SlideShare uma empresa Scribd logo
Avaliação do papel do Cirurgião Dentista
e do Protético na confecção, de Prótese
para Pacientes com Fissuras Palatinas.
*SANTOS, Milton R. dos ; **CONCEIÇÃO, Antônia M. da ; ***RAMIRO, Fernanda S
; Alunos do Curso Técnico em Prótese Dentária



RESUMO
A fissura lábio palatina é uma deformidade complexa que atinge
várias estruturas faciais como: nariz, lábio, palato duro e mole, ela
ocorre pela falta de fusão do lábio e/ou palato. A prótese de palato
consiste num aparelho, que possui uma porção
anterior, intermediaria e faríngea. Experiência e criatividade são
requisitos para realizar a reabilitação protética de pacientes com
fissuras palatinas. Para a confecção de uma prótese de palato é
necessário além do trabalho conjunto do fonoaudiólogo e do
dentista, o envolvimento do técnico em prótese dentária. Todos
devem se capacitados e comprometidos na reabilitação de crianças.
Após a conclusão de todas as etapas da prótese de palato é
necessário retorno periódicos para manutenção, readaptação ou
refinamento do bulbo faríngeo. O retorno dependera da idade da
criança, de sua condição dentária, perda de elementos dentários
decíduos, e do tipo de prótese indicada. Portanto após a adaptação
da prótese, estes pacientes serão acompanhados por avaliações de
controle a cada seis meses.
Figura 1 –A) Molde da Arcada Superior em Alginato;
B) Modelo de trabalho em gesso;
C) Placa acrílica confeccionada em laboratório
Figura 2 - A) Fixação das pontas aquecidas formando uma alça;
B) Tutor metálico fixado à placa acrílica;
C) Prova do tutor fixado à placa acrílica
Figura 3 - A) Aquecimento das pontas do tutor e fixação na porção intermediária
formando uma alça;
B) Tutor metálico fixado à porção intermediária;
C) Prova do tutor fixado à porção intermediária
Figura 4 - A) Modelagem da cera com espátula n 7 aquecida ao redor do tutor;
B) Prova da modelagem da porção intermediária com pré-bulbo revestida por
cera rosa 7;
C) Modelagem concluída do tutor revestido por cera rosa 7
Figura 5 - A) Modelagem do bulbo com espátula aquecida;
B) Resfriamento em água;
C)Prova da prótese com o bulbo resfriado
Figura 6 - A) Colocação da cera de impressão no bulbo faríngeo;
B) Acomodação da cera com espátula nº 7 aquecida
C) Plastificação da cera e água aquecida a 60°.

