SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
10/05/2014
1
AULA 16 – COMPORTAMENTO
ORGANIZACIONAL.
Tema: A Vocação de Um Consultor.
Prof. Angelo Peres
Consultor é o profissional que agencia
a mudança.
Que assume a responsabilidade de
auxiliar seus executivos e profissionais
no processo decisório, não tendo,
entretanto, o controle direto da
situação.
A vocação de uma pessoa que opta pela profissão
consultor deve estar sustentada em três pilares:
A integridade do profissional para atuar como
consultor;
O valor que o profissional da consultoria
proporciona para a empresa-cliente;
A felicidade que o consultor tem e expressa por
sua atuação profissional.
p&p consultores associados
A integridade do profissional
para atuar como consultor
Quando o consultor se coloca totalmente a
serviço e auxílio da empresa-cliente,
visando elevado engajamento em sua
atividade profissional.
O valor que o profissional da
consultoria proporciona para a
empresa-cliente
O valor refere-se ao serviço prestado,
correlacionado ao resultado proporcionado
pela empresa-cliente.
A felicidade que o consultor tem e
expressa por sua atuação
profissional.
Resultado de vários fatores, tais como:
Realização profissional;
Liberdade de atuação;
Aprendizado na tarefa;
Etc.
10/05/2014
2
angelo peres
O consultor só será feliz
se conseguir identificar
seus fatores pessoais de
vocação como
profissional de
consultoria.
Todos os 3 pilares são de
elevada importância e
devem ser exercitados na
plenitude.
telefone: 21 2579 1627
Características
Básicas do
Consultor.
angelo peres
São características de um
consultor:
Comportamentais;
Habilidade; e
Conhecimento.
Comportamentais
Ter atitude interativa perante
diversas situações que as empresas
colocam em sua frente;
Atitude interativa é aquela que o consultor
prepara o futuro e acredita que pode concretizar
esta situação. O futuro só depende do que ele faz
agora e depois.Esta atitude consolida o
pensamento estratégico do consultor.
Ter uma atitude racional;
Consultor depressivo(culpa); consultor paranóico
(desconfiança); consultor
compulsivo(perfeccionismo) ; consultor
esquizofrênico(distanciamento e não-
envolvimento com a realidade); consultor
dramático(autodramatização); e o consultor
místico(acredita em sina, má sorte, etc).
10/05/2014
3
Fazer parte do mundo;
Amplo referencial de atuação. Sólida cultura geral e
experiências diversificadas.
Ter adequado relacionamento com as
pessoas;
Deve estabelecer relacionamento de confiança, respeito e
consciência dos direitos e responsabilidades das partes,
bem como a participação das pessoas no processo.
Ter diálogo amplo e otimizado;
Deve estar consciente dos direitos das instituições,
empresas e pessoas. Deve reconhecer o direito dos outros
e respeitar as individualidades.
Ser negociador;
Ter valores culturais consolidados;
Deve possuir sólido conjunto de convicções e valores que
proporcionem consistência em tudo que faz. A integridade
deve caracterizar sua atuação e sua forma de ser,
apresentando coerência em tudo o que pensa e faz.
Ter interesse pelo negócio da empresa-
cliente;
Ter atuação com ênfase nas pessoas;
Desenvolver clima de confiança;
Deve desenvolver nas pessoas crença positivas
quanto aos caminhos que estão trilhando e que terão o
apoio necessário para a concretização dos resultados.
Saber trabalhar com erros;
Ter comprometimento das
pessoas;
Ter lealdade à empresa-cliente,
à empresa de consultoria e às
pessoas.
Habilidade
Estar voltado para o processo de
inovação;
Ter adequado processo de
auxílio na tomada de decisões e de
estabelecimento de prioridades;
telefone: 21 2579 1627
Ter processo adequado de
autocontrole gerencial e estratégico;
Ter pensamento estratégico;
Ser um agente de mudança;
Ter intuição;
10/05/2014
4
Transmitir otimismo e segurança;
Saber trabalhar em equipe;
Trabalhar com realismo;
Saber trabalhar com aspectos
quantitativos e qualitativos;
Saber assumir responsabilidades;
Ter respeito;
Ter capacidade de resolver
conflitos;
Saber administrar o tempo;
Ter visão abrangente;
angelo peres
Ser ético;
Ter adequados focos de ataque; e
Saber trabalhar com o elemento
surpresa.
Explicando
item a item.
Estar voltado para o
processo de inovação
Os consultores devem contribuir para o
processo inovativo; identificando-o,
aprendendo, adaptando e aplicando estas
novas tecnologias.
As empresas estarão mais e mais
procurando novas soluções para problemas
mais complexos.
Barreiras ao Processo
da Inovação:
Inaceitação dos indivíduos criativos e idealizadores;
Visão curta quanto ao período de uma inovação;
Avaliação objetiva demais;
Tentativa de forçar a barra quanto aos resultados
esperados;
Inexistência de incentivos e processos de controle e
avaliação inadequados, provocando descrédito.
10/05/2014
5
Estratégia do consultores
Estar voltado para busca e para o
desenvolvimento de oportunidades;
Estar adequadamente estruturado para a
inovação ( estruturar suas tecnologias,
conhecimentos, recursos e compromissos
organizacionais );
I.
Estar com apoio motivacional, político e
psicológico para o desenvolvimento da
inovação;
Estar estruturado para trabalhar com
questões complexas e interativas; e
Estar estruturado para aceitar a inovação.
O consultor pode planejar os rumos e
objetivos gerais, mas, provavelmente,
ocorrerão inúmeras surpresas.
Os consultores precisam
entender e aceitar as realidades
tumultuadas da inovação,
aprender com as experiências de
outras empresas e adaptar os
aspectos mais relevantes dos
outros e suas próprias práticas e
culturas administrativas.
angelo peres
As empresas inovadores
demonstram excepcional
habilidade em responder
a quaisquer tipo de
mudanças em seus
ambientes.
Atributos de Empresas Inovadoras
Firme posição de agir;
Estar ao lado e junto do
cliente(atendimento, qualidade e
confiabilidade);
Ter autonomia e iniciativa;
Ter produtividade por intermédio de
pessoas, com base em um processo de
confiança;
Ter mão-de-obra orientada por valores;
Ater-se ao conhecido e não procurar
aventuras desnecessárias;
Ter formas bem simples e equipes
dirigentes pequenas; e
Ter prioridades flexíveis simultâneas.
Peters e Waterman, 1983.
10/05/2014
6
O consultor pode construir
