SlideShare uma empresa Scribd logo
Aprendizagem Ativa
O quê?
Entao o quê?
E agora?
Stewart Mennin
Mennin Consulting & Associates
Human Systems Dynamics Institute
Professor & Assistant Dean, Emeritus
University of New Mexico School of Medicine
1
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
© 2015, Stewart Mennin
© 2011, Stewart Mennen
2
Centrado
– Continuum
Centrado no professor
Centrado no estudante
Centrado na aprendizagemCentrado na aprendizagem
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
© 2015, Stewart Mennin
Visão global
• O convite
• Todo mundo aprende – inquira/questione
• Praxis
• Ação adaptativa - Fit for function
• 4 tipos aprendizagem ativa
– Problematização, ABP, TBL, Comunidade
• Centrada na relação de ensino
• Professionalização do ensino
4
O convite
Perspectiva, as condições, o
contexto, e as questões importam
• Aprendizagem começa
com perceber e
entender as
semelhanças e
diferenças e as conexões
entre eles e o significado
que fazem através do
tempo e espaço
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
Eoyang and Holladay, 2013
6
© 2015, Stewart Mennin
A perspectiva, as condições, o
contexto e as questões importam
7© 2015, Stewart Mennin
A perspectiva, as condições, o
contexto e as questões importam
8© 2015, Stewart Mennin
A perspectiva, as condições, o
contexto e as questões importam
9© 2015, Stewart Mennin
A perspectiva, as condições, o
contexto e as questões importam
10© 2015, Stewart Mennin
A perspectiva, as condições, o
contexto e as questões importam
11© 2015, Stewart Mennin
A perspectiva, as condições, o
contexto e as questões importam
12© 2015, Stewart Mennin
A perspectiva, as condições, o
contexto e as questões importam
13
Aprendizagem involve similaridades e diferencas e os padrões que fazem
Condições, contexto, engajamento,
memoria
© 2015, Stewart Mennin
Aprendizagem com
convite
• Uma estória, um
problema,uma
tarefa, uma
questão
• Familiar & Novo
• Similar & Diferente
• Exploit & Explore
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
© 2015, Stewart Mennin 14
Aprendizagem com um
convite
• Uma estória,
um
problema,uma
tarefa, uma
questão
• Familiar & Novo
• Similar &
Diferente
• Exploit &
Explore
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. 15
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
Triangulo aprendizagem
Praxis
Desafio
Prático
Capacidade corrente
Teoria Emergente
Desafio
Teórico
Prática Emergente
Praxis Pessoal Emergente
Teoria Prática
Ação adaptativa
três perguntas
Adaptive
Action
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
Ação adaptativa
1. O quê?
What?
– Quais são os padrões
quê vemos?
– Inquira, pergunte
2. Entao o quê?
So What?
• Então, o quê esses
padrões significam?
• Então, quais são as
condições quê
informam esse
padrão?
3. E agora?
Now What?
•Agora, o quê podemos
fazer?
•Agir, refletir, aprender
•Mais uma vez –
• de novo o quê?
•...
© 2015, Eoyang & Holladay 18
O quê?
• O que está acontecendo?
• O que eu estou vivenciando?
• Como estou me sentindo com essa
experiência?
• O que eu esperava?
• O que me surpreende?
• Quais são as semelhanças, diferenças
e conexões que observo agora?
19© 2015, Eoyang & Holladay
Entao o quê?
• Então, o que essas experiências significam?
• Então, quais são os padrões significativos?
• Então que padrões diversos os participantes
notaram?
• Então as condições do sistema dão origem a
esses padrões?
• Então, o que suposições ou ideologias pode
estar no trabalho para criar esses padrões?
20© 2015, Eoyang & Holladay
Entao o quê?
• Então, quais são as prioridades pode ter
criado esses padrões?
• Então, o quê as trocas de comunicação pode
ter influenciado esses padrões
• Então, o quê poderia ter vindo antes?
• Então, o quê pode vir depois?
• O quê posso fazer para mudar as paterns
para o quê eu quero quê eles sejam?
21© 2015, Eoyang & Holladay
Então qual?
• Então, qual é o impacto de seus interesses?
Suas origens culturais? Seus proficiências
linguísticas?
• Então, quais são as conexões quê possuem
este classe e essas idéias
• Então, o quê é importante para esses
alunos dessas experiências particulares?
• Então, o quê seria mais provável envolver
esses estudantes no contexto necessário?
• Então, o quê questões norteadoras
provocaria o seu interesse e link para os
conceitos e princípios fundamentais a ser
aprendida?
22© 2015, Eoyang & Holladay
E agora?
• E Agora, quais são os meus novos
conhecimentos?
• E Agora, quais são as minhas novas
perguntas?
• Agora, o quê eu devo fazer de
diferente?
• Agora, o quê eu vou fazer a coleta de
dados para o próximo ciclo de Ação
Adaptive?
• Agora, o quê os outros precisam de
saber sobre a minha ação Adaptive?
23© 2015, Eoyang & Holladay
E agora? aplicado
• Agora, o quê as experiências de
aprendizagem são mais propensos a se
envolver esses alunos e fornecer o
apoio de quê necessitam?
• Agora, o quê eu vou procurar saber o
quê os alunos estão aprendendo e em
quê grau?
• Agora ferramentas ou métodos de
avaliação quê será melhor fornecer
informações sobre o quê os alunos
estão aprendendo?
© 2015, Stewart Mennin 24
Ação adaptativa
três perguntas