D) Obtenção da impressão da musculatura faríngea no bulbo durante a
produção dos sons da fala;
E) Teste de escape de ar, por meio de espelho, com a prótese em posição;
F) Detalhe da impressão da musculatura faríngea no bulbo faríngeo
Fig 8 - A) Desgaste do bulbo acrilizado por meio de broca de desgaste de resina;
B) Acabamento com tira de lixa;
C) Polimento do bulbo;
D) Prótese de palato após desgaste e polimento do bulbo faríngeo
Figura 9 - A) Prótese de palato constituída de placa acrílica, porção intermediária
e prébulbo;
B) Prótese de palato constituída de placa acrílica (com a figura do
distintivo de um clube de futebol), porção intermediária e pré-bulbo;
C) Prótese de palato em posição na boca
Figura 10 - A) Contenção ortodôntica superior;
B) Placa acrílica combinada com a contenção ortodôntica
Figura 11 - A) Prótese de palato concluída após acrilização do bulbo
faríngeo;
B) Prótese de palato em posição
Figura 2 - Obturador faríngeo com porção
anterior formada por placa acrílica
Figura 3 - Nasoendoscópio flexível Olympus ENF P4
O nasoendoscópio consiste em um tubo de inserção flexível de diâmetro que
varia de 1,7 a 4 mm, de aproximadamente 30 cm de comprimento coberto por
uma
capa de vinil preta, dotado de excelente angulação. Em uma das extremidades
há
uma lente que é utilizada para captar a imagem, e na outra extremidade, uma
micro câmera de vídeo utilizada para gravação das imagens (Figura 3). O
nasoendoscópio é inserido dento da narina mais permeável do paciente,
preferencialmente através do meato médio para se conseguir a visualização do
melhor ângulo
Figura 5 – Nasoendoscópio posicionado acima do espaço velo
faríngeo:
(A) repouso fisiológico sem bulbo;
(B) repouso fisiológico - com bulbo
O protocolo de análise dos exames de nasoendoscopia foi baseado
no proposto por Golding-Kushner et al. (1990).
BIBLIOGRAFIA
Aferri, Homero Carneiro
Af25a
Avaliação das etapas de confecção da prótese de
palato em crianças com fissura palatina / Homero
Carneiro Aferri. ± Bauru, 2011.
107 p. il.; 30 cm.
Dissertação. (Mestrado) ± Faculdade de Odontologia
de Bauru, Universidade de São Paulo.
Orientadora: Profa. Dra. Maria Inês Pegoraro-Krook
Autorizo, exclusivamente para fins acadêmicos e científicos, a
reprodução total ou parcial desta dissertação por processos
fotocopiadores e outros meios eletrônicos.
Almeida, Beatriz Kuntz Al64o
Ocorrência do anel de Passavant com o uso do
obturador faríngeo em indivíduos com fissura de palato /
Beatriz Kuntz Almeida. -- Bauru, 2009. 119p.Dissertação. (Mestrado)
Faculdade de Odontologia de Bauru. Universidade de São Paulo.
Orientadora: Prof.ª. Drª. Maria Inês Pegoraro-Krook
Autorizo, exclusivamente para fins acadêmicos e
científicos, a reprodução total ou parcial desta dissertação,
por processos fotocopiadores e outros meios eletrônicos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Endodontia Em Dentes Deciduos
Endodontia Em Dentes DeciduosEndodontia Em Dentes Deciduos
Endodontia Em Dentes Deciduos
Flavio Salomao-Miranda
 
As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)
As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)
As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)
Henry Kramberger
 
Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.
Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.
Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.
Cristhiane Amaral
 
Trabalho articuladores
Trabalho articuladoresTrabalho articuladores
Trabalho articuladores
mayana silva
 
Moldagem de precisão em protese fixa
Moldagem de precisão em protese fixaMoldagem de precisão em protese fixa
Moldagem de precisão em protese fixa
Cristiane Santos
 
Endodontia (Revisão e resumo)
Endodontia (Revisão e resumo)Endodontia (Revisão e resumo)
Endodontia (Revisão e resumo)
Jonathan Cardoso Gomes Rodrigues
 
Prótese Dental Parcial Fixa Metalocerâmica
Prótese Dental Parcial Fixa  MetalocerâmicaPrótese Dental Parcial Fixa  Metalocerâmica
Classificacão da protese parcial removível
Classificacão da protese parcial removívelClassificacão da protese parcial removível
Classificacão da protese parcial removível
Rhuan
 
Apostila+De+Ortodontia
Apostila+De+OrtodontiaApostila+De+Ortodontia
Apostila+De+Ortodontia
guest7364820
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Flavio Salomao-Miranda
 
Hábitos bucais 2005 1
Hábitos bucais 2005 1Hábitos bucais 2005 1
Hábitos bucais 2005 1
Lucas Almeida Sá
 
Classificação das maloclusões
Classificação das maloclusõesClassificação das maloclusões
Classificação das maloclusões
Eduardo Mangolin
 
Coroas Provisórias
Coroas ProvisóriasCoroas Provisórias
Coroas Provisórias
Leidy Any
 
Conceitos basicos em ortodontia
Conceitos basicos em ortodontiaConceitos basicos em ortodontia
Conceitos basicos em ortodontia
Clodoaldo Lopes
 
Promoção de saúde bucal.
Promoção de saúde bucal.Promoção de saúde bucal.
Promoção de saúde bucal.
PET - Odontologia UFPR
 
Stillman Modificado
Stillman ModificadoStillman Modificado
Stillman Modificado
Flavio Salomao-Miranda
 
Saúde bucal
Saúde bucalSaúde bucal
Odontologia para bebês
Odontologia para bebêsOdontologia para bebês
Odontologia para bebês
Liana Veras
 
Cimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NF
Cimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NFCimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NF
Cimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NF
Fabio Robles
 
Materiais odontologicos
Materiais odontologicosMateriais odontologicos
Materiais odontologicos
Regis Valentim
 

Mais procurados (20)

Endodontia Em Dentes Deciduos
Endodontia Em Dentes DeciduosEndodontia Em Dentes Deciduos
Endodontia Em Dentes Deciduos
 
As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)
As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)
As 6 chaves da oclusão (atualiz. giovanni)
 
Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.
Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.
Exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento em odontopediatria.
 
