SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup 
Pré-Vestibular 
Revolução Industrial: 2B-04, 3B-05 
Imperialismo: 3B-06 
1ª Guerra Mundial: 4B-07 
Entreguerras: 5B-09, 5B-10 
http:// facebook.com/daniel.alvesbronstrup 
http:// profhistdaniel.blogspot.com 
@danielbronstrup
Revolução 
Industrial 
 Primeira Fase (1760-1860): 
 Inglaterra: 
 Existência de mão-de-obra: 
 Existência de matérias-primas 
 Disponibilidade de Capital 
 Existência de Mercados Consumidores 
 Parlamentarismo (Revolução Gloriosa de 1688). 
 A invenção das máquinas de tecer automáticas permitiu 
uma mudança radical no processo. 
 Segunda Fase (1860-1914): EUA, Japão, Países da Europa. 
 Uso de novas fontes: Eletricidade e Petróleo 
 Motores de explosão.Substituição do ferro pelo Aço; 
 Criação da linha de montagem: Henry Ford, a “fordismo”. 
 Os bancos passaram a se tornar mais poderosos que as 
indústrias. 
 Desenvolvimento da política imperialista dos países 
europeus.
Revolução Industrial 
 Terceira Revolução Industrial: a partir de 1960. 
 Aparecimento de gigantescos complexos multinacionais. 
 Informatização que substituiu a mão de obra humana. 
 Surgimento de pólos tecnológicos e de empresas como a Microsoft e a 
Apple. 
 No Japão, surgiu o toytismo em oposição ao fordismo:
Revolução 
Industrial 
 Sociedade e Cotidiano: 
 Dentro das fábricas: Disciplina férrea com capatazes. 
 Não existia leis trabalhistas. 
 Surgimento de bairros operários (pobres) nas cidades. 
 PRIMEIROS MOVIMENTOS 
 Ludita ou Ludismo: 
 líder, Ned Ludd, apelidado King Ludd. 
 Movimento politizado, organizado e militarizado. Destruir o maquinário 
era uma forma de defesa. 
 Movimento Cartista: 
 Através da carta do povo, exigiam voto secreto e universal, e a 
participação de representantes dos trabalhadores no parlamento. 
 Trade Unions: associações sindicais. 
 Reunia os trabalhadores por atividade. 
 Buscavam negociar com o patrão. 
 Forma de defesa: Greves.
Revolução 
Industrial 
 Sociedade e Cotidiano: 
 Dentro das fábricas: Disciplina férrea com capatazes. 
 Não existia leis trabalhistas. 
 Surgimento de bairros operários (pobres) nas cidades. 
 PRIMEIROS MOVIMENTOS 
 Ludita ou Ludismo: 
 líder, Ned Ludd, apelidado King Ludd. 
 Movimento politizado, organizado e militarizado. Destruir o maquinário 
era uma forma de defesa. 
 Movimento Cartista: 
 Através da carta do povo, exigiam voto secreto e universal, e a 
participação de representantes dos trabalhadores no parlamento. 
 Trade Unions: associações sindicais. 
 Reunia os trabalhadores por atividade. 
 Buscavam negociar com o patrão. 
 Forma de defesa: Greves.
IMPERIALISMO 
 NEOCOLONIALISMO 
 Interesses políticos, sociais, religiosos e culturais. 
 Objetivos principais: 
 Mercados consumidores; 
 Regiões que disponibilizassem matéria prima. 
 Outros objetivos: 
 Aumentava o contingente militar; 
 Aplicação do capital excedente em construções nas colônias (Ex: 
transporte e comunicação). 
 Metrópoles Européias -> Colônias Africanas / Asiáticas 
