SlideShare uma empresa Scribd logo
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
e Ideologias do Séc XIX
3ão - 2B – aula – 04
PIONEIRISMO INGLÊS
• Existência de Mercados Consumidores.
• Poderio Naval: séc. XVIII e XIX a Inglaterra era a
rainha dos mares .
• Parlamentarismo (Revolução Gloriosa de 1688).
• Lei dos Pobres (1601), o excedente de mão de obra
foi utilizado para a criação de infra estrutura.
• Disponibilidade de Capital;
• Existência de matérias-primas;
• Existência de mão-de-obra:
Cercamentos (desde o séc. XVI);
Primeira Fase (1760-1860):
• Principalmente Inglaterra, também Bélgica e
França.
– Caracterizada pelo desenvolvimento do capitalismo
Liberal / Capital Industrial / Livre concorrência e
produção.
– Indústria têxtil, mais desenvolvida e mecanizada.
– Material industrial básico: Ferro
– Utilização da energia a vapor:
• máquinas industriais, barcos, locomotivas.
• Jornadas de trabalho de 12 a 18h, definida pelo patrão.
• Salários baixos.
• Trabalho infantil e feminino com salário mais baixos.
• Fábricas com péssimas condições de higiene e
segurança.
CONDIÇÕES DE TRABLAHO:
Trabalhadores italianos no elevador de uma mina de
carvão na Bélgica, foto de 1900.
Segunda Fase (1860-1914):
• EUA, Itália, Alemanha, Rússia, Japão.
• Capitalismo Monopolista: dominar o mercado sem concorrência. Controle
do mercado através dos:
– Trustes -> fusão de empresas do mesmo ramo para monopolizar a produção, o
preço e o mercado.
– Holdings -> grandes conglomerados de empresas.
– Cartéis -> acordos para eliminar a concorrência. Uso de novas fontes de
energia:
– Eletricidade e Petróleo (seus derivados).
– Motores de explosão.
Karl Benz e sua criação
1886
• Substituição do ferro pelo Aço;
• Criação da linha de montagem:
• Idealizada por Henry Ford, a produção em série ficou conhecida como
“fordismo”.
• Capitalismo industrial substituído pelo financeiro.
• Desenvolvimento da política imperialista dos países europeus.
O Fordismo foi uma verdadeira revolução na indústria, com
preços atrativos o veículo começou a se tornar popular.
PRINCIPAIS INVENÇÕES DO PERÍODO
- Eli Whitney inventou uma máquina para desencaroçar o algodão (1793);
- O físico italiano Alessandro Volta desenvolveu a primeira bateria (1800);
- Samuel Morse criou e registrou a patente do telégrafo (1837);
- Alexander Graham Bell inventou o telefone (1876);
- Thomas Alva Edison e Joseph Swan inventaram a lâmpada elétrica (1879);
- Wilhelm Schickard construiu a primeira calculadora mecânica (1623);
- James Watt desenvolveu a máquina a vapor (1765);
Barco a vapor (Robert Fulton em 1807) e Locomotiva a vapor (George Stephenson 1814)
e Imprensa a vapor (Jornal Times 1814).
telégrafo telefone Lâmpada
- O alemão Karl Bens desenvolveu o primeiro veículo com motor
a gasolina (1885);
- Os irmãos Lumière criaram o cinematógrafo, antecedente do cinema
(1895);
- Invenção do rádio pelo italiano Guglielmo Marconi (1901);
- O brasileiro Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 bis (1906).
