SlideShare uma empresa Scribd logo
GênerosTextuais: perspectivas
teóricas e práticas no Ensino de
Língua Portuguesa
Candidato: Marcelo Pires Dias
GênerosTextuais
 São tipos relativamente estáveis de enunciados presentes em
cada esfera de troca; os gêneros possuem uma forma de
composição e um plano composicional;
 Distinguem-se também pelo conteúdo temático e pelo estilo;
Tipos textuais
 Sequência teoricamente definida pela natureza linguística de
sua composição (aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais
, relações lógicas, etc.);
 Abragem: narração, argumentação, exposição, descrição,
injunção, etc.
 Não são textos empíricos, pois se encontram dentro dos
gêneros textuais.
Fala e Escrita: duas modalidades e um
continuum
Leis
Conferência
Conversa
espontânea
Noticiário
 Os gêneros existem em grande quantidade em parte porque
os gêneros, como práticas sociocomunicativas, são
dinâmicos e sofrem variações na sua constituição, que em
muitas ocasiões, resultam em outros gêneros, novos gêneros
(KOCH & ELIAS, 2009).
Transmutação
E-mail Carta
Blog Diário
Transmutação
Composição
 Organização;
 Distribuição das informações;
 Elementos não-verbais: a cor, diagramação, ilustrações, etc.
“Os gêneros não se definem por sua forma, mas por sua função”
Exemplos
Intergenerecidade
 Hibridização ou intertexualidade intergênero.
GênerosTextuais e Ensino
 “O estudo dos gêneros cconstitui-se, sem dúvida, numa
contribuição das mais importantes para o ensino de leitura e
redação. Para reforçar esse posicionamento, afirmamos que,
somente quando dominarem os gêneros mais correntes na
vida cotidiana, nossos alunos serão capazes de perceber o
jogo que frequentemente se faz por meio de manobras
discursivas que pressupõem esse domínio. (KOCH & ELIAS,
2009)
Trabalhando com Sequências Didáticas
 “Uma sequência didática é um conjunto de atividades
escolares organizadas de maneira sistemática, em torno de
um gênero textual oral ou escrito.” (SCHEWNLY & DOLZ,
XXXX).
 Finalidade: ajudar o aluno a dominar melhor um gênero de
texto
Estrutura da Sequência Didática
Apresentação
da Situação
Produção
Inicial
MÓDULO 1
MÓDULO 2
MÓDULO N
Produção Final
Reguladora
Problemas
 Qual gênero?
 A quem se dirige?
 Que forma assumirá a produção?
 Quem participará da produção?
Agrupamento
Domínios Aspectos tipológicos Exemplos (gêneros orais e
escritos
Cultura literária ficcional NARRAR Conto; fábula; lenda;
narrativa de aventura,
novela, etc.
Documentação e
memorização de ações
humanas
RELATAR Relato de experiência;
testemunho, notícia, crônica
esportiva, ensaio biográfico,
etc.
Discussão de problemas
sociais
ARGUMENTAR Texto de opinião; carta ao
leitor; debate regrado; carta
de reclamação, etc.
Transmissão e construção de
saberes
EXPOR Seminário; conferência;
entrevista; resumo de
textos, etc
Instruções e prescrições DESCREVERAÇÕES Receita; instrução de
montagem; instruções de
uso; regulamento, etc.
Objetivos (DOLZ et al, 2004)
 “Preparar os alunos para dominarem sua língua nas situações
mais diversas da vida cotidiana, oferecendo-lhes
instrumentos precisos, imediatamente eficazes, para
melhorarem suas capacidades de escrever e de falar.”
 “Desenvolver no aluno uma relação consciente e voluntária
com seu comportamento de linguagem, favorecendo
procedimentos de avaliação formativa e de auto-regulação.”
 “Construir nos alunos uma representação da atividade de
escrita e de fala em situações complexas, como produto de
um trabalho, de uma lenta elaboração.”
Palavras finais…
Referências
FÁVERO, Leonor Lopes. Coesão e coerência. São Paulo: Ática,
2002.
KOCH, IngedoreVillaça; ELIAS,Vanda Maria. Ler e escrever:
estratégias de produção textual. São Paulo; Contexto, 2009.
_______. Ler e compreender. São Paulo: Contexto, 2009.
DOLZ, J.; NOVERRAZ, N. e SCHNEUWLY, B. Sequências
didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um
procedimento. In: SCHNEUWLY, B. E DOLZ, J. et al. Gêneros
orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004.
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PE
Currículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PECurrículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PE
Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PE
Marcia Oliveira
 
Texto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-VerbalTexto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-Verbal
Denise
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Josilene Borges
 
