Mkt Design
 
Resumo para prova
Resumo para provaResumo para prova
Resumo para prova
 
Roteiro 2ª parte
Roteiro 2ª parteRoteiro 2ª parte
Roteiro 2ª parte
 
Aula 6 - O Roteiro
Aula 6 - O RoteiroAula 6 - O Roteiro
Aula 6 - O Roteiro
 
Aula 5 - A Equipe De Filmagem
Aula 5 - A Equipe De FilmagemAula 5 - A Equipe De Filmagem
Aula 5 - A Equipe De Filmagem
 
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TVAula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TV
 
aula 02 - Produção Em Tv - parte 2
aula 02 - Produção Em Tv - parte 2aula 02 - Produção Em Tv - parte 2
aula 02 - Produção Em Tv - parte 2
 
aula 01 - Produção Em Tv - parte 1
aula 01 - Produção Em Tv - parte 1aula 01 - Produção Em Tv - parte 1
aula 01 - Produção Em Tv - parte 1
 

Último

0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 

Último (20)

0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 

03 23-2010 - pp - promoção

  • 1. Check List O que vimos até agora • Tipos de consumidores • O que é promoção de vendas • O que é marketing promocional • Estágios Pós-Revolução Industrial • Quando o marketing promocional pode ser usado • Público alvo, primário e secundário • Classificação do público em relação a compra e venda • Classificação da promoção de vendas • Promoção de Persuasão • Promoção de Divulgação • Tipos de Promoção • Premiação • Promoção de Serviços • Patrocínio e Eventos • Planejamento Promocional • Merchandising interno • Merchandising externo • Merchandising eletrônico (Tie in)
  • 2. Quando usar a promoção de Vendas • Na introdução de novos produtos • No estímulo de vendas de produtos já conhecidos pelo consumidor • Para proporcionar um contato mais íntimo do produto com o consumidor. • No momento de exibir alterações nos produtos. • No aproveitamento de ciclos de moda. • para estabelecer um a ponte entre o esforço publicitário e o esforço de vendas. • Para estabelecer emulação na equeipe de vendas. • Na manutenção de imagem de marca perante o consumidor.
  • 3. Promoção no Ciclo de Vida do Produto INTRODUÇÃO CRESCIMENTO MATURIDADE DECLÍNIO
  • 4. 1 2 3 4 5 1. Criação e desenvolvimento 2. Lançamento 3. Crescimento 4. Maturidade 5. Declínio Ciclo de Vida do Produto
  • 5. INTRODUÇÃO • O mercado ainda não conhece o produto • Ainda não existe lucro • Imagem em formação • Distribuição sendo iniciada • Investimento em outras “promotion” elevada 1 2 3 4 5 1. Criação e desenvolvimen to 2. Lançamento 3. Crescimento 4. Maturidade 5. Declínio
  • 6. Ciclo de vida do produto 1 2 3 4 5 CRESCIMENTO 1. Criação e desenvolvimento 2. Lançamento Necessidades de estimular equipes de vendas Treinamento do trade e incentivos Abrir canais de distribuição Briga por espaço no ponto-de-venda Sampling, trials Lucro inexistente: tudo é investimento
  • 7. INTRODUÇÃO O que fazer???? • A promoção deve auxiliar o conhecimento do produto • Deve participar do processo de formação de imagem • Deve estimular os vendedores • Deve abrir canais de venda, obter boas exposições • E para o consumidor, deve destacar o produto, estimular experimentação, ressaltar atributos, apoiar ações de propaganda e publicidade
  • 8. • Vendas crescem rapidamente • Lucro começa a surgir pela economia de escala • Começam surgir concorrentes (Ou os que existem reagem) • Distribuição e mercado se expandem. 1 2 3 4 5 1. Criação e desenvolvimen to 2. Lançamento 3. Crescimento 4. Maturidade 5. Declínio CRESCIMENTO
  • 9. Ciclo de vida do produto 1 2 3 4 5 3. CRESCIMENTO Programas de incentivo às forças de venda (interna, trade) Distribuição de amostra a novos mercados Participação em feiras e exposições Manutenção do esforço nos pontos-de-venda Ação direta ao consumidor (brindes, possivelmente descontos, promoções) Lucro começa a aparecer (economia de escala)
  • 10. • Manter preço. Acompanhar a movimentação do mercado. • Manter nível de atividade de “promotion” • Promoções & Merchandising devem visar o aumento de conhecimento e aceitação • Estimulo a novas metas (vendas distribuição, estoque) CRESCIMENTO O que fazer????
  • 11. • É uma vitória. E um desafio para o produto • Vitória • Imagem sedimentada, alto nível de conhecimento e aceitação. • Economia de escala (alto lucro) • Boa distribuição • Desafio • Só dois caminhos: Prolongar o estágio ou queda de vendas. MATURIDADE 1 2 3 4 5 1. Criação e desenvolvimen to 2. Lançamento 3. Crescimento 4. Maturidade 5. Declínio
