SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Baixar para ler offline
Materiais 
2 
Materiais naturais – Existem na Natureza e não são transformados pelo Homem (ex: madeira, rochas, água de nascente, e carvão). 
Daniela Pinto 
Materiais manufaturados – São fabricados pelo Homem. Podem ser de origem natural (ex: papel, algodão, lã e seda) e de origem sintética (ex: plástico, borracha, nylon e poliéster).
Unidades estruturais 
As substâncias são formadas por partículas (unidades estruturais) que podem ser: 
3 
Unidades estruturais 
átomos 
iões 
moléculas 
Daniela Pinto
Unidades estruturais 
4 
Ferro - Átomos de ferro 
Diamante - Átomos de carbono 
Daniela Pinto
Unidades estruturais 
5 
Água – Moléculas de água 
Cloreto de sódio – Iões positivos de sódio e negativos de Cloro 
Daniela Pinto
Átomos 
Todas as substâncias são formadas a partir de átomos. 
Os átomos são constituídos por partículas mais pequenas (subatómicas): protões, neutrões e eletrões. 
6 
Átomo 
Núcleo constituído por 
PROTÕES – cargas positivas 
NEUTRÕES - neutros 
Nuvem eletrónica formada por 
ELETRÕES – cargas negativas 
Daniela Pinto
Átomos 
Os protões e os neutrões encontram-se no núcleo (centro do átomo) e chamam-se nucleões. 
Carga elétrica do núcleo (carga nuclear) = soma da carga elétrica dos protões. 
7 
O átomo não tem carga elétrica (é neutro) 
(a soma da carga elétrica dos protões e dos eletrões é zero). 
Daniela Pinto
Elementos químicos 
Os elementos químicos são os átomos. 
Conhecem-se 118 átomos: 90 naturais e 28 artificiais. 
Todas as substâncias são formadas a partir de átomos. 
8 
Daniela Pinto
Elementos químicos 
9 
Número atómico e número de massa 
Z – número atómico = número de protões 
A – número de massa = número de protões + número de neutrões 
Átomos de elementos diferentes têm número atómico diferente 
Nuclido 
A 
Z X 
Daniela Pinto
Isótopos 
Isótopos de um elemento têm: 
Mesmo número atómico Z, pois têm o mesmo número de protões; 
Diferente número de massa A, pois diferem no número de neutrões 
10 
Os átomos de um elemento têm: n.º de protões = n.º de eletrões. Mas o número de neutrões pode ser diferente 
Daniela Pinto
Isótopos 
Na notação científica, os isótopos identificam-se mediante o nome do 
elemento químico seguido do número de nucleões (protões e neutrões) do 
isótopo em questão. 
11 
57Fe 
1 
1 
2 
1 
3 
1 
H prótio 
H deutério 
H trítio 
Exemplos: 
 Ferro-57 
Daniela Pinto
Exercício 
1. p =86; e = 86; n =136 
2. p =86; e = 86; n =125 
12 
211 
86Rn 
O é um isótopo do gás nobre rádon. 
1. Qual será o número de protões, de neutrões e de eletrões que 
constituem este isótopo? 
2. Represente um outro possível isótopo do rádon, com menos 11 
neutrões no seu núcleo. 
222 
86Rn 
Daniela Pinto
Massa atómica e massa isotópica 
Massa atómica relativa (Ar): indica, em média, o número de vezes que a massa de um átomo de um elemento é maior do que a massa padrão de massas atómicas. Média ponderada das massas isotópicas relativas dos isótopos desse elemento. 
Massa padrão (mu): duodécima parte da massa do isótopo carbono-12. 
13 
Como a maior parte dos elementos químicos tem isótopos é necessário contabilizar todos tendo em conta a sua abundância relativa. 
Daniela Pinto
Massa atómica relativa 
A massa atómica de um elemento é a média ponderada das massas 
atómicas dos seus isótopos (massas isotópicas) tendo em conta 
abundância relativa de cada um. 
A massa atómica (A) relativa (r) não tem unidades. 
14 
onde w(i)=abundância relativa(%) do isótopo i 
(1) (1) (2) (2) ... 
100 r 
w Ar w Ar 
A 
    
 
Daniela Pinto
Exercício 
Resolução 
15 
99,76 15,995 0,04 16,999 0,20 17,999 
( ) 15,999 
100 r A O 
     
