SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
PABLO SOARES ARAUJO
DINÂMICA DOS MACRO E MICRONUTRIENTES
NO SOLO E NAS PLANTAS
2
• Introdução;
• Macronutrientes e micronutrientes;
• Comportamento no solo e na planta;
• Formas de absorção;
• Transporte e redistribuição na planta;
• Formas de perdas e relação entre nutrientes.
SUMÁRIO
Fonte: Elevagro, 2023.
3
• Alta demanda nutricional;
• Os nutrientes no solo e nas plantas;
• A planta possui 96% de C, H e O, elementos não-minerais;
• 4% composto de N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cl, Cu, Fe, Mn, Mo, Ni e ZN.
INTRODUÇÃO
Fonte: Canva, 2023.
4
• Nitrogênio no solo:
• 95% na forma orgânica e 5% na forma mineral;
• Mineralização;
• Reação de aminização e amonificação;
• Formação de amônio no solo.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
5
MACRONUTRIENTES
Processos do
N:
Fixação de
amônio
Volatilização
de NH3
Nitrificação
Imobilização
Desnitrificação
Lixiviação
6
• Nitrogênio (N) nas plantas:
• Requerido em grande quantidade;
• Absorvido em nitrato (NO3
-)e amônio (NH4+) pelo fluxo de massa;
• No citosol, são reduzidas a NO2- e convertidas a NH4+;
• Fixação atmosférica e biológica.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
7
• Fósforo (P) no solo:
• Baixos níveis em regiões tropicais;
• Fosfato de inositol, ácidos nucleicos e fosfolipídios;
• Precipitados de Ca2+, Fe3+ e Al3+,diminui a disponibilidade do P;
• Perdas por erosão.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
8
• Disponibilidade do P:
MACRONUTRIENTES
Fonte: Nutrigrãos, 2023.
9
• Fósforo (P) nas plantas:
• Integrante dos compostos como açúcar, fosfolipídeos e fosfoproteínas;
• Absorvem na forma de Íons de H2PO4
- e HPO4
2-;
• Atinge as raízes por difusão e armazenam no vacúolo das células.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
10
• Potássio (K) no solo:
MACRONUTRIENTES
Fonte: Elaborado por Pablo Soares, 2023.
11
• Potássio (K) no solo:
• Poder tampão do potássio mantém o equilíbrio;
• Adubação com KCL na linha de semeadura ou a lanço;
• Perdas por lixiviação principalmente com solo com baixa CTC.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
12
• Potássio (K) nas plantas:
• O K de fenômenos fisiológicos e regulação osmótica;
• Absorvido em íon K+ por difusão e fluxo de massa;
• Consumo luxo, acumulação extra no vacúolo.
• Hastes fortes, toleram estresses e doenças.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
13
• Cálcio (Ca) no solo:
• Ca juntamente com o Mg, diminuem a atividade do Al;
• Crescimento das raízes e atividade microbiana;
• Solos menos intemperizados e maiores CTC possuem mais Ca;
• Calcário, gesso agrícola e adubos fosfatados;
• Lixiviação ou erosão.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
14
• Cálcio (Ca) nas plantas:
• Estabilidade estrutural e fisiológica dos tecidos vegetais;
• Desloca-se para as raízes pelo fluxo de massa;
• Transportado via xilema e acumula nos órgãos superiores.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
15
• Magnésio (Mg) no solo:
• Solos argilosos e alta MOS;
• Mg sofre com a presença de Ca e K;
• Adubação pesada causa inibição competitiva;
• Gesso agrícola, sulfatos, carbonatos e óxidos.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
16
• Magnésio (Mg) nas plantas:
• Átomo central da molécula de clorofila;
• Carboxilação na fotossíntese;
• Atinge as raízes via fluxo de massa;
• Redistribuído para locais com maior requerimento metabólico.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
17
• Enxofre (S) no solo:
• Encontrado na forma orgânica SO4
2- ;
• Mineralização e imobilização;
• Oxidação gera H2SO4 e libera SO4
2-;
• Gesso agrícola, sulfato de amônia, superfosfato simples e S elementar.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
18
• Enxofre (S) nas plantas:
• Componente estrutural da metionina e a cisteína;
• Fotossíntese, resistência ao déficit hídrico, fixação biológica de N;
• Absorção na forma de SO4
2- e de sulfito via foliar;
• Inibição competitiva com fosfatos, cloreto selenato e asparto.
MACRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
19
Insuficiente: o crescimento
restringindo;
Suficiente: crescimento
adequado;
Tóxico: quantidades
excessivas levam as plantas
a um estado de toxidez;
Facilidade de passar
deficiência para toxidez.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Taurus, 2023.
