SlideShare uma empresa Scribd logo
Gestão de Custo
Unidade 6 - SISTEMA DE
CUSTOS E DE
CUSTEAMENTOS
Prof. Rodrigo Otávio das
Chagas Lima, MSc
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio Direto (ou Variável): É um método
 de custeio usado para alocação apenas
 dos custos variáveis ao produto. Segundo
 Leoni "o sistema de custeio variável ou
 direto é um método que considera apenas
 os custos variáveis de apropriação direta
 como custo do produto ou serviço"
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio Direto (ou Variável):
 Segundo Lopes de Sá (1990, p. 108) diz que o
 custeio variável é "o processo de apuração de
 custo que exclui os custos fixos". Segundo
 Meglioni "enquanto no custeio por absorção eles
 são rateados aos produtos, no custeio variável,
 são tratados como custos do período, indo
 diretamente para o resultado igualmente as
 despesas"
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio Direto (ou Variável):
 A diminuição da necessidade de rateio deve-se
 ao fato de que no sistema de custeio variável,
 são alocados aos produtos e/ou serviços,
 somente os custos variáveis e, como na maioria
 dos casos, os custos variáveis também são
 diretos, não alocando os rateios dos custos
 indiretos. Ele é usado para eliminar qualquer
 distorção na apuração dos custos oriundos de
 problemas com rateios pois os custos fixos são
 tratados como despesas.
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio por absorção (ou integral): O
 sistema de custeio por absorção é o
 sistema que apura o valor dos custos dos
 bens ou serviços, tomando como base
 todos os custos da produção incluindo os
 custos diretos, indiretos, fixos e variáveis
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio por absorção (ou integral):
 Segundo Meglioni, "o custeio por
 absorção é o método que consiste em
 atribuir aos produtos fabricados todos os
 custos de produção, quer de forma direta
 ou indireta. Assim todos os custos, sejam
 eles fixos ou variáveis, são absorvidos
 pelos produtos."
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
Custo-padrão: são custos predeterminados,
 porém, diferentemente dos custos
 estimados, são calculados com base em
 parâmetros operacionais, e utilizados em
 operações repetitivas de produção, onde
 não compensaria calcular o custo
 individual de cada repetição.
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
Custo-padrão:
  Os custos padrões são estabelecidos segundo estudos
  de engenharia e são cuidadosamente apurados,
  levando-se em conta o presente e o passado. Para
  determinação dos custos padrões, há necessidade de
  seguir alguns critérios:
  - Seleção minuciosa do material utilizado na produção;
  - Estudos de tempo e desempenho das operações
  produtivas;
  - Estudos de engenharia sobre equipamentos e
  operações fabris
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio ABC: A alocação dos custos
 indiretos são baseadas nas atividades
 relacionadas.
 ABC é um sistema de custos que visa
 quantificar as atividades realizadas por
 uma empresa, utilizando vetores
 (direcionadores), para alocar as despesas
 de uma forma mais realista aos produtos e
 serviços
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio ABC:
 O princípio básico do ABC é que as atividades
 são as causas dos custos, e os produtos
 incorrem nestes mesmos custos através das
 atividades que eles exigem. O ABC, na prática,
 leva a um rastreamento de dados que
 habitualmente não são considerados nos
 sistemas de custeio tradicionais, por extensão,
 ele ajuda a redimensionar a mentalidade
 gerencial das empresas onde é aplicado
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio ABC:
 Este método de custeio visa basicamente
 detectar os custos "ocultos" existentes
 para produzir bens e serviços, porém
 auxilia no descobrimento de custos reais
 dos produtos e processos, na análise mais
 precisa dos custos de administração e na
 aferição de propostas mais competitivas
 em relação aos concorrentes.
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custeio ABC:
 Os sistemas convencionais de gerenciamento
 de custeio não permitem análises mais
 consistentes quanto a problemas graves das
 empresas como retrabalhos de produtos
 defeituosos ou gargalos de produção. Medir
 passo a passo o processo produtivo permite a
 gerentes e supervisores a quantificação
 econômica de atrasos e ineficiências do
 processo produtivo.
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 GECON: GECON ou modelo Gestão
 Econômica é um modelo de mensuração
 de custos baseado em gestão por
 resultados econômicos. Também
 conhecido por Grid Economics and
 Business Models Work.
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
 Custo-meta: O custo-meta, também
 conhecido como Target Costing, é uma
 estratégia de gestão de custos que, a
 partir do preço de mercado e de uma
 margem de lucro desejada, estabelece um
 teto de custo para os produtos ou serviços
Sistema de Custeamento - Conceitos e
tipos (Absorção, Direto e ABC)
  Outros Métodos de Apuração de Custos
 Método das percentagens