  • 12. Ciclo de vida do produto 1 2 3 4 5 4. MATURIDADE Novo design Ajuste no MKT-MIX (trabalhar preços) Promoções para o trade Promoções para o consumidor Calibragem da comunicação Busca de canais alternativos Ações que visem a fidelização Alto lucro Forte concorrência
  • 13. • Partir para a ofensiva com estratégias para garantir posições conquistadas • Ações que representem barreiras para a concorrência • Ações que mantenham o produto atual • Ampliar e modificar o mercado • Reposicionar o produto melhorando a qualidade (Omo) • Extensões de linha • Modificar design do produto (relógios, automóveis) • Modificação do marketing mix, modificando formas de comercialização, trabalhando preço. • Busca de canais alternativos • Ações que busquem maior nível de fidelização MATURIDADE O que fazer????
  • 14. • O problema é o segmento ou o produto • Queda das vendas, enfraquecimento da imagem (ou da preferência) • Queda dos lucros • Muitos concorrentes • Rejeição do distribuidor ou consumidor 1 2 3 4 5 1. Criação e desenvolvimen to 2. Lançamento 3. Crescimento 4. Maturidade 5. Declínio DECLÍNIO
  • 15. Ciclo de vida do produto 1 2 3 4 5 5. DECLÍNIO Substituir ou continuar? Bonificação para trade, premiações por volume Pacotes promocionais, brindes, descontos, para o consumidor Redução de preço Atenção: sair pode ser mais barato que ficar (relançar com outra marca pode ser alternativa) POR QUE CHEGOU AQUI?
  • 16. • É tarde, as ações de correção já deviam ter sido feitas!!!! • Ideal é substituir ou descontinuar o produto • Nesta fase (se for continuar) é difícil, leva tempo, precisa de investimento. Não é vantajoso • Pacotes promocionais para trade e descontos para o consumidor • Sair pode ser mais barato que continuar DECLÍNIO
  • 18. PLANO DE PROMOÇÃO Estrutura do Plano de Promoção Antes de mais nada • Existe um plano de Marketing da Empresa? • Existe um Plano Promocional da Empresa? • Existe um Calendário Promocional da empresa? • Existem Políticas estabelecidas de Produtos de Comunicação, de Preço e de Distribuição? • A Ação Promocional pretendida é a melhor solução ao problema encontrado ou é a melhor solução para aproveitar a oportunidade surgida? Planos de Ação precisam ser conseqüentes.
  • 19. AVALIAÇÃO PRÉVIA DE PROMOÇÃO A ação é capas de atender ao alvo objetivado SIM Optar por um outro instrumento A ação pode ser colocada em prática nos prazos desejados? NÃO SIM É tecnicamente possível realizar a promoção? SIM Optar por um outro instrumento Promocional NÃO Mudar de instrumento NÃO A campanha adotada possui restrições legais? NÃO A campanha pode satisfazê-las? SIM O orçamento é aceitável levando-se em conta os objetos? SIM NÃO Mudar de instrumento FAZER PLANEJAMENTO NÃO Mudar de método SIM Por exemplo: Produzir embalagens com prêmios de maneira segura para o cliente. Por exemplo: Perder 1 semana pode ser crucial. Se não der tempo é melhor não fazer.
  • 20. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Definir Objetivos Estratégias Público 1º Promoção • Tipo de Promoção • Tema • Justificativa • Mecânica • Divulgação • Controle e Avaliação • Custo 2º MUITO IMPORTANTE É o que vai fazer o público lembrar da campanha Usar selos promocionais
  • 21. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Objetivos do Plano • O objetivo da promoção deve estar de acordo com o objetivo de marketing da empresa e/ou do produto. • O objetivo precisa ser quantificável para ser mensurável (para ter medição). • Exemplo: Bloquear a concorrência, promovendo um acréscimo de 15% nas vendas do iogurte Yoplá, na sua embalagem comum, durante os meses de junho, julho e agosto, com um investimento de R$ 37.0000,00 correspondente à 10% do lucro adicional obtido com a ação.
  • 22. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Alguns objetivos promocionais Para o mercado • Introduzir um novo produto • Ampliar a demanda • Evitar o declínio na demanda • Introduzir alterações em um produto • Facilitar e acelerar a transição entre marcas • Combater ou redimensionar as alterações de preço • Estimular a venda fora de época tradicional • Provocar o interesse por produtos de baixa rotação • Beneficiar, renovar ou identificar a imagem ou a marca • Dinamizar a rotação no ponto de Venda (aumentar o output) • Conquistar uma posição destacada no ponto de venda • Ajustar eficazmente um produto ao ponto de venda.
