SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 44
Baixar para ler offline
A pesquisa consiste, Basicamente,
em ouvir pessoas.
A pesquisa agrega valor
à economia e à sociedade.
A pesquisa ajuda
executivos de negócios
e formuladores de políticas
a tomarem decisões seguras.
A pesquisa é baseada em
métodos científicos.
A pesquisa utiliza
métodos científicos.
Dado:
Fatos e estatísticas. Ex: Dados dos
clientes, dados do faturamento,
cadastro de produto, performace...

informação:
Dados organizados e apresentados
de maneira útil, visando colaborar
com o processo decisório,
capacitando os gestores
organizacionais. Ex: Publicações
setoriais, documentários,
relatórios do governo...
Mesmo em pesquisas não há certezas absolutas,
trabalha-se com técnicas científicas para alcançar
“probabilidades”.
INTERNAS: Dados que são inseridos no sistema da empresa.
Externas: qualquer informação relacionada com o macroambiente
em que a empresa está inserida.

PUBLICAÇÕES SETORIAIS: EXAME, MEIO&MENSAGEM...
BANCO DE DADOS JORNAIS/REVISTAS.
RELATÓRIO DO GOVERNO: IBGE, RELATÓRIOS BNDES...
SERVIÇO DE PESQUISA E ASSOCIAÇÕES: ABEP, IBOPE, IPSOS...
PESQUISAS COM CLIENTES.
Dados primários:
Dados coletados específicamente para uma determinação, por meio de uma
pesquisa mercadológica, empírica e pragmática.

DADOS SECUNDÁRIOS: DADOS JÁ EXISTENTES, COLETADOS EM OCASIÕES
ANTERIORES.
pesquisa de opinião: Pesquisas de opinião geralmente são feitas para
representar as opiniões de uma população fazendo-se uma série de perguntas a
um pequeno número de pessoas e então extrapolando as respostas para um
grupo maior dentro do intervalo de confiança.
pesquisa de mercado (ad-hoc): é uma pesquisa feita sob encomenda, ou
seja, a partir das necessidades específicas de cada cliente. O contratante
participa ativamente na estruturação do trabalho, definindo suas prioridades
ou enfoques (público-alvo, amostra, praças, entre outros) em conjunto com
coordenação de análise do Referencial Pesquisas.
pesquisa de mídia: A pesquisa de mídia é ferramenta indispensável para a
escolha e definiçãodos melhores meios, veículos de comunicação e a melhor
alternativa para
a veiculação de campanhas e maximização da verba do anunciante.
pesquisa eleitoral: A Pesquisa eleitoral é utilizada para conhecer a
intenção de voto dos eleitores.
O problema da pesquisa:
O problema da pesquisa é o foco central do Briefing e porque não
dizer da pesquisa. Um projeto de pesquisa de mercado sem um
“Problema de pesquisa” bem definido pode resultar no fracasso
total, afinal é necessário saber com clareza o que precisa ser
investigado para subsidiar as decisões, estratégias e táticas futuras.
SATISFAÇÃO COM PRODUTOS E SERVIÇOS: Monitoramento da satisfação dos
clientes, com levantamento de atributos relevantes sob a ótica do
consumidor. Gera índices e matrizes de apoio à definição de melhorias, que
orientam as prioridades de ação, contribuindo para ganhos de desempenho e
fidelização no mercado.
SEGMENTAÇÃO DE MERCADOS: Define-se o perfil socioeconômico e o potencial
de consumo de diferentes grupos de consumidores.
MARKET SHARE: Na análise de concorrência, verifica-se o nível de
conhecimento e a imagem dos competidores, bem como a probabilidade de
migração dos clientes entre eles. Colabora diretamente para empresas que
possuem metas de atuação no mercado, avaliando sua participação e
posicionamento na sua categoria.
pesquisa de hábitos e atitudes: Analisa mudanças de comportamento e de
opinião do público alvo a partir de acontecimentos específicos. Permite
identificar preferências por marcas ou produtos, comportamento de
compra, etc. Ao conhecer os hábitos e atitudes dos consumidores de forma
subjetiva e ainda mensurar o que compram, quando compram, onde compram,
quanto compram, tais informações são essenciais para de determinar
demanda futura, qual melhor volume de estoque, produtos e até definir a
abertura de um empreendimento.
Teste de produtos: Analisa conceitualmente o produto, verificando sua
aceitação no mercado e seu potencial de venda. Degustação com técnicas que
permitem ao entrevistado opinar sem saber qual marca está avaliando e,
posteriormente, pondere a influência da embalagem e empresa associada.
recall: Avalia um determinado produto ou marca, junto a diferentes grupos
de consumo. E sua intenção de recompra.
top of mind: Busca qual é o primeiro nome lembrado ao se falar de
determinado segmento ou atributo, esta é uma investigação mais profunda,
para diagnosticar a força de campanhas e ações específicas da organização.
branding: Avalia o impacto das estratégias de marketing e comunicação
sobre a imagem empresarial em instituições públicas e privadas, mensurando
a força da marca.

