SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet
Algoritmos e Técnicas
de Programação
Professor Dr. Valderi R. Q. Leithardt
valderi@ifc-camboriu.edu.br
Professor
2
● Graduação em Processamento de Dados CESUFOZ
● Especialista em Redes e Sistemas Distribuídos
UFRGS
● Mestrado em Ciência Computação PUCRS
● Doutor em Ciências da Computação UFRGS *Nov
2015
● Experiência docente, acadêmica e área de TI > 10
anos.
Plano de aula
 Revisão
Conceitos
 Exercício de fixação
 Perguntas
 Referências
3
Revisão
4
Entrada -> Processamento -> Saída
 Hardware, Software.
Revisão
5
 Algoritmos
 É uma descrição das etapas de resolução de um problema.
 Um conjunto finito de regras, bem definidas, para a solução de
um problema em um tempo finito.
 Descrição
ORTH. (1985)
Conceitos
6
Estruturas de Controle
7
 Sequência
 Grupo de comandos em que são executados um após o outro.
 Seleção
 Condições para execução -> decisão entre verdadeiro ou falso
 Repetição
 Enquanto, Para, Repita.
BOHM, C. JACOPINI, G. (1966)
Fundamentado na lógica estruturada, Bohn e Jacopini eles
provaram que apenas três estruturas são suficientes para explicar a
solução de qualquer problema, inclusive tornando-os estruturados
e mais legíveis.
8
 SELEÇÃO
 Também chamada de estrutura de decisão ou de
processamento condicional, a estrutura de seleção é utilizada
quando a execução de um comando.
 SELEÇÃO SIMPLES
 Quando a execução de um comando (ou de uma sequência de
comandos) depender de uma condição verdadeira, e não há
comandos a executar se a condição for falsa.
Se <condição>
Então
(comandos);
Fim Se;
Estruturas de Controle
CORMEN,T.H.; et al. (2002)
FARRER. (1999)
9
 SELEÇÃO COMPOSTA
 Quando se executa um comando (ou sequência de comando) se
uma condição é verdadeira, e se executa um outro comando
(ou sequência de comandos) se a condição é falsa.
Se <condição> Então
(Comandos);
Senão
(comandos);
Fim Se;
Estruturas de Controle
NORTON (2011)
10
Estruturas de Controle
 Algoritmo para utilizar aplicativo - Sequência
Início
1. Comando 1;
2. Comando 2;
3. Comando 3;
4. . ;
5. . ;
6. Comando N;
Fim.
Este algoritmo só usa uma
estrutura de sequência
“Início/Fim”
11
Estruturas de Controle
 Algoritmo para utilizar um aplicativo - Sequência
Início
1. Clicar no aplicativo;
2. Verificar sinal internet;
3. Sincronizar e atualizar mensagens;
4. Teclar no contato desejado;
5. Escrever msg;
6. Enviar msg;
7. Desligar aplicativo;
Fim.
12
Estruturas de Controle
 Algoritmo para utilizar um aplicativo – Seleção
E se o sinal de internet do aplicativo não estiver funcionando?
INICIO
1. Comando;
2. Se <Condição>, então
1. Comando 1;
2. Comando 2;
3. . ;
4. . ;
5. Comando N;
3. Senão
1. Comando “sem comunicação”;
Este algoritmo usa uma
estrutura de decisão
“Se-então/Senão”
FIM.
13
Estruturas de Controle
 Algoritmo para utilizar um aplicativo – Seleção
E se o sinal de internet do aplicativo não estiver funcionando?
Início
1. Clicar no aplicativo;
2. Se tiver sinal de internet, então
1. Sincroniza e atualiza msg;
