SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
MIKAELA DA SILVA TAVARES
MECANISMO DE AÇÃO DOS INSETICIDAS
PRINCIPAIS PRODUTOS.
HISTÓRICO DE RESISTÊNCIA;
SELETIVIDADE E
ALVOS;
AGONISTAS DO HORMÔNIO
JUVENIL;
INIBIDORES DA
SÍNTESE DE
QUITINA;
INIBIDORES DA
ACETILCOLINESTERASE;
INSETICIDAS;
SUMÁRIO
2
MECANISMO DE AÇÃO
X
MODO DE AÇÃO
3
MECANISMO DE AÇÃO X MODO DE AÇÃO
4
MECANISMO DE AÇÃO MODO DE AÇÃO
Como a substância afeta um alvo
específico no organismo;
Microscópico. Macroscópico.
Como o produto causa mortalidade;
5
INSETICIDAS
6
INSETICIDAS
Fonte:
Canva,
2023.
• Compostos químicos e biológicos;
• Controla ou neutraliza insetos-praga;
• Atua no sistema nervoso, reprodutivo, respiratório ou na estrutura física dos insetos.
• Compostos químicos:
⚬ Organofosforados;
⚬ Benzoilureias;
⚬ Piriproxifem.
INIBIDORES DA
ACETILCOLINESTERASE
7
• Compostos químicos;
• Amplamente utilizados;
• Atua no sistema nervoso;
• Inibe a enzima acetilcolinesterase.
• Podem ser encontrados em forma de:
⚬ pó;
⚬ líquido;
⚬ aerossóis;
⚬ grânulos.
8
ORGANOFOSFORADOS
Acetilcolinesteras
e
(AChE)
Organofosforado
inibe
9
MECANISMO DE AÇÃO
Acetilcolina
Fonte:
elaborado
por
Mikaela
Tavares,
2023.
quebra
MECANISMO DE AÇÃO
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
Acetilcolina
ilcolina
ilcolina
tilcolina
ilcolina
ilcolina
tilcolina
ilcolina
Ac
Ac
Ac
Ac
Ac
Ac
Ac
Acetilcolina
FAZENDO ANALOGIA!
10
Acetilcolinesterase
(AChE)
Organofosforado
Fonte: Elaborado por Mikaela Tavares, 2023.
MODOS DE AÇÃO
Fonte: CHBAGRO, 2020.
11
Fonte: Embrapa, 2020. Adaptado por Mikaela Tavares, 2023.
Piretróides
12
SELETIVIDADE
Respiração
Digestivo
Indefinido
Benzoilureias
Diacilhidrazinas
Clorfenapyr
Baculovírus
Bt
Spinosad
Indoxacard
Diaminas
Carbamatos
Fosforados
Piretróides
13
PRODUTOS E INGREDIENTES ATIVOS
R$ 670,00/10 Kg
Perito
Ingrediente ativo: Acefato;
Formulação: grânulo solúvel.
Capataz
Ingrediente ativo: Clorpirifós;
Formulação: concentrado emulsionável.
Fonte: Agrofy, 2023. Fonte: Ourofino agrociência, 2023.
14
Fonte: Bula - Nortox, adaptado por Mikaela Tavares, 2023.
ALVOS
R$ 82,00/Kg
TOXICIDADE
15
Fonte:
Elaborado
por
Mikaela
Tavares,
2023.
TÓXICO ANTIBIÓTICO
SINTOMAS
RESISTÊNCIA
2015
Haematobia irritans
(mosca-dos-chifres)
Zonas rurais, SP
Fonte:
Canva,
elaborado
por
Mikaela
Tavares,
2023.
16
1997
Culex quinquefasciatus
(pernilongo), rio Pinheiros,
em São Paulo
2002
Leucoptera coffeella
(bicho-mineiro), zona
da mata mineira,
Minas Gerais
2006
Aedes aegypti
(mosquito da dengue)
Paraíba
INIBIDORES DA
SÍNTESE DE QUITINA
17
BENZOILUREIAS
18
•Fisiológicos;
•São inibidores da enzima quitina sintetaze;
•Afetam principalmente estágios juvenis;
•Ocorre durante o processo de muda.
Fonte: Syngenta Digital, 2023.
BENZOILUREIAS
NÃO TRATADO TRATADO
Fonte: Entomologia aplicada, 2018.
Fonte: Syngenta Digital, 2023.
18
19
Fonte: Mais soja, 2021.
MECANISMO DE AÇÃO
20
PROCESSO DE MUDA
Fonte:
TV
INCRÍVEL,
2023.
PROCESSO DE MUDA
Fonte: Mônica Debortoli, 2013.
NÃO TRATADA
Fonte: Thiago Alpino, 2022.
TRATADA
21
22
PROCESSO DE MUDA
Fonte:
Robson
Thomas
Thuler,
2020.
MODOS DE AÇÃO
Fonte: CHBAGRO, 2020.
23
24
PRODUTOS E INGREDIENTES ATIVOS
Match
EC
Ingrediente ativo: Lufenuron;
