SlideShare uma empresa Scribd logo
Universidade Federal de Minas Gerais
      Escola de Ciência da Informação

Departamento de Teoria e Gestão da Informação




                                                   Alunos:
                                    Adrileia de Moura Lima
                                   Ana Clara Ribeiro Rocha
                                 Elizangela do Nascimento
                                    Janaína de Sousa Alves

               Belo Horizonte
                    2012
Avaliação de usabilidade




          Inspeção
Usabilidade
• É a facilidade de uso que as pessoas podem
  empregar uma ferramenta ou objeto a fim de realizar
  uma tarefa específica;
• Usabilidade é o fator que define o quanto os
  produtos são fáceis de usar, levando em
  consideração a sua eficiência e se é agradável do
  ponto de vista do usuário final. Isso é necessário para
  melhorar a interação entre o produto e as pessoas
  que utilizarão o mesmo, sendo assim, permitindo
  que o usuário possa trabalhar neste produto
  (software, web sites, etc.) de qualquer lugar.
Livemocha
O Livemocha é uma rede social que oferece
uma combinação de aprendizagem online de
idiomas e prática com falantes nativos, na
qual as pessoas ensinam e aprendem umas
com as outras.
Fazer o usuário pensar é indício de que algo não
                   está bom...
Breadcrumbs
Os breadcrumbs também são uma ajuda
visual eficaz que indica a localização do
usuário dentro da hierarquia do site,
tornando-se uma grande fonte de
informação contextual
Previsão de erros
Previsão de erros
Percurso Cognitivo
A interface permite ao usuário executar as
ações de modo simples. Não há grandes
complicações em se localizar as informações
desejadas e desse modo pode-se dar
sequência as tarefas iniciadas em outro
momento. Considera-se isso muito importante
uma vez que a Rede Livemocha é destinada
principalmente ao ensino de idioma.
Inspeção de Consistência
• Em todo o site observa-se uniformidade no
  uso de cores, fontes. A terminologia não exige
  grande esforço do usuário para a interação no
  que é proposto pela rede.
• Formas de entrada e saída são semelhantes ao
  modelo estabelecido na rede, não apresenta
  maiores transtornos aos seus usuários.
Inspeção de Consistência
• Possui uma opção de ajuda nos principais
  idiomas. Localizada no rodapé da página,
  pouco visível, embora apareça em
  praticamente todo o site. Essa opção também
  está na página de cursos, pode-se também
  solicitar suporte através de um formulário que
  é enviado online com promessa de contato
  em até 48 horas.
Uso das convenções da Internet
Uso das convenções da internet
Avaliação da Arquitetura da
            Informação
Arquitetura da Informação é a arte e a ciência
de estruturar e organizar ambientes de
informação para ajudar as pessoas a
satisfazerem suas necessidades de informação
de forma efetiva. (SteveTobs apud Marion)
Arquitetura da Informação


• A avaliação da arquitetura da informação é
  feita, principalmente, por análise da estrutura
  da informação utilizando método de
  verificação heurística.
Heurísticas de Louis Rosenfeld

• Na página principal o usuário que utiliza o
  site com regularidade consegue navegar e
  localizar o conteúdo desejado, permite-se
  uma memorização da disposição das
  informações.
• No entanto um usuário inexperiente pode
  encontrar alguma dificuldade, pois há muitas
  informações numa mesma tela.
Excesso de informações
Em todo o site não há imagens ou textos publicitários
Interface de busca
• Na proposta da rede social Livemocha, não há
  uma interface de busca.
Navegação Contextual
• Está claro para o usuário a localização em que
  se encontra no site e onde está. Porém não
  foi localizado um mapa do site no Livemocha.
Navegação Global
• Não são necessários muitos cliques para se
  atingir os objetivos no site. Para começar um
  curso, com dois cliques é possível o usuário
  iniciar a tarefa.

