SlideShare uma empresa Scribd logo
A caxumba como varias
outras      doenças     da
infância, são causadas
por VÍRUS que penetram
pelas vias respiratórias e
ali se alojam.
se coloca na corrente sangüínea e
o são as parótidas,as maiores glâ
re 5 a 14 anos de idade que ira aprese
 quer um cuidado um pouco mais inten
TRANSMISSÃO
ubação que varia de 16 a 25 dias e o c
SINTOMAS
bação, são iguais a qualquer outra
alta de apetite, ligeira febre e dore
sente como que uma distensão s
rótida(s), decorrido um ou dois dia
ificuldade para abrir a boca, virar a
,artrite,nefrite, tireoidite e pericardite.
Quando a caxumba se
apresenta externamente é um
sinal que já esta chegando ao
fim, com o decorrer de uma ou
duas semanas o inchaço
diminui gradualmente até
desaparecer por completo.
COMPLICAÇÃO
Das complicações a mais
temida entre os homens é a
Orquite (inflamação dos
testículos).
Em geral, a inflamação dos
testículos começa quando o
inchaço da parótida já esta
regredindo.
uente e aumenta de volume . A febre
adolescentes do sexo masculino.
ntegral.
e aparecer na mulher adulta, é mais r
da caxumba, mas sem complicação ap
TRATAMENTO
O tratamento para a caxumba não existe
por ser esta infestação benigna que
evolui e se cura por si só.
A o se observar a contaminação o
infectado deve ser mantido em uma
forma de isolamento para evitar que
outros se contamine.
O que mais se indica é o repouso total,
com uma boa higienização bucal,
fecções causadas por bactérias 
PREVENÇÃO
ba é produzida a partir de vírus vivos e
e idade, em dose única
 ara viajantes e profissionais das áreas d
Trabalho Caxumba Slaides

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parotidite Epidémica
Parotidite Epidémica Parotidite Epidémica
Parotidite Epidémica
Gabriela Bruno
 
Sarampo aula
Sarampo aulaSarampo aula
Sarampo aula
Ana Figueiredo
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Catapora slide tarba
Catapora slide tarbaCatapora slide tarba
Catapora slide tarba
Ana Carolina Gomes
 
Rubeóla
RubeólaRubeóla
Rubeóla
Caio Sanches
 
Slides rubéola
Slides rubéolaSlides rubéola
Slides rubéola
Guilherme Ferrari
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Varicela 3
Varicela 3Varicela 3
Varicela 3
Mateus Mendes
 
Varicela
VaricelaVaricela
Varicela
Laís Lucas
 
Daniela
DanielaDaniela
Daniela
Danidepaula
 
Doenças virais ( caxumba e sarampo)
Doenças virais  ( caxumba e sarampo)Doenças virais  ( caxumba e sarampo)
Doenças virais ( caxumba e sarampo)
guiribeiro0210
 
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Caxumba
IVORASSWEILER
 
Sarampo parasitologia
Sarampo parasitologiaSarampo parasitologia
Sarampo parasitologia
Auggoustt Eddson Jose
 
Varicela
VaricelaVaricela
Varicela
Lílian Reis
 
Catapora ou varicela
Catapora ou varicelaCatapora ou varicela
Catapora ou varicela
Adilson P Motta Motta
 
Sarampo
Sarampo Sarampo
Sarampo
Gabriela Bruno
 
Catapora
CataporaCatapora
Doenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentaçãoDoenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentação
fergwen
 
Seminário tópicos integradores
Seminário tópicos integradoresSeminário tópicos integradores
Seminário tópicos integradores
Laíz Coutinho
 

Mais procurados (20)

Parotidite Epidémica
Parotidite Epidémica Parotidite Epidémica
Parotidite Epidémica
 
Sarampo aula
Sarampo aulaSarampo aula
Sarampo aula
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Rubéola
 
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Caxumba
 
Catapora slide tarba
Catapora slide tarbaCatapora slide tarba
Catapora slide tarba
 
Rubeóla
RubeólaRubeóla
Rubeóla
 
Slides rubéola
Slides rubéolaSlides rubéola
Slides rubéola
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Rubéola
 
Varicela 3
Varicela 3Varicela 3
Varicela 3
 
Varicela
VaricelaVaricela
Varicela
 
Daniela
DanielaDaniela
Daniela
 
Doenças virais ( caxumba e sarampo)
Doenças virais  ( caxumba e sarampo)Doenças virais  ( caxumba e sarampo)
Doenças virais ( caxumba e sarampo)
 
Caxumba
CaxumbaCaxumba
Caxumba
 
Sarampo parasitologia
Sarampo parasitologiaSarampo parasitologia
Sarampo parasitologia
 
Varicela
VaricelaVaricela
Varicela
 
Catapora ou varicela
Catapora ou varicelaCatapora ou varicela
Catapora ou varicela
 
