SlideShare uma empresa Scribd logo
Contabilidade de Custos




       Cap. 07 – Custos Fixos e Variáveis

1                Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                        CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS




       Conceito de Custos Fixos:
       Conceito de Custos Fixos:

        Consideram-se como custos fixos (CF) aqueles custos cujo montante
        Consideram-se como custos fixos (CF) aqueles custos cujo montante
    independe de nível de atividade da empresa, isto é, são os custos que
     independe de nível de atividade da empresa, isto é, são os custos que
    não se alteram quando o nível de atividade aumenta ou se reduz, a
     não se alteram quando o nível de atividade aumenta ou se reduz, a
     exemplo dos aluguéis, salários do supervisor de produção, seguros
      exemplo dos aluguéis, salários do supervisor de produção, seguros
    patrimoniais e etc.
     patrimoniais e etc.
        Assim, os custos fixos podem ser caracterizados como sendo a par-
        Assim, os custos fixos podem ser caracterizados como sendo a par-
    cela de custos que é fixa até determinado volume de atividades, poden-
     cela de custos que é fixa até determinado volume de atividades, poden-
    do aumentar ou diminuir proporcionalmente a esse volume. Por isso, o
     do aumentar ou diminuir proporcionalmente a esse volume. Por isso, o
    custo pode ser considerado fixo para um determinado volume de produ
     custo pode ser considerado fixo para um determinado volume de produ
    cão e aumenta quando o volume passa para outro patamar.
     cão e aumenta quando o volume passa para outro patamar.



2                              Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                     CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS


    Características dos custos fixos:
     Características dos custos fixos:
    •• Quantia fixa dentro de uma categoria relativa de produção;
         Quantia fixa dentro de uma categoria relativa de produção;
    •• Acréscimo do custo fixo por unidade, com o acréscimo da
         Acréscimo do custo fixo por unidade, com o acréscimo da
        produção;
         produção;
    •• Atribuição aos departamentos, muitas vezes feita por decisões
         Atribuição aos departamentos, muitas vezes feita por decisões
        administrativas ou métodos de apropriação de custo.
         administrativas ou métodos de apropriação de custo.

    Composição dos custos fixos:
     Composição dos custos fixos:
    a) Custos fixos irredutíveis (férreos, ou custos de paralisação):
     a) Custos fixos irredutíveis (férreos, ou custos de paralisação):
    São aqueles que nascem com a fundação da empresa e não desapare-
     São aqueles que nascem com a fundação da empresa e não desapare-
    cem mesmo com a paralisação completa das atividades (custos do ca-
     cem mesmo com a paralisação completa das atividades (custos do ca-
    pital, certos impostos, licenças etc.)
     pital, certos impostos, licenças etc.)
    b) Custos fixos de prontidão ((ou da produção zero): são aqueles neces
     b) Custos fixos de prontidão ou da produção zero): são aqueles neces
    sários para permitir um início imediato da atividade (vencimentos da
     sários para permitir um início imediato da atividade (vencimentos da
    cúpula, seguros, manutenção mínima etc);
     cúpula, seguros, manutenção mínima etc);




3                           Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                        CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS




    c) Custos fixos da atividade (produção) normal: são aqueles que ocorrem
    quando a empresa opera com capacidade normal. Representam a maior
    parte dos custos fixos (salários administrativos, supervisores, juros sobre
    o circulante, propaganda, manutenção etc);
    d) Custos fixos em salto (degraus): são aqueles que surgem quando a em
    presa decide aumentar sua capacidade, seja pela adição de novas unida-
    des técnicas, construções novas etc. ou, ainda, pelo aumento do tempo
    operacional (número de turnos), surgem novos tipos de custos fixos (ex:
    supervisores adicionais etc.). Nesse caso, os custos fixos crescem em
    degraus.




4                             Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                       CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS




    Custos fixos eeunidade produzida:
     Custos fixos unidade produzida:
    quando se imputa o total dos custos fixos às unidades produzidas, éé
     quando se imputa o total dos custos fixos às unidades produzidas,
    evidente que cada unidade produzida será onerada por uma parcela dos
     evidente que cada unidade produzida será onerada por uma parcela dos
    mesmos. Assim, o custo fixo por unidade de produto ééobtido de acordo
     mesmos. Assim, o custo fixo por unidade de produto obtido de acordo
    com o apresentado aaseguir.
     com o apresentado seguir.

