SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
Acessibilidade:
definições e história




    ©2012 Cláudio Diniz Alves e Janicy Rocha
o que é acessibilidade?
Possibilidade e condição de alcance e uso de
edificações, transportes, espaços, mobiliários e
equipamentos urbanos e também de dispositivos,
sistemas e meios de comunicação e informação,
com segurança e autonomia total ou assistida (NBR
9050/1994; BRASIL, 2004).

BRASIL. Decreto nº 5.296 de 02 de Dezembro de 2004. Diário Oficial da União,
Brasília: Senado Federal, 03 dez. 2004.
NBR 9050: Associação Brasileira de Normas Técnicas. Acessibilidade de Pessoas
Portadoras de Deficiências a Edificações, Espaço, Mobiliário e Equipamentos
Urbanos. ABNT. RJ. 1994.
o que é acessibilidade digital?
Acesso universal a quaisquer recursos de Tecnologia
da Informação.


O que é acessibilidade na Internet?
Acesso universal aos diversos componentes da rede
mundial de computadores, como chats, e-mail e
outros.
FERREIRA, Simone Bacellar Leal et al. Panorama da acessibilidade na web
brasileira. In: Encontro Nacional dos Programas de Pós Graduação em
Administração, 2007, Rio de Janeiro. Anais do ENANPAD 2007.
O que é acessibilidade Web (e-acessibilidade)?

Possibilidade de acesso, interação, percepção,
compreensão, navegação e colaboração com o
componente Web, representado pelo conjunto de
páginas interligadas por links de hipertexto.

FERREIRA, Simone Bacellar Leal et al. Panorama da acessibilidade na web brasileira.
In: Encontro Nacional dos Programas de Pós Graduação em Administração, 2007, Rio
de Janeiro. Anais do ENANPAD 2007.

Deve assegurar que as pessoas, independentemente
de suas limitações, possam acessar e interagir com os
conteúdos disponíveis nesse meio.
acessibilidade Web
Refere-se à prática de fazer websites que possam ser
utilizados por todas as pessoas, sejam deficientes ou
não. Quando os sites são corretamente concebidos,
desenvolvidos e editados, todos os usuários podem ter
igual acesso à informação.

DIAS, C. Usabilidade na Web: Criando Portais mais Acessíveis. Alta Books, 2007.
Não só deficientes se beneficiam...




...idosos   ...usuários de   ...aparelhos   ...mobilidade reduzida   ...mecanismos de
             navegadores        móveis         temporariamente           busca/SEO
             alternativos
1,36%
                                                5,09%

76,1% 23,9%                    18,75%               6,95%


                                *a soma relativa a deficientes ultrapassa 23,9%
                                porque algumas pessoas têm deficiência múltipla.


 Pessoas sem deficiência   Auditiva                             Motora

 Pessoas com deficiência   Mental/Intelectual                   Visual
Iniciativas para a acessibilidade web:
uma breve história
Iniciativas para a acessibilidade web:
uma breve história
1994 - Fundação do World Wide Web Consortium (W3C)
por Tim Berners Lee, com a missão de elaborar padrões
para a construção e a interpretação de conteúdos Web.

Missão: Levar a Web ao seu potencial máximo,
desenvolvendo protocolos e diretrizes que garantam seu
crescimento a longo prazo.
Iniciativas para a acessibilidade web:
uma breve história
1997 - Idealização dos primeiros padrões e leis de
acessibilidade por Austrália, Canadá e Estados Unidos.
Iniciativas para a acessibilidade web:
uma breve história
1998 - Entrou em vigor nos Estados Unidos a “Section
508”, uma lei determinando que a tecnologia eletrônica
e de informação dos órgãos federais seja acessível às
pessoas portadoras de deficiência.

Segundo essa lei, “a tecnologia inacessível interfere na
capacidade individual de adquirir e usar a informação de
maneira rápida e fácil”.
Iniciativas para a acessibilidade web:
uma breve história
1999 - Criação do WAI (Web Accessibility Initiative), grupo
de trabalho do W3C, com a competência de criar estratégias,
diretrizes, orientações e recursos para auxiliar na construção e
implementação da acessibilidade Web.
1999 - Publicação das Diretrizes para a Acessibilidade do
Conteúdo da Web (WCAG 1.0), pelo WAI.
1999 - Definição de diretrizes de acessibilidade pelo governo
de Portugal, que se tornou o primeiro país da Europa e o quarto
do planeta a criar leis sobre acessibilidade na web.
Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história
2004 - Determinação da acessibilidade de websites governamentais para pessoas com
deficiência visual pelo Decreto 5296/04.

