SlideShare uma empresa Scribd logo
DESENVOLVIMENTO
INFANTIL
Prof. Auxiliar:
Marina Zanella Delatorre
Doutoranda no Programa de
Pós-Graduação em Psicologia
O que é infância?
• Período de vida que vai do nascimento à
adolescência, extremamente dinâmico e
rico, no qual o desenvolvimento se faz,
concomitantemente, em todos os
domínios.
(Novo Aurélio)
Fases da Infância
• Primeira infância: 0 a 3 anos
• Segunda infância: idade pré-escolar (3 a 6 anos)
• Terceira infância: idade escolar (6 a 12 anos)
PRIMEIRA INFÂNCIA
0 – 3 Anos
Desenvolvimento Físico
• Escala Apgar (0-10): 1 e 5 minutos após o
parto, são avaliados: aparência (cor),
frequência cardíaca, expressão facial,
tônus muscular e respiração
• 7 a 10: boa ou excelente condição
• 4 a 7: tratamento de salvamento imediato
• 0 a 3: problemas neurológicos
O Apgar pode ser afetado pela medicação
recebida pela mãe, condições
neurológicas, cardiorrespiratórias ou
prematuridade.
Caso o tratamento
seja bem sucedido
e o escore
aumente, danos a
longo prazo são
improváveis.
Desenvolvimento Físico
• Reflexos: reações físicas involuntárias
desencadeadas por um estímulo específico
• Reflexos adaptativos: auxiliam o bebê a sobreviver (sugar,
engolir)
• Reflexos primitivos: controlados por partes primitivas do
cérebro, a maioria desaparece dos 6 meses a 1 ano
• Alguns reflexos permanecem na vida adulta. Ex.: piscar,
bocejar, tremer, reflexo pupilar.
Atividade reflexa no primeiro ano
Reflexo de Moro
Reflexo de Babinski
SucçãoMarcha Reflexa Sucção
Preensão palmar e plantar
Desenvolvimento Físico
• Engatinhar
• Influência no desenvolvimento cognitivo: nova visão de
mundo
• Primórdios da autonomia: senso de domínio,
autoconfiança e autoestima
• Referencial social: reconhecer situações seguras ou
perigosas
Desenvolvimento Cognitivo
• Piaget: desenvolvimento como adaptação ao meio
físico
• Assimilação: classificar novos eventos em esquemas
existentes
• Acomodação: modificação dos esquemas existentes
para incorporar novos objetos ou estímulos
Desenvolvimento Cognitivo
• Estágio Sensório-Motor (Piaget)
• Os bebês aprendem sobre si mesmos e sobre o ambiente
por meio do desenvolvimento sensorial e motor
• Aumento progressivo do interesse pelo ambiente,
repetição de ações com resultados interessantes,
orientação a metas, curiosidade e experimentação,
tentativa e erro
• Essas aquisições dependem da maturação neurológica,
fatores hereditários e fatores ambientais
Desenvolvimento Cognitivo
• Estágio Sensório-Motor (Piaget)
• Controle progressivo sobre reflexos inatos
• Repetição de sensações corporais agradáveis,
primeiramente obtidas por acaso
• Manipulação de objetos, interesse em aprender suas
propriedades
• Início do comportamento intencional (± 8 a 12 meses):
generalização a partir de experiências passadas, para
resolver problemas
• Noção de permanência de objeto (final do período)
Desenvolvimento da Linguagem
• Percepção dos sons da fala: aos 6 meses começa a
relacionar o som aos significados e dos 6 aos 12 meses
discrimina os sons básicos da língua e começa a
conhecer suas regras
• Dos 6 aos 10 meses balbucia sílabas e dos 9 aos 12
meses utiliza gestos para se comunicar
• Dos 10 aos 18 meses, diz palavras isoladas; aprende
muitas palavras novas dos 16 aos 24 meses, expandido
rapidamente o vocabulário
• Salto na compreensão dos 20 aos 22 meses
Desenvolvimento Emocional
• Funções das emoções para o ser humano:
– Comunicar aos outros uma condição interna e provocar
uma resposta
– Orientar e regular o comportamento (medo, surpresa)
– Promover a exploração do ambiente (interesse, excitação)
Desenvolvimento Emocional
• Choro – uma das principais formas de comunicação do
bebê
• Resposta ao choro: atender prontamente toda vez que o
bebê chora faz com que ele se torne mimado?
Desenvolvimento Emocional
• Teoria do Desenvolvimento Psicossexual - Freud
– Fase oral (até ± 18 meses)
• Principal fonte de prazer e exploração do mundo pelo
bebê envolve a boca – atividades como sugar e
alimentar-se
– Fase anal (18 meses até 3 anos)
• Prazer ligado à função excretora e ao controle dos
esfíncteres
• Rigidez, controle
• Abandono das fraldas é um marco importante
Desenvolvimento Emocional
• Estilos de Apego – Bowlby
– Vínculo emocional recíproco e duradouro entre um
bebê e um cuidador, ambos contribuindo para a
qualidade do relacionamento
• Apego seguro
• Apego evitativo
• Apego ambivalente