sobre o passado para
alcançar o sucesso no
presente, mas nunca deve
negligenciar o futuro.
Oliveira, 2003.
Adequado Processo de Auxílio na
TD e Estabelecimento de
Prioridades
II.
Distinguir entre o que pode e o que não
pode ser mudado;
Não envolver-se em assuntos que fogem de
sua competência;
Não gastar seu tempo em contribuições
improdutivas e irrelevantes;
angelo peres
Estar em posição de proatividade e a
frente dos acontecimentos;
Buscar soluções sempre. Não se
permitir a postura de lamentações;
Diante de informações
desagradáveis, enfrente-as;
Nunca tomar decisões de forma
apressada, atabalhoada ou superficial;
Ter descrita a situação adequada.
Buscando fatos e coletando informações.
Analisando todos os fatores pertinentes;
Definir corretamente o problema (situação
atual e situação desejada);
Separar causa de efeito. E
atacando as causas;
Formular mais de uma
alternativa para o problema
analisado;
Não confundir alternativa com
solução. Alternativa é um meio de que
se dispõe para alcançar determinado
objetivo, relacionado a determinada
situação;
Formular adequadamente as
alternativas, analisar as
conseqüências. Só aí tomar a decisão;
10/05/2014
7
Estabelecer critérios para a decisão,
considerando um conjunto de fatores limitativos
existentes;
Ter capacidade de gerenciar sua vida, de sua
família, seu tempo e suas prioridades;
Ter competência na escolha de suas
colaboradores e gostar de trabalhar em equipe;
Não aceitar (nem de você, nem de sua
equipe) desempenho medíocre;
Não iludir-se com percepção de sucesso
de sua carreira;
Após a fase de planejamento de sua
decisão é hora da implantação da mesma.
Estabeleça mecanismos de controle,
inclusive;
Estabelecer a forma adequada de
comunicação entre os tomadores de decisão
e os implementadores da decisão;
Ao passar para a nova fase do processo
decisório, verificar as conseqüências entre
as etapas. Isto porque em cada etapa podem
surgir novos fatos que invalidem a decisão
da etapa anterior;
Toda alternativa tem aspectos
positivos e negativos. Não se iluda;
Elabore planos contigenciais;
Defina o processo pelo que a
decisão será tomada. Ou melhor,
estabeleça as etapas do processo
de TD;
Uma boa forma de melhor de aprimorar
seu processo de TD é utilizar a
metodologia “pensamento divergente e
pensamento convergente”. Ou seja, a
alternância entre a criatividade, a análise, a
síntese e o julgamento;
Nunca imponha sua decisão e/ou a
decisão de alguém;
Esqueça as decisões de curto
prazo, imediatistas e/ou simplistas;
Uma solução é consequência do
produto, de sua qualidade e sua
aceitação. Uma solução excelente
que não tenha aceitação terá pouca
ou nenhuma efetividade.
10/05/2014
8
Ter processo adequado de
autocontrole gerencial e
estratégico
III.
Ter pensamento estratégicoIV.
Tem que ter uma visão aberta e abrangente
da empresa-cliente e seus ambiente; Possuir
um adequado sistema de informações; Ter
raciocínio do geral para o particular, e vice-
versa.
angelo peres
Ser um agente de
mudança
Ter intuição
V.
VI.
A intuição serve para captar as
oportunidades e saber estar na frente do
processo decisório.
Transmitir Otimismo e
Segurança
VII.
Saber trabalhar em
Equipe
VIII.
Trabalhar Com RealismoIX.
X.
Saber Trabalhar Com Aspectos
Qualitativos e Quantitativos
Tão importante quanto trabalhar com aspectos
quantitativos (que mensuram os resultados a serem
alcançados), os aspectos qualitativos (delineamento de
novos mercados, novos produtos, diversificação, etc)
também apresentam alta validade para o processo de
inovação e de desenvolvimento da empresa-cliente.
Saber Assumir
Responsabilidades
XI.
XII. Ter Respeito
XIII. Ter Capacidade de Resolver
Conflitos
Como é um trabalho que envolve um alto número de
pessoas, é muito comum a ocorrência de conflitos.
10/05/2014
9
XIV. Saber Administrar o
Tempo
O tempo representa vantagem competitiva.
Portanto, o consultor trata o tempo como
um elemento estratégico.
XV. Ter Visão Abrangente
A realidade global está mudando. Como minha empresa
deverá atuar nesse processo? O Estado não apresenta
campo propício para o desenvolvimento das
potencialidades e capacidades profissionais dos
indivíduos. Portanto, a economia será cada vez mais
privatizada. A diluição do poder político, por meio do
desenvolvimento dos blocos econômicos. Uma sociedade
pluralista e descentralizada. A qualidade dos profissionais
está em constante evolução e melhoria. O que provoca
novas necessidades e expectativas nas pessoas. A
internacionalização da economia.
telefone: 21 2579 1627
XVI Ser Ético
XVII. Ter Adequados Focos de
Ataque
O consultor não pode aceitar serviços que
fujam de sua especialidade.
p&p consultores associados
XVIII
Saber Trabalhar Com o
Elemento Surpresa
Conhecimento
Ter Elevado Conhecimento de Sua
Especialidade em Consultoria.
Ter Conhecimento de
Administração.
O consultor deve conhecer as funções de administração
(planejamento, organização, direção e controle), bem
como as área funcionais ( marketing, pesquisa,
desenvolvimento, finanças, recursos humanos,
informática, etc).
Desenvolver Situações Alternativas
Interessantes
O consultor deve possuir ampla sustentação
conceitual e prática para poder desenvolver e
exercitar situações alternativas para cada um
dos assuntos de sua área de atuação.
Ter Visão de Longo e Curto Prazo.
O consultor deve pensar a longo prazo e agir a
curto prazo.
10/05/2014
10
Saber Pensar Grande.
Ser Generalista Com Forte
Especialização.
Trabalhar em Tempo Real.
Estar Voltado para as Necessidades
do Mercado.
Voltado para o mercado, identificando e
usufruindo as oportunidades.
e-mail: ppconsul@unisys.com.br
Ter raciocínio Lógico.
Saber Buscar e Consolidar
Informações.
Ter Inteligência Empresarial.
Possuir Conhecimento de Economia
e Política Internacional.
Saber Transformar o Impossível
em Possível.
O consultor deve criar várias alternativas para
conseguir o resultado esperado e
operacionalizar fortes decisões.
Criar Condições Para Que o
Trabalho Seja Gratificante, Não
Apenas do Ponto de Vista
Financeiro.
REFERÊNCIAS:
OLIVEIRA, D. P. Manual de
Consultoria Empresarial. 4. ed. São
Paulo: Atlas, 2003.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

