SlideShare uma empresa Scribd logo
O Extraterrestre Humano
Sou do Principal Planeta de um sistema solar, que possui
cinco sóis.
Somos uma civilização com tecnologia com mais de dois
bilhões de anos terrestres. Nossa tecnologia transcende a
quarta e quinta dimensão, a animação suspensa e fusão fria.
Controle de gravidade. Viajamos em dobra espacial
Somos uma federação com mais de mil planetas agregados, cada

mundo

com

características

pessoais

e

tecnológicas

diferentes, em alguns as pessoas são pequenas, em outros são
grandes, e algumas comparado ao padrão terrestre são grotescas
e fantásticas, enquanto outras, belas e angelicais. Em matéria de
tecnologia e desenvolvimento mental, ante a evolução terrestre
somos deuses, mas deuses apenas no que tange a tecnologia e
evolução pessoal.
Nosso tempo de vida médio e de cinco mil anos comparado com
o tempo de vida terrestre.
Temos naves espaciais maiores que uma cidade, totalmente
autossuficiente, e retiramos nosso ar e água do espaço, uma vez
que o espaço não é vazio como se pensa. De nosso observatório
podemos visualizar todos os planetas, todos os lugares.
Controlamos para que não haja destruição do planeta, que o
sistema

não

seja

poluído

com

bombas

interferimos na maneira de vida dos povos.

nucleares,

não
Vimos o surgimento deste sistema quando um cometa chocou-se
com um planeta, e transformando no que hoje é o seu sol. Com

a

explosão

criada

pelo

impacto,

incendiaram-

se vários planetas próximos. Com vulcões em erupção a fumaça
cobriu a atmosfera criando uma camada protetora que desviou os
raios

solares,

iniciando

assim

o

esfriamento

do

planeta, produzindo enormes tormentas, ciclones, furacões que
varreram o solo.
Aguardamos até o sistema estabilizar, e assim iniciamos um
processo de descontaminação. Colocamos plantas primitivas e
grosseiras para que absorvesse os gases tóxicos e
liberassem oxigênio. Partimos de volta ao império, para
prepararmos as primeiras formas de vidas para o planeta.
Quando retornamos,
a Terra já estava totalmente coberta por vegetações. Colocamos
grandes animais no mar e na terra, de varias espécies com
instintos violentos e extremamente vorazes. A escolha desses
animais foi com o intuito de fazer uma seleção natural das
espécies

e

a

ambiente,

proporcionando

características próprias.

adaptação
o

desses

seres

desenvolvimento

de

nesse
suas
O cultivo deste planeta o torna um planeta vivo, como um Oasis no
deserto, onde há peixes sem que ninguém os tenha colocado lá, e na terra
germinará plantas sem que ninguém a tenha plantado, fazendo deste
planeta um organismo vivo, sendo que cada ser que aqui habita têm uma

função especifica na manutenção do sistema ecológico, e não é por acaso
sua existência, ninguém é melhor que ninguém, humanos ou não.
Retornamos ao nosso universo para prepararmos as primeiras formas de
vidas humanoides que habitara o novo jardim. Nossos geneticistas
manipularam em nossos laboratórios,

a primeira forma de vida

humanoide, que melhor se adaptaria ao novo planeta.
Os homens no principio eram atarracados, pescoço curto, braços
longos, pele grossa e cabeluda, própria para suportar a

hostilidade do planeta em formação. Essa espécie mostrou
progresso rapidamente, tornando-se caçadoras, criando armas
com troncos e pedras, vivendo em cavernas e procriando.

Quando regressamos vimos que a população já era grande;
recolhemos vários grupos de famílias em nossas naves e os
levamos a outros continentes povoando assim cada um dos

continentes da Terra.
Os ensinamos a usar a pedra lascada, dando inicio assim a era

do bronze e do ferro, e cada local tinha que se desenvolver por si
só, de época em época, colocávamos sangue novo, de uma
região para outra, ou do nosso próprio sangue, para que as

espécies não ficassem consanguíneas, deformando a raça.
Donde surgiram lendas fantásticas sobre deuses se acasalando
com humanos gerando os semideuses.
Milhares de anos se passaram e uma grande civilização humana
formou-se na terra, com tecnologia avançadíssima. Denominada
os Atlantes. Começaram então a ocorrer disputas por poder. Em
uma dessas disputas um humano entrou em uma das nossas
naves apossando-se de segredos e armas extraterrestres.
Atacaram-nos
e na batalha explodiram uma de nossas naves, a explosão abalou
o planeta provocando o deslocamento do oceano, inundando
local onde eram secos, pondo fim à civilização.
Houve sobreviventes, mas a radiação foi muito forte e não
geraram

uma

prole

saudável.

