SlideShare uma empresa Scribd logo
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Gestão de Projetos & MS-Project
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Objetivo do Curso 
O objetivo deste curso ensinar conceitos básicos de Gestão de Projetos utilizando o PMI e os principais comandos do MS-Project.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Gestão de Projetos 
MS-Project 2010 
Agenda
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Objetivo 
Este módulo visa fornecer uma visão geral de Gerenciamento de Projetos baseando- se nas melhores práticas do PMI®, apresentar os principais processos durante as fases de início, planejamento, execução, controle e encerramento. 
Gestão de Projetos
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Apresentação 
Nome 
Profissão 
Função 
Experiência com Gestão e MS Project 
Expectativa do curso 
Gestão de Projetos
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
O que é Projeto ? 
Gestão de Projetos 
Projeto
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
O que é Projeto ? 
Gestão de Projetos 
“Um Projeto é um esforço único e temporário empreendido para alcançar um objetivo específico” (PMBOK)
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Características de um Projeto 
Gestão de Projetos 
Todo projeto tem um começo e um fim bem definidos. 
O produto ou o serviço é diferente de todos os similares feitos anteriormente. 
Projeto 
Temporário 
Único 
Progressivo 
As características de cada projeto são mais detalhadas na medida em que for maior o entendimento do produto ou serviço.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
O que é Gerenciamento Projeto ? 
Gestão de Projetos 
Aplicação de conhecimentos, habilidades e técnicas para projetar atividades que visem atingir ou exceder as necessidades e expectativas das partes envolvidas, em relação ao projeto. (PMBOK)
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Restrição Tripla 
Gestão de Projetos 
Tempo 
Custos 
Escopo 
Qualidade 
Satisfação do Cliente
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Áreas de Conhecimento 
Gestão de Projetos 
Qualidade 
Tempo 
Custos 
Escopo 
Riscos 
Comunicações 
Aquisições 
Recursos Humanos 
Partes Interessadas
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Áreas de Conhecimento 
Gestão de Projetos 
•A estrutura do PMBoK® contempla dez áreas de conhecimento específicas: 
–Gerenciamento da Integração do Projeto 
–Gerenciamento do Escopo do Projeto 
–Gerenciamento do Tempo do Projeto 
–Gerenciamento de Custo do Projeto 
–Gerenciamento de Qualidade do Projeto 
–Gerenciamento de Recursos Humanos do Projeto 
–Gerenciamento da Comunicação do Projeto 
–Gerenciamento dos Riscos do Projeto 
–Gerenciamento das Aquisição do Projeto 
–Gerenciamento das Partes Interessadas do Projeto
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Grupo de Processos 
Gestão de Projetos 
Iniciação 
Planejamento 
Controle 
Execução 
Encerramento
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Processos de Gerenciamento 
Gestão de Projetos
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
FCS – Fatores Críticos do Sucesso 
Gestão de Projetos 
•Projeto é realizado dentro do prazo e custos previstos 
•Cliente satisfeito 
•Projeto entregue conforme especificado 
•Projeto implementado e dado o uso adequado 
•Equipe satisfeita 
•Satisfação das partes envolvidas 
•Ter utilizado todos os recursos eficientemente 
•Gerar aprendizado 
•Todos falam bem do projeto 
•Ter tido o mínimo possível de mudanças de escopo 
•Ter lucro/resultado esperado pela empresa
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Porque os Projetos Fracassam 
Gestão de Projetos 
•Falta de técnicas, ou seja, falta do uso de melhores práticas na gerência de projetos; 
•Falta de apoio dos envolvidos e interessados pelo projeto; 
•As metas e os objetivos estão mal estabelecidos ou não são compreendidos pela equipe; 
•O projeto inclui muitas atividades e pouco tempo para realizá-las; 
•O projeto é baseado em informações insuficientes ou inadequadas; 
•O projeto foi estimado baseado no „feeling‟ dos envolvidos, deixando em segundo plano dados históricos de projetos similares já efetuados;
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
MS-Project 2010 
Gestão de Projetos 
Agenda
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Objetivo 
Este módulo visa ensinar as operações básicas com a ferramenta MS-Project. Sendo abordado o planejamento e acompanhamento de projetos, através do Project você poderá visualizar seu cronograma centrado em diversos interesses: centrado em tempos, custos e recursos. Poderá ainda comparar o planejamento inicial com o efetivo andamento do projeto. 
MS-Project 2010
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Planejamento 
Antes de iniciar um projeto, você deve definir sua meta e depois determinar quais tarefas precisa completar para atingir. Depois de definir as etapas e tarefas, resta somente definir a duração, as pessoas responsáveis por cada tarefa e por fim o custo dessa etapa. 
MS-Project 2010
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Projeto sobre a ótica do MS-Project 
Um projeto pode ser definido como uma sequência de atividades ou eventos com início e fim definidos dirigidos por pessoas que se destinam a alcançar um dado objetivo dentro de parâmetros de custo tempo, recursos e qualidade. 
MS-Project 2010
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Ciclo de Vida de um Projeto 
Fase Inicial 
Fase de Planejamento 
Fase de Execução 
Fase Final 
MS-Project 2010
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
O que é o MS-PROJECT 
Programa indicado para o planejamento e acompanhamento de projetos, através dele você poderá visualizar seu projeto centrado em diversos interesses: centrado em tempos, custos e recursos. Poderá ainda comparar o planejamento inicial com o efetivo andamento do projeto. 
MS-Project 2010
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido 
Criar uma agenda para a reunião anual dos acionistas. 
Você começará estabelecendo um novo arquivo de projeto com uma data inicial e informações de propriedades de projeto. 
MS-Project 2010 
Todo o projeto você deverá dividir em fases, indicar o início ou término, criar um calendário, vinculará tarefas, atribuirá os recursos e custos e iniciará o processo de identificação das alterações. Salvará uma linha de base e o mesmo ficará pronto para ser controlado.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 1 ) 
Abra o MS-Project e crie um novo arquivo, com a data inicial 03 de Novembro de 2014; 
Introduza como título “Reunião de Acionistas” e “Relatório Anual de 2014” como assunto do projeto e no autor e diretor seu nome completo; 
Salve o arquivo como revisão 1. 
MS-Project 2010 
Neste 1º passo para construir um cronograma é necessário estabelecer a Data de Início ou de Término do Projeto
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 2 ) 
MS-Project 2010 
Neste momento, após o ambiente estar pronto para receber as atividades. Devemos verificar se temos a identificação de todas as tarefas. 
Devemos escolher o Modo Automático ou Manual do cronograma. 
Introduza as tarefas e durações a seguir na lista de tarefas:
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 3 ) 
MS-Project 2010 
É muito importante que você saiba operações básicas para realizar a manutenção do cronograma. Inserir uma tarefa; Mover uma tarefa; Excluir uma tarefa. 
Exclua a tarefa 7, (Imprimir Menu de serviço buffet) 
Salve o arquivo com linha de base. 
Insira uma nova tarefa, (Marcar centro de conferência), com duração de 2 dias, antes da tarefa 2, (Imprimir Carta); 
Mova a tarefa 3 (Imprimir Carta), para depois da tarefa 5, (Desenvolver Carta), usando a técnica de arrastar e soltar.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 4 ) 
MS-Project 2010 
1 – Recue as tarefas de 2 a 20; 
2 – Recue a tarefa de 3 a 6 
3 – Recue a tarefa de 8 a 13 
4 – Recue a tarefa de 15 a 19 
Recuar as tarefas é extremamente importante, pois só desta forma temos condição de visualizar as quais atividades de forma mais Macro. Por isso o nome dos recuos é Criação de atividades Macro, ou seja, atividades que aglutinam outras.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 5 ) 