 Método da hora/máquina
 Método das equivalências
 Método da unidade padrão de esforço
 (UEPs)
Sistema de Custo Por Processo
 adapta-se a empresas que possuam um
 sistema de produção contínua, com
 processos consecutivos para produção de
 produtos padronizados. Pode-se citar
 como exemplos, as empresas do ramo de
 eletrodomésticos, produtos químicos,
 hospitais, etc.
Sistema de Custo Por Processo
 Este processo difere muito do Sistema de
 Custo Por Ordem de Produção no que
 tange a acumulação de custos. No
 Sistema de Custo Por Ordem de
 Produção, os custos são acumulados
 previamente em ordens de produção, para
 posteriormente serem aglutinados em
 seus departamentos produtivos.
Sistema de Custo Por Processo
 No sistema de custeio por processo, a
 metodologia é inversa, pois primeiramente
 chega-se aos custos por processo ou
 departamento, para posteriormente
 distribuí-los aos produtos que passam por
 estes processos. Com isto, o cerne deste
 sistema passa a ser os centros de custo e
 não o produto elaborado através de uma
 ordem de produção.
Sistema de Custo Por Processo
 características mais relevantes deste sistema de
 custeio.
 - Aplicação: São aplicados em empresas que
 possuam produção contínua e seriada, com
 lotes de produtos padronizados.
 - Acumulação: Os custos com material de
 consumo, mão de obra direta e custos indiretos
 de fabricação são acumulados durante o
 processo produtivo nos departamentos ou
 centros de custo.
Sistema de Custo Por Processo
 características mais relevantes deste sistema de
 custeio.
 - Custo de produção: Originam-se na acumulação dos
 custos dos diversos processos produtivos, através de
 cinco etapas seqüenciais: fluxo físico (produtivo),
 unidades equivalentes, fluxo monetário, custo total dos
 procedimentos e custo médio unitário. O custo total de
 cada centro de custo ou departamento, dividido pela sua
 respectiva produção, dará o custo médio unitário.
 - Transferência de custos: Cada unidade produzida
 que passa de um processo anterior para um seguinte ou
 para o estoque de unidades acabadas, leva consigo
 uma parcela do custo total dos processos precedentes.
Sistema de Custo Por Processo
 características mais relevantes deste sistema de
 custeio.
 - Freqüência das apurações: Estas podem ser
 mensais, bimestrais ou trimestrais, porém recomenda-se
 serem o mais freqüentes possíveis, pois proporcionam
 um perfil atualizado da estrutura de custos, e permite
 uma tomada de decisão a nível gerencial mais rápida e
 segura.
 - Custo operacional do sistema: É um sistema de
 custeio menos burocrático do o que apresentado
 anteriormente, devido ao menor número de
 detalhamentos e registros. Com isto, ganha-se em
 tempo e economia de custos
Sistema de Custo Por Ordem de
Produção
 Sistema de Custeio por Ordem de Produção
 Este sistema, é característico de empresas que
 produzem sob encomenda, sejam estas
 unitárias ou em lotes. Podemos citar como
 exemplos as empresas de construção civil,
 tipografias, setor imobiliário, estaleiros e
 produtoras de filmes
Sistema de Custo Por Ordem de
Produção
 Existem duas filosofias que norteiam os
 sistemas de custeio, que são:
 A) Custear a produção por absorção;
 O custo por absorção parte do princípio de
 que os custos e as despesas indiretas
 fixas são adicionadas aos estoques e ao
 custo dos produtos vendidos.
Sistema de Custo Por Ordem de
Produção
 Existem duas filosofias que norteiam os
 sistemas de custeio, que são:
 B) Considerar somente os custos diretos.
 Por sua vez, os princípios que norteiam a
 metodologia do custo direto não consideram os
 custos indiretos como custos de produção.
 Estes custos são lançados nas planilhas de
 produção como custos inaplicáveis ao processo
 produtivo, qualquer que seja o volume.
Sistema de Custo Por Ordem de
Produção
 Na verdade as duas filosofias utilizam-se
 de princípios diferentes para fazer os
 custos indiretos chegarem ao produto.
 Uma agrega-os ao custo de produção,
 enquanto a outra debita da receita de
 vendas estes custos, obviamente
 apresentando resultados distintos nos
 balancetes de receitas e despesas
Sistema de Custo Por Ordem de
Produção
 Os sistemas de custeio podem ser classificados:
  A) Quanto a natureza do processo produtivo
 - Ordens específicas de produção: baseia-se na
 agregação dos custos
 específicos de cada produto fabricado.
 - Por série de produção : Tipo de produção
 baseada na fabricação de vários
 produtos.
Sistema de Custo Por Ordem de
Produção
 Os sistemas de custeio podem ser classificados:
 B) Quanto ao tipo de custo escolhido
 - Históricos: tem como pressuposto principal a
 simplificação e contabilização
 dos valores tais como ocorreram.
 - Pré Determinados: Estes custos são estabelecidos
 antes de realizar a
 produção, através de estudos de engenharia ou valores
 escolhidos como
 amostra de um período.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Portfólios
PortfóliosPortfólios
Plano de sessão
Plano de sessãoPlano de sessão
Plano de sessão
Ronaldo Otero
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
Luciano Pires
 
