SlideShare uma empresa Scribd logo
TEORIAS DA
APRENDIZAGEM
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL
CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR
TEORIAS DA APRENDIZAGEM: DIFERENTES ABORDAGENS
Profª Elaine Turk Faria
Aluna: Márcia Regina de Souza
Porto Alegre, 2016
Teorias da aprendizagem
BEHAVIORISMO
Visão da aprendizagem
comportamental
Burrhus Frederic
Skinner
1904-1990
Psicólogo americano que
desenvolveu uma
tecnologia do ensino
baseada nos princípios da
aprendizagem de
comportamentos.
O aprendizado se
dá por influência
dos estímulos do
meio
CONDICIONAMENTO OPERANTE
Condicionar um determinado
comportamento (COMPORTAMENTO
OPERANTE) para obter determinado
resultado (RESPOSTA) , através do
ESTÍMULO
ESTÍMULO =REFORÇO
Reforço Positivo – estímulo que
aumenta a frequência do
comportamento
Reforço Negativo –estímulo adverso, cuja retirada produzirá
o aumento na frequência do comportamento desejado
Google Imagens
O princípio do condicionamento operante de Skinner poderá ser compreendido
pelo professor como uma forma de manter os comportamentos desejados no
aluno através da manutenção do reforço positivo ou retirada do reforço negativo.
Por exemplo, um aluno que realiza sua atividade com esforço e dedicação na aula,
recebe do professor um elogio. Esse elogio é o reforço positivo que vai gerar no
aluno a manutenção do comportamento , ou seja, ele continuará se esforçando e
se dedicando na realização das atividades em aula.
GoogleImagens
Jean Piaget
1896-1980
Considerava as crianças como seres ativos
em desenvolvimento, adaptáveis ao meio,
através do qual descobrem a realidade e
adquirem competências para lidar com ela.
Google Imagens
GoogleImagens
Teorias da aprendizagem
Lev Vigotsky
1896-1934
Psicólogo russo, focaliza sua teoria do
desenvolvimento cognitivo nas
perspectivas sociointerativa, cultural
e histórica.
Sob essas óticas, a aprendizagem é
adquirida através das relações de
natureza social dos indivíduos.
Google Imagens
PERSPECTIVA SOCIOINTERACIONISTA
DE VIGOTSKY
Dá especial importância à linguagem, que
considera como o veículo do pensamento,
ferramenta para a construção dos
conhecimentos e interpretação do mundo
Pela linguagem os adultos transmitem os
modelos culturais às crianças, moldando sua
maneira de pensar , possibilitando aprendizados
e auxiliando-as a desenvolver suas capacidades.
O
desenvolvimento
cognitivo e os
aprendizados,
variam,
portanto, em
cada cultura As relações de uma criança com outras crianças permitem
uma construção solidária do conhecimento. As crianças
aprendem no convívio social.
Google Imagens
Teorias da aprendizagem
Henri Wallon
1879-1962
Médico e psicólogo francês.
Sua concepção de desenvolvimento
humano se integra nas dimensões
psicológica, afetiva e motora.
A TEORIA PISCOGENÉTICA DE WALLON
GoogleImagens
EMOÇÕES AFETO
Movimento INTELIGÊNCIA
Pessoa
PSICOLOGIA
GENÉTICA
Âmbitos do
desenvolvimento
infantil:
Afetivo
Cognitivo
Motor
Teorias da aprendizagem
TEORIA PAPEL DO
PROFESSOR
PAPEL DO ALUNO ESTRATÉGIA
PEDAGÓGICA
Behaviorismo É a fonte da informação;
controla a aprendizagem.
Deve buscar os
comportamentos
propostos pelo professor;
aprende por repetição.
Ênfase nos estímulos –
reforço.
Construtivismo É um agente facilitador
do processo de
aprendizagem.
É o centro do processo de
aprendizagem, que
baseia-se sobretudo nas
experiências e na
interação com o meio
Criar situações de
aprendizagem variadas e
enriquecedoras, que
levem o aluno a construir
seu próprio
conhecimento.
Sociointeracionismo É o agente mediador do
processo de
aprendizagem,
promovendo a
cooperação e a interação
entre os alunos
É o sujeito do processo
de aprendizagem, deve
ser ativo e cooperativo
Deve auxiliar o aluno a
avançar do
conhecimento potencial
para o conhecimento real
Psicogenética Valorizar a afetividade e
compreender os aspectos
intelectuais e emocionais
do aluno nas diferentes
fases do seu
desenvolvimento
O aluno é um ser social e
deve compreender-se
como um elemento em
contínua relação com o
outro e consigo mesmo.
Propiciar experiências e
apresentar os conteúdos
de forma a equilibrar o
mundo objetivo e o
subjetivo do aluno.
Aprender é a única coisa
de que a mente nunca se
cansa, nunca tem medo e
nunca se arrepende.
Albert Schweitzer
Fontes:
Material disponibilizado pela professora no Ambiente Virtual –
Semana 1 e Semana 2.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Débora Silveira
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico crítica
Fábio Vasconcelos
 
Abordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na EducaçãoAbordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na Educação
Carol Messias
 
Epistemologia genética – jean piaget
Epistemologia genética – jean piagetEpistemologia genética – jean piaget
Epistemologia genética – jean piaget
Roxana Alhadas
 
Aula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.ppt
Aula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.pptAula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.ppt
Aula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.ppt
Bruna Talita
 
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
1. teorias do desenvolvimento
1. teorias do desenvolvimento1. teorias do desenvolvimento
1. teorias do desenvolvimento
Claudinéia da Silva de Oliveira
 
Behaviorismo de Skinner
Behaviorismo de SkinnerBehaviorismo de Skinner
Behaviorismo de Skinner
Lucas Vinícius
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Marcelo Assis
 
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
tecnodocencia_ufc
 
Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.
Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.
Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.
ronnymm
 
Jean piaget PPT
Jean piaget PPTJean piaget PPT
David asubel
David asubelDavid asubel
David asubel
Tony Oliveira
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Librol
 
Paulo freire
Paulo freire Paulo freire
Paulo freire
pibidsociais
 
Historico da didatica e suas fases
Historico da didatica e suas fases Historico da didatica e suas fases
Historico da didatica e suas fases
Maria Patricia O. Monteiro e P. de Almeida
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
Juliermeson Morais
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
Cléo Lima
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
pibidsociais
 
Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
Sandra Maria Straube
 

Mais procurados (20)

Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico crítica
 
Abordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na EducaçãoAbordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na Educação
 
Epistemologia genética – jean piaget
Epistemologia genética – jean piagetEpistemologia genética – jean piaget
Epistemologia genética – jean piaget
 
Aula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.ppt
Aula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.pptAula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.ppt
Aula 01 o behaviorismo radical e a psicologia como ciência.ppt
 
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
 
1. teorias do desenvolvimento
1. teorias do desenvolvimento1. teorias do desenvolvimento
1. teorias do desenvolvimento
 
Behaviorismo de Skinner
Behaviorismo de SkinnerBehaviorismo de Skinner
Behaviorismo de Skinner
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
 
Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.
Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.
Gênese do Pensamento e da Linguagem L. S. Vygotsky.
 
Jean piaget PPT
Jean piaget PPTJean piaget PPT
Jean piaget PPT
 
David asubel
David asubelDavid asubel
David asubel
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Paulo freire
Paulo freire Paulo freire
Paulo freire
 
Historico da didatica e suas fases
Historico da didatica e suas fases Historico da didatica e suas fases
Historico da didatica e suas fases
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
 
Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
 

Destaque

DIFICULDADES E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM CONFORME A TEORIA CONST...
DIFICULDADES E TRANSTORNOS          DE  APRENDIZAGEM CONFORME A  TEORIA CONST...DIFICULDADES E TRANSTORNOS          DE  APRENDIZAGEM CONFORME A  TEORIA CONST...
DIFICULDADES E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM CONFORME A TEORIA CONST...
Jackson Silveira
 
Professor Sociointeracionista
Professor SociointeracionistaProfessor Sociointeracionista
Professor Sociointeracionista
Livia Rodrigues
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Vânia Oliveira
 
Teorias da aprendizagem - Docência no Ensino Superior
Teorias da aprendizagem - Docência no Ensino SuperiorTeorias da aprendizagem - Docência no Ensino Superior
Teorias da aprendizagem - Docência no Ensino Superior
MartaPannocchia
 
Teorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalhoTeorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalho
Roseli2012
 
QUESTÕES DE TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)
QUESTÕES DE  TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)QUESTÕES DE  TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)
QUESTÕES DE TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)
Suellen Melo
 
Teoria Sócio-interacionista
Teoria Sócio-interacionistaTeoria Sócio-interacionista
Teoria Sócio-interacionista
Marcelo Ramos
 
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para AlunosTeorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
neliane frança
 

Destaque (8)

DIFICULDADES E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM CONFORME A TEORIA CONST...
DIFICULDADES E TRANSTORNOS          DE  APRENDIZAGEM CONFORME A  TEORIA CONST...DIFICULDADES E TRANSTORNOS          DE  APRENDIZAGEM CONFORME A  TEORIA CONST...
DIFICULDADES E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM CONFORME A TEORIA CONST...
 