propaganda:
PRÉ-TESTE DE CAMPANHAS E PEÇAS: Avalia a compreensão e a absorção das
mensagens de comunicação, verificando sua eficiência antes de ser
veiculadas. Permite que agências de propaganda ajustem suas campanhas,
superando possíveis erros de abordagem.
RECALL (pós-teste): De curto e médio prazos, verifica a recepção das
mensagens de comunicação, bem como o nível de compreensão e fixação pelo
público-alvo. Esta ferramenta é bastante utilizada para monitorar
investimentos publicitários e redirecioná-los para maior alcance de
resultados.
EMPREENDIMENTOS:
VIABILIDADE COMERCIAL: Analisa as características do empreendimento e sua
relação com as características socioeconômicas da população; dimensiona o
potencial de faturamento a curto, médio e longo prazo.
PESQUISA DE PREÇO: Foco na análise da elasticidade de preços de produtos
para a determinação do preço ótimo de lançamento no mercado ou de
elevação de volume de vendas versus participação de mercado.
PÚBLICO INTERNO/ENDOMARKETING:
CLIMA ORGANIZACIONAL: Conhecer as necessidades dos colaboradores, as
variáveis que impactam em seu comportamento, a implantação e o
desenvolvimento de programas de qualidade e processos de comunicação
interna nas organizações. Visa o aumento de produtividade, baixar
rotatividade e alcance de melhor desempenho das organizações.
COMUNICAÇÃO INTERNA: Avaliação dos veículos de comunicação interna das
empresas e sua efetividade junto aos seus colaboradores. Testes de novas
mídias e avaliação de campanhas e produtos da empresa.
tipos de pesquisa:
explorátoria:
o objetivo dela é procurar padrões, idéias ou hipóteses.
Principais aplicações pesquisa exploratórias:
-Definir o problema e possíveis hipóteses;
-Identificar variáveis que possam influenciar o problema;
- Estabelecer prioridades para as pesquisas posteriores.

DESCRITIVa:
tipo de pesquisa que se destina a descrever características
de determinada situação ou funções de mercado.
Principais aplicações pesquisa DESCRITIVAs:
-Descrever as características de grupos relevantes, como consumidores,
vendedores, fornecedores, ou áreas do mercado;
-Determinar as percepções dos consumidores com relação às características
dos produtos;
- Fazer previsões especifica de consumo.

CASUAL/EXPLICATIVA/EXPERIMENTAL:
visa identificar as possíveis causas que
cercam determinados problemas.
Principais aplicações pesquisa exploratórias:
-TESTE-CEGO DE NOVOS PRODUTOS;
-EXPERIMENTAÇÃO DE UM NOVO PRODUTO.
QUALITATIVA:
QUESTÕES CUJAS RESPOSTAS É DISCURSIVA.
Analisa, identifica ou avalia aspectos ou fatores não mensuráveis, o caráter psicológico,
social, cultural ou político. Perguntas chaves: O quê, Como, Onde, Por quê, quem?

QUANTITATIVA:
QUESTÕES CUJAS RESPOSTAS SÃO PROBABILIDADES ESTATÍSTICAS.
Analisa, identifica ou avalia aspectos mensuráveis, isto é, os de caráter econômicofinanceiro, produtivo, de uso geral e demográfico. Perguntas chaves: Quanto, Quando, Onde,
Quem?
EXISTEM 2 TIPOS DE PERGUNTAS:
A coleta de dados é executada pela aplicação em campo da pesquisa a uma
amostra, pessoas que irão ser entrevistas de forma quantitativa, onde o
entrevistador possui um roteiro e vai moderando a entrevista, seguindo um
roteiro anteriormente aprovado e planejado ou quando o entrevistador
responde uma série de questões, por meio de formulários, telefone, e-mails,
softwares, etc...

FOCUS GROUP: QUALITATIVA, EXPLORÁTORIA. SÃO ENTREVISTADOS UM NÚMERO DE
PESSOAS (4-12) ESCOLHIDAS DE ACORDO COM O PÚBLICO-ALVO PARA OBSERVAÇÃO E
AVALIADOS DESDE EXPRESSÃO ATÉ AS PRÓPRIAS RESPOSTAS EXPOSTAS.
ENTREVISTAS EM PROFUNDIDADE: FEITA NUMA SÉRIE DE ETAPAS, É AVALIADO O
ASSUNTO INVESTIGADO TOMANDO EM CONTA A EVOLUÇÃO DA RESPOSTA.
PESQUISA ETNOGRÁFICA: tipo exploratória, qualitativa. Realiza um análise
holística ou dialética do objeto estudado. Método onde o pesquisador se
introduz de maneira ativa e dinâmica na estrutura pesquisada.
ABORDAGEM
PESQUISA PESSOAL: ABORDAGEM DIRETA DO ENTREVISTADO. REALIZADO EM
PONTOS DE FLUXO, DOMICÍLIOS, ESCRITÓRIOS, ETC.
PESQUISA POR TELEFONE/ C.A.T.I (COMPUTER ASSISTED TELEPHONE
INTERVIEWING): ASSISTIDA POR UM COMPUTADOR, NORMALMENTE USADO POR
EMPRESA QUE TEM CADASTRO DE CLIENTE, USADO PARA ESTUDO SEGMENTADO.
PESQUISA ONLINE/E-MAIL: POR MEIO DE PLATAFORMAS DIGITAIS (E-MAIL, HOTSITE,
REDE DE RELACIONAMENTO), PARA USO DE ESTUDO SEGMENTADO.

APÓS AS ENTREVISTAS SEREM REALIZADAS PASSA-SE PARA
ETAPA DE CODIFICAR (TABULAR DADOS), DE FORMA
SISTÉMATICA E COMPUTARIZADA.
A idéia básica:
"à coleta de dados relativos a alguns elementos da população e a sua análise, que pode
proporcionar informações relevantes sobre toda a população". (Mattar, F. p. 128).
Importante definir:
•
•
•

