SlideShare uma empresa Scribd logo
DA CRISE À GUERRA
FASCISMO, NAZISMO, CRISE DE 1929 E ANTECEDENTES DA GUERRA
APOSTILA - 5B - AULA 09 E AULA 10
3ão
FASCISMO NA ITÁLIA
• APÓS A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL, A ITÁLIA SE ACHOU PREJUDICADA:
• Não recebeu indenizações;
• Não recebeu territórios que desejava;
• Parque industrial destruído;
• Desemprego...
• Insatisfação dos operários e dos camponeses resultavam em greves e
rebeliões pelo país.
• Grupos de esquerda = Partido Socialista e Partido Popular = promoviam agitações
políticas.
• A elite (burguesia) temia pelo socialismo - “bolchevização da Itália”
Fascismo...
• Foi a opção para os capitalistas italianos.
• BENITO MUSSOLINI
• Ex-combatente da Primeira Guerra Mundial.
• Em 1919 fundou uma organização paramilitar chamada Fascio di
Combattimento (Esquadrão da Ação).
• Composto pelos “Camisas Negras”, pregavam o nacionalismo e o ódio aos
comunistas.
• Em 1921 o movimento transformou-se no Partido Nacional Fascista.
Principais características do Partido Fascista...
• Rejeição da filosofia liberal;
• Nacionalismo exacerbado;
• Expansionismo;
• Racismo – mais leve do que no nazismo;
• Submissão de todos ao Estado;
• Unipartidarismo;
• Culto ao chefe (o Duce);
• Hierarquização da sociedade.
O partido Fascista cresceu com o apoio...
• de grandes capitalistas, pois defendia a ordem, a lei, a tradição e os
próprio valores burgueses.
• Além das forças armadas, de setores da Igreja Católica e a fraqueza do
Rei.
• Em 1922, os fascistas realizaram a “Marcha sobre Roma”
• 50 mil fascistas nas ruas de Roma exigiam a participação no poder.
• O Rei Vitor Emanuel III nomeou Mussolini como Primeiro Ministro.
• CONTRA O TOTALITARISMO FASCISTA... Levantou-se os deputado
socialista Giacomo Matteotti, que acabou sendo assassinado em 1924.
No poder...
• Perseguições aos inimigos e controle dos jornais;
• Em 1926 Mussolini sofre um atentado...
• Dissolveu partidos políticos, instituiu pena de morte, determinou que ser
contra o Fascismo era ser contra o Estado.
• Carta del Lavoro estabeleceu o corporativismo;
• Trabalhadores tiveram a carga horária aumentada para 9h diárias, salários
congelados, auto investimento no exército e utilização da propaganda pelo
Rádio, que enaltecia seus feitos!
• 1929 = TRATADO DE LATRÃO – Papa Pio XI criou o Estado do Vaticano,
• além de receber indenização pelo território pontifícios e educação da religião
católica foi obrigatória nas escolas.
• Albânia foi transformada em protetorado (1925) e Etiópia foi ocupada
(1935)
NAZISMO
REPÚBLICA DE WEIMAR (1919 A 1939)...
• Com a derrota na Primeira Guerra Mundial, o Kaiser Guilherme II abdicou.
• A República passou a ser chefiada por um social-democrata Friedrich Ebert e Assembleia
passou a se reunir na pequena cidade de Weimar [República de Weimar].
• Nova constituição Alemã: Pluripartidarismo / Voto Feminino / Liberdade de
imprensa.
• Os comunistas estavam cada vez mais fortes, objetivavam transformar a
Alemanha numa República de Sovietes.
• Em 1923 a Alemanha mergulhou na hiperinflação (1 Dólar chegou a valer 1 Bilhão
de marcos).
• Situação foi estabilizada com o Plano Dawes (de Charles Dawes) e representantes de grandes
potências.
• Houve um grande desenvolvimento cultural (ex. Einstein na física, Bertold Brecht
no Teatro, Fritz Lang no Cinema...
O NAZISMO...
• Em 1919 - Hitler e mais seis companheiros fundaram o Partido
Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.
• Em 1923 Hitler é preso, acusado de tentativa de golpe.
• Na prisão escreveu o livro (Mein Kampf – Minha Luta)
• Diretrizes ideológicas do partido.
• Aprofundou sua teoria racial.
• PROGRAMA DO PARTIDO NAZISTA:
• Desprezo pela democracia liberal;
• Ódio ao marxismo;
• Antissemita;
• Nacionalista;
• Militarista e expansionista – Espaço Vital (Lebensraum);
• Culto ao Líder – Fuhrer (chefe).
Tomada do poder...
• Nas eleições presidenciais de 1932, Hitler fica em segundo lugar,
perdendo para Paul Von Hindenburg, que o convida para ser
Chanceler (1º ministro).
• Em 1933, nas eleições parlamentares, o partido Nazista obteve maioria das
cadeiras no parlamento.
• Em 1934, com a morte de Hindenburg, Hitler assume o poder.
No poder...
• GOVERNO AUTORITÁRIO;
• III Reich – 3º Império Alemão.
• Tropa de Elite da Repressão:
• “SS” (Schutzstaffel) – era a tropa de proteção .
• “Gestapo” – Polícia Política Secreta.
• Comoção das massas:
• Paradas militares, propaganda política e violenta repressão aos opositores.
• Hitler era visto como o líder forte, capaz de retomar o status de potência
da Alemanha.
• TRATADO DE VERSALHES = era visto como uma humilhação, aumentando o
sentimento de revanche contra as potências (mobilizando as massas para
um novo confronto).
RASCISMO... Defendiam a superioridade da
raça “Ariana”.
• Defendiam a dizimação dos judeus e o controle dos outros povos, vistos como
“vassalos”.
• Perseguiam também: comunistas, ciganos, negros, homossexuais, testemunhas
de Jeová, latinos...
• LEIS DE NUREMBERG
• Determinava que os judeus eram proibidos: de frequentar lugares públicos (escolas, teatros,
cinemas), morar ou transitar em certos bairros, se casar com alemães, se vestir com as cores
da bandeira alemã e proibição de exercício de algumas profissões.