Lugares

onde

hoje

é

o

Mediterrâneo e mar morto, eram secos, povoados com grandes
cidades. Mas não além, mas aquém dos pilares de Hercules
segundo os escritos de Platão. Os cientistas da época já sabiam

da eminência de uma guerra criaram câmaras do conhecimento
subterrâneas para os povos do futuro, e colocaram marcos sobre
estas indicando sua posição. Como a Esfinge no Egito, E

algumas pirâmides na América dos sul.
Estas câmaras estão na quarta dimensão, em animação suspensa, e só
quando uma civilização atingir tal grau de evolução tecnológica é que
conseguirão localizá-las. Depois dos níveis de radiação terem baixado, nossos

sábios decidiram repovoar o planeta. Naves foram carregadas com animais e
humanoides recolhidos de planetas vizinhos e distribuídas em todos os
continentes da terra. Eram seres primitivos e viviam em cavernas. Novamente
foram ensinados a trabalhar o sílex, fogo, bronze e ferro de forma gradativa.
Também foram introduzidos de época em época membros viris para
aperfeiçoar a raça.
Evoluíram de caçadores tornaram-se fazendeiros, construíram cidades, e são
os povos de hoje, Hindus, Gregos, Romanos, Egípcios, Chineses, e os
povos, dos demais continentes. Apesar de grande o império, surgiu de outro
universo uma gente violenta que tentou arrebatar nossas possessões, eram de
natureza belicosa, e devastaram os mundos que tínhamos tão recentemente

semeado. Travamos batalhas cataclísmicas no espaço, mundos foram
arrasados e outros explodiram em fumaça e fogo, seus destroços existem até
hoje, formando o cinturão de asteroides. Mundos anteriormente férteis tiveram
sua atmosfera destruída, e tudo o que vivia neles pereceu.
Um mundo se chocou com outro e jogou-o de encontro a Terra. Esta foi
abalada e mudando o sentido de rotação, o que tornou mais longo o dia

terrestre.
Durante essa quase colisão, gigantescas descargas elétricas se produziram
nos dois mundos. Os céus ficaram em chamas de novo. Muitos humanos
terrestres pereceram. Grandes inundações cobriram a superfície da terra e nós
fizemos muitas viagens tentando salvar homens e animais a fim de levá-los a
pontos mais altos dando origem a lendas incorretas em vários pontos da
terra, como a arca de Noé.

Mas No espaço a batalha foi ganha. Na terra, os nativos estavam arrasados
pelo sofrimento por que tinham passado.
Tinham sido dizimados pelo dilúvio e pelas chamas que caíram
das nuvens. Muitos foram levados para planetas próximos onde
alguns humanos sobreviveram. No planeta Terras e mares tinham
ficado diferentes, em virtude da completa mudança de órbita, o
clima tinha-se alterado. Passara a haver uma faixa equatorial
quente e nas zonas polares tinha se formado compactas massas

de gelo, e dessas massas desprendiam-se grandes icebergs que
flutuavam pelos mares, e grandes animais morreram de frio.
As condições se estabilizavam muito lentamente e mais uma vez
o homem começou a construir uma forma de civilização, mas os
homens se tornaram excessivamente belicosos devido à
presença dessa gente de fora, que restaram na
terra, corrompendo os nativos. Hoje conhecidos como os Deuses
do Olimpo: Zeus, Apolo, Teseu, Afrodite, as filhas de Cadmo e
muitos outros, como no Egito Deuses chamado
Horo, Osíris, Isis, Anúbis.
O senhor do nosso império advertiu solenemente esses deuses
para que deixasse as cidades que fundaram e viviam, mas eles

zombaram dessa ordem, e foi então que alguns dos melhores
habitantes de Sodoma e Gomorra foram aconselhados a sair da
cidade. E no devido tempo uma nave isolada desceu do céu e