50 truques para contratações mais eficientes
50 truques para contratações mais eficientes50 truques para contratações mais eficientes
50 truques para contratações mais eficientesana cristina fds
 
Fazendo as mudanças funcionarem - Mauro Sotille
Fazendo as mudanças funcionarem - Mauro SotilleFazendo as mudanças funcionarem - Mauro Sotille
Fazendo as mudanças funcionarem - Mauro SotilleMauro Sotille, MBA, PMP
 
DO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima Organizacional
DO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima OrganizacionalDO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima Organizacional
DO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima OrganizacionalMilton Henrique do Couto Neto
 
Habilidades Interpessoais do Gerente de projetos
Habilidades Interpessoais do Gerente de projetosHabilidades Interpessoais do Gerente de projetos
Habilidades Interpessoais do Gerente de projetosGerente Consciente
 
2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordicaCarlos Sousa
 
Concarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do SucessoConcarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do Sucessoverapoder
 
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...Rodrigo Ramos
 
Liderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetosLiderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetosDimitri Campana, PMP
 

Mais procurados (19)

Feedback
FeedbackFeedback
Feedback
 
50 truques para contratações mais eficientes
50 truques para contratações mais eficientes50 truques para contratações mais eficientes
50 truques para contratações mais eficientes
 
Jack
JackJack
Jack
 
Fazendo as mudanças funcionarem - Mauro Sotille
Fazendo as mudanças funcionarem - Mauro SotilleFazendo as mudanças funcionarem - Mauro Sotille
Fazendo as mudanças funcionarem - Mauro Sotille
 
Vencendo Com As Pessoas Faap
Vencendo Com As Pessoas   FaapVencendo Com As Pessoas   Faap
Vencendo Com As Pessoas Faap
 
DO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima Organizacional
DO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima OrganizacionalDO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima Organizacional
DO Unidade 4 - Ética nas Organizações e Cultura e Clima Organizacional
 
Habilidades Interpessoais do Gerente de projetos
Habilidades Interpessoais do Gerente de projetosHabilidades Interpessoais do Gerente de projetos
Habilidades Interpessoais do Gerente de projetos
 
2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica
 
Feedback
FeedbackFeedback
Feedback
 
Ferramentas de gestao
Ferramentas de gestaoFerramentas de gestao
Ferramentas de gestao
 
Concarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do SucessoConcarh FóRmula Do Sucesso
Concarh FóRmula Do Sucesso
 
Pesquisa iii
Pesquisa iiiPesquisa iii
Pesquisa iii
 
Pmweb
PmwebPmweb
Pmweb
 
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
Palestra sobre Empreendedorismo: motivação para mudar de vida, se Realizar e ...
 