• Os rótulos no site não são enganosos, estão
  de acordo com o informado.
Acessibilidade
Conceito
Acessibilidade é definida como “a condição para
utilização com segurança e autonomia, total ou
assistida, dos espaços mobiliários e equipamentos
urbanos, das edificações, dos serviços de
transporte e dos dispositivos, sistemas e meios de
comunicação e informação por uma pessoa com
deficiência ou com mobilidade reduzida” (ABNT –
NBR9050). Ou seja, é a ideia de um mundo sem
obstáculos, tanto para a locomoção, quanto para a
comunicação!
Conceito
Acessibilidade é um novo nome para o “direito
de ir e vir” para cerca de 24 milhões de
brasileiros com algum tipo de deficiência
(14,5% da população). E esse número é ainda
maior se contarmos os 8% da população, que
são idosos e as pessoas com limitações
temporárias, como gestantes e obesos.
Diretrizes
• e-MAG 3.0 -> Terceira versão do Modelo de
  Acessibilidade para o Governo Eletrônico,
  lançada em dezembro de 2005, contendo
  alterações sugeridas durante a Consulta
  Pública;

• WCAG 2.0 -> (Web Content Accessibility
  Guidelines) – Normas internacionais.
Avaliação Acessibilidade

        Livemocha
WCAG
Nível de prioridade   Significado da prioridade   Nível de Conformidade
                                                  (conforme atendimento a
                                                  todas as recomendações
                                                  de cada prioridade)
Prioridade 1          Requisitos básicos            A       AA      AAA
                      para acessibilidade
                                                    X        X       X
Prioridade 2          Remoção de                             X       X
                      significativas
                      barreiras de
                      acessibilidade

Prioridade 3          Melhoria do acesso                             X
                      ao conteúdo
Livemocha acessível?
• O site não fornece alternativas para conteúdo
  sonoro e visual;
• O conteúdo não é apresentado de diferentes
  formas;
• Não fornece auxílios de navegação para
  orientar os usuários;
• As funções não estão disponíveis pelo teclado.
Livemocha acessível?
• Há a possibilidade de incluir legendas e
  transcrições nos vídeos;
• No entanto, não há descrições para os vídeos;
• Textos dos hiperlinks fazem sentido fora do
  contexto;
• Não há cabeçalhos, listas e uma estrutura
  consistente;
• Não há texto para locais clicáveis em mapas.
Conclusão
• A partir da análise do Livemocha e pesquisa a
  respeito de usabilidade e acessibilidade, podemos
  perceber que o Livemocha atende aos critérios da
  usabilidade;
• Entendemos que o Livemocha atende à alguns
  critérios de acessibilidade.
• Por outro lado, percebemos que na maioria das
  diretrizes analisadas utilizando o WCAG 2.0, o
  Livemocha deixa a desejar, não podendo assim, ser
  classificado como acessível.
Referências bibliográficas
•   Blog “Azclick”. Possui textos sobre usabilidade e outros assuntos.
    Disponível em: <http://blog.azclick.com.br/usabilidade-desde-sempre-
    para-sempre/>. Acesso em: 06 jan. 2013.
•   Dicas rápidas para construir websites acessíveis. Disponível em:
    <http://www.w3.org/WAI/References/QuickTips/qt.br.htm>. Acesso em:
•   Livemocha. Disponível em: <http:// www.livemocha.com>. Acesso em: 05
    jan. 2013.
•   Mundo acessível. Possui informações sobre acessibilidade e outros
    assuntos. Desenvolvido por Isabel Cristina Hammes e Pedro Antonio
    Silvério Lobo Mendonça. Disponível em:
    <http://www.mundoacessivel.com.br/tag/definicao-de-acessibilidade/>.
    Acesso em: 07 jan. 2013.
•   ROSA, Renato. Usabilidade: conceito, aplicações e testes. 2006. Disponível
    em: <http://www.slideshare.net/wudrs/palestra-usabilidade-conceito-
    aplicaes-e-testes-de-renato-rosa>. Acesso em: 01 jan. 2013.
Referências bibliográficas
•   Web Content Accessibility Guidelines. Possui as diretrizes do WCAG 2.0.
    2008. Disponível em: <http://www.w3.org/TR/WCAG/>. Acesso em: 05
    jan. 2013.
•   Chec

