SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
                 Escola de Ciência da Informação
Curso de Biblioteconomia - 7º período/tarde
Professores: Adriana Bogliolo; Cláudio Diniz, Janicy Rocha
Disciplina: Arquitetura da Informação e Acessibilidade Digital




                 Delicious
                       Andréia Arêdes Ferreira Dutra
                         Andresa Arêdes Ferreira
                           Webert Júnio Araújo
                                  2012
Delicious



Delicious é uma rede social que visa coletar,
mostrar páginas e links favoritos e permite
marcar, salvar e compartilhar conteúdo da
web.
Método de avaliação

O Delicious foi avaliado quanto a Arquitetura da Informação,
usabilidade e acessibilidade por meio de Inspeção por Heurísticas
onde inspeciona a interface com base em uma lista de heurísticas de
usabilidade, considerando a severidade dos problemas.

Esse método foi escolhido por contemplar todo tipo de necessidade
especial, incluindo as visuais, auditivas, físicas, de fala, cognitivas e
neurológicas, alem de beneficiar os usuários comuns .

Outro motivo da escolha é por ser um método feito manualmente e
não é necessária a presença de usuários.
Partes da Rede Social avaliadas

Profile: é a página principal do site onde o usuário começa a
desenvolver atividades, escolhe para onde quer ir e o que irá
fazer, além de ser a página onde o usuário acessa seus links
favoritos.

Settings: é a página onde o usuário configura o seu Delicious,
altera senhas e notificações.

Os critérios de seleção foram: a relevância da página e a
quantidade de informações disponibilizadas pela mesma.
Arquitetura da Informação

A Arquitetura de Informação (A.I), conforme a definição criada
originalmente por Wurman, trata da organização da informação para
torná–la clara, compreensível. Na web, esse objetivo se mantém: criar
as estruturas de organização da informação de um website para que o
usuário consiga compreendê–lo com facilidade.

O método de avaliação utilizado foram as heurísticas de Louis
Rosenfeld para A.I.
Arquitetura da Informação

Página Inicial

Suporta múltiplas maneiras de alcançar o conteúdo?

Destaca as melhores maneiras para alcançar o conteúdo?

Orienta o usuário sobre o assunto do site e sobre qual é o
conteúdo disponível?

Atende aos usuários que já visitaram o site e sabem o que estão
procurando (ou seja, os usuários experientes)?
Arquitetura da Informação

Interface de busca

É fácil encontrá-la e está posicionada consistentemente?

É fácil usá-la?

Permite que o usuário refaça ou refine sua busca?

Os construtores de query (corretor ortográfico, pesquisa de
radicais, busca por conceito e em tesauros) são usados
eficazmente?
Arquitetura da Informação

Resultados da busca

Os resultados relevantes estão no topo da lista?

Está claros quais foram os parâmetros usados na busca?

Está claro o que foi buscado?

Está claro quantos resultados foram encontrados?

As informações apresentadas para cada usuário são úteis?

Os resultados estão agrupados de uma forma útil?
Arquitetura da Informação

Navegação global

É possível se mover através do site com poucos cliques?

A amplitude e a profundidade da estrutura estão balanceadas?

Os rótulos são claros e significativos?
Arquitetura da Informação

Navegação contextual

Está claro onde estou tanto em termos de qual site estou como
também em que lugar dentro do site estou?

Existem poucas opções que me conduzem onde eu gostaria de ir
em seguida?

As opções têm rótulos claros?
Usabilidade

 A usabilidade é um atributo de qualidade que avalia a facilidade com
                        que se usa uma interface.

A avaliação foi baseada nos 10 princípios fundamentais de usabilidade.
Profile
 1. Visibilidade do status do sistema: os usuários devem sempre ser
informados, em tempo real, sobre o que esta acontecendo no sistema.
Profile
2. Compatibilidade do sistema com o mundo real: o sistema deve
apresentar a informação com uma linguagem familiar ao usuário.