• Apego desorganizado
Desenvolvimento Emocional
• Confiança básica versus desconfiança básica (± até 18
meses) – Erik Erikson
– Sentimento do quão confiáveis são as pessoas e os objetos
em seu ambiente (permite formar relacionamentos íntimos)
– Desconfiança: mundo hostil e imprevisível (proteção)
• Autonomia versus vergonha e dúvida (± 18 meses aos
3 anos)
– Mudança do controle externo para o autocontrole – fase do
“não”
– Abandono das fraldas e aquisição da linguagem: autonomia
e autocontrole
– Vergonha e dúvida: reconhecer o que ainda não está
pronta para fazer e obedecer regras
SEGUNDA INFÂNCIA
3 – 6 Anos
Desenvolvimento Físico
• Avanço nas habilidades motoras gerais, que envolvem
grandes músculos (correr, pular, escalar) e melhor
coordenação entre o que a criança quer e o que sabe fazer
• Melhor desempenho em brincadeiras não estruturadas do
que em esportes organizados
• Habilidades motoras refinadas: maior responsabilidade
com cuidados pessoais
– abotoar roupas, vestir-se, comer com talheres, utilizar o
banheiro
– desenhar figuras, circulos, letras grosseiras
Desenvolvimento Cognitivo
• Estágio Pré-Operacional - Piaget
• Função simbólica: capacidade de usar símbolos ou
representações mentais (palavras, números, imagens) para
atribuição de significados
– Brincadeiras de faz de conta
– Desenvolvimento da linguagem → sistema comum de
símbolos
• Compreensão de identidades: ideia de que as pessoas e
coisas são as mesmas, ainda que mudem de forma,
tamanho ou aparência
– Emergência do autoconceito
Desenvolvimento Cognitivo
• Números: aos 3 e 4 anos, conseguem comparar
quantidades e, aos 5, conseguem contar até 20
• Centração: atenção a um aspecto de uma situação,
negligenciando os demais
• Irreversibidade
– Ex.: conservação de líquidos
• Egocentrismo: a criança pensa que todos pensam,
percebem e sentem da mesma maneira que elas
– Teoria da Mente: final do período
Desenvolvimento Cognitivo
• Compreensão de causa e efeito
– Noção básica principalmente para objetos físicos e familiares
– Crença de que todas as relações de causalidade são
igualmente previsíveis
• Fantasia e realidade
– Começa a distinguir por volta dos 3 anos
• Linguagem
– Formação de palavras e frases cada vez mais sofisticadas
– Sequências narrativas
– Maior competência na fala social/ pragmática
– Fala privada: experiência social, autorregulação
Desenvolvimento Emocional
• São capazes de falar sobre os próprios sentimentos,
reconhecer os dos outros e compreendem sua relação com
experiências e desejos
• Autoconceito: a imagem que temos de nós mesmos em
termos descritivos e avaliativos
− Determina como nos sentimos e orienta nossas ações
− Nessa fase, a criança se descreve e avalia em termos concretos e
observáveis, como características e habilidades
• Importância do brincar
– Função social, descarga de energia, representação simbólica
• Agressividade instrumental: centrada no objetivo
– Desenvolvimento gradual do autocontrole
e expressão verbal
Desenvolvimento Emocional
• Fase Fálica (3 a 6 anos) – Freud
• Complexo de Édipo:
• A criança se torna apegada ao genitor do sexo oposto e tem
impulsos agressivos pelo genitor do mesmo sexo
• Reconhecimento da diferença entre os órgãos genitais de
meninos e meninas
• Ao final da fase, a ansiedade se resolve pela identificação
da criança com o genitor do mesmo sexo
• Surgimento do superego
Desenvolvimento Emocional
• Iniciativa versus culpa – Erikson
– Crescente sentido de propósito: a criança planeja e
realiza atividades as quais quer fazer
– Culpa, desaprovação social
– Desejo de fazer X desejo de aprovação social
– Aprender a regular esses impulsos opostos, na habilidade
de imaginar e perseguir metas sem ser indevidamente
inibida pela culpa ou medo de punição
Estilos Parentais
• Autoritário: valorização do controle e da obediência sem
questionamento, uso de castigos. Pais tendem a ser menos afetuosos.
• Indulgente/Permissivo: valorizam a auto expressão e a autor
regulação, fazem poucas exigências e permitem que as crianças
monitorem o máximo possível suas próprias atividades. São bastante
afetuosos e pouco exigentes
• Negligente/Ausente: concentram-se mais nas próprias necessidades
do que nas da criança. Pouca responsabilização pela criança, apenas a
satisfação das suas necessidades básicas é mantida.
• Autorizante: respeitam a individualidade, mas também enfatizam