2. Teclar no contato desejado;
3. Escrever msg;
4. Enviar msg;
5. Desligar;
3. Senão
1. Exibir mensagem “sem comunicação”;
FIM.
14
Estruturas de Controle
 Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição
E se o sinal de internet do aplicativo estiver ruim?
INÍCIO
conexao := 1;
ENQUANTO ( conexao <> 0 )
Escreva (ativo) “conectado”;
Comando N.... ;
.
.
FIM ENQUANTO
FIM
Este algoritmo usa uma
estrutura de repetição
“Enquanto/while”
15
Estruturas de Controle
Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição
E se o sinal de internet do aplicativo estiver
ruim?
INÍCIO
contador:= 0
ENQUANTO contador < 3 FAÇA
{bloco de comando a ser executado}
contador:= contador + 1
FIM ENQUANTO
FIM
Este algoritmo usa uma
estrutura de repetição
“ENQUANTO / While”
FAÇA / Do
16
Estruturas de Controle
 Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição
E se o sinal de internet do aplicativo estiver ruim?
i := num
INÍCIO
escreva 'CONTAR NUMERO DE CONEXOES ATIVAS DE 10 ATÉ 1'
escreva
PARA i := 10 ATÉ DIMINUIR 1 FAÇA
escreva i
FIM PARA
FIM
Decrementação ou
incrementação
“PARA / For”
17
Estruturas de Controle
 Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição
E se o sinal de internet do aplicativo estiver ruim?
INÍCIO
escreva 'ALGORITMO QUE TESTA A VELOCIDADE INTERNET'
escreva
REPITA
escreva 'ENTRE COM UMA VELOCIDADE ENTRE 5 e 10'
leia valor
ATÉ ((valor >= 5) and (valor <= 10))
escreva 'VELOCIDADE IDENTIFICADA = ',valor
FIM.
Este algoritmo usa uma
estrutura de repetição
“REPITA”
Exercício de fixação
18
19
Fazer um algoritmo utilizando uma estrutura de
controle que leia se há conexão de internet e
imprima "sem conexão" se não houver conexão, e
conectado se houver conexão.
Qual estrutura de controle utilizar?
Sequência
Seleção – simples ou composta?
Repetição – Enquanto, para ou repita?
Exercício de fixação
20
Algoritmo conexão internet
INÍCIO
Leia conexao
SE conexao < 0 ENTÃO
escreva 'Sem conexão'
SENAO
escreva 'conectado'
FIM SE
FIM.
Exercício de fixação
Perguntas
Professor Dr. Valderi R. Q. Leithardt
valderi@ifc-camboriu.edu.br
Referências
22
• BOHM, C.; JACOPINI, G., 'Flow diagrams, turing machines, and language
with only two formation rules', 1966. http://doi.acm.org/10.1145/35
5592.365646 - Acessado em Fevereiro 2016.
• CORMEN,T.H.; LEISERSON, C.E. RIVEST, R.L and STEIN C. Algoritmos
Teoria e prática. Editora Campus 2002.
• FARRER, C. G. B., Faria, E. C. “Algoritmos Estruturados”, 3ª edição, editora
LTC - 1999.
• NORTON, Peter. Introdução à informática. São Paulo: Pearson, 2011.
• ORTH, Afonso. Inacio. Algoritmos. Editora Pallotti, Porto Alegre – RS
1985.
Próxima aula
23
 Revisar o conteúdo visto hoje
 Aninhamento de algorimos
 Utilização de FLAG, CASO
 Comandos básicos
 Diagramas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introdução
Lógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introduçãoLógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introdução
Lógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introdução
Professor-David Remigio
 
