SlideShare uma empresa Scribd logo
Questões dissertativas – Mercado global
1. Em muitos casos é mais indicado operar em menos países, com uma penetração
maior em cada um deles do que em muitos países. Descreva as circunstâncias que
indicam quando uma empresa deveria se estabelecer em menos países.
R: Uma empresa deveria ingressar em poucos países quando:
Os custos de entrada no mercado e de controle de mercado são altos;
Os custos de adaptação da produção e da comunicação são altos;
A população e a renda são altas nos países inicialmente escolhidos;
Empresas estrangeiras dominantes podem estabelecer altas barreiras à entrada.
2. Defina uma zona regional de livre comércio. Quais são os benefícios e os custos
destas comunidades econômicas?
R: Uma zona regional de livre comércio é um grupo de países organizados para
alcançar objetivos comuns na regulamentação do comércio internacional. Os benefícios
incluem redução de barreiras com os países membros e desenvolvimento de políticas
comerciais com os países não membros. Como resultado de tal unificação, algumas
empresas estabelecidas nos países membros poderiam apresentar uma ameaça para
outras, crescimento rapidamente e se tornando mais competitiva.
3. Classifique ordenadamente as cinco estratégias de ingresso nos mercados
internacionais que envolvem maior potencial de comprometimento, risco, controle e
lucro.
R: Os cinco modelos de entrada, do menor para o maior nível de risco e
comprometimento, são:
Exportação indireta: a primeira maneira pela qual as empresas geralmente se envolvem
no comércio internacional.
Exportação direta.
Licenciamento.
Joint ventures.
Investimento direto.
4. A maioria dos países queixa-se de que um número muito pequeno de suas empresas
participam no comércio exterior. Estudos demonstram que as empresas passam por
quatro etapas distintas ao decidirem ingressar no comércio internacional. Descreva os
estágios deste “processo de internacionalização” e sugira como o envolvimento do
governo poderia ocorrer.
R: As etapas de internacionalização das empresas são:
Atividades de exportação constantes;
Exportação por meio de representantes independentes (agentes);
Estabelecimento de uma ou mais filiais de vendas;
Estabelecimento de instalações de produção no exterior;
Muitos governos patrocinam programas agressivos de promoção da exportação.
5. Descreva o debate entre a idéia de padronização global versus as teorias sobre
adaptação de produtos para os mercados internacionais.
R: O debate se concentra na questão se os produtos padronizados deveriam ser
desenvolvidos para satisfazer um número maior de mercados (internacionais e
domésticos) ou se um produto deveria ser adaptado às necessidades específicas do
mercado local. Os exemplos prevalecentes são os produtos que podem ser
padronizados para corresponder às necessidades de quase todos os consumidores,
como é o caso dos produtos de barbear da Gillete.
6. Quando as empresas vendem seus produtos no exterior, elas normalmente
enfrentam o problema da escalada de preços. O que é a escalada de preços, que
impacto ela representa para os fabricantes e quais são as suas causas?
R: Escalada de preços é o aumento do preço das mercadorias nos mercados
internacionais devido ao acréscimo do custo de transporte, dos impostos, da margem
do importador, do atacadista, e do lojista. Dependendo desses custos adicionais, além
do risco de câmbio, o produto precisa vender de duas a cinco vezes mais do que em
outros países para trazer o mesmo lucro para o fabricante.
7. O texto diz que os fabricantes “devem observar atentamente o problema do canal
total” de distribuição do produto nos mercados internacionais. Discuta o que significa
esta afirmação.
R: Os fabricantes devem preocupar-se com os três maiores elos entre a empresa e o
usuário final nos mercados internacionais:
O primeiro elo, é entre a matriz de marketing internacional da empresa, o departamento
de exportação ou a divisão internacional que toma decisões sobre os canais e outros
elementos do marketing mix.
O segundo elo, é entre canais entre países, intermediários (agentes, empresas
comerciais) que serão utilizados, o tipo de transporte (aéreo, marítimo) e os contratos
de risco e financiamento.
O terceiro elo, são os canais dentro dos países estrangeiros, que levam o produto de
seu ponto de entrada até os compradores finais.
8. Quando vão decidir como administrar suas atividades internacionais de marketing, as
empresas têm três opções básicas. Descreva estas opções e dê sugestões do que faz
com que cada empresa escolha cada uma delas.
R: As empresas administram suas atividades internacionais de marketing de três
maneiras:
Departamento de exportação: útil na coordenação de vendas e distribuição dos
produtos exportados mas ineficiente nos casos de joint venture ou de investimentos
diretos;
Divisão internacional: apropriado para quando se requer especialistas em funções
internacionais;
Organização global: apropriado quando a alta gerência e a equipe corporativa planejam
instalações de fábricas, elaboram políticas de marketing, fluxos financeiros e sistemas
logísticos no mundo inteiro.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim
  Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim  Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim
Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim
Priscila Honório
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
letyap
 
