SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
Baixar para ler offline
BIBLIOGRAFIA
EMPREENDEDORISMO


                     CORPORATIVO
EMPREENDEDORISMO
E DESENVOLVIMENTO
    ECONÔMICO
Os negócios                              cenário mudou
 não serão                   Custo X
                             Receita
  mais os
mesmos em
poucos anos     Velocidade


                                    Novos
                                 Concorrentes

    competição aumentou


Precisamos nos preparar para os desafios
O “velho”    O “novo”
  modelo      modelo
 econômico   econômico

                 A era da
 A era da
                inovação
manufatura
              empreendedora
Processo de Vantagens Competitivas




PREÇO       QUALIDADE     INOVAÇÃO
NECESSIDADE DO
 COMPORTAMENTO
  EMPREENDEDOR
NAS ORGANIZAÇÕES
Líder X Empreendedor Corporativo

       PREÇO
               LÍDER
                                         ≠       EMPREENDEDOR
                                                  CORPORATIVO


  Decisões partidas de alta                  Cultura empreendedora em todos
   gerência (Top-Down)                            os níveis organizacionais

               LÍDER                                      LÍDER




SEGUIDOR   X   SEGUIDOR   X   SEGUIDOR          LÍDER     LÍDER     LÍDER
INOVAÇÃO
INOVAÇÃO ou simplesmente INVENÇÃO ?
“Inovar significa fazer qualquer coisa diferente na sua
   empresa (uma mudança, uma atitude, uma ideia, uma
  invenção,) que traga uma redução de custos, um maior
  aproveitamento dos recursos, e, principalmente, novos
 produtos ou serviços para seu mercado, ou até, que abra
 mercados com novas soluções. A semelhança entre todos
 estes tipos de inovação é que traz mais dinheiro para a
            empresa e gera valor agregado.”

                                                                            Ronald Dauscha
                               Diretor Corporativo de Tecnologia e Inovação do Grupo Siemens no Brasil.
          Engenheiro Eletrônico pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, especializado em
Administração Industrial pela Universidade Federal do Paraná e MBA em finanças empresariais pela FGV.
INOVAÇÃO ou simplesmente INVENÇÃO ?
FONTE: http://a-vaca-louca.blogspot.com/2009/09/invencoes-estranhas-vindas-do-oriente.html
Quem é o Empreendedor?
ALTA



                    Inventor           Empreendedor
Criatividade e
  Inovação




                    A Grande             Gerente
                     Maioria           Administrador


BAIXA                   Habilidades Gerenciais e       ALTA
                        know-how em business
Tipos de Inovação
        +
                                             Avançada
Risco/Retorno




                               Nova
    Razão




                            Plataforma

                Derivadas




          -             Competências-chave              +
Gestão da Inovação




FONTE: http://thinkoutsidebr.wordpress.com/2009/12/07/gestao-da-inovacao-3/
“Inovação é um investimento e,
  como tal, para trazer resultados,
       exige aportes iniciais”

                                                                            Ronald Dauscha
                               Diretor Corporativo de Tecnologia e Inovação do Grupo Siemens no Brasil.
          Engenheiro Eletrônico pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, especializado em
Administração Industrial pela Universidade Federal do Paraná e MBA em finanças empresariais pela FGV.
A PRÁTICA DO
EMPREENDEDORISMO
  CORPORATIVO
Quem é o Empreendedor Corporativo?
 O Empreendedor Corporativo é aquele que traz inovações e a partir de
    uma ideia, dedica-se em transformá-la em realidade com
   sucesso. Para isso ele não precisa deixar a empresa onde
trabalha, como faria o empreendedor, mas ele precisa de liberdade,
 incentivo e recursos necessários advindos da empresa para que
                possa seguir adiante com sua ideia.
Um estudo desde 1985...                                        Aumento no
Novos negócios,                                                                       volume de vendas
    criando                                                                          dos produtos atuais.
necessidades nos                                                                       Ocupando assim
    clientes                                                                           maior parcela do
                                                                                          mercado
                                             Empresa
                                                             Crescimento
                                Riqueza
                                                                                   Ajuste, adaptação
                                                                                   ou modificação da
 Aumenta o lucro                                                                    forma de agir das
com a produção de                                                                  pessoas para assim
    algo novo                             Inovação       Mudança                     identificar novas
                                                                                      oportunidades




                                                     Valor
                 Utilização dos                                         Através de algo
              recursos disponíveis                                   ainda não explorado
                de forma que o                                        cria -se valor para
                 atual se torne                                          os clientes e
                    obsoleto                                            consumidores.