Certer
o
Ingrediente ativo: Triflumuron;
Formulação: concentrado emulsionável. Formulação: suspensão concentrada.
Fonte: Syngenta Floresta, 2023. Fonte: Agro Bayer, 2023.
25
Fonte: Adapar, adaptado por Mikaela Tavares, 2023.
ALVOS
Fonte:
Nordeste
Atacado,
2022.
R$ 175,00/L
SELETIVIDADE
26
Respiração
Digestivo
Indefinido
Benzoilureias
Diacilhidrazinas
Clorfenapyr
Baculovírus
Bt
Spinosad
Indoxacard
Diaminas
Carbamatos
Fosforados
Piretróides
Fonte: Embrapa, 2020. Adaptado por Mikaela Tavares, 2023.
RESISTÊNCIA
27
2020
Chrysodeixis Includens
(lagarta-falsa-medideira),
em São Paulo
Fonte:
Canva,
elaborado
por
Mikaela
Tavares,
2023.
AGONISTAS DO
HORMÔNIO JUVENIL
28
28
PIRIPROXIFEM
•Atinge sistema fisiológico;
•Pouco utilizados.
Fonte: Canva, 2023.
29
MECANISMO DE AÇÃO
•Imitam hormônio juvenil;
•Prolonga o estágio juvenil e impede que atinjam a fase adulta.
Fonte: Canva, 2023.
30
MECANISMO DE AÇÃO
Fonte: Grama legal, 2023.
31
MECANISMO DE AÇÃO
Fonte: Folhetim BASF (1988), 2023.
LAGARTAS AFETADAS
Spodoptera frugiperda
(Lagarta-do-cartucho)
Fonte: Presente Rural, 2023.
Spodoptera litura
(Lagarta-desfolhadora)
Fonte: Nature Love, 2023.
32
PRINCIPAL ALVO
Fonte: BioDiversity, 2011. Fonte: BioDiversity, 2011.
Bemisia tabaci
(mosca-branca)
33
34
PRODUTOS E INGREDIENTES ATIVOS
Tiger 100 EC
Ingrediente ativo: Piriproxifem;
Piriproxifen
Nortox
Ingrediente ativo: Piriproxifem;
Formulação: concentrado emulsionável. Formulação: concentrado emulsionável.
Fonte: Fonte Ihara, 2023. Fonte: Nortox, 2023.
35
Fonte: Adapar, adaptado por Mikaela Tavares, 2023.
ALVOS
Fonte:
Akcelo
Nortox,
2023.
SELETIVIDADE
36
Respiração
Digestivo
Indefinido
Benzoilureias
Diacilhidrazinas
Clorfenapyr
Baculovírus
Bt
Spinosad
Indoxacard
Diaminas
Carbamatos
Fosforados
Piretróides
Fonte: Embrapa, 2020. Adaptado por Mikaela Tavares, 2023.
Piriproxifem
MODOS DE AÇÃO
37
Fonte: CHBAGRO, 2020.
RESISTÊNCIA
38
Fonte:
Canva,
elaborado
por
Mikaela
Tavares,
2023.
CURIOSIDADE
39
Fonte: Hortify Rural, 2020.
CURIOSIDADE
40
Fonte: Canal Rural, 2023. Adaptado por Mikaela Tavares, 2023.
QUIZ
41
O ORGANOFOSFORADO ATINGE PRINCIPALMENTE O
SISTEMA FISIOLÓGICO DOS INSETOS
42
Organofosforados atingem o sistema nervoso do inseto
AS BENZOILUREIAS ATINGEM O INSETO INIBINDO O
FUNCIONAMENTO CORRETO DA ENZIMA
ACETILCOLINESTERASE
43
Organosfosforados são os responsáveis por isso.
Benzoilureias agem no sistema fisiológico da praga.
OS AGONISTAS DO HORMÔNIO JUVENIL IMPEDEM QUE
ACONTEÇA A METAMORFOSE
44
Prologam o estágio juvenil, impedindo com que a
metamorfose ocorra.
QUANDO ORGANOFOSFORADO ENTRA EM CONTATO COM A
ACETILCOLINA, CAUSA UM ACÚMULO DA ENZIMA
ACETILCOLINESTERASE NO ORGANISMO
45
O organofosforado se liga com a acetilcolinesterase,
causando acúmulo de acetilcolina
Entre em contato conosco:
geagraufg.wordpress.com
geagracontato@gmail.com
GEAGRA UFG
@geagraufg
UNINDO CONHECIMENTO EM PROL DA AGRICULTURA!
MECANISMO DE AÇÃO DOS INSETICIDAS
mikaelatavares@discente.ufg.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Manejo de Lagartas e Percevejos no Milho
Manejo de Lagartas e Percevejos no MilhoManejo de Lagartas e Percevejos no Milho
Manejo de Lagartas e Percevejos no Milho
Geagra UFG
 