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIAAULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
aulasdejornalismo
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Karen Olivan
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Ensino da lingua portuguesa
Ensino da  lingua portuguesaEnsino da  lingua portuguesa
Ensino da lingua portuguesa
Gerdian Teixeira
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
pnaicdertsis
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
Ademir Teixeira de Freitas
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1
Maninho Walker
 
MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...
MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...
MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...
Carlos Fabiano de Souza
 
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
Flávio Ferreira
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
Sonia Nudelman
 
Análise de (do) discurso
Análise de (do) discursoAnálise de (do) discurso
Fundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita Ideográfica
Fundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita IdeográficaFundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita Ideográfica
Fundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita Ideográfica
LIMA, Alan Lucas de
 
Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)
Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)
Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)
thiagohermont
 
Generos Textuais
Generos TextuaisGeneros Textuais
Generos Textuais
Luciane Oliveira
 
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
Abrahão Costa de Freitas
 

Mais procurados (20)

Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PE
Currículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PECurrículo de  Língua Portuguesa para o Ensino Médio -  PE
Currículo de Língua Portuguesa para o Ensino Médio - PE
 
Texto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-VerbalTexto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-Verbal
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
 
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIAAULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Ensino da lingua portuguesa
Ensino da  lingua portuguesaEnsino da  lingua portuguesa
Ensino da lingua portuguesa
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1
 
MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...
MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...
MEMES EM AULAS DE PORTUGUÊS NO ENSINO MÉDIO: linguagem, produção e replicação...
 
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
 
Análise de (do) discurso
Análise de (do) discursoAnálise de (do) discurso
Análise de (do) discurso
 
Fundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita Ideográfica
Fundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita IdeográficaFundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita Ideográfica
Fundamentos da Alfabetização e Letramento | A Escrita Ideográfica
 
Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)
Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)
Gêneros textuais - Marcuschi (Thiago Hermont)
 
Generos Textuais
Generos TextuaisGeneros Textuais
Generos Textuais
 
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
 

Destaque

Gêneros textuais no enem 2013
Gêneros textuais no enem 2013Gêneros textuais no enem 2013
Gêneros textuais no enem 2013
ma.no.el.ne.ves
 
Discurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuaisDiscurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuais
SimoneHelenDrumond
 
Generos textuais diversos
Generos textuais diversosGeneros textuais diversos
Generos textuais diversos
Andréia Rodrigues
 
Prática de leitura ivanilde
Prática de leitura ivanildePrática de leitura ivanilde
Prática de leitura ivanilde
leidianekanall
 
Estructuras narrativas
Estructuras narrativasEstructuras narrativas
Generos Textuais
Generos TextuaisGeneros Textuais
Generos Textuais
Juliano Ortiz
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
Fabio Melo
 
Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuais
Vera Pinho
 
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesaProposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Vanessa Aparecida R Anastacio
 
Rv generos textuais revisados
Rv generos textuais  revisadosRv generos textuais  revisados
Rv generos textuais revisados
ananeirymoura
 
Uso da escrita no contexto escolar
Uso da escrita no contexto escolarUso da escrita no contexto escolar
Uso da escrita no contexto escolar
augustoferri13
 
Gêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da línguaGêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da língua
Hilda Cordeiro
 
Poesia e Imaginário
Poesia e ImaginárioPoesia e Imaginário
Poesia e Imaginário
Jamille Rabelo
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
Nerilda Dutra
 
Escrita e Interação
Escrita e InteraçãoEscrita e Interação
Escrita e Interação
João Oliveira
 
Normas trab academico_g_quali_mark_12_04
Normas trab academico_g_quali_mark_12_04Normas trab academico_g_quali_mark_12_04
Normas trab academico_g_quali_mark_12_04
Moises Ribeiro
 
Marcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuaisMarcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuais
Wil Bil
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
NAPNE
 
Gêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuaisGêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuais
Mirna Carvalho
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Mauro Toniolo Silva
 

Destaque (20)

Gêneros textuais no enem 2013
Gêneros textuais no enem 2013Gêneros textuais no enem 2013
Gêneros textuais no enem 2013
 
Discurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuaisDiscurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuais
 
Generos textuais diversos
Generos textuais diversosGeneros textuais diversos
Generos textuais diversos
 
Prática de leitura ivanilde
Prática de leitura ivanildePrática de leitura ivanilde
Prática de leitura ivanilde
 
Estructuras narrativas
Estructuras narrativasEstructuras narrativas
Estructuras narrativas
 
Generos Textuais
Generos TextuaisGeneros Textuais
Generos Textuais
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuais
 
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesaProposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
 