Psi-mod-op2
Psi-mod-op2Psi-mod-op2
Psi-mod-op2
diogoa21
 
Excecoes em Java
Excecoes em JavaExcecoes em Java
Excecoes em Java
FranciscoMacopa
 
Tratamento de exceções com PHP
Tratamento de exceções com PHPTratamento de exceções com PHP
Tratamento de exceções com PHP
Leonardo Soares
 
Semana 04 Estruturas Condicionais
Semana 04   Estruturas CondicionaisSemana 04   Estruturas Condicionais
Semana 04 Estruturas Condicionais
Eder Samaniego
 
Algoritmo 04 - Estruturas de decisão
 Algoritmo 04 - Estruturas de decisão Algoritmo 04 - Estruturas de decisão
Algoritmo 04 - Estruturas de decisão
Professor Samuel Ribeiro
 
Trabalho sobre algoritmo
Trabalho sobre algoritmoTrabalho sobre algoritmo
Trabalho sobre algoritmo
rpamsilva
 
Como usar algoritmos e fluxogramas
Como usar algoritmos e fluxogramasComo usar algoritmos e fluxogramas
Como usar algoritmos e fluxogramas
Kleber Jacinto
 
Aula 4 aed - parte 2
Aula 4   aed - parte 2Aula 4   aed - parte 2
Aula 4 aed - parte 2
Elaine Cecília Gatto
 
Tratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em JavaTratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em Java
Wilson Júnior
 
Algoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetição
Algoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetiçãoAlgoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetição
Algoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetição
Eder Samaniego
 
Tratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em JavaTratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em Java
Luis Fernando Pimenta
 
Aop Aspect J 1.5.4
Aop Aspect J 1.5.4Aop Aspect J 1.5.4
Aop Aspect J 1.5.4
Diego Pacheco
 
6 excecoes
6 excecoes6 excecoes
6 excecoes
Thiago Oliveira
 
Hands on guiado .Net Core
Hands on guiado .Net CoreHands on guiado .Net Core
Hands on guiado .Net Core
Alessandra Soares
 
Padrão Observador (Orientação à Objetos)
Padrão Observador (Orientação à Objetos)Padrão Observador (Orientação à Objetos)
Padrão Observador (Orientação à Objetos)
Teles Maciel
 

Mais procurados (16)

Lógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introdução
Lógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introduçãoLógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introdução
Lógica de Programção - Módulo 1 - algoritmos-introdução
 
Psi-mod-op2
Psi-mod-op2Psi-mod-op2
Psi-mod-op2
 
Excecoes em Java
Excecoes em JavaExcecoes em Java
Excecoes em Java
 
Tratamento de exceções com PHP
Tratamento de exceções com PHPTratamento de exceções com PHP
Tratamento de exceções com PHP
 
Semana 04 Estruturas Condicionais
Semana 04   Estruturas CondicionaisSemana 04   Estruturas Condicionais
Semana 04 Estruturas Condicionais
 
Algoritmo 04 - Estruturas de decisão
 Algoritmo 04 - Estruturas de decisão Algoritmo 04 - Estruturas de decisão
Algoritmo 04 - Estruturas de decisão
 
Trabalho sobre algoritmo
Trabalho sobre algoritmoTrabalho sobre algoritmo
Trabalho sobre algoritmo
 
Como usar algoritmos e fluxogramas
Como usar algoritmos e fluxogramasComo usar algoritmos e fluxogramas
Como usar algoritmos e fluxogramas
 
Aula 4 aed - parte 2
Aula 4   aed - parte 2Aula 4   aed - parte 2
Aula 4 aed - parte 2
 
Tratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em JavaTratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em Java
 
Algoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetição
Algoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetiçãoAlgoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetição
Algoritmos 01 - Semana 08 - Estruturas de repetição
 
Tratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em JavaTratamento de exceções em Java
Tratamento de exceções em Java
 
Aop Aspect J 1.5.4
Aop Aspect J 1.5.4Aop Aspect J 1.5.4
Aop Aspect J 1.5.4
 
6 excecoes
6 excecoes6 excecoes
6 excecoes
 
Hands on guiado .Net Core
Hands on guiado .Net CoreHands on guiado .Net Core
Hands on guiado .Net Core
 
Padrão Observador (Orientação à Objetos)
Padrão Observador (Orientação à Objetos)Padrão Observador (Orientação à Objetos)
Padrão Observador (Orientação à Objetos)
 

Destaque

Estrutura de controle repetição C++
Estrutura de controle repetição C++Estrutura de controle repetição C++
Estrutura de controle repetição C++
Sedu
 
Variaveis
VariaveisVariaveis
Variaveis
Sedu
 
PyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateToolsPyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateTools
Marcelo Rodrigues
 
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmosConceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
Vando Junqueira
 
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson CuaspudMatematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Jefferson Cuaspud
 
Introducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de ProgramaçãoIntroducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de Programação
Marcelo Rodrigues
 
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de ProjetosAula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
MairaM
 
Operadores booleanos
Operadores booleanosOperadores booleanos
Operadores booleanos
julimarontiver
 
Aula 15 minutos
Aula 15 minutosAula 15 minutos
Aula 15 minutos
Eduardo Bregaida
 
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.204 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
César Augusto Pessôa
 
LÓGICA PROGRAMÁVEL
LÓGICA PROGRAMÁVELLÓGICA PROGRAMÁVEL
LÓGICA PROGRAMÁVEL
Claudiu Cartis
 
01 - Introdução a lógica de programação - v1.4
01 - Introdução a lógica de programação - v1.401 - Introdução a lógica de programação - v1.4
01 - Introdução a lógica de programação - v1.4
César Augusto Pessôa
 