                      EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO
Modelo Interativo do Processo de
                Empreendedorismo Corporativo
-   Suporte Gerencial
-   Tipo de Trabalho
-   Recompensas/Incentivos
-   Disponibilidade de tempo
-   Limites Organizacionais                                         Implementação
                                                                       da ideia
CARACTERÍSTICAS ORGANIZACIONAIS

                                   Decisão para    Planejamento            Habilidade
             Evento Inicial        agir de forma   viabilidade do          de superar
                                  empreendedora       negócio               barreiras

    CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS

-   Propensão de assumir riscos                                     Disponibilidade
-   Desejo de autonomia                                                de recurso
-   Necessidade de realização
-   Orientação e metas
-   Autocontrole                                        Fonte: DORNELAS, 2003. p. 45
Tipos de Empreendedorismo nas Organizações
               EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO


   CORPORATE VENTURING                    INTRAPRENEURSHIP


                                                           Renovação
                                      Inovação
                                                           Estratégica

                                            - Novos Projetos
        - Joint-Ventures
                                           - Novas estruturas
           - Spin-offs
                                         - Equipes de Inovação
 - Iniciativas de Capital de Risco
                                     - Unidades de negócio autônomas
                                            - Novos negócios


       Fora da Organização                Dentro da Organização

                                                    Fonte: DORNELAS, 2003. p. 39
Captação de Valor pelo Empreendedor Corporativo
   DEFINIÇÃO DO PROCESSO DE CAPTAÇÃO DE VALORES PARA A EMPRESA


  Identificação   Desenvolvimento     Captura        Implementação


   Requerem mudanças na forma que os recursos são empregados
   na empresa

   Conduzem para a criação de novas competências empresariais

   Essas competências resultam em novas possibilidades de
   posicionamento no mercado, buscando um compromisso de
   longo prazo e criação de valor para os acionistas, funcionários e
   clientes
                                                 Fonte: DORNELAS, 2003. p. 37-38
O Processo do Empreendedorismo
                      Corporativo
                            INOVAÇÃO              Mudança de
 Oportunidades                                      Cultura


                                                             Novos
 Ideias                                                     Negócios

                                   ORGANIZAÇÃO
                  PESSOAS         EMPREENDEDORA
Riscos                                                       Novos
                                                           Processos


                                                    Estrutura
   Criatividade
                                                  Organizacional
                        AMBIENTE DE                  Flexível
                        REALIZAÇÕES
Criação de Riqueza                 Construir/melhorar a imagem da marca


Busca investimento junto à capitalistas de     Busca recursos internos ou realoca os
             risco, angels, etc                             existentes



                                             Trabalha dentro de uma cultura existente
 Criar estratégia e cultura organizacional
                                             e a estratégia deve estar coerente com ela


               Sem regras                                  Regras claras


        Horizonte de curto prazo                Horizonte de médio e longo prazo


    Passos rápidos (caos controlado)                        Burocracia
Alguns mitos sobre o Empreendedor
              Corporativo
Empreendedores são natos, nascem
para o sucesso

      Empreendedores são “jogadores” que
               assumem riscos altíssimos

 Os empreendedores são lobos solitários e
    não conseguem trabalhar em equipe
Os 10 mandamentos do Empreendedor
           Corporativo
Criação de mecanismos para manter a
filosofia empreendedora na Organização
                              Buscar desenvolvimento de
                              novos produtos/serviços e
                                      processos




Sistemática criteriosa para
a busca de novos produtos                                 Inovação vista como algo
e política de procedimento                                      abrangente
 de seu desenvolvimento




         Entendimento claro da
                                                  Estratégia para a criação e
        agressividade da inovação
                                                     desenvolvimento de
          para os resultados na
                                                       novos produtos
                 empresa
Definição da Estratégia Organizacional
                Segura aversão ao risco, de        Assume riscos calculados, cria
                 preservação do emprego                     empregos




                                                                                       EMPREENDEDORA
              Voltada ao aprendizado de uma         Aprendizado é chave para o
TRADICIONAL


                   habilidade específica          sucesso e deve ser algo contínuo

              Focada na estabilidade, tradição,   Focada na velocidade, mudança,
                   consistência, robustez            adaptabilidade, agilidade