    Cf = CF/n
     Cf = CF/n

    onde:
     onde:
    Cf = custo fixo imputado aauma unidade do produto
     Cf = custo fixo imputado uma unidade do produto
    CF = custo fixo total
     CF = custo fixo total
    n = número das unidades produzidas (transacionadas)
     n = número das unidades produzidas (transacionadas)



5                          Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                                CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                         APLICAÇÃO DA CONTABILIDADE




                                Custo fixo ocioso unitário
                                Custo fixo ocioso unitário




              Caso a empresa opere em um nível de atividade inferior à plena capa
    cidade, pode-se considerar que uma parte dos custos fixos, ou dos fatores de
    produção que os causaram, não foi aproveitada. A capacidade não aproveita-
    da denomina-se capacidade ociosa; o custo fixo correspondente a essa capa-
    cidade é denominado custo fixo ocioso. Nesse caso, o custo fixo ocioso será
    obtido através da fórmula a seguir:
                      Co = Cfn – Cfm
              onde:
              Co = custo ocioso unitário
              Cfn = custo fixo unitário de um nível de atividade qualquer
              Cfm = custo fixo unitário mínimo


                            .

6                                  Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                               CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS

                                       Custo ocioso total
                                       Custo ocioso total


    O custo ocioso total é obtido de acordo com a fórmula a seguir:
    O custo ocioso total é obtido de acordo com a fórmula a seguir:

            CO = CFn – CFm
            CO = CFn – CFm
    Onde:
    Onde:
    CO = custo ocioso total
    CO = custo ocioso total
    CFn = custo fixo total de um nível de atividade qualquer
    CFn = custo fixo total de um nível de atividade qualquer
    CFm = custo fixo total mínimo ou seja:
    CFm = custo fixo total mínimo ou seja:

    CO = (Cfn – Cfm) xxn = Co xxn
    CO = (Cfn – Cfm) n = Co n




7                                   Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                       CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS


                                Custos Variáveis
                                Custos Variáveis


     Consideram-se custo variável todos os custos cujo total depende do nível
     de atividade, isto é, crescem ou decrescem junto com o nível de atividade,
     porém não sempre na mesma proporção. De acordo com o grau da
Interdependência entre nível de atividade e custo dos produtos vendidos
     (CPV), distinguem-se em três grupos de custos variáveis.

Composição dos custos variáveis:
a) Custos proporcionais, que são todos aqueles cujo montante acompanha o
   nível de atividade em proporção linear, isto é, aumentam e reduzem em
   ritmo idêntico ao do nível de atividade, a exemplo do consumo de matéria-
   prima, salários, ICMS, etc.;
b) Custos degressivos ou subproporcionais são aqueles custos que
   aumentam em escala menor que o nível de atividade, ou seja, crescem
   quando o nível de atividade cresce, mas em ritmo mais lento que o último,
   a exemplo do consumo de energia elétrica, mão-de-obra indireta etc;

8                                Prof. Roberto Melo
CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS
                      CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS




    c) custos progressivos ou superproporcionais são aqueles custos cujo
    aumento é mais acelerado do que o aumento simultâneo do nível de
    atividade, a exemplo das horas extras, desgaste e substituição de peças.
    Assim, no caso da proporcionalidade, o custo variável total será obtido
    pelo produto entre o custo variável unitário e o número de unidades
    produzidas.