Tipologia dos processos de produção
Tipologia dos processos de produçãoTipologia dos processos de produção
Tipologia dos processos de produção
Paulo Gomes
 
Métodos de formação de preços
Métodos de formação de preçosMétodos de formação de preços
Métodos de formação de preços
Roberty Pires Teixeira
 
1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade
razonetecontabil
 
Exercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoExercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e crédito
Raimundo Filho
 
Apresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSC
Apresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSCApresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSC
Apresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSC
Fernando Espírito Santo Silva
 
Modelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNTModelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNT
Micheli Wink
 
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário AcadêmicoComo Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
Rafael Gonçalves Lima
 
Planificação
PlanificaçãoPlanificação
Planificação
Joao Papelo
 
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formandoEstatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
Antonio Mankumbani Chora
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
RafaelBorges3
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
Vinícius Oliveira da Costa
 
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de IntervençãoRoteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Goretti Silva
 
Relatório de Visita Técnica: Centro Histórico de Curitiba
Relatório de Visita Técnica: Centro Histórico de CuritibaRelatório de Visita Técnica: Centro Histórico de Curitiba
Relatório de Visita Técnica: Centro Histórico de Curitiba
IZIS PAIXÃO
 
Cfi 2017 2018
Cfi 2017 2018Cfi 2017 2018
Cfi 2017 2018
Mikelina QualquerKoisa
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
contacontabil
 
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesRelatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Kamilla Rodrigues
 
Aula payback simples e descontado
Aula   payback simples e descontadoAula   payback simples e descontado
Aula payback simples e descontado
Daniel Moura
 

Mais procurados (20)

Portfólios
PortfóliosPortfólios
Portfólios
 
Plano de sessão
Plano de sessãoPlano de sessão
Plano de sessão
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
 
Tipologia dos processos de produção
Tipologia dos processos de produçãoTipologia dos processos de produção
Tipologia dos processos de produção
 
Métodos de formação de preços
Métodos de formação de preçosMétodos de formação de preços
Métodos de formação de preços
 
1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade
 
Exercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoExercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e crédito
 
Apresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSC
Apresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSCApresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSC
Apresentação TCC Fernando Espírito Santo - UFSC
 
Modelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNTModelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNT
 
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário AcadêmicoComo Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
 
Planificação
PlanificaçãoPlanificação
Planificação
 
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formandoEstatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de IntervençãoRoteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de Intervenção
 
Relatório de Visita Técnica: Centro Histórico de Curitiba
Relatório de Visita Técnica: Centro Histórico de CuritibaRelatório de Visita Técnica: Centro Histórico de Curitiba
Relatório de Visita Técnica: Centro Histórico de Curitiba
 
Cfi 2017 2018
Cfi 2017 2018Cfi 2017 2018
Cfi 2017 2018
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
 
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesRelatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
 
Aula payback simples e descontado
Aula   payback simples e descontadoAula   payback simples e descontado
Aula payback simples e descontado
 

Destaque

Aula02 calcula
Aula02 calculaAula02 calcula
Aula02 calcula
razonetecontabil
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
custos contabil
 
Sistema de custo por ordem de produção
Sistema de custo por ordem de produçãoSistema de custo por ordem de produção
Sistema de custo por ordem de produção
Universidade Pedagogica
 
Custeio por processos
Custeio por processosCusteio por processos
Custeio por processos
Felipe Da Silveira
 
Capitulo 3 sistemas de custos
Capitulo 3   sistemas de custosCapitulo 3   sistemas de custos
Capitulo 3 sistemas de custos
Daniel Moura
 
Custos principais métodos de custeio
Custos principais métodos de custeioCustos principais métodos de custeio
Custos principais métodos de custeio
custos contabil
 
Sistema de custeamento por ordem de produção
Sistema de custeamento por ordem de produçãoSistema de custeamento por ordem de produção
Sistema de custeamento por ordem de produção
Luciana Mara
 
Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017
Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017
Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017
Jorge Barbosa
 
POC Educação - uma peça à cena
POC Educação - uma peça à cenaPOC Educação - uma peça à cena
Tome Decisões + Inteligentes!
Tome Decisões + Inteligentes!Tome Decisões + Inteligentes!
Tome Decisões + Inteligentes!
Leonardo Couto
 
Painel 02 01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos Aplica...
Painel 02   01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos  Aplica...Painel 02   01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos  Aplica...
Painel 02 01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos Aplica...
Tribunal de Contas da União - TCU (Oficial)
 
Administração financeira e orçamentária
Administração financeira e orçamentáriaAdministração financeira e orçamentária
Administração financeira e orçamentária
Lindomar Pereira
 
Capitulo 2
Capitulo 2Capitulo 2
Tc58 renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6
Tc58   renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6Tc58   renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6
Tc58 renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6
Claudio Parra
 
Contabilidade avançada
Contabilidade avançadaContabilidade avançada
Contabilidade avançada
Ellen Cristina de Matos
 
Noções de contabilidade de custos
Noções de contabilidade de custosNoções de contabilidade de custos
Noções de contabilidade de custos
simuladocontabil
 
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeioContabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
custos contabil
 
Curso online Contabilidade Análise e Demonstrativos Financeiros
Curso online Contabilidade Análise e Demonstrativos FinanceirosCurso online Contabilidade Análise e Demonstrativos Financeiros
Curso online Contabilidade Análise e Demonstrativos Financeiros
Unichristus Centro Universitário
 
Apostila gestao de_custos_administracao
Apostila gestao de_custos_administracaoApostila gestao de_custos_administracao
Apostila gestao de_custos_administracao
zeramento contabil
 
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6
Wandick Rocha de Aquino
 

Destaque (20)

Aula02 calcula
Aula02 calculaAula02 calcula
Aula02 calcula
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
 
Sistema de custo por ordem de produção
Sistema de custo por ordem de produçãoSistema de custo por ordem de produção
Sistema de custo por ordem de produção
 
Custeio por processos
Custeio por processosCusteio por processos
Custeio por processos
 
Capitulo 3 sistemas de custos
Capitulo 3   sistemas de custosCapitulo 3   sistemas de custos
Capitulo 3 sistemas de custos
 
Custos principais métodos de custeio
Custos principais métodos de custeioCustos principais métodos de custeio
Custos principais métodos de custeio
 
Sistema de custeamento por ordem de produção
Sistema de custeamento por ordem de produçãoSistema de custeamento por ordem de produção
Sistema de custeamento por ordem de produção
 
Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017
Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017
Documento de Estratégia Orçamental 2013 - 2017
 
POC Educação - uma peça à cena
POC Educação - uma peça à cenaPOC Educação - uma peça à cena
POC Educação - uma peça à cena
 
Tome Decisões + Inteligentes!
Tome Decisões + Inteligentes!Tome Decisões + Inteligentes!
Tome Decisões + Inteligentes!
 
Painel 02 01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos Aplica...
Painel 02   01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos  Aplica...Painel 02   01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos  Aplica...
Painel 02 01 patrícia maia - Uso de Técnicas de Mineração de Textos Aplica...
 
Administração financeira e orçamentária
Administração financeira e orçamentáriaAdministração financeira e orçamentária
Administração financeira e orçamentária
 
Capitulo 2
Capitulo 2Capitulo 2
Capitulo 2
 
Tc58 renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6
Tc58   renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6Tc58   renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6
Tc58 renato vila nova - introdução a custos - aula 4, 5 e 6
 
Contabilidade avançada
Contabilidade avançadaContabilidade avançada
Contabilidade avançada
 
Noções de contabilidade de custos
Noções de contabilidade de custosNoções de contabilidade de custos
Noções de contabilidade de custos
 
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeioContabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
 
Curso online Contabilidade Análise e Demonstrativos Financeiros
Curso online Contabilidade Análise e Demonstrativos FinanceirosCurso online Contabilidade Análise e Demonstrativos Financeiros
Curso online Contabilidade Análise e Demonstrativos Financeiros
 
Apostila gestao de_custos_administracao
Apostila gestao de_custos_administracaoApostila gestao de_custos_administracao
Apostila gestao de_custos_administracao
 
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 5 e 6
 

Semelhante a Unidade 6 custo

Estrutura básica de um sistema de custos
Estrutura básica de um sistema de custosEstrutura básica de um sistema de custos
Estrutura básica de um sistema de custos
zeramento contabil
 
EP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicados
EP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicadosEP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicados
EP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicados
RicardodeQueirozMach
 