deixou cair um pequeno objeto que arrasou as cidades com fogo
e fumaça, à noite o local brilhava com uma sinistra radiação
arroxeada e ninguém escapou a hecatombe.
Depois desta advertência salutar, resolveu-se retirar todos os
jardineiros da face da terra e não ter mais contato direto com os
nativos que deveriam ser tratados de longe. O mundo e seus
habitantes seriam ainda supervisionados, mas sem contato
oficial. Resolveu-se, porém ter entre os habitantes da terra
pessoas que seriam especialmente preparadas e colocadas em
lugares onde pudessem ser encontradas pelas pessoas devidas.
Como Moisés, Gautama, Maomé, Confúcio, Jesus, e muitos
outros como pensadores, e cientistas que contribuíram para o
desenvolvimento do planeta e assim o é até hoje.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
SANTOS, Milton Rodrigues. O Extraterrestre Humano. Resumo baseado nos livros:
O Sábio do Tibete e O Eremita. São Paulo, 15/01/2014
RAMPA, Dr.Lobsang. O Sábio do Tibete. Trad. Francisco Manoel da Rocha Filho. Rio
de Janeiro, 1971. Ed. Record, 3ª edição.
______. O Eremita. Trad. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro, 1971. Ed. Record, 9ª
edição.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Power point área de integração
Power point   área de integraçãoPower point   área de integração
Power point área de integração
joão Henriques
 
Powerpoint 3 1_o_homem_e_a_terra
Powerpoint 3 1_o_homem_e_a_terraPowerpoint 3 1_o_homem_e_a_terra
Powerpoint 3 1_o_homem_e_a_terra
eleuteriomonteiro
 
Escala do tempo geológico
Escala do tempo geológicoEscala do tempo geológico
Escala do tempo geológico
Leonardo Alves
 
O Homem e a Terra 2 - Área de Integração
O Homem e a Terra 2 - Área de IntegraçãoO Homem e a Terra 2 - Área de Integração
O Homem e a Terra 2 - Área de Integração
Jorge Barbosa
 
Período Quaternário
Período QuaternárioPeríodo Quaternário
Período Quaternário
Anderson F. Teixeira
 
Ramatis profecias sobre o planeta e o Brasil
Ramatis profecias sobre o planeta e o BrasilRamatis profecias sobre o planeta e o Brasil
Ramatis profecias sobre o planeta e o Brasil
Marlene2012
 
Acontecimentos biológicos e as eras geológicas
Acontecimentos biológicos e as eras geológicasAcontecimentos biológicos e as eras geológicas
Acontecimentos biológicos e as eras geológicas
eduaneto
 
Erg o decimo planeta - roger feraudy
Erg   o decimo planeta - roger feraudyErg   o decimo planeta - roger feraudy
Erg o decimo planeta - roger feraudy
Jorge Marcelos
 
O Paleolítico
O PaleolíticoO Paleolítico
O Paleolítico
HistN
 
Area de Integração - 3.1. o homem e a terra
Area de Integração - 3.1. o homem e a terraArea de Integração - 3.1. o homem e a terra
Area de Integração - 3.1. o homem e a terra
AndreiaAlmeida95
 
Geologia ExtinçãO Dos Dinossauros (I)
Geologia   ExtinçãO Dos Dinossauros (I)Geologia   ExtinçãO Dos Dinossauros (I)
Geologia ExtinçãO Dos Dinossauros (I)
Carla
 
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru o que realmente é
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru   o que realmente éSuméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru   o que realmente é
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru o que realmente é
REPRESENTANTE COMERCIAL NA AREA DE IMOBILIARIA
 
Lista de exercícios 2 pré-história
Lista de exercícios 2   pré-históriaLista de exercícios 2   pré-história
Lista de exercícios 2 pré-história
Zé Knust
 
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  RitaC:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Rita
guestd7e62c609
 
5º geo 6 ano formação da terra e litosfera - interior da terra e crosta te...
5º geo 6 ano   formação da terra e litosfera -  interior da terra e crosta te...5º geo 6 ano   formação da terra e litosfera -  interior da terra e crosta te...
5º geo 6 ano formação da terra e litosfera - interior da terra e crosta te...
Ste Escola Bernardino
 
Tempo geológico
Tempo geológicoTempo geológico
Tempo geológico
Eduardo Roman
 
Formação da Terra - 5º ou 6º ano
Formação da Terra - 5º ou 6º anoFormação da Terra - 5º ou 6º ano
Formação da Terra - 5º ou 6º ano
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
As sete profecias maias
As sete profecias maiasAs sete profecias maias
As sete profecias maias
Dandolo Bagetti
 
