SlideShare uma empresa Scribd logo
1
CUSTOS DA PRODUÇÃO
A Empresa Moderna
Professor: Daniel Moura
Disciplina: Custos da Produção
Curso: Graduação em Engenharia de
2
BORNIA, Antonio Cezar. Análise gerencial
de custos – Aplicação em empresas
modernas. São Paulo, Atlas, 2ª Ed, 2009.
3
Reflexões
Não gerencie seus
negócios hoje com
um sistema de
contabilidade de
custos dos anos 40.
O ambiente de
negócios mudou:
as informações de
custos devem mudar.
• O que nossa empresa
espera do futuro?
•Toda mudança traz
riscos, mas qual é o
risco de não mudar?
Robert Kaplan
“O maior
desperdício é
fazer
eficientemente
aquilo que não
agrega valor”
4
Sistema
Organização Humana
VALOR OU
QUALIDADE
Materiais
Energia
Informação
VALOR
“Hardware”
Equipamentos
e Materiais “Humanware”
Elemento
Humano
“Software”
Procedimentos
C
L
I
E
N
T
E
OUTPUT
BEM
SERVIÇO
FATURAMENTO
INPUT
GASTOS
5
Avaliação da Produtividade
INSUMOS PRODUTOS
GASTOS FATURAMENTO
Faturamento (visão do mercado)
Produtividade =
Gastos (visão da empresa)
(... visão de curto prazo!)
EMPRESA
6
Histórico
• Idade Moderna - Produção artesanal.
Empresas comerciais.
• Contabilidade financeira usada para
apuração do lucro do período.
7
Preço = Custo + Lucro
Lucro = Preço - Custo
Custo = Preço - Lucro
Contabilidade
Controle
Gerenciamento
É necessário separar o processo de formação de
custos do processo de formação de preços.
Histórico
8
Preço = Custo + Lucro
Lucro = Preço - Custo
Custo = Preço - Lucro
Custo-meta
Histórico
O mercado que fixa o
preço.
Quando o preço começa a
ser reduzido, é importante
se controlar e reduzir os
custos, atacando os
desperdícios.
O gerente deve perguntar
quais deveriam ser os
custos para a empresa ser
competitiva e deve atuar
para atingir aquela meta.
9
Histórico
Revolução industrial.
• Complexidade no
levantamento dos custos
dos produtos
• Contabilidade de custo
avaliação dos estoques
para a determinação do
lucro.
Histórico
Crescimento das empresas
• Aumento da complexidade do
sistema produtivo
• Informações da contabilidade
de custos usadas como auxílio
gerencial.
11
Custos como
Auxílio Gerencial
Apoio ao controle:
Comparação do custo
ocorrido com padrões
e orçamentos.
Mensuração das perdas
e desperdícios do
sistema produtivo.
Apoio à tomada de
decisões:
Lucratividade e
rentabilidade de
produtos.
Ponto de equilíbrio.
Fabricar ou comprar.
Planejamento.
Ações de melhoria.
12
NOVO
AMBIENTE
COMPETITIVO
13
NOVO AMBIENTE COMPETITIVO
CARACTERISTICAS
Diminuição da barreiras alfandegárias
Mercado de livre comércio
Concorrência global
Fim da reserva de mercado (protecionismo)
Mudanças nos sistemas produtivos das
empresas
14
NOVO AMBIENTE COMPETITIVO
CONSEQUÊNCIAS
Grande flexibilidade produtiva
Produtos com muitos modelos
Vida util do produto cada vez menor
Entrega rápida ao cliente
Produção em pequenos lotes
15
EMPRESA
MODERNA
16
EMPRESA MODERNA
INTRODUÇÃO
Aumento da oferta de produtos
Aumento da concôrrencia
Preço de venda cada vez menor
Exigência de produtos de boa qualidade
Variedades de produtos
Controle das atividades produtivas
17
EMPRESA MODERNA
CARACTERÍSTICAS
Cliente em primeiro lugar
Ofertar produtos com amplo leque de
modelos de escolha aos seus clientes
Preços Competitivos
Inovações tecnológicas
Combate aos desperdícios
Contínuo processo de melhoria