valores sociais. Orientam as crianças, mas respeitam suas opiniões e
personalidades. São afetuosos, mas exigem
bom comportamento.
TERCEIRA INFÂNCIA
6 – 12 Anos
Desenvolvimento Físico
• Avanço nas habilidades motoras como força, capacidade
de preensão, arremesso
• Brincadeiras mais agressivas e competitivas, como lutas ou
perseguição
• Participação em esportes e brincadeiras organizadas e
com regras (ex. amarelinha, esportes)
Desenvolvimento Cognitivo
• Estágio Operacional Concreto – Piaget
• Aperfeiçoamento da noção de causa e efeito
• Raciocínio indutivo:
– Observações específicas → conclusão sobre uma classe geral
• Raciocínio dedutivo:
– Premissa geral → conclusão sobre membro(s) de uma classe
• Conservação: princípios da identidade, reversibilidade
• Pensamento descentrado
• Capacidade de somar, diminuir, resolver problemas
matemáticos em histórias
Desenvolvimento Cognitivo
• Desenvolvimento da Linguagem
• Aprendizado da relação entre contexto e significado,
comparações, metáforas
• Maior desenvolvimento da linguagem pragmática
– Diferenças na comunicação com adultos ou pares,
reconhecimento da autoridade
• Aperfeiçoamento da leitura e escrita
– Reconhecimento rápido e automático → concentração no
significado, busca de conexões
– Inversão do processo: transformar a fala em palavra escrita
Desenvolvimento Emocional
• Fase da Latência – Freud
– Época mais calma
– Foco na aprendizagem, como a atividade escolar, ou outras
habilidades necessárias no contexto social da criança
Desenvolvimento Emocional
• Produtividade versus Inferioridade - Erikson
– As crianças têm capacidade para o trabalho produtivo
– Comparação com outras crianças – caso se sintam incapazes,
tendem a retornar para a família
– Apoio social, valorização: importante para a autoestima
• Melhor controle da expressão emocional e das emoções
negativas
• Relação com os pais
– Transição da co-regulação do comportamento: pais e filhos,
cada vez mais, dividem o poder
SEGUNDA INFÂNCIA TERCEIRA INFÂNCIA
Brincadeiras não estruturadas Brincadeiras organizadas,
esportes, competitividade
Pensamento egocêntrico,
centrado em si mesmo
Pensamento descentrado
Noção básica de causa e efeito Aperfeiçoamento da causa e
efeito, raciocínio
Palavras e frases mais
sofisticadas, sequências
narrativas
Comparações, metáforas, leitura
e escrita
Sentido de propósito,
planejamento de atividades
Produtividade
Maior dependência dos pais Menor dependência dos pais
Desenvolvimento e Ambiente
• Forte tendência autocorretiva: em um ambiente favorável, os
bebês/crianças seguem padrões de desenvolvimento normais, a
menos que tenham sofrido algum dano grave
• Pais que passam mais tempo com filhos, mais conversas, ambiente
lúdico → melhor desempenho escolar e de linguagem
• Mecanismos de proteção para o desenvolvimento:
• Incentivo à exploração
• Instrução em habilidades cognitivas e sociais
• Comemoração e reforço de novas realizações
• Orientação na prática e expansão de habilidades
• Proteção contra punição inadequada, provocação ou desaprovação por erros
ou consequências imprevistas da exploração
• Estimulação da linguagem e comunicação simbólica
• Solução: intervenção precoce!
Referências
PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento cognitivo nos três primeiros
anos. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano.
Porto Alegre: Artmed, 2006.
PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento psicossocial nos três
primeiros anos. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento
humano. Porto Alegre: Artmed, 2006.
PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento físico e cognitivo na segunda
infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano.
Porto Alegre: Artmed, 2006.
PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento psicossocial na segunda
infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano.
Porto Alegre: Artmed, 2006.
PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento físico e cognitivo na terceira
infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano.
Porto Alegre: Artmed, 2006.
PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento psicossocial na terceira
infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano.
Porto Alegre: Artmed, 2006.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Cícero Quarto
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Alinebrauna Brauna
 
