SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Muitos de nós costumamos agir como o primeiro viajante. Diante das dificuldades,
que nos parecem insolúveis, acomodamo-nos, esperando que Deus faça a parte que
nos cabe para a solução do problema.
CAPITULO XXV
Mateus, VII: 7-11
•  Pedi, e dar-se-vos-á, buscai, e achareis; batei, e
abrir-se-vos-á. Porque todo o que pede, recebe; e
o que busca, acha; e a quem bate, abrir-se-á. Ou
qual de vós, porventura, é o homem que, se seu
filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou,
porventura, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma
serpente? Pois se vós outros, sendo maus, sabeis
dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais
vosso Pai, que está nos Céus, dará boas dádivas
aos que lhas pedirem.
• Segundo o modo de ver terreno, a 
máxima: Buscai e achareis, é semelhante a 
esta outra: Ajuda-te e o céu te ajudará.
•  É o princípio da lei do trabalho, e por 
conseguinte, da lei do progresso. Porque o 
progresso é o produto do trabalho, desde que 
é este que põe em ação as forças da 
inteligência
Trabalho, como ensina a espiritualidade, é 
toda ocupação útil. 
A leitura edificante, 
O auxílio em obras sociais, 
O estudo e pesquisa ,
 O cuidado que dedicamos ao corpo físico, 
 A conversa fraterna e edificante,
 Enfim, quando bem empregamos o tempo 
estamos trabalhando, melhorando e, 
consequentemente, evoluindo
• Tudo que precisamos conquistar no mundo
espera o nosso esforço. Mas encontramos
esse esforço não só nesse campo comercial
do compra, do troca, do consegue isso,
consegue aquilo mas, em tudo o que fazemos
na Terra é assim que sucede.
• Músico - não serei
músico apenas
falando que desejo
ser. Isso me exigirá
disciplina diária de
ler, estudar, de
tocar, interpretar.
Aprenderei a
solfejar, a ler
partituras.
• Quando olhamos bailarinos
notáveis realizando
verdadeiras proezas de
domínio do corpo no ballet
clássico ou no ballet
moderno, não imaginamos
sequer as disciplinas, as lutas,
as dificuldades, as lágrimas.
Porque dói, no começo dói
para que eles chegem ao
nível que nos faz emocionar.
• Qualquer profissão que
tenham-se êxito – médico,
engenheiro, arquiteto,
costureira, pintor,professor.
Cap. XXV
• 4 - Em virtude desse princípio é que os Espíritos não acorrem a poupar o
homem ao trabalho das pesquisas, trazendo-lhe, já feitas e prontas a ser
utilizadas, descobertas e invenções, de modo a não ter ele mais do que
tomar o que lhe ponham nas mãos, sem o incômodo, sequer, de abaixar-se
para apanhar, nem mesmo o de pensar. Se assim fosse, o mais preguiçoso
poderia enriquecer-se e o mais ignorante tornar-se sábio à custa de nada e
ambos se atribuírem o mérito do que não fizeram. Não, os Espíritos não
vêm isentar o homem da lei do trabalho: vêm unicamente mostrar-lhe a
meta que lhe cumpre atingir e o caminho que a ela conduz, dizendo-lhe:
Anda e chegarás. Toparás com pedras; olha e afasta-as tu mesmo. Nós te
daremos a força necessária, se a quiseres empregar. (O Livro dos Médiuns,
2ª Parte, cap. XXVI, nº 291 e seguintes.)
Livro dos Médiuns, cap. XXVI, nº 291
• Marcha e o atingirás! Encontrarás pedras nos