• Instituição da exclusão social e econômica dos judeus.
• Inicialmente surgiram os guetos (bairros destinados
aos judeus), e mais tarde os campos de concentração.
Crise de 1929
[os loucos] Anos 1920...
• SÉCULO XX -> foi de euforia para os EUA, com o
grande crescimento econômico.
• Reconstrução europeia no pós-guerra;
• Exportações;
• Grande investimento na bolsa de valores –
participação nos resultados das empresas -
especulação financeira.
• O CAPITALISMO LIBERAL ATINGIA SEU ÁPICE!
• NA SOCIEDADE... Alterações do cotidiano da mulher :
• Busca por mais igualdade entre ambos homens e mulheres;
• Mulheres passam a ter uma profissão à parte dos homens e um salário;
• Conquistam o direito ao voto (nos EUA, em 1919);
• Possuem a ter mais liberdades: podiam fumar, frequentar
universidades, ir a clubes noturnos, andar sozinhas na rua, dar passeios
de bicicleta e praticar esportes.
3ºano   slide - da crise à guerra
A CRISE DE 1929... A SUPERPRODUÇÃO!!
• Nações europeias começam a reorganizar suas economias, restringindo
importações.
• As indústrias europeias passaram a produzir novamente o que resultou na
superprodução para as indústrias dos EUA.
• A Crise Industrial resultou na desvalorização das ações, aumentou a procura
pela venda das ações.
• Falência das indústrias e desemprego em massa.
24 de outubro de 1929 – A QUINTA-FEIRA NEGRA
• É considerado a quebra da Bolsa de Valores de Nova York - crack.
• Depressão econômica se espalha para vários cantos do mundo, principalmente
Europa e América Latina.
Pessoas em busca
de alimentos. Ao
fundo um
gigantesco cartaz
que destacava o
consumismo e o
chamado "estilo
americano de vida".
1933 – NEW DEAL: O PLANO ECONÔMICO
• Apresentado pelo presidente Franklin Delano Roosevelt,
o Estado passou a intervir na economia.
• Objetivo: Recuperar a economia dos EUA.
• Intervenção estatal:
• Controle sobre bancos e instituições financeiras;
• Lei para impedir a superprodução e a concorrência excessiva (National Recovery
Administration);
• Lei de recuperação industrial (National Industrial Recovery Act);
• Construção de obras de infraestrutura para a geração de empregos e o consequente
aumento do mercado consumidor;
• Subsídios agrícolas para os pequenos produtores (Agricultural Adjustment Act) ;
• Criação da previdência social (garantia a idosos, desempregados e inválidos);
• Controle da corrupção no governo.
Salazarismo Português
Com a Primeira Guerra e a crise de 1929.
A situação calamitosa da população trabalhadora acabou instaurando um
cenário politicamente instável aproveitado pelos militares, que realizaram um
golpe de Estado em 1926.
Esse golpe resultou em uma das mais duradouras ditaduras da Europa, o
Salazarismo, iniciado em 1932 com a ascensão de Salazar ao poder.
Salazar promoveu um conjunto de ações econômicas que favorecia diretamente a grande burguesia lusitana.
Na condição de chefe de governo, Antônio Salazar impôs uma nova carta constitucional com traços
explicitamente inspirados nos princípios do fascismo italiano.
O novo documento estabeleceu a censura dos meios de comunicação, a proibição dos movimentos grevistas
e a criação de um sistema político unipartidário.
A partir de então, instalava-se uma das mais duradouras ditaduras criadas na Europa.
GUERRA CIVIL ESPANHOLA (1936 a 1939)
• Tinha-se assim dois grupos com projetos muito distintos dividindo a sociedade
espanhola:
• de um lado os Nacionalistas, formada por monarquistas que queriam o retorno do rei Alfonso XIII,
proprietários de terras, Exército e Igreja Católica;
• do outro lado, trabalhadores urbanos e camponeses, organizações sindicais e diferentes grupos
políticos de esquerda formavam o grupo dos Republicanos.
A Espanha da década de 1930 passava por dificuldades
econômicas decorrentes da Crise de 1929 e de disputas políticas
internas.
Em 1936, a Frente Popular, ligada ao Partido Republicano e a
grupos comunistas, socialistas e anarquistas, ganhou as eleições.
Essa vitória instalou medo nos setores conservadores da sociedade
espanhola, que viam na mesma uma ameaça de revolução socialista.
GUERRA CIVIL ESPANHOLA (1936 a
1939)
• É de se destacar ainda a participação da Falange
Espanhola ao lado dos Nacionalistas.
• Tal grupo tinha ideais fascistas e desejava instalar na Espanha um
Estado aos moldes da Itália de Mussolini.
• As reformas sociais prometidas pela Frente Popular
demoravam a acontecer e a população que a apoiara,
impaciente, começou a se organizar em milícias a fim de
coletivizar terras e fábricas.
• Em 1936, o golpe de Estado dos Nacionalistas fracassou,
mas tinha início a Guerra Civil espanhola...
• que só terminaria em 1939 com a vitória dos Nacionalistas e a instalação
da ditadura franquista, que durou até a morte do general em 1975.
GUERRA CIVIL ESPANHOLA (1936 a 1939)
• a Guerra Civil espanhola é compreendida como um prelúdio à Segunda Guerra
Mundial, pois as potências nazifascistas aproveitaram-se do conflito para testar
seu poder bélico. Os mais famosos dos experimentos feitos pelos nazistas é o
bombardeio e destruição da cidade de Guernica, retratado pelo pintor Pablo
Picasso e sua mais famosa obra.
Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup
BLOG: profhistdaniel.blogspot.com
@danielbronstrup
facebook.com/daniel.alvesbronstrup