                Forte estrutura hierárquica,      Integração total, estrutura plana,
              decisões quase sempre top-down           grupos semiautônomos
                                                       CAPITAL: know-how e
                CAPITAL: Recursos de ativos
                                                   conhecimento das pessoas são
                     físicos são chaves
                                                              chave
                Status é definido, atribuído       Status é atingido, conquistado

              Relação ganha-perda prevalece        Relação ganha-ganha prevalece
                     (ndividualismo)                         (equipes)
                          Controle                         Empowerment
Empresas que adotam essas práticas




Pesquisa realizada em 2008 e publicada na revista VOCÊ S/A em 10/09/2009
Caso VOLVO: Estimulo às práticas do
                    Empreendedorismo Corporativo
                                                                             Diretoria


                                                                           Coordenador
                                                                              Geral

                                                                            100 Equipes
                                                                           autogerenciais
                                                                               (EAG)


                                                                              Equipe de
                                                                               12 a 16
                                                                            funcionários
                                                                             com 1 líder

Pesquisa realizada em 2008 e publicada na revista VOCÊ S/A em 10/09/2009
Caso ODEBRECHT: Formação de novos
empreendedores pela delegação planejada
                                Elaborado e
                             negociado entre os
                               “Empresários
                                 Parceiros”.


                                                     Transmissão de
        Retorno a gestão
                                                       propósitos e
        do projeto central
                                                     recebimento de
         para avalição e
                                                     informações da
           aprovação
                                                          base.




                                             Conversão do
                 Desenvolvimento e         projeto central e
                 acompanhamento             planejamentos
                                              individuais
Caso ODEBRECHT: Formação de novos
empreendedores pela delegação planejada
                          Delegação
                          Planejada
            Formação                     Organização
           continua de                   definida por
              novos                     Programas não
           empresários                   por Funções
                          ENFOQUE
                             NO
                           CLIENTE
           Participação                 Distribuição
            intensiva e                  de lucros
            promoção                      entre os
           da Inovação                  empregados
                          Comunicação
                            simples e
                              direta
BIBLIOGRAFIA
• LIVRO:
DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo corporativo: como ser empreendedor, inovar e
se diferenciar em organizações estabelecidas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. 183 p.

• ARTIGOS:
ANDREASSI, Tales. Empreendedorismo Corporativo. Revista RAE FGV. Vol 4. Núm 3. Ago/Nov 2005

• SITES:

http://www.endeavor.org.br/endeavor_mag/estrategia-crescimento/inovacao-implementacao-de-
cultura-de-inovacao/inovacao-de-resultados
http://www.endeavor.org.br/endeavor_mag/estrategia-crescimento/inovacao-gerenciando-a-
criatividade/a-inovacao-se-tornou-democratica
http://mauriciovll.files.wordpress.com/2008/03/empreendedorismo_apostila.pdf
http://www.sucessonews.com.br/o-empreendedor-corporativo-e-os-erros-das-empresas/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Inovação
InovaçãoInovação
Inovação
 
Recrutamento e Seleção
Recrutamento e SeleçãoRecrutamento e Seleção
Recrutamento e Seleção
 
Empreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E InovaçãoEmpreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E Inovação
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
 
Introdução à teoria geral da administração
Introdução à teoria geral da administraçãoIntrodução à teoria geral da administração
Introdução à teoria geral da administração
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Criatividade e Inovaçao
Criatividade e InovaçaoCriatividade e Inovaçao
Criatividade e Inovaçao
 
Perfil Empreendedor
Perfil EmpreendedorPerfil Empreendedor
Perfil Empreendedor
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Aulas 1 a 3 introdução à moderna gestão de pessoas
Aulas 1 a 3   introdução à moderna gestão de pessoasAulas 1 a 3   introdução à moderna gestão de pessoas
Aulas 1 a 3 introdução à moderna gestão de pessoas
 
Habilidades do administrador slides
Habilidades do administrador   slidesHabilidades do administrador   slides
Habilidades do administrador slides
 
O que é empreendedorismo!
O que é empreendedorismo!O que é empreendedorismo!
O que é empreendedorismo!
 