Rv generos textuais revisados
Rv generos textuais  revisadosRv generos textuais  revisados
Rv generos textuais revisados
 
Uso da escrita no contexto escolar
Uso da escrita no contexto escolarUso da escrita no contexto escolar
Uso da escrita no contexto escolar
 
Gêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da línguaGêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da língua
 
Poesia e Imaginário
Poesia e ImaginárioPoesia e Imaginário
Poesia e Imaginário
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
 
Escrita e Interação
Escrita e InteraçãoEscrita e Interação
Escrita e Interação
 
Normas trab academico_g_quali_mark_12_04
Normas trab academico_g_quali_mark_12_04Normas trab academico_g_quali_mark_12_04
Normas trab academico_g_quali_mark_12_04
 
Marcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuaisMarcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuais
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Gêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuaisGêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuais
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
 

Semelhante a Gêneros Textuais: teoria e prática

Escrita e interação
Escrita e interaçãoEscrita e interação
Escrita e interação
Federal University of Amazonas
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9
Éric Santos
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
Nerilda Dutra
 
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
Zenilda Ribeiro
 
Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06
silvia-9616
 
Generos textuais
Generos textuais Generos textuais
Generos textuais
Adauto Martins
 
B praticas deleitura
B praticas deleituraB praticas deleitura
B praticas deleitura
Eliezer Ferreira da Silva
 
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Bete Feliciano
 
Gêneros textuais anos inicias
Gêneros textuais   anos iniciasGêneros textuais   anos inicias
Gêneros textuais anos inicias
VidaRevista Consultoria e Treinamento
 
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes propostaO agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
Maria Cristina
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglês
FALE - UFMG
 
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Ana Camila
 
Gênero textual 2.pptx
Gênero textual 2.pptxGênero textual 2.pptx
Gênero textual 2.pptx
JohnJeffersonAlves1
 
Gêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolar
Gêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolarGêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolar
Gêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolar
JohnJeffersonAlves1
 
P teca
P tecaP teca
P teca
Pedro Lima
 
Ementa: Linguagem e Interpretação de Textos Jurídicos
Ementa: Linguagem e Interpretação de Textos JurídicosEmenta: Linguagem e Interpretação de Textos Jurídicos
Ementa: Linguagem e Interpretação de Textos Jurídicos
Renato Souza
 
E book - gêneros textuais - com-pub
E book - gêneros textuais - com-pubE book - gêneros textuais - com-pub
E book - gêneros textuais - com-pub
Hilsa Mota
 
Análise de gêneros do discurso na teoria bakhtiniana
Análise de gêneros do discurso na teoria bakhtinianaAnálise de gêneros do discurso na teoria bakhtiniana
Análise de gêneros do discurso na teoria bakhtiniana
Amábile Piacentine
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuais
ofpedagogica
 
Proposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De Aula
Proposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De AulaProposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De Aula
Proposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De Aula
Doutora em Linguística Aplicada pela PUC-SP
 

Semelhante a Gêneros Textuais: teoria e prática (20)

Escrita e interação
Escrita e interaçãoEscrita e interação
Escrita e interação
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
 
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
 
Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06
 
Generos textuais
Generos textuais Generos textuais
Generos textuais
 
B praticas deleitura
B praticas deleituraB praticas deleitura
B praticas deleitura
 
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
 
Gêneros textuais anos inicias
Gêneros textuais   anos iniciasGêneros textuais   anos inicias
Gêneros textuais anos inicias
 
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes propostaO agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglês
 
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
 
Gênero textual 2.pptx
Gênero textual 2.pptxGênero textual 2.pptx
Gênero textual 2.pptx
 
Gêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolar
Gêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolarGêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolar
Gêneros textuais como unidade de ensino-aprendizagem escolar
 
P teca
P tecaP teca
P teca
 
Ementa: Linguagem e Interpretação de Textos Jurídicos
Ementa: Linguagem e Interpretação de Textos JurídicosEmenta: Linguagem e Interpretação de Textos Jurídicos
Ementa: Linguagem e Interpretação de Textos Jurídicos
 
E book - gêneros textuais - com-pub
E book - gêneros textuais - com-pubE book - gêneros textuais - com-pub
E book - gêneros textuais - com-pub
 
Análise de gêneros do discurso na teoria bakhtiniana
Análise de gêneros do discurso na teoria bakhtinianaAnálise de gêneros do discurso na teoria bakhtiniana
Análise de gêneros do discurso na teoria bakhtiniana
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuais
 
Proposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De Aula
Proposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De AulaProposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De Aula
Proposta De Ensino De LíNgua Portuguesa Dentro Da Sala De Aula
 