Filosofia da qualidade total
18
EMPRESA MODERNA
MELHORIA CONTÍNUA
Eliminação de desperdíciosEliminação de desperdícios
Racionalização da produção
Produção em pequenos lotes
Baixos estoques
Redução do lead time
Redução do capital de giro
Redução do custo de produção
Maior rentabilidade sobre o investimento
Insumo consumido
de forma não
eficiente e eficaz
Fazer da
melhor
forma
possível
Fazer
o
certo
19
EMPRESA MODERNA
QUALIDADE TOTAL
Satisfação do cliente
Manufatura confiável e sem defeitos
Preço de venda acessível aos consumidores
Segurança e adequação ao meio ambiente
Atendimento aos prazos e quantidade
Serviços de assistência técnica
Relacionamento com fornecedores e
funcionários
20
DESPERDÍCIOS
DA
EMPRESA
21
DESPERDÍCIOS DA EMPRESA
CONCEITOS
Esforços da EmpresaEsforços da Empresa
TrabalhoTrabalho
Trabalho
Desperdícios
Trabalho efetivo
Trabalho adicional
Agrega XalorAgrega Xalor
Não Agrega ValorNão Agrega Valor,
por exemplo,
preparação da
maquina e
manutenção
22
DESPERDÍCIOS DA EMPRESA
CONCEITOS
DesperdíciosDesperdícios – Não adicionam valor
aos produtos e também, não são
necessários ao trabalho efetivo, por
exemplo, produção de ítens
defetuosos, a movimentação
desnecessária, a inspeção de qualidade
e a capacidade ociosa
23
BUSCA POR RESULTADOS
A EMPRESA DEVEA EMPRESA DEVE:
Eliminar os desperdícios
Minimizar o trabalho adicional
Realizar o trabalho efetivo com a
maior eficiência possível
DESPERDÍCIOS DA EMPRESA
24
BUSCA POR RESULTADOS
DESPERDÍCIOS DA EMPRESA
ANTES
DEPOIS
Trabalho efetivo
Trabalho adicional
Desperdícios
25
TIPOS
DE
DESPERDÍCIOS
26
Desperdícios de superproduçãoDesperdícios de superprodução – produção
de itens acima do necessário ou de forma
antecipada
Desperdícios por transporteDesperdícios por transporte –– referem-se
basicamente as atividades de materiais, as
quais não adicionam valor ao produto
Desperdícios no processamentoDesperdícios no processamento ––
correspondem às atividades de
transformação desnecessárias ao produto
TIPOS DE DESPERDÍCIOS
27
Desperdícios por fabricação de produtosDesperdícios por fabricação de produtos
defetuososdefetuosos – originam-se na fabricação de
itens fora das especificações de qualidade
Desperdícios por movimentoDesperdícios por movimento –– relacionam-
se à movimentação inútil na consecução das
atividades
Desperdícios por esperaDesperdícios por espera –– são formados
pela capacidade ociosa, ou seja, por
trabalhadores e instalações paradas.
TIPOS DE DESPERDÍCIOS
28
Desperdícios por estoqueDesperdícios por estoque – a existência de
estoques gera desperdício, os quais são os
custos financeiros para manutenção dos
estoques
Desperdícios de matéria-primaDesperdícios de matéria-prima –– matérias-
primas despendidas acima do estritamente
necessário à fabricação do produto
TIPOS DE DESPERDÍCIOS
29
MENSURAÇÃO
DOS
DESPERDÍCIOS
30
CONCEITOS
É uma das principais tarefas da gerência
da empresa, tanto na detecção, quanto na
eliminação dos desperdícios
Um sistema que permite a sistemática
identificação e quantificação dos
desperdícios de uma empresa
Uma das principais preocupações da gestão
de custos
MENSURAÇÃO DOS DESPERDÍCIOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de CapacidadeAdministração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
douglas
 