Custo
CustoCusto
Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1
Mayara Maciel
 
Gerenciamento financeiro
Gerenciamento financeiroGerenciamento financeiro
Gerenciamento financeiro
Mário Januário Filho
 
Trabalho individual gestão industrial 5º semestre
Trabalho individual gestão industrial 5º semestreTrabalho individual gestão industrial 5º semestre
Trabalho individual gestão industrial 5º semestre
Éderson Sierota
 
Aula 02 custeio
Aula 02 custeioAula 02 custeio
Aula 02 custeio
LILIANA MACEDO
 
Ciclo da contabilidade de custos
Ciclo da contabilidade de custosCiclo da contabilidade de custos
Ciclo da contabilidade de custos
simuladocontabil
 
SISTEMAS DE CUSTEIO.pptx
SISTEMAS DE CUSTEIO.pptxSISTEMAS DE CUSTEIO.pptx
SISTEMAS DE CUSTEIO.pptx
JefersonCarvalho49
 
Unidade viii estrutura do custo de um produto
Unidade viii   estrutura do custo de um produtoUnidade viii   estrutura do custo de um produto
Unidade viii estrutura do custo de um produto
custos contabil
 
Administração de custos aula 02
Administração de custos   aula 02Administração de custos   aula 02
Administração de custos aula 02
D S Correia Silva
 
LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016
LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016
LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016
Rosana Zenezi Moreira
 
Custo produção
Custo produçãoCusto produção
Custo produção
Bruna Madeira
 
Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013
Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013
Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013
Dora Machado Consultoria
 
226
226226
Apostila custos-ind._e_gestão_estrat._de_custos
Apostila  custos-ind._e_gestão_estrat._de_custosApostila  custos-ind._e_gestão_estrat._de_custos
Apostila custos-ind._e_gestão_estrat._de_custos
odgracio
 
Gestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custoGestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custo
fevechi
 
Cco aula10 custos
Cco aula10 custosCco aula10 custos
Cco aula10 custos
albumina
 
Gestão de custos terminologia básica livre
Gestão de custos   terminologia básica livreGestão de custos   terminologia básica livre
Gestão de custos terminologia básica livre
Haralan Mucelini
 
Unidade 1 custo
Unidade 1 custoUnidade 1 custo
Unidade 1 custo
custos contabil
 

Semelhante a Unidade 6 custo (20)

Estrutura básica de um sistema de custos
Estrutura básica de um sistema de custosEstrutura básica de um sistema de custos
Estrutura básica de um sistema de custos
 
EP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicados
EP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicadosEP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicados
EP_GEC2015_A2 (2).pptx gestão de custos aplicados
 
Custo
CustoCusto
Custo
 
Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1
 
Gerenciamento financeiro
Gerenciamento financeiroGerenciamento financeiro
Gerenciamento financeiro
 
Trabalho individual gestão industrial 5º semestre
Trabalho individual gestão industrial 5º semestreTrabalho individual gestão industrial 5º semestre
Trabalho individual gestão industrial 5º semestre
 
Aula 02 custeio
Aula 02 custeioAula 02 custeio
Aula 02 custeio
 
Ciclo da contabilidade de custos
Ciclo da contabilidade de custosCiclo da contabilidade de custos
Ciclo da contabilidade de custos
 
SISTEMAS DE CUSTEIO.pptx
SISTEMAS DE CUSTEIO.pptxSISTEMAS DE CUSTEIO.pptx
SISTEMAS DE CUSTEIO.pptx
 
Unidade viii estrutura do custo de um produto
Unidade viii   estrutura do custo de um produtoUnidade viii   estrutura do custo de um produto
Unidade viii estrutura do custo de um produto
 
Administração de custos aula 02
Administração de custos   aula 02Administração de custos   aula 02
Administração de custos aula 02
 
LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016
LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016
LIVRO-Cap-10-3_Custos Feridas_abril-2016
 
Custo produção
Custo produçãoCusto produção
Custo produção
 
Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013
Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013
Custos Logísticos na Cadeia de Suprimentos - FAAP - jul/2013
 
226
226226
226
 
Apostila custos-ind._e_gestão_estrat._de_custos
Apostila  custos-ind._e_gestão_estrat._de_custosApostila  custos-ind._e_gestão_estrat._de_custos
Apostila custos-ind._e_gestão_estrat._de_custos
 
Gestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custoGestão estratégica de custo
Gestão estratégica de custo
 
Cco aula10 custos
Cco aula10 custosCco aula10 custos
Cco aula10 custos
 
Gestão de custos terminologia básica livre
Gestão de custos   terminologia básica livreGestão de custos   terminologia básica livre
Gestão de custos terminologia básica livre
 
