SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
12:31
ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA
1
EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2024 – 1º SEMESTRE
Facilitadores: José Luiz Rissotto e Francisco Tudela
Missão impossível: Paulo enfrentado obstáculos.
Fim da 2ª viagem missionária e início da 3ª
Inaugurado o primeiro Seminário Teológico
2
18.1 “Depois disso Paulo saiu de Atenas e foi para Corinto.”
Paulo ficou 18 meses em Corinto
A degradação moral de Corinto se deve à promiscuidade sexual:
1. Prostituição: A religião se confundia com a prática sexual. Afrodite, considerada
a deusa do amor, era adorada e tinha o seu templo-sede na Acrópole, a parte
mais alta da cidade, onde aprox. dez mil mulheres serviam como prostitutas
cultuais.
2. Homossexualismo: A adoração a Apolo, deus grego que representava a beleza
do corpo masculino, induzia ao homossexualismo.
E provável que Paulo tenha escrito sua carta aos Romanos em Corinto
Rm 1.28 “Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais
com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram
a cometer atos indecentes, homens com homens,...”
O termo “viver à coríntia” significa, no grego clássico “fornicar”, ou seja, buscar o
prazer sexual em relações ilícitas.
3
18.2,3 “Ali, encontrou um judeu chamado Áquila, natural do Ponto, que havia
chegado recentemente da Itália com Priscila, sua mulher, pois Cláudio havia
ordenado que todos os judeus saíssem de Roma. Paulo foi vê-los e, uma vez
que tinham a mesma profissão, ficou morando e trabalhando com eles, pois
eram fabricantes de tendas.”
18.4,5 “Todos os sábados ele debatia na sinagoga, e convencia judeus e
gregos. Depois que Silas e Timóteo chegaram da Macedônia, Paulo se dedicou
exclusivamente à pregação, testemunhando aos judeus que Jesus era o Cristo.”
Os judeus aguardavam um Messias vencedor, não o Messias sofredor que morreu
no calvário.
4
18.6-8 “Opondo-se eles e lançando maldições, Paulo sacudiu a roupa e lhes disse:
"CAIA SOBRE A CABEÇA DE VOCÊS O SEU PRÓPRIO SANGUE! (1) Estou livre da
minha responsabilidade. De agora em diante irei para os gentios". Então Paulo
saiu da sinagoga ... Crispo, chefe da sinagoga, creu no Senhor, ele e toda a sua
casa; e dos coríntios que o ouviam, muitos criam e eram batizados.”
“sacudir a roupa” significava: “Você teve sua oportunidade, mas a desperdiçou”
(1) Deus deu o livre arbítrio ao homem e respeita suas escolhas.
Estudos mostram que fazemos, em média, 4000 escolhas por dia, sendo 90% delas
inconscientes, ou involuntárias, e 10% conscientes, e muitas, que parecem não
serem decisões importantes, vão definindo quem somos.
5
Pv 14.12 “Há caminho que parece certo ao homem, mas no final
conduz à morte.”
Hoje somos diferentes do que seremos amanhã, porque o que
nos define são nossas escolhas, faça as que Deus orienta
Para quem queria ir embora ...
18.9-11 “Certa noite o Senhor falou a Paulo em visão: "Não tenha medo, continue
falando e não fique calado, pois estou com você, e ninguém vai lhe fazer
mal ou feri-lo, porque tenho muita gente nesta cidade“ (1). Assim, Paulo
ficou ali durante um ano e meio, ensinando-lhes a palavra de Deus.”
(1) A declaração indica a presciência divina da aceitação do evangelho em Corinto.
Alguns interpretam a frase "tenho muita gente nesta cidade" como um indicativo da
predestinação de um grupo específico em Corinto para a salvação, no entanto essa
informação visava motivar Paulo e não definir o destino de muita gente em Corinto.
6
Alguém sempre tem de apanhar:
18.12-17 “Sendo Gálio procônsul da Acaia, os judeus fizeram em conjunto um
levante contra Paulo e o levaram ao tribunal, fazendo a seguinte
acusação: "Este homem está persuadindo o povo a adorar a Deus de maneira
contrária à lei". Quando Paulo ia começar a falar, Gálio disse aos judeus: "Se
vocês, judeus, estivessem apresentando queixa de algum delito ou crime grave,
seria razoável que eu os ouvisse. Mas, visto que se trata de uma questão de
palavras e nomes de sua própria lei, resolvam o problema vocês mesmos. Não
serei juiz dessas coisas". E mandou expulsá-los do tribunal. Então todos se
voltaram contra Sóstenes, o chefe da sinagoga, e o espancaram diante do
tribunal. Mas Gálio não demonstrava nenhuma preocupação com isso.”
Gálio era o irmão mais velho de Sêneca, o filósofo e tutor de Nero
Depois da sova Sóstenes se converteu e em Éfeso é citado como escriba de Paulo:
1Co 1.1,2 “Paulo, chamado para ser apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus,
e o irmão Sóstenes, à igreja de Deus que está em Corinto” 7
18.18 “Paulo permaneceu em Corinto por algum tempo. Depois despediu-se dos
irmãos e navegou para a Síria, acompanhado de Priscila e Áqüila. Antes de
embarcar, rapou a cabeça em Cencréia, devido a um voto que havia feito.”
Nm 6.2,5,13,18 “Diga o seguinte aos israelitas: Se um homem ou uma mulher fizer
um voto especial... Durante todo o período de seu voto de separação, nenhuma
lâmina será usada em sua cabeça..,. Este é o ritual do nazireu quando
terminar o período de sua separação... rapará o cabelo que consagrou e o
jogará no fogo que está embaixo do sacrifício da oferta de comunhão.”
8
Paulo talvez tenha feito um “voto
especial” não previsto na Lei Mosaica,
e sua menção não tem um significado
religioso específico, indica apenas um
voto que fez e que por motivação
pessoal raspou o cabelo como atitude
de que o concluíra.
18.19-23 “Chegaram a Éfeso, onde Paulo deixou Priscila e Áquila. Ele, porém,
entrando na sinagoga, começou a debater com os judeus. Pedindo eles que ficasse
mais tempo, não cedeu. Mas, ao partir, prometeu: "Voltarei, se for da vontade de
Deus". Então, embarcando, partiu de Éfeso. Ao chegar a Cesareia, subiu até a igreja
para saudá-la e depois desceu para Antioquia. Depois de passar algum tempo em
Antioquia, Paulo partiu dali e viajou por toda a região da Galácia e da Frígia,
fortalecendo todos os discípulos.”
9
Para quem é bom em geografia bíblica aí vai
o desafio:
18.18,19,24 “Paulo permaneceu em