Movimentos/Ideologias:
• Ludita ou Ludismo: 1811 e 1812 foi chamado assim devido ao nome do
possível líder, Ned Ludd, apelidado King Ludd.
– Movimento politizado, organizado e militarizado.
Destruir o maquinário era uma
forma de defesa.
• Movimento Cartista: Através da carta do povo, exigiam voto secreto e
universal, a participação de representantes dos trabalhadores no parlamento,
eleições anuais e igualdade dos distritos eleitorais.
• Trade Unions: associações sindicais. Reunia os trabalhadores por atividade.
Buscavam negociar com o patrão. Forma de defesa: Greves.
Liberalismo Político/Econômico: Liberdade individual como principal
fundamento. Liberdade de opinião / Sufrágio universal / Estado como
“corretor” / direito de propriedade privada dos meios de produção / livre
concorrência / economia de mercado / Estado deve garantir a
propriedade e a concorrência.
Socialismo utópico:
por Robert Owen, Saint-Simon e Charles Fourier. O socialismo
utópico tinha como objetivo a criação de uma sociedade ideal, que
seria alcançada de forma pacífica graças à boa vontade da burguesia.
De acordo com os socialistas utópicos, o sistema socialista se
instalaria de forma lenta e gradual.
Socialismo científico:
Criado por Karl Marx e Friedrich Engels, o socialismo científico tinha
como base a análise crítica e científica do capitalismo. Previa melhores
condições de trabalho e de vida para os trabalhadores através de uma
revolução proletária e da luta de classes. / Ditadura do proletariado ->
Socialismo (transição do capitalismo para o Comunismo) /
Materialismo Histórico / Mais Valia.Marx
Owen
• Anarquismo:
– Seus principais representantes foram Bakunin e Kropotkine. Sistema
político que defende o fim do Estado e da sua autoridade. Tem origem
na palavra grega anarkhia, que significa "ausência de governo“.
Acredita que a convivência entre os seres humanos é simplesmente
determinada pela vontade e pela razão de cada um.
• Doutrina Social da Igreja Católica:
– Para combater os excessos do capitalismo, procurando “humanizar” o
capitalismo. Pelo Papa Leão XIII através da Encíclica Rerum Novarum
(1891). Determinava a colaboração entre as classes e a constituição
das associações operárias (como as corporações medievais).
Movimentos/Ideologias:
3ÃO
RESUMÃO
Bakunin
Papa Leão XIII
• As Internacionais (Associação Internacional
de Trabalhadores):
– Primeira Internacional (1864-1876):
• Defendiam o direito de greve e a propriedade
coletiva das minas, ferrovias, terras aráveis,
florestas e comunicações. Participação na Comuna
de Paris em 1871.
Movimentos/Ideologias:
Segunda Internacional (1889-1914):
Marxismo era a ideologia predominante, eram condenados
o colonialismo e a guerra.
Terceira Internacional / Internacional Comunista (1919-1943):
Relacionada a política soviética.
Quarta Internacional (1938):
Permaneceu restrita a Trotski e teve inúmeras divisões.
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
Portal do Vestibulando
 
Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
Stefânia Balestero
 
3 brasil colônia completo
3 brasil colônia completo3 brasil colônia completo
3 brasil colônia completo
Kerol Brombal
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
Douglas Barraqui
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
Edenilson Morais
 
Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
eiprofessor
 
Aula 8 ideologia e luta de classes
Aula 8   ideologia e luta de classesAula 8   ideologia e luta de classes
Aula 8 ideologia e luta de classes
Fábio Nogueira, PhD
 
Brasil colonial: O processo de independência
Brasil colonial:   O processo de independênciaBrasil colonial:   O processo de independência
Brasil colonial: O processo de independência
Edenilson Morais
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
Rodrigo Luiz
 
Doutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIXDoutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIX
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
Profernanda
 
renascimento cultural 7º ano
  renascimento cultural 7º ano  renascimento cultural 7º ano
renascimento cultural 7º ano
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Século xix
Século xixSéculo xix
Século xix
Murilo Benevides
 
Unificação italiana
Unificação italianaUnificação italiana
Unificação italiana
paramore146
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
Gilmar Rodrigues
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
Isabel Aguiar
 
O Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o anoO Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o ano
Lucas Degiovani
 
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismoSéc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Douglas Barraqui
 
Revolucao Inglesa
Revolucao InglesaRevolucao Inglesa
Revolucao Inglesa
LianaSuzuki
 
crise de 1929 e a grande depressão
  crise de 1929 e a grande depressão  crise de 1929 e a grande depressão
crise de 1929 e a grande depressão
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 

Mais procurados (20)

Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
 
Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
 
3 brasil colônia completo
3 brasil colônia completo3 brasil colônia completo
3 brasil colônia completo
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
 
Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
 
Aula 8 ideologia e luta de classes
Aula 8   ideologia e luta de classesAula 8   ideologia e luta de classes
Aula 8 ideologia e luta de classes
 
Brasil colonial: O processo de independência
Brasil colonial:   O processo de independênciaBrasil colonial:   O processo de independência
Brasil colonial: O processo de independência
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
 
Doutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIXDoutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIX
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
renascimento cultural 7º ano
  renascimento cultural 7º ano  renascimento cultural 7º ano
renascimento cultural 7º ano
 
Século xix
Século xixSéculo xix
Século xix
 
Unificação italiana
Unificação italianaUnificação italiana
Unificação italiana
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
 
O Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o anoO Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o ano
 
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismoSéc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
 
Revolucao Inglesa
Revolucao InglesaRevolucao Inglesa
Revolucao Inglesa
 
crise de 1929 e a grande depressão
  crise de 1929 e a grande depressão  crise de 1929 e a grande depressão
crise de 1929 e a grande depressão
 

Semelhante a 3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
Daniel Alves Bronstrup
 
A RevoluçãO Industrial
A RevoluçãO IndustrialA RevoluçãO Industrial
A RevoluçãO Industrial
Walquiria Dutra
 
História linha de produção 2º médio
História linha de produção 2º médioHistória linha de produção 2º médio
História linha de produção 2º médio
Gilberto Pires
 
A revolução industrial
A revolução industrialA revolução industrial
A revolução industrial
Francisco José Almeida Sobral
 
Revolucao.industrial.disma
Revolucao.industrial.dismaRevolucao.industrial.disma
Revolucao.industrial.disma
Dismael Sagás
 
Linha do tempo ciencias
Linha do tempo cienciasLinha do tempo ciencias
Linha do tempo ciencias
thilipe
 
Linha do tempo ciencias nf6 a
Linha do tempo ciencias nf6 aLinha do tempo ciencias nf6 a
Linha do tempo ciencias nf6 a
thilipe
 
Movimentos operários
Movimentos operáriosMovimentos operários
Movimentos operários
Jornal Ovale
 
Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).ppt
Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).pptRevolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).ppt
Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).ppt
EvertonDemetrio
 
As fases da revolução industrial
As fases  da revolução industrialAs fases  da revolução industrial
As fases da revolução industrial
Nelia Salles Nantes
 
RevoluçãO Industrial
RevoluçãO IndustrialRevoluçãO Industrial
RevoluçãO Industrial
guestfaff10b
 
A Revolução Industrial
A Revolução IndustrialA Revolução Industrial
A Revolução Industrial
Professor Marcelo
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
Marcelo Lillyan Montes
 
Revolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismoRevolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismo
Kamila Joyce
 
O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...
O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...
O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...
Washington Souza
 
1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial
Laerciolns12
 
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismoLiberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
Denis Gasco
 
Web aula1
Web aula1Web aula1
Web aula1
Jessica Silva
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
GabrielaLimaPereira
 

Semelhante a 3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX (20)

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
 
3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3º ano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
 
A RevoluçãO Industrial
A RevoluçãO IndustrialA RevoluçãO Industrial
A RevoluçãO Industrial
 
História linha de produção 2º médio
História linha de produção 2º médioHistória linha de produção 2º médio
História linha de produção 2º médio
 
A revolução industrial
A revolução industrialA revolução industrial
A revolução industrial
 
Revolucao.industrial.disma
Revolucao.industrial.dismaRevolucao.industrial.disma
Revolucao.industrial.disma
 