Estruturas de controle if/else switch PHP
Estruturas de controle if/else switch PHPEstruturas de controle if/else switch PHP
Estruturas de controle if/else switch PHP
Sedu
 
Introdução à programação para web com Java - Módulo 02: Conceitos básicos de...
Introdução à programação para web com Java -  Módulo 02: Conceitos básicos de...Introdução à programação para web com Java -  Módulo 02: Conceitos básicos de...
Introdução à programação para web com Java - Módulo 02: Conceitos básicos de...
Professor Samuel Ribeiro
 
Algoritmos
AlgoritmosAlgoritmos
Algoritmos
maura montero
 
Operadores
OperadoresOperadores
Operadores
BrunoSilvaSantana
 
Gerenciamento de projetos de engenharia
Gerenciamento de projetos de engenhariaGerenciamento de projetos de engenharia
Gerenciamento de projetos de engenharia
Wladmir Araujo
 
Algoritmos 05 - Estruturas de repetição
Algoritmos 05 - Estruturas de repetiçãoAlgoritmos 05 - Estruturas de repetição
Algoritmos 05 - Estruturas de repetição
Professor Samuel Ribeiro
 
Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)
Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)
Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)
Luis Henrique Nunes Quezado
 
Presentación evaluacion y cierre de curso virtual
Presentación  evaluacion y cierre de curso virtualPresentación  evaluacion y cierre de curso virtual
Presentación evaluacion y cierre de curso virtual
Jose iGNACIO Jimenez
 

Destaque (20)

Estrutura de controle repetição C++
Estrutura de controle repetição C++Estrutura de controle repetição C++
Estrutura de controle repetição C++
 
Variaveis
VariaveisVariaveis
Variaveis
 
PyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateToolsPyFuncemeClimateTools
PyFuncemeClimateTools
 
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmosConceitos fundamentais-de-algoritmos
Conceitos fundamentais-de-algoritmos
 
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson CuaspudMatematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
Matematicas operadores logicos jefferson Cuaspud
 
Introducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de ProgramaçãoIntroducao a Lógica de Programação
Introducao a Lógica de Programação
 
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de ProjetosAula1 - Gerenciamento de Projetos
Aula1 - Gerenciamento de Projetos
 
Operadores booleanos
Operadores booleanosOperadores booleanos
Operadores booleanos
 
Aula 15 minutos
Aula 15 minutosAula 15 minutos
Aula 15 minutos
 
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.204 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
04 - Operadores lógicos e expressões lógicas - v1.2
 
LÓGICA PROGRAMÁVEL
LÓGICA PROGRAMÁVELLÓGICA PROGRAMÁVEL
LÓGICA PROGRAMÁVEL
 
01 - Introdução a lógica de programação - v1.4
01 - Introdução a lógica de programação - v1.401 - Introdução a lógica de programação - v1.4
01 - Introdução a lógica de programação - v1.4
 
Estruturas de controle if/else switch PHP
Estruturas de controle if/else switch PHPEstruturas de controle if/else switch PHP
Estruturas de controle if/else switch PHP
 
Introdução à programação para web com Java - Módulo 02: Conceitos básicos de...
Introdução à programação para web com Java -  Módulo 02: Conceitos básicos de...Introdução à programação para web com Java -  Módulo 02: Conceitos básicos de...
Introdução à programação para web com Java - Módulo 02: Conceitos básicos de...
 
Algoritmos
AlgoritmosAlgoritmos
Algoritmos
 
Operadores
OperadoresOperadores
Operadores
 
Gerenciamento de projetos de engenharia
Gerenciamento de projetos de engenhariaGerenciamento de projetos de engenharia
Gerenciamento de projetos de engenharia
 
Algoritmos 05 - Estruturas de repetição
Algoritmos 05 - Estruturas de repetiçãoAlgoritmos 05 - Estruturas de repetição
Algoritmos 05 - Estruturas de repetição
 
Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)
Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)
Minicurso Gerenciamento de Projetos (Prática e Aplicabilidade)
 
