AS 16 TENDÊNCIAS DE FAITH POPCORN       O estudo de tendências sempre foi um tema que chamou a atenção de pesquisadores el...
Egonomia: desejo de desenvolver-se individualmente para se destacar dos outros através deposses, experiências e serviços p...
ainda terão vida longa. Analisando essa tendência, então, vários segmentos poderão se adiantar aosseus concorrentes.      ...
4 Utilizadores mais sociais. A utilização das redes sociais por parte dos internautascontinuará a crescer, ao mesmo tempo ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As 16 tendências de faith popcorn

23.683 visualizações

Publicada em

As 16 tendências de faith popcorn

  1. 1. AS 16 TENDÊNCIAS DE FAITH POPCORN O estudo de tendências sempre foi um tema que chamou a atenção de pesquisadores eleigos, em decorrência de ser um assunto que atrai pela característica de previsão do que irá ocorrernum futuro não tão distante. Analisar tendências representa abrir os olhos para o que o mercado é, e o que o mercadoanseia. Representa entrar na mente de cada ser individual e descobrir que formas o inconscientecoletivo toma. Sobre tendências O estudo do passado e do presente é que determina a direção que leva ao futuro. Emempresas de tendências, os profissionais passam a analisar e pesquisar conexões sobre o que estáocorrendo. O futuro está presente nas ações cotidianas mais frequentes, onde devemos decodificara cultura. De acordo com Faith Popcorn, sócia de uma das empresas de tendências mais bemconceituadas do mundo, a definição de uma tendência vem da sedimentação do conhecimento dediferentes especialistas O futuro do consumidor não surge do nada, mas da confluência de fatorespsicológicos, sociólogos, demográficos e econômicos, onde diferentes especialistas tem as peças deum quebra-cabeça do que esta por vir. Identificar tendências significa antecipar as mudanças que necessitam ser feitas de forma quetais mudanças façam parte do cotidiano. Representa a solidificação dos diferentes desejosindividuais presentes no inconsciente coletivo, contendo energia, variedade e estabilidade suficientepara continuar avançando no mercado até tornar-se parte do mesmo. AS 16 TENDÊNCIAS DE FAITH POPCORN Encasulamento: o impulso de ficar dentro de casa, quando o lado de fora se torna muitodifícil e ameaçador. Um número cada vez maior de pessoas está transformando suas casas emverdadeiros ninhos - fazem nova decoração, assistem filmes pela TV a cabo, utilizam a Internet parafazer compras e usam a secretária eletrônica para filtrar o mundo exterior. A segurança do lar é oque importa. Formação de clãs: pessoas que compartilham interesses comuns - ideias, aspirações, víciose lazer. Fazer parte de um grupo é algo para se orgulhar e interagir. Aventura da fantasia: necessidade de escapadas emocionais para sair da rotina, buscandoestímulos através do turismo, alimentação ou realidade virtual. Revanche do prazer: chega de ser bonzinho e politicamente correto. As pessoas estãocheias de privações em nome da saúde, dos bons costumes e nada melhora em suas vidas. E aindapodem ocorrer possíveis desastres e catástrofes, portanto, não é hora de privar de um gordurosobife acebolado com bacon, ovos, batata frita e pavê de amendoim de sobremesa. Satisfação dosdesejos é fundamental. Pequenas indulgências: necessidade que consumidores frustrados ou estressados sentemde gratificar-se emocionalmente através de uma recompensa mais acessível. Não podendo pagaruma viagem de um mês à Europa, passam uma semana no Rio de Janeiro. Ancoragem: busca de espiritualidade e de um significado para a vida. É hora de pensar emrespostas mais simples, deixando o egoísmo e o materialismo de lado. O eu interior, a volta àsraízes é o que importa.
