Guia de raças de bovinos

21.144 visualizações

Publicada em

Slide desenvolvido sobre o tema Guia de raças de bovinos

Publicada em: Educação
1 comentário
13 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
21.144
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
333
Comentários
1
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guia de raças de bovinos

  1. 1. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 1
  2. 2. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 2 AFRICANDER Afrikaner Raça originária da África do Sul. De tamanho médio, com pele solta e orelhas compridas. Sua cor vai do marrom ao vermelho. Os touros têm a típica giba. Suportam altas temperaturas e têm bom temperamento. ALBERES Massanaise Alberes é uma raça semi-selvagem pouco difundida, originária das montanhas Albères e dos montes Pirineus da França e da Espanha. É um animal rústico, muito primitivo, resiste muito ao frio e é muito sensível ao calor. Seu temperamento é arisco e são difíceis de manejar.
  3. 3. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 3 ALENTEJANA Alentejana é uma raça antiga de Portugal, aparentada com a raça Retinta (Espanha). Sua cor vai do amarelo ao vermelho dourado e seus cifres são compridos. Seu peso médio é de 700 kg. ALLMOGEKOR Raça do sul da Suécia. Esta raça é resistente e adaptável para criações extensivas.
  4. 4. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 4 É dócil e aproveita bem as forragens pobres. Pelagem de várias cores e seu peso médio é 475 kg. ANGUS Aberdeen Angus A raça Angus é autóctone da Escócia. Este tipo de gado bovino é rústico, de tamanho médio, mocho e de pelagens vermelha e preta. Algumas de suas características são sua alta fertilidade, facilidade de parto, boa produção leiteira, grande habilidade materna, resistência a enfermidades, elevado ganho de peso e longevidade. ANKOLE Ankole Longhorn
  5. 5. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 5 Ankole é uma raça oriunda da África, famosa pelos seus enormes chifres. São animais resistentes e capazes de viver em condições de pastagens pobres. Sua cabeça é comprida e de tamanho médio , pescoço curto com profunda papada e peito estreito. Geralmente são vermelhos, mas também podem ser beges, pretos ou tom pastel. BAZADAISE Bazadaise é uma raça originária do sudoeste da França. Suas cores vão variando em diferentes tons de cinza e trigo. Os bezerros nascem com uma cor dourada e ficam cinzas aos 3 meses de idade. Têm uma boa estrutura muscular. Possuem ótimos dotes de rusticidade: adaptação a todos os tipos de solos, excelente valorização das forragens grosseiras, escassas necessidades de cuidados, ótima adaptação à montanha.
  6. 6. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 6 BELGIAN RED Rood Van Belgie - Rouge De Belgique Belgian Red é uma raça originária da Bélgica. É similar `a raça Flemish Shorthorn que está em perigo de extinção. São vermelhos e alguns apresentam manchas brancas. As vacas pesam 725 kg e medem 138 cm e os touros pesam 1.200 kg e medem 153 cm. BELGIAN RED PIED Roodbont - Pied Rouge Belgian Red Pied é uma raça originária da Bélgica. Suas cores são vermelha e branca, sua pele é rosa. Os touros medem 170 cm e pesam 1000 kg e as vacas medem 145 cm e pesam 700 kg.
  7. 7. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 7 BELGIAN WHITE AND RED Witrood Ras Van Belgie Blanc-Rouge De Belgique Belgian White And Red é uma raça originária da Bélgica. Suas cores são vermelha e branca. Os touros pesam 1350 kg e medem 150 cm e as vacas pesam 800 kg e medem 142 cm. BEEFALO Beefalo é um cruzamento de bisão ou búfalo e qualquer gado doméstico. Há uma grande variedade em sua aparência, mas todos compartem uma pelagem muito densa. Sua carne é pobre em gordura, calorias e colesterol e rica em proteínas e cálcio.
  8. 8. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 8 BLANCA CACEREÑA Raça bovina autóctone da Espanha em perigo de extinção. Blanca Cacereña é uma raça pouco evoluída, rústica e forte. São brancos ou amarelados, os jovens são mais claros, as mucosas normalmente são rosadas. Tem proporções médias, com perfil reto e chifres longos. As vacas pesam entre 450 - 550 kg e os touros 600 - 1000 Kg. BLANCO OREJINEGRO Blanco Orejinegro é uma raça originária da Colômbia. Forte e adaptável a zonas montanhosas. Esta raça se caracteriza por ter um temperamento tranqüilo e dócil e uma grande habilidade materna. As vacas pesam 500 kg e os touros variam entre 600 - 800 kg.