Fatores que influenciam o Desenvolvimento Infantil
Fatores que influenciam o Desenvolvimento InfantilFatores que influenciam o Desenvolvimento Infantil
Henri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoriaHenri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoria
Thiago de Almeida
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
Carlos Caldas
 
Competencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escolaCompetencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escola
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
Thiago de Almeida
 
Desenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescênciaDesenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescência
psicologiaazambuja
 
O desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolar
O desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolarO desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolar
O desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolar
Wagner Luiz Garcia Teodoro
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
pibidsociais
 
Autismo aula power point
Autismo aula power pointAutismo aula power point
Autismo aula power point
Caminhos do Autismo
 
Transtornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoTranstornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimento
Caio Maximino
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
ruibraz
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
Rosemar Prota
 
Psicomotricidade
PsicomotricidadePsicomotricidade
Psicomotricidade
Instituto Consciência GO
 
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Débora Silveira
 
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
Editora Moderna
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
jacibraga
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Silvia Marina Anaruma
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
UNIME
 

Mais procurados (20)

Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Fatores que influenciam o Desenvolvimento Infantil
Fatores que influenciam o Desenvolvimento InfantilFatores que influenciam o Desenvolvimento Infantil
Fatores que influenciam o Desenvolvimento Infantil
 
Henri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoriaHenri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoria
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Competencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escolaCompetencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escola
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
 
Desenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescênciaDesenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescência
 
O desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolar
O desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolarO desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolar
O desenvolvimento infantil de 0 a 6 e a vida pré-escolar
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
 
Autismo aula power point
Autismo aula power pointAutismo aula power point
Autismo aula power point
 
Transtornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoTranstornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimento
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Psicomotricidade
PsicomotricidadePsicomotricidade
Psicomotricidade
 