Pensamentos de peterdrucker
Pensamentos de peterdruckerPensamentos de peterdrucker
Pensamentos de peterdrucker
 
Desenvolva suas Competências
Desenvolva suas Competências Desenvolva suas Competências
Desenvolva suas Competências
 
Planejamento e inovação2015
Planejamento e inovação2015Planejamento e inovação2015
Planejamento e inovação2015
 
Liderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetosLiderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetos
 
Produtividade no Trabalho em 30 Passos
Produtividade no Trabalho em 30 PassosProdutividade no Trabalho em 30 Passos
Produtividade no Trabalho em 30 Passos
 

Destaque

8 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honorários
8   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honorários8   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honorários
8 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honoráriosAngelo Peres
 
3 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...
3   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...3   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...
3 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...Angelo Peres
 
4 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucional
4   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucional4   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucional
4 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucionalAngelo Peres
 
Aula 7 novo 2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficos
Aula 7 novo   2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficosAula 7 novo   2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficos
Aula 7 novo 2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficosAngelo Peres
 
Aula 12 2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobista
Aula 12   2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobistaAula 12   2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobista
Aula 12 2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobistaAngelo Peres
 
Aula 10 2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo mole
Aula 10   2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo moleAula 10   2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo mole
Aula 10 2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo moleAngelo Peres
 
1 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...
1   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...1   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...
1 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...Angelo Peres
 
Aula 8 novo 2 ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mkt
Aula 8 novo 2   ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mktAula 8 novo 2   ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mkt
Aula 8 novo 2 ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mktAngelo Peres
 
1 os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...
1   os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...1   os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...
1 os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...Angelo Peres
 
Aula 12 ADM RH - Demissão de Pessoas
Aula 12   ADM RH - Demissão de PessoasAula 12   ADM RH - Demissão de Pessoas
Aula 12 ADM RH - Demissão de PessoasAngelo Peres
 

Destaque (10)

8 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honorários
8   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honorários8   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honorários
8 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - honorários
 
3 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...
3   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...3   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...
3 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - contrato e plano de...
 
4 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucional
4   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucional4   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucional
4 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - imagem institucional
 
Aula 7 novo 2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficos
Aula 7 novo   2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficosAula 7 novo   2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficos
Aula 7 novo 2014.1 ucam - gestao do intelecto humano em graficos
 
Aula 12 2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobista
Aula 12   2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobistaAula 12   2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobista
Aula 12 2014.1 ucam - gestão contemporânea - lobista
 
Aula 10 2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo mole
Aula 10   2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo moleAula 10   2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo mole
Aula 10 2014.1 ucam - gestao contemporanea - capitalismo mole
 
1 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...
1   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...1   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...
1 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consul...
 
Aula 8 novo 2 ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mkt
Aula 8 novo 2   ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mktAula 8 novo 2   ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mkt
Aula 8 novo 2 ucam 2014.1 - adm rh - endomkt e mkt
 
1 os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...
1   os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...1   os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...
1 os trabalhos de conclusão de curso para alunos do curso de administração ...
 
Aula 12 ADM RH - Demissão de Pessoas
Aula 12   ADM RH - Demissão de PessoasAula 12   ADM RH - Demissão de Pessoas
Aula 12 ADM RH - Demissão de Pessoas
 

Semelhante a 2 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - vocaçao do consultor

Administração aulas 1 e 2 de processos decisorios
Administração aulas 1 e 2 de processos decisoriosAdministração aulas 1 e 2 de processos decisorios
Administração aulas 1 e 2 de processos decisoriosRosival Fagundes
 
Empreendedorismo e Gestão de Clínicas
Empreendedorismo e Gestão de ClínicasEmpreendedorismo e Gestão de Clínicas
Empreendedorismo e Gestão de ClínicasUSP e Plexus
 
Auto Avaliação.docx
Auto Avaliação.docxAuto Avaliação.docx
Auto Avaliação.docxreisferreira
 
1 mba gestao pessoas
1   mba gestao pessoas1   mba gestao pessoas
1 mba gestao pessoasAngelo Peres
 
Culture Code Jab Consultoria
Culture Code Jab ConsultoriaCulture Code Jab Consultoria
Culture Code Jab ConsultoriaLucas Jardim
 
Gerenciamento de enfermagem: tomada de decisão
Gerenciamento de enfermagem: tomada de decisãoGerenciamento de enfermagem: tomada de decisão
Gerenciamento de enfermagem: tomada de decisãoAroldo Gavioli
 
TOMADA DE DECISÃO SÉCULO .pptx
TOMADA DE DECISÃO  SÉCULO .pptxTOMADA DE DECISÃO  SÉCULO .pptx
TOMADA DE DECISÃO SÉCULO .pptxDanilloSGuimares
 