teus passos; mantém-te vigilante, e afasta-as
por ti mesmo! Nós te daremos a força
necessária, se quiseres empregá-la.
Ajuda-te que o Céu te ajudará.
Richard Simonetti
Livro Luzes no Caminho
Uma das características lamentáveis do ser
humano, fruto de sua imaturidade, é a tendência
ao acomodamento.
Inspira uma interpretação equivocada da Lei de
Causa e Efeito, que induz à inércia em situações
difíceis.
São encaradas como inexorável carma.
Puro engano!
Ajuda-te que o Céu te ajudará.
Richard Simonetti
Livro Luzes no Caminho
Carma= Fatalidade - é a deficiência congênita, a
esterilidade definitiva, a doença grave, a morte
prematura…
É o problema insolúvel, o prejuízo irreparável…
Nessas situações, compete-nos cultivar a
resignação e a submissão aos desígnios divinos
para que nos conservemos em paz.
É como ter um espinho no pé. Se não pode ser
retirado, melhor andar com prudência, evitando
agravar o ferimento e exacerbar as dores.
Mestre e discípulo caminham pelos desertos da
Arábia. O Mestre aproveita cada momento da
viagem para ensinar ao discípulo sobre a fé.
- Confie suas coisas a Deus – dizia.
– Porque Ele jamais abandona seus filhos.
De noite, ao acamparem, o Mestre pediu que o
discípulo amarrasse os cavalos numa rocha
próxima. O discípulo foi até a rocha, mas se
lembrou do que aprendera durante aquela
tarde. “O Mestre deve estar me testando. Na
verdade, devo confiar os cavalos a Deus”. E
deixou os cavalos soltos.
De manhã, descobriu que os animais haviam fugido.
Revoltado, procurou o Mestre.
- O senhor não entende nada sobre Deus! Ontem
aprendi que devia confiar cegamente na
Providência, entreguei a Ele a guarda dos
cavalos, e os animais desapareceram!
Deus queria cuidar dos cavalos – respondeu o
Mestre.
- Mas, naquele momento, Ele precisava de suas
mãos para amarrá-los, e você não as emprestou.
L.E – Questão 663 - Podem as preces, que por nós mesmos
fizermos, mudar a natureza das nossas provas e desviar-lhes
o curso?
• “As vossas provas estão nas mãos de Deus e algumas há que têm de ser
suportadas até ao fim; mas, Deus sempre leva em conta a resignação. A
prece traz para junto de vós os bons Espíritos e, dando-vos estes a força de
suportá-las corajosamente, menos rudes elas vos parecem. Temos dito que
a prece nunca é inútil, quando bem feita, porque fortalece aquele que ora, o
que já constitui grande resultado. Ajuda-te a ti mesmo e o céu te ajudará,
bem o sabes. Demais, não é possível que Deus mude a ordem da Natureza
ao sabor de cada um, porquanto o que, do vosso ponto de vista mesquinho
e do da vossa vida efêmera, vos parece um grande mal é quase sempre um
grande bem na ordem geral do Universo. Além disso, de quantos males
não se constitui o homem o próprio autor, pela sua imprevidência ou pelas
suas faltas? Ele é punido naquilo em que pecou. Todavia, as súplicas justas
são atendidas mais vezes do que supondes. Julgais, de ordinário, que Deus
não vos ouviu, porque não fez a vosso favor um milagre, enquanto que vos
assiste por meios tão naturais que vos parecem obra do acaso ou da força
das coisas. Muitas vezes também, as mais das vezes mesmo, ele vos sugere