MS-Project 2010 
As dependências entre atividades defini como o projeto será orquestrado. 
Vincule todas as tarefas em uma dependência término- a-início; 
Desvincule as tarefas de resumo 7 e 14; 
Vincule a tarefa 2 a tarefa 14; 
Vincule a tarefa 11 a tarefa 14 .
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 6 ) 
MS-Project 2010 
Dentro do conceito de Dependência temos a Latência que serve para determinar o tempo entre o final de uma atividade e o início de uma próxima. 
Mude as Dependências entre as tarefas
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 7 ) 
MS-Project 2010 
Os recursos dentro de um cronograma determinam o necessário para completar a atividade. Recursos podem ser Pessoas, Equipamentos, Materiais e Custo. 
Crie a seguinte Planilha de Recursos
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 8 ) 
MS-Project 2010 
Depois é necessário indicar qual recurso é necessário para completar a atividade. Com esta etapa definimos “Quem Faz o que Quando” e “Qual o custo variável da Atividade”. Temos a condição de determinar quem esta trabalhando mais do que possível e quem não esta alocado. 
Aloque os recursos
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício conduzido ( PASSO 9 ) 
MS-Project 2010 
Após ter acabado o cronograma o mesmo esta pronto para responder perguntas. 
Salve uma nova Linha de Base e compare o projeto. 
Avalie o custo do projeto e qual a sua data de término. Verifique se existe um recurso que esta trabalhando mais do que o possível. Qual o desembolso do projeto.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Calendário 
MS-Project 2010 
Os calendários determinam como os recursos atribuídos a tarefas são agendados e como as próprias tarefas são agendadas.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Calendário 
MS-Project 2010 
Padrão: é o calendário base que é usado por padrão para os calendários de tarefa, de recursos e do projeto. Reflete uma agenda de trabalho tradicional: se segunda à sexta, das 9h às 18h, com uma hora de intervalo
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Calendário 
MS-Project 2010 
24 horas: reflete uma agenda sem nenhum período de folga. Pode ser usado quando os recursos e as atividades forem agendados para diferentes turnos do dia ou da noite ou quando os recursos de equipamento trabalharem continuamente nas atividades
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Calendário 
MS-Project 2010 
Turno da noite: reflete uma agenda de turno noturno de segunda-feira à noite até sábado de manhã
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Tipos de Dependência 
MS-Project 2010 
Dependências Obrigatórias. (Mandatory Dependencies – Hard Logic) São aquelas inerentes à natureza ou condições técnicas e específicas do trabalho que está sendo feito.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Tipos de Dependência 
MS-Project 2010 
Dependências Arbitrárias. (Discretionary Dependencies – Soft Logic). São aquelas definidas pela equipe do projeto. Esse tipo de dependência deve ser usado com cuidado (e bem documentado como premissa) já que pode limitar, posteriormente, as opções do cronograma.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Tipos de Dependência 
MS-Project 2010 
Dependências Externas. São aquelas que envolvem um relacionamento com atividades de fora do projeto.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Tipos de Dependência 
MS-Project 2010 
Terminar para começar (finish-to-start):O início do trabalho da sucessora depende do término do predecessor 
Terminar para terminar (finish-to-finish): O término do trabalho da sucessora depende do término da predecessora. Nesse tipo de relacionamento as datas de término das atividades são idênticas e dependentes da antecessora
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Tipos de Dependência 
MS-Project 2010 
Começar para começar (start-to-start):O início do trabalho da sucessora depende do início do predecessor. Nesse tipo de relacionamento as datas de início das atividades são idênticas. 
Começar para terminar (start-to-finish): O término do trabalho da sucessora depende do início da predecessora
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Recursos 
MS-Project 2010 
Os recursos são os equipamentos e pessoas necessárias para completar tarefas. O Project armazena informações sobre cada recurso com o objetivo de acompanhar as horas, custos e o efeito que cada recurso tem sobre o projeto.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Recursos 
MS-Project 2010 
Caso as informações sobre os recursos não sejam acompanhadas posteriormente, não é essencial inseri-las no projeto. No entanto, informações de recursos detalhados oferecem relatórios com mais detalhes sobre todos os fatores envolvidos.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Cálculo de Duração 
MS-Project 2010 
Você atribui um pintor em tempo integral (100%) para pintar paredes em 4 dias (duração). O trabalho (o tempo que o pintor levará para concluir a tarefa com 100% de empenho) é de 32 horas ou 4 dias. 
Duração = 4 dias 
Trabalho = 32 horas 
Unidades = 1 ou 100%
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Cálculo de Duração ( Unidades Fixas ) 
MS-Project 2010 
Você atribui um pintor em tempo integral (100%) para pintar paredes em 4 dias (duração). O trabalho (o tempo que o pintor levará para concluir a tarefa com 100% de empenho) é de 32 horas ou 4 dias. 
Se você aumentar a quantidade de trabalho para 40 horas, o Project recalculará a duração para 5 dias. Agora o pintor tem um dia extra de trabalho na tarefa.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Cálculo de Duração ( Trabalho Fixo ) 
MS-Project 2010 
Dois pintores foram designados em tempo integral (100%) para pintar paredes em 2 dias (trabalho igual a 32 horas -- 16 horas por pintor). 
Se você aumentar a duração da tarefa de 2 para 4 dias, o Project definirá as unidades de atribuição de cada pintor como 50%, de modo que cada pintor trabalhará somente meio período e o trabalho permanecerá constante em 32 horas.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Cálculo de Duração ( Duração Fixo ) 
MS-Project 2010 
O pintor foi atribuído em tempo integral (100%) para pintar uma sala em 4 dias. O trabalho é de 32 horas. 
Em seguida, você atribui ao mesmo pintor uma outra sala a ser pintada. Infelizmente, o pintor está comprometido em outro lugar por 4 dias e não pode trabalhar em outra tarefa. O pintor só pode trabalhar meio período (50%) na pintura da outra sala. 
Quando você insere 50%, o Project mantém a duração fixa de 4 dias e recalcula o trabalho para 16 horas.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Cálculo de Duração ( Mutirão ) 
MS-Project 2010 
Controle por empenho, também conhecido como Efeito Mutirão, significa manter o valor total para o trabalho da tarefa, independentemente de quantos e quais recursos de trabalho estejam atribuídos a ela.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício 01 
MS-Project 2010
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício 02 
MS-Project 2010 
1. Objetivo 
Estes exercícios práticos que serão utilizados como fonte complementar a teoria aplicada ao curso. 
2. Exercícios 
1. Calendário de Recursos 
Dica: Ferramentas-> Alterar Período de Trabalho. 
A. Criar os três calendários descritos a seguir: 
Nome: Produção; 
Tipo: Cópia de Calendário Básico (padrão); 
Dias úteis: Segunda a sábado 
Expediente: 09:00 as 13:00 e das 14:00 as 18:00 horas. 
Feriados: 12/10, 02/11, 15/11, 08/12; 25/12, 31/12; 01/01; 
Horários Especiais: 23/12 e 30/12, meio expediente matinal 
17/12 a 21/12 e 26/12 a 28/12, fim de expediente às 19:00 hrs 
Nome: Administração; 
Tipo: Cópia de Calendário de Produção; 
Dias úteis: Segunda a sexta 
OBS: A cópia foi feita com o objetivo de evitar redigitar feriados e outras datas especiais. Sábados que estavam configurados diferentemente do padrão devem ser reconfigurados individualmente. 
Nome: Reuniões; 
Tipo: Cópia de administração; 
Horários Especiais: todos os dias saída as 22:00 horas; 
OBS: Verificar as datas que estavam com horário especial pois as mesmas não são alteradas automaticamente.
www.profsilasserpa.jimdo.com 
Profº Silas Serpa 
Exercício 03 
MS-Project 2010