Corinto...e navegou para a Síria... Chegaram
a Éfeso...Apolo ...chegou a Éfeso. ”
19.1 “Enquanto Apolo estava em Corinto,
Paulo, atravessando as regiões altas,
chegou a Éfeso.”
18.24-28 “Enquanto isso, um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, chegou a
Éfeso. Ele era homem culto e tinha grande conhecimento das Escrituras.(ver 1Co
3.4) Fora instruído no caminho do Senhor e com grande fervor falava e ensinava
com exatidão acerca de Jesus, embora conhecesse apenas o batismo de João.
Logo começou a falar corajosamente na sinagoga. Quando Priscila e Áquila o
ouviram, convidaram-no para ir à sua casa e lhe explicaram com mais exatidão o
caminho de Deus. Querendo ele ir para a Acaia (Corinto), os irmãos o
encorajaram e escreveram aos discípulos que o recebessem. Ao chegar, ele
auxiliou muito os que pela graça haviam crido, pois refutava vigorosamente os
judeus em debate público, provando pelas Escrituras que Jesus é o Cristo.”
Priscila (seu nome primeiro pois é quem fará a ação) ensina Apolo, junto com o
marido Aquila .
Não há passagem no NT que limite a mulher obreira na igreja a fazer apenas coisas
que homens não gostam de fazer.
Aqui Priscila ensina teologia a um pregador do evangelho, e o fez numa intervenção
sábia, em particular, muito melhor do que corrigi-lo publicamente. 10
415
Anos 49 a 52: Paulo na Europa – síntese da 2ª viagem
At 15.40 a 18.22- 3 anos - 1.400 Km
Paulo escreve a carta aos Gálatas (ano 49).
Edito de Cláudio expulsando os judeus
romanos – Áquila e sua esposa Priscila
fogem para Corinto.
Concílio de Jerusalém. (ano 50)
Entre os anos 51 e 52 é escrita a carta aos
Tessalonicenses
INÍCIO DA TERCEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO - de 52 d.C. até 58 d.C.
19.1-7 “... Paulo, atravessando as regiões altas, chegou a Éfeso. Ali encontrou alguns
discípulos (de João Batista) e lhes perguntou: "Vocês receberam o Espírito Santo
quando creram?“ Eles responderam: "Não, nem sequer ouvimos que existe o
Espírito Santo". "Então, que batismo vocês receberam?", perguntou Paulo. "O
batismo de João", responderam eles. Disse Paulo: "O batismo de João foi um
batismo de arrependimento. Ele dizia ao povo que cresse naquele que viria depois
dele, isto é, em Jesus". Ouvindo isso, eles foram batizados no nome do Senhor
Jesus*. Quando Paulo lhes impôs as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e
começaram a falar em línguas e a profetizar. Eram ao todo uns doze homens.”
Única ocasião registrada no NT onde crentes receberam um 2º batismo, pois o 1º
batismo fora o de João, um batismo de arrependimento que olhava para o futuro,
para a vinda do Messias prometido, enquanto que o batismo cristão olha para o
passado, para a obra consumada de Cristo na cruz e para a sua ressurreição.
12
Éfeso era um lugar multicultural, com pessoas do mundo romano vivendo lá, é
possível que os doze homens tenham falado em uma variedade de línguas, como
grego, latim, aramaico, hebraico e outras línguas de seus habitantes.
Estudiosos apontam para a possibilidade das línguas faladas serem semelhantes às
faladas pelos apóstolos no dia de Pentecoste (2.1-11), sob a influência do Espírito
Santo, para ser o sinal da presença de Deus.
A experiência de falar em línguas e profetizar não é a evidência do batismo no
Espírito, pois não houve esse fenômeno no batismo dos samaritanos
8.14-17 “Os apóstolos em Jerusalém, ouvindo que Samaria havia aceitado a palavra
de Deus, enviaram para lá Pedro e João. Estes, ao chegarem, oraram para que
eles recebessem o Espírito Santo, pois o Espírito ainda não havia descido sobre
nenhum deles; tinham apenas sido batizados em nome do Senhor Jesus*. Então
Pedro e João lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo.
*Mt 28.19 “... batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,”
13
1Co 12.29-31 “São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm
todos o dom de realizar milagres? Têm todos dons de curar? Falam
todos em línguas? Todos interpretam? Entretanto, busquem com
dedicação os melhores dons.”
A estrutura gramatical deste verso, no grego, exige uma resposta negativa.
Paulo na carta aos efésios trata da plenitude do Espírito e não menciona as línguas:
Ef 5.18-21 “Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se
encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais,
cantando e louvando de coração ao Senhor, dando graças constantemente a
Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
A profecia é um dom espiritual que é dado a alguns crentes pelo Espírito, para
anunciar acontecimentos futuros sobre o reino de Deus, e também para exortar,
consolar, e proclamar a mensagem de Deus
14
INAUGURADO O PRIMEIRO SEMINÁRIO TEOLÓGICO – local Escola de Tirano, Éfeso –
duração: 2 anos (3000 h) – Coordenador: Paulo – professores: Paulo e Timóteo
19.8-10 “Paulo entrou na sinagoga e ali falou com liberdade durante três meses,
argumentando convincentemente acerca do Reino de Deus. Mas alguns
deles se endureceram e se recusaram a crer, e começaram a falar mal do
Caminho diante da multidão. Paulo, então, afastou-se deles.(1) TOMANDO
CONSIGO OS DISCÍPULOS, PASSOU A ENSINAR DIARIAMENTE NA ESCOLA DE
TIRANO. Isso continuou por dois anos, de forma que todos os judeus e os
gregos que viviam na província da Ásia ouviram a palavra do Senhor.”
(1)Paulo não entrou num embate infrutífero com os judeus; otimizou seu tempo ao
rumar com os discípulos para um lugar neutro, onde criou uma classe para estudo
de teologia e ensinou regularmente a Palavra de Deus durante dois anos.
Um manuscrito grego diz que Paulo ensinava das 11h às 16h, na hora da siesta,
devido ao calor excessivo, e antes e depois desses horários, Tirano usava as salas
para ensino da filosofia grega.
Data da fundação+/- 53 d.C. 15
19.11,12 “Deus fazia milagres extraordinários por meio de Paulo, de modo que até
lenços e aventais que Paulo usava (na sua indústria de tendas) eram levados e
colocados sobre os enfermos. Estes eram curados de suas doenças, e os espíritos
malignos saíam deles.