Capítulo VI

Do Acesso à Informação e Comunicação

Art. 47. No prazo de até doze meses a contar da data de publicação deste Decreto, será
obrigatória a acessibilidade nos portais e sítios eletrônicos da administração pública
na rede mundial de computadores (internet), para o uso das pessoas portadoras de
deficiência visual, garantindo-lhes o pleno acesso às informações disponíveis.

§ 1° Nos portais e sítios de grande porte, desde que seja demonstrada a inviabilidade
técnica de se concluir os procedimentos para alcançar integralmente a acessibilidade, o
prazo definido no caput será estendido por igual período.

Art. 48. Após doze meses da edição deste Decreto, a acessibilidade nos portais e sítios
eletrônicos de interesse público na rede mundial de computadores (internet), deverá ser
observada para obtenção do financiamento de que trata o inciso III do art. 2°.
Situação da acessibilidade Web no
Brasil (CGI.br, 2010)
•	 6, 3 milhões de páginas de websites governamentais
 analisadas em 2010.
•	 Nenhum website avaliado apresenta total conformidade às
 diretrizes de acessibilidade em todas as suas páginas.
Situação da
acessibilidade   98%
Web no Brasil
(CGI.br, 2010)




           2%
Iniciativas para a acessibilidade web:
uma breve história
2005 - Publicação do Modelo de Acessibilidade do Governo
Eletrônico (e-MAG) - Versões 1.0 e 2.0.
2007- Institucionalização do e-MAG pela Portaria n.º 3, que
determina sua adoção nos portais da Administração Pública
Direta, Indireta, Autárquica e Fundacional.
Iniciativas para a acessibilidade web:
uma breve história
2007/2008 – Lançamento do Avaliador e Simulador para
AcessibilidadE de Sítios(ASES), ferramenta que permite avaliar,
simular e corrigir a acessibilidade de sites e portais.
2008 - Publicação da segunda versão das Diretrizes para a
Acessibilidade do Conteúdo da Web (WCAG 2.0), pelo WAI.
2011 - Publicação do Modelo de Acessibilidade do Governo
Eletrônico (e-MAG) - Versão 3.0.
Componentes essenciais para
Acessibilidade Web
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ApresentaçãO Acessibilidade
ApresentaçãO AcessibilidadeApresentaçãO Acessibilidade
ApresentaçãO Acessibilidade
Edilma Lima
 
Educação&tecnologia assistiva
Educação&tecnologia assistivaEducação&tecnologia assistiva
Educação&tecnologia assistiva
Clarissa Kauss
 
Intervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de Xira
Intervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de XiraIntervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de Xira
Intervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de Xira
Teresa Pedras
 

Mais procurados (20)

Lei brasileria de inclusao
Lei brasileria de inclusaoLei brasileria de inclusao
Lei brasileria de inclusao
 
Acessibilidade e Inclusão Digital
Acessibilidade e Inclusão DigitalAcessibilidade e Inclusão Digital
Acessibilidade e Inclusão Digital
 
Necessidades educacionais especiais no ensino fundamental anos finais cef vil...
Necessidades educacionais especiais no ensino fundamental anos finais cef vil...Necessidades educacionais especiais no ensino fundamental anos finais cef vil...
Necessidades educacionais especiais no ensino fundamental anos finais cef vil...
 