Ação
adaptativa
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
4 tipos aprendizagem
com ação adaptativa
• Problematização
• Aprendizagem baseada em
problemas
• Team-based learning (Aprendizagem
baseada em equipe)
• Comunidade
26
Atividades que promovem aprendizagem ativa
Obtendo
Informaçõ
es e
Idéias
Experienciando Refletindo
Fazendo Observando
Direto
Indireto Estórias,
leituras,
dados
Ouvindo uma
outra
reflexão
Aprendiz
a
distancia
Experimentar
diretamente
Os alunos se envolver
exp indiretas, locais a
distancia on-line
Estudantes
recordam,
refletem e
compartilha
m
Dados
Primários
Secundários
Dados 2ο
Fontes
Aula/Textos
Curso web
site
Internet
Video aula
Impressos
Cenário
autentico
Observação
Direta
Discus em
classe.
Refl Dialog
Casos
Clínicos
Simulação
Role-play
Uso de Casos &
Problemas
Frontieras da Educação
Adiciona
Relevancia
Teste
(Solucao
Problemas )
Aprendizagem
baseada em
problemas
Au-PROBLEMAPROBLEMA-la
Aprendizagem
Programada
PROBLEMAPROBLEMA
PROBLEMAPROBLEMA
Estrategia
Inquirir
Questionar
Centrada no
entendimento
Definição de ABP
• Aprendizagem baseada em
problemas (APB – PBL) é um
método de aprendizagem ativa no
qual os estudantes inicialmente se
defrontam com um problema
seguido por um processo
sistemático de investigação e
reflexão.
CASO
Identificando
O Problema
Objetivos
Aprendizagem
C
O
N
H
E
C
I
M
E
N
T
O
E
X
I
S
T
E
N
T
E
Estudo
IndependenteFormulando
Hipóteses
Explicando o
Raciocinio
Elaborando
Questões
Novas
Informacões
Construindo
Novos
Significados
Aprendizagem baseada
em equipes  PROCESSO
Trabalho
individual
Discussão com
a classe
Discussão em
pequenos
grupos
X X =
Impacto na
aprendizagem
FASE 1
Preparação
(Pré-classe)
FASE 2
Garantia de preparo
(Na classe)
FASE 3
Aplicação dos
conceitos do curso
Concepts
Estudo individual
Teste
individual
Teste
em
equipes
Pequenos grupos
Atividades de
aplicação
Apelação
Feedback do
professor
32
Prepare to do well on
MCQ tests, individual &
teams
Need to know,
self- group-
specific
learning, app to
cases, problems
To do well
on tests
MCQ
Incentives
Motivation
Professor identifica o
conteúdo, os alunos
vêm preparados, fazem
testes, em grupos
aplicam os
conhecimentos para os
problemas de
professores
Professores
escrevem casos.
ID, explorar,
Hipótese,
perguntar, LIs,
estudo auto-
dirigida, grupo de
trabalho aplica o
aprendido
Métodos de
instrução
Sequência de
aprendizagem
Professores
Problemas casos,
centradas no obj
aprendizagem
Praxis de
aprender,
Reflexão,
ação adaptativa
2-
Replicação de
transmissão,
exame, a
aprendizagem
superfícial
Princípios e
Pressupostos
sobre
Aprendizagem
TBL PBLAulas
Problzn
Comun.
Práxis no local de
trabalho, a ação
adaptativa,
complexa
aprendizado,
feedback
Problemas da vida
real, ID, explorar,
levantar hipótese,
perguntar, LIs,
grupo de trabalho
aplica
aprendizagem
Solve the
problem
Tarefa dirigida pelo
professor Aplicar
informação a problemas
em sala de aula, grupos
resolvem tarefas
específicas, utilizar
informações, feedback
rápido
Centrado no
professor
Notas,
exames,
trabalhos
33
Preparar problemas,
escrever testes de MCQ,
responder a perguntas,
FB
Escrever casos,
promover a
aprendizagem, a
coesão do grupo,
reflexão, FB
Fazer bem
em testes
MCQ
Papel dos
Peritos
Identifica conteúdo,
escrever testes, atribui
nota, resposta,
comentário como perito
conteúdo
Facilitador, recurso,
avaliador
Notas
centrada no
professor,
exames,
atribuir
tarefa
papel do
professor
na aprendiz
alcançar os objetivos,
aplicar conteúdo,
resolver problemas,
raciocinar, grupos,
presente
Aprender com
compreensão,
raciocinar,
problema
evidência
aquisição de
conteúdo
Resultados
Desejados
TBL PBLAulas
Problzn
Comun
Equipe do local de
trabalho resolve -
administra
problemas
Vida real, ID,
explorar, Hipótese,
pergunta, pesquisa,
grupo aplica no
trabalho
Dar respostas,
perguntas
Papel do
Aluno
Participar,
estudo de
anotacoes,
preparação
para exames
Preparar-se para pré-
teste, as tarefas de grupo,
presente
Do processo PBL,
explorar o
conhecimento,
Hipótese, LIs, estudo,
trabalho em grupo,
avaliar
Todos são
estudantes, definir
problemas,
aprender, aplicar-
se, refletir
Ensino baseado no
relacionamento
• O convite & resposta
• Humanização
• Contar estórias, narrativas
• Melhor pratica - replicação,
variável, criativa,
imprevisível, emergente
• Falar & escutar
• Similar & diferente
• Ação Adaptativa
© 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. 34
© 2014 Stewart Mennin
Professionalizando
o ensino para a saude
• Docência e uma profissão do
“cuidado”
• Revisão de pares – Padrões
profissionais
• Mérito Acadêmico
• Contrato Social
• Continuar inquirindo
• Compromisso generativo
35
Como se preparar agora
para o futuro do Brasil?
• Apoiar o SUS
• Agir sobre as
necessidades de
ensino para a saúde
• Fomentar
responsibilidade social
• Continuar aprendendo
criticamente
©2014, Stewart Mennin
MUITO OBRIGADO
IAMSE, New Orleans 37
Stewart Mennin
menninsp@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...
METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...
METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...
rosemaralopes
 