Professor Sociointeracionista
Professor SociointeracionistaProfessor Sociointeracionista
Professor Sociointeracionista
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Teorias da aprendizagem - Docência no Ensino Superior
Teorias da aprendizagem - Docência no Ensino SuperiorTeorias da aprendizagem - Docência no Ensino Superior
Teorias da aprendizagem - Docência no Ensino Superior
 
Teorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalhoTeorias de aprendizagem trabalho
Teorias de aprendizagem trabalho
 
QUESTÕES DE TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)
QUESTÕES DE  TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)QUESTÕES DE  TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)
QUESTÕES DE TEORIAS DE APRENDIZAGEM - PEDAGOGOS E PROFESSORES (DIVERSAS BANCAS)
 
Teoria Sócio-interacionista
Teoria Sócio-interacionistaTeoria Sócio-interacionista
Teoria Sócio-interacionista
 
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para AlunosTeorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
 

Semelhante a Teorias da aprendizagem

Psicologia
Psicologia Psicologia
Psicologia
Alelis Gomes
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
Artigo psicomotricidade 2014
Artigo psicomotricidade 2014Artigo psicomotricidade 2014
Artigo psicomotricidade 2014
Cristiane Nery
 
O professor como mediador dos estímulos na aprendizagem
O professor como mediador dos estímulos na aprendizagemO professor como mediador dos estímulos na aprendizagem
O professor como mediador dos estímulos na aprendizagem
Danusinha87
 
Atividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicasAtividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicas
Sara L Medeiros
 
Atividades Pedagógicas
Atividades PedagógicasAtividades Pedagógicas
Atividades Pedagógicas
Sara L Medeiros
 
Protifolio.pdf 1
Protifolio.pdf 1Protifolio.pdf 1
Protifolio.pdf 1
Elton Abneiro Fondo Greg
 
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
Paulo Robson
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Quelen Fogaça
 
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEMBASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
Ana Paula Ribeiro da Fonseca Lopes
 
04122012 patricia do carmo tcc
04122012 patricia do carmo   tcc04122012 patricia do carmo   tcc
04122012 patricia do carmo tcc
Sandra Maria da Silva
 
Fundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da PsicopedagogiaFundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da Psicopedagogia
Glaucia Correa Peres
 
Fundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da PsicopedagogiaFundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da Psicopedagogia
psicologiainside
 
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e ClínicaFundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Instituto Consciência GO
 
Histório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da PsicopedagogiaHistório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da Psicopedagogia
janpsicoped
 
Burrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinnerBurrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinner
magdasimone
 
Psicologia da Educação
Psicologia da EducaçãoPsicologia da Educação
Psicologia da Educação
Girleno Oliveira
 
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogicoA relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
espacoartedeaprender
 
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogicoA relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
espacoartedeaprender
 

Semelhante a Teorias da aprendizagem (20)

Psicologia
Psicologia Psicologia
Psicologia
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
 
Artigo psicomotricidade 2014
Artigo psicomotricidade 2014Artigo psicomotricidade 2014
Artigo psicomotricidade 2014
 
O professor como mediador dos estímulos na aprendizagem
O professor como mediador dos estímulos na aprendizagemO professor como mediador dos estímulos na aprendizagem
O professor como mediador dos estímulos na aprendizagem
 
Atividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicasAtividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicas
 
Atividades Pedagógicas
Atividades PedagógicasAtividades Pedagógicas
Atividades Pedagógicas
 
Protifolio.pdf 1
Protifolio.pdf 1Protifolio.pdf 1
Protifolio.pdf 1
 
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
5 teorias do_desenvolvimento_e_da_aprendizagem
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEMBASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
 
04122012 patricia do carmo tcc
04122012 patricia do carmo   tcc04122012 patricia do carmo   tcc
04122012 patricia do carmo tcc
 
Fundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da PsicopedagogiaFundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da Psicopedagogia
 
Fundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da PsicopedagogiaFundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da Psicopedagogia
 
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e ClínicaFundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
 
Histório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da PsicopedagogiaHistório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da Psicopedagogia
 
Burrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinnerBurrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinner
 
Psicologia da Educação
Psicologia da EducaçãoPsicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogicoA relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
 