Cv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e vendaCv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e vendaPedro Martins
 
1 slides mba gestao pessoas
1 slides   mba gestao pessoas1 slides   mba gestao pessoas
1 slides mba gestao pessoasAngelo Peres
 
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion CysneirosEmpreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneirosflammarion
 
Havan lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13
Havan   lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13Havan   lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13
Havan lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13Evelise Cuesta
 
Como Administrar Seu Tempo ApresentaçãO Ibc Sara Batista
Como Administrar Seu Tempo   ApresentaçãO Ibc   Sara BatistaComo Administrar Seu Tempo   ApresentaçãO Ibc   Sara Batista
Como Administrar Seu Tempo ApresentaçãO Ibc Sara BatistaSara Batista
 
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010
Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010Lara Selem
 
Feedback - Folheto de apresentacao do programa
Feedback - Folheto de apresentacao do programaFeedback - Folheto de apresentacao do programa
Feedback - Folheto de apresentacao do programaAndré Victória da Silva
 

Semelhante a 2 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - vocaçao do consultor (20)

Pós Consultoria de Recursos Humanos (RH)
Pós Consultoria de Recursos Humanos (RH)Pós Consultoria de Recursos Humanos (RH)
Pós Consultoria de Recursos Humanos (RH)
 
Administração aulas 1 e 2 de processos decisorios
Administração aulas 1 e 2 de processos decisoriosAdministração aulas 1 e 2 de processos decisorios
Administração aulas 1 e 2 de processos decisorios
 
Feedback e comunicação
Feedback e comunicaçãoFeedback e comunicação
Feedback e comunicação
 
Empreendedorismo e Gestão de Clínicas
Empreendedorismo e Gestão de ClínicasEmpreendedorismo e Gestão de Clínicas
Empreendedorismo e Gestão de Clínicas
 
1a. aula
1a. aula1a. aula
1a. aula
 
Auto Avaliação.docx
Auto Avaliação.docxAuto Avaliação.docx
Auto Avaliação.docx
 
1a. aula
1a. aula1a. aula
1a. aula
 
1 mba gestao pessoas
1   mba gestao pessoas1   mba gestao pessoas
1 mba gestao pessoas
 
Culture Code Jab Consultoria
Culture Code Jab ConsultoriaCulture Code Jab Consultoria
Culture Code Jab Consultoria
 
Gerenciamento de enfermagem: tomada de decisão
Gerenciamento de enfermagem: tomada de decisãoGerenciamento de enfermagem: tomada de decisão
Gerenciamento de enfermagem: tomada de decisão
 
Empreendedorismo 2015 01 - Empreendedorismo
Empreendedorismo 2015 01 - EmpreendedorismoEmpreendedorismo 2015 01 - Empreendedorismo
Empreendedorismo 2015 01 - Empreendedorismo
 
TOMADA DE DECISÃO SÉCULO .pptx
TOMADA DE DECISÃO  SÉCULO .pptxTOMADA DE DECISÃO  SÉCULO .pptx
TOMADA DE DECISÃO SÉCULO .pptx
 
Cv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e vendaCv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e venda
 
1 slides mba gestao pessoas
1 slides   mba gestao pessoas1 slides   mba gestao pessoas
1 slides mba gestao pessoas
 
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion CysneirosEmpreendedorismo e Legislação   Aula 2   Flammarion Cysneiros
Empreendedorismo e Legislação Aula 2 Flammarion Cysneiros
 
Gestão da Tecnologia e Inovação - Pesquisa III
Gestão da Tecnologia e Inovação - Pesquisa IIIGestão da Tecnologia e Inovação - Pesquisa III
Gestão da Tecnologia e Inovação - Pesquisa III
 
Havan lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13
Havan   lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13Havan   lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13
Havan lucas e leonardo - tomada de decisão e determinação - 27-06-13
 
Como Administrar Seu Tempo ApresentaçãO Ibc Sara Batista
Como Administrar Seu Tempo   ApresentaçãO Ibc   Sara BatistaComo Administrar Seu Tempo   ApresentaçãO Ibc   Sara Batista
Como Administrar Seu Tempo ApresentaçãO Ibc Sara Batista
 
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010
Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010
 
Feedback - Folheto de apresentacao do programa
Feedback - Folheto de apresentacao do programaFeedback - Folheto de apresentacao do programa
Feedback - Folheto de apresentacao do programa
 

Mais de Angelo Peres

MATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RH
MATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RHMATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RH
MATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RHAngelo Peres
 
Resumo em pdf palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017
Resumo em pdf   palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017Resumo em pdf   palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017
Resumo em pdf palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017Angelo Peres
 
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)Angelo Peres
 
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_2014093   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409Angelo Peres
 
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_2014092   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409Angelo Peres
 
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_2014091   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409Angelo Peres
 
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)Angelo Peres
 
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_2014093   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409Angelo Peres
 
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_2014092   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409Angelo Peres
 
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_2014091   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409Angelo Peres
 
11 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metas
11   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metas11   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metas
11 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metasAngelo Peres
 