O Delicious não possui a opção de alterar o idioma.
Profile
3. Controle do usuário e liberdade: o sistema deve permitir ao usuário ter
     controle total para que este possa sair de estados indesejados.
Profile
4. Consistência e padrões: o sistema deve seguir uma convenção
                    estipulada inicialmente.
Profile
8. Estética e design simples: evitar a utilização de informações irrelevantes
                           ou pouco necessárias.
Profile
10. Ajuda e documentação: mesmo que o sistema possa ser utilizado sem
documentação, é necessário que haja documentação e ajuda. Estas informações
devem ser fáceis de encontrar, focadas nas tarefas, não ser muito grande e ter um
passo a passo para orientação.
Settings
  1. Visibilidade do status do sistema: os usuários devem sempre ser
informados, em tempo real, sobre o que esta acontecendo no sistema.
Settings
4. Consistência e padrões: o sistema deve seguir uma convenção
                    estipulada inicialmente.
Settings
5. Prevenção de erros: melhor que oferecer boas mensagens de erros e
prevenir que estes ocorram, verificando e eliminando propensões a erros
ou oferecendo ao usuário uma opção antes que este se comprometa
com a ação.
Settings
7. Flexibilidade e eficiência de uso: oferecer aos usuários mais
experientes atalhos e aceleradores que permitam que as tarefas sejam
realizadas mais rapidamente.
Settings
8. Estética e design simples: evitar a utilização de informações
               irrelevantes ou pouco necessárias.
Acessibilidade


Segundo a WAI “acessibilidade na Web significa que
pessoas com deficiências podem perceber, entender,
navegar e interagir além de poder contribuir para a web”.
Portanto acessibilidade deve ser acessível a todos sem
distinção.
Acessibilidade

• O método escolhido para avaliação de acessibilidade do
  Delicious foi através do WCAG 2.0 composto por 12
  diretrizes de acessibilidade organizadas em torno de 4
  princípios:
Acessibilidade
Acessibilidade

Os princípios      da acessibilidade abrangem diversas
recomendações com intuito de tornar o conteúdo Web
mais acessível. Seguir essas recomendações e fundamental
para que torne a pagina da web compreensível para um
amplo grupo de pessoas com deficiência ou não. Dessa
forma tornará o conteúdo web com fácil acesso para os
usuários em geral.
Profile
•   Princípio 2: Operável - 2.1. Tornar todas as funções disponíveis pelo
    teclado. (Não sendo possível essa função nas paginas do Delicious).
Profile
•   Princípio 2: Operável - 2.3. Não criar conteúdos que pisquem, causando
    ataques ou ausências ( Se aplica ao Delicious).
Profile
•   Princípio 2: Operável – 2.4. Fornecer auxílio de navegação e
    localização aos usuários (não contempla).
Profile
•   Princípio 3: Compreensível - 3.1. Disponibilizar conteúdo textual
    compreensível e legível
Settings
•   Princípio 2: Operável - 2.4.2 Página com Título:         têm títulos que
    descrevem tópico ou a finalidade. 2.4.6 Cabeçalhos e Etiquetas: Os
    cabeçalhos e as etiquetas descrevem tópico ou a finalidade.
Settings
Princípio 3: Compreensível - 3.2. Tornar o funcionamento das páginas
previsível.
Settings

Princípio 3: Compreensível - 3.1.1 Linguagem da Página
Settings

Princípio 4: Robusto - O conteúdo tem de ser robusto o suficiente para poder
ser interpretado de forma concisa por diversos agentes do usuário, incluindo
tecnologias assistivas.
Considerações Finais

Com base na avaliação da arquitetura da informação do Delicious,
utilizando as heurísticas de Rosenfeld, constatamos que o site é bem
projetado, embora haja algumas pequenas falhas, ligadas
principalmente à rotulação e ferramenta de busca.

Avaliando a Usabilidade com base nos dez princípios de Nielsen,
verificamos que a Rede Social atende quase todos os quesitos, sendo
considerado um site que proporciona uma boa usabilidade.

Na avaliação da acessibilidade, utilizamos as Diretrizes de
Acessibilidade do WCAG 2.0. Constatamos que o Delicious pode ser
considerado um site acessível, uma vez que atende quase todos os
quesitos que foram avaliados.
Referências

Delicious. Disponível em:<https://delicious.com>. Acesso em: 04 dez. 2012

Nielsen Norman Group. Disponível em:
<http://www.nngroup.com/articles/ten-usability-heuristics/>.
Acesso em : 03 jan. 2013.

