Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.

3.779 visualizações

Publicada em

Explicar as principais sensações e percepções dos Espíritos.Propiciar conhecimentos da vida no Mundo Espiritual.

Publicada em: Espiritual

Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.

  1. 1. Programa Complementar SENSAÇÕES E PERCEPÇÕES DOS ESPÍRITOS
  2. 2. MÓDULO I : Vida no mundo espiritual • ROTEIRO 3 : Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos OBJETIVO GERAL: • Propiciar conhecimentos da vida no Mundo Espiritual. OBJETIVO ESPECÍFICO: • Explicar as principais sensações e percepções dos Espíritos. Palavras chaves: Kardecismo. Espiritismo. Morte. Vida espiritual. Alma. Corpo. Sensações e Percepções dos Espíritos .
  3. 3. • O corpo é instrumento da dor. • Se não é a causa primária desta é, pelo menos, a causa imediata. • A alma tem a percepção da dor: essa percepção é o efeito.
  4. 4. • A lembrança que da dor a alma conserva pode ser muito penosa, mas não pode ter ação física. • De fato, nem o frio, nem o calor são capazes de desorganizar os tecidos da alma, que não é suscetível de congelar-se, nem de queimar-se. [...]
  5. 5. Toda gente sabe que aqueles a quem se amputou um membro costumam sentir dor no membro que lhes falta. Certo que aí não está a sede, ou, sequer, o ponto de partida da dor. O que há, apenas, é que o cérebro guardou desta a impressão. Lícito, portanto, será admitir-se que coisa análoga ocorra nos sofrimentos do Espírito após a morte.
  6. 6. Também não sofre mais no inverno do que no verão: temo-los visto atravessar chamas, sem experimentarem qualquer dor. Nenhuma impressão lhes causa, conseguintemente, a temperatura. Liberto do corpo, o Espírito pode sofrer, mas esse sofrimento não é corporal, embora não seja exclusivamente moral, como o remorso, pois que ele se queixa de frio e calor.
  7. 7. • Sabemos que no Espírito há percepção, sensação, audição, visão; que essas faculdades são atributos do ser todo e não, como no homem, de uma parte apenas do ser; mas, de que modo ele as tem? IGNORAMO-LO.
  8. 8. Dizendo que os Espíritos são inacessíveis às impressões da matéria que conhecemos, referimo-nos aos Espíritos muito elevados, cujo envoltório etéreo NÃO ENCONTRA ANALOGIA NESTE MUNDO.
  9. 9. • Outro tanto não acontece com os de perispírito mais denso, os quais percebem os nossos sons e odores, não, porém, apenas por uma parte limitada de suas individualidades, conforme lhes sucedia quando vivos [encarnados]. • Eles ouvem o som da nossa voz, entretanto nos compreendem sem o auxílio da palavra, somente pela transmissão do pensamento.
  10. 10. • Pelo que concerne à vista, essa, para o Espírito, independe da luz, qual a temos. • A faculdade de ver é um atributo essencial da alma, para quem a obscuridade não existe. • É, contudo, mais extensa, mais penetrante nas mais purificadas. • A alma, ou o Espírito, tem, pois, em si mesma, a faculdade de todas as percepções.
  11. 11. • Os Espíritos possuem todas as percepções que tinham na Terra, porém em grau mais alto, porque as suas faculdades não estão amortecidas pela matéria; eles têm sensações desconhecidas por nós, veem e ouvem coisas que os nossos sentidos limitados nos não permitem ver nem ouvir. • Para eles não há obscuridade, excetuando-se aqueles que, por punição, se acham temporariamente nas trevas.
  12. 12. 3. REFERÊNCIAS 1. KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Tradução de Guillon Ribeiro. 91.ed. Rio de Janeiro: FEB, 2007, questão 257, comentário, p. 188-189. 2. ______. p. 189-190. 3. ______. p. 190-191. 4. ______. p. 192. 5. ______. O que é o espiritismo. Tradução de Guillon Ribeiro. 55.ed. Rio de Janeiro: FEB, 2006. Cap. 2 (Noções elementares de Espiritismo), item 17 (Dos Espíritos), p. 172. 6. ______. Revista espírita. Jornal de estudos psicológicos. Ano 1858. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. Poesias traduzidas por Inaldo Lacerda Lima. Rio de Janeiro: FEB, 2004. Ano I, dezembro de 1858, n.º 12, Item: Sensações dos espíritos, p.498. 7. ______. p. 499.
  13. 13. • A MORTE DE DIMAS O PROCESSO DE DESENCARNAÇÃO Caso de André Luiz - Curta Metragem Espírita. Publicado em 22 de mai de 2013. • COMO OCORRE A MORTE? Este é um curta metragem espírita baseado no livro Obreiros da Vida Eterna, de André Luiz, editora FEB, que narra o processo de desencarnação de Dimas. Em https://www.youtube.com/watch?v= o9xtfz76PEg • Duas semanas antes de desencarnar, Dra. Marlene Nobre presidente da AME - Associação dos Médicos Espíritas do Brasil deixou gravado entrevista com a jornalista Miriam Portela para o seu programa "PORTAL DE LUZ" apresentado semanalmente na TV Aberta canal 9 da NET São Paulo, onde falou sobre o momento da desencarnação, assunto do último livro que escreveu editado pela Fé Editora. • Programa gravado antes do dia 5/1/2015, data da morte da Dra Marlene Nobre. Em: https://www.youtube.com/watch?v=HpL7 12XwqsE - Publicado em 14 de jan de 2015
  14. 14. • Vida e Doutrina - Experiência de quase morte. Federação Espírita Brasileira • Em: https://www.youtube.com/watch?v=it-z0nVDdNA
  15. 15. Muito obrigada! 2015

×