Trabalho articuladores
Trabalho articuladoresTrabalho articuladores
Trabalho articuladores
 
Moldagem de precisão em protese fixa
Moldagem de precisão em protese fixaMoldagem de precisão em protese fixa
Moldagem de precisão em protese fixa
 
Endodontia (Revisão e resumo)
Endodontia (Revisão e resumo)Endodontia (Revisão e resumo)
Endodontia (Revisão e resumo)
 
Prótese Dental Parcial Fixa Metalocerâmica
Prótese Dental Parcial Fixa  MetalocerâmicaPrótese Dental Parcial Fixa  Metalocerâmica
Prótese Dental Parcial Fixa Metalocerâmica
 
Classificacão da protese parcial removível
Classificacão da protese parcial removívelClassificacão da protese parcial removível
Classificacão da protese parcial removível
 
Apostila+De+Ortodontia
Apostila+De+OrtodontiaApostila+De+Ortodontia
Apostila+De+Ortodontia
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
 
Hábitos bucais 2005 1
Hábitos bucais 2005 1Hábitos bucais 2005 1
Hábitos bucais 2005 1
 
Classificação das maloclusões
Classificação das maloclusõesClassificação das maloclusões
Classificação das maloclusões
 
Coroas Provisórias
Coroas ProvisóriasCoroas Provisórias
Coroas Provisórias
 
Conceitos basicos em ortodontia
Conceitos basicos em ortodontiaConceitos basicos em ortodontia
Conceitos basicos em ortodontia
 
Promoção de saúde bucal.
Promoção de saúde bucal.Promoção de saúde bucal.
Promoção de saúde bucal.
 
Stillman Modificado
Stillman ModificadoStillman Modificado
Stillman Modificado
 
Saúde bucal
Saúde bucalSaúde bucal
Saúde bucal
 
Odontologia para bebês
Odontologia para bebêsOdontologia para bebês
Odontologia para bebês
 
Cimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NF
Cimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NFCimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NF
Cimentos e cimentação - Fábio Robles FOUFF/NF
 
Materiais odontologicos
Materiais odontologicosMateriais odontologicos
Materiais odontologicos
 

Destaque

Prótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura PalatinaPrótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura Palatina
Milton Rodrigues dos Santos
 
Fissura lábio palatina
Fissura lábio palatina Fissura lábio palatina
Fissura lábio palatina
Adhonias Moura
 
Fissura Labiopalatina
Fissura LabiopalatinaFissura Labiopalatina
Fissura Labiopalatina
hyguer
 
atendimento de Bebes com Fissura Labio Palatina
atendimento de Bebes com Fissura Labio Palatinaatendimento de Bebes com Fissura Labio Palatina
atendimento de Bebes com Fissura Labio Palatina
Flavio Salomao-Miranda
 
Acompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criança
Acompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criançaAcompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criança
Acompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criança
Fundecto
 
Fenda palatina, ll e fistula traqueoesofagica
Fenda palatina, ll e fistula traqueoesofagicaFenda palatina, ll e fistula traqueoesofagica
Fenda palatina, ll e fistula traqueoesofagica
Solange Giaretta
 
Labio leporino
Labio leporinoLabio leporino
Labio leporino
Shinobu Honda
 
Válvula de uretra posterior
Válvula de uretra posteriorVálvula de uretra posterior
Contribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial em
Contribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial emContribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial em
Contribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial em
Claudio Fleig
 
Válvula de uretra posterior
Válvula de uretra posteriorVálvula de uretra posterior
Válvula de uretra posterior
Urovideo.org
 