Os milagres NÃO têm o poder de converter pessoas a Cristo, apenas testemunham
o poder de Cristo, Sua divindade.
16
19.12-17 “Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram
invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: "Em
nome de Jesus, a quem Paulo prega, eu ordeno que saiam!" Os que estavam
fazendo isso eram os sete filhos de Ceva, um dos chefes dos sacerdotes dos
judeus. Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: "Jesus, eu conheço,
Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são?" Então o endemoninhado
saltou sobre eles e os dominou, espancando-os com tamanha violência que
eles fugiram da casa nus e feridos. Quando isso se tornou conhecido de
todos os judeus e gregos que viviam em Éfeso, todos eles foram tomados
de temor; e o nome do Senhor Jesus era engrandecido.”
PERGUNTA 32: Vc já viu pessoas que se dizem pastores fazerem exatamento o que
os filhos de Ceva tentaram fazer?
17
REGIÃO METROPOLITANA
Pastor é agredido ao tentar expulsar o demônio durante briga em Nova Lima.
O religioso ficou ferido; o caso ocorreu no último sábado (9 de março)
Por Rayllan Oliveira Publicado em 13 de março de 2024 | 20h09
19.18 “Muitos dos que creram vinham, e confessavam e declaravam abertamente
suas más obras.”
19.19 “Grande número dos que tinham praticado ocultismo reuniram seus livros e
os queimaram publicamente. Calculado o valor total, este chegou a
cinquenta mil dracmas.”
Feiticeiros trouxeram seus rolos contendo frases e fórmulas cabalísticas e os
queimaram publicamente
Denário: Moeda romana com 4gr. de prata e era a paga por um dia de trabalho
Dracma: Moeda grega com 4,5gr de prata, logo 50 mil dracmas correspondem a 120
anos do pagamento de um trabalhador comum.
Lucas menciona esses números para mostrar o contraste entre o que acontece aqui
e o episódio seguinte onde interesses econômicos tentam impedir a pregação do
evangelho.
18
19.23-29 “Naquele tempo houve um grande tumulto por causa do Caminho. Um
ourives chamado Demétrio, que fazia miniaturas de prata do templo de
Ártemis e que dava muito lucro aos artífices, reuniu-os juntamente com os
trabalhadores dessa profissão e disse: "Senhores, vocês sabem que temos
uma boa fonte de lucro nesta atividade e estão vendo e ouvindo como este
indivíduo, PAULO, ESTÁ CONVENCENDO E DESVIANDO GRANDE NÚMERO DE
PESSOAS AQUI EM ÉFESO E EM QUASE TODA A PROVÍNCIA DA ÁSIA. Diz ele que
deuses feitos por mãos humanas não são deuses. Não somente há o perigo de
nossa profissão perder sua reputação, mas também de o templo da grande
deusa Ártemis cair em descrédito e de a própria deusa, adorada em toda a
província da Ásia e em todo o mundo, ser destituída de sua majestade
divina". Ao ouvirem isso, eles ficaram furiosos e começaram a gritar: "Grande
é a Ártemis dos efésios! " Em pouco tempo a cidade toda estava em tumulto.
O povo foi às pressas para o teatro, arrastando os companheiros de viagem
de Paulo, os macedônios Gaio e Aristarco.(Paulo não estava por lá).
19
19.30-41 “Paulo queria apresentar-se à multidão (e livrar os dois irmãos), mas os
discípulos não o permitiram. Alguns amigos de Paulo dentre as autoridades da
província chegaram a mandar-lhe um recado, pedindo-lhe que não se
arriscasse a ir ao teatro. A assembleia estava em confusão: uns gritavam uma
coisa, outros gritavam outra. A maior parte do povo nem sabia por que estava
ali... O escrivão da cidade acalmou a multidão e disse: "Efésios, quem não sabe
que a cidade de Éfeso é a guardiã do templo da grande Ártemis e da sua
imagem que caiu do céu? (talvez a estátua fosse esculpida sobre um bloco
meteorito) Portanto, visto que estes fatos são inegáveis, acalmem-se e não
façam nada precipitadamente. Vocês trouxeram estes homens aqui, embora
eles não tenham roubado templos nem blasfemado contra a nossa deusa. Se
Demétrio e seus companheiros de profissão têm alguma queixa contra alguém,
os tribunais estão abertos, e há procônsules. Eles que apresentem suas queixas
ali. Se há mais alguma coisa que vocês desejam apresentar, isso será decidido
em assembleia, conforme a lei. DA MANEIRA COMO ESTÁ, CORREMOS O
PERIGO DE SERMOS ACUSADOS DE PERTURBAR A ORDEM PÚBLICA por causa
dos acontecimentos de hoje... tendo dito isso, encerrou a assembleia. 20
Lição de casa:
1. Rever o estudo de hoje
2. Ler At 20 e 21
A Transculturalização do Evangelho:
Paulo era sensível às diferentes culturas e costumes dos lugares que visitava.
Adaptava sua mensagem e métodos de acordo com o contexto local, buscando
conectar-se com as pessoas em seu próprio idioma e realidade.
Sua abordagem intercultural nos ensina a apresentar o evangelho de forma
relevante e acessível a pessoas de diferentes origens e culturas que encontramos na
nossa sociedade, no nosso entorno.
Conclusão:
1. A fé em Deus nos dá força para superar as dificuldades.
2. A COMUNIDADE É ESSENCIAL PARA O CRESCIMENTO ESPIRITUAL.
3. O evangelho deve ser apresentado de forma relevante e culturalmente sensível.
4. Todos nós somos chamados a participar da missão de Deus
BIBLIOGRAFIA
1. Bíblia NVI – Editora Vida – 2000
2. Comentário Bíblico do professor – Lawrence Richards – 3ª Ed. Vida - SP
3. Comentário Bíblico Moody – Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017
4. Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 2008
5. Comentário Bíblico NVI -. BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008
6. Atos dos Apóstolos: Texto e Comentário, por F. F. Bruce (Editora Cultura Cristã)
7. Atos dos Apóstolos: Uma Perspectiva Pastoral, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos)
8. Atos dos Apóstolos: A Missão do Espírito Santo, por Luiz Sayão (Ed. Vida Nova)
9. Atos dos Apóstolos: Uma História da Igreja, por Augustus Nicodemus Lopes (Ed. Cultura Cristã)
10.Atos dos Apóstolos: Um Estudo Bíblico, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos)
11.Bible Project
12.Reflexões extraídas da World Wide Web
13.ROTA 66, Rádio Transmundial, Sayão, Luiz, https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1>.
Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br 23
24