10 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...
10   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...10   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...
10 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...Angelo Peres
 
9 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de ética
9   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de ética9   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de ética
9 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de éticaAngelo Peres
 
7 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociação
7   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociação7   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociação
7 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociaçãoAngelo Peres
 
6 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arh
6   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arh6   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arh
6 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arhAngelo Peres
 
Aula 3 final 2014.1 ucam - g.contemp - reengenharia
Aula 3 final   2014.1 ucam - g.contemp - reengenhariaAula 3 final   2014.1 ucam - g.contemp - reengenharia
Aula 3 final 2014.1 ucam - g.contemp - reengenhariaAngelo Peres
 
Aula 5 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteana
Aula 5   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteanaAula 5   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteana
Aula 5 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteanaAngelo Peres
 
Aula 4 final 2 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...
Aula 4 final 2   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...Aula 4 final 2   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...
Aula 4 final 2 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...Angelo Peres
 
Aula 2 ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalho
Aula 2   ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalhoAula 2   ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalho
Aula 2 ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalhoAngelo Peres
 
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao finalAula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao finalAngelo Peres
 

Mais de Angelo Peres (20)

MATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RH
MATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RHMATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RH
MATRIZ O.A.R.S - Um Modelo de Gestão de RH
 
Resumo em pdf palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017
Resumo em pdf   palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017Resumo em pdf   palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017
Resumo em pdf palestra matriz oars - ucam unidade tijuca 04.05.2017
 
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
 
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_2014093   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
 
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_2014092   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
 
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_2014091   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
 
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)4   cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
4 cartaz ipanema-mba_gestao_estrategicamarketing_201409 (1)
 
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_2014093   cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
3 cartaz ipanema-mba_gestao_rh_201409
 
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_2014092   cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
2 cartaz ipanema-mba_gestao_empreendedorismoedesenvolvimentodepessoas_201409
 
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_2014091   cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
1 cartaz ipanema-pos_gestaoempresarialportoschool_201409
 
11 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metas
11   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metas11   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metas
11 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - objetivos e metas
 
10 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...
10   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...10   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...
10 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comprt organizacional - as organizacoes e a...
 
9 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de ética
9   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de ética9   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de ética
9 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - código de ética
 
7 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociação
7   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociação7   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociação
7 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - negociação
 
6 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arh
6   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arh6   aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arh
6 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - arh
 
Aula 3 final 2014.1 ucam - g.contemp - reengenharia
Aula 3 final   2014.1 ucam - g.contemp - reengenhariaAula 3 final   2014.1 ucam - g.contemp - reengenharia
Aula 3 final 2014.1 ucam - g.contemp - reengenharia
 
Aula 5 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteana
Aula 5   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteanaAula 5   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteana
Aula 5 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - carreira proteana
 
Aula 4 final 2 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...
Aula 4 final 2   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...Aula 4 final 2   ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...
Aula 4 final 2 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desemp...
 
Aula 2 ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalho
Aula 2   ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalhoAula 2   ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalho
Aula 2 ucam 2014.1 - o novo mundo do trabalho
 
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao finalAula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
 