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias ÁgeisAula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias Ágeis
Mauricio Cesar Santos da Purificação
 
Modelo - Termo de abertura de projeto
 Modelo  - Termo de abertura de projeto   Modelo  - Termo de abertura de projeto
Modelo - Termo de abertura de projeto
Aragon Vieira
 
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - IniciaçãoGerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Paulo Junior
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Modelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projetoModelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projeto
Fernando Palma
 
Aula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de ProjetosAula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de Projetos
Fernando Dantas
 
Gerenciamento de projetos apostila completa
Gerenciamento de projetos   apostila completaGerenciamento de projetos   apostila completa
Gerenciamento de projetos apostila completa
Paulo Junior
 
Planejando as fases do projeto
Planejando as fases do projetoPlanejando as fases do projeto
Planejando as fases do projeto
Wilker Bueno de Freitas Rosa
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
Marcos Abreu
 
O processo criativo em arquitetura e interiores
O processo criativo em arquitetura e interioresO processo criativo em arquitetura e interiores
O processo criativo em arquitetura e interiores
Mariana Azevedo
 
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de ProjetosApostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Léo De Melo
 
Gestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a ed
Gestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a edGestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a ed
Gestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a ed
Dimitri Campana, PMP
 
Introdução a Gerenciamento de Projetos
Introdução a Gerenciamento de ProjetosIntrodução a Gerenciamento de Projetos
Introdução a Gerenciamento de Projetos
Wilker Bueno de Freitas Rosa
 
Gestão de projetos baseada no estudo de casos
Gestão de projetos baseada no estudo de casosGestão de projetos baseada no estudo de casos
Gestão de projetos baseada no estudo de casos
Eduardo Longo
 
Projeto arquitetônico
Projeto arquitetônicoProjeto arquitetônico
Projeto arquitetônico
rodrigo ramon
 
Projeto Experimental 1
Projeto Experimental 1Projeto Experimental 1
Projeto Experimental 1
Liliane Ennes
 
Gerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em ProjetosGerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em Projetos
Mauro Sotille, MBA, PMP
 
Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)
Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)
Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)
Ethel Capuano
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Ludimila Monjardim Casagrande
 
PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)
PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)
PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)
André Franciscato Paggi
 

Mais procurados (20)

Aula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias ÁgeisAula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias Ágeis
 
Modelo - Termo de abertura de projeto
 Modelo  - Termo de abertura de projeto   Modelo  - Termo de abertura de projeto
Modelo - Termo de abertura de projeto
 
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - IniciaçãoGerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - Iniciação
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestao De Projetos
 
Modelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projetoModelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projeto
 
Aula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de ProjetosAula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de Projetos
 
Gerenciamento de projetos apostila completa
Gerenciamento de projetos   apostila completaGerenciamento de projetos   apostila completa
Gerenciamento de projetos apostila completa
 
Planejando as fases do projeto
Planejando as fases do projetoPlanejando as fases do projeto
Planejando as fases do projeto
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
 
O processo criativo em arquitetura e interiores
O processo criativo em arquitetura e interioresO processo criativo em arquitetura e interiores
O processo criativo em arquitetura e interiores
 
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de ProjetosApostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Apostila Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
 
Gestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a ed
Gestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a edGestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a ed
Gestão de Stakeholders em Projetos, segundo o Guia PMBOK 5a ed
 