Sarampo
Sarampo Sarampo
Sarampo
 
Catapora
CataporaCatapora
Catapora
 
Doenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentaçãoDoenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentação
 
Seminário tópicos integradores
Seminário tópicos integradoresSeminário tópicos integradores
Seminário tópicos integradores
 

Destaque

O que é caxumba
O que é caxumbaO que é caxumba
O que é caxumba
Victor Daniel
 
Paramixovírus
Paramixovírus Paramixovírus
Paramixovírus
Danielle Climaco
 
Virologia
VirologiaVirologia
Sarampo
SarampoSarampo
Hepatite
HepatiteHepatite
CÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE C
CÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE CCÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE C
CÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE C
Fernanda Marinho
 
Doenças causadas por vírus
Doenças causadas por vírusDoenças causadas por vírus
Doenças causadas por vírus
Daniel Pontes
 
Sarampo e catapora
Sarampo e cataporaSarampo e catapora
Sarampo e catapora
Jessica Gonçalves
 
Poliomielite
Poliomielite Poliomielite
Poliomielite
Danielle Climaco
 
Hepatites Virais
Hepatites ViraisHepatites Virais
Raiva
RaivaRaiva
Trabalho Raiva Slaides
Trabalho Raiva SlaidesTrabalho Raiva Slaides
Trabalho Raiva Slaides
Daniela José Arozi
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Quero voltar a ser feliz
Quero voltar a ser felizQuero voltar a ser feliz
Quero voltar a ser feliz
Mensagens Virtuais
 
Sp1 epidemio-ses rj
Sp1 epidemio-ses rjSp1 epidemio-ses rj
Sp1 epidemio-ses rj
Ismael Costa
 
Sarampo
SarampoSarampo

Destaque (16)

O que é caxumba
O que é caxumbaO que é caxumba
O que é caxumba
 
Paramixovírus
Paramixovírus Paramixovírus
Paramixovírus
 
Virologia
VirologiaVirologia
Virologia
 
Sarampo
SarampoSarampo
Sarampo
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
 
CÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE C
CÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE CCÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE C
CÓLERA, CAXUMBA, HEPATITE B E HEPATITE C
 
Doenças causadas por vírus
Doenças causadas por vírusDoenças causadas por vírus
Doenças causadas por vírus
 
Sarampo e catapora
Sarampo e cataporaSarampo e catapora
Sarampo e catapora
 
Poliomielite
Poliomielite Poliomielite
Poliomielite
 
Hepatites Virais
Hepatites ViraisHepatites Virais
Hepatites Virais
 
Raiva
RaivaRaiva
Raiva
 
Trabalho Raiva Slaides
Trabalho Raiva SlaidesTrabalho Raiva Slaides
Trabalho Raiva Slaides
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Rubéola
 
Quero voltar a ser feliz
Quero voltar a ser felizQuero voltar a ser feliz
Quero voltar a ser feliz
 
Sp1 epidemio-ses rj
Sp1 epidemio-ses rjSp1 epidemio-ses rj
Sp1 epidemio-ses rj
 
Sarampo
SarampoSarampo
Sarampo
 

Semelhante a Trabalho Caxumba Slaides

Doenças infantis importantes
Doenças infantis importantes Doenças infantis importantes
Doenças infantis importantes
ruben faria
 
Doenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentaçãoDoenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentaçãofergwen
 
6B - Isabely e karolina n 10 n 18
6B - Isabely  e karolina  n 10  n 186B - Isabely  e karolina  n 10  n 18
6B - Isabely e karolina n 10 n 18
viannota
 
119292167 doencas caracteristicas_de_criancas
119292167 doencas caracteristicas_de_criancas119292167 doencas caracteristicas_de_criancas
119292167 doencas caracteristicas_de_criancas
Pelo Siro
 
Patologias Virais III
Patologias Virais IIIPatologias Virais III
Patologias Virais III
Luciana Oliveira
 
6B - Isabely e karolina
6B - Isabely  e karolina6B - Isabely  e karolina
6B - Isabely e karolina
viannota
 
Doencas em geral
Doencas em geralDoencas em geral
Doencas em geral
escola
 
Viroses
VirosesViroses
Viroses
paulober
 
Aula sobre Dengue e sua profilaxia
Aula sobre Dengue e sua profilaxiaAula sobre Dengue e sua profilaxia
Aula sobre Dengue e sua profilaxia
repolicarpo
 
Doenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por BactériasDoenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por Bactérias
Simone Miranda
 
Revista epidemiologia
Revista epidemiologiaRevista epidemiologia
Revista epidemiologia
★★Deise★★ Scher★★
 
6B - Gabriel e guilherme
6B - Gabriel e guilherme6B - Gabriel e guilherme
6B - Gabriel e guilherme
viannota
 
Manifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptx
Manifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptxManifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptx
Manifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptx
PsiclogoClinicoclini
 
