SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
Tiago Rezende Moraes
Tecnologia
utilizada no
feijão irrigado
Possíveis safras do feijão;
Épocas de plantio e colheita;
Tecnologias utilizadas.
Sumário
Feijão
Possibilidade de 3 safras;
Ciclos curtos – 90 dias;
Pequenos produtores, agricultura familiar – 70% da
produção.
Fonte: IBGE
Primeira safra(Safra das águas)
Semeadura – agosto á outubro;
Colheita – a partir de novembro até março;
 Chuva, temperatura;
Doenças e abortamento de flores e vagens.
2016
10/06/2016 – Conab – produção total de 1,30 milhões
t;
Área de 959,9 mil hectares – Brasil;
1073 kg/ha;
Paraná – 1621 kg/ha;
Perda de 5% - chuvas intensas.
Fonte: Conab.
Segunda safra(Safra da seca)
Semeadura entre janeiro e abril;
Colheita abril-maio até junho-julho;
Falta de chuva – floração e enchimento de vagens;
Produção de 1,20 milhões de toneladas.
Fonte: Conab.
Terceira safra(Safra outono-inverno)
Semeadura a partir de março;
Colheita entre agosto e outubro;
MG, GO, SP, MT, DF, TO;
Umidade do solo controlada via irrigação.
Pivô-central no Brasil;
Produtividade até 3000 kg/ha;
Exemplo: Tocantins 2015 – 1ª 700 kg/ha, 2ª 1300 kg/ha;
Porecatu (PR) 2013 – 2880 kg/ha – 3ª.
Fonte: Conab.
"O feijão irrigado, a gente consegue colocar água na
medida certa e no momento certo, o que vêm trazer
um controle fitossanitário melhor para doenças
foliares. Outra característica importante é que a gente
consegue colher no período seco, então colocamos ele
no mercado do jeito que a dona de casa espera, que é
um feijão bem branquinho", explica o agrônomo
Frederico Rodrigues Quirino.
Fonte: Bradesco
Fonte: Embrapa Arroz e Feijão.
Tecnologias
Cultivares melhorados;
Uso de silício;
Irrigação (por aspersão ou pivô central);
Intensidade no uso de máquinas.
Cultivares
Plantas eretas;
Maior resistência as principais doenças;
Ciclos da cultura;
Produtividade;
Qualidade do grão.
BRS ametista
Agricultura familiar;
Ciclo 85-94 dias;
Arquitetura semiereta;
Grão 30 gramas;
Pérola – mais tradicional.
BRS notável
Agricultura familiar;
Resistência: antracnose, murcha de fusarium, murcha
de curtobacterium, crestamento bacteriano comum;
Semiprecoce – 10 a 12 dias antes das tradicionais;
Grão mais claro – sol e chuva;
BRSMG talismã
Colheita mecanizada;
Sem perda de produtividade;
Ereta;
Resistência as principais doenças.
BRSMG majestoso
Ouro negro x Pérola;
Hábito de crescimento inderteminado – tipo III;
Porte semi-ereto;
Resistência – antracnose, mancha angular, virus do
mosaico comum.
Fonte: http://www.epamig.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1272.
Fonte: Embrapa Arroz e Feijão.
Silício
Barreira mecânica nas células;
Afeta sinais entre o hospedeiro e patógeno;
Ativação mais rápida e extensiva dos mecanismos de
defesa;
Ataques de fungos ou insetos.
Síntese de toxinas ( fito alexinas ) – substância
inibidora ou repelente;
Si como segundo mensageiro dentro da célula;
Acumulação de lignina, compostos fenólicos,
quitinases e peroxidade;
Excelente adubo foliar para as plantas.
Irrigação
https://www.agro.ufg.br/up/68/o/09_aula_Pivo.pdf
Fonte: http://www.hidrosistemas.com/irrigacao-agricola/pivo-central-lindsay/
Turno de rega fixo;
No dia da irrigação – conhecer o déficit hídrico:
Regular - lâmina líquida - capacidade de campo;
Conhecer o quanto a planta evapotranspirou;
Estima-se da cultura, umidade atual ou medidas de
água na planta;
Equipamentos, cálculos, calibrações.
Turno de rega variável;
Valor mínimo de água – não déficit hídrico;
Têm-se o valor da quantidade de água retirado;
Essa é a lâmina de água que deve ser reposta;
Lâmina – varia com desenvolvimento da cultura,
sistema radicular.
Ambas as técnicas precisa-se de equipamentos;
Estimar o consumo de água entre irrigações;
Ou para determinar teor de água planta, solo;
Tensiômetro – indica momento, e informa se
irrigação está sendo bem feita;
Tanque Classe A;
IRRIGÂMETRO;
Método mais simples.
Irrigâmetro
Momento, tempo de funcionamento, velocidade;
Lamina de água necessária a cultura;
Se chover, como se deve proceder;
Régua colorida indica hora de irrigar;
Tempo de irrigação – na régua graduada.
Fonte: http://www.ufcg.edu.br/prt_ufcg/assessoria_imprensa/mostra_noticia.php?codigo=3797.
Fonte: http://pt.slideshare.net/CESAR/mi-monitoramento-de-piv-central.
Paradas durante a noite;
Pressão do sistema;
Lâmina de maneira uniforme;
Armazena histórico de irrigação;
 Sistema web – monitoramento 24 horas;
Alerta via SMS.
Quimigação
Fertilizantes (fertigação), herbicidas, inseticidas,
fungicidas, nematicidas;
Baixo custo, menor mão de obra;
Doses são as mesmas, porém falta registro de
agrotóxicos para essa modalidade;
Faltam pesquisas/informações para essa tecnologia.
Fonte: Cap. 9 – Aplicação de produtos químicos via irrigação.
Colheita mecanizada
Fonte: http://www.uagro.com.br/editorias/tecnologia/2016/08/05/tecnologia-adaptada-em-maquinas-reduz-perdas-na-colheita-do-feijao.html
Adaptação na plataforma – INCOMAK de Jandaia do
Sul (PR);
Desperdícios de 30%;
Molinete para pegar plantas mais próximas ao chão;
Garantir maior rentabilidade.
Tiago Rezende Moraes
tiago.rm10@gmail.com
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

NUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptx
NUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptxNUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptx
NUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptx
Geagra UFG
 
Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.
Geagra UFG
 
Pragas da cultura do Algodao
Pragas da cultura do AlgodaoPragas da cultura do Algodao
Pragas da cultura do Algodao
Marcos Ferreira
 
Sorgo: Colheita e beneficiamento
Sorgo: Colheita e beneficiamento			 			Sorgo: Colheita e beneficiamento
Sorgo: Colheita e beneficiamento
Geagra UFG
 
Mecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidasMecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidas
Geagra UFG
 
Aplicação de defensivos agrícolas
Aplicação de defensivos agrícolasAplicação de defensivos agrícolas
Aplicação de defensivos agrícolas
Marcos Ferreira
 

Mais procurados (20)

Identificação de plantas daninhas
Identificação de plantas daninhasIdentificação de plantas daninhas
Identificação de plantas daninhas
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJAINTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
 
NUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptx
NUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptxNUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptx
NUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE SORGO E MILHETO.pptx
 
Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.
 
Colheita do Algodão
Colheita do AlgodãoColheita do Algodão
Colheita do Algodão
 
Pragas da cultura do Algodao
Pragas da cultura do AlgodaoPragas da cultura do Algodao
Pragas da cultura do Algodao
 
Sorgo: Colheita e beneficiamento
Sorgo: Colheita e beneficiamento			 			Sorgo: Colheita e beneficiamento
Sorgo: Colheita e beneficiamento
 
Sistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do ArrozSistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do Arroz
 
Sorgo: Comercialização e Logística
Sorgo:  Comercialização e LogísticaSorgo:  Comercialização e Logística
Sorgo: Comercialização e Logística
 
Irrigação
IrrigaçãoIrrigação
Irrigação
 
Cultura da Soja
Cultura da SojaCultura da Soja
Cultura da Soja
 
Mecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidasMecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidas
 
Colheita e Armazenamento: Milho
Colheita e Armazenamento: MilhoColheita e Armazenamento: Milho
Colheita e Armazenamento: Milho
 
MANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIRO
MANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIROMANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIRO
MANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIRO
 
Cultura do Amendoim
Cultura do AmendoimCultura do Amendoim
Cultura do Amendoim
 
Colheita - Milho
Colheita - MilhoColheita - Milho
Colheita - Milho
 
Pós-colheita e armazenamento de grãos
Pós-colheita e armazenamento de grãosPós-colheita e armazenamento de grãos
Pós-colheita e armazenamento de grãos
 
Aplicação de defensivos agrícolas
Aplicação de defensivos agrícolasAplicação de defensivos agrícolas
Aplicação de defensivos agrícolas
 
Semente historico e importância
Semente historico e importânciaSemente historico e importância
Semente historico e importância
 
Biotecnologia do algodoeiro.
Biotecnologia do algodoeiro.Biotecnologia do algodoeiro.
Biotecnologia do algodoeiro.
 

Destaque

Destaque (20)

Mercado e Comercialização do Feijão
Mercado e Comercialização do FeijãoMercado e Comercialização do Feijão
Mercado e Comercialização do Feijão
 
CULTIVARES DE SOJA
CULTIVARES DE SOJACULTIVARES DE SOJA
CULTIVARES DE SOJA
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DA SOJA
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DA SOJA MANEJO DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DA SOJA
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DA SOJA
 
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJAMORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
 
COMERCIALIZAÇÃO DA SOJA
COMERCIALIZAÇÃO DA SOJACOMERCIALIZAÇÃO DA SOJA
COMERCIALIZAÇÃO DA SOJA
 
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJA
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJAMANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJA
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJA
 
FIXAÇÃO BIOLÓGICA NA SOJA
FIXAÇÃO BIOLÓGICA NA SOJAFIXAÇÃO BIOLÓGICA NA SOJA
FIXAÇÃO BIOLÓGICA NA SOJA
 
MANEJO DE HERBICIDAS NO FEIJÃO
MANEJO DE HERBICIDAS NO FEIJÃOMANEJO DE HERBICIDAS NO FEIJÃO
MANEJO DE HERBICIDAS NO FEIJÃO
 
Manejo Integrado de Pragas no Arroz
Manejo Integrado de Pragas no ArrozManejo Integrado de Pragas no Arroz
Manejo Integrado de Pragas no Arroz
 
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO FEIJÃO
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO FEIJÃOMANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO FEIJÃO
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO FEIJÃO
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃOINTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
 
Análise de Solo e Recomendação para a cultura do milho (Safrinha)
Análise de Solo e Recomendação para a cultura do milho (Safrinha)Análise de Solo e Recomendação para a cultura do milho (Safrinha)
Análise de Solo e Recomendação para a cultura do milho (Safrinha)
 
Herbicidas - 2ª safra
Herbicidas - 2ª safraHerbicidas - 2ª safra
Herbicidas - 2ª safra
 
Colheita do Arroz
Colheita do ArrozColheita do Arroz
Colheita do Arroz
 
Pós-colheita e Beneficiamento do Arroz
Pós-colheita e Beneficiamento do ArrozPós-colheita e Beneficiamento do Arroz
Pós-colheita e Beneficiamento do Arroz
 
Manejo de Plantas Daninhas na Cultura do Arroz
Manejo de Plantas Daninhas na Cultura do ArrozManejo de Plantas Daninhas na Cultura do Arroz
Manejo de Plantas Daninhas na Cultura do Arroz
 
Fungicida no Milho
Fungicida no MilhoFungicida no Milho
Fungicida no Milho
 
Inseticidas
InseticidasInseticidas
Inseticidas
 
Fungicidas
FungicidasFungicidas
Fungicidas
 

Semelhante a Tecnologia utilizada no feijão irrigado

Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção OvinaPlanejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Rural Pecuária
 

Semelhante a Tecnologia utilizada no feijão irrigado (20)

MIlho 2° safra
MIlho 2° safraMIlho 2° safra
MIlho 2° safra
 
Rega das Culturas / Uso <eficiente da Água
Rega das Culturas / Uso <eficiente da ÁguaRega das Culturas / Uso <eficiente da Água
Rega das Culturas / Uso <eficiente da Água
 
Cultivo da mandioca.
Cultivo da mandioca.Cultivo da mandioca.
Cultivo da mandioca.
 
