SlideShare uma empresa Scribd logo
“ Estimular, inspirar, essa é a grande arte de quem prentende ensinar.” Henri-Fréderic Amiel
Pré-teste
 
O que é treinamento ? Treinar é educar,  ensinar  e humanizar Latim: in-signare Marcar com um sinal
O que o indivíduo encontra quando busca o desenvolvimento ? Informação: é um dado exterior ao sujeito; Conhecimento: é a informação absorvida; Saber: colocar o conhecimento em prática, aprender. DESAFIO:  Saber ensinar a  aprender O que é ? Como é ? Para que serve ? Quais as conseqüências que tenho quando o pratica ?
Pedagogia ? Pedagogia X Andragogia Qual é o grande diferencial ? Visão crítica do mundo Auto-estima, desenvolvimento profissional e pessoal Boletim Motivação Solução de Problemas Domínio do conteúdo( decorar ) Orientação da Aprendizagem Melhor qualidade de vida Êxito escolar e/ou recompensa familiar Vontade de aprender Máxima importância Mínima importância Papel da experiência Modelo Andragógico Modelo Pedagógico
Fundamento principal da Andragogia Aprender, fazendo!
“  Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção” (Freire em Pedagogia da Autonomia)
Princípios da aprendizagem de adultos Os participantes devem apresentar o desejo de aprender; Os adultos aprenderão somente o que sentem necessidade de aprender; Os adultos aprendem FAZENDO; Os novos conhecimentos devem ser relacionados com situações freqüentes do público-alvo; Os adultos aprendem melhor em ambiente informal; Os adultos querem sentir-se responsáveis por sua própria aprendizagem;
 