Placas
PlacasPlacas
A geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-DilúvioA geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-Dilúvio
André Luiz Marques
 

Mais procurados (20)

Power point área de integração
Power point   área de integraçãoPower point   área de integração
Power point área de integração
 
Powerpoint 3 1_o_homem_e_a_terra
Powerpoint 3 1_o_homem_e_a_terraPowerpoint 3 1_o_homem_e_a_terra
Powerpoint 3 1_o_homem_e_a_terra
 
Escala do tempo geológico
Escala do tempo geológicoEscala do tempo geológico
Escala do tempo geológico
 
O Homem e a Terra 2 - Área de Integração
O Homem e a Terra 2 - Área de IntegraçãoO Homem e a Terra 2 - Área de Integração
O Homem e a Terra 2 - Área de Integração
 
Período Quaternário
Período QuaternárioPeríodo Quaternário
Período Quaternário
 
Ramatis profecias sobre o planeta e o Brasil
Ramatis profecias sobre o planeta e o BrasilRamatis profecias sobre o planeta e o Brasil
Ramatis profecias sobre o planeta e o Brasil
 
Acontecimentos biológicos e as eras geológicas
Acontecimentos biológicos e as eras geológicasAcontecimentos biológicos e as eras geológicas
Acontecimentos biológicos e as eras geológicas
 
Erg o decimo planeta - roger feraudy
Erg   o decimo planeta - roger feraudyErg   o decimo planeta - roger feraudy
Erg o decimo planeta - roger feraudy
 
O Paleolítico
O PaleolíticoO Paleolítico
O Paleolítico
 
Area de Integração - 3.1. o homem e a terra
Area de Integração - 3.1. o homem e a terraArea de Integração - 3.1. o homem e a terra
Area de Integração - 3.1. o homem e a terra
 
Geologia ExtinçãO Dos Dinossauros (I)
Geologia   ExtinçãO Dos Dinossauros (I)Geologia   ExtinçãO Dos Dinossauros (I)
Geologia ExtinçãO Dos Dinossauros (I)
 
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru o que realmente é
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru   o que realmente éSuméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru   o que realmente é
Suméria, anunnaki, nefilins, planeta x, nibiru o que realmente é
 
Lista de exercícios 2 pré-história
Lista de exercícios 2   pré-históriaLista de exercícios 2   pré-história
Lista de exercícios 2 pré-história
 
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  RitaC:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Rita
 
5º geo 6 ano formação da terra e litosfera - interior da terra e crosta te...
5º geo 6 ano   formação da terra e litosfera -  interior da terra e crosta te...5º geo 6 ano   formação da terra e litosfera -  interior da terra e crosta te...
5º geo 6 ano formação da terra e litosfera - interior da terra e crosta te...
 
Tempo geológico
Tempo geológicoTempo geológico
Tempo geológico
 
Formação da Terra - 5º ou 6º ano
Formação da Terra - 5º ou 6º anoFormação da Terra - 5º ou 6º ano
Formação da Terra - 5º ou 6º ano
 
As sete profecias maias
As sete profecias maiasAs sete profecias maias
As sete profecias maias
 
Placas
PlacasPlacas
Placas
 
A geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-DilúvioA geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-Dilúvio
 

Destaque

O surgimento do homem
O surgimento do homemO surgimento do homem
O surgimento do homem
direitounimonte
 
Origem do homem
Origem do homemOrigem do homem
Origem do homem
Maksud Rangel
 
Criacionismo x evolucionismo
Criacionismo x evolucionismoCriacionismo x evolucionismo
Criacionismo x evolucionismo
Elisa Dos Santos Cardoso
 
A origem do homem
A origem do homemA origem do homem
A origem do homem
Janayna Lira
 
Origem Humana
Origem HumanaOrigem Humana
Origem Humana
Carlos Zaranza
 
A evolução do ser humano - História 6º ano
A evolução do ser humano - História 6º anoA evolução do ser humano - História 6º ano
A evolução do ser humano - História 6º ano
Fábio Paiva
 

Destaque (6)

O surgimento do homem
O surgimento do homemO surgimento do homem
O surgimento do homem
 
Origem do homem
Origem do homemOrigem do homem
Origem do homem
 
Criacionismo x evolucionismo
Criacionismo x evolucionismoCriacionismo x evolucionismo
Criacionismo x evolucionismo
 