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Acessibilidade Web - IxDA Joinville
Acessibilidade Web - IxDA JoinvilleAcessibilidade Web - IxDA Joinville
Acessibilidade Web - IxDA JoinvillePaulo Aguilera Filho
 
Linked in parte 2
Linked in   parte 2Linked in   parte 2
Linked in parte 2aiadufmg
 
Inclusão Digital através da acessibilidade na web
Inclusão Digital através da acessibilidade na webInclusão Digital através da acessibilidade na web
Inclusão Digital através da acessibilidade na webBruno Borges
 
Seminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge SlideshareSeminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge Slideshareguest5ccda
 

Mais procurados (6)

Acessibilidade Web - IxDA Joinville
Acessibilidade Web - IxDA JoinvilleAcessibilidade Web - IxDA Joinville
Acessibilidade Web - IxDA Joinville
 
Linked in parte 2
Linked in   parte 2Linked in   parte 2
Linked in parte 2
 
Inclusão Digital através da acessibilidade na web
Inclusão Digital através da acessibilidade na webInclusão Digital através da acessibilidade na web
Inclusão Digital através da acessibilidade na web
 
Acessibilidade e Tecnologias Assistivas
Acessibilidade e Tecnologias AssistivasAcessibilidade e Tecnologias Assistivas
Acessibilidade e Tecnologias Assistivas
 
Seminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge SlideshareSeminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge Slideshare
 
Acessibilidade web
Acessibilidade webAcessibilidade web
Acessibilidade web
 

Semelhante a Livemocha parte 2

[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...GUTS-RS
 
Delicious - parte 2
Delicious - parte 2Delicious - parte 2
Delicious - parte 2aiadufmg
 
Aplicações Web Acessíveis
Aplicações Web AcessíveisAplicações Web Acessíveis
Aplicações Web AcessíveisDiego Pessoa
 
Acessibilidade Comunicacional
Acessibilidade ComunicacionalAcessibilidade Comunicacional
Acessibilidade ComunicacionalGovBR
 
Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)Rodrigo Leme
 
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC DevAcessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC DevLucas J Silva
 
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in SampaAcessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in SampaLucas J Silva
 
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGEUsabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGELuiz Agner
 
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011Hudson Augusto
 
Acessibilidade em Sistemas Web para Deficientes Visuais
Acessibilidade em Sistemas Web para Deficientes VisuaisAcessibilidade em Sistemas Web para Deficientes Visuais
Acessibilidade em Sistemas Web para Deficientes VisuaisLogan Web
 
E mag desenvolvedor_mod_2
E mag desenvolvedor_mod_2E mag desenvolvedor_mod_2
E mag desenvolvedor_mod_2Leo Serrao
 
Acessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisaAcessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisaRuan Aragão
 
My Report - Usability Tests
My Report - Usability TestsMy Report - Usability Tests
My Report - Usability TestsMichel Alves
 
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SPAcessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SPLucas J Silva
 
Proposição para um Paradigma de Orientação a Acessibilidade
Proposição para um Paradigma de Orientação a AcessibilidadeProposição para um Paradigma de Orientação a Acessibilidade
Proposição para um Paradigma de Orientação a AcessibilidadeYstallonne Alves
 

Semelhante a Livemocha parte 2 (20)

[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
[GUTS-RS] Testes de Usabilidade e Acessibilidade para melhorar a experiência ...
 