Recomendações de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG) 2.0.
Disponível em: <http://www.ilearn.com.br/TR/WCAG20/>. Acesso em 03 jan.
2013.
Usabilidade
Delicious   parte 2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pinch ABICOM
Pinch ABICOMPinch ABICOM
Pinch ABICOM
Pinch
 
Mundo Oi - Analise Heurística
Mundo Oi - Analise HeurísticaMundo Oi - Analise Heurística
Mundo Oi - Analise Heurística
Sabine Araujo
 
Livemocha parte 2
Livemocha   parte 2Livemocha   parte 2
Livemocha parte 2
aiadufmg
 
Livemocha - parte 2
Livemocha - parte 2Livemocha - parte 2
Livemocha - parte 2
aiadufmg
 
Mapas de site, Fluxos de Tarefa, Wireframe e Prototipagem
Mapas de site,  Fluxos de Tarefa,  Wireframe e PrototipagemMapas de site,  Fluxos de Tarefa,  Wireframe e Prototipagem
Mapas de site, Fluxos de Tarefa, Wireframe e Prototipagem
Ros Galabo, PhD
 
Projeto de WEB Site
Projeto de WEB SiteProjeto de WEB Site
Projeto de WEB Site
Ailton Adriano
 
Desing de navegação web parte IV
Desing de navegação web parte IVDesing de navegação web parte IV
Desing de navegação web parte IV
Wellington Marion
 
Webdesign - Elementos de um página web
Webdesign - Elementos de um página webWebdesign - Elementos de um página web
Webdesign - Elementos de um página web
Odair Cavichioli
 
Melhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento Web
Melhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento WebMelhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento Web
Melhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento Web
Keidi Nienkotter
 
Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?
Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?
Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?
Norma Meneses de Almeida
 
Usabilidade
UsabilidadeUsabilidade
Usabilidade
bernardolm
 
Web_2.0 Web Standards Web Semântica
Web_2.0 Web Standards Web SemânticaWeb_2.0 Web Standards Web Semântica
Web_2.0 Web Standards Web Semântica
Crystiam Pereira E Silva
 
Capitulo 6 Livro Nielsen
Capitulo 6 Livro NielsenCapitulo 6 Livro Nielsen
Capitulo 6 Livro Nielsen
Luiz Agner
 
web 2.0
web 2.0web 2.0
Cartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo ll
Cartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo llCartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo ll
Cartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo ll
Brasscom
 
Caderno05
Caderno05Caderno05
Caderno05
tecampinasoeste
 
A usabilidade na interface
A usabilidade na interfaceA usabilidade na interface
A usabilidade na interface
Odair Cavichioli
 
Apresentação Acesse
Apresentação AcesseApresentação Acesse
Apresentação Acesse
Know Solutions
 
Direito de Imagem - Equipe 3D
Direito de Imagem - Equipe 3DDireito de Imagem - Equipe 3D
Direito de Imagem - Equipe 3D
Equipe3d
 
Web 2.0 Flickr
Web 2.0   FlickrWeb 2.0   Flickr
Web 2.0 Flickr
Marta Duarte
 

Mais procurados (20)

Pinch ABICOM
Pinch ABICOMPinch ABICOM
Pinch ABICOM
 
Mundo Oi - Analise Heurística
Mundo Oi - Analise HeurísticaMundo Oi - Analise Heurística
Mundo Oi - Analise Heurística
 
Livemocha parte 2
Livemocha   parte 2Livemocha   parte 2
Livemocha parte 2
 
Livemocha - parte 2
Livemocha - parte 2Livemocha - parte 2
Livemocha - parte 2
 
Mapas de site, Fluxos de Tarefa, Wireframe e Prototipagem
Mapas de site,  Fluxos de Tarefa,  Wireframe e PrototipagemMapas de site,  Fluxos de Tarefa,  Wireframe e Prototipagem
Mapas de site, Fluxos de Tarefa, Wireframe e Prototipagem
 
Projeto de WEB Site
Projeto de WEB SiteProjeto de WEB Site
Projeto de WEB Site
 
Desing de navegação web parte IV
Desing de navegação web parte IVDesing de navegação web parte IV
Desing de navegação web parte IV
 
Webdesign - Elementos de um página web
Webdesign - Elementos de um página webWebdesign - Elementos de um página web
Webdesign - Elementos de um página web
 
Melhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento Web
Melhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento WebMelhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento Web
Melhores Práticas de Usabilidade no Desenvolvimento Web
 
Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?
Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?
Apresentação unidade 3 - Blogs: O quê? Como? Por quê?
 