  • 23. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Alguns objetivos promocionais Para a força de vendas • Criar motivações permanentes • Obter atitudes favoráveis para a introdução de novos produtos ou produtos alterados. • Obter informação sobre o mercado •Conquistar o interesse pelo produto • Despertar acuidade nas distribuições do material promocional
  • 24. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Alguns objetivos promocionais Para a força de vendas • A força de vendas deve ter o mesmo tratamento da AVALIAÇÃO DO GANHO REAL (custo x benefício), que o cliente • Se o vendedor achar que a meta é inatingível, ele nem começa a participar • Se o prêmio for atraente eles se esforçarão • O esforço deve ser desafiador, mas justo para todos. • Nunca premie o pior • Diversifique a promoção e cuide para que não vençam sempre os mesmos. • Não contar só as vendas, mas também coisas importantes como rentabilidade. • Deixar claro que é temporal, caso contrário a equipe só trabalhará quando houver promoção. • Nunca premie quem faz o básico • Se a pessoa se esforçar ao máximo mas não atingir a meta vale um prêmio de consolação. Lembre-se do ganho real.
  • 25. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Alguns objetivos promocionais Para Intermediários • Intensificar a introdução de novos produtos • Incrementar a frequência de vendas, usando a pressão sobre o estoque • Obter fidelidade do intermediário (ele é fiel enquanto a relação for boa, ou pelo contrato) • Determinar alternativas nas políticas, fórmulas e condições de vendas • Estimular colaboração • Aumentar índice de rotação do produto no intermediário • Eliminar resistências ocasionais por margens menores ou por condições melhores oferecidas pela concorrência • Aumentar motivação • Alimentar o líder de opinião (ex: pastilha de freios) • Donos do negócio preferem descontos e prazos, já os funcionários preferem brindes ou jabá. Aqui também vale a regra de ganho real (custo x benefío)
  • 26. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Alguns objetivos promocionais Para Consumidores • Induzir os consumidores potenciais a experimentar o produto • Atrair novos consumidores, descobrindo novos comportamentos de consumo • Generalizar a aceitação de um produto para vários extratos de consumidores • Obter fidelidade de marca e estende-la aos demais produtos da empresa • Fazer com que o consumidor prefira o produto, não apenas por motivos de qualidade e preço. • Movimentar o giro do produto aproveitando a demanda. • Ensinar os consumidores a usar um produto do modo mais conveniente • Obter venda casada dos diversos produtos da empresa. • Enfatizar os temas e imagens de propaganda
  • 27. ESTRUTURA DO PLANO DE PROMOÇÃO Alguns objetivos promocionais Para Público interno •Motivar as equipes de vendas e distribuição • motivar equipes de retagurada (adminstrativo, produção, etc) • Meios • Conveções, premiações, treinamentos, demonstrações, concursos, etc. • Programas de incentivo, House Organ
  • 28. PLANO DE PROMOÇÃO Estratégia • Objetivo é que queremos • Estratégia é como vamos ganhar • Para determinar a estratégia os canais de distribuição precisam estar bem definidos para Empresa. • A estratégia define o caminho promocional a ser adotado • Promoção de Consumidor • Promoção ao Comércio • Promoção ao Intermediário • A estratégia pode ser mista • Promoção ao comércio com apoio de Incentivo de Vendas
  • 29. PLANO DE PROMOÇÃO Exemplo • Objetivo • Bloquear a concorrência, promovendo um acréscimo de 15% nas vendas do iogurte Yoplá, na sua embalagem comum, durante os meses de junho, julho e agosto, com um investimento de R$ 37.0000,00 correspondente à 10% do lucro adicional obtido com a ação. • Estratégia • Incentivo ao Consumo com apoio de Promoção ao Comércio (intermediário). •Ex. Leite condensado Moça X Glória (4 embalagens)
  • 30. PLANO DE PROMOÇÃO Públicos envolvidos • O plano precisa definir claramente quem é o alvo da ação. • Se incentivo ao consumo: que tipo de consumidor está sendo direcionado a ação. • Se com o apoio de Promoção ao Comércio, que parte do comércio (da cadeia distributiva o plano está objetivando). • Pesquisar o público é básico, aliás mais que isso, é essencial.
  • 31. PLANO DE PROMOÇÃO Exemplo • Objetivo • Bloquear a concorrência, promovendo um acréscimo de 15% nas vendas do iogurte Yoplá, na sua embalagem comum, durante os meses de junho, julho e agosto, com um investimento de R$ 37.0000,00 correspondente à 10% do lucro adicional obtido com a ação. • Estratégia • Incentivo ao Consumo com apoio de Promoção ao Comércio (intermediário). • Públicos envolvidos • Consumidoras das classes A e B, mulheres de 18 a 45 anos. • Supermercados atendidos diretamente pela força de vendas e promoção.