Mais de Universidade de Santiago de Compostela

Fonética Perceptiva
Fonética Perceptiva Fonética Perceptiva
Um olhar sobre as comunidades quilombolas no Pará
Um olhar sobre as comunidades quilombolas no ParáUm olhar sobre as comunidades quilombolas no Pará
Um olhar sobre as comunidades quilombolas no Pará
Universidade de Santiago de Compostela
 
A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...
A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...
A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...
Universidade de Santiago de Compostela
 
Norma Lexical no AGQUINPA
Norma Lexical no AGQUINPANorma Lexical no AGQUINPA
Norma Lexical no AGQUINPA
Universidade de Santiago de Compostela
 
Variação, mudança linguística e cultura camponesa
Variação, mudança linguística e cultura camponesaVariação, mudança linguística e cultura camponesa
Variação, mudança linguística e cultura camponesa
Universidade de Santiago de Compostela
 
Formação do Léxico da Língua Portuguesa
Formação do Léxico da Língua PortuguesaFormação do Léxico da Língua Portuguesa
Formação do Léxico da Língua Portuguesa
Universidade de Santiago de Compostela
 
Morfossintaxe
MorfossintaxeMorfossintaxe
Fenômenos Fonético-Fonológicos da Língua Portuguesa
Fenômenos Fonético-Fonológicos da Língua PortuguesaFenômenos Fonético-Fonológicos da Língua Portuguesa
Fenômenos Fonético-Fonológicos da Língua Portuguesa
Universidade de Santiago de Compostela
 
Leitura e Escrita na Universidade
Leitura e Escrita na UniversidadeLeitura e Escrita na Universidade
Leitura e Escrita na Universidade
Universidade de Santiago de Compostela
 
Variação e Ensino de Língua Portuguesa
Variação e Ensino de Língua PortuguesaVariação e Ensino de Língua Portuguesa
Variação e Ensino de Língua Portuguesa
Universidade de Santiago de Compostela
 
As novas tecnologias no Contexto da Língua Portuguesa
As novas tecnologias no Contexto da Língua PortuguesaAs novas tecnologias no Contexto da Língua Portuguesa
As novas tecnologias no Contexto da Língua Portuguesa
Universidade de Santiago de Compostela
 
Sócio-história da Língua Portuguesa
Sócio-história da Língua PortuguesaSócio-história da Língua Portuguesa
Sócio-história da Língua Portuguesa
Universidade de Santiago de Compostela
 
2 oralidade e letramento
2 oralidade e letramento2 oralidade e letramento
2 oralidade e letramento
Universidade de Santiago de Compostela
 
Textualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidosTextualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidos
Universidade de Santiago de Compostela
 

Mais de Universidade de Santiago de Compostela (14)

Fonética Perceptiva
Fonética Perceptiva Fonética Perceptiva
Fonética Perceptiva
 
Um olhar sobre as comunidades quilombolas no Pará
Um olhar sobre as comunidades quilombolas no ParáUm olhar sobre as comunidades quilombolas no Pará
Um olhar sobre as comunidades quilombolas no Pará
 
A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...
A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...
A pluridimensionalidade no léxico do Atlas Geossociolinguístico Quilombola do...
 
Norma Lexical no AGQUINPA
Norma Lexical no AGQUINPANorma Lexical no AGQUINPA
Norma Lexical no AGQUINPA
 
Variação, mudança linguística e cultura camponesa
Variação, mudança linguística e cultura camponesaVariação, mudança linguística e cultura camponesa
Variação, mudança linguística e cultura camponesa
 
Formação do Léxico da Língua Portuguesa
Formação do Léxico da Língua PortuguesaFormação do Léxico da Língua Portuguesa
Formação do Léxico da Língua Portuguesa
 
Morfossintaxe
MorfossintaxeMorfossintaxe
Morfossintaxe
 
Fenômenos Fonético-Fonológicos da Língua Portuguesa
Fenômenos Fonético-Fonológicos da Língua PortuguesaFenômenos Fonético-Fonológicos da Língua Portuguesa
Fenômenos Fonético-Fonológicos da Língua Portuguesa
 
Leitura e Escrita na Universidade
Leitura e Escrita na UniversidadeLeitura e Escrita na Universidade
Leitura e Escrita na Universidade
 
Variação e Ensino de Língua Portuguesa
Variação e Ensino de Língua PortuguesaVariação e Ensino de Língua Portuguesa
Variação e Ensino de Língua Portuguesa
 
As novas tecnologias no Contexto da Língua Portuguesa
As novas tecnologias no Contexto da Língua PortuguesaAs novas tecnologias no Contexto da Língua Portuguesa
As novas tecnologias no Contexto da Língua Portuguesa
 