ExpansãO X DisjunçãO De Arco
ExpansãO X DisjunçãO De ArcoExpansãO X DisjunçãO De Arco
ExpansãO X DisjunçãO De Arco
adrianacarrazoni
 
Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...
Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...
Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...
lya Botler
 
Bifosfonatos e osteonecrose
Bifosfonatos e osteonecroseBifosfonatos e osteonecrose
Bifosfonatos e osteonecrose
Sobracid Eap
 
Células tronco aula
Células tronco aulaCélulas tronco aula
Células tronco aula
Claudia Cinelli Garrubbo
 
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Fimose e hipospádia
Fimose e hipospádiaFimose e hipospádia
Fimose e hipospádia
FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG
 
Cefalometria dr. huete 025
Cefalometria     dr. huete 025Cefalometria     dr. huete 025
Cefalometria dr. huete 025Rigoberto Huete
 
Valvulas de uretra posterior
Valvulas de uretra posteriorValvulas de uretra posterior
Valvulas de uretra posterior
Noé Morales
 
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)
Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)
Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)
Adriana Bonadia dos Santos
 

Destaque (20)

Prótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura PalatinaPrótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura Palatina
 
Fissura lábio palatina
Fissura lábio palatina Fissura lábio palatina
Fissura lábio palatina
 
Fissura Labiopalatina
Fissura LabiopalatinaFissura Labiopalatina
Fissura Labiopalatina
 
atendimento de Bebes com Fissura Labio Palatina
atendimento de Bebes com Fissura Labio Palatinaatendimento de Bebes com Fissura Labio Palatina
atendimento de Bebes com Fissura Labio Palatina
 
Acompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criança
Acompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criançaAcompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criança
Acompanhamento da PBMF em caso de Carcinoma Epidermóide em criança
 
Fenda palatina, ll e fistula traqueoesofagica
Fenda palatina, ll e fistula traqueoesofagicaFenda palatina, ll e fistula traqueoesofagica
Fenda palatina, ll e fistula traqueoesofagica
 
Labio leporino
Labio leporinoLabio leporino
Labio leporino
 
Válvula de uretra posterior
Válvula de uretra posteriorVálvula de uretra posterior
Válvula de uretra posterior
 
Contribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial em
Contribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial emContribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial em
Contribuição para o estudo do trauma bucomaxilofacial em
 
Válvula de uretra posterior
Válvula de uretra posteriorVálvula de uretra posterior
Válvula de uretra posterior
 
ExpansãO X DisjunçãO De Arco
ExpansãO X DisjunçãO De ArcoExpansãO X DisjunçãO De Arco
ExpansãO X DisjunçãO De Arco
 
Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...
Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...
Influência das dimensões craniofaciais e orais no de tratamento de aparelhos ...
 
Bifosfonatos e osteonecrose
Bifosfonatos e osteonecroseBifosfonatos e osteonecrose
Bifosfonatos e osteonecrose
 
Células tronco aula
Células tronco aulaCélulas tronco aula
Células tronco aula
 
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Caxumba
 
Fimose e hipospádia
Fimose e hipospádiaFimose e hipospádia
Fimose e hipospádia
 
Cefalometria dr. huete 025
Cefalometria     dr. huete 025Cefalometria     dr. huete 025
Cefalometria dr. huete 025
 
Valvulas de uretra posterior
Valvulas de uretra posteriorValvulas de uretra posterior
Valvulas de uretra posterior
 
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Caxumba
 
Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)
Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)
Saúde coletiva - Caxumba (Parotidite infecciosa)
 

Semelhante a Prótese Para Paciente com Fissura de Palato

trabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdf
trabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdftrabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdf
trabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdf
Sandra Alecrim Costa Vieira
 
APOSTILA DE IMPLANTODONTIA
APOSTILA DE IMPLANTODONTIAAPOSTILA DE IMPLANTODONTIA
APOSTILA DE IMPLANTODONTIA
Rayssa Mendonça
 
Acesso à Câmara Pulpar.pdf
Acesso à Câmara Pulpar.pdfAcesso à Câmara Pulpar.pdf
Acesso à Câmara Pulpar.pdf
GAMA FILHO
 