 Controle econômico sobre países independentes menos desenvolvidos 
(América Latina, China) 
 Eram respaldados pela “Missão Civilizatória”; 
 CONFERÊNCIA DE BERLIM 
 1884/85 
 Partilha da África entre as potências européias. 
 Exploração inglesa na Índia e na China: 
 Índia: Revolução dos Cipaios (1857); 
 China: Guerra do Ópio (1839-1869)
IMPERIALISMO  Imperialismo estadunidense: 
 expansão para o Oeste. 
 Esta expansão foi baseada na doutrina do “O Destino Manifesto”. 
 Pretensões de domínio na América Latina: 
 Em 1823, o presidente James Monroe (1817 -1825) criou a Doutrina 
Monroe: 
 Slogan: “América para os americanos”. 
 GUERRA DA SECESSÃO (1861-1865) 
 Norte: Capitalista! (vencedor) 
 Sul: Escravista! 
 Que tipo de trabalho seria adotado nos novos territórios 
ocupados? 
 O Big Stick ("Grande Porrete") 
 slogan usado pelo presidente Theodore Roosevelt (1901 -1909) 
 os Estados Unidos da América deveriam assumir o papel de polícia 
internacional no Ocidente
1ª. Guerra Mundial 
• CONTEXTO: 
• Imperialismo 
• Rússia tinha interesse no mercado 
Europeu, 
• As unificações de Itália e Alemanha (ambas 
em 1870) fez surgir duas novas potências. 
• Território de Alsácia-Lorena 
• Idéias Ufanistas: 
- Pangermanismo: 
- Pan-eslavismo: 
- Revanchismo: 
• PAZ ARMADA: clima de insegurança, os 
países europeus viviam em uma corrida
1ª. Guerra Mundial 
• As Potências européias se uniram através de acordos econômicos, políticos 
e militares: 
-- Tríplice Aliança (1882): Alemanha, Áustria e Itália. 
-- Tríplice Entente (1907): Inglaterra, França e Rússia. 
 O Estopim do conflito foi em 28 de junho de 1914, com o assassinato de 
Francisco Ferdinando (herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro) 
durante uma visita a Sarajevo, capital da Bósnia. 
Características Iniciais: 
- Guerra de Movimentos.. 
 Rápidas investidas dos exércitos. Exemplo: Batalha do Marne (1914), 
vencida pelos franceses contra os alemães. 
- Guerra de Trincheiras.. 
 Valetas profundas, ligadas por túneis e que serviam de abrigo e proteção 
para os soldados.. 
 Rússia.. Sai.. eclodiu a Revolução Socialista (de fevereiro a outubro de 
1917). 
 E.U.A... Entra... temendo o não pagamento das dívidas com a Tríplice 
Entente e os desentendimentos com a Alemanha (navios torpedeados ).
1ª. Guerra Mundial • Fase final e depois da Guerra: 
• Vitória da Tríplice Entente; 
• Tratado de Versalhes = humilhou a Alemanha 
 a perda: 
 de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças, 
 de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano, 
 uma restrição ao tamanho do exército e uma indenização pelos prejuízos 
causados durante a guerra. 
• Liga das nações: uma organização internacional, cujo papel seria o de 
assegurar a paz. 
• ENTREGUERRAS (1919-1938) 
• Grande depressão => super produção da década de 1920. 
• 24 de outubro 1929 => Quinta-feira negra! 
• Crash = Quebra da Bolsa de Nova York. 
• Crise se espalha pelo mundo! 
• NEW DEAL -> Novo Acordo! 
• Franklin Rooselvelt (1933 -1945) 