Conceito de Aprendizagem “  Mudança de comportamento e na permanência desta mudança ” DG
Aprender coisas novas Substitui velhos conceitos Processo de mudança
1. Entender  por qu e   é importante aprender 2. Relacionar  a nova aprendizagem com  algo  familiar . 3. Identificar os  pa s sos   envolvidos   (dar  um  panorama completo). 4. Observar u m a  demostra ção . 5. Praticar   e   rec eber   feedbacks . 6. Incorporo ao meu repertório. Ciclo de aprendizagem Por quê? Familiar Passos Demonstração Prática/ Analiso os feedbacks Repertório 1 2 3 4 5 6
Como aprendemos ? %  DE RETENÇÃO  10% 20% 30% 50% 70% 90% LER OUVIR VER VER OUVIR VER FALAR VER FALAR FAZER
Finalidades de um treinamento: Assegurar o moral elevado dos colaboradores;  Consolidar, manter e transmitir os valores da Cultura da Organização; Incentivar o desenvolvimento de aptidões, habilidades e competências inovadoras; Promover o CHA; Aumentar a produtividade, com redução de custos, sem contudo, afetar a qualidade; Integração dos colaboradores; Estimular a filosofia de melhoria contínua; Fornecer suporte para o colaborador atuar diante das mudanças freqüentes; Possibilitar o domínio de nossos produtos e serviços; Aumentar satisfação de clientes internos e externos; Preparar equipes para o autogerenciamento; Fornecer maior segurança ao colaborador para o desempenho de suas tarefas; Prevenir a somatização devido ao ambiente de pressão cotidiano;
Características de um bom instrutor: Articula sentimento, pensamento e ação; Conhece a estrutura do curso que leciona; Dá liberdade ao aprendiz para elaborar um pensamento próprio como um todo que faça sentido para si mesmo; Sabe ouvir (Dg); Não se  limita a desenvolver competências e habilidades técnicas, mas se dedica a formar pessoas éticas, cidadãs ( Fábula ); Porta um conjunto de qualidades em três eixos: domínio do conteúdo (Saber), preparo didático (Saber ensinar) e atitude ética (Saber conviver com as diferenças); Quando o instrutor dá o melhor de si, ele cria condições a que os treinandos ofereçam o melhor de que são capazes.
O bom instrutor deve ensinar os treinandos a dispensá-lo.
Como estimular e inspirar o treinando ? Enfim... Como planejar, executar e avaliar um treinamento ? Como transmitir conteúdos que o meu aprendiz possa aplicar na prática de sua vida profissional e pessoal ? Como despertar nele o desejo de saber ? Como alimentar em mim, instrutor, a vontade de ensinar ?
O que é PLANEJAR um treinamento ? Planejar um treinamento é: Estabelecer objetivos; Etapas; Procedimentos e Recursos; Prazos.
Aproximar o treinamento das expectativas do público-alvo; Evitar atropelos, imprevistos e improvisos; Garantir a qualidade do trabalho do Instrutor; Organizar objetivos, tempo, conteúdo, procedimentos, recursos e avaliação; Possibilitar economia de recursos, materiais e esforços humanos; Prever os resultados intermediários e finais do curso de treinamento; Produzir o plano de curso. O planejamento de um treinamento tem por objetivos principais:
Iniciando nosso planejamento...
Junto a quem vou atuar ? “ Como saber se os objetivos propostos foram alcançados ? ” “  De quanto tempo preciso ? ” “  O que quero alcançar? ” “  De que saberes preciso? “ “  O que vou fazer em sala de aula ? ” “  Que recursos serão utilizados ? ”
Junto a quem vou atuar ? Identificação da área solicitante e das necessidades e expectativas que possuem com relação ao curso: Compreender a demanda; Pesquisar as tendências do mercado; Definir quais serão os Conhecimentos, Habilidades e Atitudes que deverão ser desenvolvidos. Questionários;  Desempenho dos colaboradores; Reuniões;  Entrevistas abertas ou estruturadas com a área; Pesquisa de satisfação...
Pesquisa de Satisfação Nossa área o atende dentro dos prazos estipulados ? (  ) Sim  (  ) Não Nossa Equipe mostra-se receptiva as suas solicitações ? (  ) Sim  (  ) Não Os colaboradores de minha área apresentam os conhecimentos técnicos e comportamentais necessários para satisfazer sua demanda ? Em caso negativo, em quais aspectos poderiam ser melhor desenvolvidos ? (  ) Sim  (  ) Não ___________________________ ________________________________________________________________ Segundo sua avaliação, quais são nossas principais fortalezas e quais nossas principais limitações ? Fotalezas : _______________________________________________________ Dificuldades:______________________________________________________ O espaço abaixo, é reservado, para que você apresente suas sugestões sobre como poderíamos aprimorar a qualidade de nosso trabalho. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Atividade:
Junto a quem vou atuar ? “  O que quero alcançar ? ”
Escrita dos objetivos do curso; Onde queremos chegar ? EX.: Treinamento Formação de Multiplicadores Objetivo: Capacitar os participantes a planejar, ministrar e avaliar treinamentos. O que quero alcançar ? “ Não há vento favorável para quem não sabe para onde vai.” Guilher D´Orange
Atividade:
Junto a quem vou atuar ? “  O que quero alcançar? ” “  De que saberes preciso? “
Definir o conteúdo programático; Por onde devo ir para alcançar os objetivos que defini anteriormente ? De que saberes preciso ? Conteúdo Objetivos Lembre-se que ninguém pode ensinar de maneira satisfatória aquilo que não domina, portanto, especialize-se no assunto com antecedência.
Atividade
Junto a quem vou atuar ? “  O que quero alcançar? ” “  De que saberes preciso? “ “  O que vou fazer em sala de aula ? ”
Transmissão do conteúdo: Teórica; Simulações; Encenações; Dinâmicas de grupo / Discussões em grupo; Estudo de casos O que vou fazer em sala de aula ?
Atividade
Junto a quem vou atuar ? “  O que quero alcançar? ” “  De que saberes preciso? “ “  O que vou fazer em sala de aula ? ” “  Que recursos serão utilizados ? ”
Que recursos serão utilizados ? Check List Lápis, Canetas, Apostilas, Data Show, Flip Chart, Textos, Fábulas... Tudo o que deve ser distribuído aos participantes para a execução das atividades. Ex.: Barbante, bexigas, etc. Instrutor Profissionais de apoio Didáticos Materiais Humanos Recursos Principais
Atividade
Junto a quem vou atuar ? “  De quanto tempo preciso ? ” “  O que quero alcançar? ” “  De que saberes preciso? “ “  O que vou fazer em sala de aula ? ” “  Que recursos serão utilizados ? ”
Conteúdo teórico; Atividades; Espaço para dúvidas; Imprevistos; De quanto tempo preciso ? 1 hora e 30 minutos Tempo total do módulo: 5 minutos Dúvidas gerais sobre o módulo 30 minutos Dinâmica: Você sabe ouvir ? 20 minuttos 2.4) Ganhos proporcionados pela linguagem Clara 20 minutos 2.3-) Ruídos na transmissão 15 minutos 2.1-) Mensagem     Ex.: Módulo 2: O processo de comunicação
Junto a quem vou atuar ? “ Como saber se os objetivos propostos foram alcançados ? ” “  De quanto tempo preciso ? ” “  O que quero alcançar? ” “  De que saberes preciso? “ “  O que vou fazer em sala de aula ? ” “  Que recursos serão utilizados ? ”
Como saber se os objetivos propostos foram alcançados ? Comparação de nível de eficiência entre pré-pós teste; Avaliação de reação. As expectativas de vocês foram atendidas ? Para que servirá o que vocês aprenderam aqui ? Quais mudanças o treinamento promoverá na vida profissional e/ou pessoal de vocês ?
É o produto do planejamento; Deve despertar a curiosidade do cliente, ser objetivo, claro e transmitir a essência do treinamento. Nome do treinamento Instrutor (es) Data(s) de realização Local Como participar Público-alvo Objetivo geral Conteúdo programático Procedimentos Avaliação Plano do curso
Atividade
Atividades em grupo
Técnicas de Apresentação A oratória é um dom ? Olhe para todas as pessoas enquanto fala; Elimine os vícios de linguagem; Brinque com a entonação de voz para prender a atenção das pessoas; Gesticule; Faça pausas; Deu branco! O que fazer ? Tenha o planejamento próximo a você; Descanse no dia anterior; Alimente-se adequadamente.
Técnicas de Apresentação Enfrente resistências de maneira ponderada; Intercale técnica e descontração; Leia de forma envolvente; No Power Point, liste somente as idéias principais; Parta do princípio que todos são leigos;
Técnicas de Apresentação Evite expressões que indiquem incerteza ou insegurança; Use adequadamente os recursos audiovisuais; Práticas do Flip Chart; Empenhe-se no encerramento.
Técnicas de Apresentação Dinâmica de grupo não é brincadeirinha; Tipos de dinâmicas; É necessário ser psicológo para usar a técnica ? Respeite sempre as limitações identificadas e mostre coerência na escolha da atividade.
Pós-Teste