COLHEITA E PÓS-COLHEITA DE SOJA
COLHEITA E PÓS-COLHEITA DE SOJACOLHEITA E PÓS-COLHEITA DE SOJA
COLHEITA E PÓS-COLHEITA DE SOJA
 
Colheita e armazenamento da soja
Colheita e armazenamento da sojaColheita e armazenamento da soja
Colheita e armazenamento da soja
 
Sistemas de Irrigação no Arroz
Sistemas de Irrigação no ArrozSistemas de Irrigação no Arroz
Sistemas de Irrigação no Arroz
 
Relatório Técnico Projeto Soja Brasil 2014/2015
Relatório Técnico Projeto Soja Brasil 2014/2015Relatório Técnico Projeto Soja Brasil 2014/2015
Relatório Técnico Projeto Soja Brasil 2014/2015
 
Circ 87 cultura do milho
Circ 87 cultura do milhoCirc 87 cultura do milho
Circ 87 cultura do milho
 
Rafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - FenaçãoRafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - Fenação
 
Horta organica
Horta organicaHorta organica
Horta organica
 
BRS Capiaçu: cultivar de capim-elefante de alto rendimento para produção de s...
BRS Capiaçu: cultivar de capim-elefante de alto rendimento para produção de s...BRS Capiaçu: cultivar de capim-elefante de alto rendimento para produção de s...
BRS Capiaçu: cultivar de capim-elefante de alto rendimento para produção de s...
 
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno PorteComo Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
 
Instalação das culturas
Instalação das culturasInstalação das culturas
Instalação das culturas
 
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção OvinaPlanejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
 
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e MilhetoFenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
 
TRABALHO DE GRANDES CULTURAS I.pptx
TRABALHO DE GRANDES CULTURAS I.pptxTRABALHO DE GRANDES CULTURAS I.pptx
TRABALHO DE GRANDES CULTURAS I.pptx
 
A cultura da goiaba
A cultura da goiabaA cultura da goiaba
A cultura da goiaba
 
Producao de-feno
Producao de-fenoProducao de-feno
Producao de-feno
 
Plantando aruana
Plantando aruanaPlantando aruana
Plantando aruana
 
Colheita e armazenamento do milho
Colheita e armazenamento do milhoColheita e armazenamento do milho
Colheita e armazenamento do milho
 

Mais de Geagra UFG

Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Geagra UFG
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
Geagra UFG
 
Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
Geagra UFG
 
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
Geagra UFG
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
Geagra UFG
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
Geagra UFG
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
Geagra UFG
 
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptxinoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
Geagra UFG
 

Mais de Geagra UFG (20)

MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
 
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARESBIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
 
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptxMACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
 
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
 
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
 
Colheita e armazenamento da soja........
Colheita e armazenamento da soja........Colheita e armazenamento da soja........
Colheita e armazenamento da soja........
 
Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............
 
Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........
 
Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
 
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
 
Tecnologia de aplicação
Tecnologia de aplicaçãoTecnologia de aplicação
Tecnologia de aplicação
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
 
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptxinoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
 
Correção do solo e adubação na soja
Correção do solo e adubação na sojaCorreção do solo e adubação na soja
Correção do solo e adubação na soja
 

Último

SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptxSEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
avaseg
 
NR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptx
NR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptxNR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptx
NR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptx
MarceloLeoSanttana
 

Último (9)

treinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plásticatreinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plástica
 
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdf
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdfAteliê de costura trabalho final apresentação.pdf
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdf
 
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdf
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdfIntegração_de__Segurança do Trabalho.pdf
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdf
 
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsxST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
ST 2024 Apresentação Comercial - VF.ppsx
 
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slidesAula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
 
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptxSEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
SEG NR 18 - SEGURANÇA E SAÚDE O TRABALHO NA INDUSTRIA DA COSTRUÇÃO CIVIL.pptx
 
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptxProposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
 
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdfpdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
 
NR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptx
NR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptxNR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptx
NR10-Treinamento-Basico-Parte-2-Jul-21.pptx
 

Tecnologia utilizada no feijão irrigado