Usabilidade
UsabilidadeUsabilidade
Usabilidade
 
Web_2.0 Web Standards Web Semântica
Web_2.0 Web Standards Web SemânticaWeb_2.0 Web Standards Web Semântica
Web_2.0 Web Standards Web Semântica
 
Capitulo 6 Livro Nielsen
Capitulo 6 Livro NielsenCapitulo 6 Livro Nielsen
Capitulo 6 Livro Nielsen
 
web 2.0
web 2.0web 2.0
web 2.0
 
Cartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo ll
Cartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo llCartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo ll
Cartilha de Acessibilidade na WEB - Fascículo ll
 
Caderno05
Caderno05Caderno05
Caderno05
 
A usabilidade na interface
A usabilidade na interfaceA usabilidade na interface
A usabilidade na interface
 
Apresentação Acesse
Apresentação AcesseApresentação Acesse
Apresentação Acesse
 
Direito de Imagem - Equipe 3D
Direito de Imagem - Equipe 3DDireito de Imagem - Equipe 3D
Direito de Imagem - Equipe 3D
 
Web 2.0 Flickr
Web 2.0   FlickrWeb 2.0   Flickr
Web 2.0 Flickr
 

Semelhante a Delicious parte 2

Delicious - parte 2
Delicious - parte 2Delicious - parte 2
Delicious - parte 2
aiadufmg
 
Web acessível
Web acessívelWeb acessível
Web acessível
Mailson Queiroz
 
Usabilidade e Acessibilidade
Usabilidade e AcessibilidadeUsabilidade e Acessibilidade
Usabilidade e Acessibilidade
Ketlin Stringhini
 
LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2
aiadufmg
 
USABILIDADE DA WEB MÓVEL
USABILIDADE DA WEB MÓVELUSABILIDADE DA WEB MÓVEL
USABILIDADE DA WEB MÓVEL
Sandra Margarida
 
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in SampaAcessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
Lucas J Silva
 
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC DevAcessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
Lucas J Silva
 
My Report - Usability Tests
My Report - Usability TestsMy Report - Usability Tests
My Report - Usability Tests
Michel Alves
 
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SPAcessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Lucas J Silva
 
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
GUTS-RS
 
Acessibilidade em Aplicações Web
Acessibilidade em Aplicações WebAcessibilidade em Aplicações Web
Acessibilidade em Aplicações Web
Sofia Costa
 
Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01
Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01
Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01
Никита Алленов
 
Noções sobre os quatro princípios de acessibilidade
Noções sobre os quatro princípios de acessibilidadeNoções sobre os quatro princípios de acessibilidade
Noções sobre os quatro princípios de acessibilidade
diogolevel3
 
Acessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisaAcessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisa
Ruan Aragão
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
wudrs
 
Aula06 webdesign
Aula06 webdesignAula06 webdesign
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
Hudson Augusto
 
Usabilidade Web Alberane
Usabilidade Web AlberaneUsabilidade Web Alberane
Usabilidade Web Alberane
guest2da055
 
Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidade
Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidadeConteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidade
Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidade
Márcia Silva Corrêa
 
Usabilidade heurística
Usabilidade heurísticaUsabilidade heurística
Usabilidade heurística
Otavio Augusto
 

Semelhante a Delicious parte 2 (20)

Delicious - parte 2
Delicious - parte 2Delicious - parte 2
Delicious - parte 2
 
Web acessível
Web acessívelWeb acessível
Web acessível
 
Usabilidade e Acessibilidade
Usabilidade e AcessibilidadeUsabilidade e Acessibilidade
Usabilidade e Acessibilidade
 
LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2
 
USABILIDADE DA WEB MÓVEL
USABILIDADE DA WEB MÓVELUSABILIDADE DA WEB MÓVEL
USABILIDADE DA WEB MÓVEL
 
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in SampaAcessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
 