Quem pesquisar (unidade de amostragem);
Quantos pesquisar (o tamanho da amostra);
Como selecionar (o procedimento da amostragem);
Segmentação do público alvo de pesquisa:
geográfica:
Localização física do “target”. País, estado, cidade, região...
demográfica:
Idade, rendimento, sexo, tamanho da família, religião, escolaridade, ocupação...
comportamental:
Classifica as pessoas de acordo com sua disposição para comprar, motivação e atitude.
Psicográfica:
Estilo de vida, personalidade: extrovertido, conversador, impulsivo, tímido...
Cceb- critério de classificação econômica
brasil:
O CCEB, comumente chamado de Critério Brasil, foi desenvolvido pela ABEP – a partir
de metodologia com base em tratamento estatístico - sendo considerado o principal
instrumento utilizado pelo mercado para segmentar a população segundo seu poder
de compra.
Com o Critério Brasil, as populações deixaram de ser classificadas por "classes
sociais", passando a sê-lo por "classes econômicas". Com alto poder de
discriminação e grande simplicidade operacional, o Critério Brasil classifica a
população nas classes econômicas A, B, C, D e E segundo a pontuação obtida pela
posse de determinados bens e o grau de instrução do chefe de família. A partir disto,
estabelece uma correlação com o poder de compra do domicílio.
O Critério Brasil é uma ferramenta confiável, que permite a comparação de estudos
de diferentes fontes dentro de uma perspectiva histórica. Saiba mais sobre o Critério
Brasil em www.abep.org.
Tipos de amostragem:
probabilística:
é aquela em que cada elemento da população tem uma chance conhecida e diferente de
zero de ser selecionado para compor a amostra.
Não probabilística:
é aquela em que a seleção dos elementos da população para compor a amostra depende
ao menos em parte do julgamento do pesquisador ou do entrevistador no campo.
Não existe um “layout padrão” para um relatório final,
o importante é colocar o foco no objetivo da pesquisa e
que tenha a pegada da instituição pesquisadora.
Uma recomendação é que se divida em tópicos:
Breve apresentação da empresa pesquisadora;
Identificação dos profissionais envolvidos;
Introdução ou reflexão inicial;
A metodologia aplicada;
Definição da população a estudar e da amostra;
A construção do questionário;
O trabalho de campo;
A tabulação e o processamento das informações;
Análise e interpretação dos dados;
Conclusão.
Comum as empresas pesquisadoras apresentarem
Vídeos, gráficos...
Conduta ética
No Brasil, a ABEP - Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa é a instituição que cuida por
uma normativa para elaboração de pesquisa:
A seguir, alguns dos princípios básicos recolhidos dos códigos e guias de pesquisa:

- A participação do entrevistado será sempre voluntária. Ele sempre será informado adequadamente sobre a
natureza do projeto. Os pesquisadores jamais enganarão aos entrevistados para obter sua cooperação.
- Sempre será respeitado a privacidade e os demais direitos dos entrevistados.
- Os pesquisadores não permitirão que os dados pessoais obtidos sejam usados para outros fins que não os da
pesquisa, protegendo-os sempre.
- Os pesquisadores realizarão a pesquisa objetiva e honestamente, segundo os princípios científicos de pesquisa e
todos os padrões de qualidade relevantes em vigor.
- Os pesquisadores terão especiais cuidados quando realizarem pesquisas com crianças ou grupos
desfavorecidos da população.
Bibliografía:
AAKER, David. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas, 2001.
CHURCHIL, Gilbert A; et. al. Marketing: Criando valor para os
clientes. (tr. Cecília Camargo Bartalotti). 2ª ed. São Paulo:
Saraiva, 2000.
COLLIS, Jill; HUSSEY, Roger. Pesquisa em Administração (2 ed.).
Porto Alegre: Bookman, 2005.
CROCCO, Luciano. et. al. Fundamentos de Marketing:
Conceitos Básicos. 1ª ed. São Paulo: SARAIVA, 2005, v.1.
GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social.
São Paulo: Atlas, 1999
KOTLER, Philip. Administração de Marketing. (tr. Bazán
Técnologia e Linguistica). 10ª ed. São Paulo: Prentice Hall,
2000.
KOTLER, Philip. Marketing de A a Z: 80 conceitos que todo
profissional precisa saber. (tr. Afonso Celso Cunha Serra). 9ª
ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.
MATTAR, Fauze Najib. Pesquisa de Marketing: metodologia e
planejamento. 6ª. ed. São Paulo: Atlas, 2005
MCDANIEL, Carl D.; GATES, Roger. Pesquisa de marketing. São
Paulo: Thomson Learning, 2006.
RUTTER, Marina; et. al. Pesquisa de mercado. 3. ed. São
Paulo: Ática, 2006.
SCHIFFMAN, L. & KANUK, L. Comportamento do consumidor.
6ª ed.São Paulo. LTC Editora. 2000. Prof. Shastin – Conceitos
Básico de pesquisa de Marketing Pág: 25

Internet:
Webshoppers E-bit inteligencia no comercio elestronico.
Disponível em: <http://www.webshoppers.com.br/webshoppers/WebShoppers26.pdf>
Acesso em 12 set. 2012.
Código de ética - ABEP - Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa.
Disponível em: <http://www.abep.org>
Acesso em 01 set. 2012.
Design estratégico: inovação, diferenciação, agregação de valor e competitividade.
Disponível em:
<http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivo
s/conhecimento/bnset/set3510.pdf>
Acesso em 09 set. 2012.
Michaelis Moderno Dicionário da Língua Portuguesa.
Disponível em:
<http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portuguesportugues&palavra=briefing>.
Acesso em 09 set. 2012.
Pesquisa Online Global de Consumidores: Publicidade.
Disponível em: < http://br.nielsen.com/site/index.shtml>.
Acesso em 13 set. 2012.
CHIP - O Mouse Propaganda do Bradesco.
Disponível em: < http://www.marketingbest.com.br/marketing-best2011/pop_2002/bradesco.php>.
Acesso em 13 set. 2012.
Conheça e Veja como um briefing de pesquisa de mercado deve ser feito.
Disponível em: < http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/conheca-eveja-como-um-briefing-de-pesquisa-de-mercado-deve-ser-feito/12814/>.
Acesso em 08 set. 2012.
IBOPE.
Disponível em: < http://www.ibope.com.br/pt-br/Paginas/home.aspx>.
Acesso em 08 set. 2012.
IPO
Disponível em: < http://www.ipo.inf.br/index.php/tecnicas_pesquisa.html>.
Acesso em 20 set. 2012.
Pesquisa publicitária