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

6 anexo aula 05 inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...
6 anexo aula 05   inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...6 anexo aula 05   inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...
6 anexo aula 05 inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...
Janaina Ferreira
 
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDERENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
Sebastião Guimarães
 
Slides módulo 4
Slides módulo 4Slides módulo 4
Slides módulo 4
Isabel Grazina
 
Formando os Próprios Talentos
Formando os Próprios TalentosFormando os Próprios Talentos
Formando os Próprios Talentos
Pedro Palma
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
Gelson Rocha
 
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
Mayra de Souza
 
Consultoria de Estudos - Ponto da Aprovação
Consultoria de Estudos - Ponto da AprovaçãoConsultoria de Estudos - Ponto da Aprovação
Consultoria de Estudos - Ponto da Aprovação
HiramMM1
 
SER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAP
SER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAPSER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAP
SER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAP
Andreia Nogueira
 
Biz miz o1 m8_u8.1_r2_pt
Biz miz o1 m8_u8.1_r2_ptBiz miz o1 m8_u8.1_r2_pt
Biz miz o1 m8_u8.1_r2_pt
KATHLEENBULTEEL
 
Guia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupo
Guia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupoGuia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupo
Guia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupo
etutorgrupo7
 
Ser empreendedor é-PowerPoint PAP
Ser empreendedor é-PowerPoint PAPSer empreendedor é-PowerPoint PAP
Ser empreendedor é-PowerPoint PAP
Andreia Nogueira
 
E-book Descobrir o seu propósito
E-book Descobrir o seu propósitoE-book Descobrir o seu propósito
E-book Descobrir o seu propósito
Dario Vitoriano
 
23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)
23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)
23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)
tania m f contrim
 
01 tecnicas de treinamento
01 tecnicas de treinamento01 tecnicas de treinamento
01 tecnicas de treinamento
Alessandra Martins
 
Instrumentos de avaliação
Instrumentos de avaliaçãoInstrumentos de avaliação
Instrumentos de avaliação
Edson Mamprin
 
8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe
8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe
8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe
Jefferson Affonso - PMP®, ITIL®, MCTS®, MBA
 
Você s.a. avaliação do desempenho
Você s.a.   avaliação do desempenhoVocê s.a.   avaliação do desempenho
Você s.a. avaliação do desempenho
tioheraclito
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
Cristiane Lahdo
 
´Pales apesp
´Pales apesp´Pales apesp

Mais procurados (19)

6 anexo aula 05 inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...
6 anexo aula 05   inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...6 anexo aula 05   inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...
6 anexo aula 05 inventario de autopercepcao sobre comportamento em equipe a...
 