a idéia que vos fará sair da dificuldade pelo vosso próprio esforço.”
Tiago Link – Gaúcho –
Tiradentes do Sul – “A gente
vê tantas pessoas que moram
em mansões, com tudo, e não
têm o sorriso que ele tem. É
um exemplo de vida. Todo o
dia falo do orgulho que sinto
dele", disse o pai Jair Link.
• Meu nome é Nick Vujicic e eu
agradeço a Deus por ser usado
como testemunho para tocar
milhares de corações ao redor do
mundo.
• 5. Do ponto de vista moral, essas palavras de Jesus
significam: Pedi a luz que vos clareie o caminho e ela
vos será dada; pedi forças para resistirdes ao mal e as
tereis; pedi a assistência dos bons Espíritos e eles virão
acompanhar-vos e, como o anjo de Tobias, vos guiarão;
pedi bons conselhos e eles não vos serão jamais
recusados; batei à nossa porta e ela se vos abrirá; mas,
pedi sinceramente, com fé, confiança e fervor;
apresentai-vos com humildade e não com arrogância,
sem o que sereis abandonados às vossas próprias
forças e as quedas que derdes serão o castigo do vosso
orgulho.
SE VOCÊ QUISER
ANDRÉ LUIZ
Psicografada por CHICO XAVIER
Diz você que o mundo é um amontoado de males
infinitos; entretanto, se você quiser construir o bem
na própria alma, respirará, desde agora, na faixa do
mundo melhor que surgirá em si mesmo.
• Diz você que a casa onde reside é uma forja
de sofrimento pela incompreensão dos
familiares que lhe ignoram os ideais;
contudo, se você quiser servir com paciência
e bondade, ajudando a cada um sem
reclamar retribuição, embora pouco a pouco,
passarão todos eles a conhecer-lhe os
princípios, através de seus atos,
convertendo-se-lhe o lar em ninho de
bênçãos
• Diz você que a ingratidão mora em seu
campo de trabalho, transfigurando-o em
lugar de suplícios, mas se você quiser
consagrar-se ao próprio dever, com
humildade e tolerância, observará que o seu
exemplo granjeará o respeito e o carinho de
todos, transformando-se-lhe a tarefa em
manancial de alegrias
• Diz você haver perdido a fé, ante
aqueles que ensinam a virtude sem
praticá-la; no entanto, se você quiser,
cumprirá com tanto devotamento as
próprias que a fé lhe brilhará no
coração, por fonte de júbilo
intransferível.
• Diz você que não dispõe de recursos para
ajudar ao companheiro em lutar maior, mas
se você quiser repousar menos alguns
minutos, em seus lazeres de cada dia, poderá
converter algumas horas, cada semana, em
auxílio ou consolação para os semelhantes,
conquistando a simpatia e o concurso de
muita gente.
• Não se queixe em circunstância alguma.
Lembre-se de que a vida e o tempo são
concessões de Deus diretamente a você, e,
acima de qualquer angústia ou provação, a
vida e o tempo responderão a você com a
benção da luz com a experiência da sombra,
como você quiser.
AJUDA-TE!
QUE O CÉU TE AJUDARÁ...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
paikachambi
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
ESE Cap. XVIII - Muitos os chamados, poucos os escolhidos
ESE Cap. XVIII -  Muitos os chamados, poucos os escolhidosESE Cap. XVIII -  Muitos os chamados, poucos os escolhidos
ESE Cap. XVIII - Muitos os chamados, poucos os escolhidos
 