    Custo total Variável:
    CT = CF + CV
    Já o custo unitário total:
    Ct = Cf + Cv
    No caso de proporcionalidade:
    CT = CF + (Cv x n)




9                              Prof. Roberto Melo

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Добре Дошли в Созопол!
Добре Дошли в Созопол!Добре Дошли в Созопол!
Добре Дошли в Созопол!
Nedda Kaltcheva
 
O estatuto da destruição da família
O estatuto da destruição da famíliaO estatuto da destruição da família
O estatuto da destruição da família
Guy Valerio Barros dos Santos
 
Repassando
RepassandoRepassando
Older Film Posters Examples
Older Film Posters ExamplesOlder Film Posters Examples
Older Film Posters Examplesbarneyheadway
 
Pràctica3
Pràctica3Pràctica3
Pràctica3Llurba
 
Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...
Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...
Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...
SOFTENG
 
Escenarios Electiva 1 Cd[1]
Escenarios Electiva 1 Cd[1]Escenarios Electiva 1 Cd[1]
Escenarios Electiva 1 Cd[1]
guestc43f10
 
Livros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicosLivros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicos
custos contabil
 
aula 9- PROTEINAS simplificada
aula 9- PROTEINAS simplificadaaula 9- PROTEINAS simplificada
aula 9- PROTEINAS simplificada
primaquim
 
Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02
Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02
Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02
willian pereira
 
3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID
3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID
3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID
Marré Infinito Semi Jóias
 
Interactive space
Interactive spaceInteractive space
Interactive space
Edutainment
 
La France Insolite1
La France Insolite1La France Insolite1
La France Insolite1guest09dfb43
 
PresentacióN Mapamundi
PresentacióN MapamundiPresentacióN Mapamundi
PresentacióN MapamundiSusana Bats
 
Proyecto demogracia
Proyecto demograciaProyecto demogracia
Proyecto demogracia
guest57fba7
 
Raimon Bikandi "Salday"
Raimon Bikandi "Salday"Raimon Bikandi "Salday"
Raimon Bikandi "Salday"
raimon bikandi
 
Lovelock
LovelockLovelock

Destaque (20)

Добре Дошли в Созопол!
Добре Дошли в Созопол!Добре Дошли в Созопол!
Добре Дошли в Созопол!
 
O estatuto da destruição da família
O estatuto da destruição da famíliaO estatuto da destruição da família
O estatuto da destruição da família
 
Repassando
RepassandoRepassando
Repassando
 
Creaparc2
Creaparc2Creaparc2
Creaparc2
 
Older Film Posters Examples
Older Film Posters ExamplesOlder Film Posters Examples
Older Film Posters Examples
 
Pràctica3
Pràctica3Pràctica3
Pràctica3
 
Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...
Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...
Evento IDC Cloud Computing 2011-Como mover una gran aplicación a Windows Azur...
 
Escenarios Electiva 1 Cd[1]
Escenarios Electiva 1 Cd[1]Escenarios Electiva 1 Cd[1]
Escenarios Electiva 1 Cd[1]
 
Livros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicosLivros fiscais eletronicos
Livros fiscais eletronicos
 
aula 9- PROTEINAS simplificada
aula 9- PROTEINAS simplificadaaula 9- PROTEINAS simplificada
aula 9- PROTEINAS simplificada
 
Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02
Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02
Resenhacrtica modelo-111108071011-phpapp02
 
3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID
3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID
3ª Edição Revista Marré Infinito - MI ID
 
Festival
FestivalFestival
Festival
 
Interactive space
Interactive spaceInteractive space
Interactive space
 
La France Insolite1
La France Insolite1La France Insolite1
La France Insolite1
 
PresentacióN Mapamundi
PresentacióN MapamundiPresentacióN Mapamundi
PresentacióN Mapamundi
 
Proyecto demogracia
Proyecto demograciaProyecto demogracia
Proyecto demogracia
 
2equa2inco
2equa2inco2equa2inco
2equa2inco
 
Raimon Bikandi "Salday"
Raimon Bikandi "Salday"Raimon Bikandi "Salday"
Raimon Bikandi "Salday"
 
Lovelock
LovelockLovelock
Lovelock
 

Semelhante a Unidade vii contabilidade de custos

Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custosTerminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Delza Carvalho
 
Custo produção
Custo produçãoCusto produção
Custo produção
Bruna Madeira
 
Finanças Em Marketing Aula 07
Finanças Em Marketing   Aula 07Finanças Em Marketing   Aula 07
Finanças Em Marketing Aula 07
Douglas Miquelof
 
Unidade v contabilidade de custos
Unidade v   contabilidade de custosUnidade v   contabilidade de custos
Unidade v contabilidade de custos
custos contabil
 
Custo volume lucro
Custo volume lucroCusto volume lucro
Custo volume lucro
simuladocontabil
 
Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1
Mayara Maciel
 
Conceitosfinanc
ConceitosfinancConceitosfinanc
Conceitosfinanc
zeramento contabil
 
Conceitos financeiros contabeis
Conceitos financeiros contabeisConceitos financeiros contabeis
Conceitos financeiros contabeis
custos contabil
 
Unidade viii estrutura do custo de um produto
Unidade viii   estrutura do custo de um produtoUnidade viii   estrutura do custo de um produto
Unidade viii estrutura do custo de um produto
custos contabil
 
Custos na Empresa
Custos na EmpresaCustos na Empresa
Unidade iii contabilidade de custos
Unidade iii   contabilidade de custosUnidade iii   contabilidade de custos
Unidade iii contabilidade de custos
custos contabil
 
Aula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptx
Aula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptxAula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptx
Aula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptx
Universidade Estadual da Paraíba
 
Unidade 1 custo
Unidade 1 custoUnidade 1 custo
Unidade 1 custo
custos contabil
 
Custo
CustoCusto
Apostila v ponto de equilibrio
Apostila v   ponto de equilibrioApostila v   ponto de equilibrio
Apostila v ponto de equilibrio
zeramento contabil
 
Apostila 07 ponto de equilíbrio e grau de alavancagem
Apostila 07   ponto de equilíbrio e grau de alavancagemApostila 07   ponto de equilíbrio e grau de alavancagem
Apostila 07 ponto de equilíbrio e grau de alavancagem
zeramento contabil
 
Apostila controladoria 10 2
Apostila controladoria 10 2Apostila controladoria 10 2
Apostila controladoria 10 2
controladoriacontab
 
Apostila controladoria 10
Apostila controladoria 10Apostila controladoria 10
Apostila controladoria 10
controladoriacontab
 
Aula 2 - GCL
Aula 2 - GCLAula 2 - GCL
Aula 2 - GCL
mifarias
 
74455494 custos
74455494 custos74455494 custos
74455494 custos
trincaferroboi
 

Semelhante a Unidade vii contabilidade de custos (20)

Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custosTerminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
 
Custo produção
Custo produçãoCusto produção
Custo produção
 
Finanças Em Marketing Aula 07
Finanças Em Marketing   Aula 07Finanças Em Marketing   Aula 07
Finanças Em Marketing Aula 07
 
Unidade v contabilidade de custos
Unidade v   contabilidade de custosUnidade v   contabilidade de custos
Unidade v contabilidade de custos
 
Custo volume lucro
Custo volume lucroCusto volume lucro
Custo volume lucro
 
Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1Análise de-custos-vol-1
Análise de-custos-vol-1
 
Conceitosfinanc
ConceitosfinancConceitosfinanc
Conceitosfinanc
 
Conceitos financeiros contabeis
Conceitos financeiros contabeisConceitos financeiros contabeis
Conceitos financeiros contabeis
 
Unidade viii estrutura do custo de um produto
Unidade viii   estrutura do custo de um produtoUnidade viii   estrutura do custo de um produto
Unidade viii estrutura do custo de um produto
 
Custos na Empresa
Custos na EmpresaCustos na Empresa
Custos na Empresa
 
Unidade iii contabilidade de custos
Unidade iii   contabilidade de custosUnidade iii   contabilidade de custos
Unidade iii contabilidade de custos
 
Aula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptx
Aula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptxAula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptx
Aula 3-Relação Custo-Volume-Lucro.pptx
 
Unidade 1 custo
Unidade 1 custoUnidade 1 custo
Unidade 1 custo
 
Custo
CustoCusto
Custo
 
Apostila v ponto de equilibrio
Apostila v   ponto de equilibrioApostila v   ponto de equilibrio
Apostila v ponto de equilibrio
 
Apostila 07 ponto de equilíbrio e grau de alavancagem
Apostila 07   ponto de equilíbrio e grau de alavancagemApostila 07   ponto de equilíbrio e grau de alavancagem
Apostila 07 ponto de equilíbrio e grau de alavancagem
 
Apostila controladoria 10 2
Apostila controladoria 10 2Apostila controladoria 10 2
Apostila controladoria 10 2
 