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planner e planejamento de campanha
Planner e planejamento de campanhaPlanner e planejamento de campanha
Planner e planejamento de campanhaCiro Gusatti
 
Planejamento e gestão de mídia fase 1
Planejamento e gestão de mídia fase 1Planejamento e gestão de mídia fase 1
Planejamento e gestão de mídia fase 1Amadeu Nogueira
 
Comunicação integrada de marketing
Comunicação integrada de marketingComunicação integrada de marketing
Comunicação integrada de marketingAna Paula Rodrigues
 
2015: Análise de Mercado e Plano de Marketing
2015: Análise de Mercado e Plano de Marketing2015: Análise de Mercado e Plano de Marketing
2015: Análise de Mercado e Plano de MarketingLeandro de Castro
 
Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...
Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...
Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...Ana Paula Viana
 
Design Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopDesign Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopÂndlei Lisboa
 
História Crítica do Fotojornalismo Ocidental
História Crítica do Fotojornalismo OcidentalHistória Crítica do Fotojornalismo Ocidental
História Crítica do Fotojornalismo OcidentalFantoches de Luz
 
Relações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoRelações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoDAC UFS
 
Assessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funcionaAssessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funcionaHappy Hour Comunicação
 
Bruno Munari - Design e Comunicação Visual
Bruno Munari   - Design e Comunicação VisualBruno Munari   - Design e Comunicação Visual
Bruno Munari - Design e Comunicação VisualCharles Franklin
 
Planejamento e gestão de mídia fase 4
Planejamento  e gestão de mídia fase 4Planejamento  e gestão de mídia fase 4
Planejamento e gestão de mídia fase 4Amadeu Nogueira
 
Panorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das ComunicaçãoPanorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das ComunicaçãoMarcelo Freire
 
Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1
Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1
Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1Paulo Marquêz
 
ETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADE
ETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADEETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADE
ETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADEPosicionamento Web
 
Conceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos MídiaConceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos MídiaRede Globo
 
RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual aula 1
RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual  aula 1RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual  aula 1
RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual aula 1UNIP. Universidade Paulista
 

Mais procurados (20)

Planner e planejamento de campanha
Planner e planejamento de campanhaPlanner e planejamento de campanha
Planner e planejamento de campanha
 
Briefing
BriefingBriefing
Briefing
 
Planejamento e gestão de mídia fase 1
Planejamento e gestão de mídia fase 1Planejamento e gestão de mídia fase 1
Planejamento e gestão de mídia fase 1
 
Comunicação integrada de marketing
Comunicação integrada de marketingComunicação integrada de marketing
Comunicação integrada de marketing
 
2015: Análise de Mercado e Plano de Marketing
2015: Análise de Mercado e Plano de Marketing2015: Análise de Mercado e Plano de Marketing
2015: Análise de Mercado e Plano de Marketing
 
Plano De Marketing Modelo
Plano De Marketing ModeloPlano De Marketing Modelo
Plano De Marketing Modelo
 
Diagramação de revistas
Diagramação de revistasDiagramação de revistas
Diagramação de revistas
 
Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...
Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...
Profissão: Conheça sobre o curso de Publicidade e Propaganda e suas possibili...
 
Design Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopDesign Thinking Workshop
Design Thinking Workshop
 
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO? COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
COMO É QUE SE FAZ UM PLANO DE COMUNICAÇÃO?
 
História Crítica do Fotojornalismo Ocidental
História Crítica do Fotojornalismo OcidentalHistória Crítica do Fotojornalismo Ocidental
História Crítica do Fotojornalismo Ocidental
 
Relações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissãoRelações Públicas - A profissão
Relações Públicas - A profissão
 
Assessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funcionaAssessoria de imprensa - O que é e como funciona
Assessoria de imprensa - O que é e como funciona
 
Bruno Munari - Design e Comunicação Visual
Bruno Munari   - Design e Comunicação VisualBruno Munari   - Design e Comunicação Visual
Bruno Munari - Design e Comunicação Visual
 
Planejamento e gestão de mídia fase 4
Planejamento  e gestão de mídia fase 4Planejamento  e gestão de mídia fase 4
Planejamento e gestão de mídia fase 4
 
Panorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das ComunicaçãoPanorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das Comunicação
 
Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1
Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1
Estrutura básica da agência de propaganda - Parte 1
 
ETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADE
ETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADEETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADE
ETAPAS PARA CRIAÇÃO DE CAMPANHA PUBLICIDADE
 
Conceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos MídiaConceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos Mídia
 
RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual aula 1
RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual  aula 1RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual  aula 1
RELAÇÕES PÚBLICAS criação e produção audiovisual aula 1
 

Destaque

Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para EmpresasGreen IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresasguestf4c62a
 
Público alvo e objetivos
Público alvo e objetivosPúblico alvo e objetivos
Público alvo e objetivosEdson Demarch
 
Planejamento de marketing político scribd
Planejamento de marketing político   scribdPlanejamento de marketing político   scribd
Planejamento de marketing político scribdEliana Araujo Consulting
 
Aula 08 abordagens e tipos de pesquisa (cont)
Aula 08   abordagens e tipos de pesquisa (cont)Aula 08   abordagens e tipos de pesquisa (cont)
Aula 08 abordagens e tipos de pesquisa (cont)profjucavalcante
 