6A - Camila e debora
6A - Camila e debora6A - Camila e debora
6A - Camila e debora
viannota
 
Camila e debora
Camila e deboraCamila e debora
Camila e debora
viannota
 
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente TransmissíveisAs Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
held
 
6A Camila e debora
6A Camila e debora6A Camila e debora
6A Camila e debora
viannota
 
IST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptxIST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptx
DeuzeliaAlvesDosSant
 
Viroses
VirosesViroses
Viroses
Cecel Barros
 
Ativ 2 6_eulalia
Ativ 2 6_eulaliaAtiv 2 6_eulalia
Ativ 2 6_eulalia
Eulália Marinho
 

Semelhante a Trabalho Caxumba Slaides (20)

Doenças infantis importantes
Doenças infantis importantes Doenças infantis importantes
Doenças infantis importantes
 
Doenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentaçãoDoenças contagiosas na infância apresentação
Doenças contagiosas na infância apresentação
 
6B - Isabely e karolina n 10 n 18
6B - Isabely  e karolina  n 10  n 186B - Isabely  e karolina  n 10  n 18
6B - Isabely e karolina n 10 n 18
 
119292167 doencas caracteristicas_de_criancas
119292167 doencas caracteristicas_de_criancas119292167 doencas caracteristicas_de_criancas
119292167 doencas caracteristicas_de_criancas
 
Patologias Virais III
Patologias Virais IIIPatologias Virais III
Patologias Virais III
 
6B - Isabely e karolina
6B - Isabely  e karolina6B - Isabely  e karolina
6B - Isabely e karolina
 
Doencas em geral
Doencas em geralDoencas em geral
Doencas em geral
 
Viroses
VirosesViroses
Viroses
 
Aula sobre Dengue e sua profilaxia
Aula sobre Dengue e sua profilaxiaAula sobre Dengue e sua profilaxia
Aula sobre Dengue e sua profilaxia
 
Doenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por BactériasDoenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por Bactérias
 
Revista epidemiologia
Revista epidemiologiaRevista epidemiologia
Revista epidemiologia
 
6B - Gabriel e guilherme
6B - Gabriel e guilherme6B - Gabriel e guilherme
6B - Gabriel e guilherme
 
Manifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptx
Manifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptxManifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptx
Manifestações das doenças sistémicas nas doenças da cabeça e pescoço.pptx
 
6A - Camila e debora
6A - Camila e debora6A - Camila e debora
6A - Camila e debora
 
Camila e debora
Camila e deboraCamila e debora
Camila e debora
 
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente TransmissíveisAs Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
6A Camila e debora
6A Camila e debora6A Camila e debora
6A Camila e debora
 
IST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptxIST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptx
 
Viroses
VirosesViroses
Viroses
 
Ativ 2 6_eulalia
Ativ 2 6_eulaliaAtiv 2 6_eulalia
Ativ 2 6_eulalia
 

Último

Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 

Trabalho Caxumba Slaides

  • 1.
  • 2. A caxumba como varias outras doenças da infância, são causadas por VÍRUS que penetram pelas vias respiratórias e ali se alojam.
  • 3.
  • 4. se coloca na corrente sangüínea e o são as parótidas,as maiores glâ
  • 5.
  • 6. re 5 a 14 anos de idade que ira aprese quer um cuidado um pouco mais inten
  • 7.
  • 8. TRANSMISSÃO ubação que varia de 16 a 25 dias e o c
  • 9. SINTOMAS bação, são iguais a qualquer outra alta de apetite, ligeira febre e dore
  • 10. sente como que uma distensão s rótida(s), decorrido um ou dois dia
  • 11. ificuldade para abrir a boca, virar a ,artrite,nefrite, tireoidite e pericardite.
  • 12.
  • 13. Quando a caxumba se apresenta externamente é um sinal que já esta chegando ao fim, com o decorrer de uma ou duas semanas o inchaço diminui gradualmente até desaparecer por completo.
  • 14. COMPLICAÇÃO Das complicações a mais temida entre os homens é a Orquite (inflamação dos testículos). Em geral, a inflamação dos testículos começa quando o inchaço da parótida já esta regredindo.
  • 15. uente e aumenta de volume . A febre adolescentes do sexo masculino. ntegral.
  • 16.
  • 17. e aparecer na mulher adulta, é mais r da caxumba, mas sem complicação ap
  • 18. TRATAMENTO O tratamento para a caxumba não existe por ser esta infestação benigna que evolui e se cura por si só. A o se observar a contaminação o infectado deve ser mantido em uma forma de isolamento para evitar que outros se contamine. O que mais se indica é o repouso total, com uma boa higienização bucal,
  • 20.
  • 21. PREVENÇÃO ba é produzida a partir de vírus vivos e e idade, em dose única ara viajantes e profissionais das áreas d