05 materia
05 materia05 materia
05 materia
Gino Kopp
 
Endocrow
Endocrow Endocrow
Dacriocistorrinostomia roithmann 2012
Dacriocistorrinostomia roithmann 2012Dacriocistorrinostomia roithmann 2012
Dacriocistorrinostomia roithmann 2012
GULR
 
Enxerto osseo particulado modificado
Enxerto osseo particulado modificadoEnxerto osseo particulado modificado
Enxerto osseo particulado modificado
Gino Kopp
 
Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.
Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.
Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.
Gino Kopp
 
Isolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo OperatórioIsolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo Operatório
profguilhermeterra
 
Dicas - Esthetic Dentistry - Odontologia Estética
Dicas - Esthetic Dentistry - Odontologia EstéticaDicas - Esthetic Dentistry - Odontologia Estética
Dicas - Esthetic Dentistry - Odontologia Estética
Eduardo Souza-Junior
 
Guia instalacao proteses
Guia instalacao protesesGuia instalacao proteses
Guia instalacao proteses
Lucas Stolfo Maculan
 
Aula prótese parcial fixa disciplina PPF
Aula prótese parcial fixa disciplina PPFAula prótese parcial fixa disciplina PPF
Aula prótese parcial fixa disciplina PPF
AnaPaulaDias404387
 
Prova 2004 Cirurgia Plástica
Prova 2004 Cirurgia Plástica Prova 2004 Cirurgia Plástica
Prova 2004 Cirurgia Plástica
Brunno Rosique
 
Clareamento interno uma alternativa para discromia de
Clareamento interno uma alternativa para discromia deClareamento interno uma alternativa para discromia de
Clareamento interno uma alternativa para discromia de
Joyce Fagundes
 
Relatorio ciclos de vida 11 ano
Relatorio ciclos de vida 11 anoRelatorio ciclos de vida 11 ano
Relatorio ciclos de vida 11 ano
Mara Ferreira
 
Apostila de pt
Apostila de ptApostila de pt
Apostila de pt
Lucas Stolfo Maculan
 
Materiais para implantes dentários
Materiais para implantes dentáriosMateriais para implantes dentários
Materiais para implantes dentários
Juliana Blenda
 
Aplicando a Biomimética
Aplicando a BiomiméticaAplicando a Biomimética
Aplicando a Biomimética
Odontologia
 
Implantes Curtos
Implantes CurtosImplantes Curtos
Implantes Curtos
Implantes CurtosImplantes Curtos

Semelhante a Prótese Para Paciente com Fissura de Palato (20)

trabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdf
trabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdftrabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdf
trabalhociosp2013concluido-130213122901-phpapp02.pdf
 
APOSTILA DE IMPLANTODONTIA
APOSTILA DE IMPLANTODONTIAAPOSTILA DE IMPLANTODONTIA
APOSTILA DE IMPLANTODONTIA
 
Acesso à Câmara Pulpar.pdf
Acesso à Câmara Pulpar.pdfAcesso à Câmara Pulpar.pdf
Acesso à Câmara Pulpar.pdf
 
05 materia
05 materia05 materia
05 materia
 
Endocrow
Endocrow Endocrow
Endocrow
 
Dacriocistorrinostomia roithmann 2012
Dacriocistorrinostomia roithmann 2012Dacriocistorrinostomia roithmann 2012
Dacriocistorrinostomia roithmann 2012
 
Enxerto osseo particulado modificado
Enxerto osseo particulado modificadoEnxerto osseo particulado modificado
Enxerto osseo particulado modificado
 
Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.
Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.
Enxerto Ósseo Particulado Modificado. Reconstrução Maxila Atrófica.
 
Isolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo OperatórioIsolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo Operatório
 
Dicas - Esthetic Dentistry - Odontologia Estética
Dicas - Esthetic Dentistry - Odontologia EstéticaDicas - Esthetic Dentistry - Odontologia Estética
Dicas - Esthetic Dentistry - Odontologia Estética
 
Guia instalacao proteses
Guia instalacao protesesGuia instalacao proteses
Guia instalacao proteses
 
Aula prótese parcial fixa disciplina PPF
Aula prótese parcial fixa disciplina PPFAula prótese parcial fixa disciplina PPF
Aula prótese parcial fixa disciplina PPF
 