Tendências da Educação Superior para o Século XXI
Tendências da Educação Superior para o Século XXITendências da Educação Superior para o Século XXI
Tendências da Educação Superior para o Século XXI
Thomaz Edson Veloso da Silva
 
"Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet...
"Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet..."Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet...
"Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet...
Desafios da Educação
 
Metodologias Ativas - AMPLIFICA
Metodologias Ativas - AMPLIFICAMetodologias Ativas - AMPLIFICA
Metodologias Ativas - AMPLIFICA
Elizabeth Fantauzzi
 
DESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA
DESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICADESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA
DESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA
carolnacari
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
Grasiela Dourado
 
Metodologias ativas
Metodologias ativasMetodologias ativas
Metodologias ativas
FlippedClassroom
 
Uso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando Experiências
Uso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando ExperiênciasUso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando Experiências
Uso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando Experiências
dutra2009
 
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Thomaz Edson Veloso da Silva
 
Desafios para a Docência no Ensino Superior
Desafios para a Docência no Ensino SuperiorDesafios para a Docência no Ensino Superior
Desafios para a Docência no Ensino Superior
Thomaz Edson Veloso da Silva
 
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
Silvia Marina Anaruma
 
Tecnologias interativas metod_aprendizagem_v_print
Tecnologias interativas metod_aprendizagem_v_printTecnologias interativas metod_aprendizagem_v_print
Tecnologias interativas metod_aprendizagem_v_print
Laura Gris Mota
 
Desafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagem
Desafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagemDesafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagem
Desafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagem
Ana Maria Louzada
 
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na eptCefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Eduardo Barbosa
 
Sala de aula invertida - PowerPoint
Sala de aula invertida - PowerPointSala de aula invertida - PowerPoint
Sala de aula invertida - PowerPoint
Emeiliberata
 
Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...
Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...
Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...
Gabriel Cardoso
 
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagemApontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Silvia Marina Anaruma
 
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e InovadorasEducação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
Universidade Federal de Pernambuco
 
Aula expositiva dialogada
Aula expositiva dialogadaAula expositiva dialogada
Aula expositiva dialogada
AMANDA VALVERDE
 
Metodos e tecnicas_pedagogicos
Metodos e tecnicas_pedagogicosMetodos e tecnicas_pedagogicos
Metodos e tecnicas_pedagogicos
Veronica Gur Be
 

Mais procurados (20)

METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...
METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...
METODOLOGIAS ATIVAS, TECNOLOGIAS DA WEB 2.0 E FORMAÇÃO DO PROFESSOR UNIVERSIT...
 
Tendências da Educação Superior para o Século XXI
Tendências da Educação Superior para o Século XXITendências da Educação Superior para o Século XXI
Tendências da Educação Superior para o Século XXI
 
"Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet...
"Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet..."Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet...
"Uma experiência de 15 anos mudando as Culturas Educacionais no MIT", por Pet...
 