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19

Aula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaAula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaMarcia oliveira
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Dicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdf
Dicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdfDicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdf
Dicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdfMarcio Desiderio De Sousa
 
O apostolo Paulo.ppt
O apostolo Paulo.pptO apostolo Paulo.ppt
O apostolo Paulo.pptDiego Rocha
 
aula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.ppt
aula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.pptaula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.ppt
aula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.pptGabrielLamoso1
 
4 história do cristianismo -4ª aula
4  história do cristianismo -4ª aula4  história do cristianismo -4ª aula
4 história do cristianismo -4ª aulaPIB Penha
 
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIAA SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIAEnerliz
 
SEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptx
SEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptxSEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptx
SEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptxViniciusFerreira700331
 
História da igreja cristã
História da igreja cristãHistória da igreja cristã
História da igreja cristãjair bernardo
 
História da igreja cristã
História da igreja cristãHistória da igreja cristã
História da igreja cristãJair Bernardo
 
Teologias no livro do Apocalipse
Teologias no livro do ApocalipseTeologias no livro do Apocalipse
Teologias no livro do ApocalipseFabricio Pangoni
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxPIB Penha
 
Caminhoverdadevidal63
Caminhoverdadevidal63Caminhoverdadevidal63
Caminhoverdadevidal63Manoel Gamas
 
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingoPaulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingoPIB Penha
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais ApostólicosHistória da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais ApostólicosAndre Nascimento
 