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
 
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
 

Semelhante a Desenvolvimento infantil

DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOSDESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
Angella Barros
 
A criança em desenvolvimento 2013
A criança em desenvolvimento 2013A criança em desenvolvimento 2013
A criança em desenvolvimento 2013
Ana Lúcia Pereira
 
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na AdolescênciaDesenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Psicologia_2015
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Futuros Medicos
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
UFMA e UEMA
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
Euzebio Raimundo da Silva
 
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva InfantilTerapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Marcelo da Rocha Carvalho
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
Euzebio Raimundo da Silva
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
Euzebio Raimundo da Silva
 
A crianca em desenvolvimento helen bee
A crianca em desenvolvimento   helen beeA crianca em desenvolvimento   helen bee
A crianca em desenvolvimento helen bee
Karina Regy
 
desenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdfdesenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdf
NancyNayra
 
Criança e pre adolecentes
Criança e pre adolecentesCriança e pre adolecentes
Criança e pre adolecentes
claudinei1971
 
437
437437
Etapas do desenvolvimento
Etapas do desenvolvimentoEtapas do desenvolvimento
Etapas do desenvolvimento
inesfrancisca2916
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Rosane de Carvalho
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Rosane de Carvalho
 
Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces
Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces
Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces
Isabella Paiva Pereira
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Flavio Salomao-Miranda
 
Drorlandacruz
DrorlandacruzDrorlandacruz
Drorlandacruz
Isabel Ramos
 
Tabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento HumanoTabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento Humano
nathalianishimuta
 

Semelhante a Desenvolvimento infantil (20)

DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOSDESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
 
A criança em desenvolvimento 2013
A criança em desenvolvimento 2013A criança em desenvolvimento 2013
A criança em desenvolvimento 2013
 
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na AdolescênciaDesenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
 
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva InfantilTerapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
 
A crianca em desenvolvimento helen bee
A crianca em desenvolvimento   helen beeA crianca em desenvolvimento   helen bee
A crianca em desenvolvimento helen bee
 
desenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdfdesenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdf
 
Criança e pre adolecentes
Criança e pre adolecentesCriança e pre adolecentes
Criança e pre adolecentes
 
437
437437
437
 
Etapas do desenvolvimento
Etapas do desenvolvimentoEtapas do desenvolvimento
Etapas do desenvolvimento
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
 
Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces
Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces
Desenvolvimento Humano na 1ª Infância e Transtornos Neuropsicológicos Precoces
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
 
Drorlandacruz
DrorlandacruzDrorlandacruz
Drorlandacruz
 
Tabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento HumanoTabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento Humano
 