• O Estado deve intervir pontualmente na economia (John Keynes) 
• Investiu em obras públicas, fixou salário mínimo, criou mecanismos de 
controle de crédito
• GOVERNOS TOTALITÁRIOS ENTREGUERRAS 
• NACIONALISMO 
• MILITARISMO 
• EXPANCIONISMO 
• O Estado domina todos os aspectos da vida social. 
• Exemplos: Salazarismo (Portugal), Franquismo (Espanha), Stalinismo 
(URSS) 
• Fascismo na Itália: 
• Grave Crise econômica / Líder Benito Mussoline. 
• 1922 = Camisas Negras Marcharam sobre Roma. 
• Tratado de Latrão = 1929 = Acordo com a Igreja Católica / Criação do Estado 
do Vaticano. 
• Uso do rádio como ferramenta de doutrinação. 
• Praticava o Corporativismo 
• Sindicatos dos patrões e dos trabalhadores eram controlados pelos governos. 
• Nazismo na Alemanha 
• República de Weimar não conseguiu acabar com a crise econômica/social. 
• HITLER = Em 1934 instaurou o III Reich 
• Fortaleceu a Indústria; Remilitarizou a Alemanha; Eliminou o desemprego. 
• Pregava o Racismo = Raça Ariana = Pura e Superior
REVOLUÇÃO RUSSA 
• Antecedentes = Monarquia Absolutista – Nicolau II 
• Problemas sociais para os camponeses e operários 
• Tímido processo de industrialização 
• Gastos com a Primeira Guerra Mundial 
• Sovietes = Grupos de organização dos trabalhadores 
• Centros de discussão política = organizado em conselhos. 
• Duma = Parlamento Russo 
• Partido Operário Social-democrata 
• Mencheviques = menos radical = minoria que queria a conquista do 
poder com aliança da Burguesia. 
• Bolcheviques = mais radicais = buscavam a ditadura do proletariado. 
• 1904 – 1905 = Guerra Russo-japonesa = derrota 
• 1905 = Domingo Sangrento (22-01-1905) 
• Estopim do movimento revolucionário = 135 mil pessoas.
REVOLUÇÃO RUSSA 
 Greves, manifestações e a queda da monarquia 
 Em 1917, o governo de Nicolau II foi retirado do poder e assumiria Kerenski 
(menchevique) como governo provisório. 
 A Revolução Russa de outubro de 1917 
 Os bolcheviques, liderados por Lênin, organizaram uma nova revolução que ocorreu em 
outubro de 1917. implantou o socialismo. 
 As terras foram redistribuídas para os trabalhadores do campo, os bancos foram 
nacionalizados e as fábricas passaram para as mãos dos trabalhadores. 
 Lênin também retirou seu país da Primeira Guerra Mundial no ano de 1918. Foi instalado 
o partido único: o PC (Partido Comunista). 
 A formação da URSS 
 Após a revolução, foi implantada a URSS ( União das Repúblicas Socialistas Soviéticas). 
Seguiu-se um período de grande crescimento econômico, principalmente após a NEP ( Nova 
Política Econômica - consistia num recuo tático, caracterizado pelo restabelecimento da livre 
iniciativa e da pequena propriedade privada). A URSS tornou-se uma grande potência 
econômica e militar. 
 Porém, após a revolução a situação da população geral e dos trabalhadores pouco 
mudou no que diz respeito à democracia. 
 O Partido Comunista reprimia qualquer manifestação considerada contrária aos 
princípios socialistas.
Pré-Vestibular