Confiabilidade Bíblica
Confiabilidade BíblicaConfiabilidade Bíblica
Confiabilidade Bíblicaguest665361
 

Semelhante a 9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19 (20)

Aula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaAula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja Apostólica
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
30 atos
30 atos30 atos
30 atos
 
Dicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdf
Dicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdfDicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdf
Dicionário de Escatologia Bíblica - Claudionor Correia de Andrade.pdf
 
O apostolo Paulo.ppt
O apostolo Paulo.pptO apostolo Paulo.ppt
O apostolo Paulo.ppt
 
aula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.ppt
aula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.pptaula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.ppt
aula-10-viagens-missionc3a1rias-de-paulo.ppt
 
4 história do cristianismo -4ª aula
4  história do cristianismo -4ª aula4  história do cristianismo -4ª aula
4 história do cristianismo -4ª aula
 
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIAA SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
A SEGUNDA VIAGEM MISSIONÁRIA
 
Trabalho de Novo Testamento
Trabalho de Novo TestamentoTrabalho de Novo Testamento
Trabalho de Novo Testamento
 
SEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptx
SEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptxSEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptx
SEGUNDA VIAGEM MISSIONARIA DE PAULO.pptx
 
História da igreja cristã
História da igreja cristãHistória da igreja cristã
História da igreja cristã
 
História da igreja cristã
História da igreja cristãHistória da igreja cristã
História da igreja cristã
 
Teologias no livro do Apocalipse
Teologias no livro do ApocalipseTeologias no livro do Apocalipse
Teologias no livro do Apocalipse
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
 
Caminhoverdadevidal63
Caminhoverdadevidal63Caminhoverdadevidal63
Caminhoverdadevidal63
 
Gincana Bíblica Adolescentes III
Gincana Bíblica Adolescentes IIIGincana Bíblica Adolescentes III
Gincana Bíblica Adolescentes III
 
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingoPaulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais ApostólicosHistória da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
 
Confiabilidade Bíblica
Confiabilidade BíblicaConfiabilidade Bíblica
Confiabilidade Bíblica
 

Último

Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfFrancisco Baptista
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Nilson Almeida
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfDaddizinhaRodrigues
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Fraternitas Movimento
 

Último (7)

Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
 

9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19

  • 1. 12:31 ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA 1 EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2024 – 1º SEMESTRE Facilitadores: José Luiz Rissotto e Francisco Tudela Missão impossível: Paulo enfrentado obstáculos. Fim da 2ª viagem missionária e início da 3ª Inaugurado o primeiro Seminário Teológico
  • 2. 2 18.1 “Depois disso Paulo saiu de Atenas e foi para Corinto.” Paulo ficou 18 meses em Corinto
  • 3. A degradação moral de Corinto se deve à promiscuidade sexual: 1. Prostituição: A religião se confundia com a prática sexual. Afrodite, considerada a deusa do amor, era adorada e tinha o seu templo-sede na Acrópole, a parte mais alta da cidade, onde aprox. dez mil mulheres serviam como prostitutas cultuais. 2. Homossexualismo: A adoração a Apolo, deus grego que representava a beleza do corpo masculino, induzia ao homossexualismo. E provável que Paulo tenha escrito sua carta aos Romanos em Corinto Rm 1.28 “Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens,...” O termo “viver à coríntia” significa, no grego clássico “fornicar”, ou seja, buscar o prazer sexual em relações ilícitas. 3
  • 4. 18.2,3 “Ali, encontrou um judeu chamado Áquila, natural do Ponto, que havia chegado recentemente da Itália com Priscila, sua mulher, pois Cláudio havia ordenado que todos os judeus saíssem de Roma. Paulo foi vê-los e, uma vez que tinham a mesma profissão, ficou morando e trabalhando com eles, pois eram fabricantes de tendas.” 18.4,5 “Todos os sábados ele debatia na sinagoga, e convencia judeus e gregos. Depois que Silas e Timóteo chegaram da Macedônia, Paulo se dedicou exclusivamente à pregação, testemunhando aos judeus que Jesus era o Cristo.” Os judeus aguardavam um Messias vencedor, não o Messias sofredor que morreu no calvário. 4
  • 5. 18.6-8 “Opondo-se eles e lançando maldições, Paulo sacudiu a roupa e lhes disse: "CAIA SOBRE A CABEÇA DE VOCÊS O SEU PRÓPRIO SANGUE! (1) Estou livre da minha responsabilidade. De agora em diante irei para os gentios". Então Paulo saiu da sinagoga ... Crispo, chefe da sinagoga, creu no Senhor, ele e toda a sua casa; e dos coríntios que o ouviam, muitos criam e eram batizados.” “sacudir a roupa” significava: “Você teve sua oportunidade, mas a desperdiçou” (1) Deus deu o livre arbítrio ao homem e respeita suas escolhas. Estudos mostram que fazemos, em média, 4000 escolhas por dia, sendo 90% delas inconscientes, ou involuntárias, e 10% conscientes, e muitas, que parecem não serem decisões importantes, vão definindo quem somos. 5 Pv 14.12 “Há caminho que parece certo ao homem, mas no final conduz à morte.” Hoje somos diferentes do que seremos amanhã, porque o que nos define são nossas escolhas, faça as que Deus orienta
  • 6. Para quem queria ir embora ... 18.9-11 “Certa noite o Senhor falou a Paulo em visão: "Não tenha medo, continue falando e não fique calado, pois estou com você, e ninguém vai lhe fazer mal ou feri-lo, porque tenho muita gente nesta cidade“ (1). Assim, Paulo ficou ali durante um ano e meio, ensinando-lhes a palavra de Deus.” (1) A declaração indica a presciência divina da aceitação do evangelho em Corinto. Alguns interpretam a frase "tenho muita gente nesta cidade" como um indicativo da predestinação de um grupo específico em Corinto para a salvação, no entanto essa informação visava motivar Paulo e não definir o destino de muita gente em Corinto. 6
  • 7. Alguém sempre tem de apanhar: 18.12-17 “Sendo Gálio procônsul da Acaia, os judeus fizeram em conjunto um levante contra Paulo e o levaram ao tribunal, fazendo a seguinte acusação: "Este homem está persuadindo o povo a adorar a Deus de maneira contrária à lei". Quando Paulo ia começar a falar, Gálio disse aos judeus: "Se vocês, judeus, estivessem apresentando queixa de algum delito ou crime grave, seria razoável que eu os ouvisse. Mas, visto que se trata de uma questão de palavras e nomes de sua própria lei, resolvam o problema vocês mesmos. Não serei juiz dessas coisas". E mandou expulsá-los do tribunal. Então todos se voltaram contra Sóstenes, o chefe da sinagoga, e o espancaram diante do tribunal. Mas Gálio não demonstrava nenhuma preocupação com isso.” Gálio era o irmão mais velho de Sêneca, o filósofo e tutor de Nero Depois da sova Sóstenes se converteu e em Éfeso é citado como escriba de Paulo: 1Co 1.1,2 “Paulo, chamado para ser apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Sóstenes, à igreja de Deus que está em Corinto” 7
  • 8. 18.18 “Paulo permaneceu em Corinto por algum tempo. Depois despediu-se dos irmãos e navegou para a Síria, acompanhado de Priscila e Áqüila. Antes de embarcar, rapou a cabeça em Cencréia, devido a um voto que havia feito.” Nm 6.2,5,13,18 “Diga o seguinte aos israelitas: Se um homem ou uma mulher fizer um voto especial... Durante todo o período de seu voto de separação, nenhuma lâmina será usada em sua cabeça..,. Este é o ritual do nazireu quando terminar o período de sua separação... rapará o cabelo que consagrou e o jogará no fogo que está embaixo do sacrifício da oferta de comunhão.” 8 Paulo talvez tenha feito um “voto especial” não previsto na Lei Mosaica, e sua menção não tem um significado religioso específico, indica apenas um voto que fez e que por motivação pessoal raspou o cabelo como atitude de que o concluíra.
  • 9. 18.19-23 “Chegaram a Éfeso, onde Paulo deixou Priscila e Áquila. Ele, porém, entrando na sinagoga, começou a debater com os judeus. Pedindo eles que ficasse mais tempo, não cedeu. Mas, ao partir, prometeu: "Voltarei, se for da vontade de Deus". Então, embarcando, partiu de Éfeso. Ao chegar a Cesareia, subiu até a igreja para saudá-la e depois desceu para Antioquia. Depois de passar algum tempo em Antioquia, Paulo partiu dali e viajou por toda a região da Galácia e da Frígia, fortalecendo todos os discípulos.” 9 Para quem é bom em geografia bíblica aí vai o desafio: 18.18,19,24 “Paulo permaneceu em Corinto...e navegou para a Síria... Chegaram a Éfeso...Apolo ...chegou a Éfeso. ” 19.1 “Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, atravessando as regiões altas, chegou a Éfeso.”