Presentación evaluacion y cierre de curso virtual
Presentación  evaluacion y cierre de curso virtualPresentación  evaluacion y cierre de curso virtual
Presentación evaluacion y cierre de curso virtual
 

Semelhante a Algoritmos conceitos

Java3
Java3Java3
Aula 12 -Seleção Múltipla.pdf
Aula 12 -Seleção Múltipla.pdfAula 12 -Seleção Múltipla.pdf
Aula 12 -Seleção Múltipla.pdf
ViniciusBortolini1
 
Introdução a Linguagem de Programação
Introdução a Linguagem de ProgramaçãoIntrodução a Linguagem de Programação
Introdução a Linguagem de Programação
Jessica Ribeiro
 
A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...
A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...
A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...
Rodrigo Oliveira, Msc, PMP
 
Wireless - Aula 6
Wireless - Aula 6Wireless - Aula 6
Wireless - Aula 6
Guilherme Nonino Rosa
 
Introdução a testes automatizados
Introdução a testes automatizadosIntrodução a testes automatizados
Introdução a testes automatizados
Thiago Ghisi
 
Testes de Software
Testes de SoftwareTestes de Software
Testes de Software
Capgemini
 
Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...
Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...
Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...
Claudinei Brito Junior
 
Mini aula de teste de software
Mini aula de teste de softwareMini aula de teste de software
Mini aula de teste de software
Wanderlei Silva do Carmo
 
Será que testar é simples?
Será que testar é simples?Será que testar é simples?
Será que testar é simples?
Paulo Luiz Fachini
 
53392229 apostila-de-algoritmo-2009
53392229 apostila-de-algoritmo-200953392229 apostila-de-algoritmo-2009
53392229 apostila-de-algoritmo-2009
starley lobo
 
2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...
2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...
2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...
João Júnior
 
Fundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline Zanin
Fundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline ZaninFundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline Zanin
Fundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline Zanin
DevInPF
 
Aplicando eXtreming Programing ao cenário do Borland ALM - BorCon 2003
Aplicando  eXtreming Programing  ao cenário do  Borland ALM - BorCon 2003Aplicando  eXtreming Programing  ao cenário do  Borland ALM - BorCon 2003
Aplicando eXtreming Programing ao cenário do Borland ALM - BorCon 2003
Edgar Silva
 
Algoritmia (Conceitos)
Algoritmia (Conceitos)Algoritmia (Conceitos)
Algoritmia (Conceitos)
Sandro Lopes
 
mod1-algoritmia
mod1-algoritmiamod1-algoritmia
mod1-algoritmia
diogoa21
 
Teste agora! Não deixe para depois!
Teste agora! Não deixe para depois!Teste agora! Não deixe para depois!
Teste agora! Não deixe para depois!
Marco Antonio Anibal Damaceno
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
RobsonOliveira244
 
Lógica de programação 2
Lógica de programação 2Lógica de programação 2
Lógica de programação 2
José Lopes
 
Questionário de automação industrial
Questionário de automação industrialQuestionário de automação industrial
Questionário de automação industrial
Sandro Marques Solidario
 

Semelhante a Algoritmos conceitos (20)

Java3
Java3Java3
Java3
 
Aula 12 -Seleção Múltipla.pdf
Aula 12 -Seleção Múltipla.pdfAula 12 -Seleção Múltipla.pdf
Aula 12 -Seleção Múltipla.pdf
 
Introdução a Linguagem de Programação
Introdução a Linguagem de ProgramaçãoIntrodução a Linguagem de Programação
Introdução a Linguagem de Programação
 
A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...
A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...
A importância dos testes unitários: do código legado ao pipeline de testes em...
 
Wireless - Aula 6
Wireless - Aula 6Wireless - Aula 6
Wireless - Aula 6
 
Introdução a testes automatizados
Introdução a testes automatizadosIntrodução a testes automatizados
Introdução a testes automatizados
 
Testes de Software
Testes de SoftwareTestes de Software
Testes de Software
 
Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...
Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...
Minicurso - Técnicas de Teste e Automatização do Teste de Unidade XII SemanaT...
 
Mini aula de teste de software
Mini aula de teste de softwareMini aula de teste de software
Mini aula de teste de software
 
Será que testar é simples?
Será que testar é simples?Será que testar é simples?
Será que testar é simples?
 