Linha do tempo ciencias
Linha do tempo cienciasLinha do tempo ciencias
Linha do tempo ciencias
 
Linha do tempo ciencias nf6 a
Linha do tempo ciencias nf6 aLinha do tempo ciencias nf6 a
Linha do tempo ciencias nf6 a
 
Movimentos operários
Movimentos operáriosMovimentos operários
Movimentos operários
 
Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).ppt
Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).pptRevolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).ppt
Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII).ppt
 
As fases da revolução industrial
As fases  da revolução industrialAs fases  da revolução industrial
As fases da revolução industrial
 
RevoluçãO Industrial
RevoluçãO IndustrialRevoluçãO Industrial
RevoluçãO Industrial
 
A Revolução Industrial
A Revolução IndustrialA Revolução Industrial
A Revolução Industrial
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Revolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismoRevolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismo
 
O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...
O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...
O embate entre as correntes liberais e os socialismos no século XIX. http://b...
 
1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial
 
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismoLiberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
 
Web aula1
Web aula1Web aula1
Web aula1
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
Daniel Alves Bronstrup
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
Daniel Alves Bronstrup
 
2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
Daniel Alves Bronstrup
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup (20)

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
 
2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
 
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
3ão - aulas 2 e 3 - 1A - Civilização Grega
 
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia3ão -  aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
3ão - aulas 1 e 2 - 1 C - Brasil Colônia
 