Não se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamónNão se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamón
 
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMOREFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
 
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaQue sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
 
Alegria de Viver
Alegria de Viver Alegria de Viver
Alegria de Viver
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
 
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
 
O maior mandamento
O maior mandamentoO maior mandamento
O maior mandamento
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Injúrias E Violências
Injúrias E ViolênciasInjúrias E Violências
Injúrias E Violências
 
O Dever e a virtude
O Dever e a virtudeO Dever e a virtude
O Dever e a virtude
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
 

Destaque

Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Graça Maciel
 
A ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamentoA ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamento
ceakitajai
 
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
Lar Irmã Zarabatana
 
26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz
26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz
26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz
Lar Irmã Zarabatana
 
Culto do evangelho no lar
Culto do evangelho no larCulto do evangelho no lar
Culto do evangelho no lar
flaviodutra
 

Destaque (20)

Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
Buscai e Achareis - ESE Cap 25
Buscai e Achareis - ESE Cap 25Buscai e Achareis - ESE Cap 25
Buscai e Achareis - ESE Cap 25
 
Buscai e achareis 1 a 5
Buscai e achareis 1 a  5Buscai e achareis 1 a  5
Buscai e achareis 1 a 5
 
Buscai e Achareis
Buscai e AchareisBuscai e Achareis
Buscai e Achareis
 
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEMPedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
 
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
 
Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19
 
Olhai as aves do céu - Palestrante Professor Danilo Galvão - SAJ/BA
Olhai as aves do céu - Palestrante Professor Danilo Galvão - SAJ/BAOlhai as aves do céu - Palestrante Professor Danilo Galvão - SAJ/BA
Olhai as aves do céu - Palestrante Professor Danilo Galvão - SAJ/BA
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
Observai os Pássaros
Observai os PássarosObservai os Pássaros
Observai os Pássaros
 
Olhai os lirios do campo
Olhai os lirios do campoOlhai os lirios do campo
Olhai os lirios do campo
 
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e IntençãoPedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
 
A ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamentoA ação da prece e transmissão do pensamento
A ação da prece e transmissão do pensamento
 
A prece
A prece A prece
A prece
 
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
 
26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz
26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz
26/02/14 Cap 4 Parte 2 Livro Missionários da Luz
 
O evangelho no lar
O evangelho no larO evangelho no lar
O evangelho no lar
 
Culto do evangelho no lar
Culto do evangelho no larCulto do evangelho no lar
Culto do evangelho no lar
 
Alcoolismo
AlcoolismoAlcoolismo
Alcoolismo
 

Semelhante a Ajuda te que o céu te ajudará

Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
PatiSousa1
 
Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6 Experimente a dinâmica da generosidade ...
Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6   Experimente a dinâmica da generosidade ...Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6   Experimente a dinâmica da generosidade ...
Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6 Experimente a dinâmica da generosidade ...
IBGileade 2012
 
5 ds para o sucesso5
5 ds para o sucesso55 ds para o sucesso5
5 ds para o sucesso5
liliane10
 
5 ds para o sucesso
5 ds para o sucesso5 ds para o sucesso
5 ds para o sucesso
liliane10
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
Helio Cruz
 

Semelhante a Ajuda te que o céu te ajudará (20)

Anexo infancia3
Anexo infancia3Anexo infancia3
Anexo infancia3
 
17 Buscai e Achareis
17  Buscai e Achareis17  Buscai e Achareis
17 Buscai e Achareis
 
A mudança do tempos
A mudança do temposA mudança do tempos
A mudança do tempos
 
Alfabeto dos conselhos
Alfabeto dos conselhosAlfabeto dos conselhos
Alfabeto dos conselhos
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12A - Seguindo o caminho de Deus: Quais são o...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12A - Seguindo o caminho de Deus: Quais são o...As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12A - Seguindo o caminho de Deus: Quais são o...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12A - Seguindo o caminho de Deus: Quais são o...
 
Curso fé r. r. soares
Curso fé   r. r. soaresCurso fé   r. r. soares
Curso fé r. r. soares
 
Conhecimento de si mesmo e beneficencia
Conhecimento de si mesmo e beneficenciaConhecimento de si mesmo e beneficencia
Conhecimento de si mesmo e beneficencia
 
Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6 Experimente a dinâmica da generosidade ...
Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6   Experimente a dinâmica da generosidade ...Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6   Experimente a dinâmica da generosidade ...
Uma vida vitoriosa e bem sucedida 6 Experimente a dinâmica da generosidade ...
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12B: Seguindo o caminho de Deu -Qual é a vont...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12B: Seguindo o caminho de Deu -Qual é a vont...As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12B: Seguindo o caminho de Deu -Qual é a vont...
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 12B: Seguindo o caminho de Deu -Qual é a vont...
 
O jovem e seu futuro.
O jovem e seu futuro.O jovem e seu futuro.
O jovem e seu futuro.
 
