Manejo Integrado de Pragas

12.394 visualizações

Publicada em

Material elaborado pelo presidente do CCAS José Otávio Menten e por Patrícia Kreyci pela USP sobre o tema Manejo Integrado de Pragas.

0 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.394
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.590
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
756
Comentários
0
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manejo Integrado de Pragas

  1. 1. J. O. Menten, P. KreyciMANEJO INTEGRADO DE PRAGASComissão de Educação Sanitária em Defesa Agropecuária no Estado de São Paulo – CESESP
  2. 2. AGENDA1. AGRICULTURA2. PRAGAS AGRÍCOLAS3. MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS
  3. 3. OS SOLOS LIMITAM A AGRICULTURAPorcentagens da área mundial totalApenas 11% dos solos do mundo podem ser cultivadossem necessidade de irrigação, drenagem ou outrasmelhorias (cerca de 1,6 bilhões de ha)Com problemas químicosMuito rasoMuito úmidoPermanentementegeladoSem limitaçõesMuito seco
  4. 4. DESAFIO VITAL POPULAÇÃO DA TERRA7 Bilhões 9 Bilhões  + 70% ALIMENTOS40 ANOS CRESCIMENTO DA DEMANDA POR ALIMENTOS MAIOR QUECAPACIDADE DE PRODUÇÃO. LIMITAÇÃO DE RECURSOS NATURAIS: SOLO E ÁGUAÁREA CULTIVÁVEL1960  1 HA  2 PESSOAS2025  1 HA  5 PESSOASFonte: Banco MundialALIMENTOS
  5. 5. PRODUÇÃO VEGETALÁREA CULTIVADARENDIMENTORENDIMENTO INFLUENCIADO POR 3 TIPOS DE FATORES1) DETERMINANTES Características genéticas plantaSOLOLUZ SOLARPotencial deRendimento2) LIMITANTES ÁGUANUTRIENTESACIDEZ DO SOLO3) REDUTORES PRAGAS
  6. 6. HOMEM: NÔMADE  SEDENTÁRIOFLORESTA  CLAREIRA  AGRICULTURA  EXPLORAÇÃO ATÉ EXAUSTÃO ABANDONO  NOVA CLAREIRA NA FLORESTA  ........... SISTEMA NÃO SUSTENTÁVELAGRICULTURA SUSTENTÁVEL EXPLORAÇÃO “PARA SEMPRE” DA MESMAÁREA BPA  AUMENTO DA PRODUTIVIDADE NÃO OCORRE EXAUSTÃO / DEGRADAÇÃO / ABANDONO DA ÁREA
  7. 7. ECOSSISTEMAdiversificadoEstávelNATURALSUSTENTÁVELFRÁGILINSTÁVEL SIMPLIFICADOAGRICULTURAPRODUTIVASUSTENTÁVELTECNOLOGIA APLICAÇÃO DE CONHECIMENTOSCIENTÍFICOS A PROCESSO PRODUTIVOSAGROECOSSISTEMAPRAGAS
  8. 8. MANEJO SUSTENTÁVEL DE PRAGAS DOS VEGETAISPRAGAS SERES VIVOS NOCIVOSAOS VEGETAIS OUPRODUTOS VEGETAIS- INSETOS E ÁCAROS- FUNGOS, BACTÉRIAS, VÍRUS E NEMATÓIDES- PLANTAS INVASORASIMPEDEM A EXPRESSÃO DO RENDIMENTO PRODUÇÃODEFESA VEGETAL
  9. 9. Danos de 40%• 100.000 espécies de fungosfitopatogênicos• 30.000 espécies de plantas daninhas• 10.000 espécies de insetos herbívoros.• 15.000 espécies de nematóides fitófagosDEFESA VEGETAL
  10. 10. DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICOAS PRAGAS EXISTEM PORQUE OHOMEM PROPORCIONOU CONDIÇÕESFAVORÁVEIS PARA QUE SE TORNASSEMPROBLEMAS CONCENTRAÇÃO DE HOSPEDEIRO DESTRUIÇÃO DE INIMIGOS NATURAIS SELEÇÃO DE LINHAGENS RESISTENTES INTRODUÇÃO DE PRAGAS EXÓTICAS
  11. 11. DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS PRAGASCO-EVOLUÇÃO COM HOSPEDEIROS1) CENTRO DE ORIGEM DAS ESPÉCIES2) CENTRO DE DIVERSIFICAÇÃO DAS ESPÉCIES3) INTECÂMBIO DE MATERIAIS VEGETAISINTRODUÇÃO NOVAS PRAGAS
  12. 12. ESPÉCIES DE PLANTAS NÚMEROExistentes no mundo 300.000 – 500.000Descritas / identificadas 270.000Comestíveis 39.000Cultivadas / coletadas(Alimentação / uso industrial)7.000Arroz 26%Trigo 23%Milho 7%EXPLORAÇÃO DA DIVERSIDADE VEGETAL
  13. 13. Espécies cultivadas no Brasil * 180Grandes culturas 50Hortaliças 35Frutíferas 30Aromáticas 15Forrageiras / Adubos verdes 15Ornamentais 15Medicinais 10Florestais 10EXPLORAÇÃO DA DIVERSIDADE VEGETAL* maioria exóticas