  
Calcule a massa atómica relativa do oxigénio tendo em conta os seguintes 
dados: 
15,995 99,76% 
16,999 0,04% 
17,999 0,20% 
16 
8O 
17 
8O 
18 
8O 
Daniela Pinto
Massa molecular relativa 
É a soma das massas atómicas relativas de todos os átomos que constituem a molécula. 
Não tem unidades. 
16 
Exemplos: 
Mr(O2) = 2 x Ar(O) 
Mr(H2O) = 2 x Ar(H) + Ar(O) 
Mr(CuSO4.5H2O) = Ar(Cu) + Ar(S)+ 4 x Ar(O)+10 x Ar(H) + 5 x Ar(O) 
Daniela Pinto
Exercício 
Resolução 
1.Mr(H2SO4) = 2 × Ar(H) + 4 × Ar(O) + Ar(S) 
= (2 × 1,01) + (4 × 15,99) + 32,06 
= 98,04 
2.Mr(Ca(HO)2) = 2 × Ar(H) + 2 × Ar(O) + Ar(Ca) 
= (2 × 1,01) + (2 × 15,99) + 40,08 
= 74,08 
17 
Determine a massa molecular relativa das seguintes moléculas: 
1.H2SO4 
2.Ca(HO)2 
Daniela Pinto
Iões 
Exemplos 
Catião hidrogénio - H+ 
Catião sódio - Na+ 
Catião magnésio - Mg2+ 
Catião amónio - NH4+ 
18 
Quando um átomo (ou conjunto de átomos) perde eletrões, forma um ião positivo (catião) com carga elétrica positiva. 
Daniela Pinto
Iões 
Exemplos: 
Anião cloreto (cloro) - Cl- Anião óxido (oxigénio) - O2- 
Anião nitrato – NO3- 
Anião sulfato - SO42- 
19 
Quando um átomo (ou conjunto de átomos) ganha eletrões, forma um ião negativo (anião) com carga elétrica negativa. 
Daniela Pinto
Compostos iónicos (sais) 
20 
Nome: nome do anião + nome do catião. 
Fórmula química: símbolo do catião + símbolo do anião; 
Sulfato de zinco 
Óxido de alumínio 
Daniela Pinto
Elementar 
•Unidades estruturais formadas por átomos de um elemento. 
Composta 
•Unidades estruturais formadas por átomos de mais do que um elemento mas com proporções definidas. 
21 
Material constituído por um único componente. Tem composição definida e propriedades próprias que a caracterizam. 
Substâncias 
Daniela Pinto
•Aspeto uniforme. Não se distinguem os componentes a olho nu. 
Homogénea 
•Aspeto não uniforme. Distinguem-se os componentes em mais do que uma fase. 
Heterogénea 
•Macroscopicamente uniformes mas a nível microscópico é possível distinguir os vários componentes. 
Coloidal 
22 
Conjunto de duas ou mais substâncias que mantêm as suas propriedades próprias. 
Misturas 
Daniela Pinto
Soluções 
Soluto ou fase dispersa 
•Dissolve-se no solvente 
•Quando se mistura deixa de ser visível. 
•Está em menor quantidade. 
Solução 
Solvente ou fase dispersante 
•Dissolve outra substância. 
•Geralmente em maior quantidade. 
•Está no mesmo estado físico da solução. 
•É o mais volátil. 
23 
Mistura homogénea sólida, líquida ou gasosa. 
Daniela Pinto
Concentração de soluções 
24 
Composição quantitativa – Quantidade (massa ou volume) do soluto e do solvente que existe na solução. 
Concentração mássica (Cm) - Massa de soluto que existe em cada unidade de volume da solução. 
퐶푚= 푚 푉 
Massa de soluto 
Volume de solução 
Daniela Pinto
Concentração de soluções 
25 
A concentração mede-se em kg/m3 (kg m-3), de acordo com o Sistema Internacional de Unidades (SI). 
Outras unidades de medida: 
kg/L (kg L-1) ou kg/dm3 (kg dm-3) 
g/L (g L-1) ou g/dm3 (g dm-3) 
g/mL (g mL-1) ou g/cm3 (g cm-3) 
Não esquecer 1 L = 1 dm3 1 mL = 1 cm3 
Daniela Pinto
Concentração de soluções 
26 
A percentagem em massa é outra forma de exprimir a composição quantitativa de uma solução. 
%푚/푚= 푚푎푠푠푎 푑푒 푠표푙푢푡표 푚푎푠푠푎 푑푒 푠표푙푢çã표 푥 100 
Relembrar 푚푎푠푠푎 푣표푙푢푚푖푐푎= 푚푎푠푠푎 푑푒 푠표푙푢çã표 푣표푙푢푚푒 푑푒 푠표푙푢çã표 
Daniela Pinto
Exercício 
Dados: 
푚=20푔 
푉=250 푐푚3=0,250 푑푚3 
27 
Calcule a concentração, expressa em g/dm3, de uma solução preparada dissolvendo 20g de NaOH em água até perfazer 250 cm3. 
Resolução: 퐶푚= 푚 푉 ⟺ 퐶푚= 200,25 ⟺ 퐶푚=80푔/푑푚3 
Daniela Pinto
Exercício 
28 
A 100 mL de uma solução aquosa de ácido clorídrico (HCl) com a concentração mássica de 2,5 g/dm3 (solução A) foram adicionados 300 mL de água destilada para preparar uma solução diluída (solução B). Calcule: 
1.A massa de ácido clorídrico existente na solução A. 
2.A massa de ácido clorídrico existente na solução B, justificando a sua resposta. 
3.O volume da solução B. A concentração mássica da solução B. 
Daniela Pinto
Tabela Periódica 
Os elementos químicos estão organizados numa tabela – Tabela Periódica – e estão ordenados segundo o número atómico crescente e respeitando as semelhanças de propriedades. 
H He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar K Ca 
Ordem crescente de Z 
29 
Daniela Pinto
Tabela Periódica 
A tabela Periódica atual é constituída por 18 grupos e 7 períodos. 
30 
Família (ou grupo) 
1º período (ou série) 
2º período (ou série) 
3º período (ou série) 
4º período (ou série) 
5º período (ou série) 
6º período (ou série) 
7º período (ou série) 
Série dos Lantanídeos 
Série dos Actinídeos 
Daniela Pinto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Propriedades da matéria
Propriedades da matériaPropriedades da matéria
Propriedades da matéria
matheusrl98
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
7 de Setembro
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
Rebeca Vale
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
Ajudar Pessoas
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
César Milani
 