Capitulo 5 custo padrão
Capitulo 5   custo padrãoCapitulo 5   custo padrão
Capitulo 5 custo padrão
Daniel Moura
 
Aula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de Custeio
Aula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de CusteioAula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de Custeio
Aula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de Custeio
MestredaContabilidade
 
Capacidade de-producao
Capacidade de-producaoCapacidade de-producao
Capacidade de-producao
Kris Podovec
 
Administração da produção
Administração da produçãoAdministração da produção
Administração da produção
milton junior
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
Luciano Pires
 
Métodos de custeio
Métodos de custeioMétodos de custeio
Métodos de custeio
Dudu Ferreira
 
Fundamentos da Contabilidade de Custos
Fundamentos da Contabilidade de CustosFundamentos da Contabilidade de Custos
Fundamentos da Contabilidade de Custos
elliando dias
 
Teoria da produção 2011_01
Teoria da produção 2011_01Teoria da produção 2011_01
Teoria da produção 2011_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custosTerminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Delza Carvalho
 
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preçosPalestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Samuel Gonsales
 
Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2
Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2
Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2
Diego Lopes
 
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
Capitulo 4   análise de custo  volume _lucroCapitulo 4   análise de custo  volume _lucro
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
Daniel Moura
 
Custos padrão e meta grupo 5
Custos padrão e meta   grupo 5Custos padrão e meta   grupo 5
Custos padrão e meta grupo 5
Universidade Federal de Viçosa
 
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
Moises Ribeiro
 
Formação de preços e vendas
Formação de preços e vendasFormação de preços e vendas
Capacidade de produção
Capacidade de produçãoCapacidade de produção
Capacidade de produção
Mauro Enrique
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
Hélio Diniz
 
Alavancagem alunos (1)
Alavancagem alunos (1)Alavancagem alunos (1)
Alavancagem alunos (1)
jose rodrigo machado alves
 
Ponto de equilíbrio
Ponto de equilíbrioPonto de equilíbrio
Ponto de equilíbrio
ritims
 

Mais procurados (20)

Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de CapacidadeAdministração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
 
Capitulo 5 custo padrão
Capitulo 5   custo padrãoCapitulo 5   custo padrão
Capitulo 5 custo padrão
 
Aula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de Custeio
Aula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de CusteioAula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de Custeio
Aula 7 - Fundamentos de Custos e Métodos de Custeio
 
Capacidade de-producao
Capacidade de-producaoCapacidade de-producao
Capacidade de-producao
 
Administração da produção
Administração da produçãoAdministração da produção
Administração da produção
 
Custos de Produção
Custos de ProduçãoCustos de Produção
Custos de Produção
 
Métodos de custeio
Métodos de custeioMétodos de custeio
Métodos de custeio
 
Fundamentos da Contabilidade de Custos
Fundamentos da Contabilidade de CustosFundamentos da Contabilidade de Custos
Fundamentos da Contabilidade de Custos
 
Teoria da produção 2011_01
Teoria da produção 2011_01Teoria da produção 2011_01
Teoria da produção 2011_01
 
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custosTerminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
Terminologias aplicadas em custeio e classificação dos custos
 
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preçosPalestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preços
 
Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2
Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2
Contabilidade de Custos - Classificação dos Custos - Parte 2
 
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
Capitulo 4   análise de custo  volume _lucroCapitulo 4   análise de custo  volume _lucro
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
 
Custos padrão e meta grupo 5
Custos padrão e meta   grupo 5Custos padrão e meta   grupo 5
Custos padrão e meta grupo 5
 
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
 
Formação de preços e vendas
Formação de preços e vendasFormação de preços e vendas
Formação de preços e vendas
 
Capacidade de produção
Capacidade de produçãoCapacidade de produção
Capacidade de produção
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
 
Alavancagem alunos (1)
Alavancagem alunos (1)Alavancagem alunos (1)
Alavancagem alunos (1)
 
Ponto de equilíbrio
Ponto de equilíbrioPonto de equilíbrio
Ponto de equilíbrio
 

Destaque

Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
Capitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uepCapitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uep
Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
Daniel Moura
 