  9. 9. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 9 BLONDE D`AQUITAINE Blonde d'Aquiteine é uma raça oriunda do sudoeste francês, resultado do cruzamento de três raças que já desapareceram: Quercy, Garonne e Blonde des Pyrénées. Sua cabeça é expressiva e leve, de perfil reto e fronte larga. O peito é profundo e de costelas bem arqueadas. Bacia de grande dimensão com boa cobertura muscular. Culote de bom desenvolvimento, alto arredondamento e grande comprimento, com massas musculares bem definidas principalmente nos machos. Sua pele tem cor de trigo maduro, variando do escuro ao claro. Seu peso varia de 1100 a 1300 kg nos machos e de 850 a 1000 kg nas fêmeas. BORNEO BANTENG Malay Banten - Sapi Utan Borneo Banteng é uma raça de temperamento selvagem. Os touros geralmente são escuros, pretos, marrons, azulados e as vacas são mais avermelhadas ou marrons. Ambos têm chifres; os das vacas são mais escuros e retos que os
  10. 10. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 10 dos touros. Apresentam uma distintiva giba. BORAN East African Shorthorned Zebu Boran é uma raça muito popular no leste da África, foi desenvolvida no Quênia. Seu tamanho é médio. Possui uma grande resistência ao calor, aos parasitas e suportam a escassez de água e a má qualidade da alimentação. São animais dóceis, com boa fertilidade e maduração rápida. Geralmente são brancos ou cinzas, mas também podem ser vermelhos ou tom pastel. Os touros apresentam pontos pretos. BRAFORD
  11. 11. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 11 Braford é uma raça bovina criada mediante o cruzamento de Brahman com Hereford, que contribui com qualidade da carne e fácil engorda a pasto. Há duas variedades que são: com chifres e mocha. É uma raça adaptada às condições subtropicais das zonas marginais da Argentina. Resistente aos carrapatos e à umidade. Duas características fundamentais da raça Braford são: a plasticidade e a docilidade. BRAHMAN Brahman é originária do Bos Indicus levado originariamente aos Estados Unidos, proveniente da Índia. São de tamanho médio e sua cor varia entre cinza muito claro a vermelho quase preto. A maioria é cinza claro e os machos sempre são mais escuros que as fêmeas. Possui uma grande resistência às altas temperaturas e infestações por parasitas externos, como o carrapato. Seu pêlo é curto, brilhante e grosso; sua pele pigmentada e solta.
  12. 12. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 12 O Brahman não é tão exigente quanto à qualidade de seus alimentos e está comprovado que é a raça que se comporta melhor em situações de seca. Crescimento e desenvolvimento muscular muito rápido, instinto maternal muito forte. BRANGUS Raça originária dos Estados Unidos. Esta raça tem em sua composição genética 3/8 da raça Brahman e 5/8 da raça Angus. São muito resistentes ao calor e aos ectoparasitas; aumentam rapidamente de peso; apresentam excelente conformação muscular e linhas suaves. São animais de temperamento manso e dócil. De tamanho médio, simétricos, balanceados, largos, costelas bem arqueadas, compridos, musculosos, com boa estrutura óssea e membros fortes com soltura de movimentos. Não têm chifres. Sua pele é solta, têm boa habilidade materna. Pode ser preto ou vermelho uniforme, com mínimas manchas brancas atrás do umbigo, com mucosas, cascos e pele pigmentados de preto.
  13. 13. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 13 BRAUNVIEH Braunvieh é uma raça de origem suíça e não possui sangue mestiça. O Braunvieh tem várias tonalidades de marrom, que vai desde o marrom claro e cinza até o marrom muito escuro, predominando o marrom-rato; uma cor mais escura é evidente ao redor dos ombros e do pescoço comparando com o resto do corpo. São muito bons para produção de leite e também para engorda. Adapta-se a todo tipo de clima. É uma raça econômica e ecológica. Seu temperamento é dócil e manso. As medidas de uma vaca são 135 - 140 cm e o peso adulto varia entre 1000 - 1300kg. BRAVA Fighting Bull - Brave - Toros de Lidia
  14. 14. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 14 Brava é uma raça originária da Península Ibérica. Foram selecionadas por sua agressividade, força, vigor e inteligência. Seu pêlo geralmente é preto ou marrom escuro, mas também pode ser cinza, vermelho, branco e suas variedades. São reconhecidos por sua elegante estatura. Além de sua rusticidade e vida selvagem, conserva seus instintos atávicos de defesa e os atributos físicos: chifres grandes apontando para frente, potente aparelho locomotor. A braveza é a combinação equilibrada entre seu instinto agressivo e sua ingenuidade. Os touros pesam aproximadamente 500 - 700 kg. BRETONNE PIE - NOIRE Bretonne Pie - Noire é uma raça originária da França; é a menor das raças francesas. Sua produção leiteira é nobre em regime de criação extensiva e fornece um leite de qualidade idônea para a produção de queijo e manteiga. Suas qualidades de criação são excelentes. Tem uma notável precocidade sexual que permite
  15. 15. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 15 um parto precoce, uma fecundidade legendária e facilidade de parto. É reconhecida por sua rusticidade e excelente aptidão para a produção de carne. Os touros pesam de 500 a 650 kg, as vacas pesam de 350 a 450 kg e têm uma altura de 117 cm. BRITISH WHITE British White é uma raça originária da Grã-Bretanha. Possui temperamento dócil, facilidade de parto e boa aptidão materna. Seu pêlo é branco com alguns pontos pretos como o focinho, as pálpebras, as úberes e as patas. Alguns animais têm pontos vermelhos. É de Tamanho médio. BRITISH WHITE PARK