D 13 Preçe e Culto
D 13  Preçe e CultoD 13  Preçe e Culto
D 13 Preçe e Culto
 
Não estás deprimido
Não estás deprimidoNão estás deprimido
Não estás deprimido
 
Estudos do evangelho11
Estudos do evangelho11Estudos do evangelho11
Estudos do evangelho11
 
5 ds para o sucesso5
5 ds para o sucesso55 ds para o sucesso5
5 ds para o sucesso5
 
5 ds para o sucesso
5 ds para o sucesso5 ds para o sucesso
5 ds para o sucesso
 
5 ds para o sucesso
5 ds para o sucesso5 ds para o sucesso
5 ds para o sucesso
 
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - AmorAula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
 
Didaque - Catecismo dos primeiros cristãos
Didaque - Catecismo dos primeiros cristãosDidaque - Catecismo dos primeiros cristãos
Didaque - Catecismo dos primeiros cristãos
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
 

Mais de Lisete B.

Mais de Lisete B. (20)

Porque melindramos
Porque melindramos Porque melindramos
Porque melindramos
 
Suicidio na visão espirita
Suicidio  na visão espiritaSuicidio  na visão espirita
Suicidio na visão espirita
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
 
Educacao sentimento
Educacao sentimentoEducacao sentimento
Educacao sentimento
 
Problemas do mundo
Problemas do mundoProblemas do mundo
Problemas do mundo
 
Reencarnação Existe?
Reencarnação Existe?Reencarnação Existe?
Reencarnação Existe?
 
Gratidao
Gratidao  Gratidao
Gratidao
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
 
A intolerancia em nossas vidas
A intolerancia em nossas vidasA intolerancia em nossas vidas
A intolerancia em nossas vidas
 
Conhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmoConhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmo
 
Para que serve a dor
Para que serve a dorPara que serve a dor
Para que serve a dor
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
 
Vida a dois - visão espirita
Vida a dois - visão espiritaVida a dois - visão espirita
Vida a dois - visão espirita
 
Ansiedade na visão espirita
Ansiedade na visão espirita Ansiedade na visão espirita
Ansiedade na visão espirita
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesus
 
Raiva
RaivaRaiva
Raiva
 
Egoismo
EgoismoEgoismo
Egoismo
 
Missão dos pais
Missão dos paisMissão dos pais
Missão dos pais
 
Casamento na visão espirita
Casamento na visão espiritaCasamento na visão espirita
Casamento na visão espirita
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (8)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Ajuda te que o céu te ajudará