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDERENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
ENSINAR A ENSINAR e APRENDER A APRENDER
 
Slides módulo 4
Slides módulo 4Slides módulo 4
Slides módulo 4
 
Formando os Próprios Talentos
Formando os Próprios TalentosFormando os Próprios Talentos
Formando os Próprios Talentos
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
 
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
 
Consultoria de Estudos - Ponto da Aprovação
Consultoria de Estudos - Ponto da AprovaçãoConsultoria de Estudos - Ponto da Aprovação
Consultoria de Estudos - Ponto da Aprovação
 
SER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAP
SER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAPSER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAP
SER EMPREENDEDOR É-prova de aptidão profissional PAP
 
Biz miz o1 m8_u8.1_r2_pt
Biz miz o1 m8_u8.1_r2_ptBiz miz o1 m8_u8.1_r2_pt
Biz miz o1 m8_u8.1_r2_pt
 
Guia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupo
Guia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupoGuia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupo
Guia do e formador para operacionalização dinâmicas de grupo
 
Ser empreendedor é-PowerPoint PAP
Ser empreendedor é-PowerPoint PAPSer empreendedor é-PowerPoint PAP
Ser empreendedor é-PowerPoint PAP
 
E-book Descobrir o seu propósito
E-book Descobrir o seu propósitoE-book Descobrir o seu propósito
E-book Descobrir o seu propósito
 
23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)
23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)
23545 dinamica e_animacao_de_grupos___m_formador (1)
 
01 tecnicas de treinamento
01 tecnicas de treinamento01 tecnicas de treinamento
01 tecnicas de treinamento
 
Instrumentos de avaliação
Instrumentos de avaliaçãoInstrumentos de avaliação
Instrumentos de avaliação
 
8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe
8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe
8 Maneiras de melhorar a inteligencia emocional junto a sua equipe
 
Você s.a. avaliação do desempenho
Você s.a.   avaliação do desempenhoVocê s.a.   avaliação do desempenho
Você s.a. avaliação do desempenho
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
 
´Pales apesp
´Pales apesp´Pales apesp
´Pales apesp
 

Destaque

Iaso Tea - Benefits
Iaso Tea - BenefitsIaso Tea - Benefits
Iaso Tea - Benefits
Devendra Kumar Yadav
 
A Manager's Challenge (10)
A Manager's Challenge (10)A Manager's Challenge (10)
A Manager's Challenge (10)
Watcharin Chongkonsatit
 
A Manager's Challenge (9)
A Manager's Challenge (9)A Manager's Challenge (9)
A Manager's Challenge (9)
Watcharin Chongkonsatit
 
A Manager's Challenge (12)
A Manager's Challenge (12)A Manager's Challenge (12)
A Manager's Challenge (12)
Watcharin Chongkonsatit
 
Final Campaign Book-SW Michigan First
Final Campaign Book-SW Michigan FirstFinal Campaign Book-SW Michigan First
Final Campaign Book-SW Michigan First
Jarett Coy
 
A Manager's Challenge (15)
A Manager's Challenge (15)A Manager's Challenge (15)
A Manager's Challenge (15)
Watcharin Chongkonsatit
 
M01 em c8-ch5
M01 em c8-ch5M01 em c8-ch5
M01 em c8-ch5
Dharma Shri
 
hemp as raw material
hemp as raw materialhemp as raw material
hemp as raw material
Mayuri Kalane
 
5 Consejos Para Vencer La Timidez
5 Consejos Para Vencer La Timidez5 Consejos Para Vencer La Timidez
5 Consejos Para Vencer La Timidez
littlegirl10
 
A girafa que comia estrelas
A girafa que  comia estrelas A girafa que  comia estrelas
A girafa que comia estrelas
lidiacosta
 
Strategic innovation
Strategic innovationStrategic innovation
Strategic innovation
Pravin Asar
 
Shot types Neature Walk
Shot types Neature WalkShot types Neature Walk
Shot types Neature Walk
kingwasabi98
 
2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน
2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน
2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน
Watcharin Chongkonsatit
 
I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)
I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)
I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)
Diego Badilla
 