Conceito de Inovação
Conceito de InovaçãoConceito de Inovação
Conceito de Inovação
 
Empreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no BrasilEmpreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no Brasil
 
Aula Tipos de Empreendedores
Aula Tipos de EmpreendedoresAula Tipos de Empreendedores
Aula Tipos de Empreendedores
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 

Destaque

Educacao empreendedora
Educacao empreendedoraEducacao empreendedora
Educacao empreendedorajosedornelas
 
Workshop de Empreendedorismo Corporativo
Workshop de Empreendedorismo CorporativoWorkshop de Empreendedorismo Corporativo
Workshop de Empreendedorismo Corporativojosedornelas
 
Gestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com ScrumGestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com ScrumIgor Macaubas
 
Aulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.JrAulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.JrSergio Luis Seloti Jr
 
As 7 Estratégias do Marketing Digital - FINAL
As 7 Estratégias do Marketing Digital - FINALAs 7 Estratégias do Marketing Digital - FINAL
As 7 Estratégias do Marketing Digital - FINALPedro Cordier
 
Mídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVapor
Mídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVaporMídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVapor
Mídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVaporThiago Compan
 
Introdução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão EmpresarialIntrodução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão EmpresarialEliseu Fortolan
 
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Thiago Compan
 
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)Manoel Pimentel Medeiros
 
Scrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os ValoresScrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os ValoresDanilo Bardusco
 
LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN
LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN
LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN Fernando Palma
 
Estratégias Inovadoras em E-mail Marketing
Estratégias Inovadoras em E-mail MarketingEstratégias Inovadoras em E-mail Marketing
Estratégias Inovadoras em E-mail MarketingPaulo Milreu
 
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao MarketingMÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao MarketingThiago Lúcio
 
A Força do Marketing Pessoal
A Força do Marketing PessoalA Força do Marketing Pessoal
A Força do Marketing PessoalNext Educação
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com ScrumGestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com ScrumMarcos Garrido
 

Destaque (20)

Educacao empreendedora
Educacao empreendedoraEducacao empreendedora
Educacao empreendedora
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
 
Workshop de Empreendedorismo Corporativo
Workshop de Empreendedorismo CorporativoWorkshop de Empreendedorismo Corporativo
Workshop de Empreendedorismo Corporativo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Gestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com ScrumGestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com Scrum
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
 
Aulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.JrAulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.Jr
Aulas - Marketing II - 2007 - Prof. Sergio.Jr
 
As 7 Estratégias do Marketing Digital - FINAL
As 7 Estratégias do Marketing Digital - FINALAs 7 Estratégias do Marketing Digital - FINAL
As 7 Estratégias do Marketing Digital - FINAL
 
Mídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVapor
Mídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVaporMídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVapor
Mídia Kit - Empreendedor a todo Vapor - #EVapor
 
Introdução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão EmpresarialIntrodução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão Empresarial
 
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
 
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)
 
Scrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os ValoresScrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os Valores
 
Drucker 100 anos
Drucker 100 anosDrucker 100 anos
Drucker 100 anos
 
LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN
LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN
LIVRO GRATUITO SCRUM X KANBAN
 
Estratégias Inovadoras em E-mail Marketing
Estratégias Inovadoras em E-mail MarketingEstratégias Inovadoras em E-mail Marketing
Estratégias Inovadoras em E-mail Marketing
 
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao MarketingMÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
 
Marketing 3.0
Marketing 3.0 Marketing 3.0
Marketing 3.0
 
A Força do Marketing Pessoal
A Força do Marketing PessoalA Força do Marketing Pessoal
A Força do Marketing Pessoal
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com ScrumGestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
 

Semelhante a Empreendedorismo Corporativo

Intra-empreendedorismo na Administração moderna
Intra-empreendedorismo na Administração modernaIntra-empreendedorismo na Administração moderna
Intra-empreendedorismo na Administração modernaTR Consulting
 
Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...
Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...
Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...A. Rui Teixeira Santos
 
Brasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_pptBrasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_pptkleber.torres
 
Inovação como suporte para a lucratividade
Inovação como suporte para a lucratividadeInovação como suporte para a lucratividade
Inovação como suporte para a lucratividadeMaria Augusta Orofino
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...EloGroup
 