Último

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 

Desenvolvimento infantil

  • 1. DESENVOLVIMENTO INFANTIL Prof. Auxiliar: Marina Zanella Delatorre Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Psicologia
  • 2. O que é infância? • Período de vida que vai do nascimento à adolescência, extremamente dinâmico e rico, no qual o desenvolvimento se faz, concomitantemente, em todos os domínios. (Novo Aurélio)
  • 3. Fases da Infância • Primeira infância: 0 a 3 anos • Segunda infância: idade pré-escolar (3 a 6 anos) • Terceira infância: idade escolar (6 a 12 anos)
  • 5. Desenvolvimento Físico • Escala Apgar (0-10): 1 e 5 minutos após o parto, são avaliados: aparência (cor), frequência cardíaca, expressão facial, tônus muscular e respiração • 7 a 10: boa ou excelente condição • 4 a 7: tratamento de salvamento imediato • 0 a 3: problemas neurológicos O Apgar pode ser afetado pela medicação recebida pela mãe, condições neurológicas, cardiorrespiratórias ou prematuridade. Caso o tratamento seja bem sucedido e o escore aumente, danos a longo prazo são improváveis.
  • 6. Desenvolvimento Físico • Reflexos: reações físicas involuntárias desencadeadas por um estímulo específico • Reflexos adaptativos: auxiliam o bebê a sobreviver (sugar, engolir) • Reflexos primitivos: controlados por partes primitivas do cérebro, a maioria desaparece dos 6 meses a 1 ano • Alguns reflexos permanecem na vida adulta. Ex.: piscar, bocejar, tremer, reflexo pupilar.
  • 7. Atividade reflexa no primeiro ano Reflexo de Moro Reflexo de Babinski SucçãoMarcha Reflexa Sucção Preensão palmar e plantar
  • 8. Desenvolvimento Físico • Engatinhar • Influência no desenvolvimento cognitivo: nova visão de mundo • Primórdios da autonomia: senso de domínio, autoconfiança e autoestima • Referencial social: reconhecer situações seguras ou perigosas
  • 9. Desenvolvimento Cognitivo • Piaget: desenvolvimento como adaptação ao meio físico • Assimilação: classificar novos eventos em esquemas existentes • Acomodação: modificação dos esquemas existentes para incorporar novos objetos ou estímulos
  • 10. Desenvolvimento Cognitivo • Estágio Sensório-Motor (Piaget) • Os bebês aprendem sobre si mesmos e sobre o ambiente por meio do desenvolvimento sensorial e motor • Aumento progressivo do interesse pelo ambiente, repetição de ações com resultados interessantes, orientação a metas, curiosidade e experimentação, tentativa e erro • Essas aquisições dependem da maturação neurológica, fatores hereditários e fatores ambientais
  • 11. Desenvolvimento Cognitivo • Estágio Sensório-Motor (Piaget) • Controle progressivo sobre reflexos inatos • Repetição de sensações corporais agradáveis, primeiramente obtidas por acaso • Manipulação de objetos, interesse em aprender suas propriedades • Início do comportamento intencional (± 8 a 12 meses): generalização a partir de experiências passadas, para resolver problemas • Noção de permanência de objeto (final do período)
  • 12. Desenvolvimento da Linguagem • Percepção dos sons da fala: aos 6 meses começa a relacionar o som aos significados e dos 6 aos 12 meses discrimina os sons básicos da língua e começa a conhecer suas regras • Dos 6 aos 10 meses balbucia sílabas e dos 9 aos 12 meses utiliza gestos para se comunicar • Dos 10 aos 18 meses, diz palavras isoladas; aprende muitas palavras novas dos 16 aos 24 meses, expandido rapidamente o vocabulário • Salto na compreensão dos 20 aos 22 meses
  • 13. Desenvolvimento Emocional • Funções das emoções para o ser humano: – Comunicar aos outros uma condição interna e provocar uma resposta – Orientar e regular o comportamento (medo, surpresa) – Promover a exploração do ambiente (interesse, excitação)
  • 14. Desenvolvimento Emocional • Choro – uma das principais formas de comunicação do bebê • Resposta ao choro: atender prontamente toda vez que o bebê chora faz com que ele se torne mimado?
  • 15. Desenvolvimento Emocional • Teoria do Desenvolvimento Psicossexual - Freud – Fase oral (até ± 18 meses) • Principal fonte de prazer e exploração do mundo pelo bebê envolve a boca – atividades como sugar e alimentar-se – Fase anal (18 meses até 3 anos) • Prazer ligado à função excretora e ao controle dos esfíncteres • Rigidez, controle • Abandono das fraldas é um marco importante