Apostila controladoria 10
Apostila controladoria 10Apostila controladoria 10
Apostila controladoria 10
 
Aula 2 - GCL
Aula 2 - GCLAula 2 - GCL
Aula 2 - GCL
 
74455494 custos
74455494 custos74455494 custos
74455494 custos
 

Mais de custos contabil

Planejamento orç publico
Planejamento orç publicoPlanejamento orç publico
Planejamento orç publico
custos contabil
 
Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05
custos contabil
 
Unidade ii contabilidade de custos
Unidade ii   contabilidade de custosUnidade ii   contabilidade de custos
Unidade ii contabilidade de custos
custos contabil
 
Unidade i contabilidade de custos
Unidade i   contabilidade de custosUnidade i   contabilidade de custos
Unidade i contabilidade de custos
custos contabil
 
Custos abc
Custos abcCustos abc
Custos abc
custos contabil
 
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeioContabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
custos contabil
 
Unidade iv contabilidade de custos
Unidade iv   contabilidade de custosUnidade iv   contabilidade de custos
Unidade iv contabilidade de custos
custos contabil
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
custos contabil
 
Custos 01
Custos 01Custos 01
Custos 01
custos contabil
 
Unidade vi contabilidade de custos
Unidade vi   contabilidade de custosUnidade vi   contabilidade de custos
Unidade vi contabilidade de custos
custos contabil
 
Apostila financ i
Apostila financ iApostila financ i
Apostila financ i
custos contabil
 
Ee analise investimento
Ee analise investimentoEe analise investimento
Ee analise investimento
custos contabil
 
Contabiliando tributos
Contabiliando tributosContabiliando tributos
Contabiliando tributos
custos contabil
 
Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01
custos contabil
 
Unidade 2 custo
Unidade 2 custoUnidade 2 custo
Unidade 2 custo
custos contabil
 
Apostila custos industriais b
Apostila custos industriais bApostila custos industriais b
Apostila custos industriais b
custos contabil
 
Unidade 3 custo
Unidade 3 custoUnidade 3 custo
Unidade 3 custo
custos contabil
 
Unidade viii demonstracoes contabeis
Unidade viii   demonstracoes contabeisUnidade viii   demonstracoes contabeis
Unidade viii demonstracoes contabeis
custos contabil
 
Contabilidade custos intro contabilidade custos
Contabilidade custos intro contabilidade custosContabilidade custos intro contabilidade custos
Contabilidade custos intro contabilidade custos
custos contabil
 
Contabilidade custos introducao a contabilidade de custos
Contabilidade custos introducao a contabilidade de custosContabilidade custos introducao a contabilidade de custos
Contabilidade custos introducao a contabilidade de custos
custos contabil
 

Mais de custos contabil (20)

Planejamento orç publico
Planejamento orç publicoPlanejamento orç publico
Planejamento orç publico
 
Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05Resumo contabilidade tributaria 05
Resumo contabilidade tributaria 05
 
Unidade ii contabilidade de custos
Unidade ii   contabilidade de custosUnidade ii   contabilidade de custos
Unidade ii contabilidade de custos
 
Unidade i contabilidade de custos
Unidade i   contabilidade de custosUnidade i   contabilidade de custos
Unidade i contabilidade de custos
 
Custos abc
Custos abcCustos abc
Custos abc
 
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeioContabilidade custos gestao de custos aula custeio
Contabilidade custos gestao de custos aula custeio
 
Unidade iv contabilidade de custos
Unidade iv   contabilidade de custosUnidade iv   contabilidade de custos
Unidade iv contabilidade de custos
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
 
Custos 01
Custos 01Custos 01
Custos 01
 
Unidade vi contabilidade de custos
Unidade vi   contabilidade de custosUnidade vi   contabilidade de custos
Unidade vi contabilidade de custos
 
Apostila financ i
Apostila financ iApostila financ i
Apostila financ i
 
Ee analise investimento
Ee analise investimentoEe analise investimento
Ee analise investimento
 
Contabiliando tributos
Contabiliando tributosContabiliando tributos
Contabiliando tributos
 
Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01Resumo contabilidade tributaria 01
Resumo contabilidade tributaria 01
 