53392229 apostila-de-algoritmo-2009
53392229 apostila-de-algoritmo-200953392229 apostila-de-algoritmo-2009
53392229 apostila-de-algoritmo-2009
 
2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...
2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...
2° Workshop de Testes em Uberlândia - Treinamento em Automação de Testes com ...
 
Fundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline Zanin
Fundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline ZaninFundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline Zanin
Fundamentos de Teste de Software - Dev in PF. por Aline Zanin
 
Aplicando eXtreming Programing ao cenário do Borland ALM - BorCon 2003
Aplicando  eXtreming Programing  ao cenário do  Borland ALM - BorCon 2003Aplicando  eXtreming Programing  ao cenário do  Borland ALM - BorCon 2003
Aplicando eXtreming Programing ao cenário do Borland ALM - BorCon 2003
 
Algoritmia (Conceitos)
Algoritmia (Conceitos)Algoritmia (Conceitos)
Algoritmia (Conceitos)
 
mod1-algoritmia
mod1-algoritmiamod1-algoritmia
mod1-algoritmia
 
Teste agora! Não deixe para depois!
Teste agora! Não deixe para depois!Teste agora! Não deixe para depois!
Teste agora! Não deixe para depois!
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Lógica de programação 2
Lógica de programação 2Lógica de programação 2
Lógica de programação 2
 
Questionário de automação industrial
Questionário de automação industrialQuestionário de automação industrial
Questionário de automação industrial
 

