SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Auto da Barca do Inferno
Cena III – “Vem um Onzeneiro”



                       Trabalho    realizado
                       por:
                       Catarina Ferreira nº4
                       Manuel      Bernardo
                       nº15
                       Rita Almeida nº25
                       Tomás       Salvador
                       nº27
Vocabulári
o:
 Onzeneiro - pessoa que empresta dinheiro com
    juros a 11%;
   Safra - colheita;
   Saturno - Deus Romano;
   São Pimentel - personagem popular do tempo de
    Gil Vicente;
   Dix - interjeição;
   “Lá me fica de rodão” - Grande quantidade;
   Onzena - juros de 11%;
   Borregada - panada;
   “Que te pês” - ainda que te custe;
Caracterização do
Onzeneiro
 Um Onzeneiro é uma pessoa que empresta
  dinheiro às pessoas que mais necessitam,
  cobrando-lhes juros a 11%.
 Ele é uma personagem tipo, pois representa uma
  profissão da sociedade.
 Este leva consigo um bolsão que simboliza a sua
  riqueza.
Percurso do Julgamento
Percurso do Julgamento
Percurso do Julgamento
Percurso do Julgamento
Onzeneir
o
 O Diabo diz que o Onzeneiro é como ele, um
  trafulha e é um ladrão “(…) Onzeneiro, meu
  parente(…)” e “(…) Irás servir Satanás porque
  sempre te ajudou. (…)”.
 O Onzeneiro não estava à espera de morrer:
  “Quero lá tornar ao mundo e trarei o meu
  dinheiro”.
 O Onzeneiro tratou o fidalgo com cortesia: Estes
  ainda não tinham noção que estavam mortos. O
  Diabo fica descontente, pois eles tinham de lhe
  obedecer, uma vez que estavam na sua barca.
Análise
 Cénica
 Nesta cena é criticada a profissão “Onzeneiro”, a
  exploração de altos juros (11%).
 Os registos de língua predominantes são o
  corrente e o popular.
 Exemplos de Cómico:
   Linguagem: “(…) Ó Onzena, como es fea e filha de
    maldição (…)”.
   Situação:“(…) Dar-vos-ei tanta pancada como um
    remo, que reneguês!”.
Análise
Cénica
 Recursos Expressivos:
   Interjeição: “Dix!” (já disse);
   Repetição: “Ora, entrai, entrai aqui!”;
   Ironia: “Oh! que gentil recear”;
   Eufemismo: “me deu Saturno quebranto”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Auto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do fradeAuto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do frade
Delfina Vernuccio
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
Vanda Marques
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
claudiagandra
 
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_pptAuto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
sin3stesia
 
Auto da barca do Inferno
Auto da barca do InfernoAuto da barca do Inferno
Auto da barca do Inferno
Margarida Ramos
 
Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"
Inês Moreira
 
O corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º anoO corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º ano
Gabriel Lima
 
Auto da barca analise completa
Auto da barca   analise completaAuto da barca   analise completa
Auto da barca analise completa
William Ferraz
 
Episódio de inês de castro
Episódio de inês de castroEpisódio de inês de castro
Episódio de inês de castro
Quezia Neves
 
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaAuto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
FJDOliveira
 
Autodabarcadoinferno procurador e corregedor
Autodabarcadoinferno procurador e corregedorAutodabarcadoinferno procurador e corregedor
Autodabarcadoinferno procurador e corregedor
Francisco Teixeira
 

Mais procurados (20)

A alcoviteira
A alcoviteiraA alcoviteira
A alcoviteira
 
Auto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do fradeAuto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do frade
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
Cena Fidalgo
Cena FidalgoCena Fidalgo
Cena Fidalgo
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_pptAuto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
 
Auto da barca do Inferno
Auto da barca do InfernoAuto da barca do Inferno
Auto da barca do Inferno
 
Auto da barca do inferno- O frade
Auto da barca do inferno- O fradeAuto da barca do inferno- O frade
Auto da barca do inferno- O frade
 