Último

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 

2 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - vocaçao do consultor

  • 1. 10/05/2014 1 AULA 16 – COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Tema: A Vocação de Um Consultor. Prof. Angelo Peres Consultor é o profissional que agencia a mudança. Que assume a responsabilidade de auxiliar seus executivos e profissionais no processo decisório, não tendo, entretanto, o controle direto da situação. A vocação de uma pessoa que opta pela profissão consultor deve estar sustentada em três pilares: A integridade do profissional para atuar como consultor; O valor que o profissional da consultoria proporciona para a empresa-cliente; A felicidade que o consultor tem e expressa por sua atuação profissional. p&p consultores associados A integridade do profissional para atuar como consultor Quando o consultor se coloca totalmente a serviço e auxílio da empresa-cliente, visando elevado engajamento em sua atividade profissional. O valor que o profissional da consultoria proporciona para a empresa-cliente O valor refere-se ao serviço prestado, correlacionado ao resultado proporcionado pela empresa-cliente. A felicidade que o consultor tem e expressa por sua atuação profissional. Resultado de vários fatores, tais como: Realização profissional; Liberdade de atuação; Aprendizado na tarefa; Etc.
  • 2. 10/05/2014 2 angelo peres O consultor só será feliz se conseguir identificar seus fatores pessoais de vocação como profissional de consultoria. Todos os 3 pilares são de elevada importância e devem ser exercitados na plenitude. telefone: 21 2579 1627 Características Básicas do Consultor. angelo peres São características de um consultor: Comportamentais; Habilidade; e Conhecimento. Comportamentais Ter atitude interativa perante diversas situações que as empresas colocam em sua frente; Atitude interativa é aquela que o consultor prepara o futuro e acredita que pode concretizar esta situação. O futuro só depende do que ele faz agora e depois.Esta atitude consolida o pensamento estratégico do consultor. Ter uma atitude racional; Consultor depressivo(culpa); consultor paranóico (desconfiança); consultor compulsivo(perfeccionismo) ; consultor esquizofrênico(distanciamento e não- envolvimento com a realidade); consultor dramático(autodramatização); e o consultor místico(acredita em sina, má sorte, etc).
  • 3. 10/05/2014 3 Fazer parte do mundo; Amplo referencial de atuação. Sólida cultura geral e experiências diversificadas. Ter adequado relacionamento com as pessoas; Deve estabelecer relacionamento de confiança, respeito e consciência dos direitos e responsabilidades das partes, bem como a participação das pessoas no processo. Ter diálogo amplo e otimizado; Deve estar consciente dos direitos das instituições, empresas e pessoas. Deve reconhecer o direito dos outros e respeitar as individualidades. Ser negociador; Ter valores culturais consolidados; Deve possuir sólido conjunto de convicções e valores que proporcionem consistência em tudo que faz. A integridade deve caracterizar sua atuação e sua forma de ser, apresentando coerência em tudo o que pensa e faz. Ter interesse pelo negócio da empresa- cliente; Ter atuação com ênfase nas pessoas; Desenvolver clima de confiança; Deve desenvolver nas pessoas crença positivas quanto aos caminhos que estão trilhando e que terão o apoio necessário para a concretização dos resultados. Saber trabalhar com erros; Ter comprometimento das pessoas; Ter lealdade à empresa-cliente, à empresa de consultoria e às pessoas. Habilidade Estar voltado para o processo de inovação; Ter adequado processo de auxílio na tomada de decisões e de estabelecimento de prioridades; telefone: 21 2579 1627 Ter processo adequado de autocontrole gerencial e estratégico; Ter pensamento estratégico; Ser um agente de mudança; Ter intuição;
  • 4. 10/05/2014 4 Transmitir otimismo e segurança; Saber trabalhar em equipe; Trabalhar com realismo; Saber trabalhar com aspectos quantitativos e qualitativos; Saber assumir responsabilidades; Ter respeito; Ter capacidade de resolver conflitos; Saber administrar o tempo; Ter visão abrangente; angelo peres Ser ético; Ter adequados focos de ataque; e Saber trabalhar com o elemento surpresa. Explicando item a item. Estar voltado para o processo de inovação Os consultores devem contribuir para o processo inovativo; identificando-o, aprendendo, adaptando e aplicando estas novas tecnologias. As empresas estarão mais e mais procurando novas soluções para problemas mais complexos. Barreiras ao Processo da Inovação: Inaceitação dos indivíduos criativos e idealizadores; Visão curta quanto ao período de uma inovação; Avaliação objetiva demais; Tentativa de forçar a barra quanto aos resultados esperados; Inexistência de incentivos e processos de controle e avaliação inadequados, provocando descrédito.
  • 5. 10/05/2014 5 Estratégia do consultores Estar voltado para busca e para o desenvolvimento de oportunidades; Estar adequadamente estruturado para a inovação ( estruturar suas tecnologias, conhecimentos, recursos e compromissos organizacionais ); I. Estar com apoio motivacional, político e psicológico para o desenvolvimento da inovação; Estar estruturado para trabalhar com questões complexas e interativas; e Estar estruturado para aceitar a inovação. O consultor pode planejar os rumos e objetivos gerais, mas, provavelmente, ocorrerão inúmeras surpresas. Os consultores precisam entender e aceitar as realidades tumultuadas da inovação, aprender com as experiências de outras empresas e adaptar os aspectos mais relevantes dos outros e suas próprias práticas e culturas administrativas. angelo peres As empresas inovadores demonstram excepcional habilidade em responder a quaisquer tipo de mudanças em seus ambientes. Atributos de Empresas Inovadoras Firme posição de agir; Estar ao lado e junto do cliente(atendimento, qualidade e confiabilidade); Ter autonomia e iniciativa; Ter produtividade por intermédio de pessoas, com base em um processo de confiança; Ter mão-de-obra orientada por valores; Ater-se ao conhecido e não procurar aventuras desnecessárias; Ter formas bem simples e equipes dirigentes pequenas; e Ter prioridades flexíveis simultâneas. Peters e Waterman, 1983.