Apresentação Aspectos Fisiológicos da Cultura da Soja
Apresentação   Aspectos Fisiológicos da Cultura da SojaApresentação   Aspectos Fisiológicos da Cultura da Soja
Apresentação Aspectos Fisiológicos da Cultura da Soja
Gustavo Avila
 
Manejo de doenças na soja
Manejo de doenças na soja Manejo de doenças na soja
Manejo de doenças na soja
Geagra UFG
 
Mecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidasMecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidas
Geagra UFG
 

Mais procurados (20)

MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NA SOJA
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NA SOJA MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NA SOJA
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NA SOJA
 
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
 
Posicionamento de inseticidas na cultura da soja
Posicionamento de inseticidas na cultura da sojaPosicionamento de inseticidas na cultura da soja
Posicionamento de inseticidas na cultura da soja
 
Manejo de Lagartas e Percevejos no Milho
Manejo de Lagartas e Percevejos no MilhoManejo de Lagartas e Percevejos no Milho
Manejo de Lagartas e Percevejos no Milho
 
HERBICIDAS (INIBIDORES DE ACCase, FOTOSSISTEMA I e FOTOSSISTEMA II)
HERBICIDAS (INIBIDORES DE ACCase, FOTOSSISTEMA I e FOTOSSISTEMA II)HERBICIDAS (INIBIDORES DE ACCase, FOTOSSISTEMA I e FOTOSSISTEMA II)
HERBICIDAS (INIBIDORES DE ACCase, FOTOSSISTEMA I e FOTOSSISTEMA II)
 
Fungicidas
FungicidasFungicidas
Fungicidas
 
Fenologia e fisiologia da cultura da soja
Fenologia e fisiologia da cultura da soja Fenologia e fisiologia da cultura da soja
Fenologia e fisiologia da cultura da soja
 
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO ALGODOEIRO
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO ALGODOEIROMANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO ALGODOEIRO
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NO ALGODOEIRO
 
Herbicidas
HerbicidasHerbicidas
Herbicidas
 
Plantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controlePlantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controle
 
Apresentação Aspectos Fisiológicos da Cultura da Soja
Apresentação   Aspectos Fisiológicos da Cultura da SojaApresentação   Aspectos Fisiológicos da Cultura da Soja
Apresentação Aspectos Fisiológicos da Cultura da Soja
 
Tecnologia de Aplicação
Tecnologia de AplicaçãoTecnologia de Aplicação
Tecnologia de Aplicação
 
Manejo de doenças na soja
Manejo de doenças na soja Manejo de doenças na soja
Manejo de doenças na soja
 
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJA
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJAMANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJA
MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS NA SOJA
 
Manejo de plantas daninhas na soja
 Manejo de plantas daninhas na soja Manejo de plantas daninhas na soja
Manejo de plantas daninhas na soja
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS NO FEIJÃO
 
Nutrição mineral na cultura do milho
Nutrição mineral na cultura do milhoNutrição mineral na cultura do milho
Nutrição mineral na cultura do milho
 
Fungicidas no Algodão
Fungicidas no AlgodãoFungicidas no Algodão
Fungicidas no Algodão
 
Plantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
Plantas Daninhas na cultura do AlgodoeiroPlantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
Plantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
 
Mecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidasMecanismos de ação de herbicidas
Mecanismos de ação de herbicidas
 

Semelhante a Mecanismo de ação de inseticidas........

Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Geagra UFG
 
Mecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidasMecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidas
Geagra UFG
 
Mecanismo de Ação de Herbicidas
Mecanismo de Ação de HerbicidasMecanismo de Ação de Herbicidas
Mecanismo de Ação de Herbicidas
Geagra UFG
 
SLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptx
SLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptxSLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptx
SLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptx
Geagra UFG
 
Antibióticos - mecanismo de ação
Antibióticos - mecanismo de açãoAntibióticos - mecanismo de ação
Antibióticos - mecanismo de ação
Safia Naser
 

Semelhante a Mecanismo de ação de inseticidas........ (20)

Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
 
Mecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidasMecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidas
 
Mecanismo de Ação de Herbicidas
Mecanismo de Ação de HerbicidasMecanismo de Ação de Herbicidas
Mecanismo de Ação de Herbicidas
 
SLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptx
SLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptxSLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptx
SLIDE GUIA GEAGRA 2023.1.pptx
 
Manejo de cigarrinha, enfezamento, raiado e mosaico no milho.
Manejo de cigarrinha, enfezamento, raiado e mosaico no milho.Manejo de cigarrinha, enfezamento, raiado e mosaico no milho.
Manejo de cigarrinha, enfezamento, raiado e mosaico no milho.
 