  16. 16. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 16 British White Park é originária da Grã-Bretanha. Apresentam temperamento dócil, facilidade de parto, boa habilidade materna, boa fertilidade e são resistentes à enfermidades. BÚFALOS Existem dois tipos de búfalos: de pântano e de água. Búfalo de pântano: neste grupo se conhece apenas uma raça. O Carabao, raça de origem australiana, geralmente é marrom claro ou cinza com manchas brancas, chifres suavemente curvos, pontiagudos e voltados para trás. São utilizados principalmente para a produção de carne. Búfalo de água: Existem 18 raças de búfalos bem definidas, as mais importantes são: Murrah: originária da Índia. De corpo grande e maciço, pele negra com pêlos na região torácica. O dorso é elevado em direção à cernelha e ligeiramente curvo, de peito largo e profundo. Resistente à enfermidades infecto-contagiosas. É considerada a raça mais leiteira e precoce. Jafarabadi: esta raça se caracteriza por ter um corpo alongado e grande, pele negra e cabeça grande. Os chifres são grossos e estão inclinados para baixo e depois para cima. O dorso é
  17. 17. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 17 elevado em direção à cernelha e ligeiramente curvo. A garupa é grande, comprida e reta. Nili Ravi: encontrada principalmente no Paquistão e em menor escala na Índia. Sua pele é negra, mas há um 10% a 15% que apresenta coloração marrom escura. Os olhos são grandes e brancos, com íris azul. Os chifres são enroscados. O corpo é redondo e compacto, um pouco curto e com o dorso ligeiramente curvo. O peito é largo e profundo, com a cabeça comprida. Carabao: é uma raça que se utiliza mais para a produção de carne que de leite. É de temperamento nervoso e difícil de amansar. Esta raça apresenta pelagem rosilha ou castanha com extremidades dos membros claras ou brancas. Os chifres são mais longos e se dirigem para ambos lados e um pouco para trás, com extremos afilados Mediterrânea: Cabeça proporcionalmente grande e convexa, com chifres médios, grossos e fortes, curvos e voltados para o alto, acima da linha da cabeça. CACHENA Cachena é uma raça originária da Espanha. São animais muito rústicos, com bom instinto maternal e facilidade de parto, o que os faz aptos para criação em regime extensivo em zonas pobres de alta montanha. Seu tamanho é pequeno e seus chifres são grandes. Produzem uma carne de alta qualidade.
  18. 18. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 18 CANADENSE Black Canadian Canadense é uma raça do Canadá. Suas características não foram muito avaliadas. A raça se adapta muito bem a diferentes climas e não requer importantes condições de vida. Seu temperamento é dócil. Produzem boas quantidades de leite de boa qualidade. Nascem mais pálidas e mais tarde sua cor pode ser preta ou marrom escuro; às vezes têm partes brancas nas úberes, abdômen e peito. São de tamanho pequeno. CANCHIM Canchim é uma raça originária do Brasil. É um cruzamento de Charolês com Nelore. É um animal rústico. Seus pêlos são curtos. É muito produtiva em climas temperados, e também é capaz de adaptar-se em climas tropicais.
  19. 19. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 19 CARACU Caracu é uma raça originada no Brasil. Descendente das raças Transtagana, Minhota e Alentejana; alguns dizem que também provém da raça Mirandesa. Esta raça está classificada como um bos taurus puro, adaptado ao trópico. Não tem problemas com as pastagens e o ambiente, têm uma boa aptidão materna, boa fertilidade, uma grande habilidade para a criação do bezerro, são muito dóceis e resistentes a altas temperaturas e parasitas. A pelagem geralmente é bege, vermelha ou laranja, às vezes castanha. Seu tamanho é médio, as vacas pesam entre 550 - 700 kg e os touros entre 900 - 1200 kg. CHAROLÊS
  20. 20. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 20 Charolês é uma raça originária do Centro-Oeste e Sudoeste da França. Não se conhece o gado que deu origem a esta raça. Possui cor branca ou um tom branco cremoso. O pêlo pode ser curto no verão, mas cresce e se espessa durante a época de frio. Uma das características mais destacáveis consiste na musculatura sumamente desenvolvida. É de grande tamanho: os touros adultos pesam de 900 a 1250 kg e as vacas de 560 a 950 kg. CHIANINA A raça Chianina é originária da Itália. É uma das raças mais antigas do mundo e também a maior, os machos chegam a pesar 1800 kg e medir 190 cm à altura da base do pescoço. É um animal que requer poucos cuidados já que é muito resistente a parasitas, à seca e ao calor extremo. Algumas de suas características são: a facilidade de parto, a vitalidade da cria, a boa aptidão materna, a precocidade, a rusticidade, a resistência própria de sua conformação e a capacidade de viver em ambientes difíceis. Sua pele é negra e seu pêlo é branco.
  21. 21. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 21 Caracterizam-se por possuir cascos duros, pretos e bem formados que lhes ajudam a adaptar- se a qualquer tipo de solo, particularmente aos solos duros e pedregosos. CORRIENTE A raça Corriente é descendente de gados espanhóis levados para os Estados Unidos. É utilizada principalmente para rodeios. Não requerem muita água, nem territórios muito grandes. São pequenos e atléticos. CRIOLLO LECHERO TROPICAL Reyna
  22. 22. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 22 Criollo Lechero Tropical é uma raça originária da Nicarágua. É considerado um dos maiores produtores de leite na América Latina. Sua cor varia do marrom claro ao vermelho escuro. Adaptado a zonas cálidas. Possui uma alta fertilidade, facilidade de parto, habilidade materna, produção de leite de alta qualidade, longevidade e resistência a parasitas. CRIOULO LAGEANO Crioulo Lageano é uma raça brasileira, descendente de animais trazidos pelos jesuítas espanhóis. Acredita-se que foi originada da antiga raça Homiticus, caracterizada por seus longos chifres. Estão muito adaptados às regiões brasileiras de temperaturas mais baixas. Apresenta facilidade de parto e boa habilidade materna. Suas cores variam entre o preto, o marrom e o branco. São compridos e os touros pesam ao redor de 429 kg.