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogicoA relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
A relacao entre_afetividade_e_aprendizagem_num_olhar_psicopedagogico
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 

Teorias da aprendizagem

  • 2. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR TEORIAS DA APRENDIZAGEM: DIFERENTES ABORDAGENS Profª Elaine Turk Faria Aluna: Márcia Regina de Souza Porto Alegre, 2016
  • 4. BEHAVIORISMO Visão da aprendizagem comportamental Burrhus Frederic Skinner 1904-1990 Psicólogo americano que desenvolveu uma tecnologia do ensino baseada nos princípios da aprendizagem de comportamentos. O aprendizado se dá por influência dos estímulos do meio CONDICIONAMENTO OPERANTE Condicionar um determinado comportamento (COMPORTAMENTO OPERANTE) para obter determinado resultado (RESPOSTA) , através do ESTÍMULO ESTÍMULO =REFORÇO Reforço Positivo – estímulo que aumenta a frequência do comportamento Reforço Negativo –estímulo adverso, cuja retirada produzirá o aumento na frequência do comportamento desejado Google Imagens
  • 5. O princípio do condicionamento operante de Skinner poderá ser compreendido pelo professor como uma forma de manter os comportamentos desejados no aluno através da manutenção do reforço positivo ou retirada do reforço negativo. Por exemplo, um aluno que realiza sua atividade com esforço e dedicação na aula, recebe do professor um elogio. Esse elogio é o reforço positivo que vai gerar no aluno a manutenção do comportamento , ou seja, ele continuará se esforçando e se dedicando na realização das atividades em aula. GoogleImagens
  • 6. Jean Piaget 1896-1980 Considerava as crianças como seres ativos em desenvolvimento, adaptáveis ao meio, através do qual descobrem a realidade e adquirem competências para lidar com ela. Google Imagens GoogleImagens
  • 8. Lev Vigotsky 1896-1934 Psicólogo russo, focaliza sua teoria do desenvolvimento cognitivo nas perspectivas sociointerativa, cultural e histórica. Sob essas óticas, a aprendizagem é adquirida através das relações de natureza social dos indivíduos. Google Imagens
  • 9. PERSPECTIVA SOCIOINTERACIONISTA DE VIGOTSKY Dá especial importância à linguagem, que considera como o veículo do pensamento, ferramenta para a construção dos conhecimentos e interpretação do mundo Pela linguagem os adultos transmitem os modelos culturais às crianças, moldando sua maneira de pensar , possibilitando aprendizados e auxiliando-as a desenvolver suas capacidades. O desenvolvimento cognitivo e os aprendizados, variam, portanto, em cada cultura As relações de uma criança com outras crianças permitem uma construção solidária do conhecimento. As crianças aprendem no convívio social. Google Imagens
  • 11. Henri Wallon 1879-1962 Médico e psicólogo francês. Sua concepção de desenvolvimento humano se integra nas dimensões psicológica, afetiva e motora. A TEORIA PISCOGENÉTICA DE WALLON GoogleImagens
  • 12. EMOÇÕES AFETO Movimento INTELIGÊNCIA Pessoa PSICOLOGIA GENÉTICA Âmbitos do desenvolvimento infantil: Afetivo Cognitivo Motor
  • 14. TEORIA PAPEL DO PROFESSOR PAPEL DO ALUNO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA Behaviorismo É a fonte da informação; controla a aprendizagem. Deve buscar os comportamentos propostos pelo professor; aprende por repetição. Ênfase nos estímulos – reforço. Construtivismo É um agente facilitador do processo de aprendizagem. É o centro do processo de aprendizagem, que baseia-se sobretudo nas experiências e na interação com o meio Criar situações de aprendizagem variadas e enriquecedoras, que levem o aluno a construir seu próprio conhecimento. Sociointeracionismo É o agente mediador do processo de aprendizagem, promovendo a cooperação e a interação entre os alunos É o sujeito do processo de aprendizagem, deve ser ativo e cooperativo Deve auxiliar o aluno a avançar do conhecimento potencial para o conhecimento real Psicogenética Valorizar a afetividade e compreender os aspectos intelectuais e emocionais do aluno nas diferentes fases do seu desenvolvimento O aluno é um ser social e deve compreender-se como um elemento em contínua relação com o outro e consigo mesmo. Propiciar experiências e apresentar os conteúdos de forma a equilibrar o mundo objetivo e o subjetivo do aluno.
  • 15. Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende. Albert Schweitzer
  • 16. Fontes: Material disponibilizado pela professora no Ambiente Virtual – Semana 1 e Semana 2.