A origem do homem
A origem do homemA origem do homem
A origem do homem
 
Origem Humana
Origem HumanaOrigem Humana
Origem Humana
 
A evolução do ser humano - História 6º ano
A evolução do ser humano - História 6º anoA evolução do ser humano - História 6º ano
A evolução do ser humano - História 6º ano
 

Semelhante a NOSSA ORIGEM

Estudo a criação!
Estudo a criação!Estudo a criação!
Estudo a criação!
Leonardo Pereira
 
Erg o decimo planeta - roger feraudy
Erg   o decimo planeta - roger feraudyErg   o decimo planeta - roger feraudy
Erg o decimo planeta - roger feraudy
Jorge Marcelos
 
A caminho da luz cap 2
A caminho da luz   cap 2A caminho da luz   cap 2
A caminho da luz cap 2
Gustavo Soares
 
As origens do ser humano
As origens do ser humanoAs origens do ser humano
As origens do ser humano
Jovania Zanotelli
 
Aula 26 a terra
Aula 26   a terraAula 26   a terra
Aula 26 a terra
Acacio de Carvalho
 
Ensino religioso - A Humanidade No Universo
Ensino religioso - A Humanidade No UniversoEnsino religioso - A Humanidade No Universo
Ensino religioso - A Humanidade No Universo
Wellington Gabriel de Borba
 
As Sete Profecias Maias Lin
As Sete Profecias Maias LinAs Sete Profecias Maias Lin
As Sete Profecias Maias Lin
Céu de Kuan Yin
 
Katipsoi zunontee salvador_do_mundo
Katipsoi zunontee salvador_do_mundoKatipsoi zunontee salvador_do_mundo
Katipsoi zunontee salvador_do_mundo
katipsoi_zunontee
 
As sete profecias Maias
As sete profecias MaiasAs sete profecias Maias
As sete profecias Maias
Mensagens Virtuais
 
Muitos Mundos
Muitos MundosMuitos Mundos
Muitos Mundos
Edison Moreira
 
Transição Planetária x Reforma Íntima
Transição Planetária x Reforma ÍntimaTransição Planetária x Reforma Íntima
Transição Planetária x Reforma Íntima
Paulo Lauxen
 
Deus Existe!!!!
Deus Existe!!!!Deus Existe!!!!
Deus Existe!!!!
Daiane Paz
 
1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...
1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...
1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...
MARCELOCOSTA261637
 
ORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docx
ORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docxORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docx
ORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docx
DenisAurlio2
 
Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07
Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07
Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07
ADEP Portugal
 
I - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade ClássicaI - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade Clássica
profrogerio1
 
As Sete Profecias Maias
As Sete Profecias MaiasAs Sete Profecias Maias
As Sete Profecias Maias
Dandolo Bagetti
 
Evolução da planeta terra.
Evolução da planeta terra.Evolução da planeta terra.
Evolução da planeta terra.
Lineu Manelinho Gomes Pinto
 
A aventura humana
A aventura humanaA aventura humana
A aventura humana
Juliana Zalamena
 
Introdução a paleontologia
Introdução a paleontologiaIntrodução a paleontologia
Introdução a paleontologia
Paraaula
 

Semelhante a NOSSA ORIGEM (20)

Estudo a criação!
Estudo a criação!Estudo a criação!
Estudo a criação!
 
Erg o decimo planeta - roger feraudy
Erg   o decimo planeta - roger feraudyErg   o decimo planeta - roger feraudy
Erg o decimo planeta - roger feraudy
 
A caminho da luz cap 2
A caminho da luz   cap 2A caminho da luz   cap 2
A caminho da luz cap 2
 
As origens do ser humano
As origens do ser humanoAs origens do ser humano
As origens do ser humano
 
Aula 26 a terra
Aula 26   a terraAula 26   a terra
Aula 26 a terra
 
Ensino religioso - A Humanidade No Universo
Ensino religioso - A Humanidade No UniversoEnsino religioso - A Humanidade No Universo
Ensino religioso - A Humanidade No Universo
 
As Sete Profecias Maias Lin
As Sete Profecias Maias LinAs Sete Profecias Maias Lin
As Sete Profecias Maias Lin
 
Katipsoi zunontee salvador_do_mundo
Katipsoi zunontee salvador_do_mundoKatipsoi zunontee salvador_do_mundo
Katipsoi zunontee salvador_do_mundo
 
As sete profecias Maias
As sete profecias MaiasAs sete profecias Maias
As sete profecias Maias
 
Muitos Mundos
Muitos MundosMuitos Mundos
Muitos Mundos
 
Transição Planetária x Reforma Íntima
Transição Planetária x Reforma ÍntimaTransição Planetária x Reforma Íntima
Transição Planetária x Reforma Íntima
 
Deus Existe!!!!
Deus Existe!!!!Deus Existe!!!!
Deus Existe!!!!
 