  • 10. 18.24-28 “Enquanto isso, um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, chegou a Éfeso. Ele era homem culto e tinha grande conhecimento das Escrituras.(ver 1Co 3.4) Fora instruído no caminho do Senhor e com grande fervor falava e ensinava com exatidão acerca de Jesus, embora conhecesse apenas o batismo de João. Logo começou a falar corajosamente na sinagoga. Quando Priscila e Áquila o ouviram, convidaram-no para ir à sua casa e lhe explicaram com mais exatidão o caminho de Deus. Querendo ele ir para a Acaia (Corinto), os irmãos o encorajaram e escreveram aos discípulos que o recebessem. Ao chegar, ele auxiliou muito os que pela graça haviam crido, pois refutava vigorosamente os judeus em debate público, provando pelas Escrituras que Jesus é o Cristo.” Priscila (seu nome primeiro pois é quem fará a ação) ensina Apolo, junto com o marido Aquila . Não há passagem no NT que limite a mulher obreira na igreja a fazer apenas coisas que homens não gostam de fazer. Aqui Priscila ensina teologia a um pregador do evangelho, e o fez numa intervenção sábia, em particular, muito melhor do que corrigi-lo publicamente. 10
  • 11. 415 Anos 49 a 52: Paulo na Europa – síntese da 2ª viagem At 15.40 a 18.22- 3 anos - 1.400 Km Paulo escreve a carta aos Gálatas (ano 49). Edito de Cláudio expulsando os judeus romanos – Áquila e sua esposa Priscila fogem para Corinto. Concílio de Jerusalém. (ano 50) Entre os anos 51 e 52 é escrita a carta aos Tessalonicenses
  • 12. INÍCIO DA TERCEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO - de 52 d.C. até 58 d.C. 19.1-7 “... Paulo, atravessando as regiões altas, chegou a Éfeso. Ali encontrou alguns discípulos (de João Batista) e lhes perguntou: "Vocês receberam o Espírito Santo quando creram?“ Eles responderam: "Não, nem sequer ouvimos que existe o Espírito Santo". "Então, que batismo vocês receberam?", perguntou Paulo. "O batismo de João", responderam eles. Disse Paulo: "O batismo de João foi um batismo de arrependimento. Ele dizia ao povo que cresse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus". Ouvindo isso, eles foram batizados no nome do Senhor Jesus*. Quando Paulo lhes impôs as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e começaram a falar em línguas e a profetizar. Eram ao todo uns doze homens.” Única ocasião registrada no NT onde crentes receberam um 2º batismo, pois o 1º batismo fora o de João, um batismo de arrependimento que olhava para o futuro, para a vinda do Messias prometido, enquanto que o batismo cristão olha para o passado, para a obra consumada de Cristo na cruz e para a sua ressurreição. 12
  • 13. Éfeso era um lugar multicultural, com pessoas do mundo romano vivendo lá, é possível que os doze homens tenham falado em uma variedade de línguas, como grego, latim, aramaico, hebraico e outras línguas de seus habitantes. Estudiosos apontam para a possibilidade das línguas faladas serem semelhantes às faladas pelos apóstolos no dia de Pentecoste (2.1-11), sob a influência do Espírito Santo, para ser o sinal da presença de Deus. A experiência de falar em línguas e profetizar não é a evidência do batismo no Espírito, pois não houve esse fenômeno no batismo dos samaritanos 8.14-17 “Os apóstolos em Jerusalém, ouvindo que Samaria havia aceitado a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João. Estes, ao chegarem, oraram para que eles recebessem o Espírito Santo, pois o Espírito ainda não havia descido sobre nenhum deles; tinham apenas sido batizados em nome do Senhor Jesus*. Então Pedro e João lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo. *Mt 28.19 “... batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,” 13
  • 14. 1Co 12.29-31 “São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos o dom de realizar milagres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons.” A estrutura gramatical deste verso, no grego, exige uma resposta negativa. Paulo na carta aos efésios trata da plenitude do Espírito e não menciona as línguas: Ef 5.18-21 “Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor, dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. A profecia é um dom espiritual que é dado a alguns crentes pelo Espírito, para anunciar acontecimentos futuros sobre o reino de Deus, e também para exortar, consolar, e proclamar a mensagem de Deus 14
  • 15. INAUGURADO O PRIMEIRO SEMINÁRIO TEOLÓGICO – local Escola de Tirano, Éfeso – duração: 2 anos (3000 h) – Coordenador: Paulo – professores: Paulo e Timóteo 19.8-10 “Paulo entrou na sinagoga e ali falou com liberdade durante três meses, argumentando convincentemente acerca do Reino de Deus. Mas alguns deles se endureceram e se recusaram a crer, e começaram a falar mal do Caminho diante da multidão. Paulo, então, afastou-se deles.(1) TOMANDO CONSIGO OS DISCÍPULOS, PASSOU A ENSINAR DIARIAMENTE NA ESCOLA DE TIRANO. Isso continuou por dois anos, de forma que todos os judeus e os gregos que viviam na província da Ásia ouviram a palavra do Senhor.” (1)Paulo não entrou num embate infrutífero com os judeus; otimizou seu tempo ao rumar com os discípulos para um lugar neutro, onde criou uma classe para estudo de teologia e ensinou regularmente a Palavra de Deus durante dois anos. Um manuscrito grego diz que Paulo ensinava das 11h às 16h, na hora da siesta, devido ao calor excessivo, e antes e depois desses horários, Tirano usava as salas para ensino da filosofia grega. Data da fundação+/- 53 d.C. 15
  • 16. 19.11,12 “Deus fazia milagres extraordinários por meio de Paulo, de modo que até lenços e aventais que Paulo usava (na sua indústria de tendas) eram levados e colocados sobre os enfermos. Estes eram curados de suas doenças, e os espíritos malignos saíam deles. Os milagres NÃO têm o poder de converter pessoas a Cristo, apenas testemunham o poder de Cristo, Sua divindade. 16