  2. 2. Egonomia: desejo de desenvolver-se individualmente para se destacar dos outros através deposses, experiências e serviços personalizados. Feminina Mente: mulheres não pensam como os homens, são diferentes. Essa tendênciareflete um novo conjunto de valores profissionais e sociais, estimulando-nos a alterar a consciênciade marketing - de um modelo orientado para objetivos e hierárquico para um modelo baseado nocuidar, no compartilhar e no familiar. Homencipação: uma nova mente para os homens que não se limitam em ser estritamente denegócios e abraçam a liberdade de poder exercer sua individualidade, sendo menos machistas emais sensíveis. Homens do lar. 99 Vidas: o ritmo frenético e a falta de tempo forçam as pessoas a assumirem vários papéis afim de lidarem com a vida corrida e altamente tecnológica. Sair fora: pessoas que trabalham, ao questionar o valor intrínseco de uma posição de poder,optam por uma vida mais simples, calma e satisfatória. O executivo que larga a carreira para montaruma pousada nas montanhas. Viver: as pessoas sabem que podem morrer devido ao seu estilo de vida - comer mal, fumar,respirar ar poluído, usar drogas. Por isso, estão se responsabilizando cada vez mais por sua própriasaúde e bem estar, procurando comer melhor, fazer exercícios físicos e relaxar com mais freqüência,proporcionando assim uma melhor qualidade de vida. Volta ao passado: a saudade de uma infância despreocupada introduz um novo sentido deleveza nas nossas vidas adultas, na maioria das vezes, excessivamente sérias. Pessoas mais velhasgastam mais com roupas joviais, tintura de cabelo, brinquedos de adultos e plásticas. São maisbrincalhonas e têm atitudes que antigamente seriam consideradas inadequadas. Consumidor vigilante: consumidores que não toleram mais produtos de baixa qualidade,serviços ruins e mal atendimento querem empresas com maior grau de consciência eresponsabilidade, pois podem manipular o mercado através de pressão, protesto e política. Queda de ícones: os pilares da sociedade estão sendo constantemente questionados erejeitados. Em quem e em que podemos confiar se perdemos a fé no governo, nas empresas, nocasamento, nas lojas, nos heróis, na nossa própria família? S.O.S. (Salve O Social): a fim de proteger nosso planeta, ameaçado de extinção, precisamosredescobrir uma consciência social com base em uma mistura de ética, educação, meio ambiente ecompaixão. Tendência de Marketing por Daniel Portillo Serrano 20/04/2006 A análise e acompanhamento de uma tendência de Marketing é o fator fundamental paradeterminar o sucesso ou fracasso de uma organização. A tendência, ao contrário de uma moda, éum processo contínuo que tem durabilidade. Para Philip Kotler, "Tendência é uma direção ou sequência de eventos que ocorre em algummomento e promete durabilidade" (Kotler, Philip 1998) Um exemplo de tendência é a música no formato MP3. É inegável que o número de usuáriosestá crescendo vertiginosamente. Dessa forma, as empresas que acompanharem essa tendência sedarão melhor no mercado do que aquela que ainda acham que os CDs, na sua concepção atual
  3. 3. ainda terão vida longa. Analisando essa tendência, então, vários segmentos poderão se adiantar aosseus concorrentes. -Os fabricantes de Software lançando gravadores e reprodutores MP3; -Os fabricantes de Hardware lançando processadores mais rápidos, placas de som maisprecisas e HDs maiores para o armazenamento; -Gravadoras lançando a Mídia em MP3; -Provedores oferecendo as músicas neste formato, e, milhares de outros exemplos John Naisbitt, um especialista em tendências, divulgou no final dos anos 80 quais seriam asMega-Tendências para a década de 90. Vejamos se este Guru estava certo ou não. No seu livroMegatrends 2000 ele identificou 10 tendências que governariam os anos 90: 1. O crescimento e consolidação da globalização da economia; 2. O Ressurgimento das Artes; 3. O aparecimento do Socialismo e do mercado livre; 4. A globalização do estilo de vida; 5. O crescimento dos países do Pacífico; 