Successfully reported this slideshow.
Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
Objetivos     Oferecer condições para o      exercício da mediunidade,      de forma saudável e segura,      em perfeita ...
Objetivos Amparar    Espíritos  em  processo de reencarnação. Contribuir      para       o  desenvolvimento           da...
Conceito       Atividade privativa, na qual se       realiza assistência aos espíritos       necessitados (encarnados ou  ...
Allan Kardec – LM, cap. XXIX         Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
Allan Kardec – LM, cap. XXIX         Reuniões Frívolas Composta por pessoas  com interesses fúteis e  pessoais. Particip...
Allan Kardec – LM, cap. XXIX  Reuniões Experimentais            Tem por principal objetivo             a produção de fenô...
Allan Kardec – LM, cap. XXIX     Reuniões Experimentais Reuniões sérias, dirigidas  por pessoas devidamente  preparadas p...
Allan Kardec – LM, cap. XXIX       Reuniões Instrutivas São reuniões sérias, que tem por objetivo principal a  orientação...
Características das         Reuniões Sérias A influência moral dos participantes garantem  ou não o caráter de seriedade ...
Benefício das reuniões     mediúnicas      Desenvolvimento mediúnico      Conquistar amigos espirituais,       consolida...
Benefício das reuniões     mediúnicas        Possibilidade de serem         esclarecidos, reconfortados,         estimula...
Características dos Participantes         das Reuniões            Estudar muito e sempre             trabalhar pela própr...
Características das Reuniões Sérias     Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
Organização e funcionamento   das reuniões mediúnicas                 PRIVACIDADEA reunião mediúnica deve ser privativa, t...
Nos grupos pequenos há melhor sintonia        vibratória e harmonia de pensamentos.     Uma reunião mediúnica em que seja ...
Organização e funcionamento   das reuniões mediúnicas              REGULARIDADEA reunião será sempre realizada nos dias e ...
Organização e funcionamento   das reuniões mediúnicas  HORÁRIO - DURAÇÃO - FREQUENCIAO tempo total de uma reunião mediúnic...
Organização e funcionamento   das reuniões mediúnicas       LOCAL No Centro Espírita:  ambiente mais  estável que favorec...
Organização e funcionamento   das reuniões mediúnicas                    AMBIENTEA iluminação deve ser graduada para permi...
Organização e funcionamento  das reuniões mediúnicas  PARTICIPANTES DA REUNIÃOO número de participantes depende do  bom se...
Organização e funcionamento   das reuniões mediúnicas            PARTICIPANTES DA REUNIÃO(…) “os componentes da reunião, [...
Organização e funcionamento      das reuniões mediúnicas         PARTICIPANTES DA REUNIÃOConheça as principais atividades...
Organização e funcionamento  das reuniões mediúnicas           Harmonia e amizade entre os            membros da equipe; ...
Organização e funcionamento  das reuniões mediúnicas           Conduta moral sadia           Conhecimento doutrinário;  ...
Organização e funcionamento   das reuniões mediúnicas     RENOVAÇÃO DOS INTEGRANTESA renovação frequente da equipe comprom...
Organização e funcionamento  das reuniões mediúnicas  ASSIDUIDADE E PONTUALIDADE Necessário que o participante da equipe  ...
28Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reuniões Mediúnicas

5.163 visualizações

Publicada em

  • @Leandra Machado Machado Olá cara amiga Leandra, após ler seu artigo e fazer algumas reflexões vim aqui para trazer de maneira sincera e humilde um pouco da minha experiência na área de desenvolvimento mediúnico, espero que algo possa te ajudar... Bem para inicio : Você procurou o dirigente ou coordenador do grupo mediúnico e levantou essas questões com ele ?, caso realmente ele não tenha tomado nenhum tipo de iniciativa com relação a pessoas extranhas adentrando a reunião levando assim o comprometimento do trabalho creio que ai nesse caso realmente seria de levar para a reunião administrativa, porém tratar de uma maneira que possa realmente vir a esclarecer a situação pois em grupos sejam eles quais forem pode haver alguém que possa se melindrar por pequenas questões, devemos ter sempre em mente o bom tratamento com todos sem deixar que o trabalho seja prejudicado por algum tipo de conduta anti-doutrinária – só para constar – Com relação a estudar em casa, minha cara amiga sinceramente creio que nesse caso talvez você devesse analisar melhor e por enquanto seguir seus estudos com o grupo visto que nem sempre o lar é local melhor indicado para desenvolvimento da mediunidade – estudo sim, desenvolvimento creio que é um passo que requer mais cuidado – Digo tudo isto visto que eu mesmo já vi muitas coisas acontecendo na casa espírita e claro que isso nos constrange um pouco é justo, porém antes de sair do grupo analise tudo com a calma necessária e fundamentado sempre na codificação. Mesmo que tudo isso tenha falhado é sempre difícil tomar o caminho de frequentar outro centro, pois muitas das vezes temos naquele primeiro lar sempre um ambiente que nos acolhe de maneira muito boa...porém o trabalho urge e se e somente se for realmente este caso, procure conversar com outros amigos próximos, tomar outras opiniões de pessoas que você tem confiança, lembre-se que em todo lugar sempre há pessoas com problemas assim como nós, pois num mundo de provas e expiações frequentemente iremos lidar com variados tipos de atitudes que de nossa parte exigirá indulgência sincera mais atitude cristã firme nos propósitos de nosso próprio aprimoramento moral. Espero que algo tenha te ajudado, e há sempre livros a serem consultados, cito Dialogo Com As Sombras de Herminio C. de Miranda e o Projeto Manoel Philomeno de Miranda. Muita paz
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Oi amiga! Tenho muitas dúvidas na questão dos participantes de uma mesa, na casa espirita. Fui convidada para educar minha mediunidade pelo mentor espiritual da casa espírita e participo da mesa já ha três anos. Ultimamente vem acontecendo comportamentos de um médium da casa, não tão apreciados por mim. Convidar pessoas que "curiosas" sobre o trabalho, para participarem da mesa? Pessoa que está em tratamento. Não era o que aprendi e o que tenho lido na codificação de Allan Kardec. Comento sobre isso na casa. Mas não estão dando importância. Já saíram três médiuns da casa. Eramos em doze. É o que vejo. A casa não era assim, mas, está desmoronando. Bom, o que quero dizer que, estou perdendo a confiança no trabalho da casa. Mas não a minha FÉ. Jamais! Vou tentar mais uma vez ter uma conversa com a presidente da casa. Caso não, vou continuar os estudos em casa. Não a prática mediúnica mas somente os estudos. Aqui na sua página pude comprovar a seriedade do trabalho de uma casa Espirita Cristã. Obrigada sempre!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Reuniões Mediúnicas

  1. 1. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  2. 2. Objetivos  Oferecer condições para o exercício da mediunidade, de forma saudável e segura, em perfeita harmonia com a Codificação Espírita e com as obras espíritas suplementares de inquestionável valor doutrinário.  Prestar auxílio moral e doutrinário aos Espíritos que sofrem ou que fazem sofrer.Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  3. 3. Objetivos Amparar Espíritos em processo de reencarnação. Contribuir para o desenvolvimento da ciência espírita através de estudos edificantes relacionados à mediunidade, em geral, e ao processo de intercâmbio mediúnico em particular.Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  4. 4. Conceito Atividade privativa, na qual se realiza assistência aos espíritos necessitados (encarnados ou desencarnados), constituída de pessoas, trabalhadores de uma casa espírita, que tenham conhecimento da doutrina, que possuam conduta moral equivalente com o trabalho a ser realizado e que estejam sintonizadas num mesmo objetivo.Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  5. 5. Allan Kardec – LM, cap. XXIX Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  6. 6. Allan Kardec – LM, cap. XXIX Reuniões Frívolas Composta por pessoas com interesses fúteis e pessoais. Participação exclusiva de espíritos levianos e brincalhões. Espíritos elevados não comparecem a atividades dessa natureza. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  7. 7. Allan Kardec – LM, cap. XXIX Reuniões Experimentais  Tem por principal objetivo a produção de fenômenos físicos.  Na época de Kardec, onde esses fenômenos eram mais comuns, se utilizavam desse tipo de reunião para realização de estudos sobre a doutrina dos espíritos. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  8. 8. Allan Kardec – LM, cap. XXIX Reuniões Experimentais Reuniões sérias, dirigidas por pessoas devidamente preparadas produziam fenômenos de materialização. Hoje, não é comum a realização de reuniões dessa natureza nos moldes de antigamente, porém ainda se realizam na forma de doação fluídica, irradiação mental, magnetização da água. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  9. 9. Allan Kardec – LM, cap. XXIX Reuniões Instrutivas São reuniões sérias, que tem por objetivo principal a orientação dos encarnados e desencanados a respeito dos mais diversos assuntos nos campos da ciência, filosofia e moralidade. São dirigidas no plano espiritual por espíritos esclarecidos, que em algumas vezes se comunicam para orientar e esclarecer a respeito do trabalho a ser realizado. É necessário ter cautela a respeito de alguns ensinamentos transmitidos nas reuniões, mesmo que esses utilizem uma linguagem imponente. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  10. 10. Características das Reuniões Sérias A influência moral dos participantes garantem ou não o caráter de seriedade de um reunião. Cogitam exclusivamente de coisas úteis. Nunca como passatempo ou diversão. A reunião é privativa e com número limitado de participantes. Deve haver um esforço do grupo participante da reunião para que a harmonia seja imperativa no grupo. É necessário ter a ideia do “ser coletivo”, “feixe” na atividade a ser realizada. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  11. 11. Benefício das reuniões mediúnicas  Desenvolvimento mediúnico  Conquistar amigos espirituais, consolidando bases de cooperação;  Prática da caridade desinteressada quando auxilia aos desencarnados;  Cooperação com encarnados e desencarnados de reconforto e esclarecimento  Aprendizado com as mensagens de elevado teor e com o exemplo dos Espíritos em sofrimento  Auto educação e renovação de sentimentos Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  12. 12. Benefício das reuniões mediúnicas  Possibilidade de serem esclarecidos, reconfortados, estimulados a vencerem suas próprias imperfeições  Auxílio no esforço de vencerem as telas da ignorância e do sofrimento  Possibilidade de auxiliarem os encarnados pelo exemplo (negativo)  Amparo e esclarecimentos (superiores) Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  13. 13. Características dos Participantes das Reuniões  Estudar muito e sempre trabalhar pela própria iluminação;  Evangelizar-se primeiramente antes de realizar qualquer trabalho doutrinário no campo mediúnico;  Ter assiduidade, pontualidade nas reuniões e fidelidade a Jesus e Kardec. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  14. 14. Características das Reuniões Sérias Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  15. 15. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas PRIVACIDADEA reunião mediúnica deve ser privativa, tendo asportas chaveadas para se evitar a entrada departicipantes atrasados ou de pessoas estranhasao trabalho.A reunião deve ser realizada com a mesma equipe,previamente definida. Por ser privativa, é vedada aparticipação de enfermos ou pessoas interessadasem receber benefícios durante a manifestação deEspíritos; este não é o local nem o momento paraesse tipo de atendimento. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  16. 16. Nos grupos pequenos há melhor sintonia vibratória e harmonia de pensamentos. Uma reunião mediúnica em que seja livre a entrada de público, invariavelmente terá pessoas movidas por curiosidade, sem nenhum preparo para tão grave atividade.“círculosíntimos, depoucaspessoas, sãomaisfavoráveis”.Livro dos Médiuns, 332 Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  17. 17. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas REGULARIDADEA reunião será sempre realizada nos dias e horários pré-estabelecidos, com periodicidade definida pela Direção da Casa Espírita.Devem ser disciplinadas com relação aos horários de início e fim. A Equipe espiritual não se atrasa. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  18. 18. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas HORÁRIO - DURAÇÃO - FREQUENCIAO tempo total de uma reunião mediúnica não pode ser superior a 2 horas. Deste total, 60 minutos, no máximo, devem ser de manifestações mediúnicas.O tempo restante será utilizado para as outras etapas da reunião. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  19. 19. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas LOCAL No Centro Espírita: ambiente mais estável que favorece o recolhimento, concentração e instalação de equipamentos pelos Espíritos. MOBILIÁRIO: mesa, SALA: se possível, cadeiras, armário. arejado, amplo, isolado, livre de MATERIAIS: livros para ruídos e de trânsito estudo, evangelho, lápis, de pessoas. papel, gravador Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  20. 20. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas AMBIENTEA iluminação deve ser graduada para permitir uma melhor concentração dos participantes.Um vasilhame com água para fluidificação, deve ser mantido afastado da mesa para evitar incidentes.Sobre a mesa devem constar apenas lápis, papel, livros e um gravador para registrar a reunião. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  21. 21. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas PARTICIPANTES DA REUNIÃOO número de participantes depende do bom senso do dirigente e, também, da capacidade física do ambiente, não excedendo a 25 pessoas. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  22. 22. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas PARTICIPANTES DA REUNIÃO(…) “os componentes da reunião, [...] nunca excederão o número de quatorze”. André Luiz Desobsessão, cap.20 e 73.“É prudente não exceder o limite de dez a doze pessoas [...].” Léon Denis. No Invisível, primeira parte, cap.9.Diz Kardec...“quanto maior o número dos participantes, tanto mais difícil serão preenchimento das condições exigidas.” (L.M. Cap. XXIX, item 332.) Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  23. 23. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas PARTICIPANTES DA REUNIÃOConheça as principais atividades da Casa Espírita,frequentando as palestras evangélico-doutrinárias;Deve ter sido previamente preparado para a execução datarefa e seja conhecedor das finalidades da reunião mediúnica;Realizar o Evangelho no Lar, a sós – quando a família nãoaceita esta prática– , ou em companhia de familiares e afins;Utilizar o serviço de atendimento espiritual e de passe da CasaEspírita sempre que se sentir desarmonizado;
  24. 24. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas  Harmonia e amizade entre os membros da equipe;  Interesse em aprender servindo, sem personalismo;  Cooperação recíproca e motivação permanente;  Compromisso individual e coletivo com o estudo, a oração, a caridade e a auto iluminação progressiva; Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  25. 25. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas  Conduta moral sadia  Conhecimento doutrinário;  Ter equilíbrio físico e mental;  Não participar de reunião mediúnica em outra Casa Espírita;  Integrar-se nos diversos trabalhos da casa;  Confiança;  Disciplina;  Pontualidade e perserverança. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  26. 26. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas RENOVAÇÃO DOS INTEGRANTESA renovação frequente da equipe compromete ou pelo menos demora os resultados.É desejável “[...] que ao menos um núcleo de antigos membros permaneça compacto e constitua invariável maioria”. Léon Denis, No Invisível, primeira parte, cap. 9 Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  27. 27. Organização e funcionamento das reuniões mediúnicas ASSIDUIDADE E PONTUALIDADE Necessário que o participante da equipe mediúnica sejam assíduos e pontuais. No caso de falta de assiduidade e impontualidade de alguns participantes da reunião, deve ser investigada as causas que estão produzindo estas ocorrências, com lucidez e espírito de fraternidade. Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees
  28. 28. 28Material desenvolvido pelo Departamento de Orientação Mediúnica (DOM) da Feees

×