Administração da Empresa Moderna
Administração da Empresa ModernaAdministração da Empresa Moderna
Administração da Empresa Moderna
Denis Carlos Sodré
 
Agc
AgcAgc
Características básicas das organizações formais modernas apostila
Características básicas das organizações formais modernas   apostilaCaracterísticas básicas das organizações formais modernas   apostila
Características básicas das organizações formais modernas apostila
Débora Soares Teodoro
 
UEP - Apresentação Introdutória
UEP - Apresentação IntrodutóriaUEP - Apresentação Introdutória
UEP - Apresentação Introdutória
Ronald Kamp
 
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedadeEra da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Alex Silva
 
Técnicas de gestión empresarial
Técnicas  de gestión empresarialTécnicas  de gestión empresarial
Técnicas de gestión empresarial
ameith
 
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
FCV - Faculdade Cidade Verde
 
Cap13 macro
Cap13 macroCap13 macro
Cap13 macro
Roberto Arruda
 
Aula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades CooperativasAula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Erick Cotta
 
Cap12 macro
Cap12 macroCap12 macro
Cap12 macro
Roberto Arruda
 
Cap15 macro
Cap15 macroCap15 macro
Cap15 macro
Roberto Arruda
 
Cap8 macro
Cap8 macroCap8 macro
Cap8 macro
Roberto Arruda
 
Cap11 macro
Cap11 macroCap11 macro
Cap11 macro
Roberto Arruda
 
Cap16 macro
Cap16 macroCap16 macro
Cap16 macro
Roberto Arruda
 
Cap2 macro
Cap2 macroCap2 macro
Cap2 macro
Roberto Arruda
 
Cap5 macro
Cap5 macroCap5 macro
Cap5 macro
Roberto Arruda
 
Tecnicas Modernas De Gestion
Tecnicas Modernas De GestionTecnicas Modernas De Gestion
Tecnicas Modernas De Gestion
dxavier
 
Cap3 macro
Cap3 macroCap3 macro
Cap3 macro
Roberto Arruda
 
Cap7 macro
Cap7 macroCap7 macro
Cap7 macro
Roberto Arruda
 

Destaque (20)

Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
Capitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uepCapitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uep
Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
 
Administração da Empresa Moderna
Administração da Empresa ModernaAdministração da Empresa Moderna
Administração da Empresa Moderna
 
Agc
AgcAgc
Agc
 
Características básicas das organizações formais modernas apostila
Características básicas das organizações formais modernas   apostilaCaracterísticas básicas das organizações formais modernas   apostila
Características básicas das organizações formais modernas apostila
 
UEP - Apresentação Introdutória
UEP - Apresentação IntrodutóriaUEP - Apresentação Introdutória
UEP - Apresentação Introdutória
 
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedadeEra da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
 
Técnicas de gestión empresarial
Técnicas  de gestión empresarialTécnicas  de gestión empresarial
Técnicas de gestión empresarial
 
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
 
Cap13 macro
Cap13 macroCap13 macro
Cap13 macro
 
Aula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades CooperativasAula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 4 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
 
Cap12 macro
Cap12 macroCap12 macro
Cap12 macro
 
Cap15 macro
Cap15 macroCap15 macro
Cap15 macro
 
Cap8 macro
Cap8 macroCap8 macro
Cap8 macro
 
Cap11 macro
Cap11 macroCap11 macro
Cap11 macro
 
Cap16 macro
Cap16 macroCap16 macro
Cap16 macro
 
Cap2 macro
Cap2 macroCap2 macro
Cap2 macro
 
Cap5 macro
Cap5 macroCap5 macro
Cap5 macro
 
Tecnicas Modernas De Gestion
Tecnicas Modernas De GestionTecnicas Modernas De Gestion
Tecnicas Modernas De Gestion
 
Cap3 macro
Cap3 macroCap3 macro
Cap3 macro
 
Cap7 macro
Cap7 macroCap7 macro
Cap7 macro
 

Semelhante a Capitulo 1 a empresa moderna

Qualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SIQualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SI
Washington Grimas - MBA ITIL PMI TOGAF
 