6. A privatização dos sistemas de saúde e previdência; 7. O Aumento de liderança do sexo feminino; 8. O aumento acentuado da área biológica; 9. A renovação religiosa; 10. A vitória do Indivíduo. Não é necessário dizer, que, dependendo do ponto de vista, Naisbitt conseguiu prever astendências para os dez anos seguintes (e muitas delas prevalecem até hoje). Empresas que seanteciparam e previram esse futuro, certamente se deram bem. A análise de tendências pode se resumir ao mercado como um todo ou a partes dele. Assim,de acordo com o que se precisa, não há a necessidade de se fazer exercícios para tentar entendertodas as tendências, mas apenas aquelas que influenciarão nosso negócio. Tendências 2011: Marketing móvel, geolocalização e redes sociais Terça-feira, 28 de Dezembro, 2010 O marketing móvel, a geolocalização e a crescente importância das redes sociais são três dasgrandes tendências para 2011, apontadas por meios como Marketing News, Branding StrategyInsight ou Exame. 1 Crescimento da publicidade móvel. Haverá um incremento na publicidade não só em telemóveis como em tablets, com adaptações específicas, que permitirão a movimentação do mercado no desenvolvimento de aplicações, em parte graças ao contínuo crescimento da publicidade na web. 2 Incremento da publicidade em vídeo. Um estudo da IAB Spain e PwC revelou que o investimento na publicidade em vídeo duplicou na primeira metade de 2010, em relação ao mesmo período do ano anterior. Para 2011, estima-se que o vídeo esteja envolvido numa “explosão” do sector publicitário online. 3 Publicidade baseada em geolocalização. A chegada da ferramenta “Places”, através do Facebook, marcou a entrada da rede social no sector da geolocalização e permitirá uma aceleração da publicidade de pequenos e médios negócios de âmbito local. A publicidade na internet, que permite que empresas com orçamentos limitados levem a cabo campanhas de marketing, será uma nova via de entrada de negócios que, anteriormente, não tinham a possibilidade de chegar ao seu target por um custo acessível.
  4. 4. 4 Utilizadores mais sociais. A utilização das redes sociais por parte dos internautascontinuará a crescer, ao mesmo tempo que haverá um aumento nos orçamentos das marcaspara acções de comunicação nestes novos meios. Além disso, e porque os consumidorestrocam cada vez mais informações em redes, as marcas terão de gerar feedbacks positivos noespaço virtual, o que as leva a necessitar de uma compreensão profunda das suas categorias.Consequentemente, os sites corporativos e de produto perderão terreno.5 Insights em tempo real. Dado o ponto anterior, as empresas de estudos de mercado vãodescobrir a necessidade de entrega de insights em tempo real, com cada vez mais frequência.Desta tendência, emergirá um novo tipo de analista de mercado que precisará de softwarescomo o e.life ou o TweetMeter. Pesquisas de elaboração demorada e com periodicidadeslongas darão lugar a investigações que acompanham os timings das redes.6 Fim das barreiras on-line/off-line. Em 2011, assistir-se-á ao derrubar das barreiras entreos departamentos on-line e off-line das empresas. Prevê-se que as redes sociais cheguemtambém aos pontos de venda físicos, com sinalizações de Twitter ou aplicações que permitamo relacionamento com o consumidor nas lojas.7 Relevância das questões éticas. Os esforços corporativos na área de responsabilidadesocial deverão ser credíveis, sustentados e envolventes, não basta que apoiem causas “domomento”.8 A diferenciação pode ser emocional. Enquanto produtos e serviços continuam a proliferar,a diferenciação mantém-se como um assunto crítico para o sucesso das marcas. Ainda que ainovação esteja presente nas ofertas existentes, a crescente diferenciação estará patente noque as marcas oferecem de emocional aos seus consumidores, pela criação de sensações dereconhecimento, por exemplo.

×