Prova 2004 Cirurgia Plástica
Prova 2004 Cirurgia Plástica Prova 2004 Cirurgia Plástica
Prova 2004 Cirurgia Plástica
 
Clareamento interno uma alternativa para discromia de
Clareamento interno uma alternativa para discromia deClareamento interno uma alternativa para discromia de
Clareamento interno uma alternativa para discromia de
 
Relatorio ciclos de vida 11 ano
Relatorio ciclos de vida 11 anoRelatorio ciclos de vida 11 ano
Relatorio ciclos de vida 11 ano
 
Apostila de pt
Apostila de ptApostila de pt
Apostila de pt
 
Materiais para implantes dentários
Materiais para implantes dentáriosMateriais para implantes dentários
Materiais para implantes dentários
 
Aplicando a Biomimética
Aplicando a BiomiméticaAplicando a Biomimética
Aplicando a Biomimética
 
Implantes Curtos
Implantes CurtosImplantes Curtos
Implantes Curtos
 
Implantes Curtos
Implantes CurtosImplantes Curtos
Implantes Curtos
 

Mais de Milton Rodrigues dos Santos

Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiroCarro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
Milton Rodrigues dos Santos
 
Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
Milton Rodrigues dos Santos
 
Guias Espirituais
Guias EspirituaisGuias Espirituais
Guias Espirituais
Milton Rodrigues dos Santos
 
A Mutação Humana
A Mutação HumanaA Mutação Humana
A Mutação Humana
Milton Rodrigues dos Santos
 
Deus
DeusDeus
Gravidade terrestre
Gravidade terrestreGravidade terrestre
Gravidade terrestre
Milton Rodrigues dos Santos
 
O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO
Milton Rodrigues dos Santos
 
A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.
Milton Rodrigues dos Santos
 
Vida e morte.
Vida e morte.Vida e morte.
NOSSA ORIGEM
NOSSA ORIGEMNOSSA ORIGEM

Mais de Milton Rodrigues dos Santos (10)

Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiroCarro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
 
Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
 
Guias Espirituais
Guias EspirituaisGuias Espirituais
Guias Espirituais
 
A Mutação Humana
A Mutação HumanaA Mutação Humana
A Mutação Humana
 
Deus
DeusDeus
Deus
 
Gravidade terrestre
Gravidade terrestreGravidade terrestre
Gravidade terrestre
 
O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO
 
A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.
 
Vida e morte.
Vida e morte.Vida e morte.
Vida e morte.
 
NOSSA ORIGEM
NOSSA ORIGEMNOSSA ORIGEM
NOSSA ORIGEM
 

Último

A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 

Último (20)