TéCnicas De Pesquisas De Mercado
TéCnicas De Pesquisas De MercadoTéCnicas De Pesquisas De Mercado
TéCnicas De Pesquisas De MercadoUnipinhal
 
Tipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de MercadoTipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de MercadoCésar William
 

Destaque (7)

Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para EmpresasGreen IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
 
Público alvo e objetivos
Público alvo e objetivosPúblico alvo e objetivos
Público alvo e objetivos
 
Regimento da Biblioteca IFFluminense campus Macaé
Regimento da Biblioteca IFFluminense campus MacaéRegimento da Biblioteca IFFluminense campus Macaé
Regimento da Biblioteca IFFluminense campus Macaé
 
Planejamento de marketing político scribd
Planejamento de marketing político   scribdPlanejamento de marketing político   scribd
Planejamento de marketing político scribd
 
Aula 08 abordagens e tipos de pesquisa (cont)
Aula 08   abordagens e tipos de pesquisa (cont)Aula 08   abordagens e tipos de pesquisa (cont)
Aula 08 abordagens e tipos de pesquisa (cont)
 
TéCnicas De Pesquisas De Mercado
TéCnicas De Pesquisas De MercadoTéCnicas De Pesquisas De Mercado
TéCnicas De Pesquisas De Mercado
 
Tipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de MercadoTipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
Tipos e Métodos de Pesquisa de Mercado
 

Semelhante a Pesquisa publicitária

Revisao av2 pesquisa de mercado
Revisao av2   pesquisa de mercadoRevisao av2   pesquisa de mercado
Revisao av2 pesquisa de mercadokatiagomide
 
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptxPesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptxJHONATANBARBOSA10
 
PESQUISA DE MERCADO
PESQUISA DE MERCADOPESQUISA DE MERCADO
PESQUISA DE MERCADONayara Lopes
 
Monitoramento de Marcas e Conversações
Monitoramento de Marcas e ConversaçõesMonitoramento de Marcas e Conversações
Monitoramento de Marcas e ConversaçõesPaperCliQ Comunicação
 
Workshop Social Intelligence
Workshop Social IntelligenceWorkshop Social Intelligence
Workshop Social IntelligenceCinara Moura
 
Pesquisa_de_Mercado.ppt
Pesquisa_de_Mercado.pptPesquisa_de_Mercado.ppt
Pesquisa_de_Mercado.pptPatrickAnjos1
 
Monitoramento de Redes Sociais
Monitoramento de Redes SociaisMonitoramento de Redes Sociais
Monitoramento de Redes SociaisSkrol Salustiano
 
R Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de MarketingR Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de MarketingR Gómez
 
Aula pesquisa de marketing
Aula pesquisa de marketingAula pesquisa de marketing
Aula pesquisa de marketingPROF. SHASTIN
 
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016pablonaba
 

Semelhante a Pesquisa publicitária (20)

Revisao av2 pesquisa de mercado
Revisao av2   pesquisa de mercadoRevisao av2   pesquisa de mercado
Revisao av2 pesquisa de mercado
 
Pnt03
Pnt03Pnt03
Pnt03
 
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
 
Pesquisa de mercado
Pesquisa de mercadoPesquisa de mercado
Pesquisa de mercado
 
Introdução à Pesquisa de Mercado
Introdução à Pesquisa de MercadoIntrodução à Pesquisa de Mercado
Introdução à Pesquisa de Mercado
 
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptxPesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
Pesquisa de pesMercado_slide03atual.pptx
 
PESQUISA DE MERCADO
PESQUISA DE MERCADOPESQUISA DE MERCADO
PESQUISA DE MERCADO
 
Monitoramento de Marcas e Conversações
Monitoramento de Marcas e ConversaçõesMonitoramento de Marcas e Conversações
Monitoramento de Marcas e Conversações
 
A Análise de um Mercado (a Relação Entre Pesquisa e Sistema de Informação)
A Análise de um Mercado (a Relação Entre Pesquisa e Sistema de Informação)A Análise de um Mercado (a Relação Entre Pesquisa e Sistema de Informação)
A Análise de um Mercado (a Relação Entre Pesquisa e Sistema de Informação)
 
Workshop Social Intelligence
Workshop Social IntelligenceWorkshop Social Intelligence
Workshop Social Intelligence
 
Pesquisa_de_Mercado.ppt
Pesquisa_de_Mercado.pptPesquisa_de_Mercado.ppt
Pesquisa_de_Mercado.ppt
 
Como fazer pesquisa
Como fazer pesquisaComo fazer pesquisa
Como fazer pesquisa
 
Pesquisa De Mercado
Pesquisa De MercadoPesquisa De Mercado
Pesquisa De Mercado
 
Que pesquisa aplicar
Que pesquisa aplicarQue pesquisa aplicar
Que pesquisa aplicar
 
Expertise: Informação. Inteligência. Insight.
Expertise: Informação. Inteligência. Insight. Expertise: Informação. Inteligência. Insight.
Expertise: Informação. Inteligência. Insight.
 