  23. 23. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 23 CURRALEIRO Pé Duro Curraleiro é uma raça brasileira, descendente de raças da península Ibérica trazidas para o Brasil pelos portugueses. Acredita-se que são descendentes da raça Mirandesa. Adaptados a climas semi-áridos. É um animal rústico que produz pouca carne e pouco leite por isso o nome "Pé Duro". Sua cor é variada, sendo as mais comuns, baia e parda e são freqüentes as tonalidades que vão desde o vermelho claro uniforme até um tom mais escuro na parte anterior do corpo. São de tamanho pequeno, 110 cm de altura e o peso vivo está entre 250 e 300 kg. DANISH RED Dansk Rødbroget Kvæg
  24. 24. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 24 Danish Red é uma raça da Dinamarca. Foram desenvolvidas a partir da raça Angeln. As vacas medem 137 cm e pesam 700 kg, os touros 154 cm e pesam 1150 kg. DEVON Devon é uma das raças mais antigas. São vermelhos, variando em tons que vão desde o vermelho profundo ao claro ou castanho. Seu pêlo tem espessura média e freqüentemente é mais longo e frisado no inverno. São animais férteis, dóceis, com facilidade de parto, fortes e com habilidades para adaptar-se a temperaturas extremas. São de tamanho médio.
  25. 25. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 25 DEXTER Dexter é uma raça do sudoeste da Irlanda. Adaptadas aos diferentes tipos de condições climáticas. Possuem boa aptidão materna e os bezerros crescem rápido. Têm 3 cores diferentes, predomina o preto, mas podem ser vermelhos ou castanhos claro. Podem ser de distintos tamanhos, mas geralmente são pequenos, as vacas pesam aproximadamente 300 - 350 kg e medem 92 - 107 cm. GELBVIEH O gado Gelbvieh foi desenvolvido na região da Bavária, Alemanha, no início do século XIX. O sêmen de touros Gelbvieh foi importado pela primeira vez pelos EUA em 1971. As vacas Gelbvieh são mães excelentes. Graças a suas características genéticas são capazes de produzir mais leite de melhor qualidade para seus bezerros que a maioria das raças norte- americanas e européias, produzindo um bezerro saudável e com bom peso ao desmamar.
  26. 26. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 26 GAYAL Gaur O Gaur é um bovino selvagem que vive na Índia, apesar de ser de uma espécie distinta, é relacionado com as vacas domésticas. Na Índia, vive uma versão semi-domesticada do Gaur chamado Gayal e que é de menor tamanho. Durante o domínio inglês na Índia, cruzaram o Gaur com vacas domésticas que produzem muito mais carne que seus pais. GIR Gir é uma raça originária da Índia, do sul da península de Kathiawar em Bombaim. São animais de ótimo desenvolvimento segundo a idade, saudáveis, vigorosos, com musculatura abundante e bem distribuída em todo o corpo. Os machos se destacam por sua masculinidade e as fêmeas apresentam uma extraordinária feminilidade e delicadeza. A pele é a típica ou característica do zebu; solta, fina, flexível e de pigmentação preta ou escura. Com características raciais peculiares, a raça Gir se destaca por sua cor vermelha e amarela em combinações típicas: gargantilha, chitada, rosilha ou moura, sempre com muita pigmentação. Perfil craniano ultra-convexo (com uma fronte larga e proeminente) e a base do chifre para trás (elíptico, chifres achatados, grossos na inserção, crescem para fora, para baixo e para trás). Os pêlos são curtos, finos e sedosos. São utilizados para produção de leite e carne no Brasil.
  27. 27. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 27 GIR LEITEIRO Gir leiteiro é uma raça originária da Índia, do sul da península de Kathiawar em Bombaim. É uma raça de tamanho médio, diferenciando-se das outras pela conformação de sua cabeça, que possui fronte muito larga e convexa, o que a faz inconfundível. Os chifres são caídos e dirigidos para trás, um pouco para fora e encurvados para cima. As orelhas são longas e terminam em uma ponta. Sua pele é solta; a cor típica é branca manchada de vermelho, existem estirpes com mais vermelho que branco, e se encontram exemplares pretos com excelentes resultados em produção de leite. O pescoço é curto e grosso nos touros e fino nas vacas. A giba é grande e em forma de rim. O dorso e o lombo são largos e horizontais e a garupa também. GIROLANDO Girolando é uma raça originária do Brasil. É o resultado do cruzamento da raça Gir com a raça Holstein.