Metodologias Ativas - AMPLIFICA
Metodologias Ativas - AMPLIFICAMetodologias Ativas - AMPLIFICA
Metodologias Ativas - AMPLIFICA
 
DESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA
DESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICADESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA
DESAFIO COTIDIANO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Metodologias ativas
Metodologias ativasMetodologias ativas
Metodologias ativas
 
Uso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando Experiências
Uso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando ExperiênciasUso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando Experiências
Uso de Recursos Tecnológicos e Metodologias Ativas: Compartilhando Experiências
 
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
 
Desafios para a Docência no Ensino Superior
Desafios para a Docência no Ensino SuperiorDesafios para a Docência no Ensino Superior
Desafios para a Docência no Ensino Superior
 
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
 
Tecnologias interativas metod_aprendizagem_v_print
Tecnologias interativas metod_aprendizagem_v_printTecnologias interativas metod_aprendizagem_v_print
Tecnologias interativas metod_aprendizagem_v_print
 
Desafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagem
Desafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagemDesafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagem
Desafios e estratégias da avaliação no processo de ensino aprendizagem
 
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na eptCefet   mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
Cefet mg - 2013 - métodos e tecnicas de ensino na ept
 
Sala de aula invertida - PowerPoint
Sala de aula invertida - PowerPointSala de aula invertida - PowerPoint
Sala de aula invertida - PowerPoint
 
Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...
Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...
Metodologias ativas na educação empreendedora: um caso na disciplina de Inova...
 
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagemApontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
 
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e InovadorasEducação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
 
Aula expositiva dialogada
Aula expositiva dialogadaAula expositiva dialogada
Aula expositiva dialogada
 
Metodos e tecnicas_pedagogicos
Metodos e tecnicas_pedagogicosMetodos e tecnicas_pedagogicos
Metodos e tecnicas_pedagogicos
 

Destaque

Aprendizagem vivencial
Aprendizagem vivencialAprendizagem vivencial
Aprendizagem vivencial
Glaucio Siqueira
 
Psicologia da Aprendizagem
Psicologia da AprendizagemPsicologia da Aprendizagem
Psicologia da Aprendizagem
Cassia Dias
 
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
LD35
 
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosTeorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Instituto Consciência GO
 
Tipos De Aprendizagem
Tipos De AprendizagemTipos De Aprendizagem
Tipos De Aprendizagem
Eliane Almeida
 
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para AlunosTeorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
neliane frança
 

Destaque (6)

Aprendizagem vivencial
Aprendizagem vivencialAprendizagem vivencial
Aprendizagem vivencial
 
Psicologia da Aprendizagem
Psicologia da AprendizagemPsicologia da Aprendizagem
Psicologia da Aprendizagem
 
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
 
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosTeorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
 
Tipos De Aprendizagem
Tipos De AprendizagemTipos De Aprendizagem
Tipos De Aprendizagem
 
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para AlunosTeorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
Teorias Da Aprendizagem Material Para Alunos
 

Semelhante a Aprendizagem Ativa. Profº Stewart mennin

Grupo de Referência Jaboticabal
Grupo de Referência JaboticabalGrupo de Referência Jaboticabal
Grupo de Referência Jaboticabal
camilaperez25
 
Ensino das ciências
Ensino das ciênciasEnsino das ciências
Ensino das ciências
Joana_Vilela
 
Construcao curricular democrática
Construcao curricular democráticaConstrucao curricular democrática
Construcao curricular democrática
Julci Rocha
 
Escolas Que Aprendem
Escolas Que AprendemEscolas Que Aprendem
Escolas Que Aprendem
rlzaidan
 
Apresentação metacognição proposta 2
Apresentação metacognição   proposta 2Apresentação metacognição   proposta 2
Apresentação metacognição proposta 2
ramalhorolim
 
Atividade3
Atividade3Atividade3
Atividade3
Neuma Santacruz
 
ApresentaçãO Final
ApresentaçãO FinalApresentaçãO Final
ApresentaçãO Final
Bortolussi
 
Estilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagemEstilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagem
Trevisan Escola de Negócios
 
Estilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagemEstilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagem
leticiabechara
 
Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
Marcia Morena Soave
 
Metodologia
MetodologiaMetodologia
Entrelaços: quem somos e como atuamos
Entrelaços: quem somos e como atuamosEntrelaços: quem somos e como atuamos
Entrelaços: quem somos e como atuamos
albatorres
 
Criatividade Pedagógica
Criatividade PedagógicaCriatividade Pedagógica
Criatividade Pedagógica
Rosario Cação
 
AtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptx
AtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptxAtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptx
AtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptx
adriana miranda
 
Funiber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagem
Funiber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagemFuniber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagem
Funiber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagem
Fundación Universitaria Iberoamericana (FUNIBER)
 