  • 17. 19.12-17 “Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: "Em nome de Jesus, a quem Paulo prega, eu ordeno que saiam!" Os que estavam fazendo isso eram os sete filhos de Ceva, um dos chefes dos sacerdotes dos judeus. Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: "Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são?" Então o endemoninhado saltou sobre eles e os dominou, espancando-os com tamanha violência que eles fugiram da casa nus e feridos. Quando isso se tornou conhecido de todos os judeus e gregos que viviam em Éfeso, todos eles foram tomados de temor; e o nome do Senhor Jesus era engrandecido.” PERGUNTA 32: Vc já viu pessoas que se dizem pastores fazerem exatamento o que os filhos de Ceva tentaram fazer? 17 REGIÃO METROPOLITANA Pastor é agredido ao tentar expulsar o demônio durante briga em Nova Lima. O religioso ficou ferido; o caso ocorreu no último sábado (9 de março) Por Rayllan Oliveira Publicado em 13 de março de 2024 | 20h09
  • 18. 19.18 “Muitos dos que creram vinham, e confessavam e declaravam abertamente suas más obras.” 19.19 “Grande número dos que tinham praticado ocultismo reuniram seus livros e os queimaram publicamente. Calculado o valor total, este chegou a cinquenta mil dracmas.” Feiticeiros trouxeram seus rolos contendo frases e fórmulas cabalísticas e os queimaram publicamente Denário: Moeda romana com 4gr. de prata e era a paga por um dia de trabalho Dracma: Moeda grega com 4,5gr de prata, logo 50 mil dracmas correspondem a 120 anos do pagamento de um trabalhador comum. Lucas menciona esses números para mostrar o contraste entre o que acontece aqui e o episódio seguinte onde interesses econômicos tentam impedir a pregação do evangelho. 18
  • 19. 19.23-29 “Naquele tempo houve um grande tumulto por causa do Caminho. Um ourives chamado Demétrio, que fazia miniaturas de prata do templo de Ártemis e que dava muito lucro aos artífices, reuniu-os juntamente com os trabalhadores dessa profissão e disse: "Senhores, vocês sabem que temos uma boa fonte de lucro nesta atividade e estão vendo e ouvindo como este indivíduo, PAULO, ESTÁ CONVENCENDO E DESVIANDO GRANDE NÚMERO DE PESSOAS AQUI EM ÉFESO E EM QUASE TODA A PROVÍNCIA DA ÁSIA. Diz ele que deuses feitos por mãos humanas não são deuses. Não somente há o perigo de nossa profissão perder sua reputação, mas também de o templo da grande deusa Ártemis cair em descrédito e de a própria deusa, adorada em toda a província da Ásia e em todo o mundo, ser destituída de sua majestade divina". Ao ouvirem isso, eles ficaram furiosos e começaram a gritar: "Grande é a Ártemis dos efésios! " Em pouco tempo a cidade toda estava em tumulto. O povo foi às pressas para o teatro, arrastando os companheiros de viagem de Paulo, os macedônios Gaio e Aristarco.(Paulo não estava por lá). 19
  • 20. 19.30-41 “Paulo queria apresentar-se à multidão (e livrar os dois irmãos), mas os discípulos não o permitiram. Alguns amigos de Paulo dentre as autoridades da província chegaram a mandar-lhe um recado, pedindo-lhe que não se arriscasse a ir ao teatro. A assembleia estava em confusão: uns gritavam uma coisa, outros gritavam outra. A maior parte do povo nem sabia por que estava ali... O escrivão da cidade acalmou a multidão e disse: "Efésios, quem não sabe que a cidade de Éfeso é a guardiã do templo da grande Ártemis e da sua imagem que caiu do céu? (talvez a estátua fosse esculpida sobre um bloco meteorito) Portanto, visto que estes fatos são inegáveis, acalmem-se e não façam nada precipitadamente. Vocês trouxeram estes homens aqui, embora eles não tenham roubado templos nem blasfemado contra a nossa deusa. Se Demétrio e seus companheiros de profissão têm alguma queixa contra alguém, os tribunais estão abertos, e há procônsules. Eles que apresentem suas queixas ali. Se há mais alguma coisa que vocês desejam apresentar, isso será decidido em assembleia, conforme a lei. DA MANEIRA COMO ESTÁ, CORREMOS O PERIGO DE SERMOS ACUSADOS DE PERTURBAR A ORDEM PÚBLICA por causa dos acontecimentos de hoje... tendo dito isso, encerrou a assembleia. 20
  • 21. Lição de casa: 1. Rever o estudo de hoje 2. Ler At 20 e 21 A Transculturalização do Evangelho: Paulo era sensível às diferentes culturas e costumes dos lugares que visitava. Adaptava sua mensagem e métodos de acordo com o contexto local, buscando conectar-se com as pessoas em seu próprio idioma e realidade. Sua abordagem intercultural nos ensina a apresentar o evangelho de forma relevante e acessível a pessoas de diferentes origens e culturas que encontramos na nossa sociedade, no nosso entorno. Conclusão: 1. A fé em Deus nos dá força para superar as dificuldades. 2. A COMUNIDADE É ESSENCIAL PARA O CRESCIMENTO ESPIRITUAL. 3. O evangelho deve ser apresentado de forma relevante e culturalmente sensível. 4. Todos nós somos chamados a participar da missão de Deus
  • 22.
  • 23. BIBLIOGRAFIA 1. Bíblia NVI – Editora Vida – 2000 2. Comentário Bíblico do professor – Lawrence Richards – 3ª Ed. Vida - SP 3. Comentário Bíblico Moody – Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017 4. Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 2008 5. Comentário Bíblico NVI -. BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008 6. Atos dos Apóstolos: Texto e Comentário, por F. F. Bruce (Editora Cultura Cristã) 7. Atos dos Apóstolos: Uma Perspectiva Pastoral, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos) 8. Atos dos Apóstolos: A Missão do Espírito Santo, por Luiz Sayão (Ed. Vida Nova) 9. Atos dos Apóstolos: Uma História da Igreja, por Augustus Nicodemus Lopes (Ed. Cultura Cristã) 10.Atos dos Apóstolos: Um Estudo Bíblico, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos) 11.Bible Project 12.Reflexões extraídas da World Wide Web 13.ROTA 66, Rádio Transmundial, Sayão, Luiz, https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1>. Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br 23
  • 24. 24