Drarian caos focado_inn.pulse - v5
Drarian caos focado_inn.pulse - v5Drarian caos focado_inn.pulse - v5
Drarian caos focado_inn.pulse - v5Túlio Jannuzzelli
 
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à InovaçãoBRAIN Brasil Inovação
 
Empreendedorismo Corporativo - Modelo de implantação
Empreendedorismo Corporativo - Modelo de implantaçãoEmpreendedorismo Corporativo - Modelo de implantação
Empreendedorismo Corporativo - Modelo de implantaçãojosedornelas
 
Aula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negóciosAula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negóciosWilian Gatti Jr
 
Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...
Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...
Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...Allagi Open Innovation Services
 
Roadmapping continuos innovation
Roadmapping continuos innovationRoadmapping continuos innovation
Roadmapping continuos innovationMarco Oliveira
 
Venture driven innovation
Venture driven innovationVenture driven innovation
Venture driven innovationInventta
 
Palestra futura trends cn
Palestra futura trends cnPalestra futura trends cn
Palestra futura trends cnvoandrade
 
E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010
 E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010 E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010
E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010DOM Strategy Partners
 
Ceo fgv organização
Ceo fgv organizaçãoCeo fgv organização
Ceo fgv organizaçãokleber.torres
 

Semelhante a Empreendedorismo Corporativo (20)

Intra-empreendedorismo na Administração moderna
Intra-empreendedorismo na Administração modernaIntra-empreendedorismo na Administração moderna
Intra-empreendedorismo na Administração moderna
 
Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...
Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...
Empreendorismo e competitividade, docente: prof. doutor Rui Teixeira Santos (...
 
Brasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_pptBrasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_ppt
 
Inovação como suporte para a lucratividade
Inovação como suporte para a lucratividadeInovação como suporte para a lucratividade
Inovação como suporte para a lucratividade
 
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
Corporate Venture: como as grandes empresas estão colaborando com as startups...
 
Drarian caos focado_inn.pulse - v5
Drarian caos focado_inn.pulse - v5Drarian caos focado_inn.pulse - v5
Drarian caos focado_inn.pulse - v5
 
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
2º Workshop Subvenção Economica à Inovação
 
JSA_Empreendedorismo
JSA_EmpreendedorismoJSA_Empreendedorismo
JSA_Empreendedorismo
 
Empreendedorismo Corporativo - Modelo de implantação
Empreendedorismo Corporativo - Modelo de implantaçãoEmpreendedorismo Corporativo - Modelo de implantação
Empreendedorismo Corporativo - Modelo de implantação
 
Aula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negóciosAula logística introdução cenário de negócios
Aula logística introdução cenário de negócios
 
Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...
Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...
Fundação CERTI - Programa Sinapse da Inovação - Alexandre Ueno - Open Innovat...
 
Roadmapping continuos innovation
Roadmapping continuos innovationRoadmapping continuos innovation
Roadmapping continuos innovation
 
Venture driven innovation
Venture driven innovationVenture driven innovation
Venture driven innovation
 
Palestra futura trends cn
Palestra futura trends cnPalestra futura trends cn
Palestra futura trends cn
 
Modelos de Negócios Canvas
Modelos de Negócios CanvasModelos de Negócios Canvas
Modelos de Negócios Canvas
 
Modelos de Negócios Inovadores
Modelos de Negócios InovadoresModelos de Negócios Inovadores
Modelos de Negócios Inovadores
 
Gestao empreendedora
Gestao empreendedoraGestao empreendedora
Gestao empreendedora
 
E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010
 E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010 E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010
E-Book Inovação DOM Strategy Partners 2010
 