20
• Reações dos micro metálicos com o P;
• Precipitação entre P e micro, diminuindo a solubilidade;
• A adubação orgânica pode gerar inibição competitiva;
• A MOS diminui a disponibilidade do Cobre (Cu);
• Fe, Mn e Zn diminuem a disponibilidade com o aumento do pH.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Sensix, 2023.
21
• Boro (B) no solo:
• Matéria orgânica, facilidade de absorção pelas plantas e lixiviação;
• Exigido pelas dicotiledôneas;
• Bórax, solubur, ácido bórico e ulexita;
• Adubação foliar.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
22
• Boro (B) nas plantas:
• H3BO3, H2BO3
- e H4BO4
-;
• Alta permeabilidade pelas membranas;
• Crescimento e desenvolvimento celular;
• Deficiência ocorre encarquilhamento, abortamento de flores e frutos.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
23
• Cobre (Cu) no solo:
• Fração mineral ou matéria orgânica;
• Ácidos húmicos e fúlvicos;
• Deficiência em solos alagados, solos arenosos e elevado pH;
• Interação negativa entre altos níveis de N, F, Fe, Zin, AL;
• Sulfato de cobre, óxido de cobre, fontes quelatizadas.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
24
• Cobre (Cu) nas plantas:
• Absorvido na forma de Cu2+;
• Ascendentemente complexados com aminoácidos e proteínas;
• Atua na fotossíntese, formação de citocromo, formação do grão
de pólen;
• Amarelecimento e o murchamento nas folhas.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
25
• Ferro (Fe) no solo:
• Micronutriente em maiores quantidades;
• Supercalagem, umidade excessiva, excesso de P;
• Fe reduz a disponibilidade de P;
• Sulfato ferroso, sulfato férrico e fontes quelatizadas.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
26
• Ferro (Fe) nas plantas:
• Absorvido na forma Fe2+;
• Mn por causar inibição competitiva;
• Transporte pelo citrato, pouco móvel no floema;
• Atua na oxirredução ligado a enzimas, síntese da clorofila e metabolismo.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
27
• Manganês (Mn) no solo:
• Maiores teores, favorece a oxirredução;
• Deficiente em solos orgânicos, alagados e alcalinos;
• Sulfato e óxido de manganoso e fontes quelatizadas.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
28
• Manganês (Mn) nas plantas:
• Absorvido na forma de Mn2+;
• Transporte via xilema e complexado com ácidos orgânicos;
• Clorose internerval em folhas novas e diminuição de fixação de CO2.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
29
• Molibdênio (Mo) no solo:
• Encontrados nas formas MoO4
2- ou HMoO4
-;
• Molibdato de sódio, paramolibdato de amônio e óxido de molibdato;
• Adubação em tratamento de sementes e aplicação foliar.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
30
• Molibdênio (Mo) nas plantas:
• Transportado e redistribuído na forma de MoO4
2-;
• Pouca mobilidade no floema;
• Participação no ciclo do nitrogênio;
• Deficiência semelhante a do N.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
31
• Níquel (Ni) no solo:
• Teor proporcional ao teor de argila e CTC;
• Teor inversamente proporcional ao pH;
• Competição de adsorção com Fe, Zn, e Cu.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
32
• Níquel (Ni) nas plantas:
• Absorvido na forma de Ni2+ ou quelatizada com compostos orgânicos;
• Transportados via xilema e móvel via floema;
• Auxilia na síntese de etileno e germinação das raízes;
• Excesso pode causar toxidez e menor desenvolvimento da raiz.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
33
• Zinco (Zn) no solo:
• Não sofre oxirredução e limita a produção;
• Interação negativa entre Zn e P;
• Sulfato de zinco, óxido de zinco e fontes quelatizadas.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Canva, 2023.
34
• Zinco (Zn) nas plantas:
• Sofre inibição competitiva com o Cu2+;
• Transporte via xilema e complexado com molato e citrato;
• Crescimento, funcionamento às enzimas;
• Deficiência folhas verde pálido e entrenós curtos.
MICRONUTRIENTES
Fonte: Stoller, 2023.
35
• Deficiências:
Fonte: Stoller, 2023.
Entre em contato conosco:
geagraufg.wordpress.com
geagracontato@gmail.com
GEAGRA UFG
@geagraufg
UNINDO CONHECIMENTO EM PROL DA AGRICULTURA!
DINÂMICA DOS MACRO E MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA
pablosoaresdm@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

MECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDAS
MECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDASMECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDAS
MECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDAS
Geagra UFG
 
Gessagem
GessagemGessagem
Gessagem
Geagra UFG
 
Nutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milhoNutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milho
Geagra UFG
 
Uso de Herbicidas na cultura do Algodão
Uso de Herbicidas na cultura do AlgodãoUso de Herbicidas na cultura do Algodão
Uso de Herbicidas na cultura do Algodão
Geagra UFG
 
Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.
Geagra UFG
 

Mais procurados (20)

Corretores da acidez superficial do solo
Corretores da acidez superficial do solo Corretores da acidez superficial do solo
Corretores da acidez superficial do solo
 
Fenologia e Fisiologia do Girassol
Fenologia e Fisiologia do GirassolFenologia e Fisiologia do Girassol
Fenologia e Fisiologia do Girassol
 
Calagem e gessagem
Calagem e gessagemCalagem e gessagem
Calagem e gessagem
 
MECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDAS
MECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDASMECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDAS
MECANISMO DE AÇÃO DOS HERBICIDAS
 
Slides micronutrientes das plantas: Cobre
Slides micronutrientes das plantas: CobreSlides micronutrientes das plantas: Cobre
Slides micronutrientes das plantas: Cobre
 
Calagem
CalagemCalagem
Calagem
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJAINTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
 
Fertilidade do solo potássio
Fertilidade do solo   potássioFertilidade do solo   potássio
Fertilidade do solo potássio
 
Gessagem
GessagemGessagem
Gessagem
 
Nutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milhoNutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milho
 
INTRODUÇÃO A COTONICULTURA
INTRODUÇÃO A COTONICULTURAINTRODUÇÃO A COTONICULTURA
INTRODUÇÃO A COTONICULTURA
 
Uso de Herbicidas na cultura do Algodão
Uso de Herbicidas na cultura do AlgodãoUso de Herbicidas na cultura do Algodão
Uso de Herbicidas na cultura do Algodão
 
Microbiologia Agrícola UFMT - Aula 005
Microbiologia Agrícola UFMT - Aula 005Microbiologia Agrícola UFMT - Aula 005
Microbiologia Agrícola UFMT - Aula 005
 
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJAMORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
MORFOLOGIA E FENOLOGIA DA CULTURA DA SOJA
 
11 propriedades químicas do solo
11 propriedades químicas do solo11 propriedades químicas do solo
11 propriedades químicas do solo
 
MANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIRO
MANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIROMANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIRO
MANEJO DE PLANTIO DO ALGODOEIRO
 
Posicionamento de fungicidas no milho
Posicionamento de fungicidas no milhoPosicionamento de fungicidas no milho
Posicionamento de fungicidas no milho
 
Fertilidade do solo
Fertilidade do soloFertilidade do solo
Fertilidade do solo
 
Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.Manejo de plantio do algodão.
Manejo de plantio do algodão.
 
Princiapais doenças do algodoeiro
Princiapais doenças do algodoeiroPrinciapais doenças do algodoeiro
Princiapais doenças do algodoeiro
 

Semelhante a SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx

Nutrição e adubação do feijoeiro
Nutrição e adubação do feijoeiro Nutrição e adubação do feijoeiro
Nutrição e adubação do feijoeiro
Geagra UFG
 
Adubação Potassica Soja
Adubação Potassica SojaAdubação Potassica Soja
Adubação Potassica Soja
Gustavo Avila
 

Semelhante a SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx (17)

Nutrição e adubação do feijoeiro
Nutrição e adubação do feijoeiro Nutrição e adubação do feijoeiro
Nutrição e adubação do feijoeiro
 