Tecnologia assistiva na inclusão
Tecnologia assistiva na inclusãoTecnologia assistiva na inclusão
Tecnologia assistiva na inclusão
 
Tecnologias Assistivas: Conceitos e Possibilidades
Tecnologias Assistivas: Conceitos e PossibilidadesTecnologias Assistivas: Conceitos e Possibilidades
Tecnologias Assistivas: Conceitos e Possibilidades
 
Deficiência Auditiva
Deficiência AuditivaDeficiência Auditiva
Deficiência Auditiva
 
Acessibilidade Urbana
Acessibilidade UrbanaAcessibilidade Urbana
Acessibilidade Urbana
 
Deficiência visual
Deficiência visualDeficiência visual
Deficiência visual
 
ApresentaçãO Acessibilidade
ApresentaçãO AcessibilidadeApresentaçãO Acessibilidade
ApresentaçãO Acessibilidade
 
Tecnologia na Educação
Tecnologia na EducaçãoTecnologia na Educação
Tecnologia na Educação
 
Acessibilidade urbana
Acessibilidade urbana Acessibilidade urbana
Acessibilidade urbana
 
Inclusão Social
Inclusão SocialInclusão Social
Inclusão Social
 
Tecnologia Assistiva
Tecnologia AssistivaTecnologia Assistiva
Tecnologia Assistiva
 
Educação&tecnologia assistiva
Educação&tecnologia assistivaEducação&tecnologia assistiva
Educação&tecnologia assistiva
 
Slides apresentação tcc final
Slides apresentação tcc finalSlides apresentação tcc final
Slides apresentação tcc final
 
Psicomotricidade - 1
Psicomotricidade - 1Psicomotricidade - 1
Psicomotricidade - 1
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
Intervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de Xira
Intervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de XiraIntervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de Xira
Intervenção Precoce: a Equipa Local de Intervenção de Vila Franca de Xira
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Estatuto da Pessoa com Deficiência (LBI)
Estatuto da Pessoa com Deficiência (LBI)Estatuto da Pessoa com Deficiência (LBI)
Estatuto da Pessoa com Deficiência (LBI)
 

Destaque

Mobilidade e Acessibilidade Urbana
Mobilidade e Acessibilidade UrbanaMobilidade e Acessibilidade Urbana
Mobilidade e Acessibilidade Urbana
Milton R. Almeida
 
Mobilidade urbana [reparado]
Mobilidade urbana [reparado]Mobilidade urbana [reparado]
Mobilidade urbana [reparado]
Blendon Mendonça
 
Dicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidadeDicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidade
AIT5cre
 
Acessibilidade com Desenho Universal
Acessibilidade com Desenho UniversalAcessibilidade com Desenho Universal
Acessibilidade com Desenho Universal
Scott Rains
 
Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters
Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - ImastersAcessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters
Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters
Horácio Soares
 
Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência
Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência
Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência
Centro Paula Souza
 

Destaque (20)

Mobilidade e Acessibilidade Urbana
Mobilidade e Acessibilidade UrbanaMobilidade e Acessibilidade Urbana
Mobilidade e Acessibilidade Urbana
 
Diretrizes acessibilidade wcag_2
Diretrizes acessibilidade wcag_2Diretrizes acessibilidade wcag_2
Diretrizes acessibilidade wcag_2
 
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é Mobilidade Urbana Sustentável?
 
Mobilidade Urbana
Mobilidade UrbanaMobilidade Urbana
Mobilidade Urbana
 
Mobilidade urbana [reparado]
Mobilidade urbana [reparado]Mobilidade urbana [reparado]
Mobilidade urbana [reparado]
 
1o fala vidigal gentrificação apresentação Gentrification Rio de Janeiro
1o fala vidigal gentrificação apresentação Gentrification Rio de Janeiro1o fala vidigal gentrificação apresentação Gentrification Rio de Janeiro
1o fala vidigal gentrificação apresentação Gentrification Rio de Janeiro
 
Lições sobre Mobilidade - O que é Mobilidade Urbana?
Lições sobre Mobilidade - O que é Mobilidade Urbana?Lições sobre Mobilidade - O que é Mobilidade Urbana?
Lições sobre Mobilidade - O que é Mobilidade Urbana?
 
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?
Lições sobre Mobilidade Urbana – O que é TOD?
 