  • 16. Desenvolvimento Emocional • Estilos de Apego – Bowlby – Vínculo emocional recíproco e duradouro entre um bebê e um cuidador, ambos contribuindo para a qualidade do relacionamento • Apego seguro • Apego evitativo • Apego ambivalente • Apego desorganizado
  • 17. Desenvolvimento Emocional • Confiança básica versus desconfiança básica (± até 18 meses) – Erik Erikson – Sentimento do quão confiáveis são as pessoas e os objetos em seu ambiente (permite formar relacionamentos íntimos) – Desconfiança: mundo hostil e imprevisível (proteção) • Autonomia versus vergonha e dúvida (± 18 meses aos 3 anos) – Mudança do controle externo para o autocontrole – fase do “não” – Abandono das fraldas e aquisição da linguagem: autonomia e autocontrole – Vergonha e dúvida: reconhecer o que ainda não está pronta para fazer e obedecer regras
  • 19. Desenvolvimento Físico • Avanço nas habilidades motoras gerais, que envolvem grandes músculos (correr, pular, escalar) e melhor coordenação entre o que a criança quer e o que sabe fazer • Melhor desempenho em brincadeiras não estruturadas do que em esportes organizados • Habilidades motoras refinadas: maior responsabilidade com cuidados pessoais – abotoar roupas, vestir-se, comer com talheres, utilizar o banheiro – desenhar figuras, circulos, letras grosseiras
  • 20.
  • 21. Desenvolvimento Cognitivo • Estágio Pré-Operacional - Piaget • Função simbólica: capacidade de usar símbolos ou representações mentais (palavras, números, imagens) para atribuição de significados – Brincadeiras de faz de conta – Desenvolvimento da linguagem → sistema comum de símbolos • Compreensão de identidades: ideia de que as pessoas e coisas são as mesmas, ainda que mudem de forma, tamanho ou aparência – Emergência do autoconceito
  • 22. Desenvolvimento Cognitivo • Números: aos 3 e 4 anos, conseguem comparar quantidades e, aos 5, conseguem contar até 20 • Centração: atenção a um aspecto de uma situação, negligenciando os demais • Irreversibidade – Ex.: conservação de líquidos • Egocentrismo: a criança pensa que todos pensam, percebem e sentem da mesma maneira que elas – Teoria da Mente: final do período
  • 23. Desenvolvimento Cognitivo • Compreensão de causa e efeito – Noção básica principalmente para objetos físicos e familiares – Crença de que todas as relações de causalidade são igualmente previsíveis • Fantasia e realidade – Começa a distinguir por volta dos 3 anos • Linguagem – Formação de palavras e frases cada vez mais sofisticadas – Sequências narrativas – Maior competência na fala social/ pragmática – Fala privada: experiência social, autorregulação
  • 24. Desenvolvimento Emocional • São capazes de falar sobre os próprios sentimentos, reconhecer os dos outros e compreendem sua relação com experiências e desejos • Autoconceito: a imagem que temos de nós mesmos em termos descritivos e avaliativos − Determina como nos sentimos e orienta nossas ações − Nessa fase, a criança se descreve e avalia em termos concretos e observáveis, como características e habilidades • Importância do brincar – Função social, descarga de energia, representação simbólica • Agressividade instrumental: centrada no objetivo – Desenvolvimento gradual do autocontrole e expressão verbal
  • 25. Desenvolvimento Emocional • Fase Fálica (3 a 6 anos) – Freud • Complexo de Édipo: • A criança se torna apegada ao genitor do sexo oposto e tem impulsos agressivos pelo genitor do mesmo sexo • Reconhecimento da diferença entre os órgãos genitais de meninos e meninas • Ao final da fase, a ansiedade se resolve pela identificação da criança com o genitor do mesmo sexo • Surgimento do superego
  • 26. Desenvolvimento Emocional • Iniciativa versus culpa – Erikson – Crescente sentido de propósito: a criança planeja e realiza atividades as quais quer fazer – Culpa, desaprovação social – Desejo de fazer X desejo de aprovação social – Aprender a regular esses impulsos opostos, na habilidade de imaginar e perseguir metas sem ser indevidamente inibida pela culpa ou medo de punição
  • 27. Estilos Parentais • Autoritário: valorização do controle e da obediência sem questionamento, uso de castigos. Pais tendem a ser menos afetuosos. • Indulgente/Permissivo: valorizam a auto expressão e a autor regulação, fazem poucas exigências e permitem que as crianças monitorem o máximo possível suas próprias atividades. São bastante afetuosos e pouco exigentes • Negligente/Ausente: concentram-se mais nas próprias necessidades do que nas da criança. Pouca responsabilização pela criança, apenas a satisfação das suas necessidades básicas é mantida. • Autorizante: respeitam a individualidade, mas também enfatizam valores sociais. Orientam as crianças, mas respeitam suas opiniões e personalidades. São afetuosos, mas exigem bom comportamento.