Último

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 

3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX

  • 1. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL e Ideologias do Séc XIX 3ão - 2B – aula – 04
  • 2. PIONEIRISMO INGLÊS • Existência de Mercados Consumidores. • Poderio Naval: séc. XVIII e XIX a Inglaterra era a rainha dos mares . • Parlamentarismo (Revolução Gloriosa de 1688). • Lei dos Pobres (1601), o excedente de mão de obra foi utilizado para a criação de infra estrutura. • Disponibilidade de Capital; • Existência de matérias-primas; • Existência de mão-de-obra: Cercamentos (desde o séc. XVI);
  • 3. Primeira Fase (1760-1860): • Principalmente Inglaterra, também Bélgica e França. – Caracterizada pelo desenvolvimento do capitalismo Liberal / Capital Industrial / Livre concorrência e produção. – Indústria têxtil, mais desenvolvida e mecanizada. – Material industrial básico: Ferro – Utilização da energia a vapor: • máquinas industriais, barcos, locomotivas.
  • 4. • Jornadas de trabalho de 12 a 18h, definida pelo patrão. • Salários baixos. • Trabalho infantil e feminino com salário mais baixos. • Fábricas com péssimas condições de higiene e segurança. CONDIÇÕES DE TRABLAHO: Trabalhadores italianos no elevador de uma mina de carvão na Bélgica, foto de 1900.
  • 5. Segunda Fase (1860-1914): • EUA, Itália, Alemanha, Rússia, Japão. • Capitalismo Monopolista: dominar o mercado sem concorrência. Controle do mercado através dos: – Trustes -> fusão de empresas do mesmo ramo para monopolizar a produção, o preço e o mercado. – Holdings -> grandes conglomerados de empresas. – Cartéis -> acordos para eliminar a concorrência. Uso de novas fontes de energia: – Eletricidade e Petróleo (seus derivados). – Motores de explosão. Karl Benz e sua criação 1886
  • 6. • Substituição do ferro pelo Aço; • Criação da linha de montagem: • Idealizada por Henry Ford, a produção em série ficou conhecida como “fordismo”. • Capitalismo industrial substituído pelo financeiro. • Desenvolvimento da política imperialista dos países europeus. O Fordismo foi uma verdadeira revolução na indústria, com preços atrativos o veículo começou a se tornar popular.
  • 7. PRINCIPAIS INVENÇÕES DO PERÍODO - Eli Whitney inventou uma máquina para desencaroçar o algodão (1793); - O físico italiano Alessandro Volta desenvolveu a primeira bateria (1800); - Samuel Morse criou e registrou a patente do telégrafo (1837); - Alexander Graham Bell inventou o telefone (1876); - Thomas Alva Edison e Joseph Swan inventaram a lâmpada elétrica (1879); - Wilhelm Schickard construiu a primeira calculadora mecânica (1623); - James Watt desenvolveu a máquina a vapor (1765); Barco a vapor (Robert Fulton em 1807) e Locomotiva a vapor (George Stephenson 1814) e Imprensa a vapor (Jornal Times 1814). telégrafo telefone Lâmpada
  • 8. - O alemão Karl Bens desenvolveu o primeiro veículo com motor a gasolina (1885); - Os irmãos Lumière criaram o cinematógrafo, antecedente do cinema (1895); - Invenção do rádio pelo italiano Guglielmo Marconi (1901); - O brasileiro Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 bis (1906).
  • 9. Movimentos/Ideologias: • Ludita ou Ludismo: 1811 e 1812 foi chamado assim devido ao nome do possível líder, Ned Ludd, apelidado King Ludd. – Movimento politizado, organizado e militarizado. Destruir o maquinário era uma forma de defesa. • Movimento Cartista: Através da carta do povo, exigiam voto secreto e universal, a participação de representantes dos trabalhadores no parlamento, eleições anuais e igualdade dos distritos eleitorais. • Trade Unions: associações sindicais. Reunia os trabalhadores por atividade. Buscavam negociar com o patrão. Forma de defesa: Greves.
  • 10. Liberalismo Político/Econômico: Liberdade individual como principal fundamento. Liberdade de opinião / Sufrágio universal / Estado como “corretor” / direito de propriedade privada dos meios de produção / livre concorrência / economia de mercado / Estado deve garantir a propriedade e a concorrência. Socialismo utópico: por Robert Owen, Saint-Simon e Charles Fourier. O socialismo utópico tinha como objetivo a criação de uma sociedade ideal, que seria alcançada de forma pacífica graças à boa vontade da burguesia. De acordo com os socialistas utópicos, o sistema socialista se instalaria de forma lenta e gradual. Socialismo científico: Criado por Karl Marx e Friedrich Engels, o socialismo científico tinha como base a análise crítica e científica do capitalismo. Previa melhores condições de trabalho e de vida para os trabalhadores através de uma revolução proletária e da luta de classes. / Ditadura do proletariado -> Socialismo (transição do capitalismo para o Comunismo) / Materialismo Histórico / Mais Valia.Marx Owen
  • 11. • Anarquismo: – Seus principais representantes foram Bakunin e Kropotkine. Sistema político que defende o fim do Estado e da sua autoridade. Tem origem na palavra grega anarkhia, que significa "ausência de governo“. Acredita que a convivência entre os seres humanos é simplesmente determinada pela vontade e pela razão de cada um. • Doutrina Social da Igreja Católica: – Para combater os excessos do capitalismo, procurando “humanizar” o capitalismo. Pelo Papa Leão XIII através da Encíclica Rerum Novarum (1891). Determinava a colaboração entre as classes e a constituição das associações operárias (como as corporações medievais). Movimentos/Ideologias: 3ÃO RESUMÃO Bakunin Papa Leão XIII
  • 12. • As Internacionais (Associação Internacional de Trabalhadores): – Primeira Internacional (1864-1876): • Defendiam o direito de greve e a propriedade coletiva das minas, ferrovias, terras aráveis, florestas e comunicações. Participação na Comuna de Paris em 1871. Movimentos/Ideologias: Segunda Internacional (1889-1914): Marxismo era a ideologia predominante, eram condenados o colonialismo e a guerra. Terceira Internacional / Internacional Comunista (1919-1943): Relacionada a política soviética. Quarta Internacional (1938): Permaneceu restrita a Trotski e teve inúmeras divisões.