  • 32. PLANO DE PROMOÇÃO Estrutura • Defina que tipo de ação promocional vai realizar • Não é necessário detalhar (será feito no capítulo mecânica) • Pode ser: Um brinde, uma embalagem especial, bonificação, sorteio, concurso, amostras, programa de incentivo, evento promocional etc... • Sempre a mais adequada ao público e aos objetivos de marketing e da promoção.
  • 33. Tipos de Promoção • Liquidação • Oferta Especial • In Pack • On Pack • Self Liquidanting • Concurso / sorteios • Arranhe ganhe • Juntou trocou • Vale-brindes • Embalagens especiais • Cuponagem • Amostras • Redução de preços • Descontos especiais de volume • Bonificação • Promoção cooperada • Degustação • Programa de incentivo • Promoção independente •Cuponagem •Amostras grátis •Redução de preços •Descontos especiais de volume •Bonificação •Promoção cooperada •Degustação •Programa de incentivo •Promoção independente • ETC... • ETC... • ETC... • ETC... • ETC... • ETC... • ETC... • ETC... • ETC... • ETC...
  • 34. Tipos de Promoção • Amostras • Úteis para provocar experimentação (boa para fase de introdução) • Úteis em introduzir novos produtos • Útil quando o produto apresenta claras diferenças sobre a concorrência • Deve ser precedido de propaganda para gerar interesse na experimentação • Dispersão do produto = qualidade do target x quantidade de amostra. (ex: coca-cola light no cinema)
  • 35. Tipos de Promoção • Tipos de amostras • Via mala direta • Distribuído porta-a-porta • em localidades específicas (tipo porta de faculdade) • Encartados em revistas e jornais • Em embalagens especiais • Amostra + cupom desconto • Etc.
  • 36. Tipos de Promoção • Amostras pontos positivos e negativos Positivos • É flexível e seletivo • Impacto rápido em vendas • É valorizado pelo trade • Promove experimentação e interesse pelo produto Negativos • Tende as ser caro • Apresenta dificuldades como custo de envio e distribuição •É vulnerável a rouco em toda a cadeia distributiva.
  • 37. Tipos de Promoção • In Pack / On Pack • Quando agrega algo ao produto • In Pack quando é dentro do produto ou da embalagem •EX: Figurinhas nos salgadinhos •Out Pack quando é fora do produto •EX: Copo de bebidas junto à garrafa de refrigerante • Near Pack quando o incentivo é colocado perto do produto promovido • EX: Ao comprar um produto, “grátis” um brinde no caixa.
  • 38. Tipos de Promoção • In Pack/ Out Pack pontos positivos e negativos Positivos • Promove o estoque •EX: 4 polenguinhos = 1 caneta • Protege ação da concorrência • Cria movimentação para a marca (no varejo e junto ao consumidor) Negativos • Pode mascarar a chance de reduzir preço. (para combater baixa de preço da concorrência) • Pode criar demanda apena pela ação promocional (ex: TAZO)
  • 39. Tipos de Promoção • Concursos e Sorteios • Criam interesse nos consumidores, no varejo e na força de vendas. • Aparentam custar mais do que custam • Promovem movimentação da marca • Bom para produtos em maturidade/declínio de vendas
  • 40. Tipos de Promoção • Vale Brindes • Canibaliza vendas do concorrente • Promovem movimentação da marca • Criam interesse nos consumidores, no varejo e na força de vendas. • Podem ser Verticais (alto valor e pouca quantidade) • Podem ser Horizontais (baixo valor e muita quantidade)
  • 41. Tipos de Promoção • Vale Brinde Positivos • Geram vendas adicionais • Aumentam a visibilidade da comunicação • Criam movimentação no varejo e equipes de vendas • Criam conceitos de família de marcas. Negativos • Prêmios de Valor reduzido (por lei não pode ser superior a 150 reais, o que emperra a ferramenta) • Baixa credibilidade • Necessitam alto investimento em mídia • Dificuldade de controle por parte dos consumidores
  • 42. Tipos de Promoção • Embalagens Especiais • Embalagem bônus (tipo leve 3 page 2) • Embalagem com “gramas a mais” (Achocolatados) • Embalagens re-utilizáveis (sorvetes, copos de requeijão)
  • 43. Tipos de Promoção • Embalagens Especiais Positivos •Promovem estoque domiciliar • Protege da ação da concorrência • Cria movimentação para a marca (varejo e junto ao consumidor) Negativos •Pode mascarar a chance de reduzir preço •Pode criar demanda apenas pela ação promocional