Web acessível
Web acessívelWeb acessível
Web acessível
 
Acessibilidade web
Acessibilidade webAcessibilidade web
Acessibilidade web
 
Challenges 2013
Challenges 2013Challenges 2013
Challenges 2013
 
sites-boas-praticas
sites-boas-praticassites-boas-praticas
sites-boas-praticas
 
Delicious - parte 2
Delicious - parte 2Delicious - parte 2
Delicious - parte 2
 
Aplicações Web Acessíveis
Aplicações Web AcessíveisAplicações Web Acessíveis
Aplicações Web Acessíveis
 
Acessibilidade Comunicacional
Acessibilidade ComunicacionalAcessibilidade Comunicacional
Acessibilidade Comunicacional
 
Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)Acessibilidade Digital (19/02/2013)
Acessibilidade Digital (19/02/2013)
 
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC DevAcessibilidade em CSS - ABC Dev
Acessibilidade em CSS - ABC Dev
 
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in SampaAcessibilidade em CSS - Front in Sampa
Acessibilidade em CSS - Front in Sampa
 
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGEUsabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGE
 
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
DaSilva_Tutorial_Inovaday_Setembro_2011
 
Acessibilidade em Sistemas Web para Deficientes Visuais
Acessibilidade em Sistemas Web para Deficientes VisuaisAcessibilidade em Sistemas Web para Deficientes Visuais
Acessibilidade em Sistemas Web para Deficientes Visuais
 
E mag desenvolvedor_mod_2
E mag desenvolvedor_mod_2E mag desenvolvedor_mod_2
E mag desenvolvedor_mod_2
 
Acessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisaAcessibilidade - o mundo virtual também precisa
Acessibilidade - o mundo virtual também precisa
 
My Report - Usability Tests
My Report - Usability TestsMy Report - Usability Tests
My Report - Usability Tests
 
Acessibilidade web
Acessibilidade webAcessibilidade web
Acessibilidade web
 
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SPAcessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
Acessibilidade no design e desenvolvimento web - Meetup Front-End SP
 
Proposição para um Paradigma de Orientação a Acessibilidade
Proposição para um Paradigma de Orientação a AcessibilidadeProposição para um Paradigma de Orientação a Acessibilidade
Proposição para um Paradigma de Orientação a Acessibilidade
 

Mais de aiadufmg

LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2aiadufmg
 
Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2aiadufmg
 
Skoob - parte 2
Skoob - parte 2Skoob - parte 2
Skoob - parte 2aiadufmg
 
Avaliacao de Interfaces
Avaliacao de InterfacesAvaliacao de Interfaces
Avaliacao de Interfacesaiadufmg
 
Acessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisAcessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisaiadufmg
 
Sites acessíveis
Sites acessíveisSites acessíveis
Sites acessíveisaiadufmg
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidadeaiadufmg
 
Design Universal
Design UniversalDesign Universal
Design Universalaiadufmg
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivasaiadufmg
 
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsortingAi ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsortingaiadufmg
 
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e FluxosArquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxosaiadufmg
 
Arquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - WireframesArquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - Wireframesaiadufmg
 
Arquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - SistemasArquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - Sistemasaiadufmg
 
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da InformaçãoArquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informaçãoaiadufmg
 

Mais de aiadufmg (20)

LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2LinkedIn - parte 2
LinkedIn - parte 2
 
Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2Last Fm - parte 2
Last Fm - parte 2
 
Skoob - parte 2
Skoob - parte 2Skoob - parte 2
Skoob - parte 2
 
Avaliacao de Interfaces
Avaliacao de InterfacesAvaliacao de Interfaces
Avaliacao de Interfaces
 
Acessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisAcessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitais
 
Sites acessíveis
Sites acessíveisSites acessíveis
Sites acessíveis
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidade
 
Design Universal
Design UniversalDesign Universal
Design Universal
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivas
 
Flickr
FlickrFlickr
Flickr
 
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsortingAi ad aula 6_atividadecardsorting
Ai ad aula 6_atividadecardsorting
 
Skoob
SkoobSkoob
Skoob
 
Livemocha
LivemochaLivemocha
Livemocha
 
Linked In
Linked InLinked In
Linked In
 
Delicious
DeliciousDelicious
Delicious
 
Last.fm
Last.fmLast.fm
Last.fm
 
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e FluxosArquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
Arquitetura da Informação - Sitegramas e Fluxos
 
Arquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - WireframesArquitetura da Informação - Wireframes
Arquitetura da Informação - Wireframes
 
Arquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - SistemasArquitetura da Informação - Sistemas
Arquitetura da Informação - Sistemas
 
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da InformaçãoArquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
Arquitetura da Informação - O Arquiteto da Informação
 

Livemocha parte 2

  • 1. Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Ciência da Informação Departamento de Teoria e Gestão da Informação Alunos: Adrileia de Moura Lima Ana Clara Ribeiro Rocha Elizangela do Nascimento Janaína de Sousa Alves Belo Horizonte 2012
  • 3. Usabilidade • É a facilidade de uso que as pessoas podem empregar uma ferramenta ou objeto a fim de realizar uma tarefa específica; • Usabilidade é o fator que define o quanto os produtos são fáceis de usar, levando em consideração a sua eficiência e se é agradável do ponto de vista do usuário final. Isso é necessário para melhorar a interação entre o produto e as pessoas que utilizarão o mesmo, sendo assim, permitindo que o usuário possa trabalhar neste produto (software, web sites, etc.) de qualquer lugar.
  • 4.
  • 5. Livemocha O Livemocha é uma rede social que oferece uma combinação de aprendizagem online de idiomas e prática com falantes nativos, na qual as pessoas ensinam e aprendem umas com as outras.
  • 6. Fazer o usuário pensar é indício de que algo não está bom...
  • 7.
  • 8.
  • 9. Breadcrumbs Os breadcrumbs também são uma ajuda visual eficaz que indica a localização do usuário dentro da hierarquia do site, tornando-se uma grande fonte de informação contextual
  • 10.
  • 12. Percurso Cognitivo A interface permite ao usuário executar as ações de modo simples. Não há grandes complicações em se localizar as informações desejadas e desse modo pode-se dar sequência as tarefas iniciadas em outro momento. Considera-se isso muito importante uma vez que a Rede Livemocha é destinada principalmente ao ensino de idioma.
  • 13.
  • 14.
  • 15. Inspeção de Consistência • Em todo o site observa-se uniformidade no uso de cores, fontes. A terminologia não exige grande esforço do usuário para a interação no que é proposto pela rede. • Formas de entrada e saída são semelhantes ao modelo estabelecido na rede, não apresenta maiores transtornos aos seus usuários.
  • 16. Inspeção de Consistência • Possui uma opção de ajuda nos principais idiomas. Localizada no rodapé da página, pouco visível, embora apareça em praticamente todo o site. Essa opção também está na página de cursos, pode-se também solicitar suporte através de um formulário que é enviado online com promessa de contato em até 48 horas.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Uso das convenções da Internet
  • 24. Uso das convenções da internet
  • 25. Avaliação da Arquitetura da Informação Arquitetura da Informação é a arte e a ciência de estruturar e organizar ambientes de informação para ajudar as pessoas a satisfazerem suas necessidades de informação de forma efetiva. (SteveTobs apud Marion)
  • 26. Arquitetura da Informação • A avaliação da arquitetura da informação é feita, principalmente, por análise da estrutura da informação utilizando método de verificação heurística.
  • 27. Heurísticas de Louis Rosenfeld • Na página principal o usuário que utiliza o site com regularidade consegue navegar e localizar o conteúdo desejado, permite-se uma memorização da disposição das informações. • No entanto um usuário inexperiente pode encontrar alguma dificuldade, pois há muitas informações numa mesma tela.
  • 29. Em todo o site não há imagens ou textos publicitários
  • 30.
  • 31. Interface de busca • Na proposta da rede social Livemocha, não há uma interface de busca.