Unidade 1 custo
Unidade 1 custoUnidade 1 custo
Unidade 1 custo
 

Mais de custos contabil

Planejamento orç publico
Planejamento orç publicoPlanejamento orç publico
Planejamento orç publico
custos contabil
 
Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05
custos contabil
 
Unidade ii contabilidade de custos
Unidade ii   contabilidade de custosUnidade ii   contabilidade de custos
Unidade ii contabilidade de custos
custos contabil
 
Unidade i contabilidade de custos
Unidade i   contabilidade de custosUnidade i   contabilidade de custos
Unidade i contabilidade de custos
custos contabil
 
Custos abc
Custos abcCustos abc
Custos abc
custos contabil
 
Unidade iii contabilidade de custos
Unidade iii   contabilidade de custosUnidade iii   contabilidade de custos
Unidade iii contabilidade de custos
custos contabil
 
Unidade iv contabilidade de custos
Unidade iv   contabilidade de custosUnidade iv   contabilidade de custos
Unidade iv contabilidade de custos
custos contabil
 
Custos 01
Custos 01Custos 01
Custos 01
custos contabil
 
Unidade vi contabilidade de custos
Unidade vi   contabilidade de custosUnidade vi   contabilidade de custos
Unidade vi contabilidade de custos
custos contabil
 
Apostila financ i
Apostila financ iApostila financ i
Apostila financ i
custos contabil
 
Unidade vii contabilidade de custos
Unidade vii   contabilidade de custosUnidade vii   contabilidade de custos
Unidade vii contabilidade de custos
custos contabil
 
Unidade v contabilidade de custos
Unidade v   contabilidade de custosUnidade v   contabilidade de custos
Unidade v contabilidade de custos
custos contabil
 
Ee analise investimento
Ee analise investimentoEe analise investimento
Ee analise investimento
custos contabil
 
Livros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicosLivros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicos
custos contabil
 
Contabiliando tributos
Contabiliando tributosContabiliando tributos
Contabiliando tributos
custos contabil
 
Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01
custos contabil
 
Unidade 2 custo
Unidade 2 custoUnidade 2 custo
Unidade 2 custo
custos contabil
 
Apostila custos industriais b
Apostila custos industriais bApostila custos industriais b
Apostila custos industriais b
custos contabil
 
Unidade 3 custo
Unidade 3 custoUnidade 3 custo
Unidade 3 custo
custos contabil
 
Unidade viii demonstracoes contabeis
Unidade viii   demonstracoes contabeisUnidade viii   demonstracoes contabeis
Unidade viii demonstracoes contabeis
custos contabil
 

Mais de custos contabil (20)

Planejamento orç publico
Planejamento orç publicoPlanejamento orç publico
Planejamento orç publico
 
Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05
 
Unidade ii contabilidade de custos
Unidade ii   contabilidade de custosUnidade ii   contabilidade de custos
Unidade ii contabilidade de custos
 
Unidade i contabilidade de custos
Unidade i   contabilidade de custosUnidade i   contabilidade de custos
Unidade i contabilidade de custos
 
Custos abc
Custos abcCustos abc
Custos abc
 
Unidade iii contabilidade de custos
Unidade iii   contabilidade de custosUnidade iii   contabilidade de custos
Unidade iii contabilidade de custos
 
Unidade iv contabilidade de custos
Unidade iv   contabilidade de custosUnidade iv   contabilidade de custos
Unidade iv contabilidade de custos
 
Custos 01
Custos 01Custos 01
Custos 01
 
Unidade vi contabilidade de custos
Unidade vi   contabilidade de custosUnidade vi   contabilidade de custos
Unidade vi contabilidade de custos
 
Apostila financ i
Apostila financ iApostila financ i
Apostila financ i
 
Unidade vii contabilidade de custos
Unidade vii   contabilidade de custosUnidade vii   contabilidade de custos
Unidade vii contabilidade de custos
 
Unidade v contabilidade de custos
Unidade v   contabilidade de custosUnidade v   contabilidade de custos
Unidade v contabilidade de custos
 
Ee analise investimento
Ee analise investimentoEe analise investimento
Ee analise investimento
 
Livros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicosLivros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicos
 
Contabiliando tributos
Contabiliando tributosContabiliando tributos
Contabiliando tributos
 
Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01
 
Unidade 2 custo
Unidade 2 custoUnidade 2 custo
Unidade 2 custo
 
Apostila custos industriais b
Apostila custos industriais bApostila custos industriais b
Apostila custos industriais b
 