K
KK
K
 
LSO_526 8 Aula Fertilizantes com enxofre e micronutrientes.pdf
LSO_526  8 Aula Fertilizantes com enxofre e micronutrientes.pdfLSO_526  8 Aula Fertilizantes com enxofre e micronutrientes.pdf
LSO_526 8 Aula Fertilizantes com enxofre e micronutrientes.pdf
 
calcio, magnesio e enxofre - 1.pptx
calcio, magnesio e enxofre - 1.pptxcalcio, magnesio e enxofre - 1.pptx
calcio, magnesio e enxofre - 1.pptx
 
ADUBAÇÃO ORGÂNICA aula.ppt
ADUBAÇÃO ORGÂNICA aula.pptADUBAÇÃO ORGÂNICA aula.ppt
ADUBAÇÃO ORGÂNICA aula.ppt
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 - WORDPESS.pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 - WORDPESS.pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 - WORDPESS.pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 - WORDPESS.pptx
 
Dinamica do calcio_magnesio_e_enxofre_-_apresentacao_geta
Dinamica do calcio_magnesio_e_enxofre_-_apresentacao_getaDinamica do calcio_magnesio_e_enxofre_-_apresentacao_geta
Dinamica do calcio_magnesio_e_enxofre_-_apresentacao_geta
 
Apresentação manganês
Apresentação manganêsApresentação manganês
Apresentação manganês
 
Adubação nitrogenada
Adubação nitrogenadaAdubação nitrogenada
Adubação nitrogenada
 
Apresentação Molibdênio (Mo)
Apresentação Molibdênio (Mo)Apresentação Molibdênio (Mo)
Apresentação Molibdênio (Mo)
 
Atps quimica
Atps quimicaAtps quimica
Atps quimica
 
Nutrição de plantas boro
Nutrição de plantas boroNutrição de plantas boro
Nutrição de plantas boro
 
Boas Práticas Fertilização Batata-doce.pdf
Boas Práticas Fertilização Batata-doce.pdfBoas Práticas Fertilização Batata-doce.pdf
Boas Práticas Fertilização Batata-doce.pdf
 
Nutrição mineral
Nutrição mineralNutrição mineral
Nutrição mineral
 
Psa resumo
Psa resumoPsa resumo
Psa resumo
 
Adubação Potassica Soja
Adubação Potassica SojaAdubação Potassica Soja
Adubação Potassica Soja
 

Mais de Geagra UFG

Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Geagra UFG
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
Geagra UFG
 
Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
Geagra UFG
 
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
Geagra UFG
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
Geagra UFG
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
Geagra UFG
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
Geagra UFG
 
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptxinoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
Geagra UFG
 

Mais de Geagra UFG (20)

MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
 
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARESBIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
 
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptxMACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
 
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
 
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
 
Colheita e armazenamento da soja........
Colheita e armazenamento da soja........Colheita e armazenamento da soja........
Colheita e armazenamento da soja........
 
Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............
 
Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........
 
Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
 
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
 
Tecnologia de aplicação
Tecnologia de aplicaçãoTecnologia de aplicação
Tecnologia de aplicação
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
 
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptxinoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
 
Correção do solo e adubação na soja
Correção do solo e adubação na sojaCorreção do solo e adubação na soja
Correção do solo e adubação na soja
 
BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA
BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA
BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA
 

Último

Último (11)

Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfApresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
 
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdfAruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
 
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
 
poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024
 
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxapresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
 
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPSEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
 
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfFazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
 
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAÁrea de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
 
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxCEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
 

SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx

  • 1. PABLO SOARES ARAUJO DINÂMICA DOS MACRO E MICRONUTRIENTES NO SOLO E NAS PLANTAS
  • 2. 2 • Introdução; • Macronutrientes e micronutrientes; • Comportamento no solo e na planta; • Formas de absorção; • Transporte e redistribuição na planta; • Formas de perdas e relação entre nutrientes. SUMÁRIO Fonte: Elevagro, 2023.
  • 3. 3 • Alta demanda nutricional; • Os nutrientes no solo e nas plantas; • A planta possui 96% de C, H e O, elementos não-minerais; • 4% composto de N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cl, Cu, Fe, Mn, Mo, Ni e ZN. INTRODUÇÃO Fonte: Canva, 2023.
  • 4. 4 • Nitrogênio no solo: • 95% na forma orgânica e 5% na forma mineral; • Mineralização; • Reação de aminização e amonificação; • Formação de amônio no solo. MACRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 5. 5 MACRONUTRIENTES Processos do N: Fixação de amônio Volatilização de NH3 Nitrificação Imobilização Desnitrificação Lixiviação
  • 6. 6 • Nitrogênio (N) nas plantas: • Requerido em grande quantidade; • Absorvido em nitrato (NO3 -)e amônio (NH4+) pelo fluxo de massa; • No citosol, são reduzidas a NO2- e convertidas a NH4+; • Fixação atmosférica e biológica. MACRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 7. 7 • Fósforo (P) no solo: • Baixos níveis em regiões tropicais; • Fosfato de inositol, ácidos nucleicos e fosfolipídios; • Precipitados de Ca2+, Fe3+ e Al3+,diminui a disponibilidade do P; • Perdas por erosão. MACRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 8. 8 • Disponibilidade do P: MACRONUTRIENTES Fonte: Nutrigrãos, 2023.
  • 9. 9 • Fósforo (P) nas plantas: • Integrante dos compostos como açúcar, fosfolipídeos e fosfoproteínas; • Absorvem na forma de Íons de H2PO4 - e HPO4 2-; • Atinge as raízes por difusão e armazenam no vacúolo das células. MACRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 10. 10 • Potássio (K) no solo: MACRONUTRIENTES Fonte: Elaborado por Pablo Soares, 2023.
  • 11. 11 • Potássio (K) no solo: • Poder tampão do potássio mantém o equilíbrio; • Adubação com KCL na linha de semeadura ou a lanço; • Perdas por lixiviação principalmente com solo com baixa CTC. MACRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 12. 12 • Potássio (K) nas plantas: • O K de fenômenos fisiológicos e regulação osmótica; • Absorvido em íon K+ por difusão e fluxo de massa; • Consumo luxo, acumulação extra no vacúolo. • Hastes fortes, toleram estresses e doenças. MACRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 13. 13 • Cálcio (Ca) no solo: • Ca juntamente com o Mg, diminuem a atividade do Al; • Crescimento das raízes e atividade microbiana; • Solos menos intemperizados e maiores CTC possuem mais Ca; • Calcário, gesso agrícola e adubos fosfatados; • Lixiviação ou erosão. MACRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 14. 14 • Cálcio (Ca) nas plantas: • Estabilidade estrutural e fisiológica dos tecidos vegetais; • Desloca-se para as raízes pelo fluxo de massa; • Transportado via xilema e acumula nos órgãos superiores. MACRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 15. 15 • Magnésio (Mg) no solo: • Solos argilosos e alta MOS; • Mg sofre com a presença de Ca e K; • Adubação pesada causa inibição competitiva; • Gesso agrícola, sulfatos, carbonatos e óxidos. MACRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 16. 16 • Magnésio (Mg) nas plantas: • Átomo central da molécula de clorofila; • Carboxilação na fotossíntese; • Atinge as raízes via fluxo de massa; • Redistribuído para locais com maior requerimento metabólico. MACRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 17. 17 • Enxofre (S) no solo: • Encontrado na forma orgânica SO4 2- ; • Mineralização e imobilização; • Oxidação gera H2SO4 e libera SO4 2-; • Gesso agrícola, sulfato de amônia, superfosfato simples e S elementar. MACRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 18. 18 • Enxofre (S) nas plantas: • Componente estrutural da metionina e a cisteína; • Fotossíntese, resistência ao déficit hídrico, fixação biológica de N; • Absorção na forma de SO4 2- e de sulfito via foliar; • Inibição competitiva com fosfatos, cloreto selenato e asparto. MACRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 19. 19 Insuficiente: o crescimento restringindo; Suficiente: crescimento adequado; Tóxico: quantidades excessivas levam as plantas a um estado de toxidez; Facilidade de passar deficiência para toxidez. MICRONUTRIENTES Fonte: Taurus, 2023.