  • 6. 10/05/2014 6 O consultor pode construir sobre o passado para alcançar o sucesso no presente, mas nunca deve negligenciar o futuro. Oliveira, 2003. Adequado Processo de Auxílio na TD e Estabelecimento de Prioridades II. Distinguir entre o que pode e o que não pode ser mudado; Não envolver-se em assuntos que fogem de sua competência; Não gastar seu tempo em contribuições improdutivas e irrelevantes; angelo peres Estar em posição de proatividade e a frente dos acontecimentos; Buscar soluções sempre. Não se permitir a postura de lamentações; Diante de informações desagradáveis, enfrente-as; Nunca tomar decisões de forma apressada, atabalhoada ou superficial; Ter descrita a situação adequada. Buscando fatos e coletando informações. Analisando todos os fatores pertinentes; Definir corretamente o problema (situação atual e situação desejada); Separar causa de efeito. E atacando as causas; Formular mais de uma alternativa para o problema analisado; Não confundir alternativa com solução. Alternativa é um meio de que se dispõe para alcançar determinado objetivo, relacionado a determinada situação; Formular adequadamente as alternativas, analisar as conseqüências. Só aí tomar a decisão;
  • 7. 10/05/2014 7 Estabelecer critérios para a decisão, considerando um conjunto de fatores limitativos existentes; Ter capacidade de gerenciar sua vida, de sua família, seu tempo e suas prioridades; Ter competência na escolha de suas colaboradores e gostar de trabalhar em equipe; Não aceitar (nem de você, nem de sua equipe) desempenho medíocre; Não iludir-se com percepção de sucesso de sua carreira; Após a fase de planejamento de sua decisão é hora da implantação da mesma. Estabeleça mecanismos de controle, inclusive; Estabelecer a forma adequada de comunicação entre os tomadores de decisão e os implementadores da decisão; Ao passar para a nova fase do processo decisório, verificar as conseqüências entre as etapas. Isto porque em cada etapa podem surgir novos fatos que invalidem a decisão da etapa anterior; Toda alternativa tem aspectos positivos e negativos. Não se iluda; Elabore planos contigenciais; Defina o processo pelo que a decisão será tomada. Ou melhor, estabeleça as etapas do processo de TD; Uma boa forma de melhor de aprimorar seu processo de TD é utilizar a metodologia “pensamento divergente e pensamento convergente”. Ou seja, a alternância entre a criatividade, a análise, a síntese e o julgamento; Nunca imponha sua decisão e/ou a decisão de alguém; Esqueça as decisões de curto prazo, imediatistas e/ou simplistas; Uma solução é consequência do produto, de sua qualidade e sua aceitação. Uma solução excelente que não tenha aceitação terá pouca ou nenhuma efetividade.
  • 8. 10/05/2014 8 Ter processo adequado de autocontrole gerencial e estratégico III. Ter pensamento estratégicoIV. Tem que ter uma visão aberta e abrangente da empresa-cliente e seus ambiente; Possuir um adequado sistema de informações; Ter raciocínio do geral para o particular, e vice- versa. angelo peres Ser um agente de mudança Ter intuição V. VI. A intuição serve para captar as oportunidades e saber estar na frente do processo decisório. Transmitir Otimismo e Segurança VII. Saber trabalhar em Equipe VIII. Trabalhar Com RealismoIX. X. Saber Trabalhar Com Aspectos Qualitativos e Quantitativos Tão importante quanto trabalhar com aspectos quantitativos (que mensuram os resultados a serem alcançados), os aspectos qualitativos (delineamento de novos mercados, novos produtos, diversificação, etc) também apresentam alta validade para o processo de inovação e de desenvolvimento da empresa-cliente. Saber Assumir Responsabilidades XI. XII. Ter Respeito XIII. Ter Capacidade de Resolver Conflitos Como é um trabalho que envolve um alto número de pessoas, é muito comum a ocorrência de conflitos.
  • 9. 10/05/2014 9 XIV. Saber Administrar o Tempo O tempo representa vantagem competitiva. Portanto, o consultor trata o tempo como um elemento estratégico. XV. Ter Visão Abrangente A realidade global está mudando. Como minha empresa deverá atuar nesse processo? O Estado não apresenta campo propício para o desenvolvimento das potencialidades e capacidades profissionais dos indivíduos. Portanto, a economia será cada vez mais privatizada. A diluição do poder político, por meio do desenvolvimento dos blocos econômicos. Uma sociedade pluralista e descentralizada. A qualidade dos profissionais está em constante evolução e melhoria. O que provoca novas necessidades e expectativas nas pessoas. A internacionalização da economia. telefone: 21 2579 1627 XVI Ser Ético XVII. Ter Adequados Focos de Ataque O consultor não pode aceitar serviços que fujam de sua especialidade. p&p consultores associados XVIII Saber Trabalhar Com o Elemento Surpresa Conhecimento Ter Elevado Conhecimento de Sua Especialidade em Consultoria. Ter Conhecimento de Administração. O consultor deve conhecer as funções de administração (planejamento, organização, direção e controle), bem como as área funcionais ( marketing, pesquisa, desenvolvimento, finanças, recursos humanos, informática, etc). Desenvolver Situações Alternativas Interessantes O consultor deve possuir ampla sustentação conceitual e prática para poder desenvolver e exercitar situações alternativas para cada um dos assuntos de sua área de atuação. Ter Visão de Longo e Curto Prazo. O consultor deve pensar a longo prazo e agir a curto prazo.
  • 10. 10/05/2014 10 Saber Pensar Grande. Ser Generalista Com Forte Especialização. Trabalhar em Tempo Real. Estar Voltado para as Necessidades do Mercado. Voltado para o mercado, identificando e usufruindo as oportunidades. e-mail: ppconsul@unisys.com.br Ter raciocínio Lógico. Saber Buscar e Consolidar Informações. Ter Inteligência Empresarial. Possuir Conhecimento de Economia e Política Internacional. Saber Transformar o Impossível em Possível. O consultor deve criar várias alternativas para conseguir o resultado esperado e operacionalizar fortes decisões. Criar Condições Para Que o Trabalho Seja Gratificante, Não Apenas do Ponto de Vista Financeiro. REFERÊNCIAS: OLIVEIRA, D. P. Manual de Consultoria Empresarial. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2003.