Unidade 2 custo
Unidade 2 custoUnidade 2 custo
Unidade 2 custo
 
Apostila custos industriais b
Apostila custos industriais bApostila custos industriais b
Apostila custos industriais b
 
Unidade 3 custo
Unidade 3 custoUnidade 3 custo
Unidade 3 custo
 
Unidade viii demonstracoes contabeis
Unidade viii   demonstracoes contabeisUnidade viii   demonstracoes contabeis
Unidade viii demonstracoes contabeis
 
Contabilidade custos intro contabilidade custos
Contabilidade custos intro contabilidade custosContabilidade custos intro contabilidade custos
Contabilidade custos intro contabilidade custos
 
Contabilidade custos introducao a contabilidade de custos
Contabilidade custos introducao a contabilidade de custosContabilidade custos introducao a contabilidade de custos
Contabilidade custos introducao a contabilidade de custos
 

Unidade vii contabilidade de custos

  • 1. Contabilidade de Custos Cap. 07 – Custos Fixos e Variáveis 1 Prof. Roberto Melo
  • 2. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS Conceito de Custos Fixos: Conceito de Custos Fixos: Consideram-se como custos fixos (CF) aqueles custos cujo montante Consideram-se como custos fixos (CF) aqueles custos cujo montante independe de nível de atividade da empresa, isto é, são os custos que independe de nível de atividade da empresa, isto é, são os custos que não se alteram quando o nível de atividade aumenta ou se reduz, a não se alteram quando o nível de atividade aumenta ou se reduz, a exemplo dos aluguéis, salários do supervisor de produção, seguros exemplo dos aluguéis, salários do supervisor de produção, seguros patrimoniais e etc. patrimoniais e etc. Assim, os custos fixos podem ser caracterizados como sendo a par- Assim, os custos fixos podem ser caracterizados como sendo a par- cela de custos que é fixa até determinado volume de atividades, poden- cela de custos que é fixa até determinado volume de atividades, poden- do aumentar ou diminuir proporcionalmente a esse volume. Por isso, o do aumentar ou diminuir proporcionalmente a esse volume. Por isso, o custo pode ser considerado fixo para um determinado volume de produ custo pode ser considerado fixo para um determinado volume de produ cão e aumenta quando o volume passa para outro patamar. cão e aumenta quando o volume passa para outro patamar. 2 Prof. Roberto Melo
  • 3. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS Características dos custos fixos: Características dos custos fixos: •• Quantia fixa dentro de uma categoria relativa de produção; Quantia fixa dentro de uma categoria relativa de produção; •• Acréscimo do custo fixo por unidade, com o acréscimo da Acréscimo do custo fixo por unidade, com o acréscimo da produção; produção; •• Atribuição aos departamentos, muitas vezes feita por decisões Atribuição aos departamentos, muitas vezes feita por decisões administrativas ou métodos de apropriação de custo. administrativas ou métodos de apropriação de custo. Composição dos custos fixos: Composição dos custos fixos: a) Custos fixos irredutíveis (férreos, ou custos de paralisação): a) Custos fixos irredutíveis (férreos, ou custos de paralisação): São aqueles que nascem com a fundação da empresa e não desapare- São aqueles que nascem com a fundação da empresa e não desapare- cem mesmo com a paralisação completa das atividades (custos do ca- cem mesmo com a paralisação completa das atividades (custos do ca- pital, certos impostos, licenças etc.) pital, certos impostos, licenças etc.) b) Custos fixos de prontidão ((ou da produção zero): são aqueles neces b) Custos fixos de prontidão ou da produção zero): são aqueles neces sários para permitir um início imediato da atividade (vencimentos da sários para permitir um início imediato da atividade (vencimentos da cúpula, seguros, manutenção mínima etc); cúpula, seguros, manutenção mínima etc); 3 Prof. Roberto Melo