Último

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

Algoritmos conceitos

  • 1. Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Algoritmos e Técnicas de Programação Professor Dr. Valderi R. Q. Leithardt valderi@ifc-camboriu.edu.br
  • 2. Professor 2 ● Graduação em Processamento de Dados CESUFOZ ● Especialista em Redes e Sistemas Distribuídos UFRGS ● Mestrado em Ciência Computação PUCRS ● Doutor em Ciências da Computação UFRGS *Nov 2015 ● Experiência docente, acadêmica e área de TI > 10 anos.
  • 3. Plano de aula  Revisão Conceitos  Exercício de fixação  Perguntas  Referências 3
  • 4. Revisão 4 Entrada -> Processamento -> Saída  Hardware, Software.
  • 5. Revisão 5  Algoritmos  É uma descrição das etapas de resolução de um problema.  Um conjunto finito de regras, bem definidas, para a solução de um problema em um tempo finito.  Descrição ORTH. (1985)
  • 7. Estruturas de Controle 7  Sequência  Grupo de comandos em que são executados um após o outro.  Seleção  Condições para execução -> decisão entre verdadeiro ou falso  Repetição  Enquanto, Para, Repita. BOHM, C. JACOPINI, G. (1966) Fundamentado na lógica estruturada, Bohn e Jacopini eles provaram que apenas três estruturas são suficientes para explicar a solução de qualquer problema, inclusive tornando-os estruturados e mais legíveis.
  • 8. 8  SELEÇÃO  Também chamada de estrutura de decisão ou de processamento condicional, a estrutura de seleção é utilizada quando a execução de um comando.  SELEÇÃO SIMPLES  Quando a execução de um comando (ou de uma sequência de comandos) depender de uma condição verdadeira, e não há comandos a executar se a condição for falsa. Se <condição> Então (comandos); Fim Se; Estruturas de Controle CORMEN,T.H.; et al. (2002) FARRER. (1999)
  • 9. 9  SELEÇÃO COMPOSTA  Quando se executa um comando (ou sequência de comando) se uma condição é verdadeira, e se executa um outro comando (ou sequência de comandos) se a condição é falsa. Se <condição> Então (Comandos); Senão (comandos); Fim Se; Estruturas de Controle NORTON (2011)
  • 10. 10 Estruturas de Controle  Algoritmo para utilizar aplicativo - Sequência Início 1. Comando 1; 2. Comando 2; 3. Comando 3; 4. . ; 5. . ; 6. Comando N; Fim. Este algoritmo só usa uma estrutura de sequência “Início/Fim”
  • 11. 11 Estruturas de Controle  Algoritmo para utilizar um aplicativo - Sequência Início 1. Clicar no aplicativo; 2. Verificar sinal internet; 3. Sincronizar e atualizar mensagens; 4. Teclar no contato desejado; 5. Escrever msg; 6. Enviar msg; 7. Desligar aplicativo; Fim.
  • 12. 12 Estruturas de Controle  Algoritmo para utilizar um aplicativo – Seleção E se o sinal de internet do aplicativo não estiver funcionando? INICIO 1. Comando; 2. Se <Condição>, então 1. Comando 1; 2. Comando 2; 3. . ; 4. . ; 5. Comando N; 3. Senão 1. Comando “sem comunicação”; Este algoritmo usa uma estrutura de decisão “Se-então/Senão” FIM.
  • 13. 13 Estruturas de Controle  Algoritmo para utilizar um aplicativo – Seleção E se o sinal de internet do aplicativo não estiver funcionando? Início 1. Clicar no aplicativo; 2. Se tiver sinal de internet, então 1. Sincroniza e atualiza msg; 2. Teclar no contato desejado; 3. Escrever msg; 4. Enviar msg; 5. Desligar; 3. Senão 1. Exibir mensagem “sem comunicação”; FIM.
  • 14. 14 Estruturas de Controle  Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição E se o sinal de internet do aplicativo estiver ruim? INÍCIO conexao := 1; ENQUANTO ( conexao <> 0 ) Escreva (ativo) “conectado”; Comando N.... ; . . FIM ENQUANTO FIM Este algoritmo usa uma estrutura de repetição “Enquanto/while”
  • 15. 15 Estruturas de Controle Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição E se o sinal de internet do aplicativo estiver ruim? INÍCIO contador:= 0 ENQUANTO contador < 3 FAÇA {bloco de comando a ser executado} contador:= contador + 1 FIM ENQUANTO FIM Este algoritmo usa uma estrutura de repetição “ENQUANTO / While” FAÇA / Do
  • 16. 16 Estruturas de Controle  Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição E se o sinal de internet do aplicativo estiver ruim? i := num INÍCIO escreva 'CONTAR NUMERO DE CONEXOES ATIVAS DE 10 ATÉ 1' escreva PARA i := 10 ATÉ DIMINUIR 1 FAÇA escreva i FIM PARA FIM Decrementação ou incrementação “PARA / For”
  • 17. 17 Estruturas de Controle  Algoritmo para utilizar um aplicativo – Repetição E se o sinal de internet do aplicativo estiver ruim? INÍCIO escreva 'ALGORITMO QUE TESTA A VELOCIDADE INTERNET' escreva REPITA escreva 'ENTRE COM UMA VELOCIDADE ENTRE 5 e 10' leia valor ATÉ ((valor >= 5) and (valor <= 10)) escreva 'VELOCIDADE IDENTIFICADA = ',valor FIM. Este algoritmo usa uma estrutura de repetição “REPITA”
  • 19. 19 Fazer um algoritmo utilizando uma estrutura de controle que leia se há conexão de internet e imprima "sem conexão" se não houver conexão, e conectado se houver conexão. Qual estrutura de controle utilizar? Sequência Seleção – simples ou composta? Repetição – Enquanto, para ou repita? Exercício de fixação
  • 20. 20 Algoritmo conexão internet INÍCIO Leia conexao SE conexao < 0 ENTÃO escreva 'Sem conexão' SENAO escreva 'conectado' FIM SE FIM. Exercício de fixação
  • 21. Perguntas Professor Dr. Valderi R. Q. Leithardt valderi@ifc-camboriu.edu.br
  • 22. Referências 22 • BOHM, C.; JACOPINI, G., 'Flow diagrams, turing machines, and language with only two formation rules', 1966. http://doi.acm.org/10.1145/35 5592.365646 - Acessado em Fevereiro 2016. • CORMEN,T.H.; LEISERSON, C.E. RIVEST, R.L and STEIN C. Algoritmos Teoria e prática. Editora Campus 2002. • FARRER, C. G. B., Faria, E. C. “Algoritmos Estruturados”, 3ª edição, editora LTC - 1999. • NORTON, Peter. Introdução à informática. São Paulo: Pearson, 2011. • ORTH, Afonso. Inacio. Algoritmos. Editora Pallotti, Porto Alegre – RS 1985.
  • 23. Próxima aula 23  Revisar o conteúdo visto hoje  Aninhamento de algorimos  Utilização de FLAG, CASO  Comandos básicos  Diagramas