  • 29. Desenvolvimento Físico • Avanço nas habilidades motoras como força, capacidade de preensão, arremesso • Brincadeiras mais agressivas e competitivas, como lutas ou perseguição • Participação em esportes e brincadeiras organizadas e com regras (ex. amarelinha, esportes)
  • 30. Desenvolvimento Cognitivo • Estágio Operacional Concreto – Piaget • Aperfeiçoamento da noção de causa e efeito • Raciocínio indutivo: – Observações específicas → conclusão sobre uma classe geral • Raciocínio dedutivo: – Premissa geral → conclusão sobre membro(s) de uma classe • Conservação: princípios da identidade, reversibilidade • Pensamento descentrado • Capacidade de somar, diminuir, resolver problemas matemáticos em histórias
  • 31. Desenvolvimento Cognitivo • Desenvolvimento da Linguagem • Aprendizado da relação entre contexto e significado, comparações, metáforas • Maior desenvolvimento da linguagem pragmática – Diferenças na comunicação com adultos ou pares, reconhecimento da autoridade • Aperfeiçoamento da leitura e escrita – Reconhecimento rápido e automático → concentração no significado, busca de conexões – Inversão do processo: transformar a fala em palavra escrita
  • 32. Desenvolvimento Emocional • Fase da Latência – Freud – Época mais calma – Foco na aprendizagem, como a atividade escolar, ou outras habilidades necessárias no contexto social da criança
  • 33. Desenvolvimento Emocional • Produtividade versus Inferioridade - Erikson – As crianças têm capacidade para o trabalho produtivo – Comparação com outras crianças – caso se sintam incapazes, tendem a retornar para a família – Apoio social, valorização: importante para a autoestima • Melhor controle da expressão emocional e das emoções negativas • Relação com os pais – Transição da co-regulação do comportamento: pais e filhos, cada vez mais, dividem o poder
  • 34. SEGUNDA INFÂNCIA TERCEIRA INFÂNCIA Brincadeiras não estruturadas Brincadeiras organizadas, esportes, competitividade Pensamento egocêntrico, centrado em si mesmo Pensamento descentrado Noção básica de causa e efeito Aperfeiçoamento da causa e efeito, raciocínio Palavras e frases mais sofisticadas, sequências narrativas Comparações, metáforas, leitura e escrita Sentido de propósito, planejamento de atividades Produtividade Maior dependência dos pais Menor dependência dos pais
  • 35. Desenvolvimento e Ambiente • Forte tendência autocorretiva: em um ambiente favorável, os bebês/crianças seguem padrões de desenvolvimento normais, a menos que tenham sofrido algum dano grave • Pais que passam mais tempo com filhos, mais conversas, ambiente lúdico → melhor desempenho escolar e de linguagem • Mecanismos de proteção para o desenvolvimento: • Incentivo à exploração • Instrução em habilidades cognitivas e sociais • Comemoração e reforço de novas realizações • Orientação na prática e expansão de habilidades • Proteção contra punição inadequada, provocação ou desaprovação por erros ou consequências imprevistas da exploração • Estimulação da linguagem e comunicação simbólica • Solução: intervenção precoce!
  • 36. Referências PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento cognitivo nos três primeiros anos. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2006. PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento psicossocial nos três primeiros anos. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2006. PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento físico e cognitivo na segunda infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2006. PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento psicossocial na segunda infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2006. PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento físico e cognitivo na terceira infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2006. PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento psicossocial na terceira infância. In PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2006.