  • 4. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS c) Custos fixos da atividade (produção) normal: são aqueles que ocorrem quando a empresa opera com capacidade normal. Representam a maior parte dos custos fixos (salários administrativos, supervisores, juros sobre o circulante, propaganda, manutenção etc); d) Custos fixos em salto (degraus): são aqueles que surgem quando a em presa decide aumentar sua capacidade, seja pela adição de novas unida- des técnicas, construções novas etc. ou, ainda, pelo aumento do tempo operacional (número de turnos), surgem novos tipos de custos fixos (ex: supervisores adicionais etc.). Nesse caso, os custos fixos crescem em degraus. 4 Prof. Roberto Melo
  • 5. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS Custos fixos eeunidade produzida: Custos fixos unidade produzida: quando se imputa o total dos custos fixos às unidades produzidas, éé quando se imputa o total dos custos fixos às unidades produzidas, evidente que cada unidade produzida será onerada por uma parcela dos evidente que cada unidade produzida será onerada por uma parcela dos mesmos. Assim, o custo fixo por unidade de produto ééobtido de acordo mesmos. Assim, o custo fixo por unidade de produto obtido de acordo com o apresentado aaseguir. com o apresentado seguir. Cf = CF/n Cf = CF/n onde: onde: Cf = custo fixo imputado aauma unidade do produto Cf = custo fixo imputado uma unidade do produto CF = custo fixo total CF = custo fixo total n = número das unidades produzidas (transacionadas) n = número das unidades produzidas (transacionadas) 5 Prof. Roberto Melo
  • 6. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS APLICAÇÃO DA CONTABILIDADE Custo fixo ocioso unitário Custo fixo ocioso unitário Caso a empresa opere em um nível de atividade inferior à plena capa cidade, pode-se considerar que uma parte dos custos fixos, ou dos fatores de produção que os causaram, não foi aproveitada. A capacidade não aproveita- da denomina-se capacidade ociosa; o custo fixo correspondente a essa capa- cidade é denominado custo fixo ocioso. Nesse caso, o custo fixo ocioso será obtido através da fórmula a seguir: Co = Cfn – Cfm onde: Co = custo ocioso unitário Cfn = custo fixo unitário de um nível de atividade qualquer Cfm = custo fixo unitário mínimo . 6 Prof. Roberto Melo
  • 7. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS Custo ocioso total Custo ocioso total O custo ocioso total é obtido de acordo com a fórmula a seguir: O custo ocioso total é obtido de acordo com a fórmula a seguir: CO = CFn – CFm CO = CFn – CFm Onde: Onde: CO = custo ocioso total CO = custo ocioso total CFn = custo fixo total de um nível de atividade qualquer CFn = custo fixo total de um nível de atividade qualquer CFm = custo fixo total mínimo ou seja: CFm = custo fixo total mínimo ou seja: CO = (Cfn – Cfm) xxn = Co xxn CO = (Cfn – Cfm) n = Co n 7 Prof. Roberto Melo
  • 8. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS Custos Variáveis Custos Variáveis Consideram-se custo variável todos os custos cujo total depende do nível de atividade, isto é, crescem ou decrescem junto com o nível de atividade, porém não sempre na mesma proporção. De acordo com o grau da Interdependência entre nível de atividade e custo dos produtos vendidos (CPV), distinguem-se em três grupos de custos variáveis. Composição dos custos variáveis: a) Custos proporcionais, que são todos aqueles cujo montante acompanha o nível de atividade em proporção linear, isto é, aumentam e reduzem em ritmo idêntico ao do nível de atividade, a exemplo do consumo de matéria- prima, salários, ICMS, etc.; b) Custos degressivos ou subproporcionais são aqueles custos que aumentam em escala menor que o nível de atividade, ou seja, crescem quando o nível de atividade cresce, mas em ritmo mais lento que o último, a exemplo do consumo de energia elétrica, mão-de-obra indireta etc; 8 Prof. Roberto Melo
  • 9. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS c) custos progressivos ou superproporcionais são aqueles custos cujo aumento é mais acelerado do que o aumento simultâneo do nível de atividade, a exemplo das horas extras, desgaste e substituição de peças. Assim, no caso da proporcionalidade, o custo variável total será obtido pelo produto entre o custo variável unitário e o número de unidades produzidas. Custo total Variável: CT = CF + CV Já o custo unitário total: Ct = Cf + Cv No caso de proporcionalidade: CT = CF + (Cv x n) 9 Prof. Roberto Melo