Introdução a Gerenciamento de Projetos
Introdução a Gerenciamento de ProjetosIntrodução a Gerenciamento de Projetos
Introdução a Gerenciamento de Projetos
 
Gestão de projetos baseada no estudo de casos
Gestão de projetos baseada no estudo de casosGestão de projetos baseada no estudo de casos
Gestão de projetos baseada no estudo de casos
 
Projeto arquitetônico
Projeto arquitetônicoProjeto arquitetônico
Projeto arquitetônico
 
Projeto Experimental 1
Projeto Experimental 1Projeto Experimental 1
Projeto Experimental 1
 
Gerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em ProjetosGerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em Projetos
 
Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)
Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)
Aula # 19 - Exercício 1 (Elaboração de Projetos)
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
 
PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)
PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)
PMI / PMBOK - Gerencia de Projetos (PT-BR)
 

Destaque

Gerenciamento de projetos com ms project
Gerenciamento de projetos com ms projectGerenciamento de projetos com ms project
Gerenciamento de projetos com ms project
Paulo Junior
 
Guia Rápido do Microsoft Project 2013
Guia Rápido do Microsoft Project 2013Guia Rápido do Microsoft Project 2013
Guia Rápido do Microsoft Project 2013
WebCarioca
 
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - CompletoCurso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Fernando Dantas
 
Gestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e FerramentasGestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e Ferramentas
Nei Grando
 
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoesGerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Jucioliver
 
Plateforme régionale de commerce électronique by FNEM
Plateforme régionale de commerce électronique by FNEMPlateforme régionale de commerce électronique by FNEM
Plateforme régionale de commerce électronique by FNEM
Made In Morocco
 
Gestão de Projetos (11/08/2014)
Gestão de Projetos (11/08/2014)Gestão de Projetos (11/08/2014)
Gestão de Projetos (11/08/2014)
Alessandro Almeida
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)
Alessandro Almeida
 
Pmbok
PmbokPmbok
PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)
PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)
PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)
Luis A. Gomes
 
Palestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de Projetos
Palestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de ProjetosPalestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de Projetos
Palestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de Projetos
FGV
 
Introducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de ProgramaçãoIntroducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de Programação
Marcelo Rodrigues
 
PyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateToolsPyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateTools
Marcelo Rodrigues
 
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson CuaspudMatematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Jefferson Cuaspud
 
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmosConceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
Vando Junqueira
 
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de ProjetosAula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
MairaM
 
Algoritmos conceitos
Algoritmos conceitosAlgoritmos conceitos
Algoritmos conceitos
Valderi Leithardt
 
Operadores booleanos
Operadores booleanosOperadores booleanos
Operadores booleanos
julimarontiver
 
Aula 15 minutos
Aula 15 minutosAula 15 minutos
Aula 15 minutos
Eduardo Bregaida
 
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.204 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
César Augusto Pessôa
 

Destaque (20)

Gerenciamento de projetos com ms project
Gerenciamento de projetos com ms projectGerenciamento de projetos com ms project
Gerenciamento de projetos com ms project
 
Guia Rápido do Microsoft Project 2013
Guia Rápido do Microsoft Project 2013Guia Rápido do Microsoft Project 2013
Guia Rápido do Microsoft Project 2013
 
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - CompletoCurso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
 
Gestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e FerramentasGestão de Projetos e Ferramentas
Gestão de Projetos e Ferramentas
 
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoesGerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
 
Plateforme régionale de commerce électronique by FNEM
Plateforme régionale de commerce électronique by FNEMPlateforme régionale de commerce électronique by FNEM
Plateforme régionale de commerce électronique by FNEM
 
Gestão de Projetos (11/08/2014)
Gestão de Projetos (11/08/2014)Gestão de Projetos (11/08/2014)
Gestão de Projetos (11/08/2014)
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (06/02/2013)
 
Pmbok
PmbokPmbok
Pmbok
 
PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)
PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)
PM2ALL Areas Conhecimento (PMBOK)
 
Palestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de Projetos
Palestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de ProjetosPalestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de Projetos
Palestra PMday 2015 - A Estratégia de Negócios e a Gestão de Projetos
 
Introducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de ProgramaçãoIntroducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de Programação
 
PyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateToolsPyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateTools
 
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson CuaspudMatematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
 
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmosConceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
 
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de ProjetosAula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
 
Algoritmos conceitos
Algoritmos conceitosAlgoritmos conceitos
Algoritmos conceitos
 
Operadores booleanos
Operadores booleanosOperadores booleanos
Operadores booleanos
 
Aula 15 minutos
Aula 15 minutosAula 15 minutos
Aula 15 minutos
 
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.204 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
 

Semelhante a Curso de gestão de projetos & ms project

Curso de gestão de projetos & ms project
Curso de gestão de projetos & ms projectCurso de gestão de projetos & ms project
Curso de gestão de projetos & ms project
Silas Serpa
 
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra   declaração do escopo é função do gerente de projetosPalestra   declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
Silas Serpa
 
Introdução ao Gerenciamento de Projetos com MS Project
Introdução ao Gerenciamento de Projetos com MS ProjectIntrodução ao Gerenciamento de Projetos com MS Project
Introdução ao Gerenciamento de Projetos com MS Project
Carolina Satim
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)
Alessandro Almeida
 
1. gerenciador de projetos ms project
1. gerenciador de projetos ms project1. gerenciador de projetos ms project
1. gerenciador de projetos ms project
Eliane Favero
 
Boas práticas na construção de cronogramas em projetos
Boas práticas na construção de cronogramas em projetosBoas práticas na construção de cronogramas em projetos
Boas práticas na construção de cronogramas em projetos
Dimitri Campana, PMP
 
Trabalho Gestão da Comunicação - UNINOVE
Trabalho Gestão da Comunicação - UNINOVETrabalho Gestão da Comunicação - UNINOVE
Trabalho Gestão da Comunicação - UNINOVE
Bruno Teixeira
 
Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Dimitri Campana, PMP
 
Aula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS Project
Aula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS ProjectAula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS Project
Aula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS Project
Diego Nei, MBA, PMP®
 
Gestão de Projetos (14/04/2015)
Gestão de Projetos (14/04/2015)Gestão de Projetos (14/04/2015)
Gestão de Projetos (14/04/2015)
Alessandro Almeida
 