Monitoramento de Redes Sociais
Monitoramento de Redes SociaisMonitoramento de Redes Sociais
Monitoramento de Redes Sociais
 
R Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de MarketingR Gómez - Pesquisa de Marketing
R Gómez - Pesquisa de Marketing
 
Pesquisa de opinião pública e de mercado
Pesquisa de opinião pública e de mercadoPesquisa de opinião pública e de mercado
Pesquisa de opinião pública e de mercado
 
Aula pesquisa de marketing
Aula pesquisa de marketingAula pesquisa de marketing
Aula pesquisa de marketing
 
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016
Prex i etapa 3_roteirode_pesquisa_2016
 

Pesquisa publicitária

  • 1.
  • 2. A pesquisa consiste, Basicamente, em ouvir pessoas.
  • 3. A pesquisa agrega valor à economia e à sociedade.
  • 4. A pesquisa ajuda executivos de negócios e formuladores de políticas a tomarem decisões seguras.
  • 5. A pesquisa é baseada em métodos científicos. A pesquisa utiliza métodos científicos.
  • 6.
  • 7. Dado: Fatos e estatísticas. Ex: Dados dos clientes, dados do faturamento, cadastro de produto, performace... informação: Dados organizados e apresentados de maneira útil, visando colaborar com o processo decisório, capacitando os gestores organizacionais. Ex: Publicações setoriais, documentários, relatórios do governo...
  • 8. Mesmo em pesquisas não há certezas absolutas, trabalha-se com técnicas científicas para alcançar “probabilidades”.
  • 9.
  • 10. INTERNAS: Dados que são inseridos no sistema da empresa. Externas: qualquer informação relacionada com o macroambiente em que a empresa está inserida. PUBLICAÇÕES SETORIAIS: EXAME, MEIO&MENSAGEM... BANCO DE DADOS JORNAIS/REVISTAS. RELATÓRIO DO GOVERNO: IBGE, RELATÓRIOS BNDES... SERVIÇO DE PESQUISA E ASSOCIAÇÕES: ABEP, IBOPE, IPSOS... PESQUISAS COM CLIENTES.
  • 11. Dados primários: Dados coletados específicamente para uma determinação, por meio de uma pesquisa mercadológica, empírica e pragmática. DADOS SECUNDÁRIOS: DADOS JÁ EXISTENTES, COLETADOS EM OCASIÕES ANTERIORES.
  • 12. pesquisa de opinião: Pesquisas de opinião geralmente são feitas para representar as opiniões de uma população fazendo-se uma série de perguntas a um pequeno número de pessoas e então extrapolando as respostas para um grupo maior dentro do intervalo de confiança. pesquisa de mercado (ad-hoc): é uma pesquisa feita sob encomenda, ou seja, a partir das necessidades específicas de cada cliente. O contratante participa ativamente na estruturação do trabalho, definindo suas prioridades ou enfoques (público-alvo, amostra, praças, entre outros) em conjunto com coordenação de análise do Referencial Pesquisas. pesquisa de mídia: A pesquisa de mídia é ferramenta indispensável para a escolha e definiçãodos melhores meios, veículos de comunicação e a melhor alternativa para a veiculação de campanhas e maximização da verba do anunciante. pesquisa eleitoral: A Pesquisa eleitoral é utilizada para conhecer a intenção de voto dos eleitores.
  • 13.
  • 14. O problema da pesquisa: O problema da pesquisa é o foco central do Briefing e porque não dizer da pesquisa. Um projeto de pesquisa de mercado sem um “Problema de pesquisa” bem definido pode resultar no fracasso total, afinal é necessário saber com clareza o que precisa ser investigado para subsidiar as decisões, estratégias e táticas futuras.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18. SATISFAÇÃO COM PRODUTOS E SERVIÇOS: Monitoramento da satisfação dos clientes, com levantamento de atributos relevantes sob a ótica do consumidor. Gera índices e matrizes de apoio à definição de melhorias, que orientam as prioridades de ação, contribuindo para ganhos de desempenho e fidelização no mercado. SEGMENTAÇÃO DE MERCADOS: Define-se o perfil socioeconômico e o potencial de consumo de diferentes grupos de consumidores. MARKET SHARE: Na análise de concorrência, verifica-se o nível de conhecimento e a imagem dos competidores, bem como a probabilidade de migração dos clientes entre eles. Colabora diretamente para empresas que possuem metas de atuação no mercado, avaliando sua participação e posicionamento na sua categoria.
  • 19. pesquisa de hábitos e atitudes: Analisa mudanças de comportamento e de opinião do público alvo a partir de acontecimentos específicos. Permite identificar preferências por marcas ou produtos, comportamento de compra, etc. Ao conhecer os hábitos e atitudes dos consumidores de forma subjetiva e ainda mensurar o que compram, quando compram, onde compram, quanto compram, tais informações são essenciais para de determinar demanda futura, qual melhor volume de estoque, produtos e até definir a abertura de um empreendimento. Teste de produtos: Analisa conceitualmente o produto, verificando sua aceitação no mercado e seu potencial de venda. Degustação com técnicas que permitem ao entrevistado opinar sem saber qual marca está avaliando e, posteriormente, pondere a influência da embalagem e empresa associada. recall: Avalia um determinado produto ou marca, junto a diferentes grupos de consumo. E sua intenção de recompra.