  14. 14. Produção semproteção do cultivoDanos reais apesarda proteção decultivosPlantas daninhas13,2%Insetos + ácaros15,6%Fitopatógenos 13,3%Danos evitadospela proteçãodos cultivos(produtosfitossanitários)Plantas daninhas16,4%Insetos + ácaros7,1%Fitopatógenos 4,2%DANOS NA PRODUÇÃO AGRÍCOLA MUNDIAL POR PRAGASDANOS NA PRODUÇÃO AGRÍCOLAMUNDIAL POR PRAGAS
  15. 15. 1. REQUEIMA DA BATATA• Irlanda: 1845• 80% danos• 2.000.000 mortos2. FERRUGEM DO CAFÉ• Ceilão: 1835-1870• Substituição pelo chá3. FOME DE BENGALA• Índia: 1942• 2.000.000 mortosPRAGAS NO MUNDO
  16. 16. PRAGAS NO BRASIL 1880 – GAFANHOTOS (PB,RN) 1905 - MOSCA DAS FRUTAS 1920 – MAL DO PANAMÁ DA BANANEIRA 1922 - MOSAICO DA CANA 1934 – MAL DAS FOLHAS DA SERINGUEIRA 1938-46 – GAFANHOTOS (S, SE) 1939-49 – TRISTEZA DOS CITROS 1946 - CARVÃO DA CANA 1957 – CANCRO CÍTRICO (PRES. PRUDENTE – SP) 1970 - FERRUGEM DO CAFEEIRO 1976 - MOKO DA BANANEIRA (AM, N) 1983 - BICUDO DO ALGODOEIRO (SP, PB) 1984 - GAFANHOTOS (MT)
  17. 17. PRAGAS NO BRASIL 1987 – CVC (CLOROSE VARIEGADA DO CITROS)1988 - VESPA DA MADEIRA (S) 1989 - CANCRO DA HASTE DA SOJA (PR) 1991 - MARIPOSA DAS ROSÁCEAS (S) 1992 - NEMATÓIDE DO CISTO DA SOJA (MG, MT, MS, GO, SP) 1996 - MINADOR DA FOLHA DOS CITROS 1996 - MOSCA BRANCA RAÇA B 1998 - SIGATOKA NEGRA (AM, AL) 2001 – FERRUGEM ASIATICA DA SOJA 2002 – HLB – GREENING DO CITROS 2004 – MOFO BRANCO DA SOJA 2009 – FERRUGEM ALARANJADA DA CANA 2009 – MANCHA ALVO DA SOJA
  18. 18. DEFESA FITOSSANITÁRIASALVAGUARDAR A PRODUÇÃO AGRÍCOLA DOS DANOSCAUSADOS POR PRAGASMANEJO INTEGRADO (MIP)PIMANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS SEMPRE EXISTIU, PORÉM DE MANEIRADESORDENADA E INDISCIPLINADAPRODUÇÃO INTEGRADANÃO SE DEVE COMBATER AS PRAGAS E SIM MANEJÁ-LASÉ NECESSÁRIO PRESERVAR OS INIMIGOS NATURAIS
  19. 19. 1950 → “SEMENTE” DO MIP → “DIVISOR DE ÁGUAS”• INTEGRAÇÃO CONTROLE QUÍMICO COM BIOLÓGICO• SOLUCIONAR CONFLITO INSETICIDA X AÇÃO DOSINIMIGOS NATURAIS
  20. 20. 1950 → “SEMENTE” DO MIP → “DIVISOR DE ÁGUAS”ControleNaturalMétodosdeamostragensNíveiseconômicosBiologia/EcologiadoInsetoManejo Integrado de PragasControle CulturalControle BiológicoControle QuímicoControle LegislativoMIPControle Físico-MecânicoResistência de PlantasFonte: Watson et. al, 1975MANEJO INTEGRADO
  21. 21. MANEJO (CONTROLE) INTEGRADO DE PRAGASUTILIZAÇÃO DE DIVERSOS MÉTODOS E MEDIDAS DEMANEJO, SIMULTANEAMENTE OU EM SEQUÊNCIAPRAGAS → COMPONENTES DO AGROECOSSISTEMAMANTER POPULAÇÃO ABAIXO DO NÍVEL OU LIMIAR DE DANOECONÔMICOOTIMIZAÇÃOMÁXIMO RENDIMENTO / QUALIDADEMÍNIMO IMPACTO AMBIENTALECONOMICAMENTE VIÁVELACEITO PELA SOCIEDADEAGRICULTURA SUSTENTÁVEL
  22. 22. IMPORTÂNCIA DAS PRAGASDANOSPaísesDesenvolvidosPaíses emdesenvolvimentoINSETOS9% 38%DOENÇAS 14% 27%
  23. 23. QuímicoFERRAMENTAS DE MANEJO
  24. 24. 1950 → “SEMENTE” DO MIP → “DIVISOR DE ÁGUAS”MÉTODOS1. LEGISLATIVOEvitar Introdução (Exclusão)Erradicação2. GENÉTICOCultivares resistentesCultivares tolerantes3. CULTURALRotação de culturasMaterial de PropagaçãoSadioLocal e Época de CultivoNutrição de PlantaIrrigação4. MECÂNICOCapinaEsmagamento de insetosMANEJO (CONTROLE) DE PRAGAS
  25. 25. 1950 → “SEMENTE” DO MIP → “DIVISOR DE ÁGUAS”5. FÍSICO / MECÂNICOTratamento térmicoRefrigeraçãoCapina manual ou mecânicaEsmagamento de insetosRadiações6. BIOLÓGICOPredaçãoParasitismoAntibioseCompetição7. COMPORTAMENTOAtraentes e repelentesHormôniosEsterilização8. QUÍMICOProdutos fitossanitáriosMÉTODOSMANEJO (CONTROLE) DE PRAGAS
  26. 26. CUMPRINDO AS EXIGÊNCIAS DE UMAPRODUÇÃO SUSTENTÁVELAlimentar o mundo tem sido possível devido àtecnologia agrícola.•Dr. Norman Borlaug ,‘Pai da Revolução Verde’;Ganhador do Prêmio Nobel da Paz.
  27. 27. Obrigado!jomenten@usp.brpatricia.kreyci@usp.br

×