Teoria comportamentalista ou behaviorista
Teoria comportamentalista ou behavioristaTeoria comportamentalista ou behaviorista
Teoria comportamentalista ou behaviorista
Proama Projeto Amamentar
 
Estilos de aprendizagem2
Estilos de aprendizagem2Estilos de aprendizagem2
Estilos de aprendizagem2
Céu Kemp
 
Meic
MeicMeic
Meic
Alfeu Jr
 
Guia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educadorGuia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educador
NTE Núcleo de Tecnologia Educacional
 
Resolução de problemas
Resolução de problemasResolução de problemas
Resolução de problemas
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
 

Semelhante a Aprendizagem Ativa. Profº Stewart mennin (20)

Grupo de Referência Jaboticabal
Grupo de Referência JaboticabalGrupo de Referência Jaboticabal
Grupo de Referência Jaboticabal
 
Ensino das ciências
Ensino das ciênciasEnsino das ciências
Ensino das ciências
 
Construcao curricular democrática
Construcao curricular democráticaConstrucao curricular democrática
Construcao curricular democrática
 
Escolas Que Aprendem
Escolas Que AprendemEscolas Que Aprendem
Escolas Que Aprendem
 
Apresentação metacognição proposta 2
Apresentação metacognição   proposta 2Apresentação metacognição   proposta 2
Apresentação metacognição proposta 2
 
Atividade3
Atividade3Atividade3
Atividade3
 
ApresentaçãO Final
ApresentaçãO FinalApresentaçãO Final
ApresentaçãO Final
 
Estilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagemEstilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagem
 
Estilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagemEstilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagem
 
Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
 
Metodologia
MetodologiaMetodologia
Metodologia
 
Entrelaços: quem somos e como atuamos
Entrelaços: quem somos e como atuamosEntrelaços: quem somos e como atuamos
Entrelaços: quem somos e como atuamos
 
Criatividade Pedagógica
Criatividade PedagógicaCriatividade Pedagógica
Criatividade Pedagógica
 
AtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptx
AtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptxAtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptx
AtividadeDissertativa_UC1_Resposta_20240401111735 (1).pptx
 
Funiber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagem
Funiber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagemFuniber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagem
Funiber - Flavia Caçapava: SINAPSES, Um novo método de aprendizagem
 
Teoria comportamentalista ou behaviorista
Teoria comportamentalista ou behavioristaTeoria comportamentalista ou behaviorista
Teoria comportamentalista ou behaviorista
 
Estilos de aprendizagem2
Estilos de aprendizagem2Estilos de aprendizagem2
Estilos de aprendizagem2
 
Meic
MeicMeic
Meic
 
Guia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educadorGuia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educador
 
Resolução de problemas
Resolução de problemasResolução de problemas
Resolução de problemas
 

Mais de Edson Felix Dos Santos

Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.
Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.
Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.
Edson Felix Dos Santos
 
Apresentação I Simpósio intenacional
Apresentação I Simpósio intenacional Apresentação I Simpósio intenacional
Apresentação I Simpósio intenacional
Edson Felix Dos Santos
 
Unasus - simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPA
Unasus -   simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPAUnasus -   simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPA
Unasus - simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPA
Edson Felix Dos Santos
 
Educação popular em saúde
Educação popular em saúdeEducação popular em saúde
Educação popular em saúde
Edson Felix Dos Santos
 
Experiências da Educação Popular na Formação Profissional
Experiências da Educação Popular na Formação ProfissionalExperiências da Educação Popular na Formação Profissional
Experiências da Educação Popular na Formação Profissional
Edson Felix Dos Santos
 
Simulador SimDeCS
Simulador SimDeCSSimulador SimDeCS
Simulador SimDeCS
Edson Felix Dos Santos
 
Simulador SIACC
Simulador SIACCSimulador SIACC
Simulador SIACC
Edson Felix Dos Santos
 
A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...
A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...
A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...
Edson Felix Dos Santos
 
Teaching and Learning with Simulation Environments - Profº Helder
Teaching and Learning with Simulation Environments - Profº HelderTeaching and Learning with Simulation Environments - Profº Helder
Teaching and Learning with Simulation Environments - Profº Helder
Edson Felix Dos Santos
 

Mais de Edson Felix Dos Santos (9)

Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.
Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.
Síndrome de Burnout: Reflexiones en Estudiantes y Profesionales de la Salud.
 