Apostila mãos a obra
Apostila mãos a obraApostila mãos a obra
Apostila mãos a obra
Matheus Adam da Silva
 
Técnicas de fertilização
Técnicas de fertilizaçãoTécnicas de fertilização
Técnicas de fertilização
Cátia Magrinho
 
2º lista de exercício avaliativo sobre agregados
2º lista de exercício avaliativo sobre agregados2º lista de exercício avaliativo sobre agregados
2º lista de exercício avaliativo sobre agregados
profNICODEMOS
 
Ciclo reprodutivo feminino
Ciclo reprodutivo femininoCiclo reprodutivo feminino
Ciclo reprodutivo feminino
Ana Claudia Cabral Chaves
 
Ovogênese
OvogêneseOvogênese
Ovogênese
paulober
 
Aula 16 impermeabilizacao
Aula 16   impermeabilizacaoAula 16   impermeabilizacao
Aula 16 impermeabilizacao
Mayara Marques
 
Manual pré fabricados de concreto
Manual   pré fabricados de concretoManual   pré fabricados de concreto
Manual pré fabricados de concreto
Bárbara Salgado
 
Medição do trabalho
Medição do trabalhoMedição do trabalho
Medição do trabalho
Mauro Enrique
 
Medidas padrão, bebê, infantil e juvenil
Medidas padrão, bebê, infantil e juvenilMedidas padrão, bebê, infantil e juvenil
Medidas padrão, bebê, infantil e juvenil
Lilian Helena Hampel
 
Virtualização das relações sociais
Virtualização das relações sociaisVirtualização das relações sociais
Virtualização das relações sociais
Hélder Pereira
 
Concreto: Execução
Concreto: ExecuçãoConcreto: Execução
Concreto: Execução
David Grubba
 
Aula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptx
Aula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptxAula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptx
Aula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptx
glauberlcfernandes
 
Fluxograma de atividades
Fluxograma de atividadesFluxograma de atividades
Fluxograma de atividades
Lauren Goulart
 
O Projeto de Estruturas e a Tecnologia do Concreto
O Projeto de Estruturas e a Tecnologia do ConcretoO Projeto de Estruturas e a Tecnologia do Concreto
O Projeto de Estruturas e a Tecnologia do Concreto
Egydio Hervé Neto
 
O futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidadeO futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidade
Fernando Alcoforado
 
Apostila revit-2015-maio-2016
Apostila revit-2015-maio-2016Apostila revit-2015-maio-2016
Apostila revit-2015-maio-2016
Reginaldo Mota
 
FORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVES
FORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVESFORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVES
FORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVES
ph2moreira
 
Métodos Contraceptivos.ppt
Métodos Contraceptivos.pptMétodos Contraceptivos.ppt
Métodos Contraceptivos.ppt
CarlosEduardo982835
 

Mais procurados (20)

Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim
  Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim  Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim
Agregados miúdo e graúdo prof. jonatas elim
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Apostila mãos a obra
Apostila mãos a obraApostila mãos a obra
Apostila mãos a obra
 
Técnicas de fertilização
Técnicas de fertilizaçãoTécnicas de fertilização
Técnicas de fertilização
 
2º lista de exercício avaliativo sobre agregados
2º lista de exercício avaliativo sobre agregados2º lista de exercício avaliativo sobre agregados
2º lista de exercício avaliativo sobre agregados
 
Ciclo reprodutivo feminino
Ciclo reprodutivo femininoCiclo reprodutivo feminino
Ciclo reprodutivo feminino
 
Ovogênese
OvogêneseOvogênese
Ovogênese
 
Aula 16 impermeabilizacao
Aula 16   impermeabilizacaoAula 16   impermeabilizacao
Aula 16 impermeabilizacao
 
Manual pré fabricados de concreto
Manual   pré fabricados de concretoManual   pré fabricados de concreto
Manual pré fabricados de concreto
 