Strategic innovation slideshare
Strategic innovation   slideshareStrategic innovation   slideshare
Strategic innovation slideshare
Claus Aasholm
 

Destaque (17)

Iaso Tea - Benefits
Iaso Tea - BenefitsIaso Tea - Benefits
Iaso Tea - Benefits
 
A Manager's Challenge (10)
A Manager's Challenge (10)A Manager's Challenge (10)
A Manager's Challenge (10)
 
A Manager's Challenge (9)
A Manager's Challenge (9)A Manager's Challenge (9)
A Manager's Challenge (9)
 
A Manager's Challenge (12)
A Manager's Challenge (12)A Manager's Challenge (12)
A Manager's Challenge (12)
 
relação alunos escola
relação alunos escolarelação alunos escola
relação alunos escola
 
Final Campaign Book-SW Michigan First
Final Campaign Book-SW Michigan FirstFinal Campaign Book-SW Michigan First
Final Campaign Book-SW Michigan First
 
A Manager's Challenge (15)
A Manager's Challenge (15)A Manager's Challenge (15)
A Manager's Challenge (15)
 
M01 em c8-ch5
M01 em c8-ch5M01 em c8-ch5
M01 em c8-ch5
 
hemp as raw material
hemp as raw materialhemp as raw material
hemp as raw material
 
5 Consejos Para Vencer La Timidez
5 Consejos Para Vencer La Timidez5 Consejos Para Vencer La Timidez
5 Consejos Para Vencer La Timidez
 
A girafa que comia estrelas
A girafa que  comia estrelas A girafa que  comia estrelas
A girafa que comia estrelas
 
Strategic innovation
Strategic innovationStrategic innovation
Strategic innovation
 
Shot types Neature Walk
Shot types Neature WalkShot types Neature Walk
Shot types Neature Walk
 
2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน
2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน
2 แนวคิดเกี่ยวกับชุมชน
 
Lakeview Downs
Lakeview DownsLakeview Downs
Lakeview Downs
 
I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)
I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)
I manager u2000 v200r014 optional feature description (elte2.3) 01(20140314)
 
Strategic innovation slideshare
Strategic innovation   slideshareStrategic innovation   slideshare
Strategic innovation slideshare
 

Semelhante a ApresentaçãO Final

Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
Jean Israel B. Feijó
 
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Mayra de Souza
 
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Mayra de Souza
 
Guia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educadorGuia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educador
NTE Núcleo de Tecnologia Educacional
 
Treinamento
TreinamentoTreinamento
Treinamento
Carla Nascimento
 
Manual Para O Sucesso Academico Na Engenharia
Manual Para O Sucesso Academico Na EngenhariaManual Para O Sucesso Academico Na Engenharia
Manual Para O Sucesso Academico Na Engenharia
Roderlei Presznhuk
 
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docxPLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
MelchiorS1
 
Aula 08 recursos humano
Aula 08 recursos humanoAula 08 recursos humano
Aula 08 recursos humano
Homero Alves de Lima
 
Design thinking - livro 5
Design thinking - livro 5Design thinking - livro 5
Design thinking - livro 5
Letícia Spina Tapia
 
Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!
Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!
Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!
Christian Munaier
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Trabalho Colaborativo
Trabalho ColaborativoTrabalho Colaborativo
Trabalho Colaborativo
Márcia Castilho de Sales
 
Gestão lider
Gestão   liderGestão   lider
Gestão lider
eliasdemoch
 
Principios de andragogia_para_facilitadores
Principios de andragogia_para_facilitadoresPrincipios de andragogia_para_facilitadores
Principios de andragogia_para_facilitadores
Luisa Cristina Rothe Mayer
 
Aprendizagem
AprendizagemAprendizagem
Aprendizagem
Felipe Pouchucq
 
Treinamento de Design Thinking
Treinamento de Design ThinkingTreinamento de Design Thinking
Treinamento de Design Thinking
Victor Gonçalves
 
DIDÁTICA GERAL.pptx
DIDÁTICA GERAL.pptxDIDÁTICA GERAL.pptx
DIDÁTICA GERAL.pptx
Evaldo Pereira Merim
 
Novas práticas, novos métodos
Novas práticas, novos métodosNovas práticas, novos métodos
Novas práticas, novos métodos
Roberto Avila
 
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.RandesAprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Prof. Randes Enes, M.Sc.
 