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC DevAcessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
 
My Report - Usability Tests
My Report - Usability TestsMy Report - Usability Tests
My Report - Usability Tests
 
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SPAcessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
 
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
 
Acessibilidade em Aplicações Web
Acessibilidade em Aplicações WebAcessibilidade em Aplicações Web
Acessibilidade em Aplicações Web
 
Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01
Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01
Sofiatdc2011 111030182133-phpapp01
 
Noções sobre os quatro princípios de acessibilidade
Noções sobre os quatro princípios de acessibilidadeNoções sobre os quatro princípios de acessibilidade
Noções sobre os quatro princípios de acessibilidade
 
Acessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisaAcessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisa
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
 
Aula06 webdesign
Aula06 webdesignAula06 webdesign
Aula06 webdesign
 
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
 
Usabilidade Web Alberane
Usabilidade Web AlberaneUsabilidade Web Alberane
Usabilidade Web Alberane
 
Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidade
Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidadeConteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidade
Conteúdos digitais multimídia: o foco na usabilidade e na acessibilidade
 
Usabilidade heurística
Usabilidade heurísticaUsabilidade heurística
Usabilidade heurística
 

Mais de aiadufmg

Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2
aiadufmg
 
Avaliacao de Interfaces
Avaliacao de InterfacesAvaliacao de Interfaces
Avaliacao de Interfaces
aiadufmg
 
Acessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisAcessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitais
aiadufmg
 
Sites acessíveis
Sites acessíveisSites acessíveis
Sites acessíveis
aiadufmg
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidade
aiadufmg
 
Design Universal
Design UniversalDesign Universal
Design Universal
aiadufmg
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivas
aiadufmg
 
Flickr
FlickrFlickr
Flickr
aiadufmg
 
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsortingAi ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
aiadufmg
 
Skoob
SkoobSkoob
Skoob
aiadufmg
 
Livemocha
LivemochaLivemocha
Livemocha
aiadufmg
 
Linked In
Linked InLinked In
Linked In
aiadufmg
 
Delicious
DeliciousDelicious
Delicious
aiadufmg
 
Last.fm
Last.fmLast.fm
Last.fm
aiadufmg
 
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e FluxosArquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
aiadufmg
 
Arquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - WireframesArquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - Wireframes
aiadufmg
 
Arquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - SistemasArquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - Sistemas
aiadufmg
 
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da InformaçãoArquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
aiadufmg
 
Arquitetura da Informação - Interdisciplinaridade
Arquitetura da Informação - InterdisciplinaridadeArquitetura da Informação - Interdisciplinaridade
Arquitetura da Informação - Interdisciplinaridade
aiadufmg
 
Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e ObjetivosArquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
aiadufmg
 

Mais de aiadufmg (20)

Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2
 
Avaliacao de Interfaces
Avaliacao de InterfacesAvaliacao de Interfaces
Avaliacao de Interfaces
 
Acessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisAcessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitais
 
Sites acessíveis
Sites acessíveisSites acessíveis
Sites acessíveis
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidade
 
Design Universal
Design UniversalDesign Universal
Design Universal
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivas
 
Flickr
FlickrFlickr
Flickr
 
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsortingAi ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
 
Skoob
SkoobSkoob
Skoob
 
Livemocha
LivemochaLivemocha
Livemocha
 
Linked In
Linked InLinked In
Linked In
 
Delicious
DeliciousDelicious
Delicious
 
Last.fm
Last.fmLast.fm
Last.fm
 
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e FluxosArquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
 
Arquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - WireframesArquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - Wireframes
 
Arquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - SistemasArquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - Sistemas
 
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da InformaçãoArquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
 
Arquitetura da Informação - Interdisciplinaridade
Arquitetura da Informação - InterdisciplinaridadeArquitetura da Informação - Interdisciplinaridade
Arquitetura da Informação - Interdisciplinaridade
 
Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e ObjetivosArquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
Arquitetura da Informação: Conceitos e Objetivos
 