1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...
1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...
1º ano – Biologia –Sobrevivencia humana fora da terra – Prof. Marcelo Costa –...
 
ORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docx
ORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docxORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docx
ORIGEM MULTIVERSO MARVEL.docx
 
Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07
Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07
Curso Básico de Espiritismo - Capítulo 07
 
I - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade ClássicaI - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade Clássica
 
As Sete Profecias Maias
As Sete Profecias MaiasAs Sete Profecias Maias
As Sete Profecias Maias
 
Evolução da planeta terra.
Evolução da planeta terra.Evolução da planeta terra.
Evolução da planeta terra.
 
A aventura humana
A aventura humanaA aventura humana
A aventura humana
 
Introdução a paleontologia
Introdução a paleontologiaIntrodução a paleontologia
Introdução a paleontologia
 

Mais de Milton Rodrigues dos Santos

Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiroCarro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
Milton Rodrigues dos Santos
 
Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
Milton Rodrigues dos Santos
 
Guias Espirituais
Guias EspirituaisGuias Espirituais
Guias Espirituais
Milton Rodrigues dos Santos
 
A Mutação Humana
A Mutação HumanaA Mutação Humana
A Mutação Humana
Milton Rodrigues dos Santos
 
Deus
DeusDeus
Gravidade terrestre
Gravidade terrestreGravidade terrestre
Gravidade terrestre
Milton Rodrigues dos Santos
 
O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO
Milton Rodrigues dos Santos
 
A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.
Milton Rodrigues dos Santos
 
Vida e morte.
Vida e morte.Vida e morte.
Prótese Para Paciente com Fissura de Palato
Prótese Para Paciente com Fissura de PalatoPrótese Para Paciente com Fissura de Palato
Prótese Para Paciente com Fissura de Palato
Milton Rodrigues dos Santos
 
Prótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura PalatinaPrótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura Palatina
Milton Rodrigues dos Santos
 

Mais de Milton Rodrigues dos Santos (11)

Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiroCarro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
 
Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro Carro voador brasileiro
Carro voador brasileiro
 
Guias Espirituais
Guias EspirituaisGuias Espirituais
Guias Espirituais
 
A Mutação Humana
A Mutação HumanaA Mutação Humana
A Mutação Humana
 
Deus
DeusDeus
Deus
 
Gravidade terrestre
Gravidade terrestreGravidade terrestre
Gravidade terrestre
 
O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO O QUE É OBSESSÃO
O QUE É OBSESSÃO
 
A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.A Natureza e os seres humanos.
A Natureza e os seres humanos.
 
Vida e morte.
Vida e morte.Vida e morte.
Vida e morte.
 
Prótese Para Paciente com Fissura de Palato
Prótese Para Paciente com Fissura de PalatoPrótese Para Paciente com Fissura de Palato
Prótese Para Paciente com Fissura de Palato
 
Prótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura PalatinaPrótese para Fissura Palatina
Prótese para Fissura Palatina
 

Último

CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 

Último (16)

CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 

NOSSA ORIGEM

  • 2. Sou do Principal Planeta de um sistema solar, que possui cinco sóis. Somos uma civilização com tecnologia com mais de dois bilhões de anos terrestres. Nossa tecnologia transcende a quarta e quinta dimensão, a animação suspensa e fusão fria. Controle de gravidade. Viajamos em dobra espacial
  • 3. Somos uma federação com mais de mil planetas agregados, cada mundo com características pessoais e tecnológicas diferentes, em alguns as pessoas são pequenas, em outros são grandes, e algumas comparado ao padrão terrestre são grotescas e fantásticas, enquanto outras, belas e angelicais. Em matéria de tecnologia e desenvolvimento mental, ante a evolução terrestre somos deuses, mas deuses apenas no que tange a tecnologia e evolução pessoal. Nosso tempo de vida médio e de cinco mil anos comparado com o tempo de vida terrestre.
  • 4. Temos naves espaciais maiores que uma cidade, totalmente autossuficiente, e retiramos nosso ar e água do espaço, uma vez que o espaço não é vazio como se pensa. De nosso observatório podemos visualizar todos os planetas, todos os lugares. Controlamos para que não haja destruição do planeta, que o sistema não seja poluído com bombas interferimos na maneira de vida dos povos. nucleares, não
  • 5. Vimos o surgimento deste sistema quando um cometa chocou-se com um planeta, e transformando no que hoje é o seu sol. Com a explosão criada pelo impacto, incendiaram- se vários planetas próximos. Com vulcões em erupção a fumaça cobriu a atmosfera criando uma camada protetora que desviou os raios solares, iniciando assim o esfriamento do planeta, produzindo enormes tormentas, ciclones, furacões que varreram o solo.
  • 6. Aguardamos até o sistema estabilizar, e assim iniciamos um processo de descontaminação. Colocamos plantas primitivas e grosseiras para que absorvesse os gases tóxicos e liberassem oxigênio. Partimos de volta ao império, para prepararmos as primeiras formas de vidas para o planeta. Quando retornamos,
  • 7. a Terra já estava totalmente coberta por vegetações. Colocamos grandes animais no mar e na terra, de varias espécies com instintos violentos e extremamente vorazes. A escolha desses animais foi com o intuito de fazer uma seleção natural das espécies e a ambiente, proporcionando características próprias. adaptação o desses seres desenvolvimento de nesse suas
  • 8. O cultivo deste planeta o torna um planeta vivo, como um Oasis no deserto, onde há peixes sem que ninguém os tenha colocado lá, e na terra germinará plantas sem que ninguém a tenha plantado, fazendo deste planeta um organismo vivo, sendo que cada ser que aqui habita têm uma função especifica na manutenção do sistema ecológico, e não é por acaso sua existência, ninguém é melhor que ninguém, humanos ou não. Retornamos ao nosso universo para prepararmos as primeiras formas de vidas humanoides que habitara o novo jardim. Nossos geneticistas manipularam em nossos laboratórios, a primeira forma de vida humanoide, que melhor se adaptaria ao novo planeta.
  • 9. Os homens no principio eram atarracados, pescoço curto, braços longos, pele grossa e cabeluda, própria para suportar a hostilidade do planeta em formação. Essa espécie mostrou progresso rapidamente, tornando-se caçadoras, criando armas com troncos e pedras, vivendo em cavernas e procriando. Quando regressamos vimos que a população já era grande; recolhemos vários grupos de famílias em nossas naves e os levamos a outros continentes povoando assim cada um dos continentes da Terra.
  • 10. Os ensinamos a usar a pedra lascada, dando inicio assim a era do bronze e do ferro, e cada local tinha que se desenvolver por si só, de época em época, colocávamos sangue novo, de uma região para outra, ou do nosso próprio sangue, para que as espécies não ficassem consanguíneas, deformando a raça. Donde surgiram lendas fantásticas sobre deuses se acasalando com humanos gerando os semideuses.
  • 11. Milhares de anos se passaram e uma grande civilização humana formou-se na terra, com tecnologia avançadíssima. Denominada os Atlantes. Começaram então a ocorrer disputas por poder. Em uma dessas disputas um humano entrou em uma das nossas naves apossando-se de segredos e armas extraterrestres. Atacaram-nos e na batalha explodiram uma de nossas naves, a explosão abalou o planeta provocando o deslocamento do oceano, inundando local onde eram secos, pondo fim à civilização.