Mais procurados (20)

Propriedades da matéria
Propriedades da matériaPropriedades da matéria
Propriedades da matéria
 
Introdução a química
Introdução a químicaIntrodução a química
Introdução a química
 
Transformações químicas
Transformações químicasTransformações químicas
Transformações químicas
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
 
Aula 2 O Atomo
Aula 2   O AtomoAula 2   O Atomo
Aula 2 O Atomo
 
Aula sobre ligações químicas
Aula sobre ligações químicasAula sobre ligações químicas
Aula sobre ligações químicas
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
Átomos
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
 
Transformações químicas da matéria
Transformações químicas da matériaTransformações químicas da matéria
Transformações químicas da matéria
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matéria
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculasAula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
 

Destaque

Elementos químicos
Elementos químicosElementos químicos
Elementos químicos
anajaneca
 
Elementos químicos
Elementos químicosElementos químicos
Elementos químicos
Kelly Souza
 
Massa atómica relativa
Massa atómica relativaMassa atómica relativa
Massa atómica relativa
sofialmeida
 
Resumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outros
Resumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outrosResumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outros
Resumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outros
DIRLUIZ
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
vargastania
 
Professor autor química-química ι 1º ano ι médio-estudo do átomo e suas p...
Professor autor química-química  ι  1º ano  ι  médio-estudo do átomo e suas p...Professor autor química-química  ι  1º ano  ι  médio-estudo do átomo e suas p...
Professor autor química-química ι 1º ano ι médio-estudo do átomo e suas p...
Cazimiro Saldanha
 
Trabalho elementos químicos
Trabalho elementos químicosTrabalho elementos químicos
Trabalho elementos químicos
Karol Maia
 
Íons e Elementos químicos
Íons e Elementos químicosÍons e Elementos químicos
Íons e Elementos químicos
Carlos Priante
 
Elemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotoposElemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotopos
Isadora Girio
 
Bingo de animales
Bingo de animalesBingo de animales
Bingo de animales
SireInma
 

Destaque (20)