  • 20. top of mind: Busca qual é o primeiro nome lembrado ao se falar de determinado segmento ou atributo, esta é uma investigação mais profunda, para diagnosticar a força de campanhas e ações específicas da organização. branding: Avalia o impacto das estratégias de marketing e comunicação sobre a imagem empresarial em instituições públicas e privadas, mensurando a força da marca. propaganda: PRÉ-TESTE DE CAMPANHAS E PEÇAS: Avalia a compreensão e a absorção das mensagens de comunicação, verificando sua eficiência antes de ser veiculadas. Permite que agências de propaganda ajustem suas campanhas, superando possíveis erros de abordagem. RECALL (pós-teste): De curto e médio prazos, verifica a recepção das mensagens de comunicação, bem como o nível de compreensão e fixação pelo público-alvo. Esta ferramenta é bastante utilizada para monitorar investimentos publicitários e redirecioná-los para maior alcance de resultados.
  • 21. EMPREENDIMENTOS: VIABILIDADE COMERCIAL: Analisa as características do empreendimento e sua relação com as características socioeconômicas da população; dimensiona o potencial de faturamento a curto, médio e longo prazo. PESQUISA DE PREÇO: Foco na análise da elasticidade de preços de produtos para a determinação do preço ótimo de lançamento no mercado ou de elevação de volume de vendas versus participação de mercado. PÚBLICO INTERNO/ENDOMARKETING: CLIMA ORGANIZACIONAL: Conhecer as necessidades dos colaboradores, as variáveis que impactam em seu comportamento, a implantação e o desenvolvimento de programas de qualidade e processos de comunicação interna nas organizações. Visa o aumento de produtividade, baixar rotatividade e alcance de melhor desempenho das organizações. COMUNICAÇÃO INTERNA: Avaliação dos veículos de comunicação interna das empresas e sua efetividade junto aos seus colaboradores. Testes de novas mídias e avaliação de campanhas e produtos da empresa.
  • 22. tipos de pesquisa: explorátoria: o objetivo dela é procurar padrões, idéias ou hipóteses. Principais aplicações pesquisa exploratórias: -Definir o problema e possíveis hipóteses; -Identificar variáveis que possam influenciar o problema; - Estabelecer prioridades para as pesquisas posteriores. DESCRITIVa: tipo de pesquisa que se destina a descrever características de determinada situação ou funções de mercado. Principais aplicações pesquisa DESCRITIVAs: -Descrever as características de grupos relevantes, como consumidores, vendedores, fornecedores, ou áreas do mercado; -Determinar as percepções dos consumidores com relação às características dos produtos; - Fazer previsões especifica de consumo. CASUAL/EXPLICATIVA/EXPERIMENTAL: visa identificar as possíveis causas que cercam determinados problemas. Principais aplicações pesquisa exploratórias: -TESTE-CEGO DE NOVOS PRODUTOS; -EXPERIMENTAÇÃO DE UM NOVO PRODUTO.
  • 23.
  • 24. QUALITATIVA: QUESTÕES CUJAS RESPOSTAS É DISCURSIVA. Analisa, identifica ou avalia aspectos ou fatores não mensuráveis, o caráter psicológico, social, cultural ou político. Perguntas chaves: O quê, Como, Onde, Por quê, quem? QUANTITATIVA: QUESTÕES CUJAS RESPOSTAS SÃO PROBABILIDADES ESTATÍSTICAS. Analisa, identifica ou avalia aspectos mensuráveis, isto é, os de caráter econômicofinanceiro, produtivo, de uso geral e demográfico. Perguntas chaves: Quanto, Quando, Onde, Quem?
  • 25.
  • 26.
  • 27. EXISTEM 2 TIPOS DE PERGUNTAS:
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31. A coleta de dados é executada pela aplicação em campo da pesquisa a uma amostra, pessoas que irão ser entrevistas de forma quantitativa, onde o entrevistador possui um roteiro e vai moderando a entrevista, seguindo um roteiro anteriormente aprovado e planejado ou quando o entrevistador responde uma série de questões, por meio de formulários, telefone, e-mails, softwares, etc... FOCUS GROUP: QUALITATIVA, EXPLORÁTORIA. SÃO ENTREVISTADOS UM NÚMERO DE PESSOAS (4-12) ESCOLHIDAS DE ACORDO COM O PÚBLICO-ALVO PARA OBSERVAÇÃO E AVALIADOS DESDE EXPRESSÃO ATÉ AS PRÓPRIAS RESPOSTAS EXPOSTAS. ENTREVISTAS EM PROFUNDIDADE: FEITA NUMA SÉRIE DE ETAPAS, É AVALIADO O ASSUNTO INVESTIGADO TOMANDO EM CONTA A EVOLUÇÃO DA RESPOSTA. PESQUISA ETNOGRÁFICA: tipo exploratória, qualitativa. Realiza um análise holística ou dialética do objeto estudado. Método onde o pesquisador se introduz de maneira ativa e dinâmica na estrutura pesquisada.
  • 32. ABORDAGEM PESQUISA PESSOAL: ABORDAGEM DIRETA DO ENTREVISTADO. REALIZADO EM PONTOS DE FLUXO, DOMICÍLIOS, ESCRITÓRIOS, ETC. PESQUISA POR TELEFONE/ C.A.T.I (COMPUTER ASSISTED TELEPHONE INTERVIEWING): ASSISTIDA POR UM COMPUTADOR, NORMALMENTE USADO POR EMPRESA QUE TEM CADASTRO DE CLIENTE, USADO PARA ESTUDO SEGMENTADO. PESQUISA ONLINE/E-MAIL: POR MEIO DE PLATAFORMAS DIGITAIS (E-MAIL, HOTSITE, REDE DE RELACIONAMENTO), PARA USO DE ESTUDO SEGMENTADO. APÓS AS ENTREVISTAS SEREM REALIZADAS PASSA-SE PARA ETAPA DE CODIFICAR (TABULAR DADOS), DE FORMA SISTÉMATICA E COMPUTARIZADA.
  • 33.
  • 34. A idéia básica: "à coleta de dados relativos a alguns elementos da população e a sua análise, que pode proporcionar informações relevantes sobre toda a população". (Mattar, F. p. 128).
  • 35. Importante definir: • • • Quem pesquisar (unidade de amostragem); Quantos pesquisar (o tamanho da amostra); Como selecionar (o procedimento da amostragem);
  • 36. Segmentação do público alvo de pesquisa: geográfica: Localização física do “target”. País, estado, cidade, região... demográfica: Idade, rendimento, sexo, tamanho da família, religião, escolaridade, ocupação... comportamental: Classifica as pessoas de acordo com sua disposição para comprar, motivação e atitude. Psicográfica: Estilo de vida, personalidade: extrovertido, conversador, impulsivo, tímido...