  • 12. Houve sobreviventes, mas a radiação foi muito forte e não geraram uma prole saudável. Lugares onde hoje é o Mediterrâneo e mar morto, eram secos, povoados com grandes cidades. Mas não além, mas aquém dos pilares de Hercules segundo os escritos de Platão. Os cientistas da época já sabiam da eminência de uma guerra criaram câmaras do conhecimento subterrâneas para os povos do futuro, e colocaram marcos sobre estas indicando sua posição. Como a Esfinge no Egito, E algumas pirâmides na América dos sul.
  • 13. Estas câmaras estão na quarta dimensão, em animação suspensa, e só quando uma civilização atingir tal grau de evolução tecnológica é que conseguirão localizá-las. Depois dos níveis de radiação terem baixado, nossos sábios decidiram repovoar o planeta. Naves foram carregadas com animais e humanoides recolhidos de planetas vizinhos e distribuídas em todos os continentes da terra. Eram seres primitivos e viviam em cavernas. Novamente foram ensinados a trabalhar o sílex, fogo, bronze e ferro de forma gradativa. Também foram introduzidos de época em época membros viris para aperfeiçoar a raça.
  • 14. Evoluíram de caçadores tornaram-se fazendeiros, construíram cidades, e são os povos de hoje, Hindus, Gregos, Romanos, Egípcios, Chineses, e os povos, dos demais continentes. Apesar de grande o império, surgiu de outro universo uma gente violenta que tentou arrebatar nossas possessões, eram de natureza belicosa, e devastaram os mundos que tínhamos tão recentemente semeado. Travamos batalhas cataclísmicas no espaço, mundos foram arrasados e outros explodiram em fumaça e fogo, seus destroços existem até hoje, formando o cinturão de asteroides. Mundos anteriormente férteis tiveram sua atmosfera destruída, e tudo o que vivia neles pereceu.
  • 15. Um mundo se chocou com outro e jogou-o de encontro a Terra. Esta foi abalada e mudando o sentido de rotação, o que tornou mais longo o dia terrestre. Durante essa quase colisão, gigantescas descargas elétricas se produziram nos dois mundos. Os céus ficaram em chamas de novo. Muitos humanos terrestres pereceram. Grandes inundações cobriram a superfície da terra e nós fizemos muitas viagens tentando salvar homens e animais a fim de levá-los a pontos mais altos dando origem a lendas incorretas em vários pontos da terra, como a arca de Noé. Mas No espaço a batalha foi ganha. Na terra, os nativos estavam arrasados pelo sofrimento por que tinham passado.
  • 16. Tinham sido dizimados pelo dilúvio e pelas chamas que caíram das nuvens. Muitos foram levados para planetas próximos onde alguns humanos sobreviveram. No planeta Terras e mares tinham ficado diferentes, em virtude da completa mudança de órbita, o clima tinha-se alterado. Passara a haver uma faixa equatorial quente e nas zonas polares tinha se formado compactas massas de gelo, e dessas massas desprendiam-se grandes icebergs que flutuavam pelos mares, e grandes animais morreram de frio.
  • 17. As condições se estabilizavam muito lentamente e mais uma vez o homem começou a construir uma forma de civilização, mas os homens se tornaram excessivamente belicosos devido à presença dessa gente de fora, que restaram na terra, corrompendo os nativos. Hoje conhecidos como os Deuses do Olimpo: Zeus, Apolo, Teseu, Afrodite, as filhas de Cadmo e muitos outros, como no Egito Deuses chamado Horo, Osíris, Isis, Anúbis.
  • 18. O senhor do nosso império advertiu solenemente esses deuses para que deixasse as cidades que fundaram e viviam, mas eles zombaram dessa ordem, e foi então que alguns dos melhores habitantes de Sodoma e Gomorra foram aconselhados a sair da cidade. E no devido tempo uma nave isolada desceu do céu e deixou cair um pequeno objeto que arrasou as cidades com fogo e fumaça, à noite o local brilhava com uma sinistra radiação arroxeada e ninguém escapou a hecatombe.
  • 19. Depois desta advertência salutar, resolveu-se retirar todos os jardineiros da face da terra e não ter mais contato direto com os nativos que deveriam ser tratados de longe. O mundo e seus habitantes seriam ainda supervisionados, mas sem contato oficial. Resolveu-se, porém ter entre os habitantes da terra pessoas que seriam especialmente preparadas e colocadas em lugares onde pudessem ser encontradas pelas pessoas devidas. Como Moisés, Gautama, Maomé, Confúcio, Jesus, e muitos outros como pensadores, e cientistas que contribuíram para o desenvolvimento do planeta e assim o é até hoje.
  • 20. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS SANTOS, Milton Rodrigues. O Extraterrestre Humano. Resumo baseado nos livros: O Sábio do Tibete e O Eremita. São Paulo, 15/01/2014 RAMPA, Dr.Lobsang. O Sábio do Tibete. Trad. Francisco Manoel da Rocha Filho. Rio de Janeiro, 1971. Ed. Record, 3ª edição. ______. O Eremita. Trad. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro, 1971. Ed. Record, 9ª edição.