  • 32. Navegação Contextual • Está claro para o usuário a localização em que se encontra no site e onde está. Porém não foi localizado um mapa do site no Livemocha.
  • 33. Navegação Global • Não são necessários muitos cliques para se atingir os objetivos no site. Para começar um curso, com dois cliques é possível o usuário iniciar a tarefa. • Os rótulos no site não são enganosos, estão de acordo com o informado.
  • 35. Conceito Acessibilidade é definida como “a condição para utilização com segurança e autonomia, total ou assistida, dos espaços mobiliários e equipamentos urbanos, das edificações, dos serviços de transporte e dos dispositivos, sistemas e meios de comunicação e informação por uma pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida” (ABNT – NBR9050). Ou seja, é a ideia de um mundo sem obstáculos, tanto para a locomoção, quanto para a comunicação!
  • 36. Conceito Acessibilidade é um novo nome para o “direito de ir e vir” para cerca de 24 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência (14,5% da população). E esse número é ainda maior se contarmos os 8% da população, que são idosos e as pessoas com limitações temporárias, como gestantes e obesos.
  • 37. Diretrizes • e-MAG 3.0 -> Terceira versão do Modelo de Acessibilidade para o Governo Eletrônico, lançada em dezembro de 2005, contendo alterações sugeridas durante a Consulta Pública; • WCAG 2.0 -> (Web Content Accessibility Guidelines) – Normas internacionais.
  • 39. WCAG Nível de prioridade Significado da prioridade Nível de Conformidade (conforme atendimento a todas as recomendações de cada prioridade) Prioridade 1 Requisitos básicos A AA AAA para acessibilidade X X X Prioridade 2 Remoção de X X significativas barreiras de acessibilidade Prioridade 3 Melhoria do acesso X ao conteúdo
  • 40.
  • 41.
  • 42. Livemocha acessível? • O site não fornece alternativas para conteúdo sonoro e visual; • O conteúdo não é apresentado de diferentes formas; • Não fornece auxílios de navegação para orientar os usuários; • As funções não estão disponíveis pelo teclado.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46. Livemocha acessível? • Há a possibilidade de incluir legendas e transcrições nos vídeos; • No entanto, não há descrições para os vídeos; • Textos dos hiperlinks fazem sentido fora do contexto; • Não há cabeçalhos, listas e uma estrutura consistente; • Não há texto para locais clicáveis em mapas.
  • 47. Conclusão • A partir da análise do Livemocha e pesquisa a respeito de usabilidade e acessibilidade, podemos perceber que o Livemocha atende aos critérios da usabilidade; • Entendemos que o Livemocha atende à alguns critérios de acessibilidade. • Por outro lado, percebemos que na maioria das diretrizes analisadas utilizando o WCAG 2.0, o Livemocha deixa a desejar, não podendo assim, ser classificado como acessível.
  • 48. Referências bibliográficas • Blog “Azclick”. Possui textos sobre usabilidade e outros assuntos. Disponível em: <http://blog.azclick.com.br/usabilidade-desde-sempre- para-sempre/>. Acesso em: 06 jan. 2013. • Dicas rápidas para construir websites acessíveis. Disponível em: <http://www.w3.org/WAI/References/QuickTips/qt.br.htm>. Acesso em: • Livemocha. Disponível em: <http:// www.livemocha.com>. Acesso em: 05 jan. 2013. • Mundo acessível. Possui informações sobre acessibilidade e outros assuntos. Desenvolvido por Isabel Cristina Hammes e Pedro Antonio Silvério Lobo Mendonça. Disponível em: <http://www.mundoacessivel.com.br/tag/definicao-de-acessibilidade/>. Acesso em: 07 jan. 2013. • ROSA, Renato. Usabilidade: conceito, aplicações e testes. 2006. Disponível em: <http://www.slideshare.net/wudrs/palestra-usabilidade-conceito- aplicaes-e-testes-de-renato-rosa>. Acesso em: 01 jan. 2013.
  • 49. Referências bibliográficas • Web Content Accessibility Guidelines. Possui as diretrizes do WCAG 2.0. 2008. Disponível em: <http://www.w3.org/TR/WCAG/>. Acesso em: 05 jan. 2013. • Chec