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX
3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX
3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX
Daniel Alves Bronstrup
 
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel BronstrupAULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
Daniel Alves Bronstrup
 
História de Santa Catarina -parte 03
História de Santa Catarina -parte 03História de Santa Catarina -parte 03
História de Santa Catarina -parte 03
Daniel Alves Bronstrup
 
2˚ano independência eua cap28
2˚ano  independência eua cap282˚ano  independência eua cap28
2˚ano independência eua cap28
Kerol Brombal
 
19 independência da américa latina 2016
19  independência da américa latina 201619  independência da américa latina 2016
19 independência da américa latina 2016
Denis Gasco
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
Daniel Alves Bronstrup
 
Aula 10 revoluções burguesas
Aula 10   revoluções burguesasAula 10   revoluções burguesas
Aula 10 revoluções burguesas
Jonatas Carlos
 
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
Douglas Barraqui
 
3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França
Daniel Alves Bronstrup
 
Revolução Francesa 2020
Revolução Francesa 2020Revolução Francesa 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
3ão - Séc. XIX - Europa e América.
3ão - Séc. XIX - Europa e América.3ão - Séc. XIX - Europa e América.
3ão - Séc. XIX - Europa e América.
Daniel Alves Bronstrup
 
42 a revolução russa
42   a revolução russa42   a revolução russa
42 a revolução russa
Carla Freitas
 
2˚ano rev francesa blog
2˚ano rev francesa blog2˚ano rev francesa blog
2˚ano rev francesa blog
Kerol Brombal
 
Pre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIXPre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIX
Carlos Glufke
 
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xixAula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
Jonatas Carlos
 
Período pombalino e inconfidência mineira
Período pombalino e inconfidência mineiraPeríodo pombalino e inconfidência mineira
Período pombalino e inconfidência mineira
Kamylla Rodrigues
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Alan
 
Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.
Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.
Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 

Mais procurados (19)

3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX
3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX
3ão - Revoluções e Unificações na Europa séc XIX
 
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel BronstrupAULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
 
História de Santa Catarina -parte 03
História de Santa Catarina -parte 03História de Santa Catarina -parte 03
História de Santa Catarina -parte 03
 
2˚ano independência eua cap28
2˚ano  independência eua cap282˚ano  independência eua cap28
2˚ano independência eua cap28
 
19 independência da américa latina 2016
19  independência da américa latina 201619  independência da américa latina 2016
19 independência da américa latina 2016
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
 
Aula 10 revoluções burguesas
Aula 10   revoluções burguesasAula 10   revoluções burguesas
Aula 10 revoluções burguesas
 
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
 
3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França
 
Revolução Francesa 2020
Revolução Francesa 2020Revolução Francesa 2020
Revolução Francesa 2020
 
Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020
 
3ão - Séc. XIX - Europa e América.
3ão - Séc. XIX - Europa e América.3ão - Séc. XIX - Europa e América.
3ão - Séc. XIX - Europa e América.
 
42 a revolução russa
42   a revolução russa42   a revolução russa
42 a revolução russa
 
2˚ano rev francesa blog
2˚ano rev francesa blog2˚ano rev francesa blog
2˚ano rev francesa blog
 
Pre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIXPre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIX
 
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xixAula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
 
Período pombalino e inconfidência mineira
Período pombalino e inconfidência mineiraPeríodo pombalino e inconfidência mineira
Período pombalino e inconfidência mineira
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.
Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.
Eua no século XIX e Guerra da Secessão: 2020.
 

Destaque

3º ano mundo contemporâneo 2 - oriente médio
3º ano   mundo contemporâneo 2 - oriente médio3º ano   mundo contemporâneo 2 - oriente médio
3º ano mundo contemporâneo 2 - oriente médio
Daniel Alves Bronstrup
 
Aulão história ufsc 2014 - história do brasil
Aulão história ufsc 2014 -  história do brasilAulão história ufsc 2014 -  história do brasil
Aulão história ufsc 2014 - história do brasil
Daniel Alves Bronstrup
 
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c
3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c
Daniel Alves Bronstrup
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano revolução francesa - parte 2
2º ano   revolução francesa - parte 22º ano   revolução francesa - parte 2
2º ano revolução francesa - parte 2
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 12º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
Daniel Alves Bronstrup
 
3° ano Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c
3° ano   Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c3° ano   Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c
3° ano Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c
Daniel Alves Bronstrup
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
Daniel Alves Bronstrup
 
Revolução Russa (esquema)
Revolução Russa (esquema)Revolução Russa (esquema)
Revolução Russa (esquema)
Elton Zanoni
 
Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.
Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.
Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.
Daniel Alves Bronstrup
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
Daniel Alves Bronstrup
 
Revoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - InglaterraRevoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - Inglaterra
Daniel Alves Bronstrup
 
Revolução de outubro de 1917
Revolução de outubro de 1917Revolução de outubro de 1917
Revolução de outubro de 1917
sofiamcardoso
 