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMOCurso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Grupo Treinar
 
Gestão de Projetos (22/09/2014)
Gestão de Projetos (22/09/2014)Gestão de Projetos (22/09/2014)
Gestão de Projetos (22/09/2014)
Alessandro Almeida
 
Sharepoint intranet - anatomia de um projeto
Sharepoint intranet - anatomia de um projetoSharepoint intranet - anatomia de um projeto
Sharepoint intranet - anatomia de um projeto
João Beltrão
 
Gerenciamento de projetos de TI
Gerenciamento de projetos de TIGerenciamento de projetos de TI
Gerenciamento de projetos de TI
Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ)
 
Implantação de um PMO modelo Canvas
Implantação de um PMO modelo CanvasImplantação de um PMO modelo Canvas
Implantação de um PMO modelo Canvas
Rodrigo Lopes - Eng. - MBA - PMP - SCRUM - ITIL - COBIT
 
Project
ProjectProject
Project
Elson Menezes
 
Project builder puc minas
Project builder puc minasProject builder puc minas
Project builder puc minas
Thiago Reis
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)
Alessandro Almeida
 
Gestão de Projetos (15/09/2014)
Gestão de Projetos (15/09/2014)Gestão de Projetos (15/09/2014)
Gestão de Projetos (15/09/2014)
Alessandro Almeida
 
Aplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de software
Aplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de softwareAplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de software
Aplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de software
Natanael Simões
 

Semelhante a Curso de gestão de projetos & ms project (20)

Curso de gestão de projetos & ms project
Curso de gestão de projetos & ms projectCurso de gestão de projetos & ms project
Curso de gestão de projetos & ms project
 
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra   declaração do escopo é função do gerente de projetosPalestra   declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
 
Introdução ao Gerenciamento de Projetos com MS Project
Introdução ao Gerenciamento de Projetos com MS ProjectIntrodução ao Gerenciamento de Projetos com MS Project
Introdução ao Gerenciamento de Projetos com MS Project
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo (26/03/2014)
 
1. gerenciador de projetos ms project
1. gerenciador de projetos ms project1. gerenciador de projetos ms project
1. gerenciador de projetos ms project
 
Boas práticas na construção de cronogramas em projetos
Boas práticas na construção de cronogramas em projetosBoas práticas na construção de cronogramas em projetos
Boas práticas na construção de cronogramas em projetos
 
Trabalho Gestão da Comunicação - UNINOVE
Trabalho Gestão da Comunicação - UNINOVETrabalho Gestão da Comunicação - UNINOVE
Trabalho Gestão da Comunicação - UNINOVE
 
Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013Curso Microsoft Project 2010 / 2013
Curso Microsoft Project 2010 / 2013
 
Aula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS Project
Aula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS ProjectAula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS Project
Aula Introdução ao Gerenciamento de Projetos & MS Project
 
Gestão de Projetos (14/04/2015)
Gestão de Projetos (14/04/2015)Gestão de Projetos (14/04/2015)
Gestão de Projetos (14/04/2015)
 
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMOCurso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
 
Gestão de Projetos (22/09/2014)
Gestão de Projetos (22/09/2014)Gestão de Projetos (22/09/2014)
Gestão de Projetos (22/09/2014)
 
Sharepoint intranet - anatomia de um projeto
Sharepoint intranet - anatomia de um projetoSharepoint intranet - anatomia de um projeto
Sharepoint intranet - anatomia de um projeto
 
Gerenciamento de projetos de TI
Gerenciamento de projetos de TIGerenciamento de projetos de TI
Gerenciamento de projetos de TI
 
Implantação de um PMO modelo Canvas
Implantação de um PMO modelo CanvasImplantação de um PMO modelo Canvas
Implantação de um PMO modelo Canvas
 
Project
ProjectProject
Project
 
Project builder puc minas
Project builder puc minasProject builder puc minas
Project builder puc minas
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)
Gestão de Projetos e Empreendedorismo: TAD-NC4 (09/09/2013)
 
Gestão de Projetos (15/09/2014)
Gestão de Projetos (15/09/2014)Gestão de Projetos (15/09/2014)
Gestão de Projetos (15/09/2014)
 
Aplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de software
Aplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de softwareAplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de software
Aplicando conceitos gerais de gerenciamento de projetos à engenharia de software
 

Mais de Silas Serpa

Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Silas Serpa
 
Criatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdf
Criatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdfCriatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdf
Criatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdf
Silas Serpa
 
F4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdf
F4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdfF4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdf
F4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdf
Silas Serpa
 
Produtividade Ágil
Produtividade ÁgilProdutividade Ágil
Produtividade Ágil
Silas Serpa
 
Anti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdf
Anti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdfAnti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdf
Anti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdf
Silas Serpa
 
Radical Candor - Liderança Humana 2.0.pdf
Radical Candor - Liderança Humana 2.0.pdfRadical Candor - Liderança Humana 2.0.pdf
Radical Candor - Liderança Humana 2.0.pdf
Silas Serpa
 
Modelo de Aplicação - Design Organizcional.pdf
Modelo de Aplicação - Design Organizcional.pdfModelo de Aplicação - Design Organizcional.pdf
Modelo de Aplicação - Design Organizcional.pdf
Silas Serpa
 
Okr
OkrOkr
Product owner mais que escrever historias
Product owner   mais que escrever historiasProduct owner   mais que escrever historias
Product owner mais que escrever historias
Silas Serpa
 
Indicadores Ágeis
Indicadores ÁgeisIndicadores Ágeis
Indicadores Ágeis
Silas Serpa
 
Workshop - Agile Coach
Workshop - Agile CoachWorkshop - Agile Coach
Workshop - Agile Coach
Silas Serpa
 
Workshop - Fora da caixa
Workshop - Fora da caixaWorkshop - Fora da caixa
Workshop - Fora da caixa
Silas Serpa
 
Treinamento Agile Coach
Treinamento Agile CoachTreinamento Agile Coach
Treinamento Agile Coach
Silas Serpa
 
Workshop Retrospectiva
Workshop Retrospectiva Workshop Retrospectiva
Workshop Retrospectiva
Silas Serpa
 
Palestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreaming
Palestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreamingPalestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreaming
Palestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreaming
Silas Serpa
 
Desenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon Dreaming
Desenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon DreamingDesenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon Dreaming
Desenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon Dreaming
Silas Serpa
 
Recuperação de projetos em crise
Recuperação de projetos em criseRecuperação de projetos em crise
Recuperação de projetos em crise
Silas Serpa
 
Escopo custo e tempo gerando a qualidade do projeto
Escopo custo e tempo gerando a qualidade do projetoEscopo custo e tempo gerando a qualidade do projeto
Escopo custo e tempo gerando a qualidade do projeto
Silas Serpa
 
Gerenciamento da configuração
Gerenciamento da configuraçãoGerenciamento da configuração
Gerenciamento da configuração
Silas Serpa
 
Controlando valor agregado com o project
Controlando valor agregado com o projectControlando valor agregado com o project
Controlando valor agregado com o project
Silas Serpa
 

Mais de Silas Serpa (20)

Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
 
Criatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdf
Criatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdfCriatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdf
Criatividade e Design Thinking na Gestao de Projetos - FIA - 26-10-23.pdf
 
F4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdf
F4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdfF4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdf
F4P - Agilidade Contra Fome ( Silas Serpa ).pdf
 
Produtividade Ágil
Produtividade ÁgilProdutividade Ágil
Produtividade Ágil
 
Anti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdf
Anti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdfAnti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdf
Anti - Padrões do Planejamento Estratégico.pdf
 
Radical Candor - Liderança Humana 2.0.pdf
Radical Candor - Liderança Humana 2.0.pdfRadical Candor - Liderança Humana 2.0.pdf
Radical Candor - Liderança Humana 2.0.pdf
 
Modelo de Aplicação - Design Organizcional.pdf
Modelo de Aplicação - Design Organizcional.pdfModelo de Aplicação - Design Organizcional.pdf
Modelo de Aplicação - Design Organizcional.pdf
 
Okr
OkrOkr
Okr
 
Product owner mais que escrever historias
Product owner   mais que escrever historiasProduct owner   mais que escrever historias
Product owner mais que escrever historias
 
Indicadores Ágeis
Indicadores ÁgeisIndicadores Ágeis
Indicadores Ágeis
 
Workshop - Agile Coach
Workshop - Agile CoachWorkshop - Agile Coach
Workshop - Agile Coach
 
Workshop - Fora da caixa
Workshop - Fora da caixaWorkshop - Fora da caixa
Workshop - Fora da caixa
 
Treinamento Agile Coach
Treinamento Agile CoachTreinamento Agile Coach
Treinamento Agile Coach
 
Workshop Retrospectiva
Workshop Retrospectiva Workshop Retrospectiva
Workshop Retrospectiva
 
Palestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreaming
Palestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreamingPalestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreaming
Palestra - Desenvolvimento de projetos colaborativos usando dragon dreaming
 
Desenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon Dreaming
Desenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon DreamingDesenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon Dreaming
Desenvolvimento de projetos colaborativos usando Dragon Dreaming
 
Recuperação de projetos em crise
Recuperação de projetos em criseRecuperação de projetos em crise
Recuperação de projetos em crise
 
Escopo custo e tempo gerando a qualidade do projeto
Escopo custo e tempo gerando a qualidade do projetoEscopo custo e tempo gerando a qualidade do projeto
Escopo custo e tempo gerando a qualidade do projeto
 
Gerenciamento da configuração
Gerenciamento da configuraçãoGerenciamento da configuração
Gerenciamento da configuração
 
Controlando valor agregado com o project
Controlando valor agregado com o projectControlando valor agregado com o project
Controlando valor agregado com o project
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 