Mobilidade urbana pdf
 Mobilidade urbana pdf Mobilidade urbana pdf
Mobilidade urbana pdf
 
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbanoSistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) no transporte público urbano
 
Dicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidadeDicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidade
 
Pessoas com deficiencia no trabalho
Pessoas com deficiencia no trabalhoPessoas com deficiencia no trabalho
Pessoas com deficiencia no trabalho
 
Acessibilidade com Desenho Universal
Acessibilidade com Desenho UniversalAcessibilidade com Desenho Universal
Acessibilidade com Desenho Universal
 
Cartilha de Acessibilidade na Web - Fascículo I - 2013
Cartilha de Acessibilidade na Web - Fascículo I - 2013Cartilha de Acessibilidade na Web - Fascículo I - 2013
Cartilha de Acessibilidade na Web - Fascículo I - 2013
 
Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters
Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - ImastersAcessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters
Acessibilidade como Fator de Inovação - Intercon 2009 - Imasters
 
Promovendo Acessibilidade Espacial nos Edifícios Públicos
Promovendo Acessibilidade Espacial nos Edifícios PúblicosPromovendo Acessibilidade Espacial nos Edifícios Públicos
Promovendo Acessibilidade Espacial nos Edifícios Públicos
 
Cartilha de inclusão no trabalho
Cartilha de inclusão no trabalhoCartilha de inclusão no trabalho
Cartilha de inclusão no trabalho
 
Apresentação do Projeto Inclusão Eficiente
Apresentação do Projeto Inclusão EficienteApresentação do Projeto Inclusão Eficiente
Apresentação do Projeto Inclusão Eficiente
 
Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência
Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência
Avape e Centro Paula Souza - A Inclusão da Pessoa com Deficiência
 
Propostas da conferencia dos deficientes 2010
Propostas da conferencia dos deficientes 2010Propostas da conferencia dos deficientes 2010
Propostas da conferencia dos deficientes 2010
 

Semelhante a Acessibilidade

DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
Hudson Augusto
 
cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I
cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-Icartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I
cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I
Luca Toledo
 
APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...
APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...
APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...
Claudio Diniz - Designer Gráfico
 
Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Rodrigo Leme
 

Semelhante a Acessibilidade (20)

DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
 
Dez motivos para você continuar desenvolvendo para a Web
Dez motivos para você continuar desenvolvendo para a WebDez motivos para você continuar desenvolvendo para a Web
Dez motivos para você continuar desenvolvendo para a Web
 
Acessibilidade computacional - Fundamentos da Computação .pptx
Acessibilidade computacional - Fundamentos da Computação .pptxAcessibilidade computacional - Fundamentos da Computação .pptx
Acessibilidade computacional - Fundamentos da Computação .pptx
 
Ferramentas Para Acessibilidade Na Web
Ferramentas Para Acessibilidade Na WebFerramentas Para Acessibilidade Na Web
Ferramentas Para Acessibilidade Na Web
 
Tutorial de acessibilidade na Web - 2009
Tutorial de acessibilidade na Web - 2009Tutorial de acessibilidade na Web - 2009
Tutorial de acessibilidade na Web - 2009
 
Acessibilidade - 2014
Acessibilidade - 2014Acessibilidade - 2014
Acessibilidade - 2014
 
RioInfo 2010: Seminário de Tecnologia - Mesa 1 - Integração e Convergência Va...
RioInfo 2010: Seminário de Tecnologia - Mesa 1 - Integração e Convergência Va...RioInfo 2010: Seminário de Tecnologia - Mesa 1 - Integração e Convergência Va...
RioInfo 2010: Seminário de Tecnologia - Mesa 1 - Integração e Convergência Va...
 
cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I
cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-Icartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I
cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I
 
Inclusão Digital através da acessibilidade na web
Inclusão Digital através da acessibilidade na webInclusão Digital através da acessibilidade na web
Inclusão Digital através da acessibilidade na web
 
APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...
APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...
APRESENTAÇÃO: ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE WEB: USABILIDADE COM...
 
Acessibilidade em SRI - Mhtx
Acessibilidade em SRI - MhtxAcessibilidade em SRI - Mhtx
Acessibilidade em SRI - Mhtx
 
A Evolução da World Wide Web
A Evolução da World Wide WebA Evolução da World Wide Web
A Evolução da World Wide Web
 
Acessibilidade, legislação e potencial das PcD
Acessibilidade, legislação e potencial das PcDAcessibilidade, legislação e potencial das PcD
Acessibilidade, legislação e potencial das PcD
 
Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)
 
Daw slide 01
Daw slide 01Daw slide 01
Daw slide 01
 
Melhorando o acesso ao governo com o melhor uso da Interner
Melhorando o acesso ao governo com o melhor uso da InternerMelhorando o acesso ao governo com o melhor uso da Interner
Melhorando o acesso ao governo com o melhor uso da Interner
 
Gov web
 Gov web Gov web
Gov web
 
Acessibilidade Web agora é obrigatória. Estamos preparados?
Acessibilidade Web agora é obrigatória. Estamos preparados?Acessibilidade Web agora é obrigatória. Estamos preparados?
Acessibilidade Web agora é obrigatória. Estamos preparados?
 