Delicious parte 2

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Escola de Ciência da Informação Curso de Biblioteconomia - 7º período/tarde Professores: Adriana Bogliolo; Cláudio Diniz, Janicy Rocha Disciplina: Arquitetura da Informação e Acessibilidade Digital Delicious Andréia Arêdes Ferreira Dutra Andresa Arêdes Ferreira Webert Júnio Araújo 2012
  • 2. Delicious Delicious é uma rede social que visa coletar, mostrar páginas e links favoritos e permite marcar, salvar e compartilhar conteúdo da web.
  • 3. Método de avaliação O Delicious foi avaliado quanto a Arquitetura da Informação, usabilidade e acessibilidade por meio de Inspeção por Heurísticas onde inspeciona a interface com base em uma lista de heurísticas de usabilidade, considerando a severidade dos problemas. Esse método foi escolhido por contemplar todo tipo de necessidade especial, incluindo as visuais, auditivas, físicas, de fala, cognitivas e neurológicas, alem de beneficiar os usuários comuns . Outro motivo da escolha é por ser um método feito manualmente e não é necessária a presença de usuários.
  • 4. Partes da Rede Social avaliadas Profile: é a página principal do site onde o usuário começa a desenvolver atividades, escolhe para onde quer ir e o que irá fazer, além de ser a página onde o usuário acessa seus links favoritos. Settings: é a página onde o usuário configura o seu Delicious, altera senhas e notificações. Os critérios de seleção foram: a relevância da página e a quantidade de informações disponibilizadas pela mesma.
  • 5. Arquitetura da Informação A Arquitetura de Informação (A.I), conforme a definição criada originalmente por Wurman, trata da organização da informação para torná–la clara, compreensível. Na web, esse objetivo se mantém: criar as estruturas de organização da informação de um website para que o usuário consiga compreendê–lo com facilidade. O método de avaliação utilizado foram as heurísticas de Louis Rosenfeld para A.I.
  • 6. Arquitetura da Informação Página Inicial Suporta múltiplas maneiras de alcançar o conteúdo? Destaca as melhores maneiras para alcançar o conteúdo? Orienta o usuário sobre o assunto do site e sobre qual é o conteúdo disponível? Atende aos usuários que já visitaram o site e sabem o que estão procurando (ou seja, os usuários experientes)?
  • 7. Arquitetura da Informação Interface de busca É fácil encontrá-la e está posicionada consistentemente? É fácil usá-la? Permite que o usuário refaça ou refine sua busca? Os construtores de query (corretor ortográfico, pesquisa de radicais, busca por conceito e em tesauros) são usados eficazmente?
  • 8. Arquitetura da Informação Resultados da busca Os resultados relevantes estão no topo da lista? Está claros quais foram os parâmetros usados na busca? Está claro o que foi buscado? Está claro quantos resultados foram encontrados? As informações apresentadas para cada usuário são úteis? Os resultados estão agrupados de uma forma útil?
  • 9. Arquitetura da Informação Navegação global É possível se mover através do site com poucos cliques? A amplitude e a profundidade da estrutura estão balanceadas? Os rótulos são claros e significativos?
  • 10. Arquitetura da Informação Navegação contextual Está claro onde estou tanto em termos de qual site estou como também em que lugar dentro do site estou? Existem poucas opções que me conduzem onde eu gostaria de ir em seguida? As opções têm rótulos claros?
  • 11. Usabilidade A usabilidade é um atributo de qualidade que avalia a facilidade com que se usa uma interface. A avaliação foi baseada nos 10 princípios fundamentais de usabilidade.
  • 12. Profile 1. Visibilidade do status do sistema: os usuários devem sempre ser informados, em tempo real, sobre o que esta acontecendo no sistema.
  • 13. Profile 2. Compatibilidade do sistema com o mundo real: o sistema deve apresentar a informação com uma linguagem familiar ao usuário. O Delicious não possui a opção de alterar o idioma.
  • 14. Profile 3. Controle do usuário e liberdade: o sistema deve permitir ao usuário ter controle total para que este possa sair de estados indesejados.
  • 15. Profile 4. Consistência e padrões: o sistema deve seguir uma convenção estipulada inicialmente.
