Pesquisa De Marketing F.N. Mattar Cap 2

9.715 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.715
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
51
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
134
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa De Marketing F.N. Mattar Cap 2

  1. 1. Tipos, Fontes e Formas de Coleta de Dados Livro Pesquisa de Marketing de Fauze N. Mattar
  2. 2. Para a definição de métodos a utilizar em pesquisas de marketing, o pesquisador precisa conhecer o leque de métodos disponíveis, os diferentes tipos de dados que podem ser coletados, as diferentes fontes de dados e as diferentes formas de coletá-los.
  3. 3. <ul><li>Há quatro diferentes fontes de dados em pesquisas de marketing: </li></ul><ul><li>Pesquisado </li></ul><ul><li>pessoas que tenham informações sobre o pesquisado </li></ul><ul><li>situações similares </li></ul><ul><li>dados disponíveis </li></ul>Fontes de dados em pesquisas de marketing
  4. 4. Pesquisado Os próprios pesquisados são a maior fonte de dados em pesquisas de marketing. O dado pode ser obtido do pesquisado através da própria declaração, oralmente ou por escrito, ou através de sua observação. Fontes de dados em pesquisas de marketing
  5. 5. Pessoas que tenham informações sobre o pesquisado Quando ocorre de o pesquisado ser inacessível, possuir pouco conhecimento da informação desejada ou ter dificuldades de expressar-se, às vezes, é mais fácil conseguir informação com outras pessoas que convivem com ele. É comum em pesquisas de marketing obter-se informações sobre as crianças de uma casa com a mãe, ou sobre o marido da esposa, sobre o chefe com a secretária, sobre o subordinado com o chefe, sobre o cliente com o vendedor etc. Fontes de dados em pesquisas de marketing
  6. 6. Situações Similares Outra fonte de dados para a pesquisa de marketing é a busca de conhecimento em situações analógicas ou similares, naturais ou criadas pelo pesquisador. Aprende-se bastante em saber com outra empresa procedeu para o lançamento de um produto similar, como outras empresas do mesmo ramo trabalham com a variável promoção de vendas, como foram as reações dos consumidores quando determinado produto foi lançado em outro mercado, etc. Fontes de dados em pesquisas de marketing
  7. 7. Dados Disponíveis Existe uma infinidade de dados úteis para marketing que já foram coletados, tabulados e, as vezes, até analisados que estão catalogados à disposição dos interessados; exigirão destes apenas o esforço de dedicar algum tempo a bibliotecas, a visitas a órgãos governamentais, a leitura de jornais e revistas ou a consulta de informações padronizadas de empresas de pesquisas. Fontes de dados em pesquisas de marketing
  8. 8. Dados primários São aqueles que não foram antes coletados, estando ainda em posse dos pesquisados, e que são coletados com o propósito de atender as necessidades específicas da pesquisa em andamento. As fontes básicas de dados primários são: pesquisado, pessoas que tenham informações sobre o pesquisado e situações similares. Tipos de Dados
  9. 9. Dados secundários São aqueles que já foram coletados, tabulados, ordenados e, às vezes, até analisados e que estão catalogados à disposição dos interessados. As fontes básicas de dados secundários são: a própria empresa, publicações, governos, instituições não governamentais e serviços padronizados de informações de marketing. Tipos de Dados
  10. 10. <ul><li>Seqüência na procura de dados em pesquisas de marketing </li></ul><ul><li>Definir os objetivos de pesquisa. </li></ul><ul><li>Especificar as necessidades de dados. </li></ul><ul><li>Planejar as etapas da pesquisa. </li></ul><ul><li>Determinar as fontes de dados. </li></ul><ul><li>Procurar dados secundários internos. </li></ul>Tipos de Dados
  11. 11. <ul><li>Seqüência na procura de dados em pesquisas de marketing </li></ul><ul><li>Procurar dados secundários externos </li></ul><ul><li>Publicações </li></ul><ul><ul><li>Gerais </li></ul></ul><ul><ul><li>Governamentais </li></ul></ul><ul><ul><li>institucionais </li></ul></ul>Tipos de Dados
  12. 12. <ul><li>Seqüência na procura de dados em pesquisas de marketing </li></ul><ul><li>Procurar dados secundários externos </li></ul><ul><li>Governos </li></ul><ul><ul><li>Federal </li></ul></ul><ul><ul><li>Estadual </li></ul></ul><ul><ul><li>Municipal </li></ul></ul>Tipos de Dados
  13. 13. <ul><li>Seqüência na procura de dados em pesquisas de marketing </li></ul><ul><li>Procurar dados secundários externos </li></ul><ul><li>Instituições não governamentais </li></ul><ul><ul><li>Universidades, faculdades e centros de pesquisas </li></ul></ul><ul><ul><li>Associações patronais e de empregados </li></ul></ul><ul><ul><li>Sindicatos patronais e de empregados </li></ul></ul>Tipos de Dados
  14. 14. <ul><li>Seqüência na procura de dados em pesquisas de marketing </li></ul><ul><li>Procurar dados secundários externos </li></ul><ul><li>Serviços padronizados de informações de marketing </li></ul><ul><ul><li>Do consumidor </li></ul></ul><ul><ul><li>Do varejo </li></ul></ul><ul><ul><li>Do atacado </li></ul></ul><ul><ul><li>Da indústria </li></ul></ul><ul><ul><li>Dos meios de comunicação </li></ul></ul>Tipos de Dados
  15. 15. <ul><li>Seqüência na procura de dados em pesquisas de marketing </li></ul><ul><li>Determinação das necessidades de dados primários </li></ul><ul><li>Determinação das fontes de dados primários: </li></ul><ul><ul><li>Pesquisado </li></ul></ul><ul><ul><li>Pessoas que tenham informações sobre o pesquisado </li></ul></ul><ul><ul><li>Situações similares </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Estudo de casos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Experimentos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Simulações </li></ul></ul></ul>Tipos de Dados
  16. 16. <ul><li>Vantagens e desvantagens dos dados secundários </li></ul><ul><li>As vantagens da utilização de dados secundários são a economia de tempo, dinheiro e esforços. </li></ul><ul><li>É muito raro que a pesquisa de dados secundários seja suficiente para atender às necessidades totais da pesquisa, mas, mesmo que isto ocorra, seu esforço não será inútil, pois os dados obtidos poderão contribuir para: </li></ul><ul><ul><li>Estabelecer melhor o problema de pesquisa; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sugerir outros métodos já testados e aprovados de coleta de dados; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sugerir outros tipos de dados a serem coletados para obter as informações desejadas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Servir como fonte comparativa e complementar para os dados primários a serem coletados. </li></ul></ul>Tipos de Dados
  17. 17. <ul><li>Fontes de dados secundários </li></ul><ul><li>Dados secundários internos </li></ul><ul><li>Publicações </li></ul><ul><li>Governos </li></ul><ul><li>Instituições não governamentais </li></ul><ul><li>Serviços padronizados de informações de marketing </li></ul><ul><li>Internet </li></ul>Tipos de Dados
  18. 18. Tipos de dados primários geralmente coletados Os dados coletados posem ser os seguintes tipos: características demográficas, socioeconômicas e de estilo de vida; atitudes e opiniões; conscientização e conhecimento; motivações; comportamento passado e presente; e intenções. Dados primários

×