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in SampaAcessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
 
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC DevAcessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
 

Mais de aiadufmg (20)

Linked in parte 2
Linked in   parte 2Linked in   parte 2
Linked in parte 2
 
Last fm parte 2
Last fm   parte 2Last fm   parte 2
Last fm parte 2
 
Delicious parte 2
Delicious   parte 2Delicious   parte 2
Delicious parte 2
 
Skoob parte 2
Skoob   parte 2Skoob   parte 2
Skoob parte 2
 
Livemocha parte 2
Livemocha   parte 2Livemocha   parte 2
Livemocha parte 2
 
LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2
 
Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2
 
Delicious - parte 2
Delicious - parte 2Delicious - parte 2
Delicious - parte 2
 
Livemocha - parte 2
Livemocha - parte 2Livemocha - parte 2
Livemocha - parte 2
 
Skoob - parte 2
Skoob - parte 2Skoob - parte 2
Skoob - parte 2
 
Avaliacao de Interfaces
Avaliacao de InterfacesAvaliacao de Interfaces
Avaliacao de Interfaces
 
Acessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisAcessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitais
 
Sites acessíveis
Sites acessíveisSites acessíveis
Sites acessíveis
 
Design Universal
Design UniversalDesign Universal
Design Universal
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivas
 
Flickr
FlickrFlickr
Flickr
 
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsortingAi ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
 