  28. 28. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 28 GUERNSEY Guernsey é uma raça originária da Inglaterra. Originou-se a partir de uma raça proveniente da França, Froment du Léon. É utilizada para a produção de leite. GUZERÁ Guzerat - Azulego - Kankrej Guzerá é uma raça originária da Índia. Adapta-se a qualquer tipo de clima. Na Índia é utilizada para a produção de leite e como animais de tiro e transporte. No Brasil é utilizada para a produção de leite e obtenção de carne.
  29. 29. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 29 HEREFORD Polled Hereford Hereford é uma raça originária de Herefordshire, Inglaterra. É uma das raças produtoras de carne mais importantes do mundo, selecionada desde suas origens, há mais de 200 anos, por reunir todas essas condições econômicas que os criadores de gado de carne desejam e procuram. A raça possui pêlo avermelhado, seus tons variam desde o baio ao cereja, com manchas brancas na cabeça, parte posterior das orelhas, peito, ventre, parte inferior dos membros e ponta do rabo, que a identificam como a nenhuma, acrescentando valor econômico e assegurando pureza. HIGHLAND West Highland
  30. 30. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 30 Highland é uma raça originária da Escócia. Possui um característico pêlo longo, de cor mais ou menos avermelhado. Utilizada para a produção de carne. No final do século XIX exemplares desta raça foram levados à América do Norte. Atualmente também é possível encontrá-la na Escandinávia e inclusive no Alaska. É um antepassado da raça Hereford. HOLSTEIN Frisona - Holstein Friesian Holando Argentino - Holandesa Holstein é uma raça originária da Holanda. A raça Holstein tem como ancestrais mais remotos os animais pretos dos bávaros e os brancos dos frísios, tribos que há aproximadamente 2000 anos se localizavam no delta do Rhin. Devido a suas características únicas de cor, fortaleza e produção, a Holstein começou a diferenciar-se das demais raças, logo foi se expandindo por outros países, começando pela Alemanha e, desde aproximadamente 300 anos, está consolidada num lugar de privilégio a nível mundial pela sua produção e sua adaptação a diferentes climas.
  31. 31. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 31 HORRO Wallega - Wollega - Wellega Horro é uma raça originária da Etiópia. Uma de suas principais características é que possuem uma giba no lombo. É uma raça utilizada para a obtenção de carne. A pelagem normalmente é marrom. ICELANDIC Íslenska Kýrin Icelandic é uma raça originária da Islândia, foi criada a partir de uma raça trazida da Noruega. É uma raça de tamanho pequeno, suas cores mais comuns são: vermelho ou vermelho escuro, marrom e preto. As vacas são escolhidas por seu potencial para a produção de leite. Os touros são escolhidos por seu pedigree e para obter uma melhor performance em suas filhas.
  32. 32. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 32 ILLAWARA Illawara é uma raça originária da Austrália. É uma raça de grandes produtoras de leite. Têm uma cor de pêlo escura. INDUBRASIL Indubrasil é uma raça originária do Brasil. Resultante do cruzamento das raças Gir, Nelore e Guzerá, a raça Indubrasil se destaca por seu porte elevado e grande desenvolvimento muscular.
  33. 33. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 33 Os animais da raça Indubrasil caracterizam-se por apresentar a cabeça de largura e tamanho médios, perfil sub-convexo, orelhas compridas e caídas. A pelagem é branca, cinza ou vermelha, sempre sobre pele escura, bem pigmentada. O elevado porte da raça lhe dá crédito de excelente produtora de carne. Sua rusticidade e poder de adaptação e produção nos trópicos permitiram sua expansão por todo o território nacional. O Nordeste brasileiro e o Triângulo Mineiro se destacam como importantes centros de seleção da raça. JERSEY Jersey é uma raça originária da Ilha Jersey, situada no canal da Mancha, na Espanha. É uma raça orientada exclusivamente à produção de leite. É considerada a segunda raça leiteira do mundo quanto ao número de exemplares, pois se calcula que sua população total, incluídos os cruzamentos, é superior a seis milhões de cabeças. A vaca Jersey chama a atenção por seu tamanho pequeno e sua feminilidade. É a melhor para produzir leite em qualquer lugar do mundo, até mesmo em condições especiais como as do trópico. Suas cores vão desde o baio claro, passando pelo marrom, até um tom quase preto, sendo aceitas as manchas. O perfil é côncavo com fronte larga, cara curta e descarnada. Possui cascos, borla da cauda e mucosidades escuras, o que lhe confere uma alta adaptabilidade aos climas cálidos. É um animal de tamanho pequeno, 125 cm de estatura, e peso médio na fase adulta variando entre 350 e 430 kg. Apresenta ossos finos e excelentes membros, o que lhe confere a possibilidade de adequar-se com facilidade a qualquer tipo de topografia, inclusive zonas de encosta. A raça Jersey se distingue de todas as demais raças de leite por seu temperamento manso e afetivo.
  34. 34. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 34 JUNQUEIRA Junqueira é uma raça originária do Brasil. É utilizada para a produção de leite e a obtenção de carne. KATERINI Katerini é uma raça originária da Grécia. As cores são: 30% preto e 70% cinza. São utilizadas para a produção de leite e obtenção de carne. KERRY Kerry é uma raça originária da Irlanda. É de cor preta, às vezes com um pouco de branco na úbere. Tem chifres brancos, manchados de preto. É uma raça forte e resistente ao frio, tem grande habilidade para deslocar-se.