Medição do trabalho
Medição do trabalhoMedição do trabalho
Medição do trabalho
 
Medidas padrão, bebê, infantil e juvenil
Medidas padrão, bebê, infantil e juvenilMedidas padrão, bebê, infantil e juvenil
Medidas padrão, bebê, infantil e juvenil
 
Virtualização das relações sociais
Virtualização das relações sociaisVirtualização das relações sociais
Virtualização das relações sociais
 
Concreto: Execução
Concreto: ExecuçãoConcreto: Execução
Concreto: Execução
 
Aula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptx
Aula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptxAula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptx
Aula - Arquitetura - Índices Urbanísticos.pptx
 
Fluxograma de atividades
Fluxograma de atividadesFluxograma de atividades
Fluxograma de atividades
 
O Projeto de Estruturas e a Tecnologia do Concreto
O Projeto de Estruturas e a Tecnologia do ConcretoO Projeto de Estruturas e a Tecnologia do Concreto
O Projeto de Estruturas e a Tecnologia do Concreto
 
O futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidadeO futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidade
 
Apostila revit-2015-maio-2016
Apostila revit-2015-maio-2016Apostila revit-2015-maio-2016
Apostila revit-2015-maio-2016
 
FORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVES
FORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVESFORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVES
FORROS: GESSO, MADEIRA, PVC E FIBRA MINERAL, GESSO ACARTONADO E DIVISÓRIAS LEVES
 
Métodos Contraceptivos.ppt
Métodos Contraceptivos.pptMétodos Contraceptivos.ppt
Métodos Contraceptivos.ppt
 

Semelhante a Questões dissertativas mercado global

Revisao Comercio exterior
Revisao Comercio exteriorRevisao Comercio exterior
Revisao Comercio exterior
Vinicius LF
 
8510
85108510
Acesso ao mi parte ii
Acesso ao mi   parte iiAcesso ao mi   parte ii
Acesso ao mi parte ii
Felícia Lopes
 
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
José Elisiário Coelho
 
Descrição das definições de globalização
Descrição das definições de globalizaçãoDescrição das definições de globalização
Descrição das definições de globalização
Roseli Silva
 
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Cisco Kunsagi
 
Estratégias de varejo
Estratégias de varejoEstratégias de varejo
Estratégias de varejo
Sara Rosário
 
Apostila de marketing internacional parte 1
Apostila de marketing internacional parte 1Apostila de marketing internacional parte 1
Apostila de marketing internacional parte 1
giovani1
 
Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...
Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...
Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...
Moises Bagagi
 
Aula Inaugural: MBA Gestão de Negócios Internacionais
Aula Inaugural: MBA Gestão de Negócios InternacionaisAula Inaugural: MBA Gestão de Negócios Internacionais
Aula Inaugural: MBA Gestão de Negócios Internacionais
ABRACOMEX
 
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptxMARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
EnioPimo
 
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Emerson Cabral Torres
 
Plano de Negocio para Empresas da Internet
Plano de Negocio para Empresas da InternetPlano de Negocio para Empresas da Internet
Plano de Negocio para Empresas da Internet
Inventtando Agencia de Palestrantes
 
Mba aula 4 (apostila)
Mba aula 4 (apostila)Mba aula 4 (apostila)
Mba aula 4 (apostila)
thiago santos
 
Web 2
Web 2Web 2
Web 2
jadson1
 
Aula 01 ptt logística internacional
Aula 01   ptt logística internacionalAula 01   ptt logística internacional
Aula 01 ptt logística internacional
Josiel Dias
 
O plano de exportacao
O plano de exportacaoO plano de exportacao
O plano de exportacao
TiagoCaseiro1
 
Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas
ubyrajara
 
05 - 2014 marketing internacional
05 - 2014 marketing internacional05 - 2014 marketing internacional
05 - 2014 marketing internacional
Milton Henrique do Couto Neto
 
Preço actividades economicas
Preço   actividades economicasPreço   actividades economicas
Preço actividades economicas
João Barata
 

Semelhante a Questões dissertativas mercado global (20)

Revisao Comercio exterior
Revisao Comercio exteriorRevisao Comercio exterior
Revisao Comercio exterior
 
8510
85108510
8510
 
Acesso ao mi parte ii
Acesso ao mi   parte iiAcesso ao mi   parte ii
Acesso ao mi parte ii
 
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
 
Descrição das definições de globalização
Descrição das definições de globalizaçãoDescrição das definições de globalização
Descrição das definições de globalização
 
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
 
Estratégias de varejo
Estratégias de varejoEstratégias de varejo
Estratégias de varejo
 
Apostila de marketing internacional parte 1
Apostila de marketing internacional parte 1Apostila de marketing internacional parte 1
Apostila de marketing internacional parte 1
 
Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...
Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...
Internacionalização e competitividade: a importancia da criação de empresas m...
 