Semelhante a ApresentaçãO Final (20)

Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
 
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
 
Guia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educadorGuia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educador
 
Treinamento
TreinamentoTreinamento
Treinamento
 
Manual Para O Sucesso Academico Na Engenharia
Manual Para O Sucesso Academico Na EngenhariaManual Para O Sucesso Academico Na Engenharia
Manual Para O Sucesso Academico Na Engenharia
 
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docxPLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
 
Aula 08 recursos humano
Aula 08 recursos humanoAula 08 recursos humano
Aula 08 recursos humano
 
Design thinking - livro 5
Design thinking - livro 5Design thinking - livro 5
Design thinking - livro 5
 
Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!
Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!
Atenção, coordenador técnico de academias: você pode mais!
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
Trabalho Colaborativo
Trabalho ColaborativoTrabalho Colaborativo
Trabalho Colaborativo
 
Gestão lider
Gestão   liderGestão   lider
Gestão lider
 
Principios de andragogia_para_facilitadores
Principios de andragogia_para_facilitadoresPrincipios de andragogia_para_facilitadores
Principios de andragogia_para_facilitadores
 
Aprendizagem
AprendizagemAprendizagem
Aprendizagem
 
Treinamento de Design Thinking
Treinamento de Design ThinkingTreinamento de Design Thinking
Treinamento de Design Thinking
 
DIDÁTICA GERAL.pptx
DIDÁTICA GERAL.pptxDIDÁTICA GERAL.pptx
DIDÁTICA GERAL.pptx
 
Novas práticas, novos métodos
Novas práticas, novos métodosNovas práticas, novos métodos
Novas práticas, novos métodos
 
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.RandesAprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
Aprendizagem e Desenvolvimento de Pessoas @Prof.Randes
 

Último

Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptxSegurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Divina Vitorino
 
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdfEletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
barbosajucy47
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
Faga1939
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
ronaldos10
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Ismael Ash
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ismael Ash
 

Último (7)

Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptxSegurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
Segurança da Informação - Onde estou e para onde eu vou.pptx
 
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdfEletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
Eletiva_O-mundo-conectado-Ensino-Médio.docx.pdf
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
 