  35. 35. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 35 LIMOUSIN Limousin é uma raça originária da França. É uma raça orientada à produção de carne. A qualidade insuperável do Limousin tem sido comprovada em numerosos concursos e experiências em todo o mundo. Radica principalmente na reduzida proporção de osso e gordura na rês, na densidade do músculo de fibras e textura fina, sobretudo numa precocidade fisiológica que se traduz em uma prematura madureza da carne. LIMPURGER Limpurger é uma raça originária da Alemanha. A cor característica é o amarelo e é de tamanho mediano. São utilizadas para a produção de leite, de carne e como animal de carga.
  36. 36. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 36 LINCOLN RED Lincoln Red é uma raça originária da Grã-Bretanha. É uma raça muito eficiente e de maduração rápida. A cor típica é o vermelho escuro; às vezes apresenta cornos outras não. LOHANI Acchai Lohani é uma raça originária do Paquistão. A cor característica é o vermelho com manchas brancas. Os touros pesam ao redor de 300 kg e as vacas pesam 235 kg aproximadamente. LOURDAISE
  37. 37. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 37 Lourdaise é uma raça originária da França. A cor característica é o branco ou o amarelo, possui cornos longos. O peso aproximado das vacas é de 650 kg. É um animal de trabalho utilizado nas montanhas para derrubar árvores e também é utilizado para a produção de leite. LOWLINE Lowline é uma raça originária da Austrália. Esta raça deriva da raça Angus. É utilizada para a obtenção de carne. Não tem cornos. A pele é suave e sempre em boas condições e a pelagem é preta. MARCHIGIANA Marchigiana é uma raça originária da Itália. É uma raça criada para a obtenção de carne, possui uma grande adaptabilidade e maturação
  38. 38. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 38 rápida. A cor característica é o branco e às vezes têm um pouco de cinza. MAREMMANA Maremmana é uma raça originária da Itália. É uma raça criada para a obtenção de carne. MARONESA Maronesa é uma raça bovina autóctone do norte de Portugal, de grande rusticidade. Possui uma pelagem escura, quase preta, e é utilizada para o trabalho no campo. MENORQUINA Menorquina é uma raça originária da Espanha. A Menorquina ou Mahonesa é uma raça cuja pelagem varia do louro ao retinto, e seu peso
  39. 39. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 39 está entre 400 e 500 kg. Pode apresentar manchas brancas no ventre. É utilizada para a produção de carne. MOCHO NACIONAL Mocho nacional é uma raça originária do Brasil. Tipo Crioulo do sul, descende provavelmente de bovinos Crioulos sem cornos que apareceram espontaneamente na população original que vivia no sul do Brasil e originário de Portugal, Espanha e Ásia. A criação oficial da raça começou em Nova Odessa, estado de São Paulo, em 1911. Os registros de pedigree começaram em 1939 com a fundação da Associação Nacional de Criadores de Gado Mocho Nacional. Criada principalmente para tração e para produção de carne. É uma raça longeva, rústica e bem adaptada às condições locais. Tem boa conformação corporal e sua cor característica é o vermelho. MORUCHA CAPA NEGRA Morucha Capa Negra é uma raça originária da Espanha. É um bovino autóctone espanhol, apto para a produção de carne, explorado em regime extensivo e cujos ancestrais se encontram no Tronco-Ibérico, por isso possuem as mucosas escuras. Apesar de que a raça Morucha deve seu nome à cor preta de sua capa, originariamente desbotada, era a predominante em princípio. Hoje predomina a cárdea, e em menor medida a capa preta uniforme.
  40. 40. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 40 MURRAY GREY Murray Grey é uma raça originária da Austrália. Descende da raça Angus. É utilizada para a produção de carne. NELORE Nelore é una raça originária da Índia. Os exemplares da raça Nelore se caracterizam por serem animais de porte médio a grande, de pelagem branca, cinza e manchada de cinza. A pele é preta, rica em melanina, fator que funciona como protetor contra os raios solares, de extrema importância para as regiões tropicais e subtropicais. Os cornos são de cor escura, firmemente implantados no crânio, cônicos e mais grossos na base de seção oval. As vacas adultas medem em média 165 cm de comprimento e 155 cm de altura, chegando seu peso a 800 kg. Os touros, com 177 cm de comprimento, 170 cm de altura, 230 cm de perímetro torácico e 38 cm de circunferência escrotal, passam com facilidade os 1000 kg de peso.
  41. 41. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 41 NORMANDO A raça Normanda originária da península da Normandia, no norte da França, é uma raça de dupla utilidade, apta para produzir leite e carne de alta qualidade. A fortaleza de seus aprumos lhe permite recorrer terrenos diversos para procurar alimentos, especialmente em criações extensivas de montanha, em terras pobres e escarpadas. Além disso, possui uma grande resistência às enfermidades, o que unido ao anterior confere à raça um grande poder de adaptação ao nosso meio. O caráter misto de dupla utilidade (produção de carne e leite), conferiu à raça Normanda uma grande capacidade de ingestão e de conversão dos alimentos densos, com uma maior eficiência na sua transformação. ORIGINAL BRAUNVIEH Brown Original - Original Austrian Brown Österreichisches Braunvieh Original Braunvieh é uma raça originária da Suíça. A cor característica varia do cinza ao marrom. As vacas pesam entre 500 e 700 kg, os touros chegam a pesar até 1000 kg. É utilizada para a produção de carne e leite.