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide nazismo
Slide nazismoSlide nazismo
Slide nazismo
Isabel Aguiar
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
Maria Gomes
 
O segundo governo vargas
O segundo governo vargasO segundo governo vargas
O segundo governo vargas
Edenilson Morais
 
Fascismo
FascismoFascismo
Fascismo
Maria Gomes
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
Douglas Barraqui
 
Revolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdfRevolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdf
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Douglas Barraqui
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Douglas Barraqui
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Valéria Shoujofan
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Fatima Freitas
 
Governos Totalitários (nazismo e fascismo)
Governos Totalitários (nazismo e fascismo)Governos Totalitários (nazismo e fascismo)
Governos Totalitários (nazismo e fascismo)
patriciacaralo
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
Rodrigo Luiz
 
crise de 1929 e a grande depressão
  crise de 1929 e a grande depressão  crise de 1929 e a grande depressão
crise de 1929 e a grande depressão
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Período entre guerras
Período entre guerrasPeríodo entre guerras
Período entre guerras
Pedro Neves
 
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
Daniel Alves Bronstrup
 
Ditadura militar brasileira 1964 1985
Ditadura militar brasileira 1964   1985Ditadura militar brasileira 1964   1985
Ditadura militar brasileira 1964 1985
Ócio do Ofício
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
Isaquel Silva
 