Ceo fgv organização
Ceo fgv organizaçãoCeo fgv organização
Ceo fgv organização
 
David teece
David teeceDavid teece
David teece
 

Empreendedorismo Corporativo

  • 3. Os negócios cenário mudou não serão Custo X Receita mais os mesmos em poucos anos Velocidade Novos Concorrentes competição aumentou Precisamos nos preparar para os desafios
  • 4. O “velho” O “novo” modelo modelo econômico econômico A era da A era da inovação manufatura empreendedora
  • 5. Processo de Vantagens Competitivas PREÇO QUALIDADE INOVAÇÃO
  • 6. NECESSIDADE DO COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR NAS ORGANIZAÇÕES
  • 7. Líder X Empreendedor Corporativo PREÇO LÍDER ≠ EMPREENDEDOR CORPORATIVO Decisões partidas de alta Cultura empreendedora em todos gerência (Top-Down) os níveis organizacionais LÍDER LÍDER SEGUIDOR X SEGUIDOR X SEGUIDOR LÍDER LÍDER LÍDER
  • 10. “Inovar significa fazer qualquer coisa diferente na sua empresa (uma mudança, uma atitude, uma ideia, uma invenção,) que traga uma redução de custos, um maior aproveitamento dos recursos, e, principalmente, novos produtos ou serviços para seu mercado, ou até, que abra mercados com novas soluções. A semelhança entre todos estes tipos de inovação é que traz mais dinheiro para a empresa e gera valor agregado.” Ronald Dauscha Diretor Corporativo de Tecnologia e Inovação do Grupo Siemens no Brasil. Engenheiro Eletrônico pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, especializado em Administração Industrial pela Universidade Federal do Paraná e MBA em finanças empresariais pela FGV.
  • 13. Quem é o Empreendedor? ALTA Inventor Empreendedor Criatividade e Inovação A Grande Gerente Maioria Administrador BAIXA Habilidades Gerenciais e ALTA know-how em business
  • 14. Tipos de Inovação + Avançada Risco/Retorno Nova Razão Plataforma Derivadas - Competências-chave +
  • 15. Gestão da Inovação FONTE: http://thinkoutsidebr.wordpress.com/2009/12/07/gestao-da-inovacao-3/
  • 16. “Inovação é um investimento e, como tal, para trazer resultados, exige aportes iniciais” Ronald Dauscha Diretor Corporativo de Tecnologia e Inovação do Grupo Siemens no Brasil. Engenheiro Eletrônico pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, especializado em Administração Industrial pela Universidade Federal do Paraná e MBA em finanças empresariais pela FGV.
  • 18. Quem é o Empreendedor Corporativo? O Empreendedor Corporativo é aquele que traz inovações e a partir de uma ideia, dedica-se em transformá-la em realidade com sucesso. Para isso ele não precisa deixar a empresa onde trabalha, como faria o empreendedor, mas ele precisa de liberdade, incentivo e recursos necessários advindos da empresa para que possa seguir adiante com sua ideia.
  • 19. Um estudo desde 1985... Aumento no Novos negócios, volume de vendas criando dos produtos atuais. necessidades nos Ocupando assim clientes maior parcela do mercado Empresa Crescimento Riqueza Ajuste, adaptação ou modificação da Aumenta o lucro forma de agir das com a produção de pessoas para assim algo novo Inovação Mudança identificar novas oportunidades Valor Utilização dos Através de algo recursos disponíveis ainda não explorado de forma que o cria -se valor para atual se torne os clientes e obsoleto consumidores. EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO
  • 20. Modelo Interativo do Processo de Empreendedorismo Corporativo - Suporte Gerencial - Tipo de Trabalho - Recompensas/Incentivos - Disponibilidade de tempo - Limites Organizacionais Implementação da ideia CARACTERÍSTICAS ORGANIZACIONAIS Decisão para Planejamento Habilidade Evento Inicial agir de forma viabilidade do de superar empreendedora negócio barreiras CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS - Propensão de assumir riscos Disponibilidade - Desejo de autonomia de recurso - Necessidade de realização - Orientação e metas - Autocontrole Fonte: DORNELAS, 2003. p. 45
  • 21. Tipos de Empreendedorismo nas Organizações EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO CORPORATE VENTURING INTRAPRENEURSHIP Renovação Inovação Estratégica - Novos Projetos - Joint-Ventures - Novas estruturas - Spin-offs - Equipes de Inovação - Iniciativas de Capital de Risco - Unidades de negócio autônomas - Novos negócios Fora da Organização Dentro da Organização Fonte: DORNELAS, 2003. p. 39