Apresentação I Simpósio intenacional
Apresentação I Simpósio intenacional Apresentação I Simpósio intenacional
Apresentação I Simpósio intenacional
 
Unasus - simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPA
Unasus -   simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPAUnasus -   simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPA
Unasus - simpósio internacional de ensino na saúde UFCSPA
 
Educação popular em saúde
Educação popular em saúdeEducação popular em saúde
Educação popular em saúde
 
Experiências da Educação Popular na Formação Profissional
Experiências da Educação Popular na Formação ProfissionalExperiências da Educação Popular na Formação Profissional
Experiências da Educação Popular na Formação Profissional
 
Simulador SimDeCS
Simulador SimDeCSSimulador SimDeCS
Simulador SimDeCS
 
Simulador SIACC
Simulador SIACCSimulador SIACC
Simulador SIACC
 
A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...
A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...
A RACIONALIDADE PRÁTICO REFLEXIVA -DESCOBRIR A NATUREZA DO CONHECIMENTO EM EN...
 
Teaching and Learning with Simulation Environments - Profº Helder
Teaching and Learning with Simulation Environments - Profº HelderTeaching and Learning with Simulation Environments - Profº Helder
Teaching and Learning with Simulation Environments - Profº Helder
 

Último

TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 

Aprendizagem Ativa. Profº Stewart mennin

  • 1. Aprendizagem Ativa O quê? Entao o quê? E agora? Stewart Mennin Mennin Consulting & Associates Human Systems Dynamics Institute Professor & Assistant Dean, Emeritus University of New Mexico School of Medicine 1 © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. © 2015, Stewart Mennin
  • 2. © 2011, Stewart Mennen 2
  • 3. Centrado – Continuum Centrado no professor Centrado no estudante Centrado na aprendizagemCentrado na aprendizagem
  • 4. © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. © 2015, Stewart Mennin Visão global • O convite • Todo mundo aprende – inquira/questione • Praxis • Ação adaptativa - Fit for function • 4 tipos aprendizagem ativa – Problematização, ABP, TBL, Comunidade • Centrada na relação de ensino • Professionalização do ensino 4
  • 5. O convite Perspectiva, as condições, o contexto, e as questões importam • Aprendizagem começa com perceber e entender as semelhanças e diferenças e as conexões entre eles e o significado que fazem através do tempo e espaço © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. Eoyang and Holladay, 2013
  • 6. 6 © 2015, Stewart Mennin A perspectiva, as condições, o contexto e as questões importam
  • 7. 7© 2015, Stewart Mennin A perspectiva, as condições, o contexto e as questões importam
  • 8. 8© 2015, Stewart Mennin A perspectiva, as condições, o contexto e as questões importam
  • 9. 9© 2015, Stewart Mennin A perspectiva, as condições, o contexto e as questões importam
  • 10. 10© 2015, Stewart Mennin A perspectiva, as condições, o contexto e as questões importam
  • 11. 11© 2015, Stewart Mennin A perspectiva, as condições, o contexto e as questões importam
  • 12. 12© 2015, Stewart Mennin A perspectiva, as condições, o contexto e as questões importam
  • 13. 13 Aprendizagem involve similaridades e diferencas e os padrões que fazem Condições, contexto, engajamento, memoria © 2015, Stewart Mennin
  • 14. Aprendizagem com convite • Uma estória, um problema,uma tarefa, uma questão • Familiar & Novo • Similar & Diferente • Exploit & Explore © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. © 2015, Stewart Mennin 14
  • 15. Aprendizagem com um convite • Uma estória, um problema,uma tarefa, uma questão • Familiar & Novo • Similar & Diferente • Exploit & Explore © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. 15
  • 16. © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. Triangulo aprendizagem Praxis Desafio Prático Capacidade corrente Teoria Emergente Desafio Teórico Prática Emergente Praxis Pessoal Emergente Teoria Prática
  • 17. Ação adaptativa três perguntas Adaptive Action © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
  • 18. Ação adaptativa 1. O quê? What? – Quais são os padrões quê vemos? – Inquira, pergunte 2. Entao o quê? So What? • Então, o quê esses padrões significam? • Então, quais são as condições quê informam esse padrão? 3. E agora? Now What? •Agora, o quê podemos fazer? •Agir, refletir, aprender •Mais uma vez – • de novo o quê? •... © 2015, Eoyang & Holladay 18
  • 19. O quê? • O que está acontecendo? • O que eu estou vivenciando? • Como estou me sentindo com essa experiência? • O que eu esperava? • O que me surpreende? • Quais são as semelhanças, diferenças e conexões que observo agora? 19© 2015, Eoyang & Holladay
  • 20. Entao o quê? • Então, o que essas experiências significam? • Então, quais são os padrões significativos? • Então que padrões diversos os participantes notaram? • Então as condições do sistema dão origem a esses padrões? • Então, o que suposições ou ideologias pode estar no trabalho para criar esses padrões? 20© 2015, Eoyang & Holladay
  • 21. Entao o quê? • Então, quais são as prioridades pode ter criado esses padrões? • Então, o quê as trocas de comunicação pode ter influenciado esses padrões • Então, o quê poderia ter vindo antes? • Então, o quê pode vir depois? • O quê posso fazer para mudar as paterns para o quê eu quero quê eles sejam? 21© 2015, Eoyang & Holladay
  • 22. Então qual? • Então, qual é o impacto de seus interesses? Suas origens culturais? Seus proficiências linguísticas? • Então, quais são as conexões quê possuem este classe e essas idéias • Então, o quê é importante para esses alunos dessas experiências particulares? • Então, o quê seria mais provável envolver esses estudantes no contexto necessário? • Então, o quê questões norteadoras provocaria o seu interesse e link para os conceitos e princípios fundamentais a ser aprendida? 22© 2015, Eoyang & Holladay