  • 16. Profile 8. Estética e design simples: evitar a utilização de informações irrelevantes ou pouco necessárias.
  • 17. Profile 10. Ajuda e documentação: mesmo que o sistema possa ser utilizado sem documentação, é necessário que haja documentação e ajuda. Estas informações devem ser fáceis de encontrar, focadas nas tarefas, não ser muito grande e ter um passo a passo para orientação.
  • 18. Settings 1. Visibilidade do status do sistema: os usuários devem sempre ser informados, em tempo real, sobre o que esta acontecendo no sistema.
  • 19. Settings 4. Consistência e padrões: o sistema deve seguir uma convenção estipulada inicialmente.
  • 20. Settings 5. Prevenção de erros: melhor que oferecer boas mensagens de erros e prevenir que estes ocorram, verificando e eliminando propensões a erros ou oferecendo ao usuário uma opção antes que este se comprometa com a ação.
  • 21. Settings 7. Flexibilidade e eficiência de uso: oferecer aos usuários mais experientes atalhos e aceleradores que permitam que as tarefas sejam realizadas mais rapidamente.
  • 22. Settings 8. Estética e design simples: evitar a utilização de informações irrelevantes ou pouco necessárias.
  • 23. Acessibilidade Segundo a WAI “acessibilidade na Web significa que pessoas com deficiências podem perceber, entender, navegar e interagir além de poder contribuir para a web”. Portanto acessibilidade deve ser acessível a todos sem distinção.
  • 24. Acessibilidade • O método escolhido para avaliação de acessibilidade do Delicious foi através do WCAG 2.0 composto por 12 diretrizes de acessibilidade organizadas em torno de 4 princípios:
  • 26. Acessibilidade Os princípios da acessibilidade abrangem diversas recomendações com intuito de tornar o conteúdo Web mais acessível. Seguir essas recomendações e fundamental para que torne a pagina da web compreensível para um amplo grupo de pessoas com deficiência ou não. Dessa forma tornará o conteúdo web com fácil acesso para os usuários em geral.
  • 27. Profile • Princípio 2: Operável - 2.1. Tornar todas as funções disponíveis pelo teclado. (Não sendo possível essa função nas paginas do Delicious).
  • 28. Profile • Princípio 2: Operável - 2.3. Não criar conteúdos que pisquem, causando ataques ou ausências ( Se aplica ao Delicious).
  • 29. Profile • Princípio 2: Operável – 2.4. Fornecer auxílio de navegação e localização aos usuários (não contempla).
  • 30. Profile • Princípio 3: Compreensível - 3.1. Disponibilizar conteúdo textual compreensível e legível
  • 31. Settings • Princípio 2: Operável - 2.4.2 Página com Título: têm títulos que descrevem tópico ou a finalidade. 2.4.6 Cabeçalhos e Etiquetas: Os cabeçalhos e as etiquetas descrevem tópico ou a finalidade.
  • 32. Settings Princípio 3: Compreensível - 3.2. Tornar o funcionamento das páginas previsível.
  • 33. Settings Princípio 3: Compreensível - 3.1.1 Linguagem da Página
  • 34. Settings Princípio 4: Robusto - O conteúdo tem de ser robusto o suficiente para poder ser interpretado de forma concisa por diversos agentes do usuário, incluindo tecnologias assistivas.
  • 35. Considerações Finais Com base na avaliação da arquitetura da informação do Delicious, utilizando as heurísticas de Rosenfeld, constatamos que o site é bem projetado, embora haja algumas pequenas falhas, ligadas principalmente à rotulação e ferramenta de busca. Avaliando a Usabilidade com base nos dez princípios de Nielsen, verificamos que a Rede Social atende quase todos os quesitos, sendo considerado um site que proporciona uma boa usabilidade. Na avaliação da acessibilidade, utilizamos as Diretrizes de Acessibilidade do WCAG 2.0. Constatamos que o Delicious pode ser considerado um site acessível, uma vez que atende quase todos os quesitos que foram avaliados.
  • 36. Referências Delicious. Disponível em:<https://delicious.com>. Acesso em: 04 dez. 2012 Nielsen Norman Group. Disponível em: <http://www.nngroup.com/articles/ten-usability-heuristics/>. Acesso em : 03 jan. 2013. Recomendações de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG) 2.0. Disponível em: <http://www.ilearn.com.br/TR/WCAG20/>. Acesso em 03 jan. 2013.
  • 37.
  • 38.