Curso de gestão de projetos & ms project

  • 1. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Gestão de Projetos & MS-Project
  • 2. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Objetivo do Curso O objetivo deste curso ensinar conceitos básicos de Gestão de Projetos utilizando o PMI e os principais comandos do MS-Project.
  • 3. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Gestão de Projetos MS-Project 2010 Agenda
  • 4. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Objetivo Este módulo visa fornecer uma visão geral de Gerenciamento de Projetos baseando- se nas melhores práticas do PMI®, apresentar os principais processos durante as fases de início, planejamento, execução, controle e encerramento. Gestão de Projetos
  • 5. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Apresentação Nome Profissão Função Experiência com Gestão e MS Project Expectativa do curso Gestão de Projetos
  • 6. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa O que é Projeto ? Gestão de Projetos Projeto
  • 7. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa O que é Projeto ? Gestão de Projetos “Um Projeto é um esforço único e temporário empreendido para alcançar um objetivo específico” (PMBOK)
  • 8. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Características de um Projeto Gestão de Projetos Todo projeto tem um começo e um fim bem definidos. O produto ou o serviço é diferente de todos os similares feitos anteriormente. Projeto Temporário Único Progressivo As características de cada projeto são mais detalhadas na medida em que for maior o entendimento do produto ou serviço.
  • 9. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa O que é Gerenciamento Projeto ? Gestão de Projetos Aplicação de conhecimentos, habilidades e técnicas para projetar atividades que visem atingir ou exceder as necessidades e expectativas das partes envolvidas, em relação ao projeto. (PMBOK)
  • 10. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Restrição Tripla Gestão de Projetos Tempo Custos Escopo Qualidade Satisfação do Cliente
  • 11. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Áreas de Conhecimento Gestão de Projetos Qualidade Tempo Custos Escopo Riscos Comunicações Aquisições Recursos Humanos Partes Interessadas
  • 12. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Áreas de Conhecimento Gestão de Projetos •A estrutura do PMBoK® contempla dez áreas de conhecimento específicas: –Gerenciamento da Integração do Projeto –Gerenciamento do Escopo do Projeto –Gerenciamento do Tempo do Projeto –Gerenciamento de Custo do Projeto –Gerenciamento de Qualidade do Projeto –Gerenciamento de Recursos Humanos do Projeto –Gerenciamento da Comunicação do Projeto –Gerenciamento dos Riscos do Projeto –Gerenciamento das Aquisição do Projeto –Gerenciamento das Partes Interessadas do Projeto
  • 13. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Grupo de Processos Gestão de Projetos Iniciação Planejamento Controle Execução Encerramento
  • 14. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Processos de Gerenciamento Gestão de Projetos
  • 15. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa FCS – Fatores Críticos do Sucesso Gestão de Projetos •Projeto é realizado dentro do prazo e custos previstos •Cliente satisfeito •Projeto entregue conforme especificado •Projeto implementado e dado o uso adequado •Equipe satisfeita •Satisfação das partes envolvidas •Ter utilizado todos os recursos eficientemente •Gerar aprendizado •Todos falam bem do projeto •Ter tido o mínimo possível de mudanças de escopo •Ter lucro/resultado esperado pela empresa
  • 16. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Porque os Projetos Fracassam Gestão de Projetos •Falta de técnicas, ou seja, falta do uso de melhores práticas na gerência de projetos; •Falta de apoio dos envolvidos e interessados pelo projeto; •As metas e os objetivos estão mal estabelecidos ou não são compreendidos pela equipe; •O projeto inclui muitas atividades e pouco tempo para realizá-las; •O projeto é baseado em informações insuficientes ou inadequadas; •O projeto foi estimado baseado no „feeling‟ dos envolvidos, deixando em segundo plano dados históricos de projetos similares já efetuados;
  • 17. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa MS-Project 2010 Gestão de Projetos Agenda
  • 18. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Objetivo Este módulo visa ensinar as operações básicas com a ferramenta MS-Project. Sendo abordado o planejamento e acompanhamento de projetos, através do Project você poderá visualizar seu cronograma centrado em diversos interesses: centrado em tempos, custos e recursos. Poderá ainda comparar o planejamento inicial com o efetivo andamento do projeto. MS-Project 2010
  • 19. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Planejamento Antes de iniciar um projeto, você deve definir sua meta e depois determinar quais tarefas precisa completar para atingir. Depois de definir as etapas e tarefas, resta somente definir a duração, as pessoas responsáveis por cada tarefa e por fim o custo dessa etapa. MS-Project 2010
  • 20. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Projeto sobre a ótica do MS-Project Um projeto pode ser definido como uma sequência de atividades ou eventos com início e fim definidos dirigidos por pessoas que se destinam a alcançar um dado objetivo dentro de parâmetros de custo tempo, recursos e qualidade. MS-Project 2010
  • 21. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Ciclo de Vida de um Projeto Fase Inicial Fase de Planejamento Fase de Execução Fase Final MS-Project 2010
  • 22. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa O que é o MS-PROJECT Programa indicado para o planejamento e acompanhamento de projetos, através dele você poderá visualizar seu projeto centrado em diversos interesses: centrado em tempos, custos e recursos. Poderá ainda comparar o planejamento inicial com o efetivo andamento do projeto. MS-Project 2010
  • 23. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido Criar uma agenda para a reunião anual dos acionistas. Você começará estabelecendo um novo arquivo de projeto com uma data inicial e informações de propriedades de projeto. MS-Project 2010 Todo o projeto você deverá dividir em fases, indicar o início ou término, criar um calendário, vinculará tarefas, atribuirá os recursos e custos e iniciará o processo de identificação das alterações. Salvará uma linha de base e o mesmo ficará pronto para ser controlado.
  • 24. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 1 ) Abra o MS-Project e crie um novo arquivo, com a data inicial 03 de Novembro de 2014; Introduza como título “Reunião de Acionistas” e “Relatório Anual de 2014” como assunto do projeto e no autor e diretor seu nome completo; Salve o arquivo como revisão 1. MS-Project 2010 Neste 1º passo para construir um cronograma é necessário estabelecer a Data de Início ou de Término do Projeto
  • 25. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 2 ) MS-Project 2010 Neste momento, após o ambiente estar pronto para receber as atividades. Devemos verificar se temos a identificação de todas as tarefas. Devemos escolher o Modo Automático ou Manual do cronograma. Introduza as tarefas e durações a seguir na lista de tarefas:
  • 26. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 3 ) MS-Project 2010 É muito importante que você saiba operações básicas para realizar a manutenção do cronograma. Inserir uma tarefa; Mover uma tarefa; Excluir uma tarefa. Exclua a tarefa 7, (Imprimir Menu de serviço buffet) Salve o arquivo com linha de base. Insira uma nova tarefa, (Marcar centro de conferência), com duração de 2 dias, antes da tarefa 2, (Imprimir Carta); Mova a tarefa 3 (Imprimir Carta), para depois da tarefa 5, (Desenvolver Carta), usando a técnica de arrastar e soltar.
  • 27. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 4 ) MS-Project 2010 1 – Recue as tarefas de 2 a 20; 2 – Recue a tarefa de 3 a 6 3 – Recue a tarefa de 8 a 13 4 – Recue a tarefa de 15 a 19 Recuar as tarefas é extremamente importante, pois só desta forma temos condição de visualizar as quais atividades de forma mais Macro. Por isso o nome dos recuos é Criação de atividades Macro, ou seja, atividades que aglutinam outras.