  • 37. Cceb- critério de classificação econômica brasil: O CCEB, comumente chamado de Critério Brasil, foi desenvolvido pela ABEP – a partir de metodologia com base em tratamento estatístico - sendo considerado o principal instrumento utilizado pelo mercado para segmentar a população segundo seu poder de compra. Com o Critério Brasil, as populações deixaram de ser classificadas por "classes sociais", passando a sê-lo por "classes econômicas". Com alto poder de discriminação e grande simplicidade operacional, o Critério Brasil classifica a população nas classes econômicas A, B, C, D e E segundo a pontuação obtida pela posse de determinados bens e o grau de instrução do chefe de família. A partir disto, estabelece uma correlação com o poder de compra do domicílio. O Critério Brasil é uma ferramenta confiável, que permite a comparação de estudos de diferentes fontes dentro de uma perspectiva histórica. Saiba mais sobre o Critério Brasil em www.abep.org.
  • 38. Tipos de amostragem: probabilística: é aquela em que cada elemento da população tem uma chance conhecida e diferente de zero de ser selecionado para compor a amostra. Não probabilística: é aquela em que a seleção dos elementos da população para compor a amostra depende ao menos em parte do julgamento do pesquisador ou do entrevistador no campo.
  • 39.
  • 40.
  • 41. Não existe um “layout padrão” para um relatório final, o importante é colocar o foco no objetivo da pesquisa e que tenha a pegada da instituição pesquisadora. Uma recomendação é que se divida em tópicos: Breve apresentação da empresa pesquisadora; Identificação dos profissionais envolvidos; Introdução ou reflexão inicial; A metodologia aplicada; Definição da população a estudar e da amostra; A construção do questionário; O trabalho de campo; A tabulação e o processamento das informações; Análise e interpretação dos dados; Conclusão. Comum as empresas pesquisadoras apresentarem Vídeos, gráficos...
  • 42. Conduta ética No Brasil, a ABEP - Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa é a instituição que cuida por uma normativa para elaboração de pesquisa: A seguir, alguns dos princípios básicos recolhidos dos códigos e guias de pesquisa: - A participação do entrevistado será sempre voluntária. Ele sempre será informado adequadamente sobre a natureza do projeto. Os pesquisadores jamais enganarão aos entrevistados para obter sua cooperação. - Sempre será respeitado a privacidade e os demais direitos dos entrevistados. - Os pesquisadores não permitirão que os dados pessoais obtidos sejam usados para outros fins que não os da pesquisa, protegendo-os sempre. - Os pesquisadores realizarão a pesquisa objetiva e honestamente, segundo os princípios científicos de pesquisa e todos os padrões de qualidade relevantes em vigor. - Os pesquisadores terão especiais cuidados quando realizarem pesquisas com crianças ou grupos desfavorecidos da população.
  • 43. Bibliografía: AAKER, David. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas, 2001. CHURCHIL, Gilbert A; et. al. Marketing: Criando valor para os clientes. (tr. Cecília Camargo Bartalotti). 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2000. COLLIS, Jill; HUSSEY, Roger. Pesquisa em Administração (2 ed.). Porto Alegre: Bookman, 2005. CROCCO, Luciano. et. al. Fundamentos de Marketing: Conceitos Básicos. 1ª ed. São Paulo: SARAIVA, 2005, v.1. GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999 KOTLER, Philip. Administração de Marketing. (tr. Bazán Técnologia e Linguistica). 10ª ed. São Paulo: Prentice Hall, 2000. KOTLER, Philip. Marketing de A a Z: 80 conceitos que todo profissional precisa saber. (tr. Afonso Celso Cunha Serra). 9ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. MATTAR, Fauze Najib. Pesquisa de Marketing: metodologia e planejamento. 6ª. ed. São Paulo: Atlas, 2005 MCDANIEL, Carl D.; GATES, Roger. Pesquisa de marketing. São Paulo: Thomson Learning, 2006. RUTTER, Marina; et. al. Pesquisa de mercado. 3. ed. São Paulo: Ática, 2006. SCHIFFMAN, L. & KANUK, L. Comportamento do consumidor. 6ª ed.São Paulo. LTC Editora. 2000. Prof. Shastin – Conceitos Básico de pesquisa de Marketing Pág: 25 Internet: Webshoppers E-bit inteligencia no comercio elestronico. Disponível em: <http://www.webshoppers.com.br/webshoppers/WebShoppers26.pdf> Acesso em 12 set. 2012. Código de ética - ABEP - Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Disponível em: <http://www.abep.org> Acesso em 01 set. 2012. Design estratégico: inovação, diferenciação, agregação de valor e competitividade. Disponível em: <http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivo s/conhecimento/bnset/set3510.pdf> Acesso em 09 set. 2012. Michaelis Moderno Dicionário da Língua Portuguesa. Disponível em: <http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portuguesportugues&palavra=briefing>. Acesso em 09 set. 2012. Pesquisa Online Global de Consumidores: Publicidade. Disponível em: < http://br.nielsen.com/site/index.shtml>. Acesso em 13 set. 2012. CHIP - O Mouse Propaganda do Bradesco. Disponível em: < http://www.marketingbest.com.br/marketing-best2011/pop_2002/bradesco.php>. Acesso em 13 set. 2012. Conheça e Veja como um briefing de pesquisa de mercado deve ser feito. Disponível em: < http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/conheca-eveja-como-um-briefing-de-pesquisa-de-mercado-deve-ser-feito/12814/>. Acesso em 08 set. 2012. IBOPE. Disponível em: < http://www.ibope.com.br/pt-br/Paginas/home.aspx>. Acesso em 08 set. 2012. IPO Disponível em: < http://www.ipo.inf.br/index.php/tecnicas_pesquisa.html>. Acesso em 20 set. 2012.