  42. 42. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 42 PANTANEIRO Tucura – Cuiabano A raça Pantaneiro é originária do Brasil. A partir de uma raça Ibérica importada. PARDA A raça Parda é originária da Espanha. A raça Parda deriva do Tronco bovino assentado no cantão suíço de Schwyz identificado como uma ramificação do Bos Taurus Brachyceros, de onde se dispersou pelos cinco continentes. Os cinco parâmetros clássicos de identificação etnozootécnica para a raça Parda, são: ortoide, eumétrica a subhipermétrica, sublongilínea, boa massa e ossatura bem-proporcionada. De pelagem parda. A raça Parda, segundo os critérios modernos, é antes de tudo plenamente leiteira, como atestam os 7000 kg consignados a nível internacional por vaca adulta. Seu bom formato assegura rendimentos interessantes quanto à produção de carne. A arquitetura corporal expressa imagens de animais com bom tamanho, forte capacidade torácica, esqueleto pujante, extremidades potentes e úbere bem desenvolvida. O hábito fisio- constitucional traduz um tipo robusto, especialmente dotado para terrenos de montanha, mas de idêntica adaptação a regiões cálidas para a que conta com adequada capacidade de regulação térmica.
  43. 43. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 43 PARDA DE MONTANHA A raça bovina Parda de Montanha, reconhecida como raça espanhola no Catálogo Oficial de Raças de Gado da Espanha, é criada devido a sua aptidão para a produção de carne. Os efetivos desta raça se agrupam principalmente em criações de tamanho médio com sistemas de produção extensivos, onde predomina o aproveitamento de pastos em terrenos montanhosos, exercendo assim um papel socioeconômico destacado nas zonas que ocupa, principalmente nas Comunidades de Aragón, Cantabria e Castilla e León. PARDO SUÍÇO Swiss Brown A raça bovina Pardo Suíço é originária da Suíça. A Pardo Suíço é uma raça com grande desenvolvimento genético, especializado em produzir os maiores volumes de leite, o qual se caracteriza por sua quantidade de sólidos totais e proteína, como exige hoje o mercado. Uma das tarefas da Associação se encaminha a produzir touros capazes de transmitir a maior porcentagem de genes responsáveis pela capacidade de produção leiteira, e que se adaptem às dificuldades do trópico. Estes animais, ao serem cruzados com a raça Zebu beneficiarão o produtor pois transmitem rusticidade e capacidade para produzir altos volumes de leite, com isso as criações com dupla finalidade aumentam sua eficiência.
  44. 44. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 44 PIE NOIRE HOLSTEIN Zwartbont - Holstein A raça Pie Noire Holstein é originária da Holanda. É utilizada para a produção de leite. A pelagem característica é a preta e branca. PIEMONTÊS Piamontesa A raça bovina Piamontesa é originária da Itália. É uma raça utilizada para a produção de carne.
  45. 45. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 45 PIRENAICA A raça Pirenaica é originária da Espanha. É uma raça autóctone que atualmente se encontra no auge, sendo cada vez mais numerosas, proporcionalmente, as indústrias pecuárias que criam esta raça. No entanto, a vaca Pirenaica esteve em grave perigo de desaparecer, sendo a década de 70 a época de sua máxima regressão . Graças ao esforço e conscientização de pecuaristas e administrações, vem se recuperando até chegar aos níveis atuais. Esta vaca, de grande beleza e extraordinárias qualidades está sendo objeto de planos de fomento e melhoria, promovidos pelos pecuaristas de Navarra (principalmente), Guipúzcoa, Alava, Vizcaya, Aragón e Cataluña, ajudados pelas administrações tanto autônomas como estatais. RANDALL
  46. 46. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 46 Randall é uma raça originária dos Estados Unidos. É utilizada para a produção de carne, leite e para tração animal. A pelagem característica é branca e preta, mas também se encontra nas cores cinza e vermelha. As vacas chegam a pesar até 450 kg e os touros 800 kg. RED ANGUS
  47. 47. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 47 Red Angus é uma raça originária da Inglaterra. É o produto do cruzamento entre English Longhorn e Aberdeen Angus. Possui todas as características da raça Aberdeen Angus. As vacas são fortes e crescem rápido. É utilizada para a produção de carne. A cor vermelha, característica desta raça, torna mais suportável o calor que a cor preta da raça Aberdeen Angus. RED BRANGUS
  48. 48. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 48 Red Brangus é uma raça originária dos Estados Unidos. Esta raça é produto do cruzamento de vacas Aberdeen Angus e touros Brahman. É uma raça utilizada para a produção de leite. RED FRIESIAN Fries Roodbont Friesian red and White Red Friesian é uma raça originária da Holanda. RED POLL Red Poll é uma raça de gado desenvolvida na Inglaterra nos princípios do século XIX, sendo o cruzamento das raças Norfolk e Suffolk. A raça Red Poll não tem cornos, assim como a raça Suffolk. O gado Norfolk, por outro lado, tem cornos, mas o gene do gado mocho é dominante. Os Red Poll são criados tanto para a produção de carne como para a de leite. A raça é de tamanho mediano, as vacas maduras pesam entre 544 e 771 kg e os touros adultos geralmente pesam 907 kg.