  • 20. 20 • Reações dos micro metálicos com o P; • Precipitação entre P e micro, diminuindo a solubilidade; • A adubação orgânica pode gerar inibição competitiva; • A MOS diminui a disponibilidade do Cobre (Cu); • Fe, Mn e Zn diminuem a disponibilidade com o aumento do pH. MICRONUTRIENTES Fonte: Sensix, 2023.
  • 21. 21 • Boro (B) no solo: • Matéria orgânica, facilidade de absorção pelas plantas e lixiviação; • Exigido pelas dicotiledôneas; • Bórax, solubur, ácido bórico e ulexita; • Adubação foliar. MICRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 22. 22 • Boro (B) nas plantas: • H3BO3, H2BO3 - e H4BO4 -; • Alta permeabilidade pelas membranas; • Crescimento e desenvolvimento celular; • Deficiência ocorre encarquilhamento, abortamento de flores e frutos. MICRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 23. 23 • Cobre (Cu) no solo: • Fração mineral ou matéria orgânica; • Ácidos húmicos e fúlvicos; • Deficiência em solos alagados, solos arenosos e elevado pH; • Interação negativa entre altos níveis de N, F, Fe, Zin, AL; • Sulfato de cobre, óxido de cobre, fontes quelatizadas. MICRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 24. 24 • Cobre (Cu) nas plantas: • Absorvido na forma de Cu2+; • Ascendentemente complexados com aminoácidos e proteínas; • Atua na fotossíntese, formação de citocromo, formação do grão de pólen; • Amarelecimento e o murchamento nas folhas. MICRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 25. 25 • Ferro (Fe) no solo: • Micronutriente em maiores quantidades; • Supercalagem, umidade excessiva, excesso de P; • Fe reduz a disponibilidade de P; • Sulfato ferroso, sulfato férrico e fontes quelatizadas. MICRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 26. 26 • Ferro (Fe) nas plantas: • Absorvido na forma Fe2+; • Mn por causar inibição competitiva; • Transporte pelo citrato, pouco móvel no floema; • Atua na oxirredução ligado a enzimas, síntese da clorofila e metabolismo. MICRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 27. 27 • Manganês (Mn) no solo: • Maiores teores, favorece a oxirredução; • Deficiente em solos orgânicos, alagados e alcalinos; • Sulfato e óxido de manganoso e fontes quelatizadas. MICRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 28. 28 • Manganês (Mn) nas plantas: • Absorvido na forma de Mn2+; • Transporte via xilema e complexado com ácidos orgânicos; • Clorose internerval em folhas novas e diminuição de fixação de CO2. MICRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 29. 29 • Molibdênio (Mo) no solo: • Encontrados nas formas MoO4 2- ou HMoO4 -; • Molibdato de sódio, paramolibdato de amônio e óxido de molibdato; • Adubação em tratamento de sementes e aplicação foliar. MICRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 30. 30 • Molibdênio (Mo) nas plantas: • Transportado e redistribuído na forma de MoO4 2-; • Pouca mobilidade no floema; • Participação no ciclo do nitrogênio; • Deficiência semelhante a do N. MICRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 31. 31 • Níquel (Ni) no solo: • Teor proporcional ao teor de argila e CTC; • Teor inversamente proporcional ao pH; • Competição de adsorção com Fe, Zn, e Cu. MICRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 32. 32 • Níquel (Ni) nas plantas: • Absorvido na forma de Ni2+ ou quelatizada com compostos orgânicos; • Transportados via xilema e móvel via floema; • Auxilia na síntese de etileno e germinação das raízes; • Excesso pode causar toxidez e menor desenvolvimento da raiz. MICRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 33. 33 • Zinco (Zn) no solo: • Não sofre oxirredução e limita a produção; • Interação negativa entre Zn e P; • Sulfato de zinco, óxido de zinco e fontes quelatizadas. MICRONUTRIENTES Fonte: Canva, 2023.
  • 34. 34 • Zinco (Zn) nas plantas: • Sofre inibição competitiva com o Cu2+; • Transporte via xilema e complexado com molato e citrato; • Crescimento, funcionamento às enzimas; • Deficiência folhas verde pálido e entrenós curtos. MICRONUTRIENTES Fonte: Stoller, 2023.
  • 36. Entre em contato conosco: geagraufg.wordpress.com geagracontato@gmail.com GEAGRA UFG @geagraufg UNINDO CONHECIMENTO EM PROL DA AGRICULTURA! DINÂMICA DOS MACRO E MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA pablosoaresdm@hotmail.com