  • 23. E agora? • E Agora, quais são os meus novos conhecimentos? • E Agora, quais são as minhas novas perguntas? • Agora, o quê eu devo fazer de diferente? • Agora, o quê eu vou fazer a coleta de dados para o próximo ciclo de Ação Adaptive? • Agora, o quê os outros precisam de saber sobre a minha ação Adaptive? 23© 2015, Eoyang & Holladay
  • 24. E agora? aplicado • Agora, o quê as experiências de aprendizagem são mais propensos a se envolver esses alunos e fornecer o apoio de quê necessitam? • Agora, o quê eu vou procurar saber o quê os alunos estão aprendendo e em quê grau? • Agora ferramentas ou métodos de avaliação quê será melhor fornecer informações sobre o quê os alunos estão aprendendo? © 2015, Stewart Mennin 24
  • 25. Ação adaptativa três perguntas Ação adaptativa © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission.
  • 26. © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. 4 tipos aprendizagem com ação adaptativa • Problematização • Aprendizagem baseada em problemas • Team-based learning (Aprendizagem baseada em equipe) • Comunidade 26
  • 27. Atividades que promovem aprendizagem ativa Obtendo Informaçõ es e Idéias Experienciando Refletindo Fazendo Observando Direto Indireto Estórias, leituras, dados Ouvindo uma outra reflexão Aprendiz a distancia Experimentar diretamente Os alunos se envolver exp indiretas, locais a distancia on-line Estudantes recordam, refletem e compartilha m Dados Primários Secundários Dados 2ο Fontes Aula/Textos Curso web site Internet Video aula Impressos Cenário autentico Observação Direta Discus em classe. Refl Dialog Casos Clínicos Simulação Role-play
  • 28. Uso de Casos & Problemas Frontieras da Educação Adiciona Relevancia Teste (Solucao Problemas ) Aprendizagem baseada em problemas Au-PROBLEMAPROBLEMA-la Aprendizagem Programada PROBLEMAPROBLEMA PROBLEMAPROBLEMA Estrategia Inquirir Questionar Centrada no entendimento
  • 29. Definição de ABP • Aprendizagem baseada em problemas (APB – PBL) é um método de aprendizagem ativa no qual os estudantes inicialmente se defrontam com um problema seguido por um processo sistemático de investigação e reflexão.
  • 31. Aprendizagem baseada em equipes  PROCESSO Trabalho individual Discussão com a classe Discussão em pequenos grupos X X = Impacto na aprendizagem FASE 1 Preparação (Pré-classe) FASE 2 Garantia de preparo (Na classe) FASE 3 Aplicação dos conceitos do curso Concepts Estudo individual Teste individual Teste em equipes Pequenos grupos Atividades de aplicação Apelação Feedback do professor
  • 32. 32 Prepare to do well on MCQ tests, individual & teams Need to know, self- group- specific learning, app to cases, problems To do well on tests MCQ Incentives Motivation Professor identifica o conteúdo, os alunos vêm preparados, fazem testes, em grupos aplicam os conhecimentos para os problemas de professores Professores escrevem casos. ID, explorar, Hipótese, perguntar, LIs, estudo auto- dirigida, grupo de trabalho aplica o aprendido Métodos de instrução Sequência de aprendizagem Professores Problemas casos, centradas no obj aprendizagem Praxis de aprender, Reflexão, ação adaptativa 2- Replicação de transmissão, exame, a aprendizagem superfícial Princípios e Pressupostos sobre Aprendizagem TBL PBLAulas Problzn Comun. Práxis no local de trabalho, a ação adaptativa, complexa aprendizado, feedback Problemas da vida real, ID, explorar, levantar hipótese, perguntar, LIs, grupo de trabalho aplica aprendizagem Solve the problem Tarefa dirigida pelo professor Aplicar informação a problemas em sala de aula, grupos resolvem tarefas específicas, utilizar informações, feedback rápido Centrado no professor Notas, exames, trabalhos
  • 33. 33 Preparar problemas, escrever testes de MCQ, responder a perguntas, FB Escrever casos, promover a aprendizagem, a coesão do grupo, reflexão, FB Fazer bem em testes MCQ Papel dos Peritos Identifica conteúdo, escrever testes, atribui nota, resposta, comentário como perito conteúdo Facilitador, recurso, avaliador Notas centrada no professor, exames, atribuir tarefa papel do professor na aprendiz alcançar os objetivos, aplicar conteúdo, resolver problemas, raciocinar, grupos, presente Aprender com compreensão, raciocinar, problema evidência aquisição de conteúdo Resultados Desejados TBL PBLAulas Problzn Comun Equipe do local de trabalho resolve - administra problemas Vida real, ID, explorar, Hipótese, pergunta, pesquisa, grupo aplica no trabalho Dar respostas, perguntas Papel do Aluno Participar, estudo de anotacoes, preparação para exames Preparar-se para pré- teste, as tarefas de grupo, presente Do processo PBL, explorar o conhecimento, Hipótese, LIs, estudo, trabalho em grupo, avaliar Todos são estudantes, definir problemas, aprender, aplicar- se, refletir
  • 34. Ensino baseado no relacionamento • O convite & resposta • Humanização • Contar estórias, narrativas • Melhor pratica - replicação, variável, criativa, imprevisível, emergente • Falar & escutar • Similar & diferente • Ação Adaptativa © 2014 Human Systems Dynamics Institute. Use with permission. 34
  • 35. © 2014 Stewart Mennin Professionalizando o ensino para a saude • Docência e uma profissão do “cuidado” • Revisão de pares – Padrões profissionais • Mérito Acadêmico • Contrato Social • Continuar inquirindo • Compromisso generativo 35
  • 36. Como se preparar agora para o futuro do Brasil? • Apoiar o SUS • Agir sobre as necessidades de ensino para a saúde • Fomentar responsibilidade social • Continuar aprendendo criticamente ©2014, Stewart Mennin
  • 37. MUITO OBRIGADO IAMSE, New Orleans 37 Stewart Mennin menninsp@gmail.com