Aula Inaugural: MBA Gestão de Negócios Internacionais
Aula Inaugural: MBA Gestão de Negócios InternacionaisAula Inaugural: MBA Gestão de Negócios Internacionais
Aula Inaugural: MBA Gestão de Negócios Internacionais
 
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptxMARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
 
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
 
Plano de Negocio para Empresas da Internet
Plano de Negocio para Empresas da InternetPlano de Negocio para Empresas da Internet
Plano de Negocio para Empresas da Internet
 
Mba aula 4 (apostila)
Mba aula 4 (apostila)Mba aula 4 (apostila)
Mba aula 4 (apostila)
 
Web 2
Web 2Web 2
Web 2
 
Aula 01 ptt logística internacional
Aula 01   ptt logística internacionalAula 01   ptt logística internacional
Aula 01 ptt logística internacional
 
O plano de exportacao
O plano de exportacaoO plano de exportacao
O plano de exportacao
 
Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas
 
05 - 2014 marketing internacional
05 - 2014 marketing internacional05 - 2014 marketing internacional
05 - 2014 marketing internacional
 
Preço actividades economicas
Preço   actividades economicasPreço   actividades economicas
Preço actividades economicas
 

Mais de Moises Ribeiro

Questões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentaçãoQuestões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentação
Moises Ribeiro
 
Questões multipla escolha diferenciação
Questões multipla escolha  diferenciaçãoQuestões multipla escolha  diferenciação
Questões multipla escolha diferenciação
Moises Ribeiro
 
W m s
W m sW m s
Trabalho wms
Trabalho wmsTrabalho wms
Trabalho wms
Moises Ribeiro
 
Aula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketingAula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketing
Moises Ribeiro
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
Moises Ribeiro
 
Lean manufacturing slides
Lean manufacturing slidesLean manufacturing slides
Lean manufacturing slides
Moises Ribeiro
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
Moises Ribeiro
 
Questionário josé roberto
Questionário josé robertoQuestionário josé roberto
Questionário josé roberto
Moises Ribeiro
 
Localização industrial slide
Localização industrial slideLocalização industrial slide
Localização industrial slide
Moises Ribeiro
 
Trabalho jit odirlei
Trabalho jit   odirleiTrabalho jit   odirlei
Trabalho jit odirlei
Moises Ribeiro
 
Kaizen
KaizenKaizen
Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)
Moises Ribeiro
 
Kaizen
KaizenKaizen
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
Moises Ribeiro
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
Moises Ribeiro
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
Moises Ribeiro
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
Moises Ribeiro
 
Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04
Moises Ribeiro
 
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
Moises Ribeiro
 

Mais de Moises Ribeiro (20)

Questões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentaçãoQuestões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentação
 
Questões multipla escolha diferenciação
Questões multipla escolha  diferenciaçãoQuestões multipla escolha  diferenciação
Questões multipla escolha diferenciação
 
W m s
W m sW m s
W m s
 
Trabalho wms
Trabalho wmsTrabalho wms
Trabalho wms
 
Aula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketingAula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketing
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
 
Lean manufacturing slides
Lean manufacturing slidesLean manufacturing slides
Lean manufacturing slides
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
 
Questionário josé roberto
Questionário josé robertoQuestionário josé roberto
Questionário josé roberto
 
Localização industrial slide
Localização industrial slideLocalização industrial slide
Localização industrial slide
 
Trabalho jit odirlei
Trabalho jit   odirleiTrabalho jit   odirlei
Trabalho jit odirlei
 
Kaizen
KaizenKaizen
Kaizen
 
Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)
 