2ª guerra mundial (1939 45)
2ª guerra mundial (1939 45)2ª guerra mundial (1939 45)
2ª guerra mundial (1939 45)
Ferdinando Scappa
 
PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917
josafaslima
 
Ideologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xixIdeologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xix
Privada
 

Mais procurados (20)

Slide nazismo
Slide nazismoSlide nazismo
Slide nazismo
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
O segundo governo vargas
O segundo governo vargasO segundo governo vargas
O segundo governo vargas
 
Fascismo
FascismoFascismo
Fascismo
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdfRevolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdf
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Governos Totalitários (nazismo e fascismo)
Governos Totalitários (nazismo e fascismo)Governos Totalitários (nazismo e fascismo)
Governos Totalitários (nazismo e fascismo)
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
 
crise de 1929 e a grande depressão
  crise de 1929 e a grande depressão  crise de 1929 e a grande depressão
crise de 1929 e a grande depressão
 
Período entre guerras
Período entre guerrasPeríodo entre guerras
Período entre guerras
 
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
 
Ditadura militar brasileira 1964 1985
Ditadura militar brasileira 1964   1985Ditadura militar brasileira 1964   1985
Ditadura militar brasileira 1964 1985
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
 
2ª guerra mundial (1939 45)
2ª guerra mundial (1939 45)2ª guerra mundial (1939 45)
2ª guerra mundial (1939 45)
 
PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917
 
Ideologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xixIdeologias políticas do século xix
Ideologias políticas do século xix
 

Destaque

3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
Daniel Alves Bronstrup
 
1° ano - Bizantinos
1° ano - Bizantinos1° ano - Bizantinos
1° ano - Bizantinos
Daniel Alves Bronstrup
 
1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo
1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo
1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo
Daniel Alves Bronstrup
 
1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe 1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe
Daniel Alves Bronstrup
 
1° ano - Idade Média Ocidental
1° ano  - Idade Média Ocidental1° ano  - Idade Média Ocidental
1° ano - Idade Média Ocidental
Daniel Alves Bronstrup
 
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
Daniel Alves Bronstrup
 
2° ano Primeiro Reinado e Regências
2° ano   Primeiro Reinado e Regências2° ano   Primeiro Reinado e Regências
2° ano Primeiro Reinado e Regências
Daniel Alves Bronstrup
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 

Destaque (9)

3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)3º ano   segunda guerra mundial (1939 – 1945)
3º ano segunda guerra mundial (1939 – 1945)
 
1° ano - Bizantinos
1° ano - Bizantinos1° ano - Bizantinos
1° ano - Bizantinos
 
1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo
1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo
1º ano - Expansão Marítima Européia e Absolutismo
 
1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe 1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe
 
1° ano - Idade Média Ocidental
1° ano  - Idade Média Ocidental1° ano  - Idade Média Ocidental
1° ano - Idade Média Ocidental
 
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
2° ano Primeiro Reinado e Regências
2° ano   Primeiro Reinado e Regências2° ano   Primeiro Reinado e Regências
2° ano Primeiro Reinado e Regências
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
 

Semelhante a 3ºano slide - da crise à guerra

21a
21a21a
21a
21a21a
Crise de 29 e nazifascismo
Crise de 29 e nazifascismoCrise de 29 e nazifascismo
Crise de 29 e nazifascismo
SENAI/SC
 
O nazifascimo
O nazifascimoO nazifascimo
O nazifascimo
Marcelo Ferreira Boia
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
Nelia Salles Nantes
 
O nazi fascismo
O nazi fascismo O nazi fascismo
O nazi fascismo
Marcelo Ferreira Boia
 
O nazi fascismo
O nazi fascismo O nazi fascismo
O nazi fascismo
Marcelo Ferreira Boia
 
1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
Pelo Siro
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
Nelia Salles Nantes
 
A GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptx
A GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptxA GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptx
A GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptx
profcarlitto
 
Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930
Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930
Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930
Michel Vieira
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Isaquel Silva
 
Ascensão do nazi fascismo
Ascensão do nazi fascismoAscensão do nazi fascismo
Ascensão do nazi fascismo
harlissoncarvalho
 
Ascensão do nazi fascismo na Europa,
Ascensão do nazi fascismo na Europa,Ascensão do nazi fascismo na Europa,
Ascensão do nazi fascismo na Europa,
harlissoncarvalho
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017
fernandacarolinestang
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
Rui Neto
 