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptxMATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
Alessandro M da Rocha
 
Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I
Cristiano Ferreira Cesarino
 
AdministraçãO De Recursos Materiais 1
AdministraçãO De Recursos Materiais   1AdministraçãO De Recursos Materiais   1
AdministraçãO De Recursos Materiais 1
Hugo Alvaro Miranda Colque
 
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptxAula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
FABRICIOPLASTER1
 
Contabilidade de custos
Contabilidade de custosContabilidade de custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & CustosRedução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
EloGroup
 
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oesteAula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Luiz Felipe Cherem
 
Administração de Produção II
Administração de Produção IIAdministração de Produção II
Administração de Produção II
Romilson Cesar
 
Material arquivo-1-conceitos-processos
Material arquivo-1-conceitos-processosMaterial arquivo-1-conceitos-processos
Material arquivo-1-conceitos-processos
Airton prazeres Cunha
 
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011 P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
Ioanis Sarantopoulos
 
Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...
Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...
Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...
Jordanio Silva Santos
 
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
TatianaArcanjo3
 
Aula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videiraAula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videira
Luiz Felipe Cherem
 
Lean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgica
Lean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgicaLean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgica
Lean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgica
Marcio Junior
 
Redução de desperdicios e aumento de produtividade em processos
Redução de desperdicios e aumento de produtividade em processosRedução de desperdicios e aumento de produtividade em processos
Redução de desperdicios e aumento de produtividade em processos
EloGroup
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
Globo Soluções
 
Processo Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio CaluraProcesso Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio Calura
Sergio Calura
 
Processo Ágil - por Sergio Calura
Processo Ágil - por Sergio CaluraProcesso Ágil - por Sergio Calura
Processo Ágil - por Sergio Calura
Rafael Souza
 
Princípios da administração das operações
Princípios da administração das operaçõesPrincípios da administração das operações
Princípios da administração das operações
Lucas Mendes
 

Semelhante a Capitulo 1 a empresa moderna (20)

Qualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SIQualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SI
 
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptxMATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
MATERIAL GENÉRICO DE APOIO A MENTALIDADE_ENXUTA_ALT.pptx
 
Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I
 
AdministraçãO De Recursos Materiais 1
AdministraçãO De Recursos Materiais   1AdministraçãO De Recursos Materiais   1
AdministraçãO De Recursos Materiais 1
 
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptxAula 1 - Lean Manufaturing.pptx
Aula 1 - Lean Manufaturing.pptx
 
Contabilidade de custos
Contabilidade de custosContabilidade de custos
Contabilidade de custos
 
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & CustosRedução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
Redução de Custos e Desperdícios em Processos - Produtividade & Custos
 
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oesteAula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
 
Administração de Produção II
Administração de Produção IIAdministração de Produção II
Administração de Produção II
 
Material arquivo-1-conceitos-processos
Material arquivo-1-conceitos-processosMaterial arquivo-1-conceitos-processos
Material arquivo-1-conceitos-processos
 
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011 P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
 
Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...
Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...
Tendências_das_organizações_globalização_competitividade_produtividade_e_qual...
 
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
 
Aula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videiraAula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videira
 
Lean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgica
Lean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgicaLean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgica
Lean Operations durante o tsunami financeiro na indústria siderúrgica
 
Redução de desperdicios e aumento de produtividade em processos
Redução de desperdicios e aumento de produtividade em processosRedução de desperdicios e aumento de produtividade em processos
Redução de desperdicios e aumento de produtividade em processos
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
 
Processo Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio CaluraProcesso Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio Calura
 
Processo Ágil - por Sergio Calura
Processo Ágil - por Sergio CaluraProcesso Ágil - por Sergio Calura
Processo Ágil - por Sergio Calura
 
Princípios da administração das operações
Princípios da administração das operaçõesPrincípios da administração das operações
Princípios da administração das operações
 