Unidade 3 custo
Unidade 3 custoUnidade 3 custo
Unidade 3 custo
 
Unidade viii demonstracoes contabeis
Unidade viii   demonstracoes contabeisUnidade viii   demonstracoes contabeis
Unidade viii demonstracoes contabeis
 

Unidade 6 custo

  • 1. Gestão de Custo Unidade 6 - SISTEMA DE CUSTOS E DE CUSTEAMENTOS Prof. Rodrigo Otávio das Chagas Lima, MSc
  • 2. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio Direto (ou Variável): É um método de custeio usado para alocação apenas dos custos variáveis ao produto. Segundo Leoni "o sistema de custeio variável ou direto é um método que considera apenas os custos variáveis de apropriação direta como custo do produto ou serviço"
  • 3. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio Direto (ou Variável): Segundo Lopes de Sá (1990, p. 108) diz que o custeio variável é "o processo de apuração de custo que exclui os custos fixos". Segundo Meglioni "enquanto no custeio por absorção eles são rateados aos produtos, no custeio variável, são tratados como custos do período, indo diretamente para o resultado igualmente as despesas"
  • 4. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio Direto (ou Variável): A diminuição da necessidade de rateio deve-se ao fato de que no sistema de custeio variável, são alocados aos produtos e/ou serviços, somente os custos variáveis e, como na maioria dos casos, os custos variáveis também são diretos, não alocando os rateios dos custos indiretos. Ele é usado para eliminar qualquer distorção na apuração dos custos oriundos de problemas com rateios pois os custos fixos são tratados como despesas.
  • 5. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio por absorção (ou integral): O sistema de custeio por absorção é o sistema que apura o valor dos custos dos bens ou serviços, tomando como base todos os custos da produção incluindo os custos diretos, indiretos, fixos e variáveis
  • 6. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio por absorção (ou integral): Segundo Meglioni, "o custeio por absorção é o método que consiste em atribuir aos produtos fabricados todos os custos de produção, quer de forma direta ou indireta. Assim todos os custos, sejam eles fixos ou variáveis, são absorvidos pelos produtos."
  • 7. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custo-padrão: são custos predeterminados, porém, diferentemente dos custos estimados, são calculados com base em parâmetros operacionais, e utilizados em operações repetitivas de produção, onde não compensaria calcular o custo individual de cada repetição.
  • 8. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custo-padrão: Os custos padrões são estabelecidos segundo estudos de engenharia e são cuidadosamente apurados, levando-se em conta o presente e o passado. Para determinação dos custos padrões, há necessidade de seguir alguns critérios: - Seleção minuciosa do material utilizado na produção; - Estudos de tempo e desempenho das operações produtivas; - Estudos de engenharia sobre equipamentos e operações fabris
  • 9. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio ABC: A alocação dos custos indiretos são baseadas nas atividades relacionadas. ABC é um sistema de custos que visa quantificar as atividades realizadas por uma empresa, utilizando vetores (direcionadores), para alocar as despesas de uma forma mais realista aos produtos e serviços
  • 10. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio ABC: O princípio básico do ABC é que as atividades são as causas dos custos, e os produtos incorrem nestes mesmos custos através das atividades que eles exigem. O ABC, na prática, leva a um rastreamento de dados que habitualmente não são considerados nos sistemas de custeio tradicionais, por extensão, ele ajuda a redimensionar a mentalidade gerencial das empresas onde é aplicado
  • 11. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio ABC: Este método de custeio visa basicamente detectar os custos "ocultos" existentes para produzir bens e serviços, porém auxilia no descobrimento de custos reais dos produtos e processos, na análise mais precisa dos custos de administração e na aferição de propostas mais competitivas em relação aos concorrentes.
  • 12. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custeio ABC: Os sistemas convencionais de gerenciamento de custeio não permitem análises mais consistentes quanto a problemas graves das empresas como retrabalhos de produtos defeituosos ou gargalos de produção. Medir passo a passo o processo produtivo permite a gerentes e supervisores a quantificação econômica de atrasos e ineficiências do processo produtivo.
  • 13. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) GECON: GECON ou modelo Gestão Econômica é um modelo de mensuração de custos baseado em gestão por resultados econômicos. Também conhecido por Grid Economics and Business Models Work.
  • 14. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Custo-meta: O custo-meta, também conhecido como Target Costing, é uma estratégia de gestão de custos que, a partir do preço de mercado e de uma margem de lucro desejada, estabelece um teto de custo para os produtos ou serviços
