Tema
Zootecnia dos suínos da
categoria engorda
Introdução
• A producao de animais para o consum e para o comercio no
cenário atual, é uma forma sustentavel para agro-pec...
Conceitos básicos
• Categoria é classificar, indicar uma qualidade ou um
atributo a algo.
• Engorda é uma categoria de ani...
Planeamento da actividade
• Para se implantar um projecto de criação de suínos devem ser
considerados desde a capacidade d...
Característica de suínos da categoria engorda
• Os animais da categoria engorda devem apresentar para
o abate: Carcaças pe...
Tipo de suínos da categoria engorda
• Existem dois tipos de suínos: o tipo carne e o tipo banha
Tipo Banha
• Morfologicame...
Característica de suínos da categoria engorda
• O tronco é comprido, com dorso arqueado, tórax alto,
achatado e pouco prof...
Alimentação para Suínos na Engorda
• os suínos se alimentam a fim de atender prioritariamente sua
necessidade energética e...
Alimentação para Suínos na Engorda
• Disponibilidade comercial: é necessário um suprimento
quantitativamente atractivo e q...
Fazes da engordar do porco
• A engorda de um porco para o abate deve levar cerca de 5
meses, desde o nascimento do animal ...
Influência da dieta de engorda e do peso no
abate do Porco
• A partir de um lote de 40 porcos com 7 meses de idade e
um pe...
Influência da dieta de engorda e do peso no
abate do Porco
• Procedeu-se ao estudo dos seguintes parâmetros: peso e
rendim...
Conclusão
• A demanda de alimentos para atender às necessidades da
população mundial requer produção intensiva de proteína...
Obrigado pela atenção
Duvidas e sugestões!!
Trabalho executado por:
Frederico Maculuve
E
IvaristoMboa
Fim
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Zootecnia dos suinos da categoria engorda segundo Ivomboa

994 visualizações

Publicada em

Agropecuaria

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
994
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Zootecnia dos suinos da categoria engorda segundo Ivomboa