Elementos químicos
Elementos químicosElementos químicos
Elementos químicos
 
Elementos químicos
Elementos químicosElementos químicos
Elementos químicos
 
Elementos Químicos
Elementos QuímicosElementos Químicos
Elementos Químicos
 
Massa atômica
Massa atômicaMassa atômica
Massa atômica
 
Massa atómica relativa
Massa atómica relativaMassa atómica relativa
Massa atómica relativa
 
Tecidos do corpo humano - 8 ano
Tecidos do corpo humano  - 8 anoTecidos do corpo humano  - 8 ano
Tecidos do corpo humano - 8 ano
 
Matéria e energia
Matéria e energiaMatéria e energia
Matéria e energia
 
Notas de Aula Tipos de reprodução
Notas de Aula Tipos de reproduçãoNotas de Aula Tipos de reprodução
Notas de Aula Tipos de reprodução
 
Resumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outros
Resumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outrosResumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outros
Resumo sobre número atômico,massa,neutros,eletrons e outros
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
 
Professor autor química-química ι 1º ano ι médio-estudo do átomo e suas p...
Professor autor química-química  ι  1º ano  ι  médio-estudo do átomo e suas p...Professor autor química-química  ι  1º ano  ι  médio-estudo do átomo e suas p...
Professor autor química-química ι 1º ano ι médio-estudo do átomo e suas p...
 
Trabalho elementos químicos
Trabalho elementos químicosTrabalho elementos químicos
Trabalho elementos químicos
 
MATÉRIA E ENERGIA
MATÉRIA E ENERGIAMATÉRIA E ENERGIA
MATÉRIA E ENERGIA
 
337 pocoyo atividades
337 pocoyo atividades337 pocoyo atividades
337 pocoyo atividades
 
Íons e Elementos químicos
Íons e Elementos químicosÍons e Elementos químicos
Íons e Elementos químicos
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
Elemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotoposElemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotopos
 
Átomos e Moléculas
Átomos e MoléculasÁtomos e Moléculas
Átomos e Moléculas
 
Bingo de animales
Bingo de animalesBingo de animales
Bingo de animales
 
293 caixa de areia para coordenação motora
293 caixa de areia para coordenação motora293 caixa de areia para coordenação motora
293 caixa de areia para coordenação motora
 

Semelhante a 1 elementos químicos

Resumoglobalquimica
ResumoglobalquimicaResumoglobalquimica
Resumoglobalquimica
Rita Pereira
 
introducao a quimica basica
introducao a quimica basicaintroducao a quimica basica
introducao a quimica basica
Nadson Barros
 
Solucoeseelementosquimicos
SolucoeseelementosquimicosSolucoeseelementosquimicos
Solucoeseelementosquimicos
Pelo Siro
 
3ano 3bi química_pe1
3ano 3bi química_pe13ano 3bi química_pe1
3ano 3bi química_pe1
takahico
 

Semelhante a 1 elementos químicos (20)

Resumoglobalquimica
ResumoglobalquimicaResumoglobalquimica
Resumoglobalquimica
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Apsa1
Apsa1Apsa1
Apsa1
 
quimica
quimicaquimica
quimica
 
introducao a quimica basica
introducao a quimica basicaintroducao a quimica basica
introducao a quimica basica
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
 
Aulao-ENEM-2018-Química.pdf
Aulao-ENEM-2018-Química.pdfAulao-ENEM-2018-Química.pdf
Aulao-ENEM-2018-Química.pdf
 
Atmosfera
Atmosfera Atmosfera
Atmosfera
 
Exerccios resolvidos 2
Exerccios resolvidos 2Exerccios resolvidos 2
Exerccios resolvidos 2
 
11 mol
11 mol11 mol
11 mol
 
Solucoeseelementosquimicos
SolucoeseelementosquimicosSolucoeseelementosquimicos
Solucoeseelementosquimicos
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptx
 
Química resumos
Química resumosQuímica resumos
Química resumos
 
RevisãO Para Ufmt 2008
RevisãO Para Ufmt 2008RevisãO Para Ufmt 2008
RevisãO Para Ufmt 2008
 
RevisãO Para Ufmt 2008
RevisãO Para Ufmt 2008RevisãO Para Ufmt 2008
RevisãO Para Ufmt 2008
 
Físico-química aula 1
Físico-química aula 1Físico-química aula 1
Físico-química aula 1
 
3ano 3bi química_pe1
3ano 3bi química_pe13ano 3bi química_pe1
3ano 3bi química_pe1
 