Alcoviteira
AlcoviteiraAlcoviteira
Alcoviteira
 
Auto da Barca do Inferno-Judeu
Auto da Barca do Inferno-JudeuAuto da Barca do Inferno-Judeu
Auto da Barca do Inferno-Judeu
 
Sapateiro Auto Da Barca Do Inferno
Sapateiro Auto Da Barca Do InfernoSapateiro Auto Da Barca Do Inferno
Sapateiro Auto Da Barca Do Inferno
 
Proposição
ProposiçãoProposição
Proposição
 
Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"
 
O corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º anoO corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º ano
 
Auto da barca analise completa
Auto da barca   analise completaAuto da barca   analise completa
Auto da barca analise completa
 
Auto da barca do inferno análise global
Auto da barca do inferno  análise globalAuto da barca do inferno  análise global
Auto da barca do inferno análise global
 
Episódio de inês de castro
Episódio de inês de castroEpisódio de inês de castro
Episódio de inês de castro
 
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaAuto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
 
Autodabarcadoinferno procurador e corregedor
Autodabarcadoinferno procurador e corregedorAutodabarcadoinferno procurador e corregedor
Autodabarcadoinferno procurador e corregedor
 
Cena do Enforcado - Auto da Barca do Inferno
Cena do Enforcado - Auto da Barca do InfernoCena do Enforcado - Auto da Barca do Inferno
Cena do Enforcado - Auto da Barca do Inferno
 

Destaque (7)

Argumento A Barca
Argumento A BarcaArgumento A Barca
Argumento A Barca
 
Auto_Barca_Inferno_Alcoviteira
Auto_Barca_Inferno_AlcoviteiraAuto_Barca_Inferno_Alcoviteira
Auto_Barca_Inferno_Alcoviteira
 
Auto da barca do inferno: Frade
Auto da barca do inferno: FradeAuto da barca do inferno: Frade
Auto da barca do inferno: Frade
 
D9 abi 113_c5_sapateiro
D9 abi 113_c5_sapateiroD9 abi 113_c5_sapateiro
D9 abi 113_c5_sapateiro
 
Auto da Barca do Inferno - cena VII - Alcoviteira.
Auto da Barca do Inferno - cena VII - Alcoviteira.Auto da Barca do Inferno - cena VII - Alcoviteira.
Auto da Barca do Inferno - cena VII - Alcoviteira.
 
Auto da Barca do Inferno
Auto da Barca do InfernoAuto da Barca do Inferno
Auto da Barca do Inferno
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 

Mais de José Ferreira

Tarefa 9_Planificacao das atividades.docx
Tarefa 9_Planificacao das atividades.docxTarefa 9_Planificacao das atividades.docx
Tarefa 9_Planificacao das atividades.docx
José Ferreira
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdf
José Ferreira
 
Tarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdf
Tarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdfTarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdf
Tarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdf
José Ferreira
 
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docxTarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
José Ferreira
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdf
José Ferreira
 
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docxTarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
José Ferreira
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdf
José Ferreira
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdf
José Ferreira
 

Mais de José Ferreira (20)

Sessao 6_Sumário.pdf
Sessao 6_Sumário.pdfSessao 6_Sumário.pdf
Sessao 6_Sumário.pdf
 
Sessao 6_Sumário.pdf
Sessao 6_Sumário.pdfSessao 6_Sumário.pdf
Sessao 6_Sumário.pdf
 
Tarefa 9_Planificacao das atividades.docx
Tarefa 9_Planificacao das atividades.docxTarefa 9_Planificacao das atividades.docx
Tarefa 9_Planificacao das atividades.docx
 
Sessao 5_Dinamizar blogue.pdf
Sessao 5_Dinamizar blogue.pdfSessao 5_Dinamizar blogue.pdf
Sessao 5_Dinamizar blogue.pdf
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 4_out2023.pdf
 
Tarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdf
Tarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdfTarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdf
Tarefa 7 - Roteiro de dinamizacao blogue - dicas.pdf
 