Skoob
SkoobSkoob
Skoob
 
Livemocha
LivemochaLivemocha
Livemocha
 
Linked In
Linked InLinked In
Linked In
 

Acessibilidade

  • 1. Acessibilidade: definições e história ©2012 Cláudio Diniz Alves e Janicy Rocha
  • 2. o que é acessibilidade? Possibilidade e condição de alcance e uso de edificações, transportes, espaços, mobiliários e equipamentos urbanos e também de dispositivos, sistemas e meios de comunicação e informação, com segurança e autonomia total ou assistida (NBR 9050/1994; BRASIL, 2004). BRASIL. Decreto nº 5.296 de 02 de Dezembro de 2004. Diário Oficial da União, Brasília: Senado Federal, 03 dez. 2004. NBR 9050: Associação Brasileira de Normas Técnicas. Acessibilidade de Pessoas Portadoras de Deficiências a Edificações, Espaço, Mobiliário e Equipamentos Urbanos. ABNT. RJ. 1994.
  • 3. o que é acessibilidade digital? Acesso universal a quaisquer recursos de Tecnologia da Informação. O que é acessibilidade na Internet? Acesso universal aos diversos componentes da rede mundial de computadores, como chats, e-mail e outros. FERREIRA, Simone Bacellar Leal et al. Panorama da acessibilidade na web brasileira. In: Encontro Nacional dos Programas de Pós Graduação em Administração, 2007, Rio de Janeiro. Anais do ENANPAD 2007.
  • 4. O que é acessibilidade Web (e-acessibilidade)? Possibilidade de acesso, interação, percepção, compreensão, navegação e colaboração com o componente Web, representado pelo conjunto de páginas interligadas por links de hipertexto. FERREIRA, Simone Bacellar Leal et al. Panorama da acessibilidade na web brasileira. In: Encontro Nacional dos Programas de Pós Graduação em Administração, 2007, Rio de Janeiro. Anais do ENANPAD 2007. Deve assegurar que as pessoas, independentemente de suas limitações, possam acessar e interagir com os conteúdos disponíveis nesse meio.
  • 5. acessibilidade Web Refere-se à prática de fazer websites que possam ser utilizados por todas as pessoas, sejam deficientes ou não. Quando os sites são corretamente concebidos, desenvolvidos e editados, todos os usuários podem ter igual acesso à informação. DIAS, C. Usabilidade na Web: Criando Portais mais Acessíveis. Alta Books, 2007.
  • 6.
  • 7. Não só deficientes se beneficiam... ...idosos ...usuários de ...aparelhos ...mobilidade reduzida ...mecanismos de navegadores móveis temporariamente busca/SEO alternativos
  • 8. 1,36% 5,09% 76,1% 23,9% 18,75% 6,95% *a soma relativa a deficientes ultrapassa 23,9% porque algumas pessoas têm deficiência múltipla. Pessoas sem deficiência Auditiva Motora Pessoas com deficiência Mental/Intelectual Visual
  • 9. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história
  • 10. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história 1994 - Fundação do World Wide Web Consortium (W3C) por Tim Berners Lee, com a missão de elaborar padrões para a construção e a interpretação de conteúdos Web. Missão: Levar a Web ao seu potencial máximo, desenvolvendo protocolos e diretrizes que garantam seu crescimento a longo prazo.
  • 11. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história 1997 - Idealização dos primeiros padrões e leis de acessibilidade por Austrália, Canadá e Estados Unidos.
  • 12. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história 1998 - Entrou em vigor nos Estados Unidos a “Section 508”, uma lei determinando que a tecnologia eletrônica e de informação dos órgãos federais seja acessível às pessoas portadoras de deficiência. Segundo essa lei, “a tecnologia inacessível interfere na capacidade individual de adquirir e usar a informação de maneira rápida e fácil”.
  • 13. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história 1999 - Criação do WAI (Web Accessibility Initiative), grupo de trabalho do W3C, com a competência de criar estratégias, diretrizes, orientações e recursos para auxiliar na construção e implementação da acessibilidade Web. 1999 - Publicação das Diretrizes para a Acessibilidade do Conteúdo da Web (WCAG 1.0), pelo WAI. 1999 - Definição de diretrizes de acessibilidade pelo governo de Portugal, que se tornou o primeiro país da Europa e o quarto do planeta a criar leis sobre acessibilidade na web.
  • 14. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história 2004 - Determinação da acessibilidade de websites governamentais para pessoas com deficiência visual pelo Decreto 5296/04. Capítulo VI Do Acesso à Informação e Comunicação Art. 47. No prazo de até doze meses a contar da data de publicação deste Decreto, será obrigatória a acessibilidade nos portais e sítios eletrônicos da administração pública na rede mundial de computadores (internet), para o uso das pessoas portadoras de deficiência visual, garantindo-lhes o pleno acesso às informações disponíveis. § 1° Nos portais e sítios de grande porte, desde que seja demonstrada a inviabilidade técnica de se concluir os procedimentos para alcançar integralmente a acessibilidade, o prazo definido no caput será estendido por igual período. Art. 48. Após doze meses da edição deste Decreto, a acessibilidade nos portais e sítios eletrônicos de interesse público na rede mundial de computadores (internet), deverá ser observada para obtenção do financiamento de que trata o inciso III do art. 2°.
  • 15. Situação da acessibilidade Web no Brasil (CGI.br, 2010) • 6, 3 milhões de páginas de websites governamentais analisadas em 2010. • Nenhum website avaliado apresenta total conformidade às diretrizes de acessibilidade em todas as suas páginas.
  • 16. Situação da acessibilidade 98% Web no Brasil (CGI.br, 2010) 2%
  • 17. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história 2005 - Publicação do Modelo de Acessibilidade do Governo Eletrônico (e-MAG) - Versões 1.0 e 2.0. 2007- Institucionalização do e-MAG pela Portaria n.º 3, que determina sua adoção nos portais da Administração Pública Direta, Indireta, Autárquica e Fundacional.
  • 18. Iniciativas para a acessibilidade web: uma breve história 2007/2008 – Lançamento do Avaliador e Simulador para AcessibilidadE de Sítios(ASES), ferramenta que permite avaliar, simular e corrigir a acessibilidade de sites e portais. 2008 - Publicação da segunda versão das Diretrizes para a Acessibilidade do Conteúdo da Web (WCAG 2.0), pelo WAI. 2011 - Publicação do Modelo de Acessibilidade do Governo Eletrônico (e-MAG) - Versão 3.0.
  • 20.
  • 21. FIM