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
 

ApresentaçãO Final

  • 1. “ Estimular, inspirar, essa é a grande arte de quem prentende ensinar.” Henri-Fréderic Amiel
  • 3.  
  • 4. O que é treinamento ? Treinar é educar, ensinar e humanizar Latim: in-signare Marcar com um sinal
  • 5. O que o indivíduo encontra quando busca o desenvolvimento ? Informação: é um dado exterior ao sujeito; Conhecimento: é a informação absorvida; Saber: colocar o conhecimento em prática, aprender. DESAFIO: Saber ensinar a aprender O que é ? Como é ? Para que serve ? Quais as conseqüências que tenho quando o pratica ?
  • 6. Pedagogia ? Pedagogia X Andragogia Qual é o grande diferencial ? Visão crítica do mundo Auto-estima, desenvolvimento profissional e pessoal Boletim Motivação Solução de Problemas Domínio do conteúdo( decorar ) Orientação da Aprendizagem Melhor qualidade de vida Êxito escolar e/ou recompensa familiar Vontade de aprender Máxima importância Mínima importância Papel da experiência Modelo Andragógico Modelo Pedagógico
  • 7. Fundamento principal da Andragogia Aprender, fazendo!
  • 8. “ Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção” (Freire em Pedagogia da Autonomia)
  • 9. Princípios da aprendizagem de adultos Os participantes devem apresentar o desejo de aprender; Os adultos aprenderão somente o que sentem necessidade de aprender; Os adultos aprendem FAZENDO; Os novos conhecimentos devem ser relacionados com situações freqüentes do público-alvo; Os adultos aprendem melhor em ambiente informal; Os adultos querem sentir-se responsáveis por sua própria aprendizagem;
  • 10.  
  • 11. Conceito de Aprendizagem “ Mudança de comportamento e na permanência desta mudança ” DG
  • 12. Aprender coisas novas Substitui velhos conceitos Processo de mudança
  • 13. 1. Entender por qu e é importante aprender 2. Relacionar a nova aprendizagem com algo familiar . 3. Identificar os pa s sos envolvidos (dar um panorama completo). 4. Observar u m a demostra ção . 5. Praticar e rec eber feedbacks . 6. Incorporo ao meu repertório. Ciclo de aprendizagem Por quê? Familiar Passos Demonstração Prática/ Analiso os feedbacks Repertório 1 2 3 4 5 6
  • 14. Como aprendemos ? % DE RETENÇÃO 10% 20% 30% 50% 70% 90% LER OUVIR VER VER OUVIR VER FALAR VER FALAR FAZER
  • 15. Finalidades de um treinamento: Assegurar o moral elevado dos colaboradores; Consolidar, manter e transmitir os valores da Cultura da Organização; Incentivar o desenvolvimento de aptidões, habilidades e competências inovadoras; Promover o CHA; Aumentar a produtividade, com redução de custos, sem contudo, afetar a qualidade; Integração dos colaboradores; Estimular a filosofia de melhoria contínua; Fornecer suporte para o colaborador atuar diante das mudanças freqüentes; Possibilitar o domínio de nossos produtos e serviços; Aumentar satisfação de clientes internos e externos; Preparar equipes para o autogerenciamento; Fornecer maior segurança ao colaborador para o desempenho de suas tarefas; Prevenir a somatização devido ao ambiente de pressão cotidiano;
  • 16. Características de um bom instrutor: Articula sentimento, pensamento e ação; Conhece a estrutura do curso que leciona; Dá liberdade ao aprendiz para elaborar um pensamento próprio como um todo que faça sentido para si mesmo; Sabe ouvir (Dg); Não se limita a desenvolver competências e habilidades técnicas, mas se dedica a formar pessoas éticas, cidadãs ( Fábula ); Porta um conjunto de qualidades em três eixos: domínio do conteúdo (Saber), preparo didático (Saber ensinar) e atitude ética (Saber conviver com as diferenças); Quando o instrutor dá o melhor de si, ele cria condições a que os treinandos ofereçam o melhor de que são capazes.
  • 17. O bom instrutor deve ensinar os treinandos a dispensá-lo.
  • 18. Como estimular e inspirar o treinando ? Enfim... Como planejar, executar e avaliar um treinamento ? Como transmitir conteúdos que o meu aprendiz possa aplicar na prática de sua vida profissional e pessoal ? Como despertar nele o desejo de saber ? Como alimentar em mim, instrutor, a vontade de ensinar ?
  • 19. O que é PLANEJAR um treinamento ? Planejar um treinamento é: Estabelecer objetivos; Etapas; Procedimentos e Recursos; Prazos.
  • 20. Aproximar o treinamento das expectativas do público-alvo; Evitar atropelos, imprevistos e improvisos; Garantir a qualidade do trabalho do Instrutor; Organizar objetivos, tempo, conteúdo, procedimentos, recursos e avaliação; Possibilitar economia de recursos, materiais e esforços humanos; Prever os resultados intermediários e finais do curso de treinamento; Produzir o plano de curso. O planejamento de um treinamento tem por objetivos principais:
  • 22. Junto a quem vou atuar ? “ Como saber se os objetivos propostos foram alcançados ? ” “ De quanto tempo preciso ? ” “ O que quero alcançar? ” “ De que saberes preciso? “ “ O que vou fazer em sala de aula ? ” “ Que recursos serão utilizados ? ”