Sócio-história da Língua Portuguesa
Sócio-história da Língua PortuguesaSócio-história da Língua Portuguesa
Sócio-história da Língua Portuguesa
 
2 oralidade e letramento
2 oralidade e letramento2 oralidade e letramento
2 oralidade e letramento
 
Textualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidosTextualidade e a construção dos sentidos
Textualidade e a construção dos sentidos
 

Último

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 

Último (20)

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 

Gêneros Textuais: teoria e prática

  • 1. GênerosTextuais: perspectivas teóricas e práticas no Ensino de Língua Portuguesa Candidato: Marcelo Pires Dias
  • 2. GênerosTextuais  São tipos relativamente estáveis de enunciados presentes em cada esfera de troca; os gêneros possuem uma forma de composição e um plano composicional;  Distinguem-se também pelo conteúdo temático e pelo estilo;
  • 3. Tipos textuais  Sequência teoricamente definida pela natureza linguística de sua composição (aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais , relações lógicas, etc.);  Abragem: narração, argumentação, exposição, descrição, injunção, etc.  Não são textos empíricos, pois se encontram dentro dos gêneros textuais.
  • 4. Fala e Escrita: duas modalidades e um continuum Leis Conferência Conversa espontânea Noticiário
  • 5.  Os gêneros existem em grande quantidade em parte porque os gêneros, como práticas sociocomunicativas, são dinâmicos e sofrem variações na sua constituição, que em muitas ocasiões, resultam em outros gêneros, novos gêneros (KOCH & ELIAS, 2009).
  • 7. Composição  Organização;  Distribuição das informações;  Elementos não-verbais: a cor, diagramação, ilustrações, etc. “Os gêneros não se definem por sua forma, mas por sua função”
  • 9. Intergenerecidade  Hibridização ou intertexualidade intergênero.
  • 10. GênerosTextuais e Ensino  “O estudo dos gêneros cconstitui-se, sem dúvida, numa contribuição das mais importantes para o ensino de leitura e redação. Para reforçar esse posicionamento, afirmamos que, somente quando dominarem os gêneros mais correntes na vida cotidiana, nossos alunos serão capazes de perceber o jogo que frequentemente se faz por meio de manobras discursivas que pressupõem esse domínio. (KOCH & ELIAS, 2009)
  • 11. Trabalhando com Sequências Didáticas  “Uma sequência didática é um conjunto de atividades escolares organizadas de maneira sistemática, em torno de um gênero textual oral ou escrito.” (SCHEWNLY & DOLZ, XXXX).  Finalidade: ajudar o aluno a dominar melhor um gênero de texto
  • 12. Estrutura da Sequência Didática Apresentação da Situação Produção Inicial MÓDULO 1 MÓDULO 2 MÓDULO N Produção Final Reguladora Problemas
  • 13.  Qual gênero?  A quem se dirige?  Que forma assumirá a produção?  Quem participará da produção?
  • 14. Agrupamento Domínios Aspectos tipológicos Exemplos (gêneros orais e escritos Cultura literária ficcional NARRAR Conto; fábula; lenda; narrativa de aventura, novela, etc. Documentação e memorização de ações humanas RELATAR Relato de experiência; testemunho, notícia, crônica esportiva, ensaio biográfico, etc. Discussão de problemas sociais ARGUMENTAR Texto de opinião; carta ao leitor; debate regrado; carta de reclamação, etc. Transmissão e construção de saberes EXPOR Seminário; conferência; entrevista; resumo de textos, etc Instruções e prescrições DESCREVERAÇÕES Receita; instrução de montagem; instruções de uso; regulamento, etc.
  • 15. Objetivos (DOLZ et al, 2004)  “Preparar os alunos para dominarem sua língua nas situações mais diversas da vida cotidiana, oferecendo-lhes instrumentos precisos, imediatamente eficazes, para melhorarem suas capacidades de escrever e de falar.”  “Desenvolver no aluno uma relação consciente e voluntária com seu comportamento de linguagem, favorecendo procedimentos de avaliação formativa e de auto-regulação.”  “Construir nos alunos uma representação da atividade de escrita e de fala em situações complexas, como produto de um trabalho, de uma lenta elaboração.”
  • 17. Referências FÁVERO, Leonor Lopes. Coesão e coerência. São Paulo: Ática, 2002. KOCH, IngedoreVillaça; ELIAS,Vanda Maria. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo; Contexto, 2009. _______. Ler e compreender. São Paulo: Contexto, 2009. DOLZ, J.; NOVERRAZ, N. e SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, B. E DOLZ, J. et al. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004.