Mais de Daniel Moura

Edital nº 01 uaep cdsa
Edital nº 01   uaep cdsaEdital nº 01   uaep cdsa
Edital nº 01 uaep cdsa
Daniel Moura
 
Prancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SPPrancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SP
Daniel Moura
 
Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)
Daniel Moura
 
Unidade 3 planejamento de espaços
Unidade 3   planejamento de espaçosUnidade 3   planejamento de espaços
Unidade 3 planejamento de espaços
Daniel Moura
 
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1   planejamento t+ítico do layoutUnidade 2.1   planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
Daniel Moura
 
Unidade 1 níveis de instalações
Unidade 1   níveis de instalaçõesUnidade 1   níveis de instalações
Unidade 1 níveis de instalações
Daniel Moura
 
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2   planejamento estrat+®gico do layoutUnidade 2   planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
Daniel Moura
 
Plano de aula projeto de fábrica
Plano de aula   projeto de fábricaPlano de aula   projeto de fábrica
Plano de aula projeto de fábrica
Daniel Moura
 
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4   planejamento de depósitos e armazénsUnidade 4   planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
Daniel Moura
 
Plano de aula custos da produção
Plano de aula   custos da produçãoPlano de aula   custos da produção
Plano de aula custos da produção
Daniel Moura
 
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
Capitulo 7   abc  custeio baseado em atividadesCapitulo 7   abc  custeio baseado em atividades
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
Daniel Moura
 
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Capitulo 6   metodo de centros de custosCapitulo 6   metodo de centros de custos
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Daniel Moura
 
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
Capitulo 2   conceitos básicos de custosCapitulo 2   conceitos básicos de custos
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
Daniel Moura
 
Plano de aula hst 2013.2
Plano de aula   hst 2013.2Plano de aula   hst 2013.2
Plano de aula hst 2013.2
Daniel Moura
 
Ergonomia do produto
Ergonomia do produtoErgonomia do produto
Ergonomia do produto
Daniel Moura
 
Unidade ii.3 estratégia de distribuição
Unidade ii.3   estratégia de distribuiçãoUnidade ii.3   estratégia de distribuição
Unidade ii.3 estratégia de distribuição
Daniel Moura
 
Energia solar
Energia solarEnergia solar
Energia solar
Daniel Moura
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
Daniel Moura
 
O problema energético global
O problema energético globalO problema energético global
O problema energético global
Daniel Moura
 
Matriz energética brasileira
Matriz energética brasileiraMatriz energética brasileira
Matriz energética brasileira
Daniel Moura
 

Mais de Daniel Moura (20)

Edital nº 01 uaep cdsa
Edital nº 01   uaep cdsaEdital nº 01   uaep cdsa
Edital nº 01 uaep cdsa
 
Prancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SPPrancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SP
 
Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)
 
Unidade 3 planejamento de espaços
Unidade 3   planejamento de espaçosUnidade 3   planejamento de espaços
Unidade 3 planejamento de espaços
 
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1   planejamento t+ítico do layoutUnidade 2.1   planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
 
Unidade 1 níveis de instalações
Unidade 1   níveis de instalaçõesUnidade 1   níveis de instalações
Unidade 1 níveis de instalações
 
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2   planejamento estrat+®gico do layoutUnidade 2   planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
 
Plano de aula projeto de fábrica
Plano de aula   projeto de fábricaPlano de aula   projeto de fábrica
Plano de aula projeto de fábrica
 
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4   planejamento de depósitos e armazénsUnidade 4   planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
 
Plano de aula custos da produção
Plano de aula   custos da produçãoPlano de aula   custos da produção
Plano de aula custos da produção
 
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
Capitulo 7   abc  custeio baseado em atividadesCapitulo 7   abc  custeio baseado em atividades
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
 
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Capitulo 6   metodo de centros de custosCapitulo 6   metodo de centros de custos
Capitulo 6 metodo de centros de custos
 
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
Capitulo 2   conceitos básicos de custosCapitulo 2   conceitos básicos de custos
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
 
Plano de aula hst 2013.2
Plano de aula   hst 2013.2Plano de aula   hst 2013.2
Plano de aula hst 2013.2
 