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Braulio Santos Pereira
 
Entreguerras
EntreguerrasEntreguerras
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo

Semelhante a 3ºano slide - da crise à guerra (20)

21a
21a21a
21a
 
21a
21a21a
21a
 
Crise de 29 e nazifascismo
Crise de 29 e nazifascismoCrise de 29 e nazifascismo
Crise de 29 e nazifascismo
 
O nazifascimo
O nazifascimoO nazifascimo
O nazifascimo
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
 
O nazi fascismo
O nazi fascismo O nazi fascismo
O nazi fascismo
 
O nazi fascismo
O nazi fascismo O nazi fascismo
O nazi fascismo
 
1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
 
A GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptx
A GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptxA GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptx
A GRANDE DEPRESSÃO 9 ANOOOOOOOOOOOO.pptx
 
Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930
Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930
Crise e totalitarismo nos anos 1920 e 1930
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Ascensão do nazi fascismo
Ascensão do nazi fascismoAscensão do nazi fascismo
Ascensão do nazi fascismo
 
Ascensão do nazi fascismo na Europa,
Ascensão do nazi fascismo na Europa,Ascensão do nazi fascismo na Europa,
Ascensão do nazi fascismo na Europa,
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
 
Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
 
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
 
Entreguerras
EntreguerrasEntreguerras
Entreguerras
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
Daniel Alves Bronstrup
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
Daniel Alves Bronstrup
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
Daniel Alves Bronstrup
 
2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
Daniel Alves Bronstrup
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup (20)

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
 
2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
 
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
 

Último

Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 

Último (20)

Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 

3ºano slide - da crise à guerra

  • 1. DA CRISE À GUERRA FASCISMO, NAZISMO, CRISE DE 1929 E ANTECEDENTES DA GUERRA APOSTILA - 5B - AULA 09 E AULA 10 3ão
  • 2. FASCISMO NA ITÁLIA • APÓS A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL, A ITÁLIA SE ACHOU PREJUDICADA: • Não recebeu indenizações; • Não recebeu territórios que desejava; • Parque industrial destruído; • Desemprego... • Insatisfação dos operários e dos camponeses resultavam em greves e rebeliões pelo país. • Grupos de esquerda = Partido Socialista e Partido Popular = promoviam agitações políticas. • A elite (burguesia) temia pelo socialismo - “bolchevização da Itália”
  • 3. Fascismo... • Foi a opção para os capitalistas italianos. • BENITO MUSSOLINI • Ex-combatente da Primeira Guerra Mundial. • Em 1919 fundou uma organização paramilitar chamada Fascio di Combattimento (Esquadrão da Ação). • Composto pelos “Camisas Negras”, pregavam o nacionalismo e o ódio aos comunistas. • Em 1921 o movimento transformou-se no Partido Nacional Fascista.
  • 4. Principais características do Partido Fascista... • Rejeição da filosofia liberal; • Nacionalismo exacerbado; • Expansionismo; • Racismo – mais leve do que no nazismo; • Submissão de todos ao Estado; • Unipartidarismo; • Culto ao chefe (o Duce); • Hierarquização da sociedade.
  • 5. O partido Fascista cresceu com o apoio... • de grandes capitalistas, pois defendia a ordem, a lei, a tradição e os próprio valores burgueses. • Além das forças armadas, de setores da Igreja Católica e a fraqueza do Rei. • Em 1922, os fascistas realizaram a “Marcha sobre Roma” • 50 mil fascistas nas ruas de Roma exigiam a participação no poder. • O Rei Vitor Emanuel III nomeou Mussolini como Primeiro Ministro. • CONTRA O TOTALITARISMO FASCISTA... Levantou-se os deputado socialista Giacomo Matteotti, que acabou sendo assassinado em 1924.
  • 6. No poder... • Perseguições aos inimigos e controle dos jornais; • Em 1926 Mussolini sofre um atentado... • Dissolveu partidos políticos, instituiu pena de morte, determinou que ser contra o Fascismo era ser contra o Estado. • Carta del Lavoro estabeleceu o corporativismo; • Trabalhadores tiveram a carga horária aumentada para 9h diárias, salários congelados, auto investimento no exército e utilização da propaganda pelo Rádio, que enaltecia seus feitos! • 1929 = TRATADO DE LATRÃO – Papa Pio XI criou o Estado do Vaticano, • além de receber indenização pelo território pontifícios e educação da religião católica foi obrigatória nas escolas. • Albânia foi transformada em protetorado (1925) e Etiópia foi ocupada (1935)
  • 8. REPÚBLICA DE WEIMAR (1919 A 1939)... • Com a derrota na Primeira Guerra Mundial, o Kaiser Guilherme II abdicou. • A República passou a ser chefiada por um social-democrata Friedrich Ebert e Assembleia passou a se reunir na pequena cidade de Weimar [República de Weimar]. • Nova constituição Alemã: Pluripartidarismo / Voto Feminino / Liberdade de imprensa. • Os comunistas estavam cada vez mais fortes, objetivavam transformar a Alemanha numa República de Sovietes. • Em 1923 a Alemanha mergulhou na hiperinflação (1 Dólar chegou a valer 1 Bilhão de marcos). • Situação foi estabilizada com o Plano Dawes (de Charles Dawes) e representantes de grandes potências. • Houve um grande desenvolvimento cultural (ex. Einstein na física, Bertold Brecht no Teatro, Fritz Lang no Cinema...
  • 9. O NAZISMO... • Em 1919 - Hitler e mais seis companheiros fundaram o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. • Em 1923 Hitler é preso, acusado de tentativa de golpe. • Na prisão escreveu o livro (Mein Kampf – Minha Luta) • Diretrizes ideológicas do partido. • Aprofundou sua teoria racial. • PROGRAMA DO PARTIDO NAZISTA: • Desprezo pela democracia liberal; • Ódio ao marxismo; • Antissemita; • Nacionalista; • Militarista e expansionista – Espaço Vital (Lebensraum); • Culto ao Líder – Fuhrer (chefe).
  • 10. Tomada do poder... • Nas eleições presidenciais de 1932, Hitler fica em segundo lugar, perdendo para Paul Von Hindenburg, que o convida para ser Chanceler (1º ministro). • Em 1933, nas eleições parlamentares, o partido Nazista obteve maioria das cadeiras no parlamento. • Em 1934, com a morte de Hindenburg, Hitler assume o poder.
  • 11. No poder... • GOVERNO AUTORITÁRIO; • III Reich – 3º Império Alemão. • Tropa de Elite da Repressão: • “SS” (Schutzstaffel) – era a tropa de proteção . • “Gestapo” – Polícia Política Secreta. • Comoção das massas: • Paradas militares, propaganda política e violenta repressão aos opositores. • Hitler era visto como o líder forte, capaz de retomar o status de potência da Alemanha. • TRATADO DE VERSALHES = era visto como uma humilhação, aumentando o sentimento de revanche contra as potências (mobilizando as massas para um novo confronto).
  • 12. RASCISMO... Defendiam a superioridade da raça “Ariana”. • Defendiam a dizimação dos judeus e o controle dos outros povos, vistos como “vassalos”. • Perseguiam também: comunistas, ciganos, negros, homossexuais, testemunhas de Jeová, latinos... • LEIS DE NUREMBERG • Determinava que os judeus eram proibidos: de frequentar lugares públicos (escolas, teatros, cinemas), morar ou transitar em certos bairros, se casar com alemães, se vestir com as cores da bandeira alemã e proibição de exercício de algumas profissões. • Instituição da exclusão social e econômica dos judeus. • Inicialmente surgiram os guetos (bairros destinados aos judeus), e mais tarde os campos de concentração.