  • 15. Sistema de Custeamento - Conceitos e tipos (Absorção, Direto e ABC) Outros Métodos de Apuração de Custos Método das percentagens Método da hora/máquina Método das equivalências Método da unidade padrão de esforço (UEPs)
  • 16. Sistema de Custo Por Processo adapta-se a empresas que possuam um sistema de produção contínua, com processos consecutivos para produção de produtos padronizados. Pode-se citar como exemplos, as empresas do ramo de eletrodomésticos, produtos químicos, hospitais, etc.
  • 17. Sistema de Custo Por Processo Este processo difere muito do Sistema de Custo Por Ordem de Produção no que tange a acumulação de custos. No Sistema de Custo Por Ordem de Produção, os custos são acumulados previamente em ordens de produção, para posteriormente serem aglutinados em seus departamentos produtivos.
  • 18. Sistema de Custo Por Processo No sistema de custeio por processo, a metodologia é inversa, pois primeiramente chega-se aos custos por processo ou departamento, para posteriormente distribuí-los aos produtos que passam por estes processos. Com isto, o cerne deste sistema passa a ser os centros de custo e não o produto elaborado através de uma ordem de produção.
  • 19. Sistema de Custo Por Processo características mais relevantes deste sistema de custeio. - Aplicação: São aplicados em empresas que possuam produção contínua e seriada, com lotes de produtos padronizados. - Acumulação: Os custos com material de consumo, mão de obra direta e custos indiretos de fabricação são acumulados durante o processo produtivo nos departamentos ou centros de custo.
  • 20. Sistema de Custo Por Processo características mais relevantes deste sistema de custeio. - Custo de produção: Originam-se na acumulação dos custos dos diversos processos produtivos, através de cinco etapas seqüenciais: fluxo físico (produtivo), unidades equivalentes, fluxo monetário, custo total dos procedimentos e custo médio unitário. O custo total de cada centro de custo ou departamento, dividido pela sua respectiva produção, dará o custo médio unitário. - Transferência de custos: Cada unidade produzida que passa de um processo anterior para um seguinte ou para o estoque de unidades acabadas, leva consigo uma parcela do custo total dos processos precedentes.
  • 21. Sistema de Custo Por Processo características mais relevantes deste sistema de custeio. - Freqüência das apurações: Estas podem ser mensais, bimestrais ou trimestrais, porém recomenda-se serem o mais freqüentes possíveis, pois proporcionam um perfil atualizado da estrutura de custos, e permite uma tomada de decisão a nível gerencial mais rápida e segura. - Custo operacional do sistema: É um sistema de custeio menos burocrático do o que apresentado anteriormente, devido ao menor número de detalhamentos e registros. Com isto, ganha-se em tempo e economia de custos
  • 22. Sistema de Custo Por Ordem de Produção Sistema de Custeio por Ordem de Produção Este sistema, é característico de empresas que produzem sob encomenda, sejam estas unitárias ou em lotes. Podemos citar como exemplos as empresas de construção civil, tipografias, setor imobiliário, estaleiros e produtoras de filmes
  • 23. Sistema de Custo Por Ordem de Produção Existem duas filosofias que norteiam os sistemas de custeio, que são: A) Custear a produção por absorção; O custo por absorção parte do princípio de que os custos e as despesas indiretas fixas são adicionadas aos estoques e ao custo dos produtos vendidos.
  • 24. Sistema de Custo Por Ordem de Produção Existem duas filosofias que norteiam os sistemas de custeio, que são: B) Considerar somente os custos diretos. Por sua vez, os princípios que norteiam a metodologia do custo direto não consideram os custos indiretos como custos de produção. Estes custos são lançados nas planilhas de produção como custos inaplicáveis ao processo produtivo, qualquer que seja o volume.
  • 25. Sistema de Custo Por Ordem de Produção Na verdade as duas filosofias utilizam-se de princípios diferentes para fazer os custos indiretos chegarem ao produto. Uma agrega-os ao custo de produção, enquanto a outra debita da receita de vendas estes custos, obviamente apresentando resultados distintos nos balancetes de receitas e despesas
  • 26. Sistema de Custo Por Ordem de Produção Os sistemas de custeio podem ser classificados: A) Quanto a natureza do processo produtivo - Ordens específicas de produção: baseia-se na agregação dos custos específicos de cada produto fabricado. - Por série de produção : Tipo de produção baseada na fabricação de vários produtos.
  • 27. Sistema de Custo Por Ordem de Produção Os sistemas de custeio podem ser classificados: B) Quanto ao tipo de custo escolhido - Históricos: tem como pressuposto principal a simplificação e contabilização dos valores tais como ocorreram. - Pré Determinados: Estes custos são estabelecidos antes de realizar a produção, através de estudos de engenharia ou valores escolhidos como amostra de um período.