C
CC
C
 
Calculos quimicos
Calculos quimicosCalculos quimicos
Calculos quimicos
 

Mais de daniela pinto

Mais de daniela pinto (20)

8 conservacao da energia mecanica
8   conservacao da energia mecanica8   conservacao da energia mecanica
8 conservacao da energia mecanica
 
7 energia sistemas em movimento
7   energia sistemas em movimento7   energia sistemas em movimento
7 energia sistemas em movimento
 
6 trabalho de uma forca
6   trabalho de uma forca6   trabalho de uma forca
6 trabalho de uma forca
 
5 energia aquecimento arrefecimento
5   energia aquecimento arrefecimento5   energia aquecimento arrefecimento
5 energia aquecimento arrefecimento
 
3 balanco energia terra
3   balanco energia terra3   balanco energia terra
3 balanco energia terra
 
2 conservacao da energia
2   conservacao da energia2   conservacao da energia
2 conservacao da energia
 
1 situacao energetica degradacao
1   situacao energetica degradacao1   situacao energetica degradacao
1 situacao energetica degradacao
 
16 nomenclatura alcanos e derivados
16   nomenclatura alcanos e derivados16   nomenclatura alcanos e derivados
16 nomenclatura alcanos e derivados
 
15 ozono na estratosfera
15   ozono na estratosfera15   ozono na estratosfera
15 ozono na estratosfera
 
14 dispersoes e composicao quantitativa de solucoes
14 dispersoes e composicao quantitativa de solucoes14 dispersoes e composicao quantitativa de solucoes
14 dispersoes e composicao quantitativa de solucoes
 
13 propriedades gases e volume molar
13  propriedades gases e volume molar13  propriedades gases e volume molar
13 propriedades gases e volume molar
 
12 atmosfera quantidade quimica
12   atmosfera quantidade quimica12   atmosfera quantidade quimica
12 atmosfera quantidade quimica
 
11 atmosfera primitiva e atual
11   atmosfera primitiva e atual11   atmosfera primitiva e atual
11 atmosfera primitiva e atual
 
10 grandezas fisicas
10   grandezas fisicas10   grandezas fisicas
10 grandezas fisicas
 
9 tabela periodica
9   tabela periodica9   tabela periodica
9 tabela periodica
 
8 orbitais e numeros quanticos
8   orbitais e numeros quanticos8   orbitais e numeros quanticos
8 orbitais e numeros quanticos
 
7 atomo hidrogénio
7   atomo hidrogénio7   atomo hidrogénio
7 atomo hidrogénio
 
6 espectros radiacao energia
6   espectros radiacao energia6   espectros radiacao energia
6 espectros radiacao energia
 
5 medição em quimica
5   medição em quimica5   medição em quimica
5 medição em quimica
 
4 nucleossintese estelar
4   nucleossintese estelar4   nucleossintese estelar
4 nucleossintese estelar
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 