Notas do Editor

  1. Adaptive Action is a different way to see, understand and influence day-to-day work and learning embracing both linear and nonlinear patterns. Three quêstions underpin Adaptive Action: What? So what? Now What?). They privilege both specificity of action and generalizability of inquiry in conditions of practice and research of low and in high dimensionality (complex adaptive systems). They fit when: Certainty is not an option. We ask, ‘Why is certainty sometimes not an option? We ask, Now what do you do when certainty is not an option? Adaptive Action is a way to stand in inquiry, desafio the status quo and learn from informed and reflective trial and error across the full spectrum of the traditional sciences and complex adaptive systems.
  2. Adaptive Action is a different way to see, understand and influence day-to-day work and learning embracing both linear and nonlinear patterns. Three quêstions underpin Adaptive Action: What? So what? Now What?). They privilege both specificity of action and generalizability of inquiry in conditions of practice and research of low and in high dimensionality (complex adaptive systems). They fit when: Certainty is not an option. We ask, ‘Why is certainty sometimes not an option? We ask, Now what do you do when certainty is not an option? Adaptive Action is a way to stand in inquiry, desafio the status quo and learn from informed and reflective trial and error across the full spectrum of the traditional sciences and complex adaptive systems.
  3. Obtendo Informações e Idéias
  4. 1- Professor identifica o conteúdo, os alunos vêm preparados, fazem testes, em grupos aplicam os conhecimentos para os problemas de professores 2- Professores escrevem casos. ID, explorar, Hipótese, perguntar, LIs, estudo auto-dirigida, grupo de trabalho aplica o aprendido 3- Problemas da vida real, ID, explorar, levantar hipótese, perguntar, LIs, grupo de trabalho aplica aprendizagem
  5. 1- Resultados Desejados 2- aquisição de conteúdo 3- alcançar os objetivos, aplicar conteúdo, resolver problemas, raciocinar, grupos, presente 4- Aprender com compreensão, raciocinar, problema evidência 5- Equipe do local de trabalho resolve - administra problemas 6- papel do professor na aprendizagem 7- Notas centrada no professor, exames, atribuir tarefa 8- Identifica conteúdo, escrever testes, atribui nota, resposta, comentário como perito conteúdo 9- Facilitador, recurso, avaliador 10 Vida real, ID, explorar, Hipótese, pergunta, pesquisa, grupo aplica no trabalho 11 Papel dos Peritos 12-Fazer bem em testes MCQ 13 Preparar problemas, escrever testes de MCQ, responder a perguntas, FB 14 Escrever casos, promover a aprendizagem, a coesão do grupo, reflexão, FB 15 Dar respostas, perguntas 16 Papel do Aluno 17 Participar, estudo de anotacoes, preparação para exames 18- Preparar-se para pré-teste, as tarefas de grupo, presente 19 Do processo PBL, explorar o conhecimento, Hipótese, LIs, estudo, trabalho em grupo, avaliar 20-Todos são estudantes, definir problemas, aprender, aplicar-se, refletir