Tarefa 6 - desenhar um post.docx
Tarefa 6 - desenhar um post.docxTarefa 6 - desenhar um post.docx
Tarefa 6 - desenhar um post.docx
 
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docxTarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 3_out2023.pdf
 
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docxTarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
Tarefa 5 - descrever posts e interacao.docx
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 2_out2023.pdf
 
Tarefa 4_Analise de comentários.pdf
Tarefa 4_Analise de comentários.pdfTarefa 4_Analise de comentários.pdf
Tarefa 4_Analise de comentários.pdf
 
Tarefa 3_Analise de posts.docx
Tarefa 3_Analise de posts.docxTarefa 3_Analise de posts.docx
Tarefa 3_Analise de posts.docx
 
Tarefa 2_Analise de blogues.docx
Tarefa 2_Analise de blogues.docxTarefa 2_Analise de blogues.docx
Tarefa 2_Analise de blogues.docx
 
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdfDinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdf
Dinamizar um blogue em Português_Sessao 1_out2023.pdf
 
Jogo de apresentação.pdf
Jogo de apresentação.pdfJogo de apresentação.pdf
Jogo de apresentação.pdf
 
Relatório_Reflexão_Individual_formação.docx
Relatório_Reflexão_Individual_formação.docxRelatório_Reflexão_Individual_formação.docx
Relatório_Reflexão_Individual_formação.docx
 
Avaliação_Formandos.pdf
Avaliação_Formandos.pdfAvaliação_Formandos.pdf
Avaliação_Formandos.pdf
 
Avaliação_Formandos.pdf
Avaliação_Formandos.pdfAvaliação_Formandos.pdf
Avaliação_Formandos.pdf
 
Sessao 7_Sumário.pdf
Sessao 7_Sumário.pdfSessao 7_Sumário.pdf
Sessao 7_Sumário.pdf
 

Último

ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 

Cena do onzeneiro

  • 1. Auto da Barca do Inferno Cena III – “Vem um Onzeneiro” Trabalho realizado por: Catarina Ferreira nº4 Manuel Bernardo nº15 Rita Almeida nº25 Tomás Salvador nº27
  • 2. Vocabulári o:  Onzeneiro - pessoa que empresta dinheiro com juros a 11%;  Safra - colheita;  Saturno - Deus Romano;  São Pimentel - personagem popular do tempo de Gil Vicente;  Dix - interjeição;  “Lá me fica de rodão” - Grande quantidade;  Onzena - juros de 11%;  Borregada - panada;  “Que te pês” - ainda que te custe;
  • 3. Caracterização do Onzeneiro  Um Onzeneiro é uma pessoa que empresta dinheiro às pessoas que mais necessitam, cobrando-lhes juros a 11%.  Ele é uma personagem tipo, pois representa uma profissão da sociedade.  Este leva consigo um bolsão que simboliza a sua riqueza.
  • 8. Onzeneir o  O Diabo diz que o Onzeneiro é como ele, um trafulha e é um ladrão “(…) Onzeneiro, meu parente(…)” e “(…) Irás servir Satanás porque sempre te ajudou. (…)”.  O Onzeneiro não estava à espera de morrer: “Quero lá tornar ao mundo e trarei o meu dinheiro”.  O Onzeneiro tratou o fidalgo com cortesia: Estes ainda não tinham noção que estavam mortos. O Diabo fica descontente, pois eles tinham de lhe obedecer, uma vez que estavam na sua barca.
  • 9. Análise Cénica  Nesta cena é criticada a profissão “Onzeneiro”, a exploração de altos juros (11%).  Os registos de língua predominantes são o corrente e o popular.  Exemplos de Cómico:  Linguagem: “(…) Ó Onzena, como es fea e filha de maldição (…)”.  Situação:“(…) Dar-vos-ei tanta pancada como um remo, que reneguês!”.
  • 10. Análise Cénica  Recursos Expressivos:  Interjeição: “Dix!” (já disse);  Repetição: “Ora, entrai, entrai aqui!”;  Ironia: “Oh! que gentil recear”;  Eufemismo: “me deu Saturno quebranto”.