  • 23. Junto a quem vou atuar ? Identificação da área solicitante e das necessidades e expectativas que possuem com relação ao curso: Compreender a demanda; Pesquisar as tendências do mercado; Definir quais serão os Conhecimentos, Habilidades e Atitudes que deverão ser desenvolvidos. Questionários; Desempenho dos colaboradores; Reuniões; Entrevistas abertas ou estruturadas com a área; Pesquisa de satisfação...
  • 24. Pesquisa de Satisfação Nossa área o atende dentro dos prazos estipulados ? ( ) Sim ( ) Não Nossa Equipe mostra-se receptiva as suas solicitações ? ( ) Sim ( ) Não Os colaboradores de minha área apresentam os conhecimentos técnicos e comportamentais necessários para satisfazer sua demanda ? Em caso negativo, em quais aspectos poderiam ser melhor desenvolvidos ? ( ) Sim ( ) Não ___________________________ ________________________________________________________________ Segundo sua avaliação, quais são nossas principais fortalezas e quais nossas principais limitações ? Fotalezas : _______________________________________________________ Dificuldades:______________________________________________________ O espaço abaixo, é reservado, para que você apresente suas sugestões sobre como poderíamos aprimorar a qualidade de nosso trabalho. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  • 26. Junto a quem vou atuar ? “ O que quero alcançar ? ”
  • 27. Escrita dos objetivos do curso; Onde queremos chegar ? EX.: Treinamento Formação de Multiplicadores Objetivo: Capacitar os participantes a planejar, ministrar e avaliar treinamentos. O que quero alcançar ? “ Não há vento favorável para quem não sabe para onde vai.” Guilher D´Orange
  • 29. Junto a quem vou atuar ? “ O que quero alcançar? ” “ De que saberes preciso? “
  • 30. Definir o conteúdo programático; Por onde devo ir para alcançar os objetivos que defini anteriormente ? De que saberes preciso ? Conteúdo Objetivos Lembre-se que ninguém pode ensinar de maneira satisfatória aquilo que não domina, portanto, especialize-se no assunto com antecedência.
  • 32. Junto a quem vou atuar ? “ O que quero alcançar? ” “ De que saberes preciso? “ “ O que vou fazer em sala de aula ? ”
  • 33. Transmissão do conteúdo: Teórica; Simulações; Encenações; Dinâmicas de grupo / Discussões em grupo; Estudo de casos O que vou fazer em sala de aula ?
  • 35. Junto a quem vou atuar ? “ O que quero alcançar? ” “ De que saberes preciso? “ “ O que vou fazer em sala de aula ? ” “ Que recursos serão utilizados ? ”
  • 36. Que recursos serão utilizados ? Check List Lápis, Canetas, Apostilas, Data Show, Flip Chart, Textos, Fábulas... Tudo o que deve ser distribuído aos participantes para a execução das atividades. Ex.: Barbante, bexigas, etc. Instrutor Profissionais de apoio Didáticos Materiais Humanos Recursos Principais
  • 38. Junto a quem vou atuar ? “ De quanto tempo preciso ? ” “ O que quero alcançar? ” “ De que saberes preciso? “ “ O que vou fazer em sala de aula ? ” “ Que recursos serão utilizados ? ”
  • 39. Conteúdo teórico; Atividades; Espaço para dúvidas; Imprevistos; De quanto tempo preciso ? 1 hora e 30 minutos Tempo total do módulo: 5 minutos Dúvidas gerais sobre o módulo 30 minutos Dinâmica: Você sabe ouvir ? 20 minuttos 2.4) Ganhos proporcionados pela linguagem Clara 20 minutos 2.3-) Ruídos na transmissão 15 minutos 2.1-) Mensagem     Ex.: Módulo 2: O processo de comunicação
  • 40. Junto a quem vou atuar ? “ Como saber se os objetivos propostos foram alcançados ? ” “ De quanto tempo preciso ? ” “ O que quero alcançar? ” “ De que saberes preciso? “ “ O que vou fazer em sala de aula ? ” “ Que recursos serão utilizados ? ”
  • 41. Como saber se os objetivos propostos foram alcançados ? Comparação de nível de eficiência entre pré-pós teste; Avaliação de reação. As expectativas de vocês foram atendidas ? Para que servirá o que vocês aprenderam aqui ? Quais mudanças o treinamento promoverá na vida profissional e/ou pessoal de vocês ?
  • 42. É o produto do planejamento; Deve despertar a curiosidade do cliente, ser objetivo, claro e transmitir a essência do treinamento. Nome do treinamento Instrutor (es) Data(s) de realização Local Como participar Público-alvo Objetivo geral Conteúdo programático Procedimentos Avaliação Plano do curso
  • 45. Técnicas de Apresentação A oratória é um dom ? Olhe para todas as pessoas enquanto fala; Elimine os vícios de linguagem; Brinque com a entonação de voz para prender a atenção das pessoas; Gesticule; Faça pausas; Deu branco! O que fazer ? Tenha o planejamento próximo a você; Descanse no dia anterior; Alimente-se adequadamente.
  • 46. Técnicas de Apresentação Enfrente resistências de maneira ponderada; Intercale técnica e descontração; Leia de forma envolvente; No Power Point, liste somente as idéias principais; Parta do princípio que todos são leigos;
  • 47. Técnicas de Apresentação Evite expressões que indiquem incerteza ou insegurança; Use adequadamente os recursos audiovisuais; Práticas do Flip Chart; Empenhe-se no encerramento.
  • 48. Técnicas de Apresentação Dinâmica de grupo não é brincadeirinha; Tipos de dinâmicas; É necessário ser psicológo para usar a técnica ? Respeite sempre as limitações identificadas e mostre coerência na escolha da atividade.