ENTRAVES FITOSSANITÁRIOS NA AGRICULTURA
ENTRAVES FITOSSANITÁRIOS NA AGRICULTURAENTRAVES FITOSSANITÁRIOS NA AGRICULTURA
ENTRAVES FITOSSANITÁRIOS NA AGRICULTURA
 
Inseticidas 1
Inseticidas 1 Inseticidas 1
Inseticidas 1
 
Caracterização de Produtos Químicos - Fungicidas
Caracterização de Produtos Químicos - Fungicidas Caracterização de Produtos Químicos - Fungicidas
Caracterização de Produtos Químicos - Fungicidas
 
Antibióticos - mecanismo de ação
Antibióticos - mecanismo de açãoAntibióticos - mecanismo de ação
Antibióticos - mecanismo de ação
 
Herbicidas inibidores da_als_protox_e_auxina
Herbicidas inibidores da_als_protox_e_auxinaHerbicidas inibidores da_als_protox_e_auxina
Herbicidas inibidores da_als_protox_e_auxina
 
Fungicidas Sistêmicos
Fungicidas SistêmicosFungicidas Sistêmicos
Fungicidas Sistêmicos
 
MANEJO DO BICUDO NO ALGODOEIRO E ALTERNATIVAS DE CONTROLE
MANEJO DO BICUDO NO ALGODOEIRO E ALTERNATIVAS DE CONTROLEMANEJO DO BICUDO NO ALGODOEIRO E ALTERNATIVAS DE CONTROLE
MANEJO DO BICUDO NO ALGODOEIRO E ALTERNATIVAS DE CONTROLE
 
Proteínas, Enzimas e Aminoácidos de Origem Microbiana
Proteínas, Enzimas e Aminoácidos de Origem MicrobianaProteínas, Enzimas e Aminoácidos de Origem Microbiana
Proteínas, Enzimas e Aminoácidos de Origem Microbiana
 
Aula 1 qf
Aula 1 qfAula 1 qf
Aula 1 qf
 
1ª aula.pptx
1ª aula.pptx1ª aula.pptx
1ª aula.pptx
 
Ems cont biol_ivan_cruz
Ems cont biol_ivan_cruzEms cont biol_ivan_cruz
Ems cont biol_ivan_cruz
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS NO ALGODOEIRO
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS NO ALGODOEIROMANEJO DE PLANTAS DANINHAS NO ALGODOEIRO
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS NO ALGODOEIRO
 
Apresentação bovinos aditivos e ionóforos
Apresentação bovinos   aditivos e ionóforosApresentação bovinos   aditivos e ionóforos
Apresentação bovinos aditivos e ionóforos
 
Textoagripoint mod5
Textoagripoint mod5Textoagripoint mod5
Textoagripoint mod5
 
Inseticidas: reguladores de crescimento e organofosforado
Inseticidas: reguladores de crescimento e organofosforadoInseticidas: reguladores de crescimento e organofosforado
Inseticidas: reguladores de crescimento e organofosforado
 

Mais de Geagra UFG

Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Geagra UFG
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
Geagra UFG
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
Geagra UFG
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
Geagra UFG
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
Geagra UFG
 
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptxinoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
Geagra UFG
 
SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx
SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptxSLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx
SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx
Geagra UFG
 

Mais de Geagra UFG (20)

MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
 
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARESBIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
 
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptxMACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
 
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
 
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
 
Colheita e armazenamento da soja........
Colheita e armazenamento da soja........Colheita e armazenamento da soja........
Colheita e armazenamento da soja........
 
Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............
 
Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
 
Tecnologia de aplicação
Tecnologia de aplicaçãoTecnologia de aplicação
Tecnologia de aplicação
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
 
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptxinoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
inoculantes_coinoculantes_e_adubaASSAPSo_foliar.pptx
 
Correção do solo e adubação na soja
Correção do solo e adubação na sojaCorreção do solo e adubação na soja
Correção do solo e adubação na soja
 
SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx
SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptxSLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx
SLIDE DINÂMICA DOS NUTRIENTES OF.pptx
 
BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA
BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA
BIOTECNOLOGIA E RECOMENDAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA
 

Último

PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
HELLEN CRISTINA
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
HELLEN CRISTINA
 

Último (14)

CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxCEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
 
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxapresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
 
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAÁrea de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
 
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
 
avaliação pratica .pdf
avaliação pratica                      .pdfavaliação pratica                      .pdf
avaliação pratica .pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPSEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
 
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfApresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
 
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
 
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdfAruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
 
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfFazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
 
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
 
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
 
poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024
 

Mecanismo de ação de inseticidas........