  • 1.
  • 2.
  • 3. Muitos de nós costumamos agir como o primeiro viajante. Diante das dificuldades, que nos parecem insolúveis, acomodamo-nos, esperando que Deus faça a parte que nos cabe para a solução do problema.
  • 5. Mateus, VII: 7-11 •  Pedi, e dar-se-vos-á, buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque todo o que pede, recebe; e o que busca, acha; e a quem bate, abrir-se-á. Ou qual de vós, porventura, é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, porventura, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente? Pois se vós outros, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos Céus, dará boas dádivas aos que lhas pedirem.
  • 6. • Segundo o modo de ver terreno, a  máxima: Buscai e achareis, é semelhante a  esta outra: Ajuda-te e o céu te ajudará. •  É o princípio da lei do trabalho, e por  conseguinte, da lei do progresso. Porque o  progresso é o produto do trabalho, desde que  é este que põe em ação as forças da  inteligência
  • 8. • Tudo que precisamos conquistar no mundo espera o nosso esforço. Mas encontramos esse esforço não só nesse campo comercial do compra, do troca, do consegue isso, consegue aquilo mas, em tudo o que fazemos na Terra é assim que sucede.
  • 9. • Músico - não serei músico apenas falando que desejo ser. Isso me exigirá disciplina diária de ler, estudar, de tocar, interpretar. Aprenderei a solfejar, a ler partituras.
  • 10. • Quando olhamos bailarinos notáveis realizando verdadeiras proezas de domínio do corpo no ballet clássico ou no ballet moderno, não imaginamos sequer as disciplinas, as lutas, as dificuldades, as lágrimas. Porque dói, no começo dói para que eles chegem ao nível que nos faz emocionar. • Qualquer profissão que tenham-se êxito – médico, engenheiro, arquiteto, costureira, pintor,professor.
  • 11. Cap. XXV • 4 - Em virtude desse princípio é que os Espíritos não acorrem a poupar o homem ao trabalho das pesquisas, trazendo-lhe, já feitas e prontas a ser utilizadas, descobertas e invenções, de modo a não ter ele mais do que tomar o que lhe ponham nas mãos, sem o incômodo, sequer, de abaixar-se para apanhar, nem mesmo o de pensar. Se assim fosse, o mais preguiçoso poderia enriquecer-se e o mais ignorante tornar-se sábio à custa de nada e ambos se atribuírem o mérito do que não fizeram. Não, os Espíritos não vêm isentar o homem da lei do trabalho: vêm unicamente mostrar-lhe a meta que lhe cumpre atingir e o caminho que a ela conduz, dizendo-lhe: Anda e chegarás. Toparás com pedras; olha e afasta-as tu mesmo. Nós te daremos a força necessária, se a quiseres empregar. (O Livro dos Médiuns, 2ª Parte, cap. XXVI, nº 291 e seguintes.)
  • 12. Livro dos Médiuns, cap. XXVI, nº 291 • Marcha e o atingirás! Encontrarás pedras nos teus passos; mantém-te vigilante, e afasta-as por ti mesmo! Nós te daremos a força necessária, se quiseres empregá-la.
  • 13. Ajuda-te que o Céu te ajudará. Richard Simonetti Livro Luzes no Caminho Uma das características lamentáveis do ser humano, fruto de sua imaturidade, é a tendência ao acomodamento. Inspira uma interpretação equivocada da Lei de Causa e Efeito, que induz à inércia em situações difíceis. São encaradas como inexorável carma. Puro engano!
  • 14. Ajuda-te que o Céu te ajudará. Richard Simonetti Livro Luzes no Caminho Carma= Fatalidade - é a deficiência congênita, a esterilidade definitiva, a doença grave, a morte prematura… É o problema insolúvel, o prejuízo irreparável… Nessas situações, compete-nos cultivar a resignação e a submissão aos desígnios divinos para que nos conservemos em paz. É como ter um espinho no pé. Se não pode ser retirado, melhor andar com prudência, evitando agravar o ferimento e exacerbar as dores.
  • 15. Mestre e discípulo caminham pelos desertos da Arábia. O Mestre aproveita cada momento da viagem para ensinar ao discípulo sobre a fé. - Confie suas coisas a Deus – dizia. – Porque Ele jamais abandona seus filhos. De noite, ao acamparem, o Mestre pediu que o discípulo amarrasse os cavalos numa rocha próxima. O discípulo foi até a rocha, mas se lembrou do que aprendera durante aquela tarde. “O Mestre deve estar me testando. Na verdade, devo confiar os cavalos a Deus”. E deixou os cavalos soltos. De manhã, descobriu que os animais haviam fugido. Revoltado, procurou o Mestre. - O senhor não entende nada sobre Deus! Ontem aprendi que devia confiar cegamente na Providência, entreguei a Ele a guarda dos cavalos, e os animais desapareceram! Deus queria cuidar dos cavalos – respondeu o Mestre. - Mas, naquele momento, Ele precisava de suas mãos para amarrá-los, e você não as emprestou.