Ergonomia do produto
Ergonomia do produtoErgonomia do produto
Ergonomia do produto
 
Unidade ii.3 estratégia de distribuição
Unidade ii.3   estratégia de distribuiçãoUnidade ii.3   estratégia de distribuição
Unidade ii.3 estratégia de distribuição
 
Energia solar
Energia solarEnergia solar
Energia solar
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
O problema energético global
O problema energético globalO problema energético global
O problema energético global
 
Matriz energética brasileira
Matriz energética brasileiraMatriz energética brasileira
Matriz energética brasileira
 

Capitulo 1 a empresa moderna

  • 1. 1 CUSTOS DA PRODUÇÃO A Empresa Moderna Professor: Daniel Moura Disciplina: Custos da Produção Curso: Graduação em Engenharia de
  • 2. 2 BORNIA, Antonio Cezar. Análise gerencial de custos – Aplicação em empresas modernas. São Paulo, Atlas, 2ª Ed, 2009.
  • 3. 3 Reflexões Não gerencie seus negócios hoje com um sistema de contabilidade de custos dos anos 40. O ambiente de negócios mudou: as informações de custos devem mudar. • O que nossa empresa espera do futuro? •Toda mudança traz riscos, mas qual é o risco de não mudar? Robert Kaplan “O maior desperdício é fazer eficientemente aquilo que não agrega valor”
  • 4. 4 Sistema Organização Humana VALOR OU QUALIDADE Materiais Energia Informação VALOR “Hardware” Equipamentos e Materiais “Humanware” Elemento Humano “Software” Procedimentos C L I E N T E OUTPUT BEM SERVIÇO FATURAMENTO INPUT GASTOS
  • 5. 5 Avaliação da Produtividade INSUMOS PRODUTOS GASTOS FATURAMENTO Faturamento (visão do mercado) Produtividade = Gastos (visão da empresa) (... visão de curto prazo!) EMPRESA
  • 6. 6 Histórico • Idade Moderna - Produção artesanal. Empresas comerciais. • Contabilidade financeira usada para apuração do lucro do período.
  • 7. 7 Preço = Custo + Lucro Lucro = Preço - Custo Custo = Preço - Lucro Contabilidade Controle Gerenciamento É necessário separar o processo de formação de custos do processo de formação de preços. Histórico
  • 8. 8 Preço = Custo + Lucro Lucro = Preço - Custo Custo = Preço - Lucro Custo-meta Histórico O mercado que fixa o preço. Quando o preço começa a ser reduzido, é importante se controlar e reduzir os custos, atacando os desperdícios. O gerente deve perguntar quais deveriam ser os custos para a empresa ser competitiva e deve atuar para atingir aquela meta.
  • 9. 9 Histórico Revolução industrial. • Complexidade no levantamento dos custos dos produtos • Contabilidade de custo avaliação dos estoques para a determinação do lucro.
  • 10. Histórico Crescimento das empresas • Aumento da complexidade do sistema produtivo • Informações da contabilidade de custos usadas como auxílio gerencial.
  • 11. 11 Custos como Auxílio Gerencial Apoio ao controle: Comparação do custo ocorrido com padrões e orçamentos. Mensuração das perdas e desperdícios do sistema produtivo. Apoio à tomada de decisões: Lucratividade e rentabilidade de produtos. Ponto de equilíbrio. Fabricar ou comprar. Planejamento. Ações de melhoria.
  • 13. 13 NOVO AMBIENTE COMPETITIVO CARACTERISTICAS Diminuição da barreiras alfandegárias Mercado de livre comércio Concorrência global Fim da reserva de mercado (protecionismo) Mudanças nos sistemas produtivos das empresas
  • 14. 14 NOVO AMBIENTE COMPETITIVO CONSEQUÊNCIAS Grande flexibilidade produtiva Produtos com muitos modelos Vida util do produto cada vez menor Entrega rápida ao cliente Produção em pequenos lotes