A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 

Prótese Para Paciente com Fissura de Palato

  • 1. Avaliação do papel do Cirurgião Dentista e do Protético na confecção, de Prótese para Pacientes com Fissuras Palatinas. *SANTOS, Milton R. dos ; **CONCEIÇÃO, Antônia M. da ; ***RAMIRO, Fernanda S ; Alunos do Curso Técnico em Prótese Dentária
  • 2.   RESUMO A fissura lábio palatina é uma deformidade complexa que atinge várias estruturas faciais como: nariz, lábio, palato duro e mole, ela ocorre pela falta de fusão do lábio e/ou palato. A prótese de palato consiste num aparelho, que possui uma porção anterior, intermediaria e faríngea. Experiência e criatividade são requisitos para realizar a reabilitação protética de pacientes com fissuras palatinas. Para a confecção de uma prótese de palato é necessário além do trabalho conjunto do fonoaudiólogo e do dentista, o envolvimento do técnico em prótese dentária. Todos devem se capacitados e comprometidos na reabilitação de crianças. Após a conclusão de todas as etapas da prótese de palato é necessário retorno periódicos para manutenção, readaptação ou refinamento do bulbo faríngeo. O retorno dependera da idade da criança, de sua condição dentária, perda de elementos dentários decíduos, e do tipo de prótese indicada. Portanto após a adaptação da prótese, estes pacientes serão acompanhados por avaliações de controle a cada seis meses.
  • 3. Figura 1 –A) Molde da Arcada Superior em Alginato; B) Modelo de trabalho em gesso; C) Placa acrílica confeccionada em laboratório
  • 4. Figura 2 - A) Fixação das pontas aquecidas formando uma alça; B) Tutor metálico fixado à placa acrílica; C) Prova do tutor fixado à placa acrílica
  • 5. Figura 3 - A) Aquecimento das pontas do tutor e fixação na porção intermediária formando uma alça; B) Tutor metálico fixado à porção intermediária; C) Prova do tutor fixado à porção intermediária
  • 6. Figura 4 - A) Modelagem da cera com espátula n 7 aquecida ao redor do tutor; B) Prova da modelagem da porção intermediária com pré-bulbo revestida por cera rosa 7; C) Modelagem concluída do tutor revestido por cera rosa 7
  • 7. Figura 5 - A) Modelagem do bulbo com espátula aquecida; B) Resfriamento em água; C)Prova da prótese com o bulbo resfriado
  • 8. Figura 6 - A) Colocação da cera de impressão no bulbo faríngeo; B) Acomodação da cera com espátula nº 7 aquecida C) Plastificação da cera e água aquecida a 60°. D) Obtenção da impressão da musculatura faríngea no bulbo durante a produção dos sons da fala; E) Teste de escape de ar, por meio de espelho, com a prótese em posição; F) Detalhe da impressão da musculatura faríngea no bulbo faríngeo
  • 9. Fig 8 - A) Desgaste do bulbo acrilizado por meio de broca de desgaste de resina; B) Acabamento com tira de lixa; C) Polimento do bulbo; D) Prótese de palato após desgaste e polimento do bulbo faríngeo
  • 10. Figura 9 - A) Prótese de palato constituída de placa acrílica, porção intermediária e prébulbo; B) Prótese de palato constituída de placa acrílica (com a figura do distintivo de um clube de futebol), porção intermediária e pré-bulbo; C) Prótese de palato em posição na boca
  • 11. Figura 10 - A) Contenção ortodôntica superior; B) Placa acrílica combinada com a contenção ortodôntica
  • 12. Figura 11 - A) Prótese de palato concluída após acrilização do bulbo faríngeo; B) Prótese de palato em posição
  • 13. Figura 2 - Obturador faríngeo com porção anterior formada por placa acrílica
  • 14. Figura 3 - Nasoendoscópio flexível Olympus ENF P4 O nasoendoscópio consiste em um tubo de inserção flexível de diâmetro que varia de 1,7 a 4 mm, de aproximadamente 30 cm de comprimento coberto por uma capa de vinil preta, dotado de excelente angulação. Em uma das extremidades há uma lente que é utilizada para captar a imagem, e na outra extremidade, uma micro câmera de vídeo utilizada para gravação das imagens (Figura 3). O nasoendoscópio é inserido dento da narina mais permeável do paciente, preferencialmente através do meato médio para se conseguir a visualização do melhor ângulo
  • 15. Figura 5 – Nasoendoscópio posicionado acima do espaço velo faríngeo: (A) repouso fisiológico sem bulbo; (B) repouso fisiológico - com bulbo O protocolo de análise dos exames de nasoendoscopia foi baseado no proposto por Golding-Kushner et al. (1990).
  • 16. BIBLIOGRAFIA Aferri, Homero Carneiro Af25a Avaliação das etapas de confecção da prótese de palato em crianças com fissura palatina / Homero Carneiro Aferri. ± Bauru, 2011. 107 p. il.; 30 cm. Dissertação. (Mestrado) ± Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de São Paulo. Orientadora: Profa. Dra. Maria Inês Pegoraro-Krook Autorizo, exclusivamente para fins acadêmicos e científicos, a reprodução total ou parcial desta dissertação por processos fotocopiadores e outros meios eletrônicos.
  • 17. Almeida, Beatriz Kuntz Al64o Ocorrência do anel de Passavant com o uso do obturador faríngeo em indivíduos com fissura de palato / Beatriz Kuntz Almeida. -- Bauru, 2009. 119p.Dissertação. (Mestrado) Faculdade de Odontologia de Bauru. Universidade de São Paulo. Orientadora: Prof.ª. Drª. Maria Inês Pegoraro-Krook Autorizo, exclusivamente para fins acadêmicos e científicos, a reprodução total ou parcial desta dissertação, por processos fotocopiadores e outros meios eletrônicos