  1. 1. Tema Zootecnia dos suínos da categoria engorda
  2. 2. Introdução • A producao de animais para o consum e para o comercio no cenário atual, é uma forma sustentavel para agro-pecuario para render fundos e garantir a seguranca alimentar; • Muitos produtores de animais estao preocupando-se cada vez mais com segurança alimentar, restrição a uso de antimicrobianos, proteção ambiental e conceitos de bem estar animal. • Nos processos produtivos actuais e dos próximos anos, seguramente não haverá espaço para uma gestão amadora, sendo necessária uma análise minuciosa dos dados zootécnicos, a extrapolação econômica dos mesmos, e acima de tudo uma visão global de todo processo de produção interno e externo.
  3. 3. Conceitos básicos • Categoria é classificar, indicar uma qualidade ou um atributo a algo. • Engorda é uma categoria de animais que a sua finalidade destina-se para abate ou para serem comercializados. • Suinicultura é a criação de suínos para a produção de alimentos e derivados. • Pecuária é a actividade de exploração animal. • Zootécnica é uma ciência que visa desenvolver e aprimorar as potencialidades dos animais domésticos e domesticáveis, com finalidade de incrementar sua produção como fonte alimentar e outras finalidades.
  4. 4. Planeamento da actividade • Para se implantar um projecto de criação de suínos devem ser considerados desde a capacidade de investimento do produtor e a viabilidade económica do negócio até o nível de produtividade que se deseja atingir e o manejo a ser adoptado. • Além disso, o bem-estar animal e a ambiência constituem outros factores indispensáveis. • O aumento da escala de produção e a migração da actividade para regiões de clima mais quente também despertaram um maior interesse na construção de instalações que amenizem as condições climáticas menos favoráveis.
  5. 5. Característica de suínos da categoria engorda • Os animais da categoria engorda devem apresentar para o abate: Carcaças pesadas, com baixa deposição de gorduras e alto rendimento de carne magra. Devem serem animais grandes, chegando a atingir mais de um metro de altura e 1,5 metros da nuca à raiz da cauda, de pelagem preta, branca ou malhada, pele grossa e com cerdas compridas, grossas e abundantes. • A cabeça é comprida e espessa, com orelhas compridas, largas e pendentes, face pouco desenvolvida e boca grande. O pescoço é comprido e regularmente musculado.
  6. 6. Tipo de suínos da categoria engorda • Existem dois tipos de suínos: o tipo carne e o tipo banha Tipo Banha • Morfologicamente, o suíno tipo banha tem uma distribuição harmónica entre as partes anterior e posterior. • Tem “enrugamento de pele”, característica que permite a expansão subcutânea para farta deposição de tecido adiposo. Tipo Carne • Teve seu melhoramento voltado à qualidade da carcaça. A morfologia desse animal está centrada no grande volume corporal nas regiões de cortes nobres (pernil e lombo). T • em excelente desempenho produtivo e reprodutivo.
  7. 7. Característica de suínos da categoria engorda • O tronco é comprido, com dorso arqueado, tórax alto, achatado e pouco profundo, flanco largo e pouco descido, garupa estreita descaída e pouco musculada, ventre esgalgado. Os membros são compridos, ossudos e pouco musculados, tendo um regular aprumo. • As coxas são de bom comprimento e deficiente espessura por serem pouco musculadas; os pés são bem desenvolvidos. A cauda é grossa e de média inserção. São animais de temperamento bastante dócil, vagarosos e com movimentos pouco graciosos e elevada prolificidade.
  8. 8. Alimentação para Suínos na Engorda • os suínos se alimentam a fim de atender prioritariamente sua necessidade energética e, assim sendo, a qualidade e quantidade da energia consumida irão influenciar a deposição de gordura e proteína na carcaça dos animais de diferentes pesos. • Ressalta-se que as exigências nutricionais dos suínos variam em função da idade ou, mais freqüentemente, do peso animal, ou seja, mudam conforme a fase de crescimento. • Na avaliação da oportunidade de uso do ingrediente alternativo, deve-se considerar os seguintes pontos específicos: • Disponibilidade comercial; • E a quantidade de nutrientes e energia.
  9. 9. Alimentação para Suínos na Engorda • Disponibilidade comercial: é necessário um suprimento quantitativamente atractivo e que justifique o esforço de mudança de fórmulas de ração, pois pequenas quantidades em geral associadas a sobras de pré-limpeza de cereais não deveriam ser utilizadas, pois se corre o risco de causarem mais problemas como alta fibra, sementes tóxicas, micotoxinas etc. do que vantagens; • Quantidade de nutrientes e energia: os ingredientes podem ser mais ou menos densos energeticamente e estimativas de sua energia podem ser obtidas após análises laboratoriais. • Análises de composição proximal servem para indicar o conteúdo de alguns nutrientes e são indispensáveis, se não houver informação sobre os ingredientes.
  10. 10. Fazes da engordar do porco • A engorda de um porco para o abate deve levar cerca de 5 meses, desde o nascimento do animal até a fase adulta. • Há muitas maneiras para engordar um animal com a quantidade máxima de peso no menor tempo. • Quanto mais jovem for o porco no abate, mais tenra será sua carne. • Escolha uma raça de crescimento rápido e que apresente um bom rendimento de carne
  11. 11. Influência da dieta de engorda e do peso no abate do Porco • A partir de um lote de 40 porcos com 7 meses de idade e um peso médio de 70 kg PV constituíram-se 2 grupos de 20 animais cada. • Um grupo foi engordado em montanheira e outro com um alimento comercial seleccionado de um conjunto de alimentos comerciais para engorda de porcos Alentejanos. • A escolha teve por base o facto do teor e composição da gordura bruta ser semelhante ao da bolota. Efectuaram-se abates em cada lote de engorda aos 100 e 120 kg PV. • Foram analisadas 4 carcaças de cada grupo abatido num total de 16.
  12. 12. Influência da dieta de engorda e do peso no abate do Porco • Procedeu-se ao estudo dos seguintes parâmetros: peso e rendimento de carcaça, peso das principais peças de corte, área do lombo e espessura da gordura subcutânea dorsal, e ainda da composição do tecido do membro posterior direito. • Os porcos engordados em montanheira apresentaram maior (P=0,05) rendimento de carcaça (78,48 vs 75,03%) e uma tendência para um maior peso ponderal e em percentagem de peças gordas: banhas (2,61 vs 2,39kg; 6,02 vs 5,61%) e manta (engloba toucinho, entremeada e gordura abdominal) (15,56 vs. 14,06kg; 35,84 vs33,11%).
  13. 13. Conclusão • A demanda de alimentos para atender às necessidades da população mundial requer produção intensiva de proteína de origem animal e das demais fontes de nutrientes, respeitando cada vez mais as questões sociais, de meio ambiente e segurança alimentar. • Os aditivos antimicrobianos (antibióticos e quimioterápicos) têm sido utilizados desde a década de 50 e são os promotores do crescimento de uso mais generalizado na produção animal. • Os animais de engorda devem apresentar para o abate: Carcaças pesadas, com baixa deposição de gorduras e alto rendimento de carne magra. As matrizes modernas são produtos de selecção direccionada onde os parâmetros de produção e de reprodução são consideradas conjuntamente.
  14. 14. Obrigado pela atenção Duvidas e sugestões!! Trabalho executado por: Frederico Maculuve E IvaristoMboa Fim

×