  • 16. 16 EMPRESA MODERNA INTRODUÇÃO Aumento da oferta de produtos Aumento da concôrrencia Preço de venda cada vez menor Exigência de produtos de boa qualidade Variedades de produtos Controle das atividades produtivas
  • 17. 17 EMPRESA MODERNA CARACTERÍSTICAS Cliente em primeiro lugar Ofertar produtos com amplo leque de modelos de escolha aos seus clientes Preços Competitivos Inovações tecnológicas Combate aos desperdícios Contínuo processo de melhoria Filosofia da qualidade total
  • 18. 18 EMPRESA MODERNA MELHORIA CONTÍNUA Eliminação de desperdíciosEliminação de desperdícios Racionalização da produção Produção em pequenos lotes Baixos estoques Redução do lead time Redução do capital de giro Redução do custo de produção Maior rentabilidade sobre o investimento Insumo consumido de forma não eficiente e eficaz Fazer da melhor forma possível Fazer o certo
  • 19. 19 EMPRESA MODERNA QUALIDADE TOTAL Satisfação do cliente Manufatura confiável e sem defeitos Preço de venda acessível aos consumidores Segurança e adequação ao meio ambiente Atendimento aos prazos e quantidade Serviços de assistência técnica Relacionamento com fornecedores e funcionários
  • 21. 21 DESPERDÍCIOS DA EMPRESA CONCEITOS Esforços da EmpresaEsforços da Empresa TrabalhoTrabalho Trabalho Desperdícios Trabalho efetivo Trabalho adicional Agrega XalorAgrega Xalor Não Agrega ValorNão Agrega Valor, por exemplo, preparação da maquina e manutenção
  • 22. 22 DESPERDÍCIOS DA EMPRESA CONCEITOS DesperdíciosDesperdícios – Não adicionam valor aos produtos e também, não são necessários ao trabalho efetivo, por exemplo, produção de ítens defetuosos, a movimentação desnecessária, a inspeção de qualidade e a capacidade ociosa
  • 23. 23 BUSCA POR RESULTADOS A EMPRESA DEVEA EMPRESA DEVE: Eliminar os desperdícios Minimizar o trabalho adicional Realizar o trabalho efetivo com a maior eficiência possível DESPERDÍCIOS DA EMPRESA
  • 24. 24 BUSCA POR RESULTADOS DESPERDÍCIOS DA EMPRESA ANTES DEPOIS Trabalho efetivo Trabalho adicional Desperdícios
  • 26. 26 Desperdícios de superproduçãoDesperdícios de superprodução – produção de itens acima do necessário ou de forma antecipada Desperdícios por transporteDesperdícios por transporte –– referem-se basicamente as atividades de materiais, as quais não adicionam valor ao produto Desperdícios no processamentoDesperdícios no processamento –– correspondem às atividades de transformação desnecessárias ao produto TIPOS DE DESPERDÍCIOS
  • 27. 27 Desperdícios por fabricação de produtosDesperdícios por fabricação de produtos defetuososdefetuosos – originam-se na fabricação de itens fora das especificações de qualidade Desperdícios por movimentoDesperdícios por movimento –– relacionam- se à movimentação inútil na consecução das atividades Desperdícios por esperaDesperdícios por espera –– são formados pela capacidade ociosa, ou seja, por trabalhadores e instalações paradas. TIPOS DE DESPERDÍCIOS
  • 28. 28 Desperdícios por estoqueDesperdícios por estoque – a existência de estoques gera desperdício, os quais são os custos financeiros para manutenção dos estoques Desperdícios de matéria-primaDesperdícios de matéria-prima –– matérias- primas despendidas acima do estritamente necessário à fabricação do produto TIPOS DE DESPERDÍCIOS
  • 30. 30 CONCEITOS É uma das principais tarefas da gerência da empresa, tanto na detecção, quanto na eliminação dos desperdícios Um sistema que permite a sistemática identificação e quantificação dos desperdícios de uma empresa Uma das principais preocupações da gestão de custos MENSURAÇÃO DOS DESPERDÍCIOS