3° ano - Brasil Império - segundo reinado
3° ano - Brasil Império - segundo reinado3° ano - Brasil Império - segundo reinado
3° ano - Brasil Império - segundo reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
Aulão história ufsc 2014 - história geral
Aulão história ufsc 2014 - história geralAulão história ufsc 2014 - história geral
Aulão história ufsc 2014 - história geral
Daniel Alves Bronstrup
 
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
Daniel Alves Bronstrup
 

Destaque (20)

3º ano mundo contemporâneo 2 - oriente médio
3º ano   mundo contemporâneo 2 - oriente médio3º ano   mundo contemporâneo 2 - oriente médio
3º ano mundo contemporâneo 2 - oriente médio
 
Aulão história ufsc 2014 - história do brasil
Aulão história ufsc 2014 -  história do brasilAulão história ufsc 2014 -  história do brasil
Aulão história ufsc 2014 - história do brasil
 
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c
3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 2 c
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
 
3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
 
2º ano revolução francesa - parte 2
2º ano   revolução francesa - parte 22º ano   revolução francesa - parte 2
2º ano revolução francesa - parte 2
 
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 12º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
 
3° ano Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c
3° ano   Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c3° ano   Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c
3° ano Brasil colônia - aula 1 e 2 - apostila 1 c
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
 
Revolução Russa (esquema)
Revolução Russa (esquema)Revolução Russa (esquema)
Revolução Russa (esquema)
 
Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.
Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.
Pré vestibular Murialdo - aula Europa medieval.
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
 
Revoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - InglaterraRevoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - Inglaterra
 
Revolução de outubro de 1917
Revolução de outubro de 1917Revolução de outubro de 1917
Revolução de outubro de 1917
 
3° ano - Brasil Império - segundo reinado
3° ano - Brasil Império - segundo reinado3° ano - Brasil Império - segundo reinado
3° ano - Brasil Império - segundo reinado
 
Aulão história ufsc 2014 - história geral
Aulão história ufsc 2014 - história geralAulão história ufsc 2014 - história geral
Aulão história ufsc 2014 - história geral
 
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
2ºano - Brasil colônia parte 2 - movimentos contra a coroa
 

Semelhante a Pré vestibular Murialdo - Idade Contemporânea - aula 01

A Era Estalinista
A Era EstalinistaA Era Estalinista
A Era Estalinista
Rainha Maga
 
Historia9ano 2
Historia9ano 2Historia9ano 2
Historia9ano 2
Elisa Dias
 
Semestral século xix até nom
Semestral século xix até nomSemestral século xix até nom
Semestral século xix até nom
Carlos Glufke
 
Socialismo e revolução russa 9 ano
Socialismo e revolução russa 9 anoSocialismo e revolução russa 9 ano
Socialismo e revolução russa 9 ano
AEDFL
 
A Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial
A Revolução Russa e a Segunda Guerra MundialA Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial
A Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial
Darlene Celestina
 
Revisão - Redesenho Curricular
Revisão - Redesenho CurricularRevisão - Redesenho Curricular
Revisão - Redesenho Curricular
João Marcelo
 
Fascismo e Nazismo
Fascismo e NazismoFascismo e Nazismo
Fascismo e Nazismo
Bárbara Araújo Machado
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Totalitarismo na europa
Totalitarismo na europaTotalitarismo na europa
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
eduardodemiranda
 
Revolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Russa_Prof. Eduardo MirandaRevolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
eduardodemiranda
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
eduardodemiranda
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
eduardodemiranda
 
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo MirandaRevolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
eduardodemiranda
 
Revoluções no século xx
Revoluções no século xxRevoluções no século xx
Revoluções no século xx
anpajan
 
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTicaA ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
Sílvia Mendonça
 
Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017
fernandacarolinestang
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
Denise Granjeiro
 
Revoluções+no+século+xx 2012 argélia
Revoluções+no+século+xx 2012 argéliaRevoluções+no+século+xx 2012 argélia
Revoluções+no+século+xx 2012 argélia
André Janzon
 