  49. 49. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 49 RETINTA A Retinta, constitui uma das principais raças bovinas autóctones da Espanha. Distribuiu-se pela metade sul da península Ibérica, onde originou as formas locais Colorada Extremeña, Retinta Andaluza e Rubia Gaditana, de cuja fusão procede uma versão moderna e aperfeiçoada da raça. Como bovino de dupla aptitude (carne - trabalho), manteve-se durante séculos. Sua cor é fundamentalmente vermelha, com tonalidades variantes desde a mais escura (retinta) até a mais clara (avermelhada e baia), com degradação ao redor dos olhos ("olho perdiz"), e excepcionalmente nas fêmeas se admitirá a existência de manchas brancas, somente na região inguinal, se estas forem de pouca extensão. A raça Retinta é utilizada predominantemente para a produção de carne. SALERS
  50. 50. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 50 Raça francesa originária do Maciço Central (Salers, ao lado de Aurillac). A raça Salers foi selecionada no passado por suas aptidões mistas: trabalho, produção de leite e carne. Hoje em dia a Salers é a melhor vaca ama-de-leite. SANMARTINERO Sanmartinero é uma raça originária da Colômbia. É um bovino de uma única camada de pêlo com tonalidades entre amarelo claro e tosco, cabeça grande com cornos, linha dorsal ligeiramente côncava, cauda grossa e longa, com inserção alta e borla abundante. Possui rusticidade, resistência, capacidade para viver em grandes extensões, onde as forragens são muito escassas e as águas se encontram a grandes distâncias, certa tolerância a ectoparasitos, a condições extremas de temperatura e umidade e habilidade para utilizar forragens fibrosos. Esta raça é utilizada para a produção de leite e carne. SANTA GERTRUDIS
  51. 51. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 51 Santa Gertrudis é uma raça originária dos Estados Unidos. Esta raça surgiu do cruzamento das raças Brahman e Shorthorn. É utilizada para a produção de carne. SIMBRAH Simbrah é uma raça originária dos Estados Unidos. A raça se compõe de 5/8 de sangue Simmental e 3/8 de sangue Brahmán. É utilizada para a produção leiteira. SHORTHORN
  52. 52. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 52 A raça Shorthorn é originária da Grã-Bretanha. A pelagem é avermelhada, branca, rosilha avermelhada ou rosilha branca. Os chifres são finos e curtos, de cor branca com pontas castanhas, e a mucosa é rosada. Na Argentina foi a primeira raça melhorada que se introduziu no país, entre 1823 e 1830 se introduziu o touro da variedade leiteira Taquín que ao cruzar-se com o gado crioulo imprimiu suas características. Existem para carne, para leite e para as duas finalidades. SIMMENTAL A raça se originou no vale do rio Simme, na Suíça, há 350 anos aproximadamente; inicialmente tinha três finalidades (carne, leite e trabalho), mas depois, graças à seleção, especializou-se para a produção de carne e leite. Suas características de rusticidade e adaptabilidade a diferentes condições meio-ambientais e de produção possibilitaram sua rápida difusão, permitindo-lhe ser hoje em dia a raça mais popular da Europa, ocupando o segundo lugar no mundo depois das raças Zebuínas. TABAPUÃ
  53. 53. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 53 Tabapuã é uma raça originária do Brasil. É utilizada para a produção de carne. As cores características são o cinza e o branco. TARENTAISE Tarentaise é uma raça originária dos Estados Unidos. É utilizada para a produção de leite. Os toros chegam a pesar aproximadamente 750 kg e as vacas 500 kg. As cores características são o amarelo e o marrom.
  54. 54. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 54 TEXAS LONGHORN Texas Longhorn é uma raça originária dos Estados Unidos. Sua característica principal é que possui cornos grandes e longos. É utilizada para a produção de carne. TROPICARNE Tropicarne é uma raça originária do México. A cor característica é o vermelho. Os touros chegam a pesar 950 kg e as vacas 650 kg.
  55. 55. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 55 YAK Yak é uma raça originária do Tibete. A cor da pelagem pode ser preta, parda, esbranquiçada e inclusive manchada de várias cores. Na Ásia Central é utilizada para transportar cargas e puxar o arado. Também é criada por sua carne, leite (de cor rosada, com que se fazem queijos e manteiga de alta qualidade) e pele. Por esse motivo, o Yak é um animal muito apreciado no Tibete, onde as famílias enfeitam seus animais com fitas, tanto para diferenciá-los dos demais como por razão simplesmente estética. WAGYU Wagyu é uma raça originária do Japão, da cidade de Kobe. Também é conhecida como Japanese Black. Sua carne é muito apreciada por sua textura e sabor.
  56. 56. Guia de Raças de Bovinos Medicina Veterinária e Zootecnia 56 Fonte: CRIADORES DE BOVINOS DO EXTERIOR A classificação das raças européias segundo o EAAP - Animal Genetic Data Bank European Association for Animal Production http://br.viarural.com/animais/a-bovinos/exteriorbovinos/default.htm Visite Também: Centro Acadêmico de Medicina Veterinária CAVET-USS www.cavet-uss.blogspot.com www.facebook.com/cavetuss

×