  • 22. Captação de Valor pelo Empreendedor Corporativo DEFINIÇÃO DO PROCESSO DE CAPTAÇÃO DE VALORES PARA A EMPRESA Identificação Desenvolvimento Captura Implementação Requerem mudanças na forma que os recursos são empregados na empresa Conduzem para a criação de novas competências empresariais Essas competências resultam em novas possibilidades de posicionamento no mercado, buscando um compromisso de longo prazo e criação de valor para os acionistas, funcionários e clientes Fonte: DORNELAS, 2003. p. 37-38
  • 23. O Processo do Empreendedorismo Corporativo INOVAÇÃO Mudança de Oportunidades Cultura Novos Ideias Negócios ORGANIZAÇÃO PESSOAS EMPREENDEDORA Riscos Novos Processos Estrutura Criatividade Organizacional AMBIENTE DE Flexível REALIZAÇÕES
  • 24. Criação de Riqueza Construir/melhorar a imagem da marca Busca investimento junto à capitalistas de Busca recursos internos ou realoca os risco, angels, etc existentes Trabalha dentro de uma cultura existente Criar estratégia e cultura organizacional e a estratégia deve estar coerente com ela Sem regras Regras claras Horizonte de curto prazo Horizonte de médio e longo prazo Passos rápidos (caos controlado) Burocracia
  • 25. Alguns mitos sobre o Empreendedor Corporativo Empreendedores são natos, nascem para o sucesso Empreendedores são “jogadores” que assumem riscos altíssimos Os empreendedores são lobos solitários e não conseguem trabalhar em equipe
  • 26. Os 10 mandamentos do Empreendedor Corporativo
  • 27. Criação de mecanismos para manter a filosofia empreendedora na Organização Buscar desenvolvimento de novos produtos/serviços e processos Sistemática criteriosa para a busca de novos produtos Inovação vista como algo e política de procedimento abrangente de seu desenvolvimento Entendimento claro da Estratégia para a criação e agressividade da inovação desenvolvimento de para os resultados na novos produtos empresa
  • 28. Definição da Estratégia Organizacional Segura aversão ao risco, de Assume riscos calculados, cria preservação do emprego empregos EMPREENDEDORA Voltada ao aprendizado de uma Aprendizado é chave para o TRADICIONAL habilidade específica sucesso e deve ser algo contínuo Focada na estabilidade, tradição, Focada na velocidade, mudança, consistência, robustez adaptabilidade, agilidade Forte estrutura hierárquica, Integração total, estrutura plana, decisões quase sempre top-down grupos semiautônomos CAPITAL: know-how e CAPITAL: Recursos de ativos conhecimento das pessoas são físicos são chaves chave Status é definido, atribuído Status é atingido, conquistado Relação ganha-perda prevalece Relação ganha-ganha prevalece (ndividualismo) (equipes) Controle Empowerment
  • 29. Empresas que adotam essas práticas Pesquisa realizada em 2008 e publicada na revista VOCÊ S/A em 10/09/2009
  • 30. Caso VOLVO: Estimulo às práticas do Empreendedorismo Corporativo Diretoria Coordenador Geral 100 Equipes autogerenciais (EAG) Equipe de 12 a 16 funcionários com 1 líder Pesquisa realizada em 2008 e publicada na revista VOCÊ S/A em 10/09/2009
  • 31. Caso ODEBRECHT: Formação de novos empreendedores pela delegação planejada Elaborado e negociado entre os “Empresários Parceiros”. Transmissão de Retorno a gestão propósitos e do projeto central recebimento de para avalição e informações da aprovação base. Conversão do Desenvolvimento e projeto central e acompanhamento planejamentos individuais
  • 32. Caso ODEBRECHT: Formação de novos empreendedores pela delegação planejada Delegação Planejada Formação Organização continua de definida por novos Programas não empresários por Funções ENFOQUE NO CLIENTE Participação Distribuição intensiva e de lucros promoção entre os da Inovação empregados Comunicação simples e direta
  • 33. BIBLIOGRAFIA • LIVRO: DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo corporativo: como ser empreendedor, inovar e se diferenciar em organizações estabelecidas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. 183 p. • ARTIGOS: ANDREASSI, Tales. Empreendedorismo Corporativo. Revista RAE FGV. Vol 4. Núm 3. Ago/Nov 2005 • SITES: http://www.endeavor.org.br/endeavor_mag/estrategia-crescimento/inovacao-implementacao-de- cultura-de-inovacao/inovacao-de-resultados http://www.endeavor.org.br/endeavor_mag/estrategia-crescimento/inovacao-gerenciando-a- criatividade/a-inovacao-se-tornou-democratica http://mauriciovll.files.wordpress.com/2008/03/empreendedorismo_apostila.pdf http://www.sucessonews.com.br/o-empreendedor-corporativo-e-os-erros-das-empresas/