Fascismos e Segunda Guerra Mundial
Fascismos e Segunda Guerra MundialFascismos e Segunda Guerra Mundial
Fascismos e Segunda Guerra Mundial
Bárbara Araújo Machado
 

Semelhante a Pré vestibular Murialdo - Idade Contemporânea - aula 01 (20)

A Era Estalinista
A Era EstalinistaA Era Estalinista
A Era Estalinista
 
Historia9ano 2
Historia9ano 2Historia9ano 2
Historia9ano 2
 
Semestral século xix até nom
Semestral século xix até nomSemestral século xix até nom
Semestral século xix até nom
 
Socialismo e revolução russa 9 ano
Socialismo e revolução russa 9 anoSocialismo e revolução russa 9 ano
Socialismo e revolução russa 9 ano
 
A Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial
A Revolução Russa e a Segunda Guerra MundialA Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial
A Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial
 
Revisão - Redesenho Curricular
Revisão - Redesenho CurricularRevisão - Redesenho Curricular
Revisão - Redesenho Curricular
 
Fascismo e Nazismo
Fascismo e NazismoFascismo e Nazismo
Fascismo e Nazismo
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Totalitarismo na europa
Totalitarismo na europaTotalitarismo na europa
Totalitarismo na europa
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Russa_Prof. Eduardo MirandaRevolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo MirandaRevolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
 
Revoluções no século xx
Revoluções no século xxRevoluções no século xx
Revoluções no século xx
 
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTicaA ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
 
Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revoluções+no+século+xx 2012 argélia
Revoluções+no+século+xx 2012 argéliaRevoluções+no+século+xx 2012 argélia
Revoluções+no+século+xx 2012 argélia
 
Fascismos e Segunda Guerra Mundial
Fascismos e Segunda Guerra MundialFascismos e Segunda Guerra Mundial
Fascismos e Segunda Guerra Mundial
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
Daniel Alves Bronstrup
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
Daniel Alves Bronstrup
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup (20)