  • 28. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 5 ) MS-Project 2010 As dependências entre atividades defini como o projeto será orquestrado. Vincule todas as tarefas em uma dependência término- a-início; Desvincule as tarefas de resumo 7 e 14; Vincule a tarefa 2 a tarefa 14; Vincule a tarefa 11 a tarefa 14 .
  • 29. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 6 ) MS-Project 2010 Dentro do conceito de Dependência temos a Latência que serve para determinar o tempo entre o final de uma atividade e o início de uma próxima. Mude as Dependências entre as tarefas
  • 30. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 7 ) MS-Project 2010 Os recursos dentro de um cronograma determinam o necessário para completar a atividade. Recursos podem ser Pessoas, Equipamentos, Materiais e Custo. Crie a seguinte Planilha de Recursos
  • 31. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 8 ) MS-Project 2010 Depois é necessário indicar qual recurso é necessário para completar a atividade. Com esta etapa definimos “Quem Faz o que Quando” e “Qual o custo variável da Atividade”. Temos a condição de determinar quem esta trabalhando mais do que possível e quem não esta alocado. Aloque os recursos
  • 32. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício conduzido ( PASSO 9 ) MS-Project 2010 Após ter acabado o cronograma o mesmo esta pronto para responder perguntas. Salve uma nova Linha de Base e compare o projeto. Avalie o custo do projeto e qual a sua data de término. Verifique se existe um recurso que esta trabalhando mais do que o possível. Qual o desembolso do projeto.
  • 33. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Calendário MS-Project 2010 Os calendários determinam como os recursos atribuídos a tarefas são agendados e como as próprias tarefas são agendadas.
  • 34. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Calendário MS-Project 2010 Padrão: é o calendário base que é usado por padrão para os calendários de tarefa, de recursos e do projeto. Reflete uma agenda de trabalho tradicional: se segunda à sexta, das 9h às 18h, com uma hora de intervalo
  • 35. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Calendário MS-Project 2010 24 horas: reflete uma agenda sem nenhum período de folga. Pode ser usado quando os recursos e as atividades forem agendados para diferentes turnos do dia ou da noite ou quando os recursos de equipamento trabalharem continuamente nas atividades
  • 36. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Calendário MS-Project 2010 Turno da noite: reflete uma agenda de turno noturno de segunda-feira à noite até sábado de manhã
  • 37. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Tipos de Dependência MS-Project 2010 Dependências Obrigatórias. (Mandatory Dependencies – Hard Logic) São aquelas inerentes à natureza ou condições técnicas e específicas do trabalho que está sendo feito.
  • 38. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Tipos de Dependência MS-Project 2010 Dependências Arbitrárias. (Discretionary Dependencies – Soft Logic). São aquelas definidas pela equipe do projeto. Esse tipo de dependência deve ser usado com cuidado (e bem documentado como premissa) já que pode limitar, posteriormente, as opções do cronograma.
  • 39. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Tipos de Dependência MS-Project 2010 Dependências Externas. São aquelas que envolvem um relacionamento com atividades de fora do projeto.
  • 40. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Tipos de Dependência MS-Project 2010 Terminar para começar (finish-to-start):O início do trabalho da sucessora depende do término do predecessor Terminar para terminar (finish-to-finish): O término do trabalho da sucessora depende do término da predecessora. Nesse tipo de relacionamento as datas de término das atividades são idênticas e dependentes da antecessora
  • 41. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Tipos de Dependência MS-Project 2010 Começar para começar (start-to-start):O início do trabalho da sucessora depende do início do predecessor. Nesse tipo de relacionamento as datas de início das atividades são idênticas. Começar para terminar (start-to-finish): O término do trabalho da sucessora depende do início da predecessora
  • 42. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Recursos MS-Project 2010 Os recursos são os equipamentos e pessoas necessárias para completar tarefas. O Project armazena informações sobre cada recurso com o objetivo de acompanhar as horas, custos e o efeito que cada recurso tem sobre o projeto.
  • 43. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Recursos MS-Project 2010 Caso as informações sobre os recursos não sejam acompanhadas posteriormente, não é essencial inseri-las no projeto. No entanto, informações de recursos detalhados oferecem relatórios com mais detalhes sobre todos os fatores envolvidos.
  • 44. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Cálculo de Duração MS-Project 2010 Você atribui um pintor em tempo integral (100%) para pintar paredes em 4 dias (duração). O trabalho (o tempo que o pintor levará para concluir a tarefa com 100% de empenho) é de 32 horas ou 4 dias. Duração = 4 dias Trabalho = 32 horas Unidades = 1 ou 100%
  • 45. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Cálculo de Duração ( Unidades Fixas ) MS-Project 2010 Você atribui um pintor em tempo integral (100%) para pintar paredes em 4 dias (duração). O trabalho (o tempo que o pintor levará para concluir a tarefa com 100% de empenho) é de 32 horas ou 4 dias. Se você aumentar a quantidade de trabalho para 40 horas, o Project recalculará a duração para 5 dias. Agora o pintor tem um dia extra de trabalho na tarefa.
  • 46. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Cálculo de Duração ( Trabalho Fixo ) MS-Project 2010 Dois pintores foram designados em tempo integral (100%) para pintar paredes em 2 dias (trabalho igual a 32 horas -- 16 horas por pintor). Se você aumentar a duração da tarefa de 2 para 4 dias, o Project definirá as unidades de atribuição de cada pintor como 50%, de modo que cada pintor trabalhará somente meio período e o trabalho permanecerá constante em 32 horas.
  • 47. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Cálculo de Duração ( Duração Fixo ) MS-Project 2010 O pintor foi atribuído em tempo integral (100%) para pintar uma sala em 4 dias. O trabalho é de 32 horas. Em seguida, você atribui ao mesmo pintor uma outra sala a ser pintada. Infelizmente, o pintor está comprometido em outro lugar por 4 dias e não pode trabalhar em outra tarefa. O pintor só pode trabalhar meio período (50%) na pintura da outra sala. Quando você insere 50%, o Project mantém a duração fixa de 4 dias e recalcula o trabalho para 16 horas.
  • 48. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Cálculo de Duração ( Mutirão ) MS-Project 2010 Controle por empenho, também conhecido como Efeito Mutirão, significa manter o valor total para o trabalho da tarefa, independentemente de quantos e quais recursos de trabalho estejam atribuídos a ela.
  • 49. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício 01 MS-Project 2010
  • 50. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício 02 MS-Project 2010 1. Objetivo Estes exercícios práticos que serão utilizados como fonte complementar a teoria aplicada ao curso. 2. Exercícios 1. Calendário de Recursos Dica: Ferramentas-> Alterar Período de Trabalho. A. Criar os três calendários descritos a seguir: Nome: Produção; Tipo: Cópia de Calendário Básico (padrão); Dias úteis: Segunda a sábado Expediente: 09:00 as 13:00 e das 14:00 as 18:00 horas. Feriados: 12/10, 02/11, 15/11, 08/12; 25/12, 31/12; 01/01; Horários Especiais: 23/12 e 30/12, meio expediente matinal 17/12 a 21/12 e 26/12 a 28/12, fim de expediente às 19:00 hrs Nome: Administração; Tipo: Cópia de Calendário de Produção; Dias úteis: Segunda a sexta OBS: A cópia foi feita com o objetivo de evitar redigitar feriados e outras datas especiais. Sábados que estavam configurados diferentemente do padrão devem ser reconfigurados individualmente. Nome: Reuniões; Tipo: Cópia de administração; Horários Especiais: todos os dias saída as 22:00 horas; OBS: Verificar as datas que estavam com horário especial pois as mesmas não são alteradas automaticamente.
  • 51. www.profsilasserpa.jimdo.com Profº Silas Serpa Exercício 03 MS-Project 2010