  • 16.
  • 17. L.E – Questão 663 - Podem as preces, que por nós mesmos fizermos, mudar a natureza das nossas provas e desviar-lhes o curso? • “As vossas provas estão nas mãos de Deus e algumas há que têm de ser suportadas até ao fim; mas, Deus sempre leva em conta a resignação. A prece traz para junto de vós os bons Espíritos e, dando-vos estes a força de suportá-las corajosamente, menos rudes elas vos parecem. Temos dito que a prece nunca é inútil, quando bem feita, porque fortalece aquele que ora, o que já constitui grande resultado. Ajuda-te a ti mesmo e o céu te ajudará, bem o sabes. Demais, não é possível que Deus mude a ordem da Natureza ao sabor de cada um, porquanto o que, do vosso ponto de vista mesquinho e do da vossa vida efêmera, vos parece um grande mal é quase sempre um grande bem na ordem geral do Universo. Além disso, de quantos males não se constitui o homem o próprio autor, pela sua imprevidência ou pelas suas faltas? Ele é punido naquilo em que pecou. Todavia, as súplicas justas são atendidas mais vezes do que supondes. Julgais, de ordinário, que Deus não vos ouviu, porque não fez a vosso favor um milagre, enquanto que vos assiste por meios tão naturais que vos parecem obra do acaso ou da força das coisas. Muitas vezes também, as mais das vezes mesmo, ele vos sugere a idéia que vos fará sair da dificuldade pelo vosso próprio esforço.”
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. Tiago Link – Gaúcho – Tiradentes do Sul – “A gente vê tantas pessoas que moram em mansões, com tudo, e não têm o sorriso que ele tem. É um exemplo de vida. Todo o dia falo do orgulho que sinto dele", disse o pai Jair Link. • Meu nome é Nick Vujicic e eu agradeço a Deus por ser usado como testemunho para tocar milhares de corações ao redor do mundo.
  • 22.
  • 23.
  • 24. • 5. Do ponto de vista moral, essas palavras de Jesus significam: Pedi a luz que vos clareie o caminho e ela vos será dada; pedi forças para resistirdes ao mal e as tereis; pedi a assistência dos bons Espíritos e eles virão acompanhar-vos e, como o anjo de Tobias, vos guiarão; pedi bons conselhos e eles não vos serão jamais recusados; batei à nossa porta e ela se vos abrirá; mas, pedi sinceramente, com fé, confiança e fervor; apresentai-vos com humildade e não com arrogância, sem o que sereis abandonados às vossas próprias forças e as quedas que derdes serão o castigo do vosso orgulho.
  • 25. SE VOCÊ QUISER ANDRÉ LUIZ Psicografada por CHICO XAVIER Diz você que o mundo é um amontoado de males infinitos; entretanto, se você quiser construir o bem na própria alma, respirará, desde agora, na faixa do mundo melhor que surgirá em si mesmo.
  • 26. • Diz você que a casa onde reside é uma forja de sofrimento pela incompreensão dos familiares que lhe ignoram os ideais; contudo, se você quiser servir com paciência e bondade, ajudando a cada um sem reclamar retribuição, embora pouco a pouco, passarão todos eles a conhecer-lhe os princípios, através de seus atos, convertendo-se-lhe o lar em ninho de bênçãos
  • 27. • Diz você que a ingratidão mora em seu campo de trabalho, transfigurando-o em lugar de suplícios, mas se você quiser consagrar-se ao próprio dever, com humildade e tolerância, observará que o seu exemplo granjeará o respeito e o carinho de todos, transformando-se-lhe a tarefa em manancial de alegrias
  • 28. • Diz você haver perdido a fé, ante aqueles que ensinam a virtude sem praticá-la; no entanto, se você quiser, cumprirá com tanto devotamento as próprias que a fé lhe brilhará no coração, por fonte de júbilo intransferível.
  • 29. • Diz você que não dispõe de recursos para ajudar ao companheiro em lutar maior, mas se você quiser repousar menos alguns minutos, em seus lazeres de cada dia, poderá converter algumas horas, cada semana, em auxílio ou consolação para os semelhantes, conquistando a simpatia e o concurso de muita gente.
  • 30. • Não se queixe em circunstância alguma. Lembre-se de que a vida e o tempo são concessões de Deus diretamente a você, e, acima de qualquer angústia ou provação, a vida e o tempo responderão a você com a benção da luz com a experiência da sombra, como você quiser.
  • 31. AJUDA-TE! QUE O CÉU TE AJUDARÁ...