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
 
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
 
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
 
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
 
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
 

Último

Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 

Pré vestibular Murialdo - Idade Contemporânea - aula 01

  • 1. Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup Pré-Vestibular Revolução Industrial: 2B-04, 3B-05 Imperialismo: 3B-06 1ª Guerra Mundial: 4B-07 Entreguerras: 5B-09, 5B-10 http:// facebook.com/daniel.alvesbronstrup http:// profhistdaniel.blogspot.com @danielbronstrup
  • 2. Revolução Industrial  Primeira Fase (1760-1860):  Inglaterra:  Existência de mão-de-obra:  Existência de matérias-primas  Disponibilidade de Capital  Existência de Mercados Consumidores  Parlamentarismo (Revolução Gloriosa de 1688).  A invenção das máquinas de tecer automáticas permitiu uma mudança radical no processo.  Segunda Fase (1860-1914): EUA, Japão, Países da Europa.  Uso de novas fontes: Eletricidade e Petróleo  Motores de explosão.Substituição do ferro pelo Aço;  Criação da linha de montagem: Henry Ford, a “fordismo”.  Os bancos passaram a se tornar mais poderosos que as indústrias.  Desenvolvimento da política imperialista dos países europeus.
  • 3. Revolução Industrial  Terceira Revolução Industrial: a partir de 1960.  Aparecimento de gigantescos complexos multinacionais.  Informatização que substituiu a mão de obra humana.  Surgimento de pólos tecnológicos e de empresas como a Microsoft e a Apple.  No Japão, surgiu o toytismo em oposição ao fordismo:
  • 4. Revolução Industrial  Sociedade e Cotidiano:  Dentro das fábricas: Disciplina férrea com capatazes.  Não existia leis trabalhistas.  Surgimento de bairros operários (pobres) nas cidades.  PRIMEIROS MOVIMENTOS  Ludita ou Ludismo:  líder, Ned Ludd, apelidado King Ludd.  Movimento politizado, organizado e militarizado. Destruir o maquinário era uma forma de defesa.  Movimento Cartista:  Através da carta do povo, exigiam voto secreto e universal, e a participação de representantes dos trabalhadores no parlamento.  Trade Unions: associações sindicais.  Reunia os trabalhadores por atividade.  Buscavam negociar com o patrão.  Forma de defesa: Greves.
  • 5. Revolução Industrial  Sociedade e Cotidiano:  Dentro das fábricas: Disciplina férrea com capatazes.  Não existia leis trabalhistas.  Surgimento de bairros operários (pobres) nas cidades.  PRIMEIROS MOVIMENTOS  Ludita ou Ludismo:  líder, Ned Ludd, apelidado King Ludd.  Movimento politizado, organizado e militarizado. Destruir o maquinário era uma forma de defesa.  Movimento Cartista:  Através da carta do povo, exigiam voto secreto e universal, e a participação de representantes dos trabalhadores no parlamento.  Trade Unions: associações sindicais.  Reunia os trabalhadores por atividade.  Buscavam negociar com o patrão.  Forma de defesa: Greves.
  • 6. IMPERIALISMO  NEOCOLONIALISMO  Interesses políticos, sociais, religiosos e culturais.  Objetivos principais:  Mercados consumidores;  Regiões que disponibilizassem matéria prima.  Outros objetivos:  Aumentava o contingente militar;  Aplicação do capital excedente em construções nas colônias (Ex: transporte e comunicação).  Metrópoles Européias -> Colônias Africanas / Asiáticas  Controle econômico sobre países independentes menos desenvolvidos (América Latina, China)  Eram respaldados pela “Missão Civilizatória”;  CONFERÊNCIA DE BERLIM  1884/85  Partilha da África entre as potências européias.  Exploração inglesa na Índia e na China:  Índia: Revolução dos Cipaios (1857);  China: Guerra do Ópio (1839-1869)
  • 7. IMPERIALISMO  Imperialismo estadunidense:  expansão para o Oeste.  Esta expansão foi baseada na doutrina do “O Destino Manifesto”.  Pretensões de domínio na América Latina:  Em 1823, o presidente James Monroe (1817 -1825) criou a Doutrina Monroe:  Slogan: “América para os americanos”.  GUERRA DA SECESSÃO (1861-1865)  Norte: Capitalista! (vencedor)  Sul: Escravista!  Que tipo de trabalho seria adotado nos novos territórios ocupados?  O Big Stick ("Grande Porrete")  slogan usado pelo presidente Theodore Roosevelt (1901 -1909)  os Estados Unidos da América deveriam assumir o papel de polícia internacional no Ocidente
  • 8. 1ª. Guerra Mundial • CONTEXTO: • Imperialismo • Rússia tinha interesse no mercado Europeu, • As unificações de Itália e Alemanha (ambas em 1870) fez surgir duas novas potências. • Território de Alsácia-Lorena • Idéias Ufanistas: - Pangermanismo: - Pan-eslavismo: - Revanchismo: • PAZ ARMADA: clima de insegurança, os países europeus viviam em uma corrida