Kaizen
KaizenKaizen
Kaizen
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
 
Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04
 
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
 

Questões dissertativas mercado global

  • 1. Questões dissertativas – Mercado global 1. Em muitos casos é mais indicado operar em menos países, com uma penetração maior em cada um deles do que em muitos países. Descreva as circunstâncias que indicam quando uma empresa deveria se estabelecer em menos países. R: Uma empresa deveria ingressar em poucos países quando: Os custos de entrada no mercado e de controle de mercado são altos; Os custos de adaptação da produção e da comunicação são altos; A população e a renda são altas nos países inicialmente escolhidos; Empresas estrangeiras dominantes podem estabelecer altas barreiras à entrada. 2. Defina uma zona regional de livre comércio. Quais são os benefícios e os custos destas comunidades econômicas? R: Uma zona regional de livre comércio é um grupo de países organizados para alcançar objetivos comuns na regulamentação do comércio internacional. Os benefícios incluem redução de barreiras com os países membros e desenvolvimento de políticas comerciais com os países não membros. Como resultado de tal unificação, algumas empresas estabelecidas nos países membros poderiam apresentar uma ameaça para outras, crescimento rapidamente e se tornando mais competitiva. 3. Classifique ordenadamente as cinco estratégias de ingresso nos mercados internacionais que envolvem maior potencial de comprometimento, risco, controle e lucro. R: Os cinco modelos de entrada, do menor para o maior nível de risco e comprometimento, são: Exportação indireta: a primeira maneira pela qual as empresas geralmente se envolvem no comércio internacional. Exportação direta. Licenciamento. Joint ventures. Investimento direto.
  • 2. 4. A maioria dos países queixa-se de que um número muito pequeno de suas empresas participam no comércio exterior. Estudos demonstram que as empresas passam por quatro etapas distintas ao decidirem ingressar no comércio internacional. Descreva os estágios deste “processo de internacionalização” e sugira como o envolvimento do governo poderia ocorrer. R: As etapas de internacionalização das empresas são: Atividades de exportação constantes; Exportação por meio de representantes independentes (agentes); Estabelecimento de uma ou mais filiais de vendas; Estabelecimento de instalações de produção no exterior; Muitos governos patrocinam programas agressivos de promoção da exportação. 5. Descreva o debate entre a idéia de padronização global versus as teorias sobre adaptação de produtos para os mercados internacionais. R: O debate se concentra na questão se os produtos padronizados deveriam ser desenvolvidos para satisfazer um número maior de mercados (internacionais e domésticos) ou se um produto deveria ser adaptado às necessidades específicas do mercado local. Os exemplos prevalecentes são os produtos que podem ser padronizados para corresponder às necessidades de quase todos os consumidores, como é o caso dos produtos de barbear da Gillete. 6. Quando as empresas vendem seus produtos no exterior, elas normalmente enfrentam o problema da escalada de preços. O que é a escalada de preços, que impacto ela representa para os fabricantes e quais são as suas causas? R: Escalada de preços é o aumento do preço das mercadorias nos mercados internacionais devido ao acréscimo do custo de transporte, dos impostos, da margem do importador, do atacadista, e do lojista. Dependendo desses custos adicionais, além do risco de câmbio, o produto precisa vender de duas a cinco vezes mais do que em outros países para trazer o mesmo lucro para o fabricante.
  • 3. 7. O texto diz que os fabricantes “devem observar atentamente o problema do canal total” de distribuição do produto nos mercados internacionais. Discuta o que significa esta afirmação. R: Os fabricantes devem preocupar-se com os três maiores elos entre a empresa e o usuário final nos mercados internacionais: O primeiro elo, é entre a matriz de marketing internacional da empresa, o departamento de exportação ou a divisão internacional que toma decisões sobre os canais e outros elementos do marketing mix. O segundo elo, é entre canais entre países, intermediários (agentes, empresas comerciais) que serão utilizados, o tipo de transporte (aéreo, marítimo) e os contratos de risco e financiamento. O terceiro elo, são os canais dentro dos países estrangeiros, que levam o produto de seu ponto de entrada até os compradores finais. 8. Quando vão decidir como administrar suas atividades internacionais de marketing, as empresas têm três opções básicas. Descreva estas opções e dê sugestões do que faz com que cada empresa escolha cada uma delas. R: As empresas administram suas atividades internacionais de marketing de três maneiras: Departamento de exportação: útil na coordenação de vendas e distribuição dos produtos exportados mas ineficiente nos casos de joint venture ou de investimentos diretos; Divisão internacional: apropriado para quando se requer especialistas em funções internacionais; Organização global: apropriado quando a alta gerência e a equipe corporativa planejam instalações de fábricas, elaboram políticas de marketing, fluxos financeiros e sistemas logísticos no mundo inteiro.