  • 14. [os loucos] Anos 1920... • SÉCULO XX -> foi de euforia para os EUA, com o grande crescimento econômico. • Reconstrução europeia no pós-guerra; • Exportações; • Grande investimento na bolsa de valores – participação nos resultados das empresas - especulação financeira. • O CAPITALISMO LIBERAL ATINGIA SEU ÁPICE! • NA SOCIEDADE... Alterações do cotidiano da mulher : • Busca por mais igualdade entre ambos homens e mulheres; • Mulheres passam a ter uma profissão à parte dos homens e um salário; • Conquistam o direito ao voto (nos EUA, em 1919); • Possuem a ter mais liberdades: podiam fumar, frequentar universidades, ir a clubes noturnos, andar sozinhas na rua, dar passeios de bicicleta e praticar esportes.
  • 16. A CRISE DE 1929... A SUPERPRODUÇÃO!! • Nações europeias começam a reorganizar suas economias, restringindo importações. • As indústrias europeias passaram a produzir novamente o que resultou na superprodução para as indústrias dos EUA. • A Crise Industrial resultou na desvalorização das ações, aumentou a procura pela venda das ações. • Falência das indústrias e desemprego em massa. 24 de outubro de 1929 – A QUINTA-FEIRA NEGRA • É considerado a quebra da Bolsa de Valores de Nova York - crack. • Depressão econômica se espalha para vários cantos do mundo, principalmente Europa e América Latina.
  • 17. Pessoas em busca de alimentos. Ao fundo um gigantesco cartaz que destacava o consumismo e o chamado "estilo americano de vida".
  • 18. 1933 – NEW DEAL: O PLANO ECONÔMICO • Apresentado pelo presidente Franklin Delano Roosevelt, o Estado passou a intervir na economia. • Objetivo: Recuperar a economia dos EUA. • Intervenção estatal: • Controle sobre bancos e instituições financeiras; • Lei para impedir a superprodução e a concorrência excessiva (National Recovery Administration); • Lei de recuperação industrial (National Industrial Recovery Act); • Construção de obras de infraestrutura para a geração de empregos e o consequente aumento do mercado consumidor; • Subsídios agrícolas para os pequenos produtores (Agricultural Adjustment Act) ; • Criação da previdência social (garantia a idosos, desempregados e inválidos); • Controle da corrupção no governo.
  • 19. Salazarismo Português Com a Primeira Guerra e a crise de 1929. A situação calamitosa da população trabalhadora acabou instaurando um cenário politicamente instável aproveitado pelos militares, que realizaram um golpe de Estado em 1926. Esse golpe resultou em uma das mais duradouras ditaduras da Europa, o Salazarismo, iniciado em 1932 com a ascensão de Salazar ao poder. Salazar promoveu um conjunto de ações econômicas que favorecia diretamente a grande burguesia lusitana. Na condição de chefe de governo, Antônio Salazar impôs uma nova carta constitucional com traços explicitamente inspirados nos princípios do fascismo italiano. O novo documento estabeleceu a censura dos meios de comunicação, a proibição dos movimentos grevistas e a criação de um sistema político unipartidário. A partir de então, instalava-se uma das mais duradouras ditaduras criadas na Europa.
  • 20. GUERRA CIVIL ESPANHOLA (1936 a 1939) • Tinha-se assim dois grupos com projetos muito distintos dividindo a sociedade espanhola: • de um lado os Nacionalistas, formada por monarquistas que queriam o retorno do rei Alfonso XIII, proprietários de terras, Exército e Igreja Católica; • do outro lado, trabalhadores urbanos e camponeses, organizações sindicais e diferentes grupos políticos de esquerda formavam o grupo dos Republicanos. A Espanha da década de 1930 passava por dificuldades econômicas decorrentes da Crise de 1929 e de disputas políticas internas. Em 1936, a Frente Popular, ligada ao Partido Republicano e a grupos comunistas, socialistas e anarquistas, ganhou as eleições. Essa vitória instalou medo nos setores conservadores da sociedade espanhola, que viam na mesma uma ameaça de revolução socialista.
  • 21. GUERRA CIVIL ESPANHOLA (1936 a 1939) • É de se destacar ainda a participação da Falange Espanhola ao lado dos Nacionalistas. • Tal grupo tinha ideais fascistas e desejava instalar na Espanha um Estado aos moldes da Itália de Mussolini. • As reformas sociais prometidas pela Frente Popular demoravam a acontecer e a população que a apoiara, impaciente, começou a se organizar em milícias a fim de coletivizar terras e fábricas. • Em 1936, o golpe de Estado dos Nacionalistas fracassou, mas tinha início a Guerra Civil espanhola... • que só terminaria em 1939 com a vitória dos Nacionalistas e a instalação da ditadura franquista, que durou até a morte do general em 1975.
  • 22. GUERRA CIVIL ESPANHOLA (1936 a 1939) • a Guerra Civil espanhola é compreendida como um prelúdio à Segunda Guerra Mundial, pois as potências nazifascistas aproveitaram-se do conflito para testar seu poder bélico. Os mais famosos dos experimentos feitos pelos nazistas é o bombardeio e destruição da cidade de Guernica, retratado pelo pintor Pablo Picasso e sua mais famosa obra.
  • 23. Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup BLOG: profhistdaniel.blogspot.com @danielbronstrup facebook.com/daniel.alvesbronstrup