  • 9. 1ª. Guerra Mundial • As Potências européias se uniram através de acordos econômicos, políticos e militares: -- Tríplice Aliança (1882): Alemanha, Áustria e Itália. -- Tríplice Entente (1907): Inglaterra, França e Rússia.  O Estopim do conflito foi em 28 de junho de 1914, com o assassinato de Francisco Ferdinando (herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro) durante uma visita a Sarajevo, capital da Bósnia. Características Iniciais: - Guerra de Movimentos..  Rápidas investidas dos exércitos. Exemplo: Batalha do Marne (1914), vencida pelos franceses contra os alemães. - Guerra de Trincheiras..  Valetas profundas, ligadas por túneis e que serviam de abrigo e proteção para os soldados..  Rússia.. Sai.. eclodiu a Revolução Socialista (de fevereiro a outubro de 1917).  E.U.A... Entra... temendo o não pagamento das dívidas com a Tríplice Entente e os desentendimentos com a Alemanha (navios torpedeados ).
  • 10. 1ª. Guerra Mundial • Fase final e depois da Guerra: • Vitória da Tríplice Entente; • Tratado de Versalhes = humilhou a Alemanha  a perda:  de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças,  de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano,  uma restrição ao tamanho do exército e uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. • Liga das nações: uma organização internacional, cujo papel seria o de assegurar a paz. • ENTREGUERRAS (1919-1938) • Grande depressão => super produção da década de 1920. • 24 de outubro 1929 => Quinta-feira negra! • Crash = Quebra da Bolsa de Nova York. • Crise se espalha pelo mundo! • NEW DEAL -> Novo Acordo! • Franklin Rooselvelt (1933 -1945) • O Estado deve intervir pontualmente na economia (John Keynes) • Investiu em obras públicas, fixou salário mínimo, criou mecanismos de controle de crédito
  • 11. • GOVERNOS TOTALITÁRIOS ENTREGUERRAS • NACIONALISMO • MILITARISMO • EXPANCIONISMO • O Estado domina todos os aspectos da vida social. • Exemplos: Salazarismo (Portugal), Franquismo (Espanha), Stalinismo (URSS) • Fascismo na Itália: • Grave Crise econômica / Líder Benito Mussoline. • 1922 = Camisas Negras Marcharam sobre Roma. • Tratado de Latrão = 1929 = Acordo com a Igreja Católica / Criação do Estado do Vaticano. • Uso do rádio como ferramenta de doutrinação. • Praticava o Corporativismo • Sindicatos dos patrões e dos trabalhadores eram controlados pelos governos. • Nazismo na Alemanha • República de Weimar não conseguiu acabar com a crise econômica/social. • HITLER = Em 1934 instaurou o III Reich • Fortaleceu a Indústria; Remilitarizou a Alemanha; Eliminou o desemprego. • Pregava o Racismo = Raça Ariana = Pura e Superior
  • 12. REVOLUÇÃO RUSSA • Antecedentes = Monarquia Absolutista – Nicolau II • Problemas sociais para os camponeses e operários • Tímido processo de industrialização • Gastos com a Primeira Guerra Mundial • Sovietes = Grupos de organização dos trabalhadores • Centros de discussão política = organizado em conselhos. • Duma = Parlamento Russo • Partido Operário Social-democrata • Mencheviques = menos radical = minoria que queria a conquista do poder com aliança da Burguesia. • Bolcheviques = mais radicais = buscavam a ditadura do proletariado. • 1904 – 1905 = Guerra Russo-japonesa = derrota • 1905 = Domingo Sangrento (22-01-1905) • Estopim do movimento revolucionário = 135 mil pessoas.
  • 13. REVOLUÇÃO RUSSA  Greves, manifestações e a queda da monarquia  Em 1917, o governo de Nicolau II foi retirado do poder e assumiria Kerenski (menchevique) como governo provisório.  A Revolução Russa de outubro de 1917  Os bolcheviques, liderados por Lênin, organizaram uma nova revolução que ocorreu em outubro de 1917. implantou o socialismo.  As terras foram redistribuídas para os trabalhadores do campo, os bancos foram nacionalizados e as fábricas passaram para as mãos dos trabalhadores.  Lênin também retirou seu país da Primeira Guerra Mundial no ano de 1918. Foi instalado o partido único: o PC (Partido Comunista).  A formação da URSS  Após a revolução, foi implantada a URSS ( União das Repúblicas Socialistas Soviéticas). Seguiu-se um período de grande crescimento econômico, principalmente após a NEP ( Nova Política Econômica - consistia num recuo tático, caracterizado pelo restabelecimento da livre iniciativa e da pequena propriedade privada). A URSS tornou-se uma grande potência econômica e militar.  Porém, após a revolução a situação da população geral e dos trabalhadores pouco mudou no que diz respeito à democracia.  O Partido Comunista reprimia qualquer manifestação considerada contrária aos princípios socialistas.