1 elementos químicos

  • 1.
  • 2. Materiais 2 Materiais naturais – Existem na Natureza e não são transformados pelo Homem (ex: madeira, rochas, água de nascente, e carvão). Daniela Pinto Materiais manufaturados – São fabricados pelo Homem. Podem ser de origem natural (ex: papel, algodão, lã e seda) e de origem sintética (ex: plástico, borracha, nylon e poliéster).
  • 3. Unidades estruturais As substâncias são formadas por partículas (unidades estruturais) que podem ser: 3 Unidades estruturais átomos iões moléculas Daniela Pinto
  • 4. Unidades estruturais 4 Ferro - Átomos de ferro Diamante - Átomos de carbono Daniela Pinto
  • 5. Unidades estruturais 5 Água – Moléculas de água Cloreto de sódio – Iões positivos de sódio e negativos de Cloro Daniela Pinto
  • 6. Átomos Todas as substâncias são formadas a partir de átomos. Os átomos são constituídos por partículas mais pequenas (subatómicas): protões, neutrões e eletrões. 6 Átomo Núcleo constituído por PROTÕES – cargas positivas NEUTRÕES - neutros Nuvem eletrónica formada por ELETRÕES – cargas negativas Daniela Pinto
  • 7. Átomos Os protões e os neutrões encontram-se no núcleo (centro do átomo) e chamam-se nucleões. Carga elétrica do núcleo (carga nuclear) = soma da carga elétrica dos protões. 7 O átomo não tem carga elétrica (é neutro) (a soma da carga elétrica dos protões e dos eletrões é zero). Daniela Pinto
  • 8. Elementos químicos Os elementos químicos são os átomos. Conhecem-se 118 átomos: 90 naturais e 28 artificiais. Todas as substâncias são formadas a partir de átomos. 8 Daniela Pinto
  • 9. Elementos químicos 9 Número atómico e número de massa Z – número atómico = número de protões A – número de massa = número de protões + número de neutrões Átomos de elementos diferentes têm número atómico diferente Nuclido A Z X Daniela Pinto
  • 10. Isótopos Isótopos de um elemento têm: Mesmo número atómico Z, pois têm o mesmo número de protões; Diferente número de massa A, pois diferem no número de neutrões 10 Os átomos de um elemento têm: n.º de protões = n.º de eletrões. Mas o número de neutrões pode ser diferente Daniela Pinto
  • 11. Isótopos Na notação científica, os isótopos identificam-se mediante o nome do elemento químico seguido do número de nucleões (protões e neutrões) do isótopo em questão. 11 57Fe 1 1 2 1 3 1 H prótio H deutério H trítio Exemplos:  Ferro-57 Daniela Pinto
  • 12. Exercício 1. p =86; e = 86; n =136 2. p =86; e = 86; n =125 12 211 86Rn O é um isótopo do gás nobre rádon. 1. Qual será o número de protões, de neutrões e de eletrões que constituem este isótopo? 2. Represente um outro possível isótopo do rádon, com menos 11 neutrões no seu núcleo. 222 86Rn Daniela Pinto
  • 13. Massa atómica e massa isotópica Massa atómica relativa (Ar): indica, em média, o número de vezes que a massa de um átomo de um elemento é maior do que a massa padrão de massas atómicas. Média ponderada das massas isotópicas relativas dos isótopos desse elemento. Massa padrão (mu): duodécima parte da massa do isótopo carbono-12. 13 Como a maior parte dos elementos químicos tem isótopos é necessário contabilizar todos tendo em conta a sua abundância relativa. Daniela Pinto
  • 14. Massa atómica relativa A massa atómica de um elemento é a média ponderada das massas atómicas dos seus isótopos (massas isotópicas) tendo em conta abundância relativa de cada um. A massa atómica (A) relativa (r) não tem unidades. 14 onde w(i)=abundância relativa(%) do isótopo i (1) (1) (2) (2) ... 100 r w Ar w Ar A      Daniela Pinto
  • 15. Exercício Resolução 15 99,76 15,995 0,04 16,999 0,20 17,999 ( ) 15,999 100 r A O        Calcule a massa atómica relativa do oxigénio tendo em conta os seguintes dados: 15,995 99,76% 16,999 0,04% 17,999 0,20% 16 8O 17 8O 18 8O Daniela Pinto
  • 16. Massa molecular relativa É a soma das massas atómicas relativas de todos os átomos que constituem a molécula. Não tem unidades. 16 Exemplos: Mr(O2) = 2 x Ar(O) Mr(H2O) = 2 x Ar(H) + Ar(O) Mr(CuSO4.5H2O) = Ar(Cu) + Ar(S)+ 4 x Ar(O)+10 x Ar(H) + 5 x Ar(O) Daniela Pinto
  • 17. Exercício Resolução 1.Mr(H2SO4) = 2 × Ar(H) + 4 × Ar(O) + Ar(S) = (2 × 1,01) + (4 × 15,99) + 32,06 = 98,04 2.Mr(Ca(HO)2) = 2 × Ar(H) + 2 × Ar(O) + Ar(Ca) = (2 × 1,01) + (2 × 15,99) + 40,08 = 74,08 17 Determine a massa molecular relativa das seguintes moléculas: 1.H2SO4 2.Ca(HO)2 Daniela Pinto
  • 18. Iões Exemplos Catião hidrogénio - H+ Catião sódio - Na+ Catião magnésio - Mg2+ Catião amónio - NH4+ 18 Quando um átomo (ou conjunto de átomos) perde eletrões, forma um ião positivo (catião) com carga elétrica positiva. Daniela Pinto
  • 19. Iões Exemplos: Anião cloreto (cloro) - Cl- Anião óxido (oxigénio) - O2- Anião nitrato – NO3- Anião sulfato - SO42- 19 Quando um átomo (ou conjunto de átomos) ganha eletrões, forma um ião negativo (anião) com carga elétrica negativa. Daniela Pinto
  • 20. Compostos iónicos (sais) 20 Nome: nome do anião + nome do catião. Fórmula química: símbolo do catião + símbolo do anião; Sulfato de zinco Óxido de alumínio Daniela Pinto
  • 21. Elementar •Unidades estruturais formadas por átomos de um elemento. Composta •Unidades estruturais formadas por átomos de mais do que um elemento mas com proporções definidas. 21 Material constituído por um único componente. Tem composição definida e propriedades próprias que a caracterizam. Substâncias Daniela Pinto
  • 22. •Aspeto uniforme. Não se distinguem os componentes a olho nu. Homogénea •Aspeto não uniforme. Distinguem-se os componentes em mais do que uma fase. Heterogénea •Macroscopicamente uniformes mas a nível microscópico é possível distinguir os vários componentes. Coloidal 22 Conjunto de duas ou mais substâncias que mantêm as suas propriedades próprias. Misturas Daniela Pinto
  • 23. Soluções Soluto ou fase dispersa •Dissolve-se no solvente •Quando se mistura deixa de ser visível. •Está em menor quantidade. Solução Solvente ou fase dispersante •Dissolve outra substância. •Geralmente em maior quantidade. •Está no mesmo estado físico da solução. •É o mais volátil. 23 Mistura homogénea sólida, líquida ou gasosa. Daniela Pinto
  • 24. Concentração de soluções 24 Composição quantitativa – Quantidade (massa ou volume) do soluto e do solvente que existe na solução. Concentração mássica (Cm) - Massa de soluto que existe em cada unidade de volume da solução. 퐶푚= 푚 푉 Massa de soluto Volume de solução Daniela Pinto
  • 25. Concentração de soluções 25 A concentração mede-se em kg/m3 (kg m-3), de acordo com o Sistema Internacional de Unidades (SI). Outras unidades de medida: kg/L (kg L-1) ou kg/dm3 (kg dm-3) g/L (g L-1) ou g/dm3 (g dm-3) g/mL (g mL-1) ou g/cm3 (g cm-3) Não esquecer 1 L = 1 dm3 1 mL = 1 cm3 Daniela Pinto
  • 26. Concentração de soluções 26 A percentagem em massa é outra forma de exprimir a composição quantitativa de uma solução. %푚/푚= 푚푎푠푠푎 푑푒 푠표푙푢푡표 푚푎푠푠푎 푑푒 푠표푙푢çã표 푥 100 Relembrar 푚푎푠푠푎 푣표푙푢푚푖푐푎= 푚푎푠푠푎 푑푒 푠표푙푢çã표 푣표푙푢푚푒 푑푒 푠표푙푢çã표 Daniela Pinto
  • 27. Exercício Dados: 푚=20푔 푉=250 푐푚3=0,250 푑푚3 27 Calcule a concentração, expressa em g/dm3, de uma solução preparada dissolvendo 20g de NaOH em água até perfazer 250 cm3. Resolução: 퐶푚= 푚 푉 ⟺ 퐶푚= 200,25 ⟺ 퐶푚=80푔/푑푚3 Daniela Pinto
  • 28. Exercício 28 A 100 mL de uma solução aquosa de ácido clorídrico (HCl) com a concentração mássica de 2,5 g/dm3 (solução A) foram adicionados 300 mL de água destilada para preparar uma solução diluída (solução B). Calcule: 1.A massa de ácido clorídrico existente na solução A. 2.A massa de ácido clorídrico existente na solução B, justificando a sua resposta. 3.O volume da solução B. A concentração mássica da solução B. Daniela Pinto
  • 29. Tabela Periódica Os elementos químicos estão organizados numa tabela – Tabela Periódica – e estão ordenados segundo o número atómico crescente e respeitando as semelhanças de propriedades. H He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar K Ca Ordem crescente de Z 29 Daniela Pinto
  • 30. Tabela Periódica A tabela Periódica atual é constituída por 18 grupos e 7 períodos. 30 Família (ou grupo) 1º período (ou série) 2º período (ou série) 3º período (ou série) 4º período (ou série) 